Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Domingo, 28 de Novembro de 2021 - 18:30

Confira os adversários do Vitória na Série C de 2022

por Glauber Guerra

Confira os adversários do Vitória na Série C de 2022
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

A Série C teve todos os seus participantes conhecidos neste domingo (28), após a conclusão da Série B. E o Vitória irá disputar a competição com mais 19 clubes.

 

 A competição conta com 26 datas e vai começar no dia 10 de abril. A final está marcada para 1º de outubro.

 

Tradicionalmente, a Série C conta com dois grupos, sendo 10 times em cada chave. Os quatro melhores se classificam para a segunda fase.

 

Os seguintes clubes disputarão a Série C em 2022: Vitória, Remo, Confiança, Brasil de Pelotas, Manaus, Ypiranga, Botafogo-PB, Volta Redonda, Paysandu, Ferroviário, Altos, Figueirense, Floresta, São Jose-RS, Botafogo-SP, Mirassol, Aparecidense, Atlético-CE, Campinense e ABC.

Motorista é baleado e homem é morto a tiros dentro de táxi em Jequié
Foto: Reprodução / Portal Jequié

Um atentado deixou um passageiro morto e um taxista ferido, neste sábado (27), em Jequié, no Sudoeste do estado. Segundo a Polícia Civil, o crime aconteceu nas imediações da feira livre do bairro Joaquim Romão.

 

Conforme noticiou o Blog do Anderson, a corrida havia sido iniciada numa localidade vizinha, conhecida como Alto do Cemitério. Logo depois, dois homens numa moto se aproximaram do veículo e efetuaram os disparos. 

 

O passageiro, identificado como Uillian Santos da Silva, estava no banco do carona. O Departamento de Polícia Técnica (DPT) fez o levantamento cadavérico e encaminhou o corpo para o instituto Médico Legal.

 

O mortorista não teve o nome divulgado, mas foi socorrido e está internado no Hospital Geral Prado Valadares. Não há informações sobre o estado de saúde da vítima. 

 

Nenhum suspeito foi preso até o momento. A autoria e a motivação do crime estão sendo investigados pela polícia. 

Candidatos à terceira via, Moro e Doria marcam encontro para falar sobre eleições
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

O ex-ministro Sergio Moro ligou para o governador de São Paulo, João Doria, na noite deste sábado (27), após o resultado das prévias do PSDB. Na conversa, ambos combinaram de se encontrar para discutir os cenários para as eleições de 2022.

 

Com a vitória do paulista na disputa interna do partido tucano e a filiação do magistrado no Podemos, Doria e Moro são declaradamente os dois pré-candidatos da "terceira via" ao pleito do próximo ano.

 

"Gosto do Sergio Moro. E somos amigos. Importante estarmos juntos nesta Frente Democrática Liberal Social pelo Brasil", disse Doria à CNN Brasil. 

 

O encontro deve acontecer após o retorno de Doria de uma viagem que fará aos Estados Unidos.

Domingo, 28 de Novembro de 2021 - 18:02

Vitória perde para o Vila Nova e é rebaixado para a Série C

por Glauber Guerra

Vitória perde para o Vila Nova e é rebaixado para a Série C
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

O Vitória irá disputar a Série C em 2022. O time rubro-negro perdeu por 1 a 0 para o Vila Nova, neste domingo (28), no Barradão, e acabou rebaixado.

 

Mesmo que vencesse o Vila Nova, o resultado seria em vão, já que o Vitória também precisava torcer por tropeços do Londrina e Remo, o que não ocorreu.

 

Na temporada 2022, o Vitória terá um calendário curto, já que não se classificou para a Copa do Nordeste. O time rubro-negro disputará o Campeonato Baiano, Copa do Brasil e Série C.

 

O JOGO
O Vitória iniciou o jogo com maior posse de bola e pressionando o Vila Nova, porém sem efetividade. Já o time goiano, adotou uma postura cautelosa e apostava nos contra-ataques.

 

Os donos da casa tentaram nos minutos inicias com Raul Prata e Eduardo, mas o goleiro Georgemy defendeu com tranquilidade. Aos 13, o Vitória roubou a bola no sistema defensivo do Vila Nova, David chutou, mas bola foi para fora.

 

Apesar de ter sido superior e ter finalizado sete vezes, o Vitória não criou nenhuma chance clara de gol no primeiro tempo. Já o Vila Nova errou muitos passes, mas conseguiu se segurar.


Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

 

Segundo tempo
Um dos pecados do Vitória na Série B foi a finalização. E neste jogo não foi diferente. A equipe até chegava com certa facilidade no campo de ataque, mas deixava a desejar nas conclusões. O time tentou nos primeiros minutos da etapa final com Fernando Neto e Eduardo, mas longe da meta defendida por Georgemy.

 

Como não dependia só de suas forças, o Vitória precisava torcer por tropeços do Londrina e Remo. Porém, as notícias que chegavam eram devastadoras. O time paranaense vencia o Vasco por 3 a 0 e o Leão Azul empatava sem gols com o Confiança.

 

Aos 13 minutos, o Vitória perdeu uma grande chance. David tentou passar pelo defensor dentro da área, mas foi desarmado e a redonda sobrou para Marcinho, que chutou para o gol e o goleiro espalmou. 

 

Outra boa oportunidade ocorreu aos 22. Marcinho arrematou de fora da área e o Georgemy espalmou e afastou o perigo.


Existe um ditado já surrado no futebol, em "quem não faz, leva". E essa máxima entrou em campo. Aos 47, Éder arriscou de longe e mandou para o fundo da rede. O jogo terminou com vitória do Vila Nova por 1 a 0. 
 


Foto: Max Haack/Ag. Haack/ Bahia Notícias

 

FICHA TÉCNICA
Resultado: Vitória 0 x 1 Vila Nova
Série B - 38ª rodada

Data: 28/11/2021 (domingo)
Local: Barradão, em Salvador (BA)
Horário: 16h
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Celso Luiz da Silva (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG).
Quarto Árbitro: Ricarle Gustavo Gonçalves Batista (BA)
Analista de Campo: Kleber Moradillo da Silva (BA)
Árbitro de Vídeo: Igor Junio Benevenuto de Oliveira Fifa (MG)
AVAR: Marcus Vinicius Gomes (MG)
Observador VAR: Paulo Jorge Alves (RJ)
Cartões amarelos: Xandão (Vila Nova); Eduardo (Vitória)
Gol: Éder (Vila Nova)

 

Vitória: Lucas Arcanjo; Raul Prata, Wallace, Thalisson Kelven e Roberto; Cedric (Bruno Oliveira), Eduardo (Manoel) e Fernando Neto; Marcinho (Alisson Santos), Fabinho (Hítalo) e David (Eron). Técnico: Wagner Lopes.

 

Vila Nova: Georgemy; André Krobel, Renato Silveira, Xandão e Willian Formiga ;Kallyl, Pedro Bambu (Johnatan Cardoso) e Tiago Real; Alesson, Clayton e Alan Grafite (João Pedro). Técnico: Higo Magalhães.

Domingo, 28 de Novembro de 2021 - 18:00

Xuxa e Marlene Mattos se reencontram depois de 19 anos de rompimento

por Folhapress

Xuxa e Marlene Mattos se reencontram depois de 19 anos de rompimento
Foto: Reprodução / Blad Meneghel / Divulgação

Xuxa Meneghel e a diretora Marlene Mattos, que foi empresária da apresentadora por quase duas décadas, se reencontraram neste sábado (27) pela primeira vez desde um rompimento traumático que já durava 19 anos.
 

As duas, que formaram uma das parcerias mais bem sucedidas da história da televisão brasileira, foram à Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, para a primeira gravação da série biográfica sobre a vida da Rainha dos Baixinhos.
 

Ela será produzida pela Endemol e co-produzida pela Globoplay. A direção é de Pedro Bial e de Cassia Dian.
 

Assim que a reunião foi proposta, Xuxa concordou de cara. Disse que não seria possível contar a história dela sem Marlene. A diretora também concordou de imediato. E o dia foi marcado.
 

O encontro deste sábado ocorreu cercado de cuidados, para que não se tornasse público. Mas a coluna recebeu a informação e posteriormente obteve uma foto cedida pela própria produção da série.
 

