Governo federal propõe variação de preço de pedágios conforme condições das estradas
Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Com o objetivo de incentivar a iniciativa privada em melhorar as condições das pistas com a conclusão de obras e novos investimentos, o governo federal propôs para as próximas concessões a cobrança de pedágio conforme as condições apresentadas pelas estradas. 

 

De acordo com o O Globo, a ideia segue em pauta até 2022, mesmo período que o governo pretende entregar para as empresas privadas cerca de 16 mil quilômetros que fazem parte de 25 trechos de rodovias. No conjunto, há estradas que sempre foram administradas pelo poder público, além de rodovias privatizadas que passarão por novos leilões.  

Segunda, 24 de Junho de 2019 - 09:00

Projetos no Congresso destravam mais de uma Previdência em investimentos

por Julio Wiziack e Fábio Pupo | Folhapress

Projetos no Congresso destravam mais de uma Previdência em investimentos
Foto: EBC

Um conjunto de oito projetos em tramitação no Congresso, mais da metade encampada pela equipe de Jair Bolsonaro (PSL) para evitar uma nova recessão, tem potencial para gerar R$ 1,4 trilhão em investimentos em dez anos, impacto maior que o da reforma da Previdência.

 

Diante da falta de articulação política do governo, o Congresso decidiu levar adiante a pauta econômica do país. Depois de adotar a reforma da Previdência e acelerar a tramitação da tributária, lideranças partidárias começam a elencar os projetos prioritários para um choque nos investimentos necessários para a geração de emprego.

 

Levantamento de Marcos Ferrari, ex-secretário de Assuntos Econômicos do extinto Ministério do Planejamento, mostra que, com os oito projetos, seria possível ampliar a taxa de investimento da economia, especialmente na infraestrutura, em 40% nos próximos dez anos, o que daria R$ 1,4 trilhão no período.

 

"A questão não é falta de recursos [para investimento]", disse. "O principal é resolver gargalos. Os nós estão na escassez de projetos viáveis e na falta de eficiência regulatória".

 

Para Ferrari, que deixou recentemente a diretoria de infraestrutura do BNDES, a maior parte do cálculo envolve aprimoramentos regulatórios. "Bastaria modernizar as regras de setores como telefonia, energia, saneamento e mineração para destravar investimentos", diz. "Além disso, é preciso estabilidade nas decisões das agências reguladoras".

 

Projetos como esses podem destravar aportes das empresas enquanto o governo passa por limitações orçamentárias. No primeiro trimestre, o investimento da União correspondeu a 0,35% do PIB -- menor nível para o período na série histórica, iniciada em 2007.

 

A iniciativa privada defende que também está limitada para investir em boa parte por amarras regulatórias. Em infraestrutura, o nível de investimentos totais caiu de 2,4% do PIB em 2014 para 1,7% em 2018, segundo a Abdib (Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base).

 

Em telefonia, Ferrari afirma que os investimentos podem aumentar com o novo marco regulatório do setor, hoje sob a relatoria da senadora Daniella Ribeiro (líder do PP). O projeto garante que elas possam ficar com os bens hoje atrelados à concessão e ter mais flexibilidade na alocação dos investimentos, especialmente na declinante telefonia fixa.

 

Somente essas duas mudanças liberariam R$ 75 bilhões em investimento novo, pelos cálculos de Ferrari. Por ano, as operadoras investem hoje cerca de R$ 30 bilhões.

 

No setor elétrico, projeto de 2015 de deputados de PRB, PSDB, SD e PT pretende flexibilizar as regras para as concessionárias, tanto na geração como na distribuição, racionalizar descontos tarifários e dar liberdade para o consumidor contratar energia.

 

Na área fundiária, um projeto do senador Irajá Abreu (PSD-TO) pretende permitir a venda de terras para grupos estrangeiros, desde que se instalem no país. Ele acredita que o tema tenha ganhado força depois da abertura do capital das companhias aéreas para empresas estrangeiras.

 

Outro setor analisado é o saneamento básico, negócio hoje dominado pelo setor público. Em geral, as regras são definidas pelos municípios, quem presta o serviço é uma empresa estadual e quem financia é a União via bancos públicos.

 

Os poucos grupos privados que operam reclamam da insegurança jurídica. E falta recurso público diante da crise fiscal dos entes da Federação para massificar o acesso aos serviços de água e esgoto. O resultado é que diversas regiões ainda têm esgoto a céu aberto.

 

O governo tentou aprovar uma medida provisória para rever essa situação, mas ela caducou. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, costurou então um acordo para viabilizar a tramitação de projeto de lei do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) que substituiu a MP. A proposta passou pelo Senado e foi para a Câmara.

 

Estima-se que, com as mudanças, será possível levantar mais de R$ 700 bilhões em investimentos privados.

