Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Viver Bem: Mudança de tempo favorece aparecimento de infecções virais, como conjuntivite
A chegada das temperaturas mais frias e as constantes mudanças de tempo decorrentes destes períodos chuvosos, podem favorecer o aumento de infecções virais e doenças respiratórias. Entre elas, são comuns as conjuntivites virais - inflamação da conjuntiva aguda altamente contagiosa, geralmente causada por um adenovírus, e que está frequentemente associada com as contaminações das vias aéreas superiores, como gripe, resfriado, rinite, faringite, o que acaba facilitando o desenvolvendo da síndrome faringoconjuntival. De acordo com o oftalmologista do Sistema Hapvida,  Dr. Breno Leão, apesar de ser mais transmissível, a conjuntivite viral é mais branda e sua sintomatologia costuma ser mais rápida do que a bacteriana. 

Leia mais

Excesso de fúria: psicólogo explica o limite entre os ataques de raiva e agressividade
É comum que algumas situações do dia a dia causem estresse, desconforto e até raiva, mas é preciso ficar atento quando a reação é desproporcional e se sobressai ao fato ocorrido. O alerta é do psicólogo do Sistema Hapvida, Carol Costa, que explica que, quando desmedido e frequente, o excesso de fúria precisa ser tratado por especialistas da saúde mental. “Quando a atitude é desproporcional ao agente causador isso pode se transformar em algo maior”, detalha o profissional, que revela haver alguns transtornos que podem estar ‘escondidos’ no descontrole, como a ‘síndrome de Hulk’.

Leia mais

Nutricionista explica como alimentação saudável auxilia na prevenção de doenças
O Maio Roxo, mês de conscientização das Doenças Inflamatórias Intestinais (DIIs), chama a atenção para as patologias gastrointestinais que afetam cerca de cinco milhões de pessoas no planeta, segundo dados da Sociedade Brasileira de Coloproctologia. Essas enfermidades ocorrem quando o intestino tem sua função prejudicada em uma ou mais partes, causando, entre outros problemas, a diminuição da absorção de nutrientes, etapa que ocorre no intestino delgado. 

Leia mais

Chegada do outono aumenta riscos de doenças respiratórias
A chegada do outono e a proximidade do inverno provocam mudanças na temperatura e aumento da umidade. Esses fatores favorecem o aparecimento de alergias e doenças respiratórias. Isso porque as condições climáticas proporcionam um aumento na transmissão de vírus respiratórios e podem piorar o quadro de doenças como rinite, asma e bronquite. Médicos alertam que há um aumento de 40% na incidência de quadros alérgicos nesse período. Para entender como acontecem as alergias da estação, o pneumologista do Sistema Hapvida, Dr. André Gentil explica que o clima mais frio favorece a manifestação de infecções respiratórias, devido à inversão térmica. A massa de ar mais pesada demora em ascender para a camada mais extensa da terra, o que provoca a retenção de poeiras, bactérias, poluentes e vírus no ar. De acordo com Gentil, asma e rinite alérgicas estão entre os problemas que mais atingem a população nesse período e, geralmente associada a elas, vêm as dermatites tópicas.

Leia mais

Viver Bem: Mastologista ressalta importância de mudanças de hábitos para prevenir câncer de mama
“Quando falamos de prevenção do câncer, estamos tratando de estratégias para reduzir que a doença venha se desenvolver. De forma geral, sempre vamos tentar atuar nos fatores de riscos para a doença que são possíveis de causar sua modificação. Essas mudanças incluem evitar o consumo de álcool e cigarro, praticar atividades físicas, ter uma alimentação saudável e evitar fatores de riscos ambientais. Estamos falando de métodos de prevenção de risco que venham a desenvolver ”, explica o mastologista.

Leia mais

Viver bem: Dermatologista do Sistema Hapvida explica o que é alopecia areata
Nesta última semana, a alopecia tornou-se um dos temas mais comentados nos veículos de comunicação e nas redes sociais. O dermatologista do Sistema Hapvida, Diogo Pazzini Bomfim, esclarece o seu significado: “Alopecia não é o nome de uma única doença que provoca a perda de cabelo. Há vários tipos de alopecia, como a alopecia androgenética, alopecia areata, alopecia frontal fibrosante e alopecia de tração”.

Leia mais

Viver Bem: “Cuidar é pra quem conhece” é a nova campanha do Sistema Hapvida
O atendimento personalizado, cuidadoso, olho no olho, que todo paciente gosta de receber é essência da nova campanha de marketing do Sistema Hapvida. Com o nome “Cuidar é para quem conhece”, o roteiro passeia por sensações como acolhimento, identificação e proximidade, mostrando que a distância física das teleconsultas não influencia no calor da atenção dada pelos profissionais para os clientes.

Leia mais

Viver bem: especialista ajuda a reconhecer a perimenopausa, transição para a menopausa
Se o corpo humano desperta interesse constante tanto nos profissionais de saúde quanto em pessoas leigas no assunto, o corpo da mulher é ainda mais enigmático pelas transformações que enfrenta ao longo da vida, em consequência das muitas alterações hormonais. Uma das mais difíceis acontece durante a transição entre o ciclo menstrual regular e a menopausa. Nessa fase intermediária, conhecida como perimenopausa, a mulher encara uma série de mudanças, tanto físicas quanto emocionais. Um acompanhamento ginecológico adequado e um estilo de vida saudável podem ajudar a atenuar os sintomas mais desconfortáveis desse período, que incluem distúrbios do sono, perda da libido, ganho de peso e irritabilidade. 

Leia mais

Viver Bem: A atenção com a saúde ocular das crianças deve iniciar ainda na maternidade
De acordo com a OMS - Organização Mundial da Saúde, cerca de 1,4 milhão de crianças no mundo perdem a visão em algum grau. No entanto, esse número poderia ser 80% menor, se estes casos fossem evitados ou tratados adequadamente em consultas ao oftalmopediatra. O especialista do Sistema Hapvida, Dr. Breno Leão, chama a atenção para a saúde ocular infantil, e, sobretudo, quando deve se iniciar o acompanhamento com o especialista. "O primeiro atendimento deve acontecer logo após o nascimento da criança, ainda na maternidade, onde é realizado o Teste do Olhinho. Este exame, simples e indolor é capaz de verificar o tamanho e transparência da córnea, se já tem algo que indique glaucoma juvenil, catarata congênita, desvios oculares, estrabismos, tumores como a retinoblastoma, infecções e muito mais", alerta.

Leia mais

Viver bem: Saiba causas e fatores da parada cardiorrespiratória em jovens
Saber que uma pessoa jovem e saudável teve um mal súbito e faleceu enquanto praticava exercícios físicos ou outra atividade rotineira é algo que não costuma acontecer, mas sempre choca e nos ocasiona muitas perguntas sobre suas causas. No entanto, de acordo com o Ministério da Saúde, a cada 60 minutos são 40 óbitos, o que representa, em média, de 250 a 300 mortes por ano.

Leia mais

Histórico de Conteúdo