De acordo com pessoas que viram a cena, a reunião das duas foi emocionante e inicialmente tensa —mas acabou durando cerca de duas horas. A conversa provocou lágrimas em parte da equipe (as duas, no entanto, não choraram).
 

Segundo uma das pessoas presentes, elas abriram o coração e falaram sobre tempos passados, mágoas e ressentimentos e sobre assuntos que estavam até então engasgados.
 

Xuxa relatou as dores e marcas que carrega da época em que reinava absoluta nas manhãs da TV Globo, em um programa voltado para o público infantil. Marlene expôs seus pontos de vista.
 

No final, ambas reconheceram a grandeza de cada na construção de um capítulo da televisão que marcou a infância de milhões e milhões de mais de brasileiros.

Cruz das Almas: CPI da Saúde indicia prefeito e secretária municipal de Saúde
Foto: Reprodução / Facebook

O prefeito de Cruz das Almas, Ednaldo Ribeiro (Republicanos) e o então secretário de saúde do município, Sandro Borges, foram indiciados pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Saúde na última sexta-feira (26). 

 

O relatório final da CPI foi aprovado pela Câmara de Vereadores de Cruz das Almas durante a sessão desta sexta. O documento foi enviado ao Ministério Público, para a Polícia Civil, ao Ministério Público Federal e para o Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb). Os indiciados podem responder pelos crimes de falsidade ideológica, homicídio culposo, exercício irregular da profissão e improbidade administrativa. 

 

A CPI da Saúde foi aprovada pelos parlamentares após moradores da cidade denunciarem que teriam sido imunizados com o esquema vacinação cruzada (doses de vacinas diferentes) e seus cartões de vacinação foram adulterados, tanto por rasura em assinaturas quanto por substituição por um novo cartão.

 

O presidente do colegiado, vereador Paulinho Policial (PSD), informou que o trabalho de investigação foi realizado em 90 dias e que 25 testemunhas foram ouvidas em 21 sessões na Casa Legislativa. Das 25 testemunhas, 18 eram sobre o óbito de Ronaldo Teles por suposto erro médico. Já as outras 7 pessoas foram ouvidas nas investigações sobre erros de imunização.

 

O presidente também chamou a atenção para oitivas realizadas fora de Cruz das Almas, como foi o caso da médica Alana Sena no município de Uauá e de Diego Partenostro em Salvador.

Acompanhado de João Roma, Queiroga visita Salvador para assinar contrato com a Pfizer
Foto: Reprodução / João Roma

O ministro da Saúde Marcelo Queiroga estará em Salvador na manhã des segunda-feira (29). O titular da pasta visita o Hospital Martagão Gesteira, no Tororó, a partir das 10h, quando irá assinar um novo contrato com a Pfizer.

 

O novo acordo coma farmacêutica vai possibilitar a aquisição de novas doses da vacina Comirnaty, que deverão ser entregues no decorrer do próximo ano. 

 

A visita de Queiroga contará com a presença do ministro da Cidadania e deputado federal licenciado pela Bahia, João Roma. O Martagão deverá receber recursos do governo federal.

Após fortes chuvas, barranco cede e lama invade casas em Itacaré
Foto: Reprodução / Instagram

As fortes chuvas que atingiram o Litoral Sul do estado, na noite deste sábado (27), fizeram com que um barranco cedesse e a lama atingisse diversas casas na localidade da Pituba, em Itacaré. 

 

Nas redes sociais, moradores denunciaram a situação e divulgaram imagens que mostram um muro, que fazia a contenção da encosta, rompido. "Chuva demais, barranco desceu, muro cedeu, lama para todo canto", narra uma das testemunhas em um dos vídeos divulgados no Instagram.

 

O incidente foi atribuído às obras de condomínio residencial que está sendo construído na parte alta do bairro e teria suprimido a vegetação do local. Numa outra publicação, uma moradora alertou: "O problema de Itacaré foi o desmatamento, construção desordenada".

 

 

Em nota, a prefeitura informou que uma equipe especial de atendimento foi designada para atender as ocorrências. A ação, de acordo com a administração municipal, "prevê a limpeza das ruas, desentupimento de bocas de lobos e auxílio a pessoas em situação de risco".

 

"Desde a madrugada, equipes de profissionais e máquinas da prefeitura estão atuando de forma ininterrupta nos bairros atingidos para atender a todos. Orientamos a comunidade que as equipes estão trabalhando para atender a todos os bairros atingidos", indicou o comunicado.

 

A prefeitura de Itacaré informou ainda que a Defesa Civil permanecerá em estado de alerta e de plantão enquanto houver risco de alagamentos e acidentes. 

 

Não há informação de quantas famílias ficaram desabrigadas ou se o deslizamento deixou pessoas feridas.

Domingo, 28 de Novembro de 2021 - 16:40

Brasileiro com passagem pela África do Sul, foco da ômicron, testou positivo para Covid

por Raquel Lopes e Marianna Holanda | Folhapress

Brasileiro com passagem pela África do Sul, foco da ômicron, testou positivo para Covid
Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) divulgou na tarde deste domingo (28) que um passageiro brasileiro com passagem pela África do Sul testou positivo para a Covid-19. No entanto, ainda não é possível afirmar que se trata de uma contaminação pela variante ômicron.
 

Ele desembarcou em Guarulhos neste sábado (27) em um voo da Ethiopian Airlines.
 

A agência reguladora disse, em nota, que fiscaliza e exige, por força de portaria interministerial, que o viajante apresente exame RT-PCR negativo para Covid-19 realizado em, no máximo, 72 horas antes do voo internacional na origem do voo.
 

Na ocasião, o passageiro em questão chegou ao Brasil com teste negativo, assintomático. No entanto, após sua chegada, a Anvisa foi informada no sábado (27) sobre o resultado positivo de novo teste de RT-PCR, realizado pelo laboratório localizado no aeroporto de Guarulhos.
 

"Diante do resultado, a agência notificou o CIEVS (Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde) nacional, estadual e municipal neste domingo (28). A Vigilância epidemiológica do município de Guarulhos também foi acionada para acompanhamento do caso.

Médica que fez primeiro alerta sobre Ômicron diz que cepa causa 'efeitos leves'
Foto: Reprodução/YouTube/The South African Medical Association

A presidente da Associação Médica da África do Sul, Angelique Coetzee, que acompanhou dezenas de pessoas infectadas pela cepa Ômicron e fez o primeiro alerta, disse neste sábado (27) que a nova variante da Covid-19 causou apenas sintomas leves nos pacientes.

 

Segundo a profissional, até o momento foram registrados apenas sintomas como dores musculares, cansaço e mal-estar por 1 ou 2 dias. Tosse também é um sinal comum aos que foram identificados com a Ômicron. 

 

As autoridades da África do Sul, país que registrou os primeiros casos da nova linhagem, ainda não há informações de manifestações mais graves da doença, a exemplo da perda de paladar e do olfato.

 

Coetzee ressaltou que algumas das pessoas infectadas estão sendo tratadas em casa e não houve a detecção da cepa em indivíduos vacinados. As informações são do Poder360 e do Sputnik.

Vice-governador da Bahia, Leão nega acordo com Neto para que dispute vaga ao Senado
Foto: Camila Souza/ GOVBA

O vice-governador João Leão (PP) categorizou como "fake news" a informação de que tenha feito qualquer acordo com ACM Neto (DEM-UB) com o intuito de disputar uma vaga ao Senado no próximo ano na chapa do ex-prefeito de Salvador.

 

Leão, que também é secretário do Planejamento e presidente do Progressistas na Bahia, reforçou que segue apoiando o grupo político do governador Rui Costa e do senador Jaques Wagner.

 

"Temos transformado a Bahia juntos e, independentemente de quem, lá na frente, for ser o candidato à sucessão, queremos manter o time unido e trabalhando em prol da vida dos baianos e baianas", afirmou.

 

"Reafirmo que sou pré-candidato a governador, mas dentro da base. Contudo, todo apoio é importante. Se Neto quiser nos apoiar, conversamos", disse João Leão. 

