Sábado, 08 de Agosto de 2020 - 21:07

Daniel comenta gol e mira competições restantes da temporada: 'Vamos pensar grande'

por Ulisses Gama

Daniel comenta gol e mira competições restantes da temporada: 'Vamos pensar grande'
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Mais uma vez saindo do namco de reservas, o meia Daniel foi importante para o Bahia. Dessa vez, o camisa 8 marcou o gol do empate do Tricolor contra o Atlético de Alagoinhas neste sábado (8), em Pituaçu, pelo jogo decisivo do Campeonato Baiano. Após o triunfo nos pênaltis, o jogador comentou o lance.

 

"Ali na hora quando o Ronaldo chutou e eu completei, tinha certeza que a bola não tinha saído. Sempre fica aquela expectativa, mas a gente fica tranquilo. Quando o juiz concluiu, fiquei feliz e acreditando na nossa virada", disse.

 

Escalado como um segundo volante, Daniel comentou a função que lhe foi dada pelo técnico Roger Machado e destacou o fato de ter voltado a ser importante para o time. Ele também falou em "pensar grande" para o Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana, competições restantes da temporada 2020.

 

"Importante. Hoje em dia, essa posição está ligando a defesa ao ataque, essa posição de segundo volante. É importante ajudar na recomposição e ajudar no ataque. Fico feliz de ter feito um gol importante. Quando cheguei no Bahia, a gente espera ser decisivo, conquistar títulos... Infelizmente a Copa do Nordeste a gente não conseguiu, mas a gente conseguiu o Baiano e vamos pensar grande nas próximas competições", indicou.

 

O Bahia faz a sua estreia no Campeonato Brasileiro na próxima quarta-feira (12), às 20h30, contra o Coritiba no estádio de Pituaçu.

Sábado, 08 de Agosto de 2020 - 20:54

Estreia do Leão: Vitória vence o Sampaio Corrêa pela Série B do Brasileiro

por Milena Lopes

Estreia do Leão: Vitória vence o Sampaio Corrêa pela Série B do Brasileiro
Foto: Enaldo Pinto / Ag. Haack / Bahia Notícias

O Vitória estreou na Série B vencendo o Sampaio Corrêa. O jogo, válido pela primeira rodada da competição, aconteceu no Barradão, neste sábado (8) e terminou com o placar de 1 a 0. O gol foi marcado de pênalti por Carleto no primeiro tempo.

 

A próxima partida do Rubro-negro, também pelo Brasileirão, será na terça-feira (11), às 21h30, contra o Figueirense, no estádio Orlando Scarpelli. O Alvinegro começou a Série B perdendo o primeiro duelo.  

 

O JOGO 

 

A primeira ameaça de finalização ainda foi no terceiro minuto de jogo. Carleto cobrou falta do meio do campo e mandou para a pequena área, mas Vico acabou batendo errado e a bola que subiu por cima do travessão. Alisson também mandou na direção do gol no minuto seguinte, com chute rasteiro da lateral direita, que acabou acertando a rede por fora. 

 

Gol de mão

 

Outra grande chance para Leão veio aos seis minutos, em nova falta cobrado do meio. Numa tentativa de cabeceio na direção da rede, Caicedo espalmou a bola e acabou mandando para dentro do gol, causando anulação do lance. 

 

Pênalti abre placar

 

Aos 20 minutos, Paulo Sérgio tentou roubar a bola de Caicedo enquanto o jogador estava na área e o juiz deu pênalti a favor do Rubro-negro. Batendo com força no canto esquerdo, o Carleto abriu o placar a favor do Vitória. 

 

A primeira boa tentativa do Sampaio Corrêa veio apenas aos 22, com cobrança de escanteio por Roney que passou raspando por cima da trave. Aos 25, em cobrança de falta de Daniel Penha da lateral direita, Ronaldo encaixou o chute e afastou o perigo de ataque do time maranhense. 

 

Ainda com o Vitória ameaçando na direção do ataque, em sobra de bola na entrada da área aos 31, Vico ameaçou com chute direto nas mãos do goleiro Gustavo. 

 

Ronaldo passou susto e fez grande defesa aos 39 minutos, após chute forte de fora da área do Diego Tavares. Aos 42, o goleiro do Leão voltou a trabalhar encaixando a finalização de Gustavo. O primeiro tempo encerrou com maior número de chegadas no ataque pelo time baiano e algumas reações do Bolívia a partir da metade da primeira etapa de jogo. 

 

Segundo tempo

 

A equipe maranhense começou a ameaçar mais na segunda etapa da partida. A primeira tentativa na direção do gol foi com chute desviado na para lateral esquerda da rede com Diego Tavares, aos sete minutos. No minuto seguinte, Gustavo Ramos finalizou, mas Ronaldo encaixou. 

 

O Vitória só conseguiu uma chegar bem no ataque aos 18 minutos, com cabeceio de Caicedo nas mãos do goleiro Gustavo. 

 

Ainda se aproximando mais do gol durante o segundo tempo, o Sampaio arriscou com André Luiz de fora de área aos 26, conseguindo fazer a bola passar rasteira por todos na defesa do Leão, mas o goleiro do Rubro-negro estava mais uma vez atento e tirou. Aos 30, o Sampaio voltou a dar trabalho para Ronaldo com jogada de Gustavo Ramos e chute de Caio Dantas.

 

Mesmo com mais algumas tentativas na direção do ataque, o Sampaio não conseguiu o empate e o Vitória finalizou vencendo o primeiro jogo da temporada no Brasileiro.

 

FICHA TÉCNICA

Vitória 1 x 0 Sampaio Corrêa

Série B – 1ª rodada

Local: Barradão, em Salvador

Data: 08/08/2020 (sábado)

Horário: 19h

Árbitro: Antônio Dib de Moraes (PI)

Assistentes: Rogério de Oliveira Braga (PI) e Alisson Lima Damasceno (PI)

Cartão amarelo: Jordy Caicedo; Marcelinho; Guilherme Rend, Fernando Neto (Vitória). Eloir (Sampaio Corrêa).

 

Vitória: Ronaldo; Jonathan Bocão, João Victor, Gabriel Furtado e Thiago Carleto; Guilherme Rend (Romisson), Fernando Neto (Jean) e Marcelinho; Vico (Matheusinho), Alisson Farias e Jordy Caicedo (Léo Ceará). Técnico: Bruno Pivetti.

 

Sampaio Corrêa: Gustavo; Joazi (Luis Gustavo), Paulo Sérgio, Daniel Felipe e João Victor; André Luís, Eloir e Daniel Penha (Gustavo Ramos); Diego Tavares (Marcinho), Roney e Jackson (Caio Dantas). Técnico: Léo Condé.

Roger indica continuidade no Bahia e fala sobre título: 'Veio para atenuar o insucesso'
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

O técnico Roger Machado deve seguir no Bahia para o Campeonato Brasileiro. Foi o que indicou o comandante em entrevista coletiva realizada na noite deste sábado (8), em Pituaçu, após a conquista do título baiano sobre o Atlético de Alagoinhas.

 

Durante entrevista coletiva, o treinador admitiu que sua situação seria complicada em caso de mais um vice, mas ressaltou que a diretoria tem lhe dado confiança para permanecer no cargo.

 

"É uma conquista importante. Todos nós sabiamos da responsabilidade desse título e tínhamos a consequência de que se houvesse um revés, seria difícil a permanência. A diretoria sempre me passou confiança sobre a continuidade do trabalho. Pressionado, muitas vezes a diretoria precisa tomar uma decisão contrária do que imaginava, mas essa conquista veio para atenuar o insucesso da Copa do Nordeste. Não é toda hora que se conquista um tricampeonato. Foi um jogo sofrido, onde o adversário valorizou a nossa conquista", disse.

 

Roger citou a maratona intensa de partidas em poucos dias e analisou que o time "perdeu energia" com o decorrer das partidas. Ele disse que ajustes serão feitos para a competição nacional.

 

"Foram 17 dias e 11 jogos. Estamos acabando a maratona estenuados. Iniciamos a retomada da pandemia com um bom jogo, mas a sequência foi tirando energia, quanto descanso. Não é dando injustificativa dos insucessos, mas jogamos contra equipes que negam espaço. A gente vai ajustar para render mais como o torcedor espera", projetou.

 

Questionado sobre o fato de jogar com os titulares, o que não vinha acontecendo no estadual, Roger explicou que a intenção era colocar os jogadores mais descansados.

 

"A gente reuniu a estratégia de ter os jogadores mais descansados, pegar os jogadores no seu melhor momento. Se a gente pensar pelo descanso, eles tiveram um dia a menos. É o melhor momento de cada atleta e os jogadores mais descansados para terminar essa maratona que foi complicado", relatou Roger, que fez menção ao técnico Dado Cavalcanti e ao time de transição.

 

"A medida que o projeto foi desfeito, a gente absorveu nove jogadores. Gostaria de agradecer ao Dado e a sua comissão que fizeram parte. Vocês também são campeões e os meninos também... É um processo que faz parte da maturidade do potencial que vão desenvolver. Eles se sentem parte importante dessa conquista", completou.

