Domingo, 15 de Dezembro de 2019 - 19:00

Alta da carne obriga gaúcho a baratear cardápio de churrasco

por Paula Sperb | Folhapress

Alta da carne obriga gaúcho a baratear cardápio de churrasco
Foto: Reprodução / Rádio Clube de Lages

Costume tradicional dos gaúchos, o churrasco de domingo continuou acontecendo depois da alta da carne bovina, mas com algumas mudanças no cardápio.

"A venda de carvão não caiu, os gaúchos continuam comprando para o churrasco. O setor vem fazendo promoção de salsichão, pão de alho, batata. No lugar do corte nobre, entra a agulha, o frango e o suíno", conta Antônio Cesa Longo, presidente da Associação Gaúcha de Supermercados.

A oferta de cortes como coxão de dentro, normalmente não exportado, é um fator que colabora para congelar a tabela no supermercado.

O aumento de preços, porém, é comemorado na outra ponta. Assim como nos demais setores econômicos, a procura pela carne brasileira "gera sensação de otimismo" nos produtores. Depois de um período de desvalorização da carne, eles passaram a investir mais, explica Eduardo Eichenberg, vice-presidente da Associação Brasileira de Hereford e Braford.

"Existe espaço para aumentar a produtividade dentro das áreas já ocupadas por rebanhos, investindo em uma genética melhor, manejo, renovação de pastagem e adubação. Com o valor depreciado, os pecuaristas não tinham ânimo para investir", diz.

A alta da carne bovina já era esperada com as festas de fim de ano e o 13º salário. A demanda da China agravou o cenário para o brasileiro. Dezembro ainda é um mês com menos oferta: o gado da região setentrional começa a ser preparado para o abate em janeiro e fevereiro, enquanto o gado do sul foi abatido em outubro, depois da engorda nos campos de inverno.

Litoral Norte: ONG atinge marca de 40 milhões de tartarugas soltas no mar
Foto: Reprodução / TV Bahia

Cem tartarugas nascidas na Praia do Forte, no Litoral Norte, foram soltas na areia da praia para o mar. Os animais são filhotes da espécie cabeçuda. Segundo o G1, a soltura dos filhotes foi para celebrar o marco histórico que o Projeto Tamar atingiu de liberar cerca de 40 milhões de tartarugas, entre filhotes, juvenis e adultas, neste ano. A ação ocorreu na última sexta-feira (13).

 

Filhotes de tartarugas nascem ou são levados para areia sempre a partir do fim da tarde devido aos problemas com o sol. Os animais soltos na sexta tinham menos de um dia de vida e ficaram algumas horas no laboratório do Projeto Tamar, esperando o momento de ganhar a liberdade. Além do marco de 40 milhões de tartarugas soltas, o Projeto Tamar comemorou os 40 anos dedicados à preservação desses animais.

 

Ainda segundo reportagem, soltos do mar, os filhotes nadam por quase uma semana até chegar em alto-mar. Uma reserva de energia ajuda na tentativa de chegada ao destino, o que faz com que esses animais não precisem se alimentar. A previsão é que daqui a 30 anos, já adultas, muitas irão voltar para desovar nas mesmas praias onde nasceram.

Domingo, 15 de Dezembro de 2019 - 18:20

Alceu Valença ganha exposição entre o frevo popular e o psicodélico subversivo

por Lucas Brêda | Folhapress

Alceu Valença ganha exposição entre o frevo popular e o psicodélico subversivo
Foto: Reprodução / Twitter

"Pelos ouvidos passaram a voz do rádio, sabiá, bem-te-vi e o vento música nos pés de capim", Alceu Valença canta em "Cinco Sentidos", de 1981. Na pernambucana São Bento do Una, o canto dos pássaros e as músicas do rádio eram tudo que chegava ao artista, ainda criança.

Até fevereiro do ano que vem, uma mostra inteira dedicada a Alceu Valença ocupa o Itaú Cultural, em São Paulo. Uma das salas conta com um óculos de realidade virtual com imagens panorâmicas da fazenda onde o cantor morou na infância. Não é possível ouvir os passarinhos, mas um áudio traz o próprio Alceu imitando o canto das aves.

"Sempre fui de imitar tudo", ele conta. Em uma hora de entrevista, o cantor e compositor imitou nomes que ouvia no rádio -Cauby Peixoto, Dalva de Oliveira, Nelson Gonçalves, Francisco Alves-, a vizinha soprano de quando ele, ainda adolescente, morava no Recife, e até Miltinho cantando "Mulher de Trinta" no meio de uma viagem para jogar basquete em Ponta Grossa, no Paraná, aos 14 anos.

Como artista, contudo, Alceu Valença tem pouco de imitador. Ele foi da psicodelia subversiva dos anos 1970 à exploração de forró, frevo e da música tradicional nordestina, misturando guitarras com flautas e sanfonas, vocais performáticos e letras existenciais com poesias populares.

O pernambucano, na verdade, sempre foi um provocador. A exposição no Itaú Cultural exibe, por exemplo, um poema que ele escreveu em uma prova, quando ainda estudava direito, em 1969. "Quando cheguei na sala, em cima de todas as mesas havia um questionário. Era para um curso de sociologia em Harvard."

Alceu deixou o exame inteiro em branco e respondeu somente uma questão, na qual tinha que relacionar marxismo e cristianismo. "Depois de meses, a banca examinadora voltou para dizer quem tinha passado", diz. "Aplicaram essa prova em vários países da América Latina e eu era o único que tinha feito um poema. Pediram para explicar o que eu queria dizer em palavras mais diretas", ele relembra.

Alceu não apenas foi aprovado como viajou aos Estados Unidos sem saber falar inglês. Com um violão, costumava encontrar hippies e tocar suas músicas, além de versões de Luiz Gonzaga e de outros compositores brasileiros. 

Um dia, ele diz, um jornalista da cidade onde estava, Fall River, em Massachusetts, marcou um encontro, fez uma entrevista e classificou Alceu como o "Bob Dylan brasileiro", pois ele havia citado que fazia "música do campo" e que protestava contra a ditadura.

Quando trabalhava como jornalista, costumava mudar o nome das cidades nas notícias para o da sua terra natal. "Se tivesse uma seca, uma enchente, era tudo São Bento do Una", confessa, emendando que deixou a advocacia porque abandonava os clientes que achava estarem errados.

Mas a maluquice nunca esteve ligada às drogas. "Na faculdade, quando me passavam [um baseado], eu puxava e botava pra fora. Tinha medo de ficar doido. Naquela época, quem não fumasse maconha era tido como careta."

Ele conta que as citações "Joana" e "viagem" na letra de "Talismã", sua primeira parceria com Geraldo Azevedo, não eram uma referência à maconha --entendimento que a censura não teve. "Disseram que 'Joana' lembra 'marijuana', que é proibido. 'Viagem' remete à viagem psicodélica. Perguntei: e 'Diana Caçadora', pode? Aí, coloquei Diana."

Entre outros casos de censura e problemas com a polícia durante o regime militar, Alceu lembra de ter ficado preso por um dia quando ocupou o diretório acadêmico da Universidade Federal de Pernambuco. "Tinha dois dedos de merda no chão da cela."

Quando o cantor, compositor e amigo Carlos Fernando foi levado ao Dops, os agentes estavam atrás de Alceu. Um infiltrado da polícia de cabelos longos e barba por fazer havia sentado num bar com Carlos e Alceu, em Ipanema.

