Viver Bem: Verão e exercícios físicos - uma combinação que pode dar certo

Aproveitar a rua, a orla e tudo que a cidade nos permite são alguns dos diferenciais da estação mais quente do ano. Mas, não pense que o lazer é a única finalidade da estação. A prática de exercícios físicos é algo que pode ser iniciada com os dias mais quentes e iluminados.

 

Uma pesquisa realizada pela Organização Mundial de Saúde, em setembro do ano passado, revelou que uma em cada duas pessoas em idade adulta no país não pratica atividades físicas suficientemente. E, uma alternativa para fugir do sedentarismo é utilizar as áreas públicas. Ciclismo, corridas, treinos funcionais e stand up paddle estão entre as atividades que podem ser feitas e trazem inúmeros benefícios ao corpo e a mente.

 

O educador físico e coordenador do projeto Hapvida +1k, Júnior Soares, destaca que o principal benefício da prática de exercício ao ar livre é que a pessoa tem uma troca com o ambiente de forma natural e fica mais motivado com a atividade. “O verão significa mais luz, mais energia exposta. O indivíduo faz a troca energética com o ambiente de forma saudável, eliminando as toxinas do corpo. Já no ambiente fechado (como é o caso das academias), a energia fica concentrada naquele local, sem troca com a natureza”, explica.

 

CUIDADOS

Mas, para quem pensa que é só sair pela rua aproveitando o dia ensolarado para se exercitar, é preciso estar alerta a alguns cuidados. A hidratação é algo que deve ser levado a sério, por que a falta de água no corpo acaba desequilibrando o organismo. É importante também evitar os horários entre 9h e 15h, preferindo os primeiros e últimos horários do dia e fazendo sempre o uso do protetor solar, para evitar insolação. Os horários com menor incidência solar são mais saudáveis.

 

CORRER, CORRER

No rol das atividades físicas, corrida e caminhada estão entre as mais praticadas no Brasil. Na relação custo-benefício, o profissional relata os principais ganhos para quem pratica as atividades. “Entre os benefícios de praticar a atividade aeróbica durante o verão estão a perda de peso e o estímulo de uma produção maior dos hormônios saudáveis para o corpo, como a serotonina. O corpo é trabalhado em sua totalidade, há uma queda no mau colesterol e um aumento no bom”, pontua.

 

HAPVIDA +1K

Para quem quer começar a correr neste verão, uma opção é o projeto Hapvida +1K. Realizado em grupo, o treino acontece diariamente, de segunda a sábado, nos bairros do Rio Vermelho, Bonocô, Ribeira, Boca do Rio, Patamares e Stella Maris. Além da corrida, o projeto conta agora com exercícios funcionais que vão estimular a saída dos participantes do sedentarismo.

Leia mais

Quarta, 09 de Janeiro de 2019 - 11:50

Sinta-se leve: Hábitos que constroem

por Lidiane Angelim

Sinta-se leve: Hábitos que constroem
Acordei tarde, vou ter um dia difícil, esqueci o tênis... desculpas mais do que conhecidas daqueles que não conseguem cumprir uma rotina de exercícios eficaz. E se chover então, esqueça o treino. Pode parecer engraçado nos diversos cards postados nas redes sociais, mas o fato é que a falta de disciplina e da aquisição de novos hábitos faz com que você corra (sim, eu escrevi CORRA) do seu objetivo final. A quem você está enganando mesmo?

Leia mais

Quinta, 03 de Janeiro de 2019 - 11:30

Viver Bem: Ano novo – Dieta nova

Viver Bem: Ano novo – Dieta nova

Feliz 2019! Esta tem sido a frase mais dita nos últimos dias. E, um dos pontos que as pessoas sempre fazem no começo de um novo ano é por no papel os planos e metas previstas para este novo ciclo. Entre os desejos a serem conquistados, a boa relação com a dieta alimentar é um dos alvos que muitos anseiam.

 

Dados de um estudo realizado em conjunto pelo Instituto Brasileiro (IBGE), Instituto Nacional do Câncer (INCA), Ministério da Saúde, Unifesp, Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Dasa (empresa especializada em diagnóstico), revelaram que 54% dos brasileiros estão acima do peso. Aliada a esta realidade, 52% dos entrevistados não realizam nenhuma atividade física e apenas 30% dos que responderam a pesquisa comem frutas, verduras e legumes diariamente. E, com a chegada do novo ano, fica o questionamento: como mudar tudo isso?