Após título, Bahia faz menção a Dado Cavalcanti e time de transição: 'É de vocês'
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Depois de superar o Atlético de Alagoinhas nos pênaltis e ficar com o título do Baianão 2020, o Bahia fez uma menção ao projeto do time de transição, encerrado por conta da pandemia do novo coronavírus. Na postagem, o clube lembrou da campanha do grupo e dividiu os louros da conquista com eles.

 

"Também precisamos falar sobre o Time de Transição, infelizmente interrompido devido aos efeitos da pandemia. Dado e garotada, esse título é de vocês. #49", escreveu o clube.

 

O time de transição do Bahia era o líder da primeira fase antes da paralisação e conseguiu bons resultados contra o Bahia de Feira e Vitória nesse período.

Sábado, 08 de Agosto de 2020 - 19:41

Saldanha celebra primeiro título no Bahia como profissional: 'Muito feliz'

por Ulisses Gama

Saldanha celebra primeiro título no Bahia como profissional: 'Muito feliz'
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

O jovem atacante Saldanha, do Bahia, comemorou muito o título baiano conquistado no início da noite deste sábado (8), em Pituaçu. Nos vestiários do estádio, o atleta não escondeu a felicidade e a busca pela conquista diante do Atlético de Alagoinhas.

 

"Com certeza. Queria sair daqui com esse caneco, meu primeiro título como profissional. Estou muito feliz", indicou.

 

Saldanha foi o quinto cobrador do Bahia na disputa de pênaltis e ele converteu após boa batida. Ele relatou o que passou na sua cabeça durante o lance.

 

Fui bem tranquilo e vinha treinando. Pedi para ser o primeiro ou o quinto. Fui tranquilo porque vinha treinando, sabia onde colocar a bola", resumiu.

 

O camisa 99, que começou a temporada no time de transição, lembrou do técnico Dado Cavalcanti e agradeceu ao técnico Roger Machado pelo apoio. A equipe B, que vinha atuando no estadual, foi extinta por conta dos impactos econômicos causados pela pandemia.

 

"Agradecer ao Dado, como agradeci ao Roger pela oportunidade. Estou tendo a oportunidade e quero agradecer pelo trabalho que vem sendo desde dezembro", finalizou.

Bahia sofre, mas vence o Atlético de Alagoinhas nos pênaltis e conquista o Baianão 2020
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

O Bahia é o campeão baiano de 2020. No início da noite deste sábado (8), a equipe tricolor sofreu, empatou no tempo normal em 1 a 1 com o Atlético de Alagoinhas e venceu nos pênaltis. Durante os 90 minutos, Daniel marcou a favor do Tricolor e Magno Alves vez o gol do Carcará.

 

Com 49 estaduais na conta, o Bahia agora foca no Campeonato Brasileiro. Na próxima quarta-feira (12), a equipe faz a estreia contra o Coritiba, em Pituaçu.

 

O Atlético, por sua vez, se prepara para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro. A estreia será contra o Gama, com data a ser oficializada.
 

 

O JOGO

 

Com os seus titulares em campo, o Bahia viu o Atlético de Alagoinhas ser o primeiro a criar uma ocasião de gol. Aos 5 minutos, Filipinho bateu falta de longe e obrigou o goleiro Douglas a espalmar. Aos nove, Tobinha recebeu na direita, cruzou rasteiro, Russo chutou forte de esquerda e a bola parou na rede do lado de fora.

 

Sem conseguir ser efetivo no ataque, o Esquadrão de Aço via o Carcará dominar as ações do jogo. A atuação do time deixou o técnico Roger irritado. Ele deu uma bronca no time aos 22 minutos. Com 29, Filipinho tabelou com Magno Alves, mas chutou para longe.

 

Sem uma chance mais perigosa após 30 minutos, o Bahia continuou vendo o Atlético tentar. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou com Edilson, que chutou em cima do zagueiro Juninho. Aos 42, foi a vez de Magno Alves chutar de fora da área e a bola passou por cima.

 

Antes do fim da primeira etapa, o Bahia teve um lance perigoso que foi invalidado. Juninho Capixaba recebeu passe de Flávio, invadiu a área e tocou por cima de Fábio Lima, mas o zagueiro Mailson evitou.

 

Segundo tempo

 

O segundo tempo começou do jeito que o primeiro terminou: com o Carcará em cima. Aos sete, depois de cobrança de escanteio, a bola sobrou com Dedeco, que dominou e chutou ao lado. Um minuto depois, o mesmo Dedeco recebeu na entrada da área, bateu firme e a bola passou muito próxima.

 

Aos dez, tentativa do Bahia. Nino cruzou na área, a defesa rebateu, Daniel ficou com a sobra, bateu firme e a bola passou muito próxima.

 

Magno Alves abre o placar

 

O Carcará abriu o placar. Aos 14 minutos, Magno Alves recebeu na entrada da área, ajeitou para a perna esquerda e bateu firme, sem dar chance para o goleiro Douglas.

 

Após tomar o gol, o Tricolor partiu para cima. Com 18 minutos, Nino Paraíba cruzou na área, Élber cabeceou e o goleiro Fábio Lima ficou com a bola. Quatro minutos depois, Élber tabelou com Rodriguinho e bateu rasteiro. A bola parou na rede externa.

 

Daniel empata o jogo

 

O Esquadrão de Aço conseguiu a igualdade aos 25 minutos de jogo. No lance, Ronaldo aproveitou a sobra de bola e cruzou rasteiro antes dela sair pela linha de fundo. Daniel aproveitou.

 

O Tricolor quase virou aos 32. Em jogada individual, Élber avançou em velocidade dentro da área, chutou e a bola atingiu a trave depois de desvio em Fábio Lima.

 

O Carcará quase marcou com Vitinho aos 40. Ele aproveitou sobra e chutou de primeira, mas Douglas se esticou todo e evitou o que seria o gol do título do time do interior.

 


Aos 44, um lance estranho aconteceu em Pituaçu. Nino Paraíba se livrou do marcador e chutou cruzado. A bola ficou limpa para o zagueiro Juninho, mas ele hesitou na hora de chutar e a bola passou.

 

Pênaltis

 

A primeira cobrança foi do Bahia e Élber converteu ao bater no canto direito. Magno Alves tentou o mesmo canto, mas desperdiçou.

 

Marco Antônio foi o segundo cobrador do Bahia. O jovem bateu mal e o goleiro Fábio Lima evitou o gol. Na sua vez, Filipinho bateu firme no canto esquerdo e igualou.

 

Clayson bateu no meio com tranquilidade e balançou a rede. Edson bateu firme no lado direito e voltou a empatar a série.

 

O zagueiro Juninho bateu com categoria, no alto, sem dar chances para Fábio Lima. Lucas chutou no canto direito, Douglas ainda tocou na bola, mas ela morreu na rede.

 

Saldanha correu com paradinha, bateu alto e a bola entrou. Aex bateu rasteiro, com categoria, e levou a disputa para a morte súbita.

 

Juninho Capixaba bateu rasteiro no canto direito e colocou o Bahia na frente. Já o zagueiro Eduardo, do Carcará, bateu alto, no canto, sem dar chance para Douglas.

 

Nino Paraíba deslocou o goleiro e converteu. Já Reninha, com direito a paradinha, bateu no cantinho.

 

Gregore bateu rasteiro, no canto, e marcou. Em sua vez, Dedeco bateu e Douglas defendeu. O Bahia é campeão baiano de 2020.

 

FICHA TÉCNICA
Bahia 1 (7) x (6) 1 Atlético-BA
Campeonato Baiano - Final (2º jogo)

Local: Pituaçu, em Salvador
Data: 08/08/2020 (sábado)
Horário: 16h30
Árbitro: Marielson Alves Silva (CBF-Vitória da Conquista)
Auxiliares: Elicarlos Franco de Oliveira e Jucimar dos Santos Dias (ambos da CBF-Salvador)
VAR: Marcelo de Lima Henrique (RJ), auxiliado por Paulo de Tarso Bregalda Gussen (CBF-Salvador)

Cartões amarelos: Flávio, Daniel (Bahia) / Mailson (Atlético-BA)

Gols: Magno Alves (Atlético-BA) / Daniel (Bahia)

 

 

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Ronaldo (Gregore), Flávio (Daniel) e Rodriguinho (Marco Antônio); Rossi (Clayson), Élber e Fernandão (Saldanha). Técnico: Roger Machado.

 


Atlético de Alagoinhas: Fábio Lima; Paulinho (Edson), Mailson, Eduardo e Filipinho; Lucas Alisson, Dedeco e Edilson (Alex); Tobinha, Russo (Vitinho) e Magno Alves. Técnico: Agnaldo Liz.