Tremor que atingiu região amazônica do Peru foi sentido no Norte do Brasil
Foto: Reprodução/USGS

Um terremoto de 7,5 graus de magnitude atingiu a região amazônica do Peru na manhã deste domingo (28). Nas redes sociais pessoas relataram que sentiram o tremor em algumas partes no Norte do Brasil, em cidades do Amazonas e do Acre.

 

A informação do terremoto foi confirmada pelo Centro Sismológico Nacional do Peru e também pelo Serviço Geológico dos EUA. Segundo o portal Poder360, o tremor foi a uma profundidade de 131 quilômetros.

 

De acordo com a publicação, o epicentro do tremor foi a aproximadamente 98 quilômetros do município peruano de Santa Maria de Nieva. O local é pouco povoado e, conforme disse a Defesa Civil do país, não há registros de feridos, apenas casas e construções foram afetadas. A Marinha do Peru descartou risco de tsunami.

 

O Serviço Geológico dos EUA informou também que o tremor foi sentido nos vizinhos Colômbia e Equador.

Domingo, 28 de Novembro de 2021 - 15:20

Vigilância da ditadura militar a movimentos negros é resgatada em pesquisas

por Felipe Bächtold | Folhapress

Vigilância da ditadura militar a movimentos negros é resgatada em pesquisas
Foto: Jesus Carlos / Memorial da Democracia

Do bloco afro Ilê Aiye, na Bahia, ao grupo gaúcho Palmares, que idealizou a criação do Dia da Consciência Negra, organizações negras despertavam desconfiança de agentes da ditadura militar (1964-85) nos anos 1970 e foram espionadas e vigiadas pela repressão ao longo daquele período.
 

Pesquisas acadêmicas pelo país têm resgatado nos últimos anos detalhes e motivações do acompanhamento mantido à época pelos órgãos de inteligência do regime.
 

Um dos aspectos mais levantados nos trabalhos é a persistente preocupação dos militares com grupos culturais da comunidade negra, como o Ilê Aiye e os bailes black, que viraram moda no período seguindo a tendência americana.
 

O pano de fundo dessa vigilância, diz a pesquisadora Marize Conceição de Jesus, era a preocupação do regime com o acirramento do "antagonismo racial" no Brasil que, para os fardados, vinha sendo difundido nessas manifestações culturais.
 

A estética, os penteados, as roupas coloridas -e o consequente reforço da identidade negra- eram compreendidos como um questionamento ao discurso governista de que havia no Brasil uma "democracia racial", ideia ainda hoje comum nas Forças Armadas.
 

Conceição produz tese de doutorado na Uerj (Universidade Estadual do Rio de Janeiro) com o tema "olhar do SNI (Serviço Nacional de Informações) sobre o movimento negro" no Brasil. O trabalho será concluído em 2022.
 

"Era um período em que essas questões estavam em voga no mundo inteiro. A luta pelos direitos civis nos Estados Unidos, a emancipação de colônias africanas: era uma discussão mundial. Havia uma grande preocupação de que houvesse um despertar da questão racial no Brasil", diz ela.
 

Nos arquivos de documentação do antigo SNI, há dossiês sobre as organizações negras, fichamentos e dados sobre infiltração de agentes.
 

Um dos memorandos, por exemplo, elaborado em 1977, relata show do cantor Tony Tornado em São Paulo com jovens "em sua quase totalidade negros, com camisas extravagantes".
 

Dizia que o movimento black pregava a discórdia, o "preconceito racial" e "o desentendimento nocivo à comunidade brasileira", seguindo um padrão americano.
 

Para Conceição, os movimentos culturais "não deixavam de ser políticos".
 

"A fala dessas lideranças chama a juventude para a consciência racial, a compreender o lugar do negro na sociedade brasileira, discussões em torno dessa questão. É monitorado porque há toda essa lógica de possibilidade de conflito racial."
 

A quantidade de documentos a respeito da questão racial, segundo a pesquisadora, tem um salto no fim dos anos 1970, com a criação do MNU (Movimento Negro Unificado).
 

A carta de fundação foi lida em ato no centro de São Paulo, em julho de 1978, com cerca de 2.000 pessoas. Era uma reação ao assassinato de um trabalhador negro pela polícia e à discriminação vivida por jovens em um clube de regatas.
 

Além da ampla vigilância de agentes do regime, segundo Conceição, houve episódios de censura a grupos teatrais. Em uma ocasião nos anos 1970, o governo mandou as autoridades baianas retirarem o apoio a um congresso de culturas negras em Salvador.
 

Conceição afirma que outro foco dos órgãos de inteligência era o monitoramento do que era dito no exterior a respeito da questão racial brasileira.
 

Nessa área, um dos casos mais simbólicos foi o do ativista Abdias Nascimento (1914-2011), intelectual e fundador do Teatro Experimental do Negro, que passou 13 anos exilado e se manifestava sobre a situação do negro brasileiro.
 

O regime via possível efeito sobre a imagem do país em decorrência das críticas à tese de que havia uma "harmonia" no Brasil nesse aspecto.
 

"Todo o respirar de Abdias é monitorado. E o tempo todo classificado como comunista, o que ele nunca foi."
 

No Sul do país, também há trabalhos acadêmicos que apontam que uma das organizações mais atuantes do movimento negro à época era seguida de perto pelo aparato repressivo.
 

O grupo Palmares, fundado em 1971 e composto em grande parte por universitários, foi o idealizador da celebração do 20 de novembro --data da morte de Zumbi em 1695 e hoje feriado em muitas cidades.
 

A pesquisadora Greice Adriana Macedo, que apresentou dissertação de mestrado em 2020 na UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) sobre a entidade, diz que havia vigilância sobre os líderes e as viagens feitas para difundir a ideia da criação da data.
 

Como estratégia para evitar essa perseguição, os nomes de membros eram omitidos de estatutos e registros mantidos pela organização.
 

"Pessoas negras naquele momento, reclamando do que acontecia, significava que o governo estava dando errado", diz ela.
 

Também no Rio Grande do Sul o monitoramento feito pelo aparato estatal das manifestações culturais era constante, diz a pesquisadora, que hoje desenvolve trabalho de doutorado.
 

"As escolas de samba [de Porto Alegre] foram as que sofreram mais policiamento ostensivo, a cada evento. Clubes sociais que não eram negros não tinham esse policiamento. Muitos deviam estar à paisana, disfarçados, entre a população."
 

Em São Paulo, a Comissão da Verdade do estado, criada para apurar crimes do regime, publicou em seu relatório, em 2015, um capítulo que analisa a perseguição aos movimentos negros.
 

O trecho dizia que "qualquer manifestação cultural, política, reivindicação ou atitude política de oposição, que viesse de encontro com os padrões estabelecidos da ordem vigente, poderia ser considerada subversiva e cuidadosamente vigiada e duramente reprimida".
 

Afirma que relatórios do regime atribuíam a luta contra o racismo a uma infiltração, nessas organizações, da esquerda socialista.
 

O aparato de vigilância do regime era centralizado no SNI, criado após o golpe de 1964 e extinto em 1990. Seus braços de espionagem se espalhavam por centenas de órgãos e repartições do governo em todo o país.
 

O professor de história da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) Carlos Fico, que pesquisou as engrenagens do SNI e sua documentação, diz que havia a preocupação do regime de monitorar "todo tipo de manifestação social".
 

Para o professor, é visível nos papéis um incômodo dos agentes da ditadura com o que soasse "liberalidade excessiva" já que havia entre os agentes "um grande moralismo, típico da direita brasileira".
 

"Eles se incomodavam muito com a expressão artística, roupas diferenciadas, cabelo comprido, movimento hippie, imprensa gay. Acompanhavam mesclando olhares preconceituosos em relação ao comportamento com a preocupação mais estritamente política. As duas coisas estavam presentes."
 

Andersen Figueiredo, que fez pesquisa de mestrado em história na UFRB (Universidade Federal do Recôncavo da Bahia) sobre os movimentos negros baianos, diz que havia na ditadura duas correntes de mobilização: uma mais política, que pregava mais o enfrentamento, e outra culturalista, que mirava uma ação com base "na formação de uma identidade comunitária, coletiva".
 

O trabalho acadêmico, concluído em 2016 e que tem por base depoimentos dos militantes, será editado em um livro chamado "Ativismo Negro em Salvador".
 

