Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Cunhada de Sarney com salário acima de R$ 35 mil, magistrada quer reembolso por home office
Foto: Divulgação / TJ-MA

Cunhada do ex-presidente José Sarney (MDB-MA), a desembargadora Nelma Sarney está insatisfeita com os custos do trabalho em regime de home office, implementado diante da necessidade do isolamento social na pandemia do novo coronavírus.

 

De acordo com informações da coluna Painel, na Folha de S. Paulo, ela pediu que a presidência do Tribunal de Justiça do Maranhão considere compensar os gastos a mais assumidos pelos magistrados, como eletricidade, internet e compra de equipamentos, no trabalho remoto.

 

No ofício enviado ao TJ-MA, ela alega que o pedido não se trata de ajuda de custo, mas de “justa e correta compensação de gastos”. Segundo a publicação, só o salário-base de um desembargador no Brasil é de R$ 35,5 mil, sem incluir os penduricalhos incorporados à remuneração.

Ubaitaba: Pistola e 2 kg de maconha encontrados em ônibus intermunicipal
Foto: Divulgação/SSP

Uma pistola calibre 9mm, dois tabletes de maconha e munições foram encontrados por equipes da 61ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Ubaitaba), com dois homens, após abordagem a um ônibus intermunicipal, na sexta-feira (14).

 

Segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP), informações levantadas pela equipe de inteligência da unidade indicavam que os homens levariam arma e drogas para o município de Maraú.

 

“Rapidamente conseguimos identificá-los com os materiais escondidos em uma mochila. Eles não ofereceram resistência”, contou o soldado Rafael Soares, lotado na unidade.

 

Os homens foram encaminhados, juntamente com os materiais, para a Delegacia Territorial de Ubaitaba e passarão pelas medidas de policia judiciária.

Domingo, 16 de Maio de 2021 - 12:40

Seleção brasileira de skate é vacinada contra Covid-19 nos Estados Unidos

por Folhapress

Seleção brasileira de skate é vacinada contra Covid-19 nos Estados Unidos
Foto: Divulgação

Os integrantes maiores de 18 anos da seleção brasileira de skate, que estreia nos Jogos Olímpicos de Tóquio, foi vacinada contra a Covid-19, hoje, nos Estados Unidos.
 

A delegação brasileira está em um período de treinos no estado da Califórnia, preparando-se para os dois últimos eventos classificatórios para os Jogos Olímpicos - o Dew Tour, em Des Moines (Iowa, EUA), entre 16 e 23 de maio; e o Mundial de Street, em Roma (ITA), entre 31 de maio e 6 de junho.
 

"Em meio a um momento ainda complicado da Covid no Brasil, a CBSk conseguiu levar a seleção brasileira de skate para um lugar em que a transmissão está mais baixa. Além do benefício esportivo desse período de treinamento, ainda conseguimos vacinar todo mundo. É com certeza uma grande conquista para o skate nacional", disse Eduardo Musa, presidente da CBSk.
 

Ontem, em parceria com os Ministérios da Defesa, da Saúde e da Cidadania, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) iniciaram a vacinação de atletas e profissionais credenciados para representar o país na Olimpíada, como parte do Plano Nacional de Imunização.

SBT paga indenização ao Vitória após trocar escudo e chamar clube de 'vice'
Foto: Reprodução / SBT

O SBT teve que indenizar o Vitória em R$ 27,9 mil por ter usado por ter usado uma montagem com a palavra "vice" e por ter chamado o clube de "vice-campeão" durante o reality show "Menino de Ouro". O processo corria desde 2013 e só foi julgado em 2021 pela Justiça da Bahia. As informações são do UOL Esporte.

 

De acordo com a publicação, fato começou em junho daquele ano, quando o canal aberto usou um escudo do Esporte Clube Vitória no qual era possível ler os dizeres de "VICE" em vez da sigla ECV. A imagem é usada por rivais do clube, principalmente o Bahia, pelo fato de o time Rubro-Negro nunca ter ganhado um torneio nacional.

 

O Vitória também alegou que disse que o clube é um "eterno vice" do Bahia e o clube pediu indenização por dano moral e material à imagem do time. O SBT alegou que não cabia o fato, porque tratou-se de um erro da produção em boa-fé.

 

"JULGO PROCEDENTE EM PARTE O PEDIDO, para condenar o demandado a pagar à parte autora, a título de indenização por danos morais, a importância de 20.000,00 (vinte mil reais), acrescida de juros de 1% ao mês, devidos a partir da citação, e correção monetária pelo INPC, devidos a partir da fixação do valor, extinguindo o processo com resolução de mérito", disse a juíza Luciana Magalhães Oliveira Amorim, da 10ª Vara de Relações de Consumo do Tribunal de Justiça da Bahia.

 

Em abril deste ano, o Vitória entrou com um pedido de execução de pena na Justiça. O clube alegou que o SBT precisava pagar R$ 27,9 mil pela condenação, que é o valor determinado pela Justiça acrescido de juros de 1% ao mês.

Relatório da PF indica que 'quase cônsul' tentou aproximação com Judiciário de Brasília
Foto: Vaner Casaes / ALBA

Apontado como idealizador de uma organização criminosa que geria compra e venda de sentenças no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), o quase cônsul Adailton Maturino tentou também estreitar relações com o Judiciário em Brasília. 

 

De acordo com informações do jornal O Globo, nas investigações da Operação Faroeste, a Polícia Federal (PF) detectou a estratégia para se aproximar de pessoas com acesso ao Supremo Tribunal Federal (STF). Segundo a publicação, em um relatório sigiloso de fevereiro a PF apontou tentativas de “tráfico de influência” de Maturino junto aos tribunais superiores da capital federal. “Suspeita-se da possibilidade de atuação nos bastidores de outros advogados, inclusive numa tentativa de lobby (tráfico de influência) junto às respeitadas cortes”, diz trecho.

 

Segundo o jornal, a ofensiva do falso cônsul em Brasília coincidiu com a disputa judicial milionária envolvendo posse de terras no Oeste, que implicou juízes e desembargadores do estado. Antes de ser preso, no entanto, ele buscou interlocutores influentes na capital federal e frequentou cerimônias de posse nos tribunais superiores.

 

Adailton Maturino chegou a contratar um ex-assessor do STF para atuar nos processos nos quais está envolvido, com honorários estipulados em R$ 20 milhões em caso de êxito. Para a PF, este fato demonstrava que ele tinha “alta penetrabilidade no mais alto extrato do Judiciário”, apesar de sua estratégia não ter funcionado.

 

Replicando atuação na Bahia, quando custeou mais de R$ 1 milhão em passagens aéreas para pessoas próximas ao Judiciário local, segundo O Globo, em Brasília ele bancou viagens para o general Ajax Porto Pinheiro, que era assessor da Presidência do STF durante a gestão do ministro Dias Toffoli. Pinheiro ganhou de Maturino bilhetes para ir a Salvador em 1º de maio de 2019 e retornar no dia 4, com um custo de R$ 5.038. Ao jornal, ele alegou ter uma relação de amizade antiga com a família do falso cônsul e alegou ter oferecido para devolver o valor das passagens, o que não foi aceito. “Conheço o Adailton e família de período anterior à ida para a assessoria do STF. Nossos filhos foram e são amigos e nunca omiti tal fato”, disse o general, afirmando que Adailton nunca abordou os processos de seu interesse e tampouco fez pedidos indevidos.

 

De acordo com apuração do jornal, na véspera da viagem presenteada a Pinheiro, no dia 30 de abril, o grupo de Maturino protocolou no CNJ um pedido a Toffoli, na tentativa de reverter uma decisão sobre posses de terra no Oeste baiano, que prejudicava seus interesses. Ele não teve sucesso, o ministro e o CNJ mantiveram a posição.

 

Quem também foi contemplada com passagens aéreas foi a advogada Anna Carolina Noronha, filha do então presidente do STJ, João Otávio de Noronha. O falso cônsul lhe ofertou uma viagem em novembro de 2019, de Brasília a São Paulo. Procurada pelo O Globo, ela disse que foi contratada pelo filho de Maturino,  Adriel Brendown, que também é advogado, para atuar em parceria em um processo no STJ, envolvendo o litígio entre duas empresas da Bahia. A viagem, segundo ela, se deu para uma reunião de trabalho.

 

A defesa de Adailton Maturino afirma que as passagens “não envolvem motivos escusos” e confirma que a advogada viajou para uma reunião de discussão de processos. A respeito de um contrato de um advogado que é ex-assessor do STF, afirmou que “todos os contratos celebrados com advogados foram regularmente aperfeiçoados com pessoas que não possuíam nenhum impedimento na época da sua contratação”.

Mutirão de 28h de vacinação em Salvador tem madrugada animada por música
Foto: Reprodução/Twitter

Música e animação marcaram o mutirão de vacinação de 28h ininterruptas para aplicação da segunda dose da Coronavac em Salvador, na madrugada de domingo (16). No ponto de vacinação do Centro de Convenções de Salvador, na orla da Boca do Rio, profissionais da saúde animaram os colegas e também as pessoas que enfrentaram uma longa fila para se vacinar, cantando.

 

Um vídeo gravado no local mostra um trecho do momento e circula nas redes sociais. É possível ver um homem cantando e outro tocando saxofone, algumas pessoas nos carros cantando junto e dançando ao som da música “Ouvi Dizer”, da banda Melim.

 

Salvador chegou a 60 mil pessoas com doses da vacina atrasada nesta semana. O mutirão foi realizado em uma tentativa de agilizar e diminuir esse número de atrasados. A ação foi possível a partir da chegada de 25 mil novas doses da CoronaVac na capital baiana.