Sábado, 08 de Agosto de 2020 - 15:39

Com Nino e Ronaldo, Bahia está definido para enfrentar o Atlético de Alagoinhas

por Ulisses Gama

Com Nino e Ronaldo, Bahia está definido para enfrentar o Atlético de Alagoinhas
Foto: Divulgação

O Bahia irá com o seu time principal para enfrentar o Atlético de Alagoinhas na tarde deste sábado (8), em Pituaçu, pela final do Campeonato Baiano. A escalação, que tem a presença de Nino Paraíba na lateral direita e Ronaldo no meio de campo, foi divulgada pelo clube há poucos minutos.

 

A formação do time comandada por Roger Machado é a seguinte: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Ronaldo, Flávio e Rodriguinho; Rossi, Élber e Fernandão.

 

De acordo com o clube, o goleiro Anderson foi liberado por questões de saúde em sua família.

 

Já o Atlético de Alagoinhas está formado com Fábio Lima; Paulinho, Mailson, Eduardo e Filipinho; Lucas Alisson, Dedeco e Edilson; Tobinha, Russo e Magno Alves.

 

O vencedor da partida fica com o título. Em caso de empate, a decisão vai para a disputa de pênaltis.

Substituindo Perez, Hulkenberg fica em terceiro no grid do GP de 70 anos da Fórmula 1
Foto: Divulgação / Racing Point

O companheiro de equipe de Lewis Hamilton, Valtteri Bottas chegou na frente do hexacampeão por apenas 63 centésimos no grid de largada do Grande Prêmio dos 70 anos da Fórmula 1 neste sábado (8). A novidade da corrida foi a terceira colocação de Hulkenberg pela Racing Point.

 

A disputa aconteceu em Silverstone e, apesar da dupla da Mercedes ficar com as duas primeiras colocações, a surpresa foi a terceira posição do alemão Nico Hulkenberg, que está substituindo Sergio Pérez, diagnosticado com Covid-19 e afastado desde o GP da Grã-Bretanha. 

 

“Semana passada foi bem extrema mesmo, uma expectativa grande para voltar e aí não larguei. Só que essa semana eu me senti bem melhor no carro, muito mais preparado”, declarou Hulkenberg. “Mas vamos fazer o que der, vou tentar aprender tudo rápido e manter o carro no lugar em que ele merece estar”, finalizou sobre a corrida deste domingo (9). 

 

A última vez que Hülkenberg teve uma boa posição de largada como esta foi no GP da Áustria de 2016. O alemão estava sem correr desde o fim do ano passado, quando foi dispensado pela Renault.

  

Até agora, na temporada de 2020, a Mercedes lidera o ranking com três vitórias de Hamilton e uma de Bottas. O Grande Prêmio dos 70 anos da Fórmula 1 será a quinta corrida do ano, segunda sediada em Silverstone.

Sábado, 08 de Agosto de 2020 - 14:30

Juventus demite Maurizio Sarri após eliminação da Liga dos Campeões

por Folhapress

Juventus demite Maurizio Sarri após eliminação da Liga dos Campeões
Foto: Divulgação / Juventus

Maurizio Sarri não é mais técnico da Juventus. O clube confirmou neste sábado (8) a demissão do treinador, um dia depois da eliminação do time na Liga dos Campeões.

Apesar da vitória por 2 a 1 sobre o Lyon no jogo de vota das oitavas de final do torneio, a equipe caiu por conta do critério dos gols marcados fora de casa. Cristiano Ronaldo marcou os dois gols na partida desta sexta-feira.

Em nota, a Juve agradeceu a Sarri pelo trabalho. "O clube gostaria de agradecer ao treinador por ter escrito uma nova página na história da Juventus ao vencer o 9º italiano consecutivo, o ápice de uma jornada pessoal que o levou a escalar todas as categorias do futebol italiano".

Sarri chegou ao clube italiano em junho de 2019 após deixar o Chelsea, da Inglaterra, e assinou um contrato de três anos. Disputou quatro competições com a Juve: a liga italiana, a Copa da Itália, a Supercopa da Itália e a Liga dos Campeões. Destes quatro torneios, só venceu um: a liga italiana.

O jornal italiano "Gazzetta dello Sport", que antecipou a demissão de Sarri, coloca três possíveis nomes na mesa para substituí-lo. O mais forte é Simone Inzaghi, que comanda a Lazio desde 2016. Caso não seja possível, a equipe poderia buscar nomes mais badalados, como Zinedine Zidane, do Real Madrid, e Maurício Pochettino, atualmente sem clube.

Após entrar em campo apenas uma vez, Marquinhos deixa o Bahia de Feira
Foto: Divulgação / Bahia de Feira

Enquanto se prepara para estrear na Série D do Brasileiro, o Bahia de Feira teve três contratos rescindidos na última sexta-feira (7). Um deles foi o atacante Marquinhos, que disputou apenas um jogo pela equipe durante o Campeonato Baiano. 

 

A única partida do jogador pelo Tremendão foi em março, um mês depois da sua chegada ao clube, quando a equipe jogou contra o Jacobina e Marquinhos esteve em campo por apenas 27 minutos. Revelado pelo Vitória, o jogador de 30 anos tem passagem por grandes clubes como Palmeiras, Flamengo, Cruzeiro, Internacional e Sport. 

 

Os outros dois jogadores que também deixam a equipe são o zagueiro Gabriel Santiago e o lateral Léo.Enquanto isso, o Bahia de Feira prorrogou o contrato com meia Lucas Gomes, que vai continuar integrando a equipe ao longo da temporada. 

 

O Tremendão estreia no Brasileiro no dia 19 de setembro, jogando contra o Tupynambás.

Atacante Levi Oliveira, do Vitória, é emprestado ao Jacuipense para disputa da Série C
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

O atacante Levi Oliveira foi emprestado ao Jacuipense pelo Vitória para integrar a equipe durante a Série C do Campeonato Brasileiro e já está autorizado a jogar pelo Leão do Sisal. A informação foi divulgada nas redes sociais do Jacupa e confirmada pelo presidente do clube, Gegê Magalhães. 

 

Contratado pelo Vitória no ano passado, Levi, de 23 anos, chegou a disputar três jogos pelo Campeonato Baiano desta temporada e marcou um gol pela equipe. Esta será a segunda vez que o jogador passa pelo Jacuipense, tendo sido a primeira em 2017.

 

Na carreira, ele já passou pelo Atlético de Alagoinhas, Fluminense de Feira, Juazeirense e Ipatinga, antes de acertar com o Rubro-negro. O contrato do jogador tanto no Rubro-negro, quanto no Leão do Sisal vai até novembro.

 

O nome de Levi já está no Boletim Informativo Diário (BID) e, com isso, o atacante pode entrar para escalação no time de Jonilson Veloso, que estreia no Brasileirão neste domingo (9) às 18h, jogando contra o Remo, no Valfredão.

Casal pede que cerimônia de casamento acabe mais cedo para verem final do Paulistão
Foto: Steven Moxley/Arquivo Pessoal

No dia de decisão do Campeonato Paulista, um casal fanático pelos rivais Palmeiras e Corinthians vão estar casando, coincidentemente, no horário da partida. Lilian Aliberti, torcedora do Alviverde, e Eduardo Bicudo, torcedor do Timão, não poderão assistir todo o final do torneio, mas fizeram planos de acompanhar o jogo mesmo durante a cerimônia e antecipá-la para ver os últimos minutos. 

 

“Combinamos com os convidados e até com o padre, que vai terminar o casamento antes para podermos ver pelo menos o final do jogo”, declarou a noiva em publicação feita pelo GloboEsporte.com. 

 

Com o imprevisto da coincidência, o noivo declarou que os convidados que também são torcedores não gostaram quando as equipes rivais se classificaram para o clássico e a partida decisiva foi marcada exatamente para o horário do casamento. 

 

“Conforme o Corinthians foi classificando, os convidados começam, a ficar bravos comigo por causa da data. Mas não tinha mais o que fazer, deixaram chegar, agora aguentem”, comentou Eduardo. 

 

O dia 8 de agosto é especial para o casal, já que foi o dia em que o pai do noivo faleceu, e os dois resolveram a data para homenageá-lo. 

 

“Jamais imaginei que teríamos uma decisão do Campeonato Paulista em agosto, por isso marcamos essa data. Nas não mudaríamos ela por nada, apenas a festa foi adiada para o ano que vem por causa da pandemia”, explicou Eduardo. 

 

O casal ainda contou que desde o início do namoro as brincadeiras sobre torcerem para rivais já existiam. Juntos há um ano e quatro meses, Lilian declarou que a rivalidade na torcida é saudável entre os dois. 

 

“No início a gente zoava um ao outro dizendo que jamais poderíamos namorar por causa dos times. (...) Hoje assistimos jogos juntos, sem problema, mas claro que nós respeitamos muito”, contou a torcedora palmeirense. 

 

Com o consenso de que amigos e familiares podem se expressar durante a cerimônia caso um dos times marquem gol, Eduardo brincou: “Já falei para eles que se sair gol do Palmeiras não até para reagir e nem fazer nada. Vou ficar mais nervoso ainda”.