 

A nutricionista do Hapvida Saúde, Marigleise Lima, explica que o primeiro passo para a mudança em relação a uma dieta saudável é fazer uma reeducação alimentar. “Cada vez mais ouvimos falar em dietas ou regimes milagrosos, que viram moda e são baseadas em um alimento novo. A maioria desses métodos é geralmente de curto prazo e resultam em emagrecimento, mas por não durarem muito tempo, decorre no famoso ‘efeito sanfona’, onde a pessoa recupera todo o peso. Justamente por isso, a reeducação alimentar, acompanhada de um profissional da área, é a chave para a adoção de novos hábitos alimentares saudáveis”, pontua.

 

Passos para a reeducação alimentar

- Reflita da onde vêm os alimentos que você consome. Sem dúvida os alimentos que vêm da natureza, os orgânicos, são muito mais nutritivos;

- Faça dos alimentos in natura ou minimamente processados a base da sua alimentação. Limite os processados e evite os ultraprocessados. Essas são recomendações do Novo Guia Alimentar para a população Brasileira, do Ministério da Saúde;

- Fique de olho no rótulo dos alimentos. Desconfie de enormes listas de ingredientes, principalmente os que você não faz ideia do que seja;

- Não se preocupe apenas com as calorias que você consome, mas sim com a qualidade nutricional dos alimentos;

- Saia do sedentarismo. Pratique uma atividade física que você goste!

 

Alimentos do Verão

E, já que estamos na estação mais quente do ano, nada melhor do que pensar nos alimentos propícios da época para montar a dieta de maneira mais refrescante. “Entre as frutas mais indicadas para a estação, está a melancia, que oferece uma série de benefícios ao corpo e ainda contribui com a limpeza dos rins. A fruta também é útil para minimizar o mal-estar das ressacas, por exemplo. Outra excelente opção para o verão são as ameixas. Como elas possuem fibra dietética, costumam ser utilizadas para regular o sistema digestivo”, destacou a Marigleise. Além das frutas, vale a pena combinar vegetais folhosos escuros (couve, agrião, hortelã, salsa, aipo) e além desses fazer a ingestão de água de coco.

 

E, se no decorrer do ano você acabar dando aquela “fugidinda” da dieta, não desista. Marigleise explica qual deve ser a estratégia. “Procurar voltar à rotina alimentar o quanto antes, dando uma atenção maior às porções ingeridas e consumir mais frutas e legumes, além de muita água”, finaliza.

Leia mais

Quinta, 27 de Dezembro de 2018 - 12:30

Viver Bem: O fim de ano e a autocobrança

Viver Bem: O fim de ano e a autocobrança

Analisar o que foi feito e planejar o ano que virá. Estas são ações realizadas durante o término de um ano e a proximidade de outro. Mas, o nível de cobranças em relação ao saldo do ano vigente pode afetar e/ou gerar problemas psicossomáticos nas pessoas.

 

A psicóloga do Hapvida Saúde, Marta Érica Souza, explica que quando as pessoas chegam ao final de um ciclo que não é possível retomar percebem o quão agoniante podem ter sido seus comportamentos. “Esse cenário agrava ou desperta as patologias da era moderna, nesta sociedade onde mostrar-se feliz e bem sucedido torna-se obrigatoriedade. Quando nos sentimos tristes, desamparados, ou até mesmo quando o indivíduo percebe que seus planos não foram concretizados, tendemos a sentir na pele o insucesso por não ter realizado todas as metas ou concretizados todos os sonhos”, elucida.

 

Um dos pontos analisados por Marta é que as cobranças nem sempre partem da própria pessoa. “Para muitos, esse período do ano pode se tornar um autoflagelo a partir das cobranças sociais, familiares e individuais que se tornam mais evidentes nesta época e trazem consigo um sentimento de fracasso e inferioridade”, pondera a especialista.