"Eu tinha lançado o primeiro disco [com Geraldo Azevedo], só era conhecido na roda", lembra, falando sobre o começo dos anos 1970. "Perguntaram sobre o cabeludo que estava com ele. 'Aquilo é um toxicômano', disseram sobre mim. 'Aquele engajado'. Ainda bem que não me prenderam." 

A história gerou "Cabelos Longos", uma resposta direta à ditadura, em "Molhado de Suor" (1975). "Para as pessoas que dizem que não existiu ditadura, existiu sim. E eu vi", acrescenta o cantor.

Alceu, contudo, não vê tantas semelhanças entre aquele período e o governo de Jair Bolsonaro, acusado de tentativa de censura e de esvaziamento dos órgãos dedicados à promoção da cultura no país.

"A diferença é que esse governo foi eleito nas urnas, democraticamente", diz. "Com o que acontece no Brasil, é preciso que as pessoas, todo mundo, baixem o tom e racionalizem a discussão. Precisamos, inclusive, modificar determinados conceitos. Esquerda você pode dizer, mas comunista? De repente, o jornal é comunista, a rede de TV é comunista. No máximo, eles podem ser ligados a quem tem o poder."

Aos 73 anos, Alceu Valença segue em plena atividade, emendando turnês por todo o país e, atualmente, preparando novas músicas para lançar até o Carnaval. Na estrada, apresenta diferentes shows -do mais roqueiro até especiais acústicos, acompanhado por orquestra, e outros de festa junina e bloco de Carnaval.

A sensação, ele diz, é de ter ficado mais conhecido com a internet. "Em 1992, deixei as gravadoras e fiz trabalhos independentes. Recentemente, a internet começou a acontecer na minha carreira. Na época, 'Girassol' tocou absolutamente nada. 'La Belle de Jour' tocou pouquíssimo. Hoje, só no YouTube, ela tem 73 milhões de visualizações!"

Nos últimos anos, vídeos de "Anunciação" executada em trens, metrôs ou nas ruas ficaram populares nas redes sociais. Recentemente, a faixa inspirou até um canto da torcida do Cerro Portenho, um dos maiores times de futebol do Paraguai.

"No auge das gravadoras, quando eu viajava ao Rio Grande do Sul, por exemplo, tocava no [ginásio] Gigantinho. Quando virei independente, diminuiu, era mais teatro. Agora, já vai voltar a ser Gigantinho. E tudo tem a ver com a internet", diz ele. 



OCUPAÇÃO ALCEU VALENÇA

Quando De ter. a sex., das 9h às 20h; sáb., dom. e feriado, das 11h às 20h. Até 2/2

Onde Itaú Cultural (av. Paulista, 149, São Paulo)

Preço Grátis

Feira: Dois homens morrem após tiroteio com policiais; dupla estaria com carro roubado
Foto: Divulgação / Policia Militar

Dois homens morreram em uma ação policial na noite deste sábado (14) em Feira de Santana. Segundo o Acorda Cidade, o caso ocorreu no bairro Santo Antônio dos Prazeres. Os dois homens estavam em um carro Space Fox de cor vermelha. Após trocarem tiros com policiais, os dois foram baleados. Eles teriam sido levados para o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA), mas não resistiram aos ferimentos.

 

Conforme a Polícia, o veículo em que os dois estavam havia sido roubado no início do mês. O veículo tinha licença de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Na ação, foram apreendidos duas armas de fogo, um revólver calibre 32 e um revólver calibre 38. Os policiais também disseram que os dois homens são suspeitos de uma tentativa de homicídio ocorrida instantes antes no próprio bairro Santo Antônio dos Prazeres.

Domingo, 15 de Dezembro de 2019 - 17:40

Ex-deputados retornam para a prisão após terem sido soltos por engano no Rio

por Ana Luzia Albuquerque | Folhapress

Ex-deputados retornam para a prisão após terem sido soltos por engano no Rio
Foto: Luiz Fernando Teixeira / Bahia Notícias

Os ex-deputados estaduais Paulo Melo e Edson Albertassi foram reencaminhados para o sistema prisional após terem sido soltos por engano na sexta-feira (13), em função de um erro do TRF-2 (Tribunal Regional Federal da 2ª Região).

Na quarta-feira (11), a Primeira Turma Especializada do TRF-2 suspendeu a prisão preventiva dos ex-deputados Albertassi, Melo, Jorge Picciani e Jairo de Souza Santos (coronel Jairo) no processo da Operação Furna da Onça.

Melo, Albertassi e Picciani também cumprem prisão preventiva no processo da Operação Cadeia Velha. Logo, na prática, a decisão de quarta-feira não deveria resultar na soltura dos ex-parlamentares.

No entanto, por um erro material, os alvarás de soltura referentes à decisão proferida na Furna da Onça incluíram o número do processo da Cadeia Velha, como se a soltura também houvesse sido estendida para o último.

Dessa forma, Melo e Albertassi, que cumprem pena no Complexo Penitenciário de Gericinó, acabaram sendo soltos na sexta-feira. Picciani está em prisão domiciliar por questões de saúde. 

Ao fim da tarde de sexta, o desembargador federal Paulo Espirito Santo determinou a expedição de alvarás retificados e ordenou o restabelecimento das prisões na Operação Cadeia Velha. 

Em março, no contexto da Cadeia Velha, o TRF-2 condenou Albertassi a 13 anos e quatro meses de prisão e Melo a 12 anos e 10 meses.

Desdobramento da Lava Jato, a operação deflagrada ao fim de 2017 investigou o favorecimento de empresas de ônibus por parlamentares fluminenses em troca de propina. 

Um ano depois, a Furna da Onça mirou um suposto mensalinho pago pelo ex-governador Sergio Cabral em troca de apoio parlamentar.

Governador Mangabeira: Motorista morre após colisão de carro com carreta
Foto: Fernanda Pinheiro / Voz da Bahia

Um homem, de 37 anos, veio a óbito em uma colisão do carro em que dirigia com uma carreta. O caso ocorreu na manhã deste domingo (15) em um trecho da BR-101 de Governador Mangabeira, no Recôncavo. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a vítima não tinha Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

 

Conforme o G1, o acidente ocorreu por volta das 10h, no km 208. O motorista foi identificado como Luís Carlos Nascimento dos Santos. Ainda não há informações sobre as causas do acidente. O corpo da vítima foi levado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da região.

Ubatã: Casa de suspeito de matar jovem é incendiada; manifestação cobra justiça
Foto: Reprodução / TV Santa Cruz

A casa do suspeito de atirar e matar um jovem, de 23 anos, em Ubatã, no sul do estado, foi incendiada. O local não estava ocupado no momento que o fogo se propagou, ocorrido na madrugada deste sábado (14). Conforme a polícia, via G1, o imóvel já tinha sido alvo de depredação durante a semana. A vítima, Danilo Ribeiro Matos, veio a óbito na quinta-feira (12) quando estava internada no Hospital Costa do Cacau, em Ilhéus, na mesma região (ver aqui).

 

Acusado de homicídio/Foto: Reprodução / Giro em Ipiaú

 

O crime ocorreu no domingo (8) em um bar da cidade. Após Danilo se esbarrar no acusado, Laelson Dantas, e pedir desculpas, o agressor saiu do local, voltou armado e atirou contra o jovem. À polícia, o acusado confessou o crime. Depois, fugiu para Itabuna, onde foi localizado. No fogo ateado neste sábado, o telhado caiu e objetos da cozinha ficaram destruídos. Também houve saque de dinheiro e objetos da família do acusado.

 

Ainda neste sábado, familiares e amigos de Danilo fizeram uma manifestação na BR-330, em frente ao sítio do suspeito do crime, cobrando justiça. O grupo já havia feito uma manifestação no local na sexta-feira (13).