 

Domingo, 16 de Maio de 2021 - 11:20

Vacinação reduz em 95% mortes por Covid-19 na Itália, diz estudo

por Ana Estela de Sousa Pinto | Folhapress

Vacinação reduz em 95% mortes por Covid-19 na Itália, diz estudo
Foto: Bruno Concha/Secom

A vacinação contra Covid-19 reduziu as mortes em 95% na Itália, mostram resultados do primeiro estudo nacional sobre o impacto da imunização no país. Foram acompanhados 13,7 milhões de pessoas vacinadas de 27 de dezembro de 2020 a 3 de maio de 2021.
 

A queda no risco é progressiva a partir de 14 dias após a primeira dose e atinge o máximo a partir dos 35 dias. Após esse período, o estudo documentou também queda de 90% nas internações por Covid-19 e de 80% nos casos sintomáticos.
 

Os efeitos são semelhantes em homens e mulheres e em pessoas de diferentes grupos etários --no período estudado, a Itália estava imunizando os mais idosos e profissionais de saúde a partir de 40 anos.
 

"Os dados confirmam a necessidade de atingir rapidamente altas coberturas em toda a população para sair da emergência sanitária", afirmou o presidente do Instituto Superior de Saúde, Silvio Brusafero.
 

Participaram da análise pessoas imunizadas com as vacinas da Pfizer, da Moderna e da AstraZeneca. De acordo com o governo italiano, cerca de 65% dos pacientes estudados tomaram a vacina da Pfizer, 30%, e 5% a da AstraZeneca.
 

Entre os que receberam as duas primeiras, mais de 95% haviam tomado já as duas doses, com intervalos de 21 e 28 dias, respectivamente --mais de 90% dos participantes respeitaram o calendário de imunização. No caso dos vacinados com a AstraZeneca, cuja aplicação começou em fevereiro na Itália, nenhum dos avaliados havia ainda completado o ciclo de vacinação.
 

A Itália administra também o imunizante da Janssen, mas seu uso começou no final de abril, por isso ele não está incluído nos resultados. O estudo excluiu pessoas que tomaram a primeira dose numa data que impediria o acompanhamento de eventuais desdobramentos (a partir de 7 de março, para mortes, e de 4 de abril, para diagnóstico).
 

Os resultados também não incluem os que tinham sido diagnosticadas com Covid-19 antes do início da vacinação.
 

O texto ressalva que diferentes vacinas foram disponibilizadas em momentos diferentes, por isso pode haver casos em que a janela de tempo necessária para observar um possível evento não tenha sido suficiente.
 

Também observa que nem todos as faixas de idade e grupos populacionais estavam incluídas na campanha de vacinação, que priorizou os de maior risco. "As considerações estão destinadas a mudar com a entrada de novas vacinas e expansão da oferta vacinal a outros grupos populacionais", diz o texto.
 

Outro fato que pode alterar as conclusões é o aparecimento de variantes que escapem da proteção oferecida pelos imunizantes. Na |nglaterra, por exemplo, o governo afirmou nesta sexta (15) estar preocupado com o crescimento acelerado de pessoas infectadas pela B.1.617.2, identificada na Índia.
 

Segundo cientistas, ela é mais transmissível que outras linhagens que circulam no país, mas ainda não há evidências sobre o grau de transmissibilidade nem sobre como as vacinas agem sobre ela --a expectativa é que a proteção seja mantida.

Reforma do Museu do Ipiranga revela descobertas arqueológicas
Foto: Diogo Moreira/Divulgação Governo de São Paulo

Em meio a uma grande reforma, durante escavações da área externa do Museu do Ipiranga, em São Paulo, foram reveladas descobertas arqueológicas. De acordo com informações da Agência Brasil, uma equipe de arqueólogos encontrou no local materiais como ossos, fragmentos de porcelana e objetos de uso pessoal antigos.

 

Após serem analisados, os ítens de outras épocas têm sido divulgados em uma série de publicações nas redes sociais do museu, por meio de uma parceria com a Scientia Consultoria Científica. Abrindo a iniciativa, o público pôde ver uma dentadura datada da metade do século 20, que incluía um dente com restauração em ouro, para disfarçar o uso da prótese. Segundo a publicação, a peça foi encontrada ao remover árvores do jardim para replantio.

 

As escavações revelaram ainda pedaços de crânio, pélvis e pés de rês (vaca ou boi) com marcas de cortes retos, realizados com instrumentos de metal; um fragmento de mandíbula que pode ter pertencido a um gato e dentes de porco doméstico.

 

Os achados incluem ainda fragmentos de pratos, xícaras e potes de porcelana, do fim do século 19 e início do 20. Um dos ítens parece ser o fundo de um prato raso, com o registro Société Céramique Maestrich, marca holandesa de 1859. Também foi identificado um pedaço de prato produzido na Fábrica de Louças Santa Catharina (FSC), uma das primeiras do país.

 

Os arqueólogos encontraram também duas moedas de 200 réis que, dependendo da época, equivaleriam de R$ 2,50 até R$ 10. A mais antiga, cunhada na Europa, chegou às ruas no fim de 1901. A outra, comemorativa, é da segunda metade da década de 1930. 

 

As escavações revelaram ainda vários fragmentos de vidros, possivelmente do período entre o final do século 19 e o início do século 20. Um deles é um fragmento de uma garrafa de vidro com a inscrição “Labor omnia V”, que a consultoria acredita se tratar de um frasco de medicamento importado. O produto da empresa Caswell Mack & Co., Chemists New York & Newport, utilizava em algumas de suas embalagens a frase latina que significa “O trabalho vence tudo”.

 

Fechado desde 2013, o Museu do Ipiranga tem previsão de reabertura para setembro de 2022.

Após 10 anos, Bruninho, Diones e Paulo Paraíba querem novo título com o Bahia de Feira
Foto: Divulgação

Há dez anos atrás, um ousado Bahia de Feira, que havia sido recém-promovido à elite do Baianão, conseguia o que muita gente no interior sonha: a taça do Campeonato Baiano. Com uma equipe modesta, porém aguerrida, o Tremendão venceu o Vitória por 2 a 1 em pleno Barradão após um empate em 2 a 2 no primeiro jogo.

 

Com o passar dos anos, o clube foi se estruturando e se firmando entre os maiores do estado. Em 2019, veio a oportunidade de ganhar mais um título, mas o Bahia acabou sendo superior e levou a taça. A partir deste domingo (16), o desafio na decisão será diante do Atlético de Alagoinhas, algo inédito na história do estadual.

 

O DNA de 2011 está presente no elenco. O zagueiro Paulo Paraíba, o volante Diones e o meia Bruninho eram titulares daquele time que calou o Barradão e hoje são peças essenciais no onze do técnico Oliveira Canindé. Ao programa BN na Bola, da Rádio Salvador FM 92,3, o comandante apontou o ganho com os experientes jogadores. 

 

Diones é um dos principais jogadores do Tremendão | Foto: Bahia de Feira

 

"Eu tenho conversado com eles citando, exatamente, os três. A importância de você ser campeão, de ter uma história dentro do clube e de você passar essa importância para outros que não sabem o quão importante é você ganhar e chegar num título como esse. Eu sou de um jeito que, quando os atletas passam de determinada idade e nós vamos correr atrás de contratar alguém, eu pergunto 'foi campeão onde?'", declarou.

 

Dos três, a carreira de mais sucesso é a de Diones. Após ganhar o Baiano em 2011, ele foi contratado pelo Bahia e passou por Chapecoense, Sampaio Corrêa, Ceará, Juventude e Botafogo-SP. Em 2020, ele voltou ao lugar que lhe deu glórias. 

 

“É importante [estar no elenco] depois de dez anos do nosso título de 2011. Uma final inédita ver dois times do interior, deixando os clubes da capital de fora, acho que isso mostra o crescimento das equipes do interior. Posso falar pelo Bahia de Feira, que é uma equipe organizada, estruturada e que dá atenção às competições que o clube disputa", declarou o jogador de 35 anos, em entrevista ao Bahia Notícias.

 

O primeiro desafio do Tremendão na briga pelo título contra o Carcará será na tarde deste domingo (16), às 16h, no estádio Antônio Carneiro, em Alagoinhas. 

 

Bahia de Feira ganhou o Baianão em 2011 e quer repetir a dose | Foto: Reprodução / FBF

Membros da equipe do cantor Dilsinho são acusados de estupro em Santa Catarina
Foto: Reprodução / TV Record

Uma jovem da cidade de Chapecó, em Santa Catarina, acusa músicos da banda do cantor Dilsinho de estupro. Sob anonimato, ela relatou o caso ocorrido em novembro de 2019 e registrado na polícia, ao site Notícias de Santa Catarina. 

 

Fã do artista, segundo a vítima, ela e duas amigas foram convidadas a entrar no camarim para conhecê-lo. “Quando chegamos na porta do camarim, tinha um segurança recolhendo todos os celulares. Deixamos tudo ali. Assim que chegamos já fomos apresentadas ao Dilsinho, conhecemos todo mundo, veio o rapaz da banda e ofereceu bebida e aceitamos. Estávamos conversando, dançando e eu estava abraçada no Dilsinho, quando veio o André Bezerra e ofereceu mais bebida. Eu aceitei e ele fez um gesto que iria pegar meu copo. Eu entreguei e, depois disso, não lembro de mais nada”, conta, revelando que os dois integrantes do staff de Dilsinho que teriam lhe dopado e estuprado são o iluminador André Luiz Bezerra e o músico Paulo Xavier Goulart Junior.