A dupla paulista se enfrenta neste sábado, às 16h30, no Allianz Parque, para definir quem será o campeão estadual de 2020.

CBF e Fenapaf reduzem intervalos entre jogos de um mesmo time de 66h para 48h
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

Com o calendário do futebol apertado devido a paralisação, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e a Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapaf) decidiram diminuir os intervalos de tempo entre dois jogos de uma mesma equipe. Pelo menos durante a temporada de 2020, as partidas estarão autorizadas a terem um intervalo mínimo de 48h. Antes o período entre um jogo e outro de um mesmo time era de, pelo menos, 66 horas. 

 

De acordo com a CBF, a medida será aplicada inicialmente a Série A do Campeonato Brasileiro, podendo ser ampliada para outras divisões ou competições, caso seja necessário mexer no calendário e consultando previamente clubes e jogadores. 

 

Em publicação, a entidade máxima do futebol nacional ainda esclarece de que forma a redução do intervalo entre jogos irá funcionar. “A redução do prazo ficará limitada ao máximo de quatro partidas por equipe na competição, sendo que o intervalo entre duas partidas nessas condições não será inferior a 15 dias por clube. Além disso, nenhuma equipe disputará duas partidas seguidas com referido intervalo reduzido”, declarou a CBF.

 

A mudança é para tentar evitar que os campeonatos referentes a temporada de 2020 interfiram no calendário de jogos de 2021. A redução de tempo entre as partidas tem anuência do Ministério Público do Trabalho, com homologação do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, com sede em Campinas.

 

Confira a publicação da CBF na íntegra: 

 

A Confederação Brasileira de Futebol e a FENAPAF - Federaçao Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol, com a anuência do Ministério Público do Trabalho e a homologação do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região (Campinas), vêm a público informar que aditaram o acordo que estabelecia o intervalo mínimo de 66 horas entre partidas de competições coordenadas pela CBF, para estabelecer que, durante a temporada de 2020, de forma absolutamente excepcional e somente se necessário, poderão ser marcadas partidas com intervalo mínimo de 48 horas. Tal medida se aplica inicialmente à Série A, podendo ser estendida a outras competições de âmbito nacional mediante o mesmo critério adotado, ou seja, consulta prévia aos clubes e atletas.

 

A redução do prazo ficará limitada ao máximo de quatro partidas por equipe na competição, sendo que o intervalo entre duas partidas nessas condições não será inferior a 15 dias por clube. Além disso, nenhuma equipe disputará duas partidas seguidas com referido intervalo reduzido.

 

A CBF e a FENAPAF reafirmam a excepcionalidade da medida e asseguram que a mesma só será adotada com o objetivo de que as competições da temporada 2020 não avancem ainda mais sobre o calendário de 2021, garantido o trabalho seguro aos atletas, bem como um período de descanso ao final de 2020 e férias integrais ao final de 2021.

Cuca ganha 3ª chance no Santos e enfrenta o Bragantino, que retorna a elite do Brasileiro após 22 anos
Foto: Ivan Storti/Santos FC

Cuca está de volta ao Santos para uma terceira passagem como técnico para substituir Jesualdo Ferreira, demitido na última quarta-feira (5). Será a chance de o treinador enfim conseguir executar um trabalho duradouro. Nas outras duas ocasiões, o número de partidas não chegou a 30.

Sua primeira passagem, em 2008, durou apenas 14 jogos e foi interrompida em meio a uma campanha ruim no primeiro turno do Brasileirão daquele ano. Cuca deixou o clube santista depois de três vitórias, quatro empates e sete derrotas.

De volta ao Santos, Cuca voltou a ser opção do clube dez anos depois, em meio à demissão de Jair Ventura. O treinador, que havia deixado o Palmeiras em outubro de 2017, retornou ao clube com contrato até o fim de 2019, mas viu um problema de saúde atrapalhar os planos.

Anunciado na sexta-feira (7), o treinador celebrou iniciar um trabalho desde o começo do Campeonato Brasileiro, torneio que venceu em 2016 com o Palmeiras.

Além da volta de Cuca, o que chama a atenção para a estreia deste domingo é o confronto contra o Bragantino após 22 anos pelo Campeonato Brasileiro.

A última vez que o time figurou na elite do futebol brasileiro foi em 1998, quando foi rebaixado, e coincidentemente foi contra o Santos, que na época era comandado pelo técnico Emerson Leão. O clube de Bragança perdeu por 2 a 0 e ficou na vice lanterna do campeonato.

Em números de confrontos, ambas as equipes se enfrentaram 37 vezes na história. Vantagem para a equipe santista com 18 vitórias, 11 empates e oito vitórias do Bragantino.



SANTOS

Vladimir; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca (Jobson) e Carlos Sánchez; Marinho, Kaio Jorge (Uribe) e Soteldo Técnico: Cuca



BRAGANTINO

Cleiton (Júlio César); Aderlan, Léo Ortiz, Ligger (Fabrício Bruno) e Edimar; Ricardo Ryller, Matheus Jesus e Weverson; Artur, Alerrandro (Ytalo) e Morato. Técnico: Felipe Conceição.



Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)

Horário: 16h deste domingo (9)

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)

Após jogo de reestreia, Peru suspende futebol novamente por riscos de saúde e segurança
Foto: Reprodução / Twitter

Após cinco meses de futebol paralisado e a realização do primeiro jogo que marcou o retorno do esporte, o governo do Peru suspendeu as partidas mais uma vez. Pouco depois da reestreia da competição nesta sexta-feira (7), o Ministério do Esporte do país anunciou em comunicado que devido a riscos de saúde e segurança a rodada não poderia continuar.

 

O duelo entre o Universitario e o Cantolao aconteceu no Estádio Nacional de Lima, que fica na capital do Peru, e marcou a volta do futebol desde a paralisação devido a pandemia. Entretanto, enquanto as equipes que jogariam neste sábado (8) e na próxima segunda-feira (10) eram testadas para a Covid-19, vários atletas tiveram resultado positivo, torcedores do Universitario se aglomeraram nas proximidades do estádio na última sexta, mesmo com o jogo acontecendo sem torcida. 

 

Logo após o fim da reestreia, o Ministério do Esporte peruano comunicou que devido o risco de saúde e segurança, as partidas que finalizaram a sétima rodada da elite do campeonato nacional seriam suspensas. 

 

O primeiro-ministro peruano, Walter Martos, ameaçou cancelar a competição caso não sejam respeitadas as medidas de segurança que evitam a disseminação do vírus e a realização do esporte com cautela. Nesta sexta, o Peru registrou 225 mortes e 8.466 contaminações, número recorde desde que o país declarou o fim do isolamento nacional, cinco semanas atrás.

Confiança se posiciona após superintende retirar faixas da torcida das arquibancadas
Foto: Reprodução / Twitter

A diretoria do Confiança se mostrou indignada nas redes sociais após a Superintende de Esportes do Estado de Sergipe retirar as faixas feitas pelos torcedores das arquibancadas da Arena Batistão. Em nota, o clube explicou o ocorrido e declarou que tomará medidas a fim de esclarecer e dialogar com o Governo do Estado.

 

Com o Confiança jogando em casa na estreia da Série B, jogo que resultou no empate de 2 a 2 com o Paraná na última sexta-feira (8), faixas da torcida do Dragão Maior foram colocadas no estádio, para incentivar a equipe enquanto o público não puder ir às partidas. Entretanto, sem comunicar previamente o clube, a Superintendente de Esportes do Estado, Mariana Dantas, ex-carateca e campeã mundial em 2002, foi até a Arena Batistão retirar os tecidos e mosaicos preparados pelos torcedores. 

 

No lugar das produções da torcida Azulina, foram colocadas propagandas do governo estadual, sem qualquer justificativa da superintendente. Em nota, o Confiança considerou desrespeitosa a atitude de Mariana Dantas.

 

“Nada contra o Governo fazer sua propaganda. Mas o que custava combinar? Ou o interesse só surgiu após nossa iniciativa?”, questionou o clube em publicação feita nas redes sociais explicando a situação. 

 

“Mesmo como mandantes, não tivemos nosso direitos preservados, não é esse tipo de parceria que buscamos junto ao Governo do Estado, que sempre respeitamos e nos colocamos à disposição”, completou o Confiança, pedindo também desculpas aos torcedores pela retirada de suas produções das arquibancadas. 

 

O Dragão Maior declarou que tomará medidas convenientes e justas sobre a situação ocorrida.

Sábado, 08 de Agosto de 2020 - 06:00

Em meio à crise, Bahia busca o tricampeonato baiano contra o Atlético de Alagoinhas

por Ulisses Gama

Em meio à crise, Bahia busca o tricampeonato baiano contra o Atlético de Alagoinhas
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

Más atuações, resultados negativos, cobrança intensa da torcida... O Bahia vive um cenário crítico, mas há uma chance de amenizar isso com a luz do brilho de uma taça. Na tarde deste sábado (8), às 16h30, a equipe do técnico Roger Machado volta a encontrar o Atlético de Alagoinhas no estádio de Pituaçu. O Esquadrão de Aço tem a chance de ser tricampeão baiano, feito que não ocorre desde os anos 80.