Ninguém acerta Mega-Sena e próximo prêmio deve pagar R$ 36 milhões
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O concurso 2.216 da Mega-Sena não teve vencedor neste sábado (14). Ninguém acertou as seis dezenas da premiação. Com isso, o próximo sorteio, marcado para esta terça-feira (17), acumulou para R$ 36 milhões. Segundo a Agência Brasil, as seis dezenas sorteadas neste sábado foram 10 - 24 - 42 - 43 - 48 – 49.

 

Mesmo não tendo acertador para as seis dezenas, a quina registrou cinco ganhadores, com cada um recebendo R$ 62 mil. Já a quadra teve 4.361 acertadores, que receberão cada um R$ 995,19. As apostas para o próximo concurso da Mega-Sena (2.217) podem ser feitas até as 19h de terça-feira (17). Um jogo simples, de seis números, custa R$ 4,50.

Camaçari: Torre de alta tensão desaba e deixa 2 mortos e 4 feridos
Feridos foram para hospital de Simões Filho/Foto: Reprodução/Simões Filho Online

Duas pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas após uma torre de energia de alta tensão desabar em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). O fato ocorreu na tarde deste domingo (15) na BA-093.

 

Conforme o Corpo de Bombeiros, ainda não há informações sobre a causa da torre. Os feridos foram socorridos por uma equipe do Samu e depois levados para o Hospital de Simões Filho. Não há mais informações sobre o estado de saúde deles.

Contendas do Sicorá: Mulher é presa por exercer medicina ilegalmente
Foto: Divulgação / Polícia Civil

Uma médica foi presa em Contendas do Sicorá, no Sertão Produtivo, sudoeste baiano, por exercício ilegal da profissão. De acordo com a polícia, a mulher, não identificada, atuava no município há cerca de quatro meses na Unidade de Saúde da Família (USF) do município. A acusada disse que fez o curso de medicina na Bolívia, mas não conseguiu validar a certificação no Brasil.

 

Segundo o Achei Sudoeste, ela afirmou à polícia pegou um número aleatório do Conselho Regional de Medicina (CRM) e passou a usar. Na ação, conduzida pela 20º Coorpin, a polícia aprendeu diversos prontuários médicos assinados pela falsa médica, um carimbo com o número do Conselho Regional de Medicina (CRM) falso, aparelho estetoscópio, oxímetro e receituários médicos assinados. O flagrante ocorreu na última sexta-feira (13).

Domingo, 15 de Dezembro de 2019 - 15:40

Bolsonaro diz gostar de Crivella, mas evitar declarar apoio a ele para 2020 no Rio

por Fápio pupo | Folhapress

Bolsonaro diz gostar de Crivella, mas evitar declarar apoio a ele para 2020 no Rio
Foto: Marcos Corrêa / PR/ Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro disse neste domingo (15) que gosta do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), mas evitou declarar apoio à reeleição dele na disputa municipal do ano que vem.

"Eu não vou dizer quem vou apoiar ou não. Eu estou livre, estou aquele cara que está solteiro. Quer que eu case com alguém agora? Não vou casar", disse, ao sair do Palácio da Alvorada e ser questionado se apoiaria Crivella.

"Gosto do Crivella, me dou bem com ele. A população é quem vai decidir o futuro prefeito lá", afirmou.

Pesquisa Datafolha publicada neste domingo mostra que Crivella viu aumentar a reprovação ao seu governo em meio a uma crise financeira que causa reflexos em serviços à população como na área da saúde.

Em outubro de 2017, a administração do prefeito era considerada ruim ou péssima por 40% dos entrevistados. Esse percentual subiu para 61% em março de 2018. Na atual pesquisa, 72% avaliaram negativamente a gestão.

O ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) e o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL) lideram as intenções de voto para o cargo nos três cenários analisados pelo instituto. Em todos os casos eles estão tecnicamente empatados, sempre com o ex-prefeito numericamente acima.

Crivella, que pretende disputar a reeleição, aparece com 9% em dois cenários pesquisados e 8% em outro. Na simulação com maior número de candidatos, Eduardo Paes está na frente, com 22%, empatado tecnicamente com Freixo, que tem 18%. Crivella registra 8%.

O Datafolha entrevistou 872 pessoas para o levantamento, encomendado pela Folha de S.Paulo e pelo jornal O Globo e realizado de quarta (11) a sexta (13) na cidade do Rio de Janeiro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Ao falar sobre o tema, Bolsonaro colocou em dúvida sua participação nas eleições municipais do ano que vem lembrando que está em meio ao processo de formação de seu novo partido, a Aliança pelo Brasil.

A nova sigla precisa recolher um mínimo de assinaturas distribuídas por ao menos nove estados para poder ser criada.

"Depende da modulação do TSE [Tribunal Superior Eleitoral]. Se não for possível como eu pretendo, a modulação, eu vou continuar sem partido. E como obrigatoriamente tem que ter um partido, não sei como vai ficar as eleições municipais no ano que vem com minha participação ou não. O Rio de Janeiro vinha sofrendo muito, espero que acerte a questão eleitoral", afirmou.

Bolsonaro foi questionado também sobre sua agenda do dia e disse que teria um evento no Clube do Exército. Segundo Bolsonaro, ele iria se encontrar com os ministros Tarcísio Gomes (Infraestrutura), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Fernando Azevedo (Defesa) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil). Ele não quis dizer o tema da reunião.

Questionado se seria um churrasco, negou. E, em tom de brincadeira, afirmou que o preço da carne está alto. "Não é churrasco, não. Está muito cara a carne", disse.

"Nesta época todo ano tem entressafra e sobe 10%, 15%. Agravou um pouquinho por conta do... Nós abrimos o comércio. Se é para fechar o comércio, e daí? Vamos tabelar a carne, o que vocês acham?", disse. "Taxar. Quer que taxe a carne para exportação, o que vocês acham aí? A Argentina taxou, não sei se para carne também. O que vocês acham aí?", disse.

O presidente foi questionado ainda sobre declaração do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que disse que a COP 25 "não deu em nada". E lembrou que o evento não foi realizado no Brasil por decisão dele.

"Eu não aceitei, eu que decidi. Estariam fazendo um Carnaval aqui no Brasil agora. Quero saber alguma resolução para a Europa começar a ser reflorestada. Ou só ficam perturbando o Brasil? É um jogo comercial. Não sei como pessoal não consegue entender que é um jogo comercial", disse.

Bolsonaro aproveitou o tema para voltar a criticar a ativista ambiental sueca Greta Thunberg, que tem 16 anos e foi recentemente escolhida a personalidade do ano pela revista americana Time.

"A Greta é dez. O que a Greta falar é lei. A imprensa gosta de dar espaço para quem critica o Brasil. Falou mal do Brasil, dá uma repercussão enorme", disse.

Quatro são resgatados após lancha pegar fogo e afundar na Baía de Todos-os-Santos
Foto: Reprodução / Arquivo Pessoal

Uma lancha pegou fogo e afundou próximo ao forte de Itaparica, na Baía de Todos-os-Santos neste domingo (15). Segundo a Marinha, através da Capitania dos Portos, o acidente ocorreu por volta das 11h35 e envolveu a lancha “Xaiene”. Quatro pessoas que estavam na embarcação foram resgatadas sem ferimentos após socorro de uma equipe de resgate da Capitania dos Portos que se dirigiu ao local por uma lancha.

 

Ainda segundo a Marinha, um inquérito será aberto para investigar as causas e possíveis responsáveis sobre o ocorrido. A corporação ainda informou que em casos de acidentes e emergências marítimas, pessoas podem acionar a Marinha através do número 185.