 

“Quando eu acordo, o primeiro flash que eu lembro, eu estou deitada na cama, bem onde termina a cama, e estava acontecendo sexo anal com o André Bezerra. Eu acordo porque estou me afogando, sem conseguir respirar. Acordo com o pênis do Junior Goulart na minha garganta. Aí eu começo a passar muito mal. Empurro ele para o lado, viro para o lado da parede e vomito muito. Eu lembro de deitar de novo e eles continuam. Passo mal de novo porque ele continua com pênis na minha garganta, vomito mais, passo mal, deito e eles continuam. Nesse momento, eu começo a gritar ‘para, por favor, por favor para’”, relata ao site.

 

O incidente teria ocorrido em um hotel no centro da cidade, a convite dos integrantes da banda. As três amigas - uma delas já estava ficando com um dos membros do staff - foram de táxi com os dois homens ao hotel onde toda a equipe estava hospedada. “O que as meninas contaram é que eu estava atrás, sentada no colo do André Bezerra, e a Mariana* [nome fictício]  no colo do Daniel, que é produtor do Dilsinho. Elas contam que eu estava muito eufórica, gritava, fazia gemidos e elas não sabiam se eu já estava transando com ele dentro do táxi, mas isso não é do meu feitio. Eu nunca fiquei bêbada, nunca usei nada. Eu nunca saía, aquela era a primeira vez que nós saíamos juntas, então não era normal para mim”, conta.

 

Dias após o ocorrido, a jovem recebeu um áudio de uma das amigas, que lhe ajudou a lembrar de alguns flashes. Na mensagem, aos prantos, a amiga lamenta não ter percebido que ela estava sendo estuprada. “Tu dava risada, só que amiga, eu não pensei, juro por Deus que se eu tivesse imaginado outra coisa… Para mim tu estava bêbada e gostando de ficar com o cara”, diz.

 

Ela conta que depois de chegar ao hotel sequer lembra como conseguiu ir até o quarto. A saída ela tampouco se recorda, mas um ano depois teve acesso às imagens de câmeras de segurança do local, que a mostram saindo desnorteada. Segundo o site, o material consta no inquérito policial de 113 páginas, que foi instaurado a partir do boletim de ocorrência registrado no dia 4 de novembro de 2019. 

 

As imagens mostram o grupo chegando ao hotel, por volta de 2h45. Às 4h57, a jovem aparece novamente, vestindo uma camiseta e com uma garrafa de água na mão. Ela caminha na calçada, do lado de fora. No vídeo aparece também o músico Paulo Xavier Goulart Junior, que a impede de seguir andando. Os dois então conversam, ela aparentemente quer continuar caminhando, me ele segura a mão da vítima, gesticula, se aproxima e vai de volta para o hotel, enquanto a mulher o acompanha, cambaleando.

 

Ao site, a jovem catarinense conta que não se lembrava deste momento até ter acesso às imagens, depois de um ano. “Eu saio desnorteada, só com uma garrafa de água na mão. Descalça, sozinha, não tinha nem a chave do apartamento, do carro, nada. Eu não tinha nada. Pelo que eu entendi das imagens é aquela coisa de instinto. Quando algo te faz mal, você quer sair. E acredito que minha reação foi essa: eu preciso sair daqui. Mesmo sem estar consciente”, diz. Poucos minutos depois, ela aparece outra vez nas imagens, mas desta vez com as amigas e o homem com quem uma delas estava ficando antes de chegar ao hotel. A jovem sai na frente apressada, enquanto o casal fica atrás. O homem tira uma camisa da mochila e a amiga entrega para a vítima, que vestia uma camiseta da produção.

 

“Tu tirou a camisa ali na frente do hotel, tirou a camiseta, aquela hora eu pensei que tu estava muito louca. Viemos de boa, conversando, quando chegou na porta do meu prédio, tu começou a chorar desesperada”, conta a amiga, em áudio, revelando que ela ficou nua na rua. Ao chegar na casa da amiga, ela dormiu por horas, depois voltou para casa e contou à família.

 

No dia seguinte, ela conta que, por volta das 8h, foi ao Hospital Regional do Oeste e entrou no protocolo da Lei do Minuto Seguinte, que orienta o atendimento às vítimas de violência sexual. No local, a jovem teve que recontar o pouco que lembrava e mostrar as marcas da violência a enfermeiros, psicólogos, médicos, assistentes sociais, policiais militares e civis. Na unidade de saúde, durante meses, ela fez o tratamento, com remédios e exames para evitar doenças e uma possível gravidez

 


INVESTIGAÇÃO
Segundo o Notícias de Santa Catarina, o laudo produzido pelo Instituto Geral de Perícias (IGP) aponta que não houve lesões ou vestígios de relação sexual criminosa, mas mostrou a existência de esperma na região da vagina.

 

O exame toxicológico apontou 5,8 decigramas de álcool por litro de sangue, o que para o médico legista, não seria suficiente para causar alterações psicoativas e provocar perda de consciência. O exame, no entanto, foi realizado horas depois do estupro e, portanto, detectar uma quantidade inferior à ingerida no momento do crime. O exame detectou ainda lidocaína, comumente usada como anestésico. De acordo com relatório do perito, a substância pode acarretar em perda de consciência, em caso de superdosagem. O IGP, no entanto, alegou que não tinha equipamento e tecnologia para aferir a quantidade do anestésico no organismo da vítima.

 

Em depoimento, o legista afirmou nunca ter ouvido falar no uso da lidocaína no golpe do “boa noite Cinderela”, mas disse desconhecer os efeitos da associação da substância ao álcool. No relatório complementar, a perícia apontou ainda que o anestésico pode ser encontrado em gel lubrificante ou preservativos, que podem provocar excitação e também deixar a pessoa “desligada”.

 

O advogado da vítima, Marco Aurélio Marcucci, aponta falhas, tanto na investigação, quanto no processo. Entre os questionamentos estão a falta de detalhes sobre o anestésico. “É uma prova que teria que ser esmiuçada na investigação e não foi, assim como não foram verificadas as câmeras do corredor. Onde o Dilsinho estava? Onde os indiciados estavam? Quem estava naquele quarto? E o gerente, cadê o gerente? Tudo isso tem que ser verificado. No meu ponto de vista é uma investigação completamente falha e falha intencionalmente”, aponta.

 


INQUÉRITO
Segundo o site, o inquérito foi encerrado em 23 de outubro de 2020, cerca de um ano após o crime. O delegado Estevão Vieira Diniz Pinto indiciou os dois integrantes do staff de Dilsinho por estupro de vulnerável e encaminhou o caso ao Ministério Público. A dupla, entretanto, sequer foi ouvida, porque a polícia tentou contato por telefone, redes sociais e e-mail, mas não teve resposta. Diante disto, o delegado decidiu encerrar o inquérito e indicia-los, deixando-os à disposição do MP para possíveis diligências complementares.

 

O advogado da vítima critica a não utilização da alternativa de expedição de cartas precatórias para intimar André Luiz Bezerra e Paulo Xavier Goulart Junior. “O que eles alegam no processo é que a carta precatória demoraria muito, então eles resolveram fazer esse caminho, mas é um puxadinho que está errado processualmente. Eles tinham que mandar uma precatória para a delegacia do Rio de Janeiro, para que eles fossem até a residência dos suspeitos intimá-los para comparecer no processo. Do jeito que está, ele vai ficar sem comparecimento e o processo vai parar e até prescrever. Acho que essa é a ideia desde o início”, diz o advogado.

 

Em novembro daquele ano, o MP ofereceu a denúncia, que foi aceita pela Justiça, determinando que os dois acusados se manifestem sobre as acusações em um período de 10 dias, possibilitando que o processo pudesse correr. Marcucci, revela que esta foi a última movimentação do caso na Justiça e que seis meses depois o prazo sequer foi respeitado. Diante disso, ele pediu a suspensão do processo, sob alegação de falhas na investigação. Ele pediu ainda quebra do sigilo telefônico dos policiais responsáveis pelo relatório, e a quebra dos sigilos fiscal, bancário e telefônico dos indiciados e de Dilsinho.

 

“Questionamos toda a investigação, pedimos a volta para a delegacia para que tudo seja refeito desde o início. Há muitas diligências importantes que não foram feitas. Do jeito que o inquérito e o processo estão, é muito fácil os suspeitos se safarem dessa condenação porque existem dois suspeitos, dois indiciados, mas no meu ponto de vista tem que ampliar a margem de investigação. Nós pedimos a prisão dos indiciados e vamos aguardar a manifestação do juiz lá de Chapecó”, explica o advogado.

 


Um ano e meio depois do incidente, a jovem conta que precisou se mudar de Chapecó. “É o principal hotel da cidade, fica na avenida. Eu não tinha mais nenhuma condição de passar por ali”, lamenta a vítima, que em 18 meses, diz não ter havido nenhuma manifestação dos acusados, resposta da polícia ou da Justiça.

 

RESPOSTAS

Em resposta à reportagem, o IGP enviou nota afirmando que só fala sobre laudos periciais após solicitação de autoridades policiais ou judiciárias. Disse, ainda, que as informações sobre dosagem são disponibilizadas de acordo com o pedido das autoridades ou setor de medicina legal.

 

O delegado, por sua vez, afirmou, por telefone, que concluiu o inquérito, encaminhou ao Ministério Público e não iria se manifestar. A promotoria e o juiz afirmaram que não se manifestariam porque o caso corre em segredo de Justiça. O hotel no qual o incidente ocorreu não retornou à reportagem.

 

Por meio de nota, a assessoria jurídica de Dilsinho informou que o artista não foi notificado por qualquer autoridade pública e que ele não tem ciência dos fatos veiculados. A nota diz ainda que o escritório do cantor aguarda a análise do caso para tomar as devidas providências. Apesar do artista dizer desconhecer o caso, a assessoria informou que os dois integrantes acusados foram afastados de suas funções. 