"Apesar desse embate entre setor político e setor cultural, existia uma mesma meta que era desmistificar a ideologia da democracia racial."
 

Ele afirma que houve repressão nas ruas a um bloco cultural de perfil mais crítico, sob o argumento de que promoviam baderna.
 

Figueiredo diz que o legado da mobilização naqueles anos foi a aproximação com os partidos mais à esquerda, já no período de redemocratização, com uma atenção maior às pautas desses grupos e ocupando mais espaços políticos.
 

"Foi a militância na década de 1970 que propiciou conquistas que hoje negros têm."

Duas pessoas morrem e famílias ficam desabrigadas após fortes chuvas em Itaberaba
Foto: Reprodução / Altos Papos

A prefeitura de Itaberaba confirmou que duas pessoas morreram e diversas famílias ficaram desabrigadas após as fortes chuvas que atingiram a cidade neste final de semana. 

 

De acordo com o Altos Papos, com informações divulgadas pelo município, uma das localidades mais atingidas foi a Travessa João Aguiar e Silva, no Barro Vermelho, onde as duas pessoas morreram na madrugada deste domingo (28).

 

No local, uma servidora pública, Iara Carneiro Silva, teve a casa invadida pela água mas, ao sair para buscar ajuda, foi levada pela enxurrada após a laje da rua desabar. Vizinho de Iara, Antônio Martins Silva de Santana, tentou socorrê-la, mas também foi arrastado pelas águas. 

 

A gestão municipal disse ainda que os corpos foram localizados na manhã de hoje e resgatados por moradores, com o apoio da Superintendência Municipal de Trânsito e Bombeiros Militares.

 

A localidade onde o acidente aconteceu foi isolada pela Polícia Militar, por ainda oferecer risco de desabamento. Segundo a gestão, as famílias das vítimas estão recebendo suporte e uma equipe de apoio psicossocial foi deslocada até o Barro Vermelho. 

 

Ainda não há um número exato de famílias desabrigadas por conta das chuvas em Itaberaba. Parte dos atingidos foram encaminhados para pousadas.

Afropunk Bahia confirma 2ª edição do festival com dois dias em novembro de 2022
Foto: Reprodução / Instagram

O Afropunk Bahia já tem data para acontecer em 2022. Horas após o fim da primeira edição do maior festival de cultura negra do mundo, o perfil oficial do evento garantiu a edição do ano que vem na capital baiana.

 

De acordo com a organização da festa, no próximo ano o evento acontecerá em dois dias, 26 e 27 de novembro.

 

"Juntes, escrevemos mais um capítulo da história lindona do AFROPUNK. Quando reconhecemos nossas potências, coletivamente, somos imparáveis. Nossa roda é nossa força e, em 2022, ela vai ficar ainda maior", garantiu o perfil.

 

Na primeira edição da festa, realizada no Centro de Convenções de Salvador, o público conferiu apresentações de Mano Brown feat. Duquesa, Tássia Reis feat. Ilê Aiyê, Luedji Luna feat. YOÚN, Malia feat. Margareth Menezes, Urias feat. Vírus, Deekapz com Melly e Cronista do Morro, e Batekoo com Tícia, Deize Tigrona e Afrobapho.

 

Toda renda arrecadada com a venda de ingressos foi revertida para o o projeto social do Nordeste de Amaralina, Quabales, que trabalha com oportunidades para jovens negros periféricos.

STF valida auxílio doença sem necessidade de perícia médica prévia
Foto: Reprodução / Marcello Casal Jr / Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal declarou a constitucionalidade da nora que autoriza o INSS a conceder o benefício de auxílio por incapacidade temporária sem a realização do exame presencial feito por peritos médicos federais.

 

A decisão unânime, tomada no julgamento da ADI 6.928 em uma sessão virtual, é válida até o dia 31/12/2021. A corte seguiu o voto da relatora do processo, a ministra Carmen Lúcia.

 

Com isso, quem precisar solicitar o auxílio poderá apresentar apenas o atestado médico e documentos complementares que comprovem a doença.

 

A Lei 14.131/2021 que autoriza a prática é fruto da conversão da Medida Provisória 1.006/2020 editada durante o período da pandemia como forma de auxiliar os beneficiários do Regime Geral de Previdência Social (RGPS).

Domingo, 28 de Novembro de 2021 - 14:00

Filiação de Bolsonaro ao PL passa por apoio à reeleição de Arthur Lira

por Julia Chaib, Camila Mattoso e Marianna Holanda | Folhapress

Filiação de Bolsonaro ao PL passa por apoio à reeleição de Arthur Lira
Foto: Reprodução

As negociações para a filiação de Jair Bolsonaro (sem partido) ao PL, marcada para a próxima terça-feira (30), passaram também pela promessa de apoio do presidente e do seu novo partido à reeleição de Arthur Lira (PP-AL) ao comando da Câmara dos Deputados em 2023.
 

Segundo líderes do centrão envolvidos nas conversas, Valdemar Costa Neto, presidente do PL, deu a palavra a Lira que dará respaldo a uma nova candidatura para ele tentar se manter por mais dois anos na presidência da Casa.
 

Os cálculos feitos por ambas as siglas preveem que o PL poderá eleger a maior bancada da Câmara em 2022 tendo Bolsonaro como filiado. Hoje com 43 deputados, a legenda é a terceira maior e pode aumentar para cerca de 65 parlamentares, dizem dirigentes.
 

Dessa forma, o apoio do partido deve ser decisivo para a escolha do próximo presidente da Câmara.
 

Antes do PL, o PP também buscou atrair Bolsonaro para seus quadros. O objetivo era o mesmo de Valdemar: aumentar a quantidade de congressistas, embora a entrada do mandatário sofresse resistências de diretórios do Nordeste e até mesmo de Arthur Lira.
 

Embora o presidente da Câmara tenha concordado ao final, na época, com a entrada do presidente da República, ele avaliava que o movimento poderia prejudicar seus planos.
 

A principal preocupação era a de que Bolsonaro perdesse a eleição para uma eventual candidatura de Lula (PT). Nessa leitura política, se isso ocorresse, a nova bancada governista poderia resistir a apoiar Lira por ser do mesmo partido do principal inimigo político do petista.
 

Em entrevista à Folha, Lira afirmou que a reeleição dele não depende da de Bolsonaro.
 

Agora, porém, sem Bolsonaro no partido, o PP poderá fazer palanque ao ex-presidente em alguns estados, em especial no Nordeste, mantendo pontes do comandante da Câmara fora do bolsonarismo.
 

PP e PL são os dois maiores partidos do centrão, que hoje dão sustentação ao governo no Congresso. Além disso, ocupam dois dos principais assentos no Palácio do Planalto: Casa Civil, com Ciro Nogueira (PP), e Secretaria de Governo, com Flávia Arruda (PL).
 

Os dois atuam de forma conjunta. Tanto que, quando Bolsonaro adiou a filiação ao PL, que ocorreria em 22 de novembro, dirigentes do PP foram cautelosos ao se reaproximar do chefe do Executivo.
 

Segundo relatos, caciques deixaram claro ao presidente que as portas continuariam abertas, mas evitaram movimentações que pudessem parecer de traição com o PL, já que a aliança com o partido de Valdemar é considerada essencial.
 

O adiamento da filiação ocorreu devido a divergências entre Bolsonaro e Valdemar em relação a alianças regionais. Enquanto uma parte do PP ficou animada com a possibilidade de retomar as negociações com o presidente, outra ala ficou assustada.
 

Arthur Lira, que estava em viagem à Europa quando a notícia de que Bolsonaro poderia não ir mais para o PL saiu, telefonou tanto para Valdemar como para Bolsonaro para tentar acertar os ponteiros entre as partes.
 

As negociações da escolha do partido envolveram outros combinados entre as duas legendas e vantagens para cada uma separadamente.
 

Como a Folha mostrou, o acordo leva em conta que o posto de vice deverá ser de um nome do PP, cabendo a Bolsonaro escolher. Não necessariamente será um nome de alguém já filiado à legenda, segundo envolvidos no processo.
 