Feira: Após princípio de infarto, arcebispo retoma atividades e celebra missa
Foto: Ed Santos / Acorda Cidade

Afastado por 17 dias após sofrer um princípio de infarto, o arcebispo emérito de Feira de Santana, Dom Itamar Vian, retomou o trabalho neste domingo (15). O sacerdote celebrou uma missa em Ação de Graças na Catedral Metropolitana de Feira de Santana, no início da manhã. Além de fiéis, amigos, médicos que acompanharam o tratamento, além do prefeito Colbert Martins Filho, participaram da missa.

 

Segundo o Acorda Cidade, o arcebispo disse que em 51 anos de atuação na igreja, o momento foi o mais longo em que ficou sem presidir uma celebração eucarística. Devido a isso, o retorno foi muito importante para ele. Com 79 anos, Dom Itamar contou que precisará moderar as atividades devido à idade e limitações. Por conta do acometido, o religioso precisou implantar um marca passo no coração.

Morre criança baleada perto do Horto Florestal que estava em carro com 3 vítimas
Foto: Rodrigo Menezes / TV Bahia

A criança baleada na Avenida Juracy Magalhães não resistiu e morreu no Hospital Geral do Estado (HGE). A vítima, um garoto de cerca de dois anos, estava com outros três adultos que foram mortos a tiros na noite deste sábado na mesma avenida, na ladeira de acesso a um condomínio de luxo, na altura do Horto Florestal. Conforme o G1, a polícia informou que as vítimas foram sequestradas e levadas para serem mortas no bairro.

 

As mãos dos dois homens estavam amarradas. Um deles foi identificado como Suedison Oliveira Coelho, de 38 anos, que trabalhava como mototaxista. A mulher morta tinha uma certidão de nascimento em nome de Ana Paula Ramos da Silva, de 18 anos. Ela também estava com a carteira de identidade de Diógenes Rosário, de 19 anos, que a polícia acredita ser do outro homem encontrado morto ao lado dela.

 

No entanto, nenhuma das vítimas portava documento como fotos. Um laudo do Instituto Médico Legal (IML) é aguardado para confirmar a identidade das vítimas. A linha de investigação seguida é que as quatro vítimas foram pegas por um carro branco no bairro de Narandiba, na tarde deste sábado, e depois foram executadas na Avenida Juracy Magalhães.

Governo alemão abre mercado de trabalho para não europeus em 2020
Foto: Armin Kübelbeck

O governo alemão adotou uma lei que permite, a partir de 1º de março de 2020, dar as boas-vindas aos não europeus em seu mercado de trabalho.

Antes de uma reunião de cúpula sobre o assunto, a chanceler Angela Merkel dedicou seu podcast semanal ao tema neste sábado (14).

O desemprego se encontra no nível mais baixo de todos os tempos e 2,5 milhões de pessoas de outros países da União Europeia já estão trabalhando na Alemanha, mas isso não é mais suficiente.

Apenas um desembargador foi condenado a prisão por venda de sentenças no Brasil
Carlos Feitosa era desembargador do TJ-CE | Foto: Divulgação

Um levantamento do Estadão demonstra que a prisão preventiva da ex-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), desembargadora Maria do Socorro por venda de sentenças é um ponto fora da curva. No levantamento, o jornal informa que dos 17 magistrados punidos pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por venda de sentenças, apenas um caso foi julgado com condenação criminal, desde 2007.

 

Os acusados de receber vantagens em troca de sentenças sofreram apenas punição administrativa, com aposentadoria compulsória, com manutenção do salário mensal proporcional ao tempo de serviço, não sofrendo penalidades civis como pagamento de multas ou prisão. O CNJ não informa quantos casos de venda de sentenças chegaram ao órgão no período. A maioria dos casos está protegida pelo segredo de Justiça. Dos 17 casos, oito magistrados respondem a processos civis ou criminais por corrupção, mas apenas dois foram julgados, sendo um condenado e um absolvido.

 

O único magistrado punido pelo CNJ que também foi condenado pela Justiça é o desembargador Carlos Rodrigues Feitosa, do Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE). Ele foi condenado à aposentadoria compulsória em setembro de 2018 e, em maio de 2019, o STJ o condenou à pena de 13 anos e oito meses de prisão pelo crime de corrupção. O desembargador foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF) junto com nove pessoas, incluindo o filho, por vender sentenças para pessoas acusadas de tráfico de drogas e homicídio. As vendas eram negociadas através do Whatsapp e custavam, em média, R$ 150 mil.

 

O ex-ministro Paulo Geraldo de Oliveira é o único integrante do Superior Tribunal de Justiça (STJ) punido pelo CNJ, por vender uma sentença favorável à máfia dos caça-níqueis, em 2005. Em 2010 ele foi aposentado compulsoriamente pelo CNJ mantendo os vencimentos de R$ 25 mil por mês. O Supremo Tribunal Federal (STF) chegou a abrir processos contra ele, mas eles foram paralisados depois que o advogado de Medina, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, alegou demência do magistrado, após a acusação, e assim, ficou “inimputável”.

 

A Lei Orgânica da Magistratura (Lomam) prevê como pena para os magistrados que vendem sentenças a demissão do serviço público e não aposentadoria compulsória.

Homem achado morto na BR também era motorista de app, confirma primo de vítima
Foto: Bruno Wendel / Correio

O homem encontrado morto em um trecho da BR-324 na região do bairro do Retiro, em Salvador, na manhã deste sábado (14) era um motorista de aplicativo. A informação foi confirmada por um primo da vítima, informou o Correio. Wendell Carvalho Santos, de 38 anos, foi achado por policiais militares com três perfurações de tiro na cabeça. Este foi o quinto motorista de aplicativo morto no intervalo de 24 horas. Outros quatro condutores foram mortos em uma chacina na manhã da sexta-feira (13), na comunidade Paz e Vida, no bairro da Mata Escura (ver aqui).

 

Wendell Carvalho Santos era segurança de supermercado e atuava como motorista de aplicativo como forma de complementar a renda da família. A vítima tinha tirado a carteira de habilitação neste ano para dirigir por aplicativo. O corpo ficou de ser sepultado no final da manhã deste domingo (15). Ele era casado e, além da esposa, deixa uma filha de 12 anos. Tanto a 99 como a Uber repudiaram os ocorridos e disseram que estão colaborando com a apuração do caso. 

Domingo, 15 de Dezembro de 2019 - 13:20

Manifestantes realizam atos relâmpago em shoppings de Hong Kong

por AFP - Reuteres | Folhapress

Manifestantes realizam atos relâmpago em shoppings de Hong Kong
Foto: Philip Fong/AFP

Manifestantes honcongueses voltaram a se reunir numa área comercial para protestos a favor de liberdade e justiça. Com repressão da polícia, diversos shoppings da ilha foram o cenário dos confrontos deste domingo (15). 

Neste fim de semana, a executiva-chefe local, Carrie Lam, está em Pequim para um encontro com o líder chinês, Xi Jinping. Antes viajar, Lam negou rumores de mudanças no na administração, dizendo que a prioridade era conter a violência e restabelecer a ordem na ilha, que vive uma rotina de violentos protestos desde junho.

Às vésperas do natal, os frequentadores dos shoppings viram os grupos de manifestantes mascarados serem confrontados pela polícia com gás de pimenta e bombas de gás lacrimogêneo. 

Ativistas mascarados também foram vistos saqueando estabelecimentos de uma grande cadeia de restaurantes, chamada Maxim's, que se tornou um alvo frequente após a filha do dono criticar os movimentos, chamados de pró-democracia.