 

No primeiro jogo, o Esquadrão de Aço e o Carcará não passaram do 0 a 0. O jogo, que teve superioridade numérica do Tricolor em boa parte do jogo, foi marcada por chances para os dois lados.

 

Dessa vez não tem conversa e quem vencer fica com a taça.  Para evitar a surpresa, o goleiro Douglas, que retornou ao time titular, afirmou que o objetivo é fazer a "partida perfeita". A tendência é que o Esquadrão de Aço entre em campo com os titulares.

 

"Jogo do Atlético de Alagoinhas foi um jogo onde o Bahia buscou, dentro de sua característica e sua força, o gol a partida toda. Por conta da expulsão a equipe do Atlético se fechou ainda mais. É uma equipe que chegou na final por méritos. Mas evidente que a gente tem a responsabilidade, por todo investimento e por tudo o que o Bahia representa, de ser campão. Apesar do gol não ter saído, tivemos pontos positivos e pontos a melhorar. Evidente que a gente está consciente disso, estamos preparando para amanhã ser uma partida perfeita, com mais efetividade. Que a gente possa abrir o placar logo para conquistar com méritos esse tricampeonato baiano", disse.

 

Com os jogadores que perderam para o Ceará na última terça-feira (4) descansados, o Bahia pode usar os seus titulares. O técnico Roger Machado não confirmou se fará uma mudança brusca nos onze que vinham jogando o estadual.

 

"Vamos ver. Hoje [quarta, contra o Atlético] consegui usar alguns que estiveram no jogo ontem [contra o Ceará]. Se eu optar por esse time, que é o que veio fazendo a campanha, seria pelo mérito de atuarem na competição. Se eu optar por um time mais descansado, podemos ter vantagem... Vamos organizar e ver qual será a melhor estratégia", indicou.

 

O único desfalque no elenco é o atacante Gilberto, que se recupera de um estiramento no ligamento colateral medial do joelho. O volante Ramon, recuperado de lesão, pode ser uma novidade entre os relacionados.

 

ATLÉTICO DE ALAGOINHAS

 

O Carcará foi heroico no primeiro jogo. Contra todas as expectativas, o time vermelho, preto e branco de Alagonhas travou o Esquadrão de Aço e criou oportunidades. Uma delas foi uma incrível chance perdida por Tobinha, após rebote de Douglas, ainda no começo do jogo. Técnico da equipe, Agnaldo Liz espera surpreender.

 

"Agora é recompor a equipe, descansar, trabalhar o que vem pela frente. O Bahia também vai vir descansado e com a equipe principal, mas estamos preparados. Vamos para esse jogo buscar, quem sabe, esse título inédito", indicou, em entrevista ao Bahia Notícias.

 

Para o jogo, o volante Makelele, suspenso, e o zagueiro Mailson, lesionado, são os desfalques da equipe.

 

FICHA TÉCNICA
Bahia x Atlético-BA
Campeonato Baiano - Final (2º jogo)

Local: Pituaçu, em Salvador
Data: 08/08/2020 (sábado)
Horário: 16h30
Árbitro: Marielson Alves Silva (CBF-Vitória da Conquista)
Auxiliares: Elicarlos Franco de Oliveira e Jucimar dos Santos Dias (ambos da CBF-Salvador)
VAR: Marcelo de Lima Henrique (RJ), auxiliado por Paulo de Tarso Bregalda Gussen (CBF-Salvador)

 

 

Bahia: Douglas; João Pedro (Nino Paraíba), Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Gregore, Flávio e Rodriguinho; Rossi, Élber e Fernandão. Técnico: Roger Machado.

 


Atlético de Alagoinhas:  Fábio Lima; Paulinho, Saulo, Eduardo e Filipinho; Lucas Alisson, Dedeco e Edilson; Tobinha, Russo e Magno Alves. Técnico: Agnaldo Liz.

É dia de estreia! Vitória inicia caminhada na Série B neste sábado contra o Sampaio Corrêa
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

O Vitória inicia sua trajetória na Série B 2020 neste sábado (8), às 19h, no Barradão, contra o Sampaio Corrêa. 
A novidade é o retorno do atacante Léo Ceará, que estava afastado por não aceitar renovar seu vínculo. Após um acordo com a diretoria do Vitória, o atleta foi reintegrado (saiba mais aqui).

 

Para o duelo, o técnico Bruno Pivetti tem três ausências por lesão: os laterais Van e Léo Morais e o zagueiro Maurício Ramos.

 

O lateral-esquerdo Thiago Carleto, do Vitória, destacou a importância da equipe fazer valer o mando de campo para conquistar o acesso.

 

“Cada jogo da Série B, para nós, vai ser uma final. Estou mais preocupado com o meu time, do que qualquer adversário que vier, principalmente no Barradão. Eu acho que todos os jogos que a gente disputar no Barradão, a gente tem que tirar os três pontos. O time que quer subir e lutar pelo título, primeiro tem que prevalecer seu mando de campo. E fora de casa, taticamente, juntamente com o professor, buscar a vitória. E o jogo que não se ganha fora de casa, pelo menos trazer um ponto. Estamos trabalhando muito para isso”, disse Carleto.

 

No Sampaio Corrêa, o desfalque é o goleiro João Gabriel, que pertence ao Vitória e foi cedido por empréstimo ao clube maranhense. Uma cláusula no contrato o impede de atuar em jogos entre as duas equipes. Já o meia Marcinho e o atacante Caio Dantas, recém-contratados, foram relacionados pelo técnico Léo Condé.

 

FICHA TÉCNICA
Vitória x Sampaio Corrêa
Série B – 1ª rodada

Local: Barradão, em Salvador
Data: 08/08/2020 (sábado)
Horário: 19h
Árbitro: Antônio Dib de Moraes (PI)
Assistentes: Rogério de Oliveira Braga (PI) e Alisson Lima Damasceno (PI)

 

Vitória:  Ronaldo; Jonathan Bocão, João Victor, Gabriel Furtado e Thiago Carleto; Guilherme Rend, Fernando neto e Marcelinho; Vico, Alisson Farias e Jordy Caicedo. Técnico: Bruno Pivetti.

 

Sampaio Corrêa: Gustavo; Joazi, Paulo Sérgio, Daniel Felipe e João Victor; André Luís, Eloir e Daniel Penha; Diego Tavares, Roney e Jackson. Técnico: Léo Condé.

Sábado, 08 de Agosto de 2020 - 00:00

Baiano, Fernando Pedreira quer se naturalizar para defender seleção de Hong Kong

por Glauber Guerra

Baiano, Fernando Pedreira quer se naturalizar para defender seleção de Hong Kong
Foto: Divulgação/ Kitchee

Nascido em Salvador, o atacante Fernando Pedreira, do Eastern, conhecido como Nando, iniciou o seu processo de naturalização para se tornar cidadão honconguês e assim poder defender a seleção de Hong Kong. 

 

O jogador já está há sete anos no território, o que já o credencia para se tornar cidadão honconguês. No entanto, ele precisa abdicar da nacionalidade brasileira, pois a região administrativa da China não permite dupla nacionalidade.

 

De acordo com Fernando, ele já ingressou com pedido no Itamaraty para abrir mão do registro oficial de brasileiro.

 

“Já comecei o processo no Brasil. Preciso desistir do passaporte brasileiro para poder adquirir o passaporte de Hong Kong, assim como é na China”, relatou Fernando, em entrevista ao Bahia Notícias. 


Foto: Divulgação/ Kitchee

 

O atacante revelou que já existiram conversas iniciais sobre defender a seleção de Hong Kong. “Tenho sete anos aqui em Hong Kong e já fui sondado. Para isso, preciso fazer o processo de abrir mão da nacionalidade brasileira. Gostaria muito de representar Hong Kong. Foi aqui que tive oportunidade de mudar a minha vida e da minha família. Sou muito grato ao povo de Hong Kong, que me acolheu muito bem”, destacou.

 

Quando desembarcou na região no ano de 2013, Fernando passou por dificuldades. “O início não foi fácil, passei por alguns apertos quando cheguei. Morei em um apartamento minúsculo. Quando minha esposa veio, passamos para um pouco maior, de 15 metros quadrados, que ainda assim é pequeno. Graças a Deus as coisas foram melhorando, tivemos nosso filho aqui e hoje moramos em uma casa com espaço suficiente. Estamos totalmente adaptados à cultura e aos costumes do país. Hong Kong é maravilhoso”, comentou.

 

Segundo Fernando, o futebol de Hong Kong tem evoluído satisfatoriamente nos últimos anos. “Aqui tem melhorado muito. A Liga teve mais visibilidade depois que Forlán [em 2017] veio jogar aqui. Uma pessoa simples e de qualidade fora do normal”, pontuou.