As articulações sobre o apoio à reeleição de Lira também envolvem outras siglas, como o Republicanos, por exemplo (terceira legenda do centrão da base do governo no Congresso), que tem interesse em amarrar um acordo para ficar com o comando da Câmara no biênio 2025-2026.
 

Segundo integrantes do Republicanos, Arthur Lira teria se comprometido com o deputado Marcos Pereira (SP) a respaldá-lo como candidato à sua sucessão. O dirigente ocupa hoje a 4ª secretaria da Câmara.
 

Já Valdemar Costa Neto também trabalha com a possibilidade de o partido disputar o comando da Casa em 2025. Ele teria acenado com a possibilidade de lançar o deputado Marcelo Ramos (PL-AM), hoje vice-presidente da Câmara, caso ele parasse de criticar Bolsonaro e continuasse no partido. A tendência, porém, é o parlamentar deixar a sigla.
 

Ramos é o principal nome de oposição ao chefe do Executivo no partido. Há resistência, também, em outros estados do Nordeste, como Ceará e Piauí, que apoiam governos de oposição a Bolsonaro.
 

O presidente disse, na quinta-feira (25), que o PL não vai se aliar a nenhum partido de esquerda.
 

"Foi acertado aqui [com Valdemar], não haverá qualquer coligação com partido de esquerda nos estados, isso está definitivamente acertado", disse Bolsonaro em entrevista à rádio Sociedade da Bahia.
 

O mandatário disse ainda que o discurso entre ele e Valdemar está "bastante afinado".
 

Ainda que o PP e o PL tenham disputado pela filiação de Bolsonaro, Valdemar foi mais incisivo na empreitada. Ele cedeu e deve rever acordos em diversos estados, como em São Paulo, e no Nordeste.
 

Em São Paulo, Bolsonaro quer lançar uma chapa com Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) como candidato a governador e Ricardo Salles, ex-ministro do Meio Ambiente, concorrendo a uma vaga no Senado.
 

Para que isso ocorra, primeiro Tarcísio precisa concordar com a ideia. Nos últimos dias, com quem conversou, o ministro demonstrou resistência à proposta de Bolsonaro.
 

O ministro hoje prefere ser candidato ao Senado por Mato Grosso ou Goiás, onde ele tem mais viabilidade eleitoral.
 

Caso ele não aceite, integrantes do PL avaliam que Bolsonaro pode construir uma chapa com Paulo Skaf, presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), disputando o governo ou o Senado.
 

Em Goiás, outro estado considerado prioritário pelo presidente, Bolsonaro quer lançar o deputado major Vitor Hugo (PSL-GO) ao governo.
 

Essa hipótese enfrenta forte resistência no PL já que o deputado é visto como alguém com baixa capilaridade eleitoral, principalmente diante do governador Ronaldo Caiado (DEM-GO), que vai disputar a reeleição.
 


 

Raio-x dos partidos
 

Fundo eleitoral PP: R$ 141 mi PL: R$ 118 mi
 

Fundo partidário PP: R$ 47 mi PL: R$ 45 mi
 

Bancada na Câmara
 

PP: 42
 

PL: 43
 


 

Bancada no Senado
 

PP: 7
 

PL: 4

Domingo, 28 de Novembro de 2021 - 13:40

Feira de Santana completa 11 dias sem mortes por Covid-19

Feira de Santana completa 11 dias sem mortes por Covid-19
Hospital Geral Clériston Andrade | Foto: Divulgação / Sesab

Feira de Santana, segundo maior município da Bahia, completou, neste sábado (27), 11 dias sem registrar mortes por Covid-19, conforme dados publicados diariamente pela prefeitura feirense.

 

É a primeira vez que esse dado é alcançado em Feira de Santana desde a primeira morte em decorrência da doença na cidade.

 

Durante todo o sábado, 20 novos casos de contaminação pelo novo coronavírus foram confirmados. Em contrapartida, 106 testes apontaram resultados negativos para a Covid-19 na cidade.

 

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 10 pacientes internados com Covid em Feira de Santana.

Contrário ao Carnaval, Comitê de Covid-19 da UFBA prevê retrocesso caso festa aconteça
Foto: Reprodução / Valter Pontes / Secom

A realização do Carnaval de Salvador em 2022 vem trazendo reflexões e debates para os mais diversos grupos envolvidos direta e indiretamente na festa. 

 

Sem uma decisão da Prefeitura de Salvador e do Governo da Bahia, organizações e comitês dão a sua visão sobre o que pode acarretar a realização ou não da festa na capital baiana.

 

No sábado (27), o Comitê de Assessoramento do Coronavírus UFBA divulgou uma nota com reflexões sobre o Carnaval no contexto atual da pandemia na cidade e no país.

 

Contrários a realização da folia do momo, o comitê formado por Eduardo Mota, Gloria Teixeira, Tania Bulcão, Paulo Miguez, Thierry Lobão, Roberto Meyer, afirma que não há benefícios suficiente que superem os riscos da festa em 2022.

 

"O Carnaval poderá fazer retroceder os avanços que vêm sendo alcançados no controle da pandemia da Covid-19. No final de fevereiro de 2022, ainda haverá transmissão comunitária ativa do vírus SARS CoV-2 no Brasil e, em consequência, ocorrência de casos novos de Covid-19", diz um trecho da nota com um dos possíveis cenários. 

 

De acordo com os pesquisadores, mesmo que a cobertura viral esteja alta com as duas doses, isso não significa que a transmissão viral será interrompida. O que justifica a aplicação da dose de reforço.

 

"O Carnaval é um evento cujas características de intensa movimentação de pessoas e grandes aglomerações, por tempo prolongado, apresentam todas as condições para o recrudescimento da incidência da Covid-19 com as consequências que podem advir. O argumento de que ocorre em espaço aberto, o que não é de todo verdadeiro, não se sustenta diante da magnitude da aglomeração, intenso e frequente contato interpessoal e alto risco de transmissão viral".

 

O Comitê ainda apresenta como exemplo alguns países da Europa e os Estados Unidos, que enfrentam uma terceira onda ainda mais violentas do que as anteriores. Ambos os locais eram citados como referência na retomada dos eventos.

 

"Com a ocorrência de uma nova onda da pandemia, caso seja realizado o Carnaval, toda a população será afetada, com aumento da incidência da doença e o retorno de medidas mais restritivas, e não somente aqueles que se beneficiam diretamente, seja economicamente ou festivamente, deste evento. [...] Seria reconfortante estarmos errados nas previsões da pandemia no pós-carnaval, mas não há benefícios suficientes que superem os seus riscos. Temos a convicção de que os gestores públicos agirão com responsabilidade e não permitirão que tenhamos mais casos e mortes pela Covid-19 do que já existem".

 

Leia a nota na íntegra

Léo Santana questiona 35 mil pessoas em estádio e 3 mil em show: 'Por que não podemos?'
Foto: Reprodução / Instagram

O cantor Léo Santana inflamou o debate sobre o limite de público em festas na Bahia ao questionar a liberação para os estádios de funcionarem com 70% de sua ocupação durante a pandemia da Covid-19.

 

Com um discurso similar ao que foi feito pelo secretário municipal de Saúde, Leo Prates (PDT), o pagodeiro exibiu em suas redes sociais imagens do jogo do Bahia x Grêmio que aconteceu na Arena Fonte Nova, na sexta-feira (26) e recebeu 35 mil pessoas.

 

Foto: Reprodução / Instagram

 

"Minha cara vendo 35 mil pessoas no estádio hoje em Salvador. 70% do público liberado para estádio de futebol. Glória Deus! Eventos de show sai de 3 mil quando? Explica pra nós, qual a diferença? Por que não podemos?", escreveu o artista com uma figurinha de palhaço tapando o rosto.

 

Léo, que no início da semana apoiou a manifestação feita por profissionais que atuam no Carnaval e clamam pela realização da festa em 2022, marcou o governador Rui Costa em suas publicações para obter uma resposta.

 

"Sim senhoras e senhores, isso foi agora a pouco em Salvador. Confesso que fico super, mega, hiper feliz... de coração mesmo! Mas para eventos de show é apenas liberado para 3 mil pessoas. Por que?".