Em Shatin, no leste da ilha, repórteres da Reuters viram a polícia atirar uma bomba de gás na área externa de um shopping, que teve acessos bloqueados, pessoas detidas e lojas fechadas. Em nota, a polícia disse que algumas lojas foram danificadas e que uma bomba de fumaça foi desarmada.

No começo da noite, milhares de pessoas reuniram-se para uma vigília em memória de um homem que ficou conhecido como 'o homem da capa de chuva'. Ele morreu há seis meses após cair de uma altura de 20 metros quando protestava, também em um shopping, contra o projeto de lei de extradição. 

"Ele foi a primeira pessoa a morrer nessa revolução", disse Tina, 18, à Reuters.

Em outra área da ilha, manifestantes pró-governo manifestaram-se contra contra a violência nos protestos.

Além de manifestar total apoio a Carrie Lam, o governo chinês tem planejado aumentar o diálogo por meio de redes sociais e prevê um segundo encontro na sede local do governo, após as eleições em novembro, para discutir soluções. 

Hong Kong tem sido palco de protestos frequentemente violentos contra a ingerência de Pequim no território, que atravessa sua maior crise política desde que voltou ao domínio chinês, sob o regime "um país, dois sistemas".

O que de início foram manifestações contra um projeto de lei específico --que possibilitaria a extradição de cidadãos honcongueses ao continente para julgamento --se tornou um movimento mais amplo, que assumiu um forte caráter anti-China. 

Desde junho, Hong Kong foi palco de mais de 900 protestos, procissões e assembleias públicas --muitas terminaram em confrontos. Cerca de 6.000 pessoas foram presas no território este ano. 

Com corrida segura, Daniel Serra fatura o tri da Stock Car e iguala feito do pai
Foto: Reprodução

Com corrida segura, Daniel Serra chegou na segunda colocação e conquistou o tricampeonato da Stock Car, neste domingo (15), em Interlagos. Com o título, o piloto igualou o feito do seu pai, Chico Serra, que levantou o caneco em 1999/2000/2001. 

 

"Não é nem um pouco fácil, é tanta emoção. Eu gritei muito, foi um ano muito difícil, foi muito trabalhoso. A gente teve que saber jogar o jogo, não tínhamos o carro mais rápido, mesmo com menos pole e menos vitória, saímos como campeão. Agradecer a equipe, aos mecânicos. O carro não para na pista, a troca de pneu é muito rápida", disse Daniel, segundo o GloboEsporte.com. 

 

Orgulhoso, Chico Serra exaltou o feito do seu filho: "Durante a prova é muito difícil, é muito mais difícil estar aqui fora, torcendo por ele, do que lá dentro. Estou muito feliz, é muito emocionante. Significado muito grande, temos que enaltecer a performance do Thiago. Nós seguimos a estratégia, conseguimos conquistar mais esse campeonato, é muito bom para o Daniel". 

 

Daniel Serra chegou a Interlagos como líder e favorito ao título, já que se chegasse entre os seis primeiros colocados, garantiria o título independente de qualquer outro resultado. Thiago Camilo, Ricardo Maurício, Rubens Barrichello, Júlio Campos e Felipe Fraga tinham chances de ficar com o título, mas sempre precisando que Daniel ficasse para trás.

Classificação final da Stock Car | Foto: Reprodução 

Vitória da Conquista: Homem morre em colisão no trevo do Distrito Industrial dos Imboré
Foto: Reprodução / Blog do Anderson

Uma batida entre dois carros de passeio resultou em tragédia neste domingo (15), na Rodovia Santos Dumont, a BR-116, em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano.

De acordo com o blog do Anderson, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o 7º Grupamento de Bombeiros Militar foram as primeiras equipes de resgate a chegaram ao local. O corpo, cuja identidade ainda não foi divulgada, encontra-se no Instituto Médico Legal do Departamento de Polícia Técnica. A Polícia Rodoviária Federal e o DPT apuram as circunstâncias desse fato.

Aos 40 anos, Nonato quer encerrar a carreira no Bahia em 2020: 'Meu sonho'
Foto: Reprodução / Portal Lance

Aos 40 anos, Nonato revelou que 2020 será a sua última temporada como jogador profissional. Mais que isso, o atacante destacou o seu grande desejo para o ano: encerrar a carreira no Bahia. Bicampeão baiano e da Copa do Nordeste, artilheiro da Copa do Brasil de 2003, com nove gols, o ídolo tricolor salientou que não depende só dele, mas vê com bons olhos disputar o Baianão pelo sub-23 do Esquadrão de Aço. 

 

“Meu sonho é voltar ao Bahia, clube onde comecei, onde fiz mais gols e fui ídolo. Seria muito legal, pela história que tive aí. Não depende só de mim, ninguém me ligou ainda, mas esse é o meu desejo”, afirmou em entrevista ao Correio. 

 

“Seria uma boa, passar um pouco da minha experiência para os mais jovens, sei que o time já está treinando. Vi que o Magno Alves vai jogar o estadual pelo Atlético de Alagoinhas, então acho que eu também seria uma atração, bom pra dar uma alavancada no campeonato, trazer a torcida para os jogos”, completou.

 

Sétimo maior goleador da história do clube, com 125 gols, Nonato diz que não sai da cabeça em voltar a marcar gol na Fonte Nova e traça uma meta: passar Marcelo Ramos (128) na artilharia do Bahia.

 

“Passa toda hora em minha cabeça. Imagino metendo gol na Fonte Nova e indo comemorar com a galera. Quero treinar, me condicionar e ajudar o Bahia. Espero que o sonho possa se realizar”, contou. 

 

“Já falei com Marcelo e se tiver a chance de jogar vou passar ele”, brincou, aos risos.

 

O Bahia iniciará o Campeonato Baiano com o time sub-23, comandado pelo treinador Dado Cavalcanti. A equipe iniciou a preparação no último dia 2 de dezembro, visando a estreia contra a Juazeirense, no dia 15 de janeiro, no Estádio Adauto Moraes. 

 

A equipe principal só retorna aos trabalhos no dia 6 de janeiro. A estreia do time comandado por Roger Machado será no dia 25 de janeiro, contra o Santa Cruz, no Arruda, pela Copa do Nordeste.

Domingo, 15 de Dezembro de 2019 - 12:00

PM é morto com tiro de fuzil na cabeça durante abordagem em Piracicaba

por Alfredo Henrique | Folhapress

PM é morto com tiro de fuzil na cabeça durante abordagem em Piracicaba
Foto: Divulgação

O soldado da policial militar Vinicius da Silva de Melo, de 28 anos, morreu após ser baleado na cabeça, por um tiro de fuzil, por volta das 9h50 deste sábado em Piracicaba (160 km de SP), durante uma perseguição a um suspeito de 35 anos que transportava um arsenal dentro de um carro. Outro soldado ficou ferido, mas passa bem. 

O acusado de atirar contra os policiais morreu em uma suposta troca de tiros, dentro de uma região de mata, por onde tentou fugir. 

Segundo o major Marlon Niglia, porta-voz da PM na região, o soldado Melo e seu companheiro de trabalho, um soldado de 29 anos, desconfiaram de um homem que guiava um carro pelo bairro Alvorada 1, em Piracicaba. 

Quando os policiais deram sinal para que o veículo parasse, Sérgio Gomes Samad acelerou, iniciando uma perseguição. Na fuga, de poucos minutos, o suspeito colidiu com dois carros e não conseguiu continuar. "Quando o carro do suspeito parou, ele desembarcou, com um fuzil calibre 762, e atirou contra a viatura", acrescentou o major.