 

Por conta do coronavírus, o futebol está suspenso no território. Fernando contou como tem sido a rotina em meio à pandemia. “A Covid-19 afetou o país de várias formas e no futebol também. Estamos sem jogar desde março. Em junho teve um tempo sem nenhum caso e a vida já estava voltando ao normal, mas nas últimas semanas os casos reapareceram e com números muito maiores que antes. Espero que volte a baixar, pois os treinos pararam novamente e não existe previsão. Hong Kong tem um cuidado muito grande com a saúde de todos. Desde o início todos usam máscara. É raro encontrar alguém sem máscara aqui desde janeiro. Quando voltamos do Brasil, tivemos que fazer a quarentena de verdade, com GPS no pulso para não sairmos de casa de maneira nenhuma. No aeroporto, você faz o teste de saliva. Se der positivo, você vai direto para o hospital, mesmo se não tiver nenhum sintoma”.


Foto: Arquivo pessoal

 

No Brasil, Fernando passou por clubes como Jacuipense, Juazeiro, CRB, Ceilândia-DF e Madre de Deus. Em Hong Kong, ele atuou no primeiramente no Citizen e na sequência no Yokama FC. Em 2015 ele começou a defender o Kitchee, onde ficou por cinco temporadas. A partir de 2020/21, o jogador vai atuar pelo arquirrival Eastern.

 

“Me sinto muito bem em Hong Kong. Quero agradecer a Stefan [atacante do Biu Chun Rangers]. Ele é meu amigo e me indicou para cá. E também a Jorginho Rodrigues [ex-Corinthians e que era auxiliar do Citzen) e meu empresário Alexandre [da Costa Rosa] que também viabilizou minha transferência para Hong Kong. Sou grato a todos que me ajudaram”, finalizou.

 

Fernando foi ídolo no Kitchee. Lá ele conquistou os seguintes títulos: League Cup (2015/16), FA CUP (2017/18 e 2018/19), Community Cup (2017/18 e 2018/19) e Hong Kong Premier League (2017/18). O jogador também coleciona prêmios individuais como atleta do ano em Hong Kong na temporada 2016/2017 e o mais valioso na Sapling Cup 2017/18.


Foto: Divulgação/ Kitchee

Vitória lança terceiro uniforme com novos patrocinadores e inicia pré-venda
Foto: Divulgação

O Esporte Clube Vitória lançou nesta sexta-feira (7), a pré-venda da nova camisa do time. O modelo 3 da camisa do Leão possui uma cor chumbo e já está disponível na loja oficial do clube.

 

O matérial produzido pela Kappa, tem detalhes na cor chumbo e leva o antigo escudo náutico do rubro-negro. O valor da camisa ficou fixado em R$ 219,88 - a venda nas lojas deve começar em 30 dias. 

 

O Vitória já tinha anunciado um novo patrocínio, da Casa de Apostas, como master em sua camisa (relembre aqui), além de continuar a negociação com o ITS Brasil para a barra da camisa (reveja aqui).

Sexta, 07 de Agosto de 2020 - 21:30

Grêmio fecha venda de Everton Cebolinha para o Benfica de Jesus

por Jeremias Wernek, Marinho Saldanha e Thiago Fernandes | Folhapress

Grêmio fecha venda de Everton Cebolinha para o Benfica de Jesus
Foto: Lucas Uebel / Grêmio

O Grêmio definiu a venda do atacante Everton Cebolinha na tarde desta sexta-feira (7). O jogador não participará do jogo contra o Fluminense, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro, domingo (9), em Porto Alegre.

A negociação movimenta, inicialmente, 22 milhões de euros (R$ 140,6 milhões na cotação atual). Porém, o valor poderá ficar maior a partir da correção monetária das parcelas diluídas em três anos. O total pode chegar a 24 milhões de euros (R$ 153,3 milhões na cotação atual).

O valor também poderá crescer a partir de gatilhos estabelecidos em contrato que serão ativados de acordo com o aproveitamento dele em Portugal. Em contrato, o clube brasileiro ficará com 15% sobre a valorização do jogador em uma segunda venda. Ou seja, se Everton for vendido por um preço maior ao que o Benfica paga ao Grêmio, o clube terá direito a 15% sobre a diferença.

O clube gaúcho aguarda um documento para oficializar o acordo. Porém, as partes, inclusive parceiros em direitos econômicos do jogador, já têm acordo fechado.

O jogador irá embarcar, até segunda-feira (10), para o Portugal. Everton, de 24 anos, já havia falado em tom de despedida após o último clássico Gre-Nal. O Grêmio venceu o Inter por 2 a 0.

Nesta temporada, o atacante soma três gols em 14 jogos. No total, são 274 partidas oficiais e 69 gols. O vínculo do jogador com o Benfica em sua primeira experiência na Europa será de quatro a cinco anos.

A chegada atende pedido do técnico Jorge Jesus, ex-Flamengo, responsável pela indicação do atleta e que, inclusive, telefonou para ele e o convenceu a atuar sob seu comando.

Nadador João Gomes Jr. se recupera da Covid-19 e pode embarcar na Missão Europa
Foto: Reprodução / Getty Images

Recuperado da Covid-19, o nadador João Gomes Jr. já pode embarcar na Missão Europa do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). O finalista olímpico do Rio 2016 já estaria treinando fora do país se não tivesse testado positivo dois dias antes do embarque da delegação de natação do Time Brasil no dia 17 de julho (leia mais). 

 

“Nesta última terça-feira (4) refiz o exame de PCR para confirmar que não tenho mais a Covid-19 ativa. O resultado saiu e agora posso viajar para Portugal” declarou o atleta em publicação feita pelo Estadão. 

 

“Viajarei na madrugada de sábado. Chegando lá, faremos mais dois dias de quarentena no hotel para em seguida realizar outro exame e estar apta para os treinamentos, que ainda definiremos o plano certinho”, completou o nadador. 

 

Mesmo já tendo sido contaminado pelo vírus, o atleta precisará ficar recluso ao desembarcar no continente europeu e realizar novos exames para comprovar que não houve uma nova contaminação durante a viagem.

 

“Foram dias de expectativa para que o exame saísse e eu pudesse dar continuidade aos meus planejamentos. Procurei ter o máximo de calma e tranquilidade nesse tempo sempre apoiado por minha equipe multidisciplinar”, contou João Gomes. 

 

A delegação de natação brasileira já está em Portugal desde o dia 17 de julho, treinando em Rio Maior, em Portugal. A Missão Europa, planejada pelo COB, está levando parte da delegação do Time Brasil para treinar no exterior enquanto o Brasil se recupera pandemia. A previsão é que mais grupos de atletas sejam enviados até dezembro.

Magno Alves diz que primeiro jogo 'prova' e que Atlético está preparado para final do Baiano
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

O Atlético de Alagoinhas realizou o último treino antes da final do Baianão na tarde desta sexta-feira (7). Após a primeira partida que terminou em 0 a 0 contra o Bahia, o atacante Magno Alves avaliou o jogo como um teste para melhor preparação do duelo que acontece neste sábado (8) e que vai definir o campeão da temporada. 

 

“Foi uma uma prova muito grande, primeiro, jogar contra o Bahia e, segundo, jogar com um a menos”, declarou o jogador em entrevista para o Bahia Notícias. “Tivemos oportunidades para transformar em gol, mas o importante é que a gente tá no empate”, avaliou Magno Alves.

 

Sobre a partida decisiva, o atacante disse estar ansioso e que a equipe do Carcará está preparada. “A expectativa é muito boa, esperamos que que chegue logo amanhã”, comentou. “Sabemos da dificuldade que vamos encontrar, enfrentar uma equipe grande e favorita que é do Bahia, porém, a gente acabou de se preparar para essa decisão tão esperada. Todo mundo está preparado concentrado para essa decisão e para dar o melhor”, finalizou. 

 

Bahia e Atlético de Alagoinhas se encontram neste sábado, em Pituaçu, às 16h30 para definir quem será o campeão estadual de 2020. O Carcará busca conquiatar seu primeiro título.

MP do Paraguai pede liberdade a Ronaldinho Gaúcho e do irmão do jogador
Foto: Reprodução / Instagram

O Ministério Público do Paraguai solicitou à Justiça que o ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e o irmão dele, Roberto Assis, sejam colocados em liberdade. O pedido de suspensão condicional do processo ocorreu após a conclusão das investigações. Os dois estão detidos preventivamente há mais de cinco meses no Paraguai por entrarem no país com documentos paraguaios adulterados.

 

As informações foram divulgadas, nesta sexta-feira (7), pelo Ministério Público paraguaio. Se a Justiça atacar o pedido, após o prazo legal, o processo será arquivado, segundo o G1.

 

Segundo o documento, não haverá denúncia contra o ex-jogador e o irmão. Entretanto, os promotores sugerem algumas exigências, como o pagamento de 200 mil dólares em multa, que seriam 90 mil pagos por Ronaldinho e 110 mil por Assis.

 

Conforme o advogado dos irmãos, Sérgio Queiroz, o pedido ocorreu porque a investigação não encontrou nenhuma prova relacionada aos crimes que suspeitavam, como lavagem de dinheiro e associação criminosa.