 

Foto: Reprodução / Instagram

 

O decreto para a liberação de 70% do público em estádios de futebol começou a ser válido no dia 10 de novembro. Além do aumento da capacidade, o governador autorizou a venda de bebida alcoólica dentro dos estádios para evitar a aglomeração nos arredores da arena. 

 

"Há a constatação de que estão tomando a cervejinha do lado de fora do estádio, e isso está provocando aglomeração na hora de entrar, porque as pessoas estão esperando o limite máximo da hora de entrar. Então nós também vamos fazer a liberação do consumo de bebidas no estádio. Para que a gente não provoque aglomerações na entrada", disse durante o Papo Correria.

Domingo, 28 de Novembro de 2021 - 12:40

Pais e sobreviventes do incêndio da Kiss vivem gatilhos e ansiedade antes do julgamento

por Fernanda Canofre | Folhapress

Pais e sobreviventes do incêndio da Kiss vivem gatilhos e ansiedade antes do julgamento
Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

O mundo de Camilly como ela o conhecia acabou na madrugada de 27 de janeiro de 2013, quando ela tinha 13 anos. Algumas horas antes, ela fotografava o look escolhido pela irmã mais velha, Thanise, 18, estudante de filosofia, para sair com amigos, em Santa Maria (RS).
 

No meio da madrugada, um amigo comentou com Camilly que a boate Kiss, no centro da cidade, havia pegado fogo. A confirmação de que Thanise estava lá veio da mãe, Carina Côrrea, 43, auxiliar de nutrição, que estava de plantão em um hospital, atendendo vítimas que começavam a chegar da tragédia.
 

Enquanto familiares percorriam ruas e hospitais, Camilly acompanhava todas as publicações nas redes sociais e tentava ligar para a irmã.
 

"Até que saiu o vídeo dela na garagem do Carrefour", lembra. As vítimas que eram retiradas da boate -a maioria já mortas- eram levadas para o estacionamento do supermercado, que fica do outro lado da rua.
 

"E eu vi a bolsa dela, era de alguém na grade, que subiu, e aparecia de lado o rosto dela. Em outro vídeo, uma profissional da saúde, eu acho, fez algumas contrações nela e mudou de pessoa. Ela só subiu em cima da minha irmã e trocou. Meu mundo caiu de novo. Eu disse: é a Thanise". De fato, aquele era o corpo da irmã.
 

Quase nove anos depois, Camilly enfrenta agora gatilhos que a fazem relembrar a tragédia.
 

O motivo é a aproximação do julgamento dos quatro réus que respondem pelo incêndio que deixou 242 mortos e 636 feridos, que vai começar na próxima quarta (1º), em Porto Alegre. O processo foi levado para a capital do estado a pedido de uma das defesas, alegando que o júri em Santa Maria não seria imparcial.
 

"O meu maior medo, um assunto que eu tento evitar, que não gosto de falar porque dói muito, que nunca sai da minha cabeça, eu vou enfrentar de frente agora. Parece um filme, vai passando tudo na cabeça de novo", lembra a jovem, que hoje tem 21 anos.
 

A proximidade da data tem mexido com a saúde mental e física de familiares e sobreviventes. Vários têm evitado inclusive dar entrevistas por recomendação médica.
 

"Desde a semana passada notamos um aumento de procura do segmento da população afetada, tanto aqueles que estavam em alta quanto alguns novos. Já prevendo esse movimento, criamos um terceiro turno para o período do julgamento e disponibilizamos atendimento online", diz o psicanalista Volnei Dassoler, coordenador do Acolhe, serviço do SUS, criado pela prefeitura de Santa Maria para atender a população afetada pelo incêndio.
 

Carina é uma das cerca de 40 pessoas que seguem acessando o serviço. Só na rua dela, quatro jovens morreram no incêndio. Depois de perder Thanise, ela se tornou mãe de um menino há três anos. "Eu tive o Theo, mas você convive com a dor, ela é tua companheira, você coloca debaixo do braço e carrega. Ela é intransferível".
 

Lívia Oliveira, 56, perdeu o único filho, Heitor, 24, estudante de economia, que tinha ido à boate resolver um assunto sobre um bloco de carnaval e sairia em seguida. Segundo amigos, ele morreu ao voltar para salvar outras pessoas.
 

"O primeiro ano é aquele ano que você reaprende a respirar, a conviver com uma ausência que jamais vai mudar. Eu fui achando caminhos, aquilo que me fazia bem, e fui trilhando. No segundo ano, eu e meu marido decidimos fazer uma viagem, porque eu não queria estar em Santa Maria", lembra ela.
 

Ela diz que hoje já não define como luto o que sente, mas uma saudade capaz de anestesiar a alma, especialmente nos dias 26 e 27 de todo mês.
 

"Quem sobreviveu ao Farrezão (Centro Desportivo Municipal), acredito que não tenha medo de mais nada", diz ela, contando sobre como viu o filho no ginásio municipal, onde os corpos foram colocados em fileiras no chão, dividindo meninos e meninas, para serem identificados.
 

"Eu fiz todo o processo, eu carreguei a alça do caixão do meu filho. Não tinha carro fúnebre para levar o corpo, ele foi levado num caminhão e eu olhando tudo aquilo", lembra. "Tem que haver justiça. Nós, como pais, precisamos disso. É uma forma de fechar um ciclo da nossa vida", diz ela, que não pretende ir a Porto Alegre.
 

Muitos familiares precisaram de tratamento e desenvolveram problemas de saúde depois da tragédia. "Mente e corpo não se dissociam. Quando a gente fala de impacto de um evento assim, a gente está falando tanto no físico, quanto no psicológico, porque uma coisa interfere na outra", explica o psiquiatra Vitor Crestani Calegaro, coordenador do ambulatório de psiquiatria do Ciava (Centro Integrado de Atendimento às Vítimas de Acidentes), criado na UFSM (Universidade Federal de Santa Maria) para atender as vítimas da Kiss -30 pacientes seguem nele hoje.
 

"Tu não consegue esquecer, é algo que te corroi, que fica dentro de ti. [Quando escuto Kiss], é essa imagem que vem à minha cabeça, a quadra do Farrezão com aquele monte de jovens mortos", diz a técnica de enfermagem Eneida Santos, que trabalhou como voluntária no ginásio municipal, ajudando a limpar os corpos para que fossem identificados.
 

Luiza Mathias, 28, estava em frente ao palco onde tocava a banda Gurizada Fandangueira e viu o início do fogo na boate. A turma dela de medicina veterinária da UFSM era uma das que promovia a festa "Agromerados", para levantar dinheiro para a formatura, em parceria com a boate. Seis colegas morreram na tragédia.
 

Luiza conseguiu chegar à porta e foi puxada por um colega que já estava na rua. Assim que caiu no asfalto, vomitou algo com coloração preta. Depois de algumas semanas, precisou tratar uma pneumonia, consequência da fumaça tóxica inalada.
 

"Uns colegas meus também trataram pneumonia, outros queimaduras, com cirurgia e tudo mais. A gente fez tratamento psiquiátrico, eu fiz por mais de um ano. O médico me diagnosticou com depressão", conta.
 

"Com essas tragédias que aconteceram depois, sempre volta tudo. Na época da queda do avião da Chapecoense, eu fiquei muito mal, meu médico mudou a medicação, eu chorava horrores. Aquilo tudo volta".
 

Mesmo jovens que não estavam dentro da boate, também precisaram de apoio e ajuda pós-trauma. Caso de André Polga, 28, que perdeu duas amigas na tragédia e, no final de 2013, criou o movimento "Kiss: Que não se repita", que tem mais de 21 mil seguidores no Instagram.
 

"É um espaço de desabafo. Quem perdeu alguém, depois de dois ou três meses, não teve muito apoio, a sociedade se fechou. 'Vamos deixar a cidade se desenvolver, os mortos descansarem'", conta ele, citando frases que muitos familiares e sobreviventes ouviram inúmeras vezes nos últimos anos.
 

Camilly recebeu um comentário parecido ao compartilhar nas redes sociais uma iniciativa de apoio às famílias que querem ir a Porto Alegre acompanhar o julgamento, há duas semanas.
 