 

Também está no Congresso a medida que amplia a possibilidade de acordo entre entes da Federação na desapropriação de bens públicos.

 

Esse projeto poderá incentivar, por exemplo, obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Boa parte está parada devido à falta de recursos, mas 42% delas não seguiram o cronograma de construção por complicações, como questionamentos na Justiça.

 

O governo também patina na regulamentação de uma lei aprovada em 2017 que prevê a devolução amigável de concessões por empresas em dificuldade financeira. Diante da inércia, concessionárias de rodovias e a do aeroporto de Viracopos (SP) entraram em recuperação judicial.

 

Outro projeto que pode ser desarquivado é o que prevê a concessão de "assentimento prévio" do Conselho de Defesa Nacional aos empreendimentos de mineração em áreas de fronteira. Estrangeiros teriam menos restrições.

 

Única medida encampada pelo governo que avançou, o projeto de lei das agências foi aprovado em maio. Ele barra indicações políticas e decisões regulatórias que gerem custos abusivos para sua implementação.

 

Só uma das quatro maiores operadoras de telefonia gasta, por ano, R$ 8 bilhões no cumprimento de regras, muitas vistas como desnecessárias, especialmente na telefonia fixa.

 

O governo atual, aliás, encampou outros quatro projetos, herdados de gestões passadas: o marco do setor elétrico, do saneamento, das telecomunicações e a relicitação.

 

Atualmente, o esforço da equipe econômica para aumentar investimentos se concentra no estímulo ao mercado de capitais e no aumento da produtividade.

 

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, afirma ser necessário fortalecer as debêntures como opção de investimento. "Ao diminuir as distorções do mercado, ganhamos eficiência econômica e produtividade, e isso se traduz no crescimento no longo prazo", disse.

 

O mercado de debêntures está em franca expansão. Só na área de infraestrutura, o volume de papéis chegou a R$ 21,6 bilhões, em 2018, alta de 137% ante o ano anterior.

 

Ele também defende realocar recursos públicos. Nos últimos anos, diz, eles foram em boa parte direcionados para projetos não rentáveis (como estádios da Copa do Mundo).

Senhor do Bonfim: MP recomenda regularização das saídas de emergência do 'Forró do Sfrega'
Foto: MP-BA

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) recomendou neste domingo (23) ao responsável pelo "Forró do Sfrega", para que sejam regularizadas, imediatamente, as saídas de emergência do espaço onde é realizado o evento, em Senhor do Bonfim. O evento acontece até esta segunda-feira (24).

 

Segundo a recomendação, as medidas devem seguir o disposto pela Instrução Técnica 20/2017, do Corpo de Bombeiros e o Decreto Estadual Nº 16.302/2015. As normas, respectivamente, dispõem sobre sinalização e medidas de segurança contra incêndio e pânico de edificações, estruturas e áreas de risco. No sábado (22), o MP realizou uma inspeção no local da festa constatou difícil acesso e falta de sinalização mais adequada para chegar até às saídas de emergência.

 

Os promotores de Justiça e servidores checaram as condições da estrutura e os aspectos de segurança do local. Durante a fiscalização, foi verificado que pelo menos duas saídas de emergência estavam trancadas com correntes ou cadeados e não contavam com as placas informativas para indicar ao público a sua localização. A organização do evento informou que o espaço tem capacidade para até 15 mil pessoas e tem público médio de cinco mil pessoas por dia de festa.

 

A equipe do MP checou também a estrutura dos postos de saúde, camarotes, extintores, condições dos banheiros e situação da fiação elétrica. As unidades de atendimento médico foram consideradas satisfatórias, com presença de leitos, equipe médica e ambulância. Outro ponto positivo foi a presença de equipe de brigadista e segurança privada. Quanto aos extintores, foram identificados cinco equipamentos, todos dentro da validade. A promotora de Justiça Daniele Cochrane explicou que será verificada, no projeto apresentado ao Corpo de Bombeiros, se a distribuição dos extintores está em conformidade.  Também participaram da inspeção os promotores de Justiça Rui Gomes Sanches Júnior e Rodolfo De La Fuente.

Quina de São João pode pagar R$ 140 milhões nesta segunda
Foto: Divulgação

A tradicional Quina de São João pode pagar um prêmio de R$ 140 milhões para quem acertar as cinco dezenas sorteadas na noite desta segunda-feira (24). O sorteio será realizado às 20h do horário de Brasília, no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê, em São Paulo.

 

Como não acumula, o prêmio será pago a quem acertar a maior quantidade de números.