 

"Foram cinco meses! Quem vai pagar por isso? Perderam a liberdade sem nunca ter tido um indício de prova contra eles. Nunca teve nada. Apenas agora começaram a fazer justiça", disse o advogado de Ronaldinho Gaúcho Sérgio Queiroz.

 

O Ministério Público autoriza ainda o retorno dos dois ao Brasil. O pedido será analisado pelo juiz Gustavo Amarilla, e a expectativa é de que a decisão ocorra na próxima semana, mas não há data definida.

 

O advogado explicou ainda que, desde o início da investigação, foi defendido que Ronaldinho usou o documento sem saber da adulteração. Destacou ainda que não havia motivo dele usar o passaporte alterado, pois também tinha um passaportes brasileiro e espanhol.

 

Ronaldinho e Assis estavam detidos desde 6 de março, após entrarem no Paraguai com documentos paraguaios adulterados. Outras três pessoas foram presas na ocasião.

Sexta, 07 de Agosto de 2020 - 18:30

Com dobradinhas da Mercedes, Hamilton fecha treinos livres na frente em Silvertone

por Julianne Cerasoli | Folhapress

Com dobradinhas da Mercedes, Hamilton fecha treinos livres na frente em Silvertone
Foto: Divulgação / Fórmula 1

Lewis Hamilton foi o mais rápido desta sexta-feira (7) de treinos livres no Grande Prêmio dos 70 Anos da Fórmula 1, que está sendo disputado na pista de Silverstone, na Inglaterra, palco do primeiro GP da categoria, em 1950.

O líder do campeonato comandou a dobradinha da Mercedes, com Valtteri Bottas em segundo, invertendo as posições em relação ao primeiro treino.

O que mais chamou a atenção foi o tempo anotado pelo inglês, de 1min25s606, feito com os pneus médios, que não são os mais rápidos dentre os três compostos disponíveis. Bottas, que usou composto mais macio e mais aderente, buscando a volta mais rápida, ficou a 176 milésimos do companheiro.

Daniel Ricciardo, da Renault, surpreendeu ao fazer o terceiro tempo mais rápido da sessão. O australiano foi 815 milésimos, no entanto, mais lento que Hamilton, indicando que a supremacia da Mercedes observada no último final de semana, quando a F-1 também correu em Silverstone, continua.

Ainda nesta sexta, a Racing Point, equipe que tem o carro apelidado de Mercedes rosa, por causa da semelhança com o equipamento do time alemão, ganhou as manchetes da F-1 por ter sido punida com a perda de 15 pontos e com uma multa que supera os R$ 2,5 milhões.

Isso porque os dutos de freio que eles estão usando foram considerados uma cópia quase idêntica aos da Mercedes de 2019, o que é proibido pelo regulamento. No entanto, a briga em relação à legalidade do carro deve continuar ao longo da temporada, uma vez que vários rivais já declararam que não estão satisfeitos com a decisão, até porque a Racing Point não terá de fazer mudanças no carro mesmo após a punição.

O bom rendimento do time também contribui para o descontentamento dos rivais: nas atividades iniciais em Silverstone, Lance Stroll foi o quinto, e Nico Hulkenberg, o sexto. O alemão segue substituindo Sergio Perez, que testou novamente positivo para coronavírus na quinta (6).

Os dois ficaram logo atrás de Max Verstappen, que foi o quarto na tabela de tempos, mas perdeu grande parte da sessão devido a um problema em sua Red Bull, que o tirou justamente do momento em que os pilotos faziam as simulações de corrida. Elas são particularmente importantes porque a Pirelli mudou os compostos de pneus em relação à semana passada.

Os compostos para o GP dos 70 Anos são mais macios, o que deve obrigar os pilotos a fazer duas paradas na corrida. Antes dos problemas, Verstappen até foi cumprimentado pelo brincalhão Lando Norris, da McLaren, que foi oitavo, quando os dois se encontraram na pista.

Outro que teve problemas foi Sebastian Vettel, que terminou fora do top 10 com a Ferrari e, com menos de 10 minutos para o final, precisou lidar com o que aparentou ser uma quebra de motor. O carro da Ferrari deixou um rastro de óleo na pist, que fez com que o Safety Car virtual fosse acionado. A falha aconteceu quando ele realizava sua simulação de corrida.

As equipes agora terão mais uma hora para preparar os carros no último treino livre, que começa às 7h (de Brasília) deste sábado (8), antes da definição do grid de largada, que tem início às 10h. A corrida terá largada oficial às 10h10 do domingo (9).

*

O segundo treino livre em Silverstone:

1º Lewis Hamilton (ING/Mercedes) - 1min25s606

2º Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) - +0s176

3º Daniel Ricciardo (AUS/Renault) - +0s815

4º Max Verstappen (HOL/Red Bull) - +0s831

5º Lance Stroll - (CAN/Racing Point) +0s895

6º Nico Hulkenberg (ALE/Racing Point) - +1s140

7º Charles Leclerc (MON/Ferrari) - +1s206

8º Lando Norris (ING/McLaren) - +1s261

9º Carlos Sainz (ESP/McLaren) - +1s312

10º Esteban Ocon (FRA/Renault) - +1s322

11º Alex Albon - (TAI/Red Bull) +1s354

12º Daniil Kvyat (RUS/AlphaTauri) - +1s396

13º Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri) - +1s522

14º Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) - +1s592

15º Romain Grosjean (FRA/Haas) - +1s688

16º George Russell (ING/Williams) - +1s714

17º Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo) - +1s929

18º Kevin Magnussen (DIN/Haas) - +1s976

19º Nicholas Latifi (CAN/Williams) - +2s077

20º Antonio Giovinazzi (ITA/Alfa Romeo) - +2s349



O primeiro treino livre em Silverstone:

1º Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) - 1min26s166

2º Lewis Hamilton (ING/Mercedes) - +0s138

3º Max Verstappen (HOL/Red Bull) - +0s727

4º Nico Hulkenberg (ALE/Racing Point) - +0s776

5º Charles Leclerc (MON/Ferrari) - +0s896

6º Alex Albon - (TAI/Red Bull) +1s114

7º Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) - +1s332

8º Lance Stroll - (CAN/Racing Point) +1s373

9º Daniil Kvyat (RUS/AlphaTauri) - +1s487

10º Esteban Ocon (FRA/Renault) - +1s535

11º Pierre Gasly (FRA/AlphaTauri) - +1s541

12º Lando Norris (ING/McLaren) - +1s680

13º Romain Grosjean (FRA/Haas) - +1s742

14º Carlos Sainz (ESP/McLaren) - +1s972

15º George Russell (ING/Williams) - +2s004

16º Nicholas Latifi (CAN/Williams) - +2s060

17º Daniel Ricciardo (AUS/Renault) - +2s345

18º Kimi Raikkonen (FIN/Alfa Romeo) - +2s489

19º Robert Kubica (POL/Alfa Romeo) - +2s794

20º Kevin Magnussen (DIN/Haas) - +3s153

Com tático, Bahia finaliza preparação para decisão contra o Atlético de Alagoinhas
Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

O elenco do Bahia finalizou na tarde desta sexta-feira (7), no CT Evaristo de Macedo, a preparação para o jogo decisivo contra o Atlético de Alagoinhas pelo Campeonato Baiano. A partida será no sábado (8), às 16h30, no estádio de Pituaçu.

 

Sob o comando do técnico Roger Machado, os jogadores fizeram um trabalho tático de posicionamento, com jogadas trabalhadas desde o campo de defesa. Na segunda parte, os jogadores treinaram as bolas paradas defensivas e ofensivas.

 

Por fim, o grupo treinou cobranças de pênaltis. A bola na marca da cal pode definir o título caso o jogo volte a terminar empatado.

 

A tendência é que o técnico Roger Machado opte pelos titulares que atuaram na última terça (4) pela Copa do Nordeste. Com isso, a provável escalação do Bahia é a seguinte: Douglas; João Pedro (Nino Paraíba), Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Gregore, Flávio e Rodriguinho; Rossi, Élber e Fernandão.

 

Ao fim do trabalho, o grupo permaneceu no centro de treinamento e iniciou a concentração.

Al-Shabab avalia renovação e chances de emprestar Arthur Caíke ao Cruzeiro aumentam
Foto: Felipe Oliveira / EC Bahia

Mesmo com o desinteresse inicial do Al-Shabab em emprestar Arthur Caíke, o desejo do Cruzeiro pode ser atendido. O clube mineiro tem conseguido manter negociações pelo atacante e pode fechar um acordo com o jogador até o fim da Série B do Brasileirão. 

 

Recentemente, o empresário de Arthur Caíke, Edson Neto, já havia declarado que vinha conversando com o Cruzeiro, mas que o Al-Shabab, clube árabe que tem contrato com o atacante, não estaria interessado em ceder o jogador (leia mais). 