"Minha irmã tem um nome, tem uma família, tem uma história. Minha irmã não é só um número como colocaram naquele dia nela, ela não é um pedaço de carne. A minha família nunca vai voltar a ser o que era. A cada notícia boa que eu tenho, eu quero contar para ela e não dá", diz ela, que hoje é mãe de uma menina de dois anos.
 

"Eu consegui sentir um amor mais colorido de volta. Antes, eu vivia um dia após o outro, sempre na esperança de que um dia acabaria. Minha filha deu um sentido a mais".
 

A filha dela e Theo, seu irmão e filho de Carina, só conhecem Thanise por fotos.
 

"Tem sido uns dias estressantes, mas o Theo me abraça, ele é muito carinhoso. Eu penso que ele tem a vida inteira, toda a infância para curtir e penso, poxa, deixa eu dar meu melhor, para ele entender que eu tenho um sofrimento, que falta um pedaço, mas eu procuro...vamos curtir agora", diz Carina.

Domingo, 28 de Novembro de 2021 - 12:25

Ex-árbitro assistente e dirigente da FBF, Wilson Paim morre aos 79 anos

por Glauber Guerra

Ex-árbitro assistente e dirigente da FBF, Wilson Paim morre aos 79 anos
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

Wilson Paim, ex-árbitro assistente e que também foi dirigente da Federação Bahiana de Futebol (FBF), morreu neste domingo (28) aos 79 anos. A causa do falecimento não foi revelada.

 

Paim se aposentou dos gramados aos 55 anos. Seu último jogo como assistente foi em um clássico Ba-Vi, no ano de 1998. Ao todo, ele trabalhou em mais de 1.200 jogos profissionais (relembre aqui). O ex-bandeirinha era presidente de honra da Comissão Estadual de Árbitros de Futebol da Bahia (Ceaf-BA).

 

"É com lágrimas nos olhos que me despeço de Wilson Paim. Eu perdi um amigo, não só um companheiro de trabalho. Paim foi um exemplo como profissional de arbitragem e também como pessoa. Era adorado por todos, só fazia o bem. O que ele fez pela arbitragem vai ser difícil alguém fazer igual. Foram anos de muita dedicação. Ele ensinou e revelou grandes árbitros para o país. Paim nunca será esquecido", disse Ricardo Lima, presidente da FBF.


Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

 

Presidente em exercício da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues também lamentou o falecimento de Wilson Paim.

 

"Wilson Paim, para mim foi um pai, irmão, tio, amigo, conselheiro, companheiro, um ser humano digno, honesto, leal e amigo dos amigos. Descansa em paz meu companheiro e que Deus possa conceder o conforto e resignação aos seus familiares e amigos", afirmou.

 

O sepultamento de Wilson Paim será neste domingo (28), às 16h45, no Bosque da Paz, em Salvador (BA).

 


Foto: Glauber Guerra/ Bahia Notícias

Porciuncula diz que vai à Justiça impedir divulgação de Papai Noel gay: 'Respeitem a fé'
Foto: Reprodução / TV Brasil / Twitter

O secretário nacional de Fomento e Incentivo à Cultura da Secretaria Especial de Cultura, André Porciuncula, entrou em uma grande discussão nas redes sociais após a divulgação da campanha feita pela empresa Posten, o equivalente aos Correios, da Noruega, que traz a imagem de um Papai Noel gay.

 

Após afirmar que irá entrar com uma notícia-crime contra veículos que divulgarem a imagem do "bom velhinho", o braço direito de Mario Frias discutiu com internautas e com o deputado federal Alexandre Frota (PSDB) sobre o assunto.



"Não se preocupe, você poderá continuar fazendo filme pornô como noiva, apenas respeite a fé alheia", escreveu para Frota.

 

 

 

Para o capitão da PM, a cena é um desrespeito ao São Nicolau, mesmo que a figura que apareça na campanha seja o Papai Noel e não o santo católico.

 

"O santo é parte integrante da fé cristã, e, até onde eu sei, desrespeitar a fé alheia ainda é crime. Farei uma notícia-crime contra os envolvidos. A mídia tem que respeitar a fé cristã".

 

 

Porciuncula ainda falou sobre o assunto durante sua passagem pelo programa Pânico, na Jovem Pan e afirmou que continuará na missão para impedir o desrespeito ao simbolo cristão.

 

"A lacrolândia de selinho azul está indignada porque tomarei providências legais para impedir que desrespeitem os símbolos cristãos. Devida a imensa quantidade de reclamações que recebi da turma do selo azul, pensei muito e vou fazer exatamente o que disse. Abraços fraternos!".

Quer vender seu veículo de forma prática e segura? Anuncie no BN Autos
Foto: Divulgação

O BN Autos, classificado de veículos do Bahia Notícias, é uma plataforma que proporciona facilidade e segurança para quem busca automóveis novos e seminovos.

 

No nosso site www.bnautos.com.br você também pode anunciar o seu veículo de forma fácil. É só procurar a área "Anuncie seu carro" e realizar o seu cadastro. Após se cadastrar,  basta acrescentar as informações solicitadas e pronto, seu veículo já estará disponível para quem buscá-lo em nosso sistema. 

 

Uma taxa é cobrada pelo BN Autos para que os veículos sejam anunciados, mas o valor é mais baixo que o de outras plataformas, e seu anúncio ficará disponível até que você consiga vendê-lo.

 

Entre as opções disponíveis em nosso site, está um Renault Sandero 1.0, na cor prata, ano 2017/2018. Todas as informações de contato estão disponíveis na nossa plataforma.

Além desse modelo, outros veículos de diversas faixas de preço estão disponíveis. Você pode buscá-los em nosso site ou acompanhar o nosso Instagram, @bnautos

Domingo, 28 de Novembro de 2021 - 12:00

Terremoto de magnitude 7,5 atinge região amazônica do Peru

Terremoto de magnitude 7,5 atinge região amazônica do Peru
Foto: Victor Yanez / Twitter

Um terremoto de magnitude 7,5 atingiu a Amazônia peruana neste domingo (28), informou o Centro de Sismologia do Instituto Geofísico do Peru. O epicentro do tremor foi identificado a cerca de 98 quilômetros do município de Santa María De Nieva, na província de Condorcanqui, e a uma profundidade de 131 quilômetros.

 

A Marinha do Peru disse em um comunicado que não foi identificado risco de tsunami na costa do país por conta do forte abalo. As informações são do portal G1.

 

Imagens compartilhadas em redes sociais mostram pedaços das fachadas de edifícios e parte de casas destruídas após o forte tremor que foi sentido também na cidade equatoriana de Loja.

 

Em outubro, um tremor de menor magnitude mas mais próximo à superfície, também no norte peruano, chegou a ser sentido em alguns estados do Brasil. Localizado no Círculo de Fogo do Pacífico, região global de alta atividade sísmica gerada pelo encontro de placas tectônicas, o Peru está habituado a terremotos.

Domingo, 28 de Novembro de 2021 - 11:40

Moro planeja vinda à Bahia em janeiro e deve ser recebido por apoiador do PT no estado

por Lula Bonfim

Moro planeja vinda à Bahia em janeiro e deve ser recebido por apoiador do PT no estado
Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil

O ex-ministro Sérgio Moro (Podemos) pretende visitar a Bahia em janeiro, na busca por se viabilizar como candidato à presidência da República. O estado é visto como um reduto eleitoral de um dos seus principais rivais do político: o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

 

Na Bahia, Moro será recebido pelo deputado federal Bacelar (Podemos), presidente da sigla no estado. “Irei sim. É um ilustre filiado do partido”, afirmou o parlamentar, em entrevista ao Bahia Notícias.

 

Ocorre que o partido, no contexto local, é aliado do PT, sendo base de apoio do governo Rui Costa (PT). Bacelar disse esperar, entretanto, que a chegada de Moro ao Podemos não atrapalhe a aliança construída na Bahia. “Espero que não [atrapalhe]. Estou trabalhando para isso”, comentou ao BN.

 

A visita de Moro à Bahia ainda não tem data confirmada. Outro estado nordestino pelo qual o político passará é o Ceará, em uma viagem articulada pelo senador Eduardo Girão (Podemos-CE).

 

Ex-juiz da Operação Lava Jato, Moro foi o responsável pelas condenações em primeiro grau do ex-presidente Lula. Porém, neste ano, o Supremo Tribunal Federal (STF) considerou o ex-magistrado paranaense suspeito e anulou as decisões contra o petista.