 

FUGA

A autocobrança é um fator social e deixa as pessoas com a obrigação de mantê-la presente em diferentes esferas da vida. Para driblar essa realidade, o autoconhecimento é uma das principais chaves. “Buscar o autoconhecimento leva o indivíduo a reconhecer seus próprios limites e necessidades que, por certo, levaria a ter motivação por aquilo que é realmente essencial. Deste modo palavra-chave para atenuar tal agente extressor é a motivação, que está intrinsecamente envolvida na possibilidade de melhora sem a punição para execução de ações. Motivar-se leva o indivíduo a buscar e encontrar o caminho a ser seguido e ainda orientar-se de acordo com suas necessidades reais, sem a obrigação de gerar estresse ou punição ao longo de sua jornada”, finaliza.

Leia mais

Quarta, 26 de Dezembro de 2018 - 12:30

Sinta-se leve: Não se adia o perdão

por Lidiane Angelim

Sinta-se leve: Não se adia o perdão
Não conseguimos pensar na palavra PROBLEMA sem assimilar a esta uma outra pessoa. Sim, é o outro que sempre está nesse contexto, trazendo para as nossas vidas sentimentos negativos como raiva, ódio, angústia, etc. E como surge o problema? Com a nossa emoção contida e, consequentemente, as atitudes do nosso subconsciente por causa desta. Como resolver? Libertando a tal da "emoção presa" que só causa mal a uma pessoa: você. E não adianta apenas falar que liberta, a emoção precisa ser retirada do subconsciente. Eis que então surgirá o PERDÃO.

Leia mais

Quinta, 20 de Dezembro de 2018 - 11:30

Viver Bem: Seu filho ainda acredita em Papai Noel?

Viver Bem: Seu filho ainda acredita em Papai Noel?
Mais um Natal se aproxima e, com ele, os panetones, uvas passas, presentes, celebrações e também os dilemas que envolvem um dos personagens mais lendários da cultura natalina, o Papai Noel. Os pais devem contar ou não para os filhos que o bom velhinho não existe? Para os que optam por essa conversa, fica ainda a dúvida de qual é o melhor momento da infância para a revelação, tendo em vista que as crianças maiores já se deparam com alguns indícios que de trata-se apenas de um personagem do imaginário infantil.

Leia mais

Quinta, 13 de Dezembro de 2018 - 11:40

Viver Bem: O uso da terapia para tratar o medo de avião

Viver Bem: O uso da terapia para tratar o medo de avião
É muito comum que algumas pessoas apresentem o medo excessivo de viajar de avião. A aerofobia, como é cientificamente conhecida, é registrada entre 20 a 40% da população adulta mundial. Mas, para os que apresentam sintomas da fobia uma notícia positiva: há possibilidades de tratamento.

Leia mais

Quinta, 06 de Dezembro de 2018 - 11:30

Viver Bem: As causas e os cuidados com a trombose

Viver Bem: As causas e os cuidados com a trombose
O aparecimento de trombos pelo corpo, que geralmente surgem nos membros inferiores, pode vir a ser um caso de trombose. A doença é relacionada ao sistema vascular e, de acordo com estimativas da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV), há 60 casos de trombose venosa profunda para cada 100 mil habitantes por ano.

Leia mais

Quarta, 05 de Dezembro de 2018 - 14:50

Sinta-se leve: Justificar não traz resultados

por Lidiane Angelim

Sinta-se leve: Justificar não traz resultados
“Justificar um erro é errar outra vez”, a citação, atribuída a diversos autores na web, é o ponto de partida sobre o tema que abordo esta semana aqui com vocês. Sim, você pode ter tido todos os motivos do mundo para não ter ido à academia, não ter seguido a dieta da nutri, não ter comparecido a sua sessão semanal de estética...Imprevistos e problemas surgem na vida de todos, mas o que difere uma pessoa que consegue chegar ao objetivo desejado de outra que sequer consegue sair da primeira dezena de casas desse tabuleiro chamado vida é apenas um elemento: parar de se justificar.

Leia mais

Viver Bem: Conheça sintomas do Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade
Algumas crianças demonstram comportamentos que, inicialmente, remetem a uma má-criação. A inquietude e dificuldade de prestar atenção ao professor, por exemplo, são algumas dessas características. Mas, em alguns casos, isso pode ser resultado do Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade, conhecido como TDAH.

Leia mais

Histórico de Conteúdo