Domingo, 16 de Maio de 2021 - 10:00

Morre prefeito de São Paulo Bruno Covas, aos 41 anos

Morre prefeito de São Paulo Bruno Covas, aos 41 anos
Foto: Governo de São Paulo

Morreu neste domingo (16) o prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB). O gestor tinha 41 anos e lutava desde 2019 contra um câncer no sistema digestivo com metástase nos ossos e no fígado.

 

Covas estava internado no Hospital Sírio-Libanês, na cidade de São Paulo, desde 2 de maio.

 

Na sexta-feira (14), ele teve uma piora no quadro de saúde e a equipe médica informou que seu quadro havia se tornado irreversível e que trabalhavam para que ele ficasse confortável. Covas estava recebendo sedativos e analgésicos para não sentir dores.

De criticado a herói, Fábio Lima busca fazer história diferente com o Carcará na final
Foto: Carlos Humberto / Agência CH

Nascido em Aramari, município vizinho de Alagoinhas, o goleiro Fábio Lima começou a sua história no futebol dentro do Atlético em 2004. Logo depois, o arqueiro rodou por diversos clubes até retornar para casa em 2020. Com mais experiência, ele passou por um momento de ápice ao ajudar o Carcará a ser finalista do Baiano. Por pouco, ele não celebrou o título, já que o Bahia acabou levando a melhor nos pênaltis dentro do estádio de Pituaçu.

 

No futebol, nada como um dia após o outro. Após ser muito criticado no início do Campeonato Baiano de 2021, os deuses da bola deram a Fábio Lima a oportunidade de mostrar valor. Na disputa de pênaltis contra a Juazeirense, pela semifinal, três pênaltis defendidos e o êxtase de uma classificação emocionante. Ali, Fábio deu um recado claro de que pensa em escrever uma história diferente e dar um título ao Carcará.

 

"A gente vinha sendo criticado no decorrer do campeonato. Alguns torcedores falando besteira, mas nunca respondi nada. Os jogadores me apoiaram no momento difícil, a gente não tinha campo para treinar, treinando em campo sintético com sete de linha. Graças a Deus conseguimos superar e ajudar a equipe do Atlético", disse, em entrevista emocionada à TV Bahia.

 

Fábio Lima foi vice com o Atlético de Alagoinhas em 2020 | Foto: Max Haack / Ag. Haack /  Bahia Notícias

 

A experiência e o bom momento de Fábio Lima são trunfos para o Atlético na decisão contra o Bahia de Feira. Foi o que garantiu o técnico Sérgio Araújo na última sexta-feira (14), em entrevista exclusiva ao BN na Bola, da Rádio Salvador FM 92,3.

 

"A gente sabe que Fábio é filho da casa. Ele começou aqui e tem uma identidade muito forte. Ele tem uma experiência boa, foi titular no Fortaleza e traz uma bagagem importante em um momento desse. Sofreu um pouco porque a torcida pegou muito no pé dele, mas ele conseguiu dar a volta por cima. É um jogador importantíssimo nesse contexto. Se ele não estivesse contra a Juazeirense, teríamos muitas dificuldades", afirmou.

 

Atlético de Alagoinhas e Bahia de Feira se enfrentam na primeira partida da final do Campeonato Baiano na tarde deste domingo (16), às 16h, no estádio Antônio Carneiro, em Alagoinhas. A decisão será no próximo domingo (23), também às 16h, na Arena Cajueiro, em Feira de Santana.

Domingo, 16 de Maio de 2021 - 09:20

Alimentos e gasolina mais caros tiram clientes e renda de ambulantes

por Ariane Costa, Jéssica Silva, João Vitor Reis e Renan Omura | Folhapress

Alimentos e gasolina mais caros tiram clientes e renda de ambulantes
Foto: Reprodução/G1

"Ei, chegou o carro do pãozinho doce." "Olha as sardinhas, sardinhas selecionadas." "O carro dos churros chegou." "Ovos diretamente da granja."
 

O anúncio de produtos fresquinhos pelo alto-falante fixado no teto de algum veículo é marca registrada na periferia de muitas cidades brasileiras.
 

Apesar de anunciarem pechinchas, esses vendedores não vivem um bom momento. Distanciamento social, medo da Covid-19 e, agora, a alta de preços dos alimentos reduzem o número de clientes e o faturamento.
 

Quem mora no bairro Vila Ipelândia, em Suzano, na região metropolitana de São Paulo, provavelmente já viu a Variant amarela do peixeiro Vivaldo de Abreu, 70.
 

Ao volante do veículo, modelo dos anos 1970, Abreu fez a vida. Já são 32 anos sobrevivendo com o negócio. Desde março de 2020, porém, ele sofre duplamente. Primeiro, por ser do grupo de risco, teme o contágio, mas é obrigado a continuar nas ruas. Segundo, porque circular não tem dado retorno. A clientela sumiu.
 

"Meu faturamento diminuiu em 95%. Nunca tinha passado por uma crise como essa. Moro com a minha esposa e, atualmente, a nossa única renda é a minha aposentadoria", afirma.
 

Abreu também atribui a queda nas vendas ao aumento de preço. O peixeiro está vendendo o quilo da sardinha a R$ 25. O valor médio antes da pandemia era R$ 13,50.
 

"As pessoas reclamam, mas não sabem que estou tendo que pagar mais caro. Além disso, tenho que comprar gelo para preservar o peixe e colocar gasolina no carro para rodar", diz.
 

O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), que mede a inflação oficial do Brasil, teve um repique na pandemia. No período de 12 meses encerrados em abril, dado mais recente, acumula alta de 6,76%. No acumulado até março, havia ficado em 6,10%.
 

Alguns produtos, como a gasolina, subiram ainda mais. Só entre fevereiro e março deste ano, por exemplo, houve um aumento de 11,23% no preço final do combustível.
 

Para tentar driblar a crise, o vendedor passou a focar o comércio de peixes de água salgada. "Na região rural de Suzano, as famílias de origem japonesa ainda compram bastante, mas eles preferem sardinhas e anchovas. Por isso só estou vendendo peixes do mar", diz.
 

Por causa do valor do combustível, não vai mais para muito longe. Deixou de ir vender na cidade vizinha de Mogi das Cruzes.
 

Aloísio Bento Gomes, 61, tem problema bem parecido com outros produtos --ovos, alimentos em conserva e temperos. Morador do bairro César de Souza, em Mogi das Cruzes,, ele é vendedor de rua há oito anos e perdeu 50% do faturamento na pandemia.
 

Nem o apoio do genro reforça o negócio. Douglas Gomes, 38, trabalha como operador de máquina e vende ovos com o sogro aos fins de semana.
 

"Tivemos que renovar e procurar novos fornecedores para ter produtos melhores com preços mais em conta. Conseguimos novos clientes, mas não está fácil", afirma Douglas.
 

Do outro lado da região metropolitana, quem vê a Fiorino branca com balões coloridos desenhados já sabe: o carro dos churros chegou. Há três anos, Diego Gomes, 31, trabalha vendendo churros pelas ruas de Osasco.
 

Os churros custam R$ 3 cada um, e é possível escolher entre os sabores de chocolate, doce de leite e morango. Morador do Jardim Santo Antônio, o vendedor conta que, em média, saíam 120 churros por dia. Com a pandemia, esse número caiu pela metade.
 

"As pessoas passaram a ter medo da doença [Covid-19] e receio de comprar. Mesmo com os cuidados para evitar o contágio, quase ninguém sai de casa", diz.
 

Além de dirigir de segunda a sexta-feira, por vezes ele faz bicos com mudanças para complementar a renda.
 

Para não perder clientes, nem o investimento nos ingredientes, chega a vender fiado e, dependendo da situação, dá desconto, oferecendo churros por R$ 2.
 

"Tudo ficou mais caro, mas eu não podia aumentar o preço. As pessoas já estavam passando por dificuldade para comprar a própria comida. Eu não poderia aumentar mesmo com a dificuldade de vender e comprando ingredientes mais caros", conta.
 

Apesar de o mercado de ambulantes viver uma baixa, a concorrência aumentou. A pandemia levou novos comerciantes para esse mercado de porta em porta.
 

Com o bagageiro repleto de cartelas de ovos, Paulo Henrique, 26, circula pelos bairros da região dos Pimentas, em Guarulhos, há um ano.
 

"Trinta ovos extra branco por apenas R$ 12. Eu falei 30, 30 ovos", anuncia.
 

Antes da pandemia, Paulo tinha um emprego regular, que perdeu durante a crise. Com a ajuda das primeiras parcelas do auxílio emergencial de R$ 600, iniciou o comércio ambulante.
 

"Foi assim que comecei a vender ovo e sigo até hoje. No momento só tenho feito isso mesmo, pois não achei outro meio de ter uma renda", diz.
 

Vender ovos pela rua há cerca de um ano também passou a ser uma atividade regular para Luiz Simão, 60, morador do Jardim Imperador, em Suzano.
 

"É muito difícil uma pessoa de 60 anos arrumar emprego. Eu era motorista de aplicativo, mas tive a conta cancelada, então comecei a trabalhar como vendedor", diz.
 

Luiz mora com a esposa e não é aposentado. A renda dele é composta pelo salário da companheira e do comércio de ovos. "Não é muito, mas ajuda bastante. Saio para vender de manhã. À tarde, os clientes podem vir buscar aqui em casa. Apesar dos riscos, é um serviço pouco cansativo", afirma.
 