 

Sendo um desejo do próprio atleta poder continuar jogando no Brasil, já que encerrou o contrato com o Bahia no fim de junho, o Al-Shabab está pensando em renovar com o atacante e permitir que o acordo com o Celeste possa ser feito. Atualmente, o contrato com o clube árabe é até o meio do ano que vem, e, por essa razão, não havia interesse de que o jogador permanecesse fora do elenco. 

 

Segundo o empresário de Arthur Caíke, as negociações estão se encaminhando bem e o Al-Shabab está considerando a renovação do contrato com o atacante para além de junho de 2021. 

 

A vontade do atleta de 28 anos em vestir a camisa da Raposa é, principalmente, pela relação com o técnico Enderson Moreira, que trabalhou no Bahia no ano passado e tinha o atacante como titular.

 

As negociações com o mercado internacional estão disponíveis até a próxima segunda-feira (10). O Cruzeiro já estreia no Brasileirão neste sábado (8), às 19h, contra o Botafogo-SP, no Mineirão.

De volta ao gol do Bahia, Douglas fala em 'partida perfeita' para conquistar o Baianão
Foto: Divulgação / EC Bahia

O Bahia entra em campo na tarde deste sábado (8), às 16h30, para enfrentar o Atlético de Alagonhas pela segunda partida da final. Na primeira partida, 0 a 0 para as equipes em um jogo que foi marcado pela volta do goleiro Douglas, recuperado de lesão. Ciente da má fase, o jogador falou em uma "partida perfeita" para vencer o jogo, levantar a taça e amenizar a crise.

 

"Jogo do Atlético de Alagoinhas foi um jogo onde o Bahia buscou, dentro de sua característica e sua força, o gol a partida toda. Por conta da expulsão a equipe do Atlético se fechou ainda mais. É uma equipe que chegou na final por méritos. Mas evidente que a gente tem a responsabilidade, por todo investimento e por tudo o que o Bahia representa, de ser campão. Apesar do gol não ter saído, tivemos pontos positivos e pontos a melhorar. Evidente que a gente está consciente disso, estamos preparando para amanhã ser uma partida perfeita, com mais efetividade. Que a gente possa abrir o placar logo para conquistar com méritos esse tricampeonato baiano", disse.

 

Querido pela torcida, Douglas disse entender a insatisfação dos tricolores em virtude do vice-campeonato na Copa do Nordeste. Ele destacou a insatisfação do elenco da situação e apontou o foco para a conquista do estadual.

 

"Acredito que nosso torcedor está ferido, magoado e triste pelo time não ter conseguido esse tão sonhado título da Copa do Nordeste. Nós, como atletas, também sentimos muito essa não conquista do título. Evidente que, por tudo que o Bahia tem construído nos últimos anos, pelo grande investimento, material humano que o Bahia hoje tem, em uma competição regional o Bahia sempre entra com a responsabilidade de ser campeão, jogar bem e agradar o torcedor. Evidente que o vice-campeonato não agrada de forma alguma. Eles têm todo direito de cobrar, de ficar insatisfeitos. Nós também estamos insatisfeitos. Agora, o que nos resta e o título mais importante que temos no momento é o Campeonato Baiano. É importante tirar lições e fazer uma grande partida para não dar margem a qualquer possibilidade de não vencer esse campeonato baiano", pontuou.

 

Douglas vê o grupo com experiência para passar pela decisão e indicou a necessidade de ser competente no momento decisivo.

 

"Apesar da gente ter um elenco com jogadores novos, acredito que a maioria do time já passou por finais, por grandes responsabilidades no futebol. Sempre aprendemos lições. Mas estamos em outro estágio. Tivemos lições dentro e fora do Bahia. Nos cabe ser mais competentes nesses momentos decisivos. Esse é o processo agora. O Bahia tem se reestruturado, é visível para todo mundo, mas dentro de campo as coisas também têm que ser conquistas com muita responsabilidade. Por isso que se tem uma grande cobrança sobre nós. Tem expectativas grandes e nós, como grupo, temos que estar cientes disso e preparados para esses momentos", finalizou.

Sexta, 07 de Agosto de 2020 - 16:30

Goleiro do Sampaio Corrêa, Gustavo comenta reencontro com o Vitória

por Glauber Guerra / Milena Lopes

Goleiro do Sampaio Corrêa, Gustavo comenta reencontro com o Vitória
Foto: Reprodução / TV Sampaio Corrêa

O goleiro Gustavo declarou estar feliz em voltar a Salvador e jogar no Barradão, mesmo que contra o Vitória. Revelado pelo Rubro-negro, o atual jogador do Sampaio Corrêa, equipe que estreia contra o Leão na Série B do Brasileiro, falou das expectativas sobre a partida e do carinho que preserva pelo clube baiano, onde iniciou a carreira. 

 

“Tá sendo uma felicidade muito grande. Estar podendo voltar aqui a Salvador, podendo jogar no Barradão novamente”, declarou Gustavo ao Bahia Notícias, falando também sobre o trabalho do Sampaio para a partida. “A expectativa é a melhor possível. A equipe se preparou muito bem, a gente já vem, mais ou menos, há um mês se preparando e o time vem de duas vitórias pelo Campeonato Maranhense, então a gente veio bem preparado para esse jogo”, avaliou.

 

Reconhecendo que a estreia na competição nacional terá alguns aspectos diferentes do que as equipes estão acostumadas, Gustavo declarou que acredita que o Sampaio seja capaz de enfrentá-las. 

 

“A gente sabe das dificuldades porque as equipes não se conhecem muito bem ainda, se trata de uma estreia e o fato de ser uma estreia tem suas dificuldades. Mas nós vamos superar isso aí e acredito que a dificuldade que vai ser para gente, vai ser para eles também, então a gente vem com bastante motivação para fazer um grande jogo aqui e já iniciar bem esse Campeonato Brasileiro”, comentou. 

 

Relembrando o período em que começou a jogar futebol, ainda nas categorias de base do Vitória, o goleiro admitiu que ainda tem muita consideração pelo clube. “Eu cheguei no Vitória com 12 anos de idade, em 2005, e fiquei até final de 2017 então tenho metade da minha vida foi dentro da toca, é um clube que com certeza mora no meu coração porque foi o clube que me revelou”, destacou. 

 

Na base do Vitória, Gustavo foi campeão da Copa do Brasil Sub-20 em 2012. No time principal, ele disputou cinco jogos. Em 2017 o arqueiro foi emprestado pelo Rubro-negro ao Atlântico e, no ano seguinte, assinou com o Jequié. Atualmente, aos 27, o jogador pertence ao Atlético Goianiense, mas está por empréstimo no Sampaio Corrêa desde o começo da temporada. 

 

“Infelizmente, eu não tive muitas oportunidade de estar jogando no profissional, mas eu tenho um carinho e um amor muito grande por esse clube e vai ser muito legal estar voltando e estar podendo jogar contra o Vitória”, pontuou Gustavo. 

 

“Vai ser muito bom também encontrar as pessoas que eu fiz amizade durante todo esse período que eu fiquei no Vitória, então eu tô muito feliz muito motivado e espero fazer um grande jogo e poder ajudar o Sampaio, que hoje é o clube que tá abrindo as portas e me dando oportunidade”, finalizou.

 

A disputa entre os times pela primeira rodada da Série B do Brasileirão 2020 será neste sábado (8), no Barradão, às 19h.

Sexta, 07 de Agosto de 2020 - 15:30

Atuação contra Bahia deu confiança ao Jacuipense para encarar o Remo, diz meia

por Leandro Aragão

Atuação contra Bahia deu confiança ao Jacuipense para encarar o Remo, diz meia
Foto: Renan Oliveira / E.C. Jacuipense

Apesar da eliminação, o Jacuipense teve uma boa atuação no empate com o Bahia em 2 a 2, no último domingo (2), pelo jogo de volta da semifinal do Campeonato Baiano. A apresentação deixou o elenco do Leão do Sisal confiante para a estreia na Série C contra o Remo, no próximo domingo (9). É o que garante o meio-campista Rafael Bastos.

 

"No primeiro jogo contra o Bahia tivemos dificuldade, mas depois do jogo em Pituaçu estamos trabalhando firme, confiantes para contra o Remo, dentro de casa, conquistar os três e começar a Série C com o pé direito", declarou em entrevista ao Bahia Notícias.

 

No empate com o Bahia, Rafael Bastos entrou durante o segundo tempo e marcou um belo gol em cobrança de falta. O jogador, de 35 anos, revelou que não se sentia bem fisicamente na retomada do futebol após paralisação por conta da pandemia do coronavírus. 

 

"Estou me sentindo bem agora. Conversei com a diretoria e comissão técnica quando voltamos da pandemia que não estava me sentindo tão bem fisicamente, mas agora estou preparado. Espero corresponder quando o professor optar por mim. Mas quem entrar vai dar o melhor para conquistar o triunfo", afirmou.

 

Integrantes do Grupo A da Série C, Jacuipense e Remo se enfrentam a partir das 18h, na Arena Valfredão.

Histórico de Conteúdo