O soldado Melo foi atingido na cabeça e seu parceiro de trabalho foi ferido no antebraço esquerdo, enquanto estavam ainda dentro do carro da PM.  Com a chegada do reforço policial, o atirador abandonou o fuzil na rua Janete Clair, onde atirou contra os soldados e, ainda segundo a PM, fugiu para dentro de um matagal da região.

"Há um registro em vídeo que mostra que o suspeito foi ferido [por policiais que chegaram para dar apoio], pois é possível ver uma mancha de sangue em seu braço", afirmou o major. 

O COE (Comando de Operações Especiais), especializado em buscas em matas, foi acionado para localizar o criminoso, que, segundo a PM, teria trocado tiros e acabou morto. 

O soldado Melo morreu no local da ocorrência. O outro policial foi encaminhado à Santa Casa de Piracicaba, sem risco de morrer, segundo a PM. 

O major Niglia acrescentou que a proprietária do veículo, um Honda City usado pelo suspeito, prestou depoimento à Polícia Civil. Até a publicação desta reportagem, não foi informado se ela eventualmente estaria envolvida com o caso. 

Ao todo, dentro do Honda foram apreendidos nove fuzis e quatro pistolas semiautomáticas, além de carregadores. A polícia investiga qual seria o destino das armas. 

O soldado que morreu estava na PM há sete anos. Ele foi condecorado com medalhas de mérito pessoal duas vezes durante este período. Ele era casado e deixa dois filhos, de 4 e 6 anos. 

Segundo a SSP (Secretaria da Segurança Pública), dez policiais militares morreram em serviço no estado de São Paulo entre janeiro de setembro deste ano. 

Em sua conta no Twitter, o governador João Doria (PSDB) comentou sobre a morte do soldado da PM: "Criminosos reagiram hoje [sábado] a uma abordagem da Polícia Militar em Piracicaba e, de forma covarde, mataram o soldado PM Vinicius da Silva de Melo com tiros de fuzil, além de ferir o cabo PM Rubens. Não descansaremos enquanto esses marginais não forem presos", escreveu.  

Projeto liderado por brasileira mapeará genoma de 15 mil pessoas no país
Foto: Agência Brasil

O projeto DNA do Brasil, liderado por uma cientista brasileira, vai identificar as principais características genéticas dos brasileiros para que seja possível prevenir e tratar doenças, além de mapear os ancestrais da população. A inciativa, lançada nesta semana, será o primeiro projeto de sequenciamento de DNA em larga escala no país e vai inserir o Brasil no mapa mundial dos estudos genômicos. Até o momento, menos de 0,5% das pesquisas realizadas no mundo contemplaram a população brasileira.

 

A pesquisa é liderada pela professora Lygia da Veiga Pereira, da Universidade de São Paulo (USP). No que diz respeito à saúde, Lygia explicou que o sequenciamento do DNA dos brasileiros vai possibilitar “entender quais são as variações genéticas que estão associadas ao nosso risco de desenvolver doenças comuns”. Para ela, o desafio é entender a genética da predisposição para doenças como diabetes, doença cardiovascular, Alzheimer, asma, depressão, que são doenças comuns. “A gente não conhece bem a genética dessas doenças porque é complexa, ela é o resultado de centenas de alterações genéticas, mais o meio ambiente”, explicou Lygia.

 

Por meio do projeto, será possível identificar genes associados a doenças e genes associados a características morfológicas – que se referem à forma do organismo. Além da detecção da doença, a interpretação dos testes genéticos vai permitir, segundo a pesquisadora, identificar a predisposição às doenças, respostas a medicamentos e levar ao desenvolvimento de novas terapias.

 

O projeto também tem o objetivo de montar um banco público com dados genéticos da população brasileira que ficará disponível para pesquisadores de todo o mundo que tenham interesse em estudos da genética da população do Brasil. “Esse banco de dados vai poder ser explorado e garimpado para a gente fazer muita descoberta, tanto do ponto de vista de saúde, como de evolução e até histórico”, disse.

 

O projeto pretende mapear o genoma de 15 mil pessoas, com idades entre 35 e 74 anos, que já integram a amostra do Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (Elsa), a maior pesquisa epidemiológica do país, financiada pelo Ministério da Saúde e Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. O Elsa abrange moradores dos estados da Bahia, de Minas Gerais, do Espírito Santo, Rio de Janeiro, de São Paulo e do Rio Grande do Sul.

 

Essas 15 mil pessoas têm sido acompanhadas clinicamente desde 2008 e agora as informações genéticas serão agregadas a esse banco de dados, conforme elas forem assinando o termo de consentimento para participação desse novo projeto. O sigilo delas está garantido, segundo Lygia.

Caminhoneiros vão tentar nova paralisação na manhã de segunda
Foto: Agência Brasil

A nova tentativa de protestos de caminhoneiros desta segunda-feira (16) vai começar às 5h, de acordo com a coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo.
 

Em setembro, a greve frustrada teve início à meia-noite. Segundo Ronaldo Lima, líder da categoria no Mato Grosso, abrir o evento ao amanhecer dará visibilidade, porque terá mais gente nas estradas fazendo imagens.

Juiz federal quer processar Netflix por especial de Natal do Porta dos Fundos
Foto: Divulgação

O juiz William Douglas, da 4a Vara Federal de Niterói, no Rio de Janeiro, quer processar a Netflix por conta do vídeo especial do Porta dos Fundos sobre o Natal. O juiz, nas redes sociais, afirmou que não cancelará o serviço da empresa, mas que buscará à Justiça contra a obra pelas ofensas a comunidade cristã. “Escolher a data mais especial dos cristãos para ofendê-los é uma vergonha. Não vou cancelar o Netflix. O que pretendo fazer é, como consumidor, processar a empresa por ofensa ao sentimento religioso”, assegurou o juiz.

 

O juiz aconselhou os seguidores a agirem da mesma forma, caso tenham se sentido ofendidos com o filme. “Se alguém deliberadamente ofende a religião das pessoas: não assista nada que essa pessoa produz (boicote direto, um direito seu); não use nenhum produto anunciado por tais pessoas (boicote indireto, um direito seu); dê nota negativa (direito seu); assine a petição de protesto em http://chng.it/GGdJH27R (idem); compartilhe e divulgue seu protesto: família, amigos, igreja, trabalho etc (idem)”, escreveu.

 

Ele disse que já não assistia os vídeos do Porta dos Fundos, mas que será mais exigente com o boicote indireto ao grupo. “Se o Porta dos Fundos anuncia, também não uso. É isso aí: vamos lutar pelos nossos direitos constitucionais, civis e humanos. Se ofende minha religião ou a de outrem, me ofende também. E vamos usar a lei. Viva o respeito ao próximo”, declarou.

 

O Centro Dom Bosco do Rio de Janeiro processou o grupo. Em uma postagem no Facebook, a entidade religiosa diz que teve a “difícil tarefa de narras as cenas do ultrajante ‘Especial de Natal’ produzido pelo Porta dos Fundos,  que não mediu esforços em sua criatividade maligna para insultar a Deus, a Santíssima Virgem e os apóstolos”.  A ação pede indenização de valor correspondente ao faturamento do grupo com o filme e R$ 2 milhões que serão repassados a um fundo do Ministério da Justiça, comandado por Sérgio Moro. “Somente quando afetar o bolso desses vilipendiadores, eles pararão de achincalhar a fé de milhões de brasileiros”, diz o comunicado.