 

As apostas podem ser feitas até as 19h de hoje em qualquer casa lotérica do país ou pelo portal Loterias Online para clientes do banco. Mais barata que a Mega-Sena, a aposta mínima custa apenas R$ 1,50. No caso da internet, o serviço oferece ainda um combo especial com 20 apostas para o concurso.

Bolsonaro não vai lutar pela reinclusão de estados e municípios na reforma da Previdência
Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) avisou a aliados que não pretende batalhar para reincluir estados e municípios na reforma da Previdência proposta pelo governo federal. A exclusão foi feita no parecer do relator Samuel Moreira (PSDB-SP) na Comissão Especial da Câmara dos Deputados.

 

Segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo, em reunião com a bancada do Podemos, na última terça-feira (18), ele disse que não há razão para brigar pelos governadores. Para o presidente, os chefes dos Executivos estaduais que apoiam as mudanças no regime de aposentadoria devem agir por conta própria, sem se ancorar no governo federal e no Congresso Nacional.

 

Essa visão, no entanto, vai na contramão da articulação feita pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM). A publicação lembra que o democrata busca o apoio dos governadores na votação da matéria, a fim de ampliar o número de parlamentares a favor do texto.

Quadrilha é presa com ingressos falsos do Forró do Sfrega na BR-407
Foto: Reprodução / Agência PRF

Uma quadrilha de estelionatários foi presa, na tarde desse domingo (23), no km 110 da BR-407, trecho de Filadélfia. O grupo era composto por quatro homens, que vendiam ingressos falsos do Forró do Sfrega, festa tradicional do São João de Santo Antônio de Jesus.

 

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), os agentes foram informados por militares de que um veículo suspeito transitava pela rodovia. Com base nisso, os policiais iniciaram os procedimentos de fiscalização até que revistaram um Chevrolet/ Onix, ocupado pelos quatro indivíduos.

 

Durante a abordagem, registrada por volta das 17h30, os agentes encontraram cerca de 50 ingressos com indícios de falsificação, R$ 20 mil em espécie, duas maquinetas de cartão de crédito e ainda abadás e bilhetes de entrada para festas juninas no Piauí.

 

Os quatro homens, com idades entre 39 e 52 anos, residem na capital piauiense, Teresina, e foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil de Senhor do Bonfim para a realização dos procedimentos legais.

 

Eles foram detidos em meio à Operação Festejos Juninos 2019, que vai até as 23h59 desta terça-feira (25). O objetivo da ação é reforçar a segurança nas rodovias, combater a criminalidade e reduzir a violência no trânsito.

Segunda, 24 de Junho de 2019 - 07:20

Incêndio atinge padaria no bairro do Uruguai

Incêndio atinge padaria no bairro do Uruguai
Foto: Raphael Marques / TV Bahia

Uma padaria pegou fogo na noite desse domingo (23), no bairro do Uruguai. Com o uso de três viaturas, o Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA) atendeu a ocorrência, na travessa Jequitibá. Ninguém ficou ferido.

 

De acordo com nota enviada pela corporação, eles também solicitaram o apoio da Embasa, que mandou um carro-pipa para o local, e enviaram uma ambulância para o local até que os militares garantissem que ninguém se machucou.

 

Segundo o G1 BA, o incêndio foi registrado por volta das 19h30 e os bombeiros levaram cerca de duas para controlar o fogo. Enquanto isso, as chamas se alastraram para uma casa, que fica um andar acima da padaria, mas o imóvel estava vazio no momento, pois está à venda.

Segunda, 24 de Junho de 2019 - 07:00

Mensagens de Moro e Lava Jato provocam reações de políticos

por Folhapress

Mensagens de Moro e Lava Jato provocam reações de políticos
Gleisi Hoffmann e Fernando Haddad | Foto: Ricardo Stuckert

As novas mensagens envolvendo Sergio Moro, ministro da Justiça, e procuradores da Lava Jato em Curitiba provocaram reações de políticos e nomes ligados à força-tarefa.

 

Os diálogos foram divulgados neste domingo (23) pela Folha de S.Paulo, em reportagem com o site The Intercept Brasil. Mostram como os procuradores se articularam para proteger o então juiz e evitar que tensões entre ele e o Supremo Tribunal Federal (STF) paralisassem as investigações em março de 2016.

 

Ex-juiz responsável pela operação e hoje membro do governo Jair Bolsonaro (PSL), Moro não falou sobre o assunto. No Twitter, publicou, em latim, citação do filósofo romano Horácio: "Parturiunt montes, nascetur ridiculus mus [As montanhas partejam, nascerá um ridículo rato]".

 

Em resposta à declaração, o ex-presidenciável do PT Fernando Haddad publicou em rede social: "Moro pariu um golpe".