 

Moro também foi ministro da Justiça e da Segurança Pública na gestão de Jair Bolsonaro (sem partido), mas saiu após acusar o atual presidente da República de tentar interferir em investigações da Polícia Federal.

Domingo, 28 de Novembro de 2021 - 11:20

Pesquisadores veem elo entre surto de sarna e uso de ivermectina

por Marcelo Toledo | Folhapress

Pesquisadores veem elo entre surto de sarna e uso de ivermectina
Foto: Arquivo Pessoal

Um artigo produzido na Ufal (Universidade Federal de Alagoas) levanta a hipótese de que o suposto surto de sarna que está ocorrendo em Pernambuco tenha elo com o uso indiscriminado de ivermectina.
 

O vermífugo, também usado em tratamento de sarna e piolho, é um dos medicamentos que integram o chamado "kit covid", sem eficácia comprovada no combate à Covid-19 e que chegou a ter alta nas vendas de 1.272% em um ano em meio à pandemia.
 

A universidade divulgou nesta sexta-feira (26) um trabalho publicado no mês de agosto pelo NEF (Núcleo de Estudos em Farmacoterapia) a partir da observação de casos de resistência à ivermectina já relatados, de surtos isolados e os dados de crescimento de consumo do medicamento por causa do novo coronavírus.
 

Um surto de lesões que causam coceira na pele, que pode ser a escabiose (sarna humana), tem preocupado profissionais de saúde do Grande Recife nas últimas semanas. Ao menos três cidades da região metropolitana registraram centenas de casos até esta semana.
 

Os primeiros registros surgiram no início de outubro na região, mas se intensificaram no final do mês passado e no começo deste mês no Recife e em Camaragibe e Paulista.
 

Os pacientes relataram lesões na pele, principalmente no tronco e nos braços, acompanhadas de coceira. Além de sarna humana, as outras hipóteses levantadas por autoridades de saúde pernambucanas são alergia ou um tipo de arbovirose causado por mosquito.
 

O texto, produzido pelos pesquisadores Alfredo Oliveira-Filho e Sabrina Neves, ambos do IEF (Instituto de Ciências Farmacêuticas), e pelos estudantes Lucas Bezerra e Natália Alves, afirma que entre os elementos para o crescimento da resistência do Sarcoptes scabiei (parasita que causa a sarna humana) à ivermectina no Brasil estão a alta no consumo do medicamento e o aumento da dose na tentativa de tratar a Covid-19.
 

Enquanto para tratar a escabiose aplica-se dose única, na pandemia o tratamento preconizado chegou a ter duração de dez dias, com dosagens dobradas em relação ao uso convencional, dizem os pesquisadores.
 

Por meio da assessoria da Ufal, Neves disse que o artigo lança a hipótese de que poderia haver problemas com surtos de escabiose resistente devido à utilização irracional da ivermectina.
 

"O surto está configurado, pois está havendo um aumento rápido de casos de lesões de pele com coceira e outros sintomas", disse ela. "Ainda não há diagnóstico da doença que está causando o surto [em Pernambuco]. Algumas hipóteses da etiologia [origem] estão sendo testadas, entre elas está a escabiose levantada pelo artigo."
 

Ela afirma ainda que esse tipo de uso dos remédios é um problema de saúde pública, que se agrava no caso de antibióticos, antiparasitários e antifúngicos.
 

"Quando utilizamos de forma irracional ou incorreta medicamentos, como a ivermectina, corremos o risco de induzir a resistência do parasita ao medicamento que deveria tratar a doença causada por ele."
 

No resumo do artigo, os pesquisadores apontam que nem mesmo pareceres do Ministério da Saúde e da indústria farmacêutica, além das evidências científicas pouco favoráveis ao uso da ivermectina contra a Covid-19, foram capazes de impedir a prescrição e automedicação.
 

Ainda conforme os pesquisadores, são necessários testes e que outras hipóteses sejam descartadas sobre o que ocorre nas cidades pernambucanas para que se confirme as indagações levantadas pelo artigo.
 

Uma nota técnica da Secretaria de Saúde de Pernambuco, de 19 de novembro, descarta um possível surto de doenças transmitidas por alimentos.

Professor é investigado após indagar se universitária prefere ser 'estuprada no seco'
Foto: Reprodução / Twitter

Um professor de medicina de uma faculdade privada em Belém, no Pará, o Centro Universitário Metropolitano da Amazônia (Unifamaz), será investigado após questionar uma estudante se ela iria preferir usar um lubrificante ou ser estuprada "no seco" durante uma atividade em sala de aula.

 

De acordo com o jornal O Globo, a Polícia Civil do Pará está cuidando do caso, que ganhou repercussão nacional após o vídeo do momento viralizar na internet. A publicação afirma que o caso foi registrado e está sendo analisado pela Divisão Especializada no Atendimento à Mulher como importunação sexual.

 

Na ocasião, que aconteceu no dia 17 de novembro, o profissional auxiliava os alunos no processo de intubação de um boneco, quando ele questionou a adolescente se ela não iria lubrificar o equipamento para inserir no boneco.

 

Após ouvir a negativa da estudante, o professor então faz a declaração com apologia ao estupro. "Quero ver se quando a senhora for estuprada vai querer levar o KY para facilitar a vida ou vai preferir no seco mesmo", disse.

 

 

 

Por meio de nota a faculdade afirmou que está apurando o fato.

 

"O UNIFAMAZ reafirma seu compromisso com o ensino de qualidade, pautados no respeito humano e na integridade pessoal. Dessa forma, repudia veemente qualquer prática inadequada na relação acadêmica professor-aluno", diz a nota.

PSB explicita ao PT que filiação de Geraldo Alckmin seria gesto a Lula
Foto: Ana Nascimento / Agência Brasil

Dirigentes do PSB têm dito a petistas, nas conversas que vêm tendo para uma eventual filiação de Geraldo Alckmin (PSDB), que a entrada do hoje tucano no partido seria um gesto para favorecer Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

 

De acordo com o que Carlos Siqueira (PSB), presidente do partido, vem dizendo, há diferenças ideológicas entre a sigla e Alckmin, que seriam superadas em nome de solucionar a questão para Lula.

 

Por ser um gesto para Lula, o PSB entende que nada seria mais natural do que o PT dar uma contrapartida semelhante, incluindo abrir mão da candidatura de Fernando Haddad (PT) ao governo de São Paulo para apoiar Márcio França (PSB).

 

As informações são da coluna de Guilherme Amado, no Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias.

Domingo, 28 de Novembro de 2021 - 10:20

Há cinco meses no Vitória, Heitor Lustosa celebra título no sub-15 e revela sonho

por Glauber Guerra

Há cinco meses no Vitória, Heitor Lustosa celebra título no sub-15 e revela sonho
Foto: Divulgação/ Antoniu's Assessoria Esportiva

Considerado uma das promessas das divisões de base do Vitória, o meia Heitor Lustosa, de 15 anos, está há cinco meses na Toca do Leão e já conquistou seu primeiro título e de forma invicta: o Campeonato Baiano Sub-15. O atleta, natural de Juazeiro, norte da Bahia, expressou a sua felicidade.

 

“Estou muito feliz. Cheguei no Vitória há cinco meses e conseguimos esse título de forma invicta. É comemorar e continuar trabalhando por mais títulos”, disse o atleta, em entrevista ao Bahia Notícias.

 

O titulo foi conquistado na última quinta-feira (25), após o Vitória vencer o arquirrival Bahia por 2 a 1 em Pituaçu (relembre aqui).

 

Heitor foi descoberto durante uma peneira em Juazeiro pelo observador Advaldo, do Vitória. A técnica apurada do jogador chamou a atenção e ele foi aprovado para realizar testes na Toca do Leão e acabou aprovado.

 

Antes de chegar ao Vitória, Heitor fazia parte de uma escolinha de futebol em Petrolina (PE), cidade vizinha a Juazeiro. E lá no projeto já era um dos destaques.

 

Questionado sobre o seu sonho, Heitor tem a resposta na ponta da língua: “jogar na equipe profissional do Vitória”.

Histórico de Conteúdo