 

“Assim como ator Fábio Porchat disse não citar Alá e a seita islâmica por medo de morrer, desejamos que tenha similar receio de insultar a Deus e a fé católica, única e verdadeira, por medo de processos judiciais. Infelizmente o ator não tem medo hoje do juízo que virá no instante seguinte a sua morte. Neste tempo estarão diante dele os mesmos de que hoje faz piada e a quem insulta. As penas poderão ser infinitamente piores que perder toda fortuna acumulada nesta vida”, diz o texto.
 

Domingo, 15 de Dezembro de 2019 - 10:40

Maioria dos apoiadores de Bolsonaro aprova saída do PSL

por Thais Arbex | Folhapress

Maioria dos apoiadores de Bolsonaro aprova saída do PSL
Foto: Divulgação

A maioria dos eleitores que declaram voto em Jair Bolsonaro nas eleições de 2018 aprova a decisão do presidente de sair do PSL, partido pelo qual foi eleito, e criar uma nova sigla, a Aliança pelo Brasil, aponta a mais recente pesquisa Datafolha.

Segundo o levantamento, 57% dos entrevistados que declaram ter votado em Bolsonaro aprovam a empreitada político-partidária do presidente; 27% a desaprovam. Nesse grupo, os indiferentes são 9% e os que não sabem, 7%.

O aval à decisão de Bolsonaro também é maior entre os que consideram seu governo ótimo ou bom. Nessa fatia da população, 68% aprovam a investida do presidente.

Segundo o instituto, a taxa de aprovação à sua administração oscilou de 29% para 30% na primeira semana de dezembro, dentro da margem de erro do levantamento, que é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Nas faixas de renda mais alta (cinco a dez salários mínimos e mais de dez salários), 43% dos entrevistados aprovam a saída de Bolsonaro do PSL. Entre os que têm renda familiar de até dois salários mínimos por mês, são 34%.

Apesar de os números indicarem que Bolsonaro mantém uma base fiel, independentemente do partido a que esteja filiado, o Datafolha também mostra que grande parte dos brasileiros não está acompanhando o movimento político do presidente.

De acordo com a sondagem, a maioria da população (55%) não tomou conhecimento da decisão de Bolsonaro de deixar o PSL e de seu plano de criar um novo partido.

A pesquisa ouviu 2.948 pessoas nos últimos dias 5 e 6 em 176 municípios pelo país.

A saída de Bolsonaro do partido que o alçou ao Planalto se deu após semanas de embate dentro do PSL. Em meados de outubro, a sigla se dividiu entre os mais fiéis aliados de Bolsonaro e uma ala que apoia o presidente da legenda, o deputado federal Luciano Bivar (PSL-PE).

A crise dentro do partido foi escancarada por Bolsonaro no início daquele mês, ao dizer a um apoiador que Bivar estava "queimado pra caramba".

"Esquece o PSL, esquece o PSL, tá OK?", cochichou o presidente no ouvido de apoiador que momentos antes se disse do Recife e pré-candidato do PSL. As declarações causaram reação imediata na legenda, que já passava por uma disputa interna de poder.

O PSL está no centro de um escândalo, revelado pela Folha de S.Paulo, que envolve o uso de verbas públicas por meio de candidaturas de laranjas em Minas Gerais e Pernambuco.

Embora Bolsonaro sinalizasse a pessoas próximas que a situação no partido estava insustentável, sua decisão de sair do PSL se arrastou por semanas.

A possibilidade de ficar sem partido não era descartada pelo presidente, mas a avaliação de aliados sempre foi a de que o apoio formal de um grupo político é fundamental para o chefe do Executivo.

Havia dúvidas, no entanto, se a criação de um novo partido não geraria desgaste a Bolsonaro --uma vez que o número excessivo de agremiações no país é alvo de críticas.

Os dados do Datafolha indicam, entretanto, que no caso específico de Bolsonaro há uma divisão entre os brasileiros. Segundo o levantamento, 41% dos entrevistados desaprovam o movimento de Bolsonaro de sair do PSL e criar a Aliança, ante 38% que o aprovam. Disseram ser indiferentes 13%, e não saber 9%.

Em meio a incertezas sobre a viabilidade política da Aliança pelo Brasil, o novo partido de Bolsonaro foi lançado oficialmente no dia 21 de novembro, em Brasília, com forte apelo ao discurso de cunho religioso, à defesa do porte de armas e de repúdio ao socialismo e ao comunismo.

O documento que vai nortear a atuação da Aliança defende, por exemplo, "o lugar de Deus na história e na alma do povo brasileiro", e diz que a "laicidade do Estado jamais significou ateísmo obrigatório, como ocorre em regimes autoritários que perseguem a religião".

De acordo com o texto, o partido é "ciente de que o povo brasileiro acredita que Deus é o garantidor do verdadeiro desenvolvimento humano" e que "a relação entre a nação e Cristo é intrínseca, fundamental e inseparável".

Segundo o Datafolha, 43% dos evangélicos aprovam a saída de Bolsonaro do PSL e a criação da Aliança. Entre os católicos, 37% apoiam.

É justamente na fatia evangélica da população que o presidente aposta para conseguir tirar sua sigla do papel.

São necessárias 491.967 assinaturas em ao menos 9 estados, todas validadas pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), para a Aliança ser criada --tornando-se, assim, a nona sigla de Bolsonaro em sua carreira política.

Líderes de igrejas pentecostais e neopentecostais alinhados à agenda de Bolsonaro já se colocaram à disposição da empreitada do presidente, que ainda busca brechas na Justiça Eleitoral para chegar às eleições com recursos dos fundos partidário e eleitoral e com tempo de rádio e TV.

Nesse contexto, como mostrou a Folha de S.Paulo, Bolsonaro aposta na atuação da PGR (Procuradoria-Geral da República) para garantir que um grupo de cerca de 20 deputados migre do PSL para a nova legenda, mantendo os mandatos e as respectivas fatias da verba pública.

Terremoto de magnitude atinge sul das Filipinas e deixa ao menos uma criança morta
Foto: Noel Celis/AFP

Um terremoto de magnitude 6,9 que atingiu o sul das Filipinas neste domingo (15) deixou ao menos um morto e causou o desabamento de um prédio de três andares. Segundo autoridades, a vítima é uma menina de seis anos, que faleceu no vilarejo de Matanao após o muro de sua casa desabar.

 

O Instituto Filipino de Vulcanologia e Sismologia disse que o forte terremoto atingiu uma área que fica a cerca de 6 km a noroeste da cidade de Padada, na província de Davao del Sur, a uma profundidade de 30 quilômetros. Até o momento, não há risco de tsunami.

Itabuna: Quatro pessoas ficam feridas após homens passarem atirando em bar
Foto: Divulgação

Quatro pessoas ficaram feridas após serem atacadas a tiros por um grupo de homens em um bar, na madrugada deste sábado (14), no bairro Daniel Gomens, na cidade de Itabuna, no sul da Bahia.

De acordo com o G1, os suspeitos fugiram após a ação. As vítimas, que não tiveram as identidades divulgadas, foram socorridas e levadas para o Hospital de Base de Itabuna. Não há detalhes sobre o estado de saúde delas.

A autoria e a motivação do crime estão sob investigação da Polícia Civil.

Domingo, 15 de Dezembro de 2019 - 09:40

Em reunião com Flávio Bolsonaro, Alden se posiciona contra Zé Ronaldo no Aliança

por João Brandão

Em reunião com Flávio Bolsonaro, Alden se posiciona contra Zé Ronaldo no Aliança
Foto: Divulgação

O deputado estadual Capitão Alden (PSL) negou que tenha articulado o nome de José Ronaldo para presidir o possível partido Aliança pelo Brasil, de Bolsonaro. Contatado pelo Bahia Notícias na manhã deste domingo (15), o parlamentar disse, inclusive, que indicou ao senador Flávio Bolsonaro que o ex-prefeito de Feira de Santana “não era um bom nome” por divergir em diversos pontos com a possível legenda.

“Eu e Talita fomos conversar com Flávio, e foi ventilado o nome de José Ronaldo. Ele [José Ronaldo] diverge em vários pontos cruciais. Há diversos sinais que ele não era bom nome. Por exemplo, a questão do armamento para legítima defesa. A questão do aborto. A opinião dele não é clara”, pontuou.

O deputado Pastor Tom, que era do Patriota e hoje está no PSL, também esteve em Brasília com o filho do presidente. Segundo Tom, os colegas não se colocaram contra a indicação de José Ronaldo (clique aqui), o que Alden discorda. 

Domingo, 15 de Dezembro de 2019 - 09:20

Apartamento de luxo liga a Oi à família de Lula, diz Lava Jato

por José Marques | Folhapress

Apartamento de luxo liga a Oi à família de Lula, diz Lava Jato
Foto: Reprodução

Além do sítio de Atibaia (SP), um apartamento de 335 m² em região nobre da zona sul de São Paulo é apontado pela Lava Jato como um dos principais indícios de que o empresário Jonas Suassuna usou dinheiro de contratos com a Oi para beneficiar a família do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Comprado por Suassuna em 2009 por R$ 3 milhões (R$ 1,9 milhão de entrada, e o resto parcelado), o imóvel foi reformado e mobiliado por ele ao custo de, segundo estimativa da Polícia Federal, ao menos R$ 1,6 milhão. Foram colocados revestimentos de piso e de parede, forro de gesso, condicionadores de ar e armários planejados.

Alugado em 2013 por Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, o apartamento ocupa sozinho o 23º andar de um dos dois edifícios do condomínio Hemisphere. Ele tem três suítes (uma master e duas de tamanho padrão), terraço gourmet, escritório, cozinha, sala de estar e de almoço.

Suassuna também é dono de parte do sítio usado por Lula. A PF desconfia que tanto o apartamento quanto o terreno em Atibaia foram comprados com dinheiro de contratos comerciais feitos sem lógica econômica, uma fachada para dar aparência legal às transferências.

Em 2016, durante a 24ª fase da Lava Jato, batizada de Aletheia, que investigou Lula, o apartamento foi alvo de busca e apreensão. Informações obtidas a partir daquela operação foram usadas para justificar as ações da Mapa da Mina, fase deflagrada na última terça-feira (10), que tem Lulinha como principal alvo.

Apesar de ter comprado o imóvel, antes de escolher a planta do apartamento Suassuna mandou um email sobre o assunto a Lulinha. A PF suspeita que essa decisão tenha partido do filho de Lula.

Há suspeita também de que eletrodomésticos usados por Lulinha tenham sido comprados pelo dono do apartamento e também por Kalil e Fernando Bittar --que também é dono do sítio de Atibaia.

"Seguem os orçamentos dos produtos escolhidos pelo Fabio e esposa. Preciso transformá-los em pedido e negociar com você a forma de pagamento e desconto", diz um email enviado a Kalil em outubro de 2013, acessado após busca e apreensão da PF.

Na residência foram periciados eletrodomésticos, como forno elétrico, refrigerador de quatro portas, adega climatizada, lavadora e secadora, refrigerador de cervejas, televisão e equipamentos de áudio e vídeo. À época, eles tinham custo de R$ 130 mil.

O imóvel é descrito pela PF como "um residencial de alto padrão" que "possui localização privilegiada, com predomínio de imóveis residenciais".

Já o condomínio Hemisphere "possui ampla estrutura de lazer, dispondo de academia, lounge, quadra poliesportiva, piscinas coberta e descoberta, sala de recreação, dentre outros ambientes".

Lulinha alugou o imóvel por R$ 15 mil mensais. A perícia da Receita diz que um imóvel similar na região, mobiliado, custava R$ 40 mil mensais.

Além disso, quebra de sigilo bancário apontou que de outubro de 2013, quando Lulinha alugou o apartamento, a fevereiro de 2016, pouco antes da deflagração da Aletheia, só houve 13 dos 28 pagamentos que deveriam ter sido feitos ao longo do período.

"Há indícios de que esse imóvel possa ter sido adquirido com a finalidade específica de servir de moradia depois para Fábio Luís Lula da Silva", disse o procurador Roberson Pozzobon na última terça, após a operação. "É muito semelhante ao que aconteceu também no sítio de Atibaia."

Ele aponta a proximidade das datas das compras: o sítio de Atibaia foi comprado em outubro de 2010.

As duas condenações do ex-presidente Lula na Lava Jato, até agora, são relacionadas a reformas em imóveis atribuídos a ele: o tríplex em Guarujá (SP), que levou à sua prisão, e o sítio. O petista sempre negou que tivesse cometido qualquer irregularidade.

Como apontado pela Folha de S.Paulo, o valor de compra do sítio de Atibaia representa menos de 1% do total de repasses suspeitos investigados pela Lava Jato na fase que investiga Lulinha. O imóvel, porém, é o elo para que o caso seja apurado pela força-tarefa de Curitiba.

A investigação é diretamente vinculada à que originou o processo que condenou Lula por corrupção e lavagem de dinheiro e aponta que o petista foi o principal beneficiado com a compra e obras no sítio.

Uma das evidências é que vários produtos criados pelas empresas de Lulinha e Suassuna não obtiveram resultado comercial relevante, como a "Bíblia na Voz de Cid Moreira". A Oi teve uma receita de R$ 21 mil com a comercialização do produto, mas repassou R$ 16 milhões à Goal Discos, de Jonas Suassuna, pelo serviço.

A força-tarefa da Lava Jato tem elencado, além do sítio, outros fatores para que a investigação sobre o caso seja tocada por Curitiba, como a utilização de "dezenas de provas obtidas ao longo da operação", em buscas e apreensões, quebras de sigilo e inquéritos policiais.

Na sexta (13), a defesa de Lulinha pediu ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região que retire a investigação da vara federal de Curitiba e anule a decisão. Eles afirmam que "nada há na fase 69ª da Operação Lava Jato que aponte algum mínimo resquício de fraude ou desvio na Petrobras".

Lula tem negado ter cometido qualquer irregularidade e disse nas redes sociais que a operação que investiga seu filho é uma "demonstração pirotécnica de procuradores viciados em holofotes".

Após a operação, a Vivo afirmou que está fornecendo as informações solicitadas e que continuará contribuindo com as autoridades. A Oi disse que os episódios citados na Lava Jato, como a fusão com a Brasil Telecom, "não representaram de fato nenhum benefício ou favorecimento a seus negócios" e, ao contrário, contribuíram para a falta de liquidez que levou à recuperação judicial da empresa.

Jonas Suassuna não foi localizado. Ele tem negado ter sido beneficiado pela Oi em razão de suas relações comerciais com o filho de Lula.

Em nota assinada pelos advogados Fábio Tofic Simantob e Mariana Ortiz, a defesa de Lulinha afirmou que "as vidas de Fábio e de suas empresas já foram devassadas por anos a fio e nada de irregular foi apurado" e que a investigação em andamento é "um amontoado de suspeitas e insinuações sem nenhuma acusação concreta".

Segundo os advogados, esclarecimentos sobre cada aspecto da investigação serão prestados nos autos no momento oportuno, quando então ficará demonstrada a lisura e correção de seus atos e de suas empresas.

Histórico de Conteúdo