Entre as muitas modalidades de vendedores de rua, a pandemia incentivou o delivery de feira. Estudante de geografia, Andrelina Santos, 23, mora no bairro Vila Paraíso, em Guarulhos, e vende mandioca, batata-doce, inhame, milho, coco e diversas espécies de abóbora. Tudo é divulgado pela página Macaxeira, nas redes sociais.
 

"Sempre trabalhei com o comércio ao ar livre em feiras, mas, para manter meu rendimento, foi necessário fazer entregas e essa nova logística."

'Não gastei R$ 1!', diz Juliette em primeira live após vencer BBB e ficar milionária    
Foto: Reprodução / Instagram

A advogada e maquiadora Juliette Freire, grande campeã do Big Brother Brasil 21, achou uma brecha na agenda atribulada e fez sua primeira live após a saída do reality show, que lhe rendeu o prêmio de R$ 1,5 milhão.

 

Direto da casa de Anitta, a paraibana respondeu dezenas de perguntas selecionadas por sua equipe e depois abriu o espaço para os comentários. Ao ser questionada sobre se a funkeira estaria lhe empresariando, ela negou. “Eu sou minha empresária. A Anitta me estendeu a mão. Eu respeito muito a história dela. Sempre a admirei como mulher. Ela vai me orientar com algumas questões, mas não como minha empresária. A família dela acolheu a minha muito bem e tem me apoiado muito", contou Juliette.

 

A agora ex-BBB falou ainda sobre o direcionamento de sua carreira, afirmando que tem autonomia e não é influenciável. "Vocês já viram que eu sempre fui decidida dentro do BBB. E não vai ser agora que vai ser diferente. Todas as minhas decisões são as que prevalecem. Porque vocês gostaram de mim, das minhas atitudes. Então vou seguir o que eu sou. Então isso é que vou me seguir. Não tenham medo. Apesar de ser doidinha e tagarela, sou inteligente. As minhas decisões são muito pensadas. Por isso não apareço tanto. Então, fiquem tranquilos", disse ela.

 

Durante o bate-papo com seus “cactos”, a maquiadora revelou também que tem dado passos lentos e seguros, tanto nas finanças quanto na futura carreira. “Não gastei R$ 1 ainda!”, disse ela ao ser perguntada sobre o que teria feito com a bolada que ganhou da TV Globo.

 

O encontro virtual durou aproximadamente 1h30, e foi realizado em duas partes, já que o Instagram interrompeu a transmissão na primeira hora. Dentre as celebridades que apareceram para prestigiar a vencedora do BBB estão nomes como Tatá Werneck, Wesley Safadão, Marina Ruy Barbosa, MC Loma, Selton Mello, Duda Beat, Xand Avião e Bruna Linzmeyer.

 

Confira a live completa:

Em teste de público, 250 pessoas assistem partida na Arena da Amazônia
Foto: Rômulo Almeida / Ge.Globo

A Federação Amazonense de Futebol (FAF) promoveu no último sábado (15) um teste de público na partida entre São Raimundo e Manaus, pela final do Campeonato Amazonense. Cerca de 250 pessoas, convidadas pelos clubes, assistiram ao jogo como teste para um possível público de 4 mil pessoas para o segundo jogo, marcado para o próximo sábado (22).

 

De acordo com informações do site ge.globo, cada clube teve 120 pulseiras para o jogo, distribuídas entre os jogadores, comissão técnica e os convidados. Os torcedores eram obrigados a sentar com duas cadeiras de distância e obrigados a permanecer de máscara.

 

Dentro do campo, o São Raimundo venceu o Manaus por 2 a 1 e saiu em vantagem para ficar com o título estadual.

 

Na semana passada, os dois clubes se reuniram com membros do governo do Amazonas para discutir a presença de público nas partidas. A decisão deve ser divulgada nesta terça-feira (18).

 

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, o Amazonas registrou mais de 12 mil mortes por conta da Covid-19. Dos 378.645 casos confirmados no Amazonas no último boletim, 173.453 são de Manaus (45,81%) e 205.192 do interior do estado (54,19%). 

Nova política de privacidade do WhatsApp passa a valer neste domingo
Foto: Priscila Melo/Bahia Notícias

A nova política de dados do WhatsApp começa a vigorar neste domingo (15). O aplicativo passará a compartilhar informações de contas de negócios (a modalidade WhatsApp Business) com o Facebook, plataforma central da empresa de mesmo nome que controla o app de mensagem.

 

A mudança ocorre sob protestos de órgãos reguladores brasileiros, ressalta reportagem da Agência Brasil. Na semana passada, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), a Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça (Senacom) e o Ministério Público Federal (MPF) emitiram recomendações apontando problemas nas novas políticas.

 

No documento conjunto, os órgãos avaliam que as mudanças podem trazer riscos à proteção de dados dos usuários do aplicativo, além de impactar negativamente nas relações de consumo estabelecidas entre os usuários e a empresa. No âmbito concorrencial, as novas regras podem impactar negativamente a competição no mercado. Por isso, os órgãos solicitaram o adiamento do início da vigência das normas.

 

Na sexta-feira (14) o Cade divulgou nota em que diz que o WhatsApp “se comprometeu a colaborar” com os órgãos reguladores que enviaram a recomendação. No prazo de três meses, as autoridades farão novas análises e questionamentos à empresa, que manifestou disposição em dialogar.

 

Consultado pela Agência Brasil, o escritório do WhatsApp no Brasil confirmou o acordo divulgado pelo Cade. Com isso, restrições antes anunciadas foram suspensas por 90 dias. Entre elas estavam a impossibilidade de acessar a lista de conversas e a suspensão do envio de mensagens e chamadas para o celular algumas semanas depois, caso o usuário não aceitasse a nova política.

Salvador aplica apenas 2ª dose contra Covid neste domingo; saiba locais para cada vacina
Foto: Carol Garcia/GOVBA

A vacinação contra Covid-19 em Salvador neste domingo (16) acontece exclusivamente para a aplicação da segunda dose dos imunizantes CoronaVac e Oxford. Os locais de imunização funcionarão das 8h às 12h.

 

2ª DOSE CORONAVAC

A aplicação da 2ª dose da CoronaVac atenderá as pessoas que estão com a data da dose de reforço no cartão de vacinação até 16 de maio. É possível se vacinar nos postos de drive-thru e em pontos fixos.

 

A SMS ressalta que antes de se dirigir ao ponto de vacinação o cidadão deve conferir a data do reforço no cartão de vacina ou através do site da sms.

 

Drives: PAF Ondina, Shopping da Bahia, Arena Fonte Nova, Vila Militar (Dendezeiros), 5º Centro de Saúde, Centro de Convenções, Unijorge Paralela, Atakadão Atakarejo (Fazenda Coutos), Parque de Exposições e FBDC Brotas.

 

Pontos fixos: Unijorge Paralela, 5º Centro de Saúde, Universidade Católica (Pituaçu), USF Cajazeiras V, Colégio da Polícia Militar (Dendezeiros), USF Sergio Arouca (Paripe), UBS Eduardo Mamede (Mussurunga), USF Vista Alegre, UBS Nelson Piauhi Dourado (Cajazeiras), USF Resgate, USF Plataforma, FBDC Brotas, USF Curralinho, USF Santa Luzia, USF Federação, USF Fernando Filgueiras (Cabula VI), USF Cajazeiras X, USF Itapuã, USF Teotônio Vilela II e USF Vale do Matatu.

 

2ª DOSE OXFORD

Diferente da Coronavac, a dose de reforço da vacina de Oxford/Astrazeneca segue normalmente em Salvador. Ainda assim, a recomendação da SMS é de que antes de se dirigir ao ponto de vacinação, a pessoa  confira a data de reforço no cartão de vacina ou no site da SMS.

 

Drives: Faculdade Universo (Av. ACM), Shopping Bela Vista, FBDC Cabula e USF San Martin III.

 

Pontos fixos: USB Ramiro de Azevedo, USF Colinas de Periperi, USF Vila Nova de Pituaçu e USF João Roma Filho.

Frente fria avança e domingo será de tempo nublado e 60% de chance de chuva em SSA
Foto: Priscila Melo/Bahia Notícias

O avanço da frente fria sobre o Recôncavo baiano para a região Norte da Bahia reduziu as chances de chuvas em Salvador neste domingo (16). A previsão do tempo é de céu nublado a parcialmente nublado com possibilidade de chuvas a qualquer hora do dia. 

 

As chances de chuva na capital baiana chegam a 60%, de acordo com a estimativa da Defesa Civil (Codesal). 

 

A temperatura mínima da cidade deve ficar na cada dos 24ºC e a máxima em 29ºC com ventos de 20 km por hora. 

 

A Codesal alerta que em caso de ocorrência a população deve acionar o órgão através do número 199.

Domingo, 16 de Maio de 2021 - 07:20

Morre atriz Eva Wilma, uma das maiores estrelas da televisão e do teatro, aos 87

por Tony Goes | Folhapress

Morre atriz Eva Wilma, uma das maiores estrelas da televisão e do teatro, aos 87
Foto: Reprodução/G1

Um dos maiores nomes da dramaturgia brasileira, a atriz Eva Wilma morreu neste sábado, aos 87 anos. Ela estava internada no hospital Albert Einstein desde abril tratando um câncer de ovário. A atriz havia sido internada em janeiro deste ano com pneumonia.
 

Não fosse pela proibição dos pais, Eva Wilma teria iniciado sua carreira no "Holiday on Ice", o espetáculo de patinação artística que excursionava sem parar pelo mundo afora. Aos 14 anos de idade, ela já era bailarina clássica, e sua desenvoltura a mantinha firme mesmo sobre uma superfície de gelo.
 

Mas a estreia como atriz não demorou. Em 1952, aos 19, começou no teatro com “Uma Mulher e Três Palhaços” ao lado de seu futuro marido, o ator John Herbert, morto há dez anos. No ano seguinte, fez seu primeiro filme, a comédia “Uma Pulga na Balança”, dirigida pelo italiano Luciano Salce.
 

Foi em 1953 que também apareceu na televisão pela primeira vez, no seriado “Namorados de São Paulo”, em que contracenava com Mario Sergio. John Herbert logo substituiu o ator original, e o programa teve seu título alterado para “Alô, Doçura”. Com ele, Eva Wilma entrou para a história da nossa TV.
 

Concebido por Cassiano Gabus Mendes como uma resposta brasileira à série americana "I Love Lucy", “Alô, Doçura” foi exibido pela Tupi até 1964. Não havia personagens fixos, mas Eva Wilma e John Herbert —com quem a atriz se casou em 1955— sempre interpretavam um casal que enfrentava alguma rusga conjugal. Com episódios de apenas 15 minutos de duração, o programa marcou época, e foi um precursor do que hoje chamamos de sitcom.?
 

Nas décadas de 1950 e 1960, Eva Wilma também participou de alguns episódios do “Grande Teatro Tupi” e de várias montagens do Teatro de Arena. Seu filme mais importante do período foi “São Paulo S.A.”, de Luís Sérgio Person, lançado em 1965. Mas, em 1969, um teste em Hollywood quase mudou o rumo de sua carreira.
 

A atriz estava almoçando no restaurante dos estúdios da Universal, em Los Angeles, quando um agente a abordou. Alfred Hitchcock estava procurando por uma atriz latina para interpretar uma cubana no que seria um de seus últimos longas, “Topázio”. Eva Wilma topou na hora, e fez três testes para o cineasta britânico. Acabou preterida pela alemã Karin Dior.
 

“O meu consolo é que 'Topázio' não foi um dos bons filmes do Hitchcock. Eu assisti e dizia para mim mesma 'esse papel não era para mim'”, disse ela em entrevista ao programa Conversa com Bial, em agosto do ano passado. “Mas era para me conformar mesmo, pois eu queria ter feito.”
 

De volta ao Brasil, Eva Wilma viu a segunda etapa de sua carreira televisiva deslanchar. Durante pouco mais de dez anos, ela foi a maior estrela das telenovelas da Tupi.
 

Mesmo diante do crescimento irresistível da Globo, a mais antiga emissora do país emplacou vários folhetins de sucesso naquele período. Quase todos eram escritos por Ivani Ribeiro e protagonizados por Eva Wilma, como "A Viagem", "A Barba Azul" ou "Mulheres de Areia". Nesta última, a atriz teve seu papel mais icônico —ou papéis, as gêmeas Ruth e Raquel, uma boa e a outra, má. Foi também na Tupi que ela conheceu seu segundo marido, o ator Carlos Zara, morto em 2002.
 

A derrocada do canal, em 1980, fez com que ela finalmente se transferisse para a Globo. Já madura, Eva Wilma escapou de interpretar mocinhas na nova casa. Em compensação, ganhou inúmeros personagens marcantes, como as aristocráticas vilãs Francisca Moura Imperial, de "Transas e Caretas", em 1984, e Maria Altiva Pedreira de Mendonca Albuquerque, de "A Indomada", em 1997, ou a doutora Marta Correia Lopes, do seriado “Mulher”, de 1998.
 

Em paralelo, jamais se afastou dos palcos, participando de espetáculos tão diversos como “Antígona”, em 1976, “Esperando Godot”, em 1977, “Pato com Laranja”, em 1980, e “Querida Mamãe”, de 1994 a 1996.
 

Em 1999, apareceu, ao lado de Eunice Muñoz —tida como a maior atriz de Portugal— em “Madame”, um papel escrito originalmente para Fernanda Montenegro. A peça imaginava o encontro entre duas personagens emblemáticas das literaturas de seus respectivos países, a brasileira Capitu, de “Dom Casmurro”, e a portuguesa Maria Eduarda, de “Os Maias”.
 

Nos últimos tempos, Eva Wilma se fez rara na TV. Em sua última novela completa, "Verdades Secretas", de 2015, teve um papel relativamente pequeno, porém marcante. Era Fábia, uma grã-fina arruinada, entregue ao alcoolismo. Desde então, participou de alguns capítulos de “O Tempo Não Para”, em 2018 e 2019, e de um episódio da minissérie “Os Experientes”, de 2019. Há pouco, foi vista na reprise de “Fina Estampa”, novela produzida há dez anos.
 

Depois de uma internação em março de 2016, ainda voltaria ao palco três vezes. Em agosto daquele mesmo ano, estrelou, ao lado de Nicette Bruno, “O Que Terá Acontecido a Baby Jane” —a primeira direção de uma peça não musical assinada por Charles Möeller e Claudio Botelho. Eva Wilma encarnava a personagem-título, imortalizada no cinema por Bette Davis. Em 2018, participou de uma remontagem de “Quarta-Feira, Sem Falta, Lá em Casa”, de Mário Brasini, junto com Suely Franco e sob a direção de Alexandre Reinecke.
 

No mesmo ano, estreou o show “Casos e Canções”, em que revisitava sua longa carreira acompanhada ao violão pelo filho John Herbert Júnior e pelo pianista e cantor William Paiva. Em abril do ano passado, no começo da pandemia, apresentou este espetáculo numa live, transmitida online. Foi seu último trabalho.
 

Filha de um alemão católico e de uma argentina judia de ascendência russa, Eva Wilma Riefle Buckup Zarattini morreu na mesma cidade onde nasceu. Deixa os filhos Vivien e John Herbert Junior, de seu primeiro casamento, e os netos Miguel, Mateus, Gabriela, Francisco e Vitorio. Além, é claro, de um legado imenso –o de uma das mais belas e talentosas atrizes brasileiras de todos os tempos.

Atlético de Alagoinhas e Bahia de Feira se enfrentam no primeiro jogo da final do Baiano
Foto: Reprodução / Facebook Atlético de Alagoinhas

Este domingo é um dia histórico para o Campeonato Baiano: a competição terá o primeiro jogo de uma decisão de título entre dois times do interior do estado. O Atlético de Alagoinhas e o Bahia de Feira se enfrentam em jogo de ida da final no Estádio Carneirão, às 16h. 

 

O time da casa nesta primeira partida está em busca de seu primeiro título no Baianão. No ano passado, o Carcará chegou às finais, mas perdeu para o Bahia. O atual vice-campeão é comandado pelo técnico Sérgio Araújo, que assumiu o grupo no mês passado. 

 

“Você tem que pensar nos 180 minutos. Lógico que uma das estratégias que vamos utilizar é tentar fazer o resultado dentro de casa”, declarou o comandante.

 

Pelo outro lado, o Bahia de Feira briga pelo seu segundo título. Em 2011, o Tremendão derrotou o Vitória no Barradão e levantou a taça do Baiano. Em 2019, o clube foi vice-campeão ao ser derrotado pelo Bahia.

 

Para o técnico Oliveira Canindé, que assumiu a equipe antes de iniciar a temporada, o fator positivo para este jogo, assim como para todos os outros ao longo do campeonato, é o grupo de atletas mistos. 

 

“Como nós temos um grupo misto, de jovens e de atletas com mais rodagem, a gente espera que tenhamos um pouco mais de tranquilidade”, comentou o treinador. 

 

Dentre alguns nomes de experiência no seu grupo, Canindé possui Diones, Paulinho Paraíba e Bruninho, que foram campeões pelo grupo em 2011.

 

FICHA TÉCNICA

Atlético de Alagoinhas x Bahia de Feira 

Campeonato Baiano - Final - 1º jogo

Local: Carneirão, em Alagoinhas

Data: 16/05/2021

Horário: 16h

Árbitro: Emerson Ricardo de Almeida Andrade 

Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira e Paulo de Tarso Bregalda Gussen

 

Atlético de Alagoinhas: Fabio Lima; Gilmar, Iran, Bremer e Edson; Radar, Kaefer, Dionísio; Vitinho Miller e Ronan. Técnico: Sérgio Araújo.

 

 

Bahia de Feira: Jean; Wesley, Jarbas, Hebert e Cazumbá; Hércules, Diones e Hugo Freitas; Thiaguinho, Pedro Neto e Deon. Técnico: Oliveira Canindé.

Luís Eduardo Magalhães: PM prende suspeito de tráfico e apreende 70 kg de maconha
Foto: Divulgação / SSP-BA

Equipes da 85ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Luís Eduardo Magalhães) prendeu, na manhã deste sábado (15) em Luís Eduardo Magalhães, oeste do estado, um homem de 23 anos suspeito de tráfico de drogas. De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), 98 tabletes de maconha, pesando cerca de 70 kg, foram apreendidos com ele.

 

Durante patrulhamento no bairro de Florais Leia, os policiais receberam a informação de que, em uma casa na rua Anita Garibaldi, havia uma movimentação estranha. Ainda conforme informações da SSP-BA, no local, um homem foi abordado e, com ele, os PMs teriam encontrado um tablete de maconha. 

 

“Suspeitamos que ele escondia mais drogas e, ao questionarmos, ele apontou uma residência usada para armazenar entorpecentes. No imóvel, localizamos mais 97 tabletes da erva e R$ 3,8 mil”, contou o comandante da 85ª CIPM, major Cristiano Gouveia. 

 

O oficial ainda informou que o trabalho de inteligência e as diligências continuam sendo feitas para encontrar outros suspeitos. “Nosso levantamento de área aponta possíveis rotas de entrada dessas drogas, vindas de outros estados e países sul-americanos. Estamos trabalhando para fechar o cerco e impedir a entrada em nosso estado”, concluiu.
Acompanhados do suspeito, os tabletes de maconha foram encaminhados para o Distrito Integrado de Segurança Pública (Disep) de Luís Eduardo Magalhães.

 

Na unidade, o delegado Joaquim Rodrigues informou que, durante depoimento, o jovem confirmou que fazia a guarda das drogas para outra pessoa. “Estamos dando prosseguimento às investigações. Por hora, ele foi autuado por tráfico de drogas e segue custodiado na unidade, aguardando decisão judicial”, disse.

Impeachment de Bolsonaro é apoiado por 49% dos brasileiros, diz Datafolha
Foto: Paulo Guereta / Photo Premium / Folhapress

Pela primeira vez na série de pesquisas do Datafolha, a parcela da população que apoia o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) aparece numericamente à frente dos contrários. Segundo o instituto, 49% dos entrevistados são favoráveis ao afastamento e 46% são contra, indicando um empate técnico, dentro da margem de erro.

 

O Datafolha mostra que a oposição ao impeachment é maior em alguns segmentos que apoiam Bolsonaro em outros campos da pesquisa. A reprovação ao impeachment vai a 52% entre homens e no Sul do país. Também sobe para 60% entre entrevistados que dizem não ter medo do coronavírus, 57% entre evangélicos e 56% entre assalariados registrados.

 

Já o apoio ao afastamento cresce entre jovens de 16 a 24 anos (57%), moradores do Nordeste (também 57%), desempregados que procuram emprego (62%) e entrevistados que dizem ter muito medo do coronavírus (60%). Entre eleitores do ex-presidente Lula, a defesa do impeachment salta para 74%.

 

O Datafolha entrevistou presencialmente 2.071 pessoas em todo o Brasil na terça (11) e na quarta (12). A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%.

Vacinação reduz em 95% mortes por Covid-19 na Itália, diz estudo
Foto: Bruno Concha / Secom PMS

A vacinação contra Covid-19 reduziu as mortes em 95% na Itália, mostram resultados do primeiro estudo nacional sobre o impacto da imunização no país. Foram acompanhadas 13,7 milhões de pessoas vacinadas de 27 de dezembro de 2020 a 3 de maio de 2021. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

 

A queda no risco é progressiva a partir de 14 dias após a primeira dose e atinge o máximo a partir dos 35 dias. Após esse período, o estudo documentou também queda de 90% nas internações por Covid-19 e de 80% nos casos sintomáticos.

 

Os efeitos são semelhantes em homens e mulheres e em pessoas de diferentes grupos etários. No período estudado, a Itália estava imunizando os mais idosos e profissionais de saúde a partir de 40 anos.

 

“Os dados confirmam a necessidade de atingir rapidamente altas coberturas em toda a população para sair da emergência sanitária”, afirmou o presidente do Instituto Superior de Saúde, Silvio Brusafero.

 

Participaram da análise pessoas imunizadas com as vacinas da Pfizer, da Moderna e da AstraZeneca. De acordo com o governo italiano, cerca de 65% dos pacientes estudados tomaram a vacina da Pfizer, 30%, e 5% a da AstraZeneca.

 

Entre os que receberam as duas primeiras, mais de 95% haviam tomado já as duas doses, com intervalos de 21 e 28 dias, respectivamente. Mais de 90% dos participantes respeitaram o calendário de imunização. No caso dos vacinados com a AstraZeneca, cuja aplicação começou em fevereiro na Itália, nenhum dos avaliados havia ainda completado o ciclo de vacinação.

 

A Itália administra também o imunizante da Janssen, mas seu uso começou no final de abril, por isso ele não está incluído nos resultados.

Sábado, 15 de Maio de 2021 - 18:00

Governo vai gastar R$ 25 milhões com nova estatal, a NAV Brasil, neste ano

por Thiago Resende | Folhapress

Governo vai gastar R$ 25 milhões com nova estatal, a NAV Brasil, neste ano
Foto: Wallace Martins / Futura Press / Folhapress

O governo de Jair Bolsonaro (sem partido) prevê um gasto de R$ 25 milhões para dar início à operação da NAV Brasil, estatal criada para controlar o espaço aéreo do país.
 

O valor não estava previsto na versão inicial do Orçamento de 2021, enviado pela equipe econômica em agosto do ano passado, mas foi incluído pelo Congresso após articulação do governo.
 

A NAV Brasil foi uma derrota para o ministro Paulo Guedes (Economia), que é de perfil liberal e defende privatizações e menos gasto público. A companhia, contudo, era um pedido da ala militar do governo.
 

Em dezembro do ano passado, Bolsonaro assinou um decreto que cria a NAV Brasil, a primeira estatal de seu governo. Mas a empresa ainda precisa receber os recursos para se capitalizar e começar a funcionar, quando passará a ter receita de tarifas de navegação aérea.
 

A NAV Brasil será resultado de uma cisão da Infraero, responsável pela administração de aeroportos públicos, e estará vinculada ao Ministério da Defesa, por meio do Comando da Aeroáutica.
 

Hoje, os militares dividem com funcionários da Infraero a atividade de navegação. A ideia de Bolsonaro é concentrar a navegação aérea na NAV Brasil, que herdará empregados da Infraero que já atuam na área de controle de tráfego aéreo.
 

Os R$ 25 milhões para capitalizar a estatal de Bolsonaro é quase que o orçamento previsto (de R$ 28 milhões) para o plano de regularização de imóveis em bairros carentes, um dos braços do novo programa habitacional do governo, chamado de Casa Verde e Amarela --o novo Minha Casa Minha Vida.
 

Apesar da linha desestatizante de Guedes, o governo, com o início da operação da NAV Brasil, passará a ter 47 empresas controladas diretamente pela União, uma a mais que número registrado no início da gestão Bolsonaro.
 

Esse balanço pode ser alterado porque a Ceitec, conhecida pela produção de dispositivos microeletrônicos e chips para identificação e rastreamento de produtos, está em processo de liquidação, mas isso ainda não foi concluído.
 

Guedes já chegou a prever prazos para grandes privatizações, como Eletrobras e Correios, mas as projeções acabaram frustradas.
 

A desestatização, até o momento, avançou apenas nas empresas de controle indireto, que caíram de 162 para 111, sob Bolsonaro.
 

A lista inclui especialmente subsidiárias de outras estatais, como a venda da Liquigás --ligada à Petrobras para atuar no engarrafamento, distribuição e comercialização de gás liquefeito de petróleo (GLP) no Brasil.
 

Com a pauta das privatizações travada e sem apoio político, Salim Mattar pediu, no ano passado, demissão do cargo de secretário especial de Desestatização. Mas o ministro tenta manter essa agenda viva.
 

A pasta da Economia diz que "as privatizações vêm seguindo o fluxo padrão, que passa pela inclusão no PND [Programa Nacional de Desestatização], realização de estudos, análise pelo Tribunal de Contas da União (TCU), publicação de edital e leilão".
 

Desde o início do governo Bolsonaro, foram incluídas 15 estatais no PND, como ABGF (Associação Brasileira Gestora de Fundos), Emgea (Empresa Gestora de Ativos), Trensurb (Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre), Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados), Dataprev (Empresa de Tecnologia de Informações da Previdência), além de Correios e Eletrobras.
 

O ministério espera publicar ainda neste ano o edital de privatização da Eletrobras e dos Correios.
 

Integrantes da pasta dizem acreditar na possibilidade de avanço nas privatizações nos próximos meses e a conclusão da venda da Eletrobras até janeiro de 2022, com chance de antecipação para este ano.
 

Para isso, o Congresso precisa aprovar a MP (medida provisória) que abre caminho para a privatização da Eletrobras. A expectativa é que o texto seja votado na Câmara até a próxima quinta-feira (20).
 

Depois disso, a proposta ainda precisará passar pela análise do Senado. Após esse processo no Congresso, vira lei.
 

Desde o primeiro ano de governo, Guedes tenta avançar na venda da Eletrobras e de outras estatais grandes que resultariam em recursos para os cofres públicos num momento de aperto fiscal e de elevado endividamento público.

Salvador vacina exclusivamente para 2ª dose contra Covid-19 neste domingo
Foto: Bruno Concha / Secom PMS

A vacinação contra Covid-19 em Salvador acontece neste domingo (16) exclusivamente para a aplicação da segunda dose dos imunizantes CoronaVac e Oxford. Os locais de imunização, que funcionarão das 8h às 12h, ainda serão divulgados.

 

Para regularizar o esquema vacinal dos cerca de 63 mil soteropolitanos que estavam com a segunda aplicação da CoronaVac atrasadas, a prefeitura de Salvador, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), está promovendo um mutirão de 28 horas ininterruptas de vacinação. 

 

Conforme a programação da SMS, das 8h às 14h, a aplicação da segunda dose CoronaVac atendeu por demanda espontânea as pessoas que estavam com a data do reforço marcada até o dia 2 de maio.

 

Das 15h às 21h, é a vez da aplicação da segunda dose CoronaVac para quem está com a data marcada de 3 a 16 de maio, no cartão de vacinação. 

 

Das 22h de sábado às 7h do domingo, serão vacinadas as 8,6 mil pessoas que estão com a segunda dose indicada no cartão de vacinação até 16 de maio e que realizaram agendamento prévio através da plataforma Hora Marcada.

Casos ativos da Covid-19 registram aumento na Bahia; 92 mortes são confirmadas em 24h
Foto: Paula Fróes / GOVBA

Os casos ativos da Covid-19 voltaram a aumentar na Bahia, neste sábado (15), segundo a Secretaria Estadual da Saúde (Sesab). De acordo com o boletim epidemiológico, o estado tem agora 17.707 contaminados pelo novo coronavírus em busca de recuperação, entre hospitalizados e pessoas em isolamento domiciliar. É o maior número desde o dia 20 de março.

 

Os 10 municípios baianos com mais casos ativos são Salvador (3.253), Feira de Santana (635), Barreiras (462), Vitória da Conquista (395), Itabuna (381), Paulo Afonso (337), Guanambi (281), Lauro de Freitas (271), Porto Seguro (245) e Santo Antônio de Jesus (238).

 

O número de pacientes internados com casos graves da Covid-19 teve uma pequena redução nas últimas 24 horas, de 1.295 para 1.294, sendo 1.268 adultos e 26 crianças. A taxa de ocupação está em 80% nas UTIs regulares e 72% nos leitos pediátricos de terapia intensiva.

 

Também nas últimas 24 horas, a Bahia confirmou 4.043 novas contaminações pelo novo coronavírus e 92 mortes em decorrência da infecção. Com estes números, o estado acumula agora, desde o início da pandemia, 952.796 casos confirmados da Covid-19 e 19.831 óbitos pela doença.

Nova Viçosa: Polícia apreende pasta base de cocaína avaliada em R$ 1 milhão
Foto: Divulgação / SSP-BA

Equipes da 89ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Mucuri) apreenderam, neste sábado (15), 46 tabletes de pasta base de cocaína, avaliados em pouco mais de R$ 1 milhão. As drogas foram encontradas em duas mochilas nas areias da praia de Pau Fincado, no município de Nova Viçosa, extremo-sul da Bahia.

 

Conforme relatou a comandante da unidade, major Ana Paula Oliveira Calheiros, o levantamento de informações, após a apreensão na última segunda feira (10) de 17 tabletes do mesmo entorpecente, em uma área de mata de difícil acesso, e o auxílio de denúncias anônimas foram importantes meios para a descoberta dessa nova carga. 

 

“As informações iniciais apontam que essas drogas tenham sido dispensadas por traficantes, pelo mar, através de um navio cargueiro. Estamos dando prosseguimento ao patrulhamento na orla para capturar os suspeitos”, contou a oficial. 

 

Assim que as equipes chegaram ao local, encontraram as duas mochilas com os tabletes da droga, que pesam no total cerca de 52 quilos. Todo o material apreendido foi encaminhado para a sede da 8ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Teixeira de Freitas).

 

A titular da 8ª Coorpin, delegada Valéria Fonseca Chaves, explicou que a apreensão do material e as informações estão sendo apuradas e servirão para dar continuidade às investigações.

Sábado, 15 de Maio de 2021 - 16:40

Eclipsado pela Covid, sarampo se alastra pelo Amapá e provoca duas mortes de bebês

por Dhiego Maia | Folhapress

Eclipsado pela Covid, sarampo se alastra pelo Amapá e provoca duas mortes de bebês
Foto: Guga Matos / JC Imagem / Folhapress

Eclipsado pela Covid-19, o sarampo vem causando preocupação entre os moradores do Amapá.
 

A doença, que já adquiriu status de surto no estado nortista, provocou dois óbitos de bebês, o que não acontecia há pelo menos duas décadas. As mortes foram divulgadas pelo governo do estado nesta sexta-feira (14)
 

De acordo com a Superintendência de Vigilância e Saúde do Amapá, as vítimas residiam em locais distintos: uma morava na capital, Macapá e a outra numa aldeia indígena do município de Pedra Branca do Amapari.
 

Em Macapá, o óbito foi registrado no dia 28 de março. A bebê tinha sete meses de vida e começou a apresentar os sintomas de sarampo no dia 24 de fevereiro. Ela não estava vacinada.
 

Já a bebê indígena que morreu de sarampo tinha quatro meses, idade ainda fora da faixa etária de vacinação. Ela era irmã gêmea de uma outra menina e ambas morreram -uma no dia 19 de abril e a outra no dia 1º de maio.
 

Exames realizados mostraram que apenas a que morreu no dia 19 faleceu de sarampo. A segunda não resistiu às complicações clínicas da dengue.
 

Os dois óbitos por sarampo registrados no Amapá foram confirmados em testes laboratoriais realizados pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). Os resultados positivos para a doença também haviam sido detectados pelo Lacen (Laboratório Central do Amapá).
 

Entre janeiro e 11 de maio, o Amapá registrou 320 casos confirmados de sarampo. O número supera todas as notificações da doença em 2020, com 297 ocorrências.
 

O boletim da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, com dados atualizados até abril, mostrava que os casos de sarampo do Amapá correspondiam a 80,6% das notificações da enfermidade em todo o país.
 

A baixa cobertura vacinal e a incidência do coronavírus, que inibiu a ida dos pais aos postos de saúde, são as duas causas apontadas pelo governo do Amapá para o surto da doença no estado.
 

Para contornar a situação, o estado criou um plano de ação que, entre as medidas, fará busca ativa de pessoas em suas residências para serem vacinadas --as crianças estão no alvo das operações.
 

João Farias, coordenador de doenças transmissíveis da Superintendência de Vigilância Sanitária do Amapá, também disse que o plano estadual deve reforçar as equipes de vigilância nos municípios, aprimorar as campanhas de conscientização sobre a vacinação e estreitar a relação com o Dsei (Distrito Sanitário Especial Indígena).
 

ENTENDA A DOENÇA
 

O sarampo é uma doença viral extremamente contagiosa que debilita a saúde, principalmente, de crianças menores de cinco anos, desnutridas e imunodeprimidas.
 

Seu contágio acontece a partir de gotículas de pessoas doentes ao espirrar, tossir, ou falar próximo a pessoas sem imunidade contra o vírus do sarampo, obtida com a vacinação.
 

Os principais sintomas são febre acompanhada de tosse, irritação nos olhos, nariz escorrendo ou entupido e mal-estar intenso. Em torno de 3 a 5 dias, podem aparecer manchas avermelhadas no rosto e atrás das orelhas que, em seguida, se espalham pelo corpo.
 

O sarampo pode ser evitado por meio da vacina tríplice viral, imunização que também previne a caxumba e a rubéola. Mas o Amapá enfrenta dificuldades para garantir a cobertura vacinal na população prioritária.
 

A campanha de vacinação iniciada em janeiro deste ano pretende alcançar 138.469 pessoas no estado, mas só imunizou até agora pouco mais de 50 mil.
 

Em regiões sob surto, o ministério da Saúde recomenda o uso de três doses da vacina: primeira dose, para crianças entre seis meses e 11 meses de idade; segunda dose, para crianças com 12 meses; e a terceira, para quem tem 15 meses de vida.
 

Adultos com até 29 anos devem tomar duas doses, caso nunca tenham sido inoculados. Para pessoas acima de 29 anos, uma dose da vacina já é suficiente.

Sábado, 15 de Maio de 2021 - 16:20

'O DEM deliberou pela expulsão de Rodrigo Maia', diz deputado baiano

por Lula Bonfim

'O DEM deliberou pela expulsão de Rodrigo Maia', diz deputado baiano
Foto: Divulgação / Câmara dos Deputados

O deputado federal Arthur Maia (DEM-BA) utilizou as redes sociais para comunicar a expulsão de Rodrigo Maia dos quadros do Democratas e para criticá-lo duramente pelos ataques feitos ao presidente nacional da sigla, ACM Neto (veja aqui).

 

“O DEM deliberou pela expulsão de Rodrigo Maia. Depois que perdeu todo o apoio dentre os deputados, não havia mais clima para ele no partido. Agrediu ACM Neto para forçar a expulsão e tentar driblar a lei eleitoral, pois a  expulsão teoricamente não dá perda de mandato”, disse Arthur.

 

O parlamentar baiano ainda defendeu que Maia deve perder o mandato, mesmo sendo expulso do DEM, visto que ele teria forçado a situação.

 

“Mesmo sendo expulso, Rodrigo Maia deverá perder o mandato, pois é óbvio que a agressão gratuita e grosseira contra o presidente do partido configura uma desfiliação indireta. Ninguém poderia admitir a sua permanência com o propósito deliberado de insultar as pessoas”, opinou.

 

De forma jocosa, Arthur Maia ainda comentou que o parlamentar carioca, a quem ele chama de “Nhonho” - uma referência a um personagem da série mexicana de humor “Chaves” -, é odiado pelos brasileiros e tentou dar um golpe para não perder a presidência da Câmara.

 

“Rodrigo Maia é uma figura odiada pelos brasileiros, depois da sua melancólica passagem pela presidência da Câmara. Tentou dar um golpe para permanecer presidente, não deu certo. Não pode andar nas ruas, tamanha a sua antipatia popular. Vive numa prisão particular”, finalizou.

Guanambi: PM e Vigilância Sanitária encerram festa com mais de 100 pessoas
Foto: Reprodução / TV Bahia

A Polícia Militar (PM-BA) e a Vigilância Sanitária de Guanambi, no sudoeste da Bahia, encerraram uma festa com mais de 100 pessoas na noite desta sexta-feira (14). O município tem 100% de leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados. As informações são do portal G1.

 

A fiscalização aconteceu depois que a PM-BA e a Vigilância Sanitária receberam denúncias de que o evento estava acontecendo em um espaço de festas na cidade. Ao chegarem no local, a aglomeração foi constatada, com muitas pessoas sem máscaras e fazendo uso de bebidas alcoólicas.

 

Os donos do estabelecimento foram autuados e o espaço interditado. De acordo com a prefeitura da cidade, Guanambi tem 25 pessoas internadas por causa da Covid-19, com uma média móvel de 40 novos casos por dia.

Histórico de Conteúdo