 

"Folha não detectou nenhum indício de que material da #VazaJato possa ter sido adulterado. O jornal buscou nomes de jornalistas e encontrou mensagens reais trocadas com integrantes da força-tarefa, obtendo assim um forte indício da integridade do material", escreveu Haddad.

 

Também por rede social, a presidente do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann (PR), chamou Moro de mentiroso e disse que ele foi desmascarado em uma intenção de evitar que o STF (Supremo Tribunal Federal) soubesse de apurações relacionadas a autoridades com foro especial, conduzidas por Curitiba.

 

"Não podia esconder do STF que investigaria políticos com foro nas cortes superiores. Fez isso para não perder o processo e continuar sua saga contra Lula", escreveu.

 

O deputado Marcelo Freixo (PSOL-RJ) disse que os diálogos mostram que o ex-juiz tinha ascendência sobre os integrantes da Lava Jato.

 

"A submissão dos procuradores a Moro é escandalosa. Não restam dúvidas de que agiram ilegalmente", comentou.

 

O procurador Carlos Fernando dos Santos Lima, ex-membro da força-tarefa em Curitiba citado nas conversas, afirmou no Facebook que a Folha errou ao publicar "material apócrifo e de origem criminosa".

 

"O primeiro de seu erro foi dizer que 'A Interceptadora' recebeu de fonte anônima, enquanto está claro que este site conhece e protege a fonte", criticou.

 

Além disso, segundo ele, " 'atestar' a integridade do material com o argumento de que as mensagens de seus jornalistas ali estavam é no mínimo ingênua, pois não há dúvida da existência de um crime de hackeamento e que potencialmente parte do material tenha essa origem".

 

O procurador disse ainda que "para libertar Lula e destruir a Lava Jato vale até ser conivente com o crime".

 

Procurado, o Ministério Público Federal em Curitiba afirmou em nota que a força-tarefa "não teve acesso aos materiais citados pelo jornal e, por isso, tem prejudicada sua possibilidade de avaliar a veracidade e o contexto dos supostos diálogos". Disse ainda que os procuradores "pautam suas ações pessoais e profissionais pela ética e pela legalidade".

 

O presidente Bolsonaro não se manifestou sobre o caso.

 

MBL

O MBL (Movimento Brasil Livre) -- cujos integrantes foram chamados por Moro de "tontos" por protestarem em frente ao apartamento do ex-ministro do Supremo Teori Zavascki (morto em 2017) -- minimizou a crítica do ex-juiz e elogiou a Lava Jato.

 

"O trecho divulgado hoje quebra mais uma narrativa mentirosa dos aliados dos criminosos condenados na operação, demonstrando que o MBL sempre atuou de forma independente do Judiciário e dos procuradores, determinando seu próprio rumo e suas próprias ações, através de atos e manifestações sempre pacíficos".

 

O movimento alegou que o ex-juiz "respeita e reconhece" a importância de suas manifestações para desmantelar "a quadrilha que estava no poder há 16 anos". Ressaltou que a Lava Jato segue sendo uma "importante operação contra a corrupção no país" (veja aqui).

 

A reportagem publicada pela reportagem foi produzida a partir de mensagens privadas enviadas por uma fonte anônima ao The Intercept Brasil e analisadas em conjunto pelo jornal e pelo site.

 

Os diálogos indicam que os procuradores e o então juiz temiam que o ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, desmembrasse inquéritos que estavam sob controle de Moro em Curitiba após a divulgação de uma lista de políticos associados à Odebrecht, que tinham direito a foro especial -- e que só podiam ser investigados com autorização da corte.

 

Moro escreveu ao procurador Deltan Dallagnol, chefe da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, para reclamar da Polícia Federal (PF), que havia tornado pública a lista de políticos ao anexar aos autos de um inquérito papéis encontrados na casa de um executivo da Odebrecht, e discutiu com ele a melhor forma de encaminhar os processos ao STF.

 

Ao examinar o material, a reportagem da Folha não detectou nenhum indício de que ele possa ter sido adulterado.

 

Os repórteres, por exemplo, buscaram nomes de jornalistas da Folha e encontraram diversas mensagens que de fato esses profissionais trocaram com integrantes da força-tarefa nos últimos anos, obtendo assim um forte indício da integridade do material.

 

Nas demais conversas publicadas pelo site Intercept desde o último dia 9, Moro sugere ao Ministério Público Federal trocar a ordem de fases da Lava Jato, cobra a realização de novas operações, dá conselhos e pistas e antecipa ao menos uma decisão judicial.

 

O então juiz, segundo os diálogos, também propõe aos procuradores uma ação contra o que chamou de "showzinho" da defesa do ex-presidente Lula, sugere à força-tarefa melhorar o desempenho de uma procuradora durante interrogatórios e se posiciona contra investigações sobre o ex-presidente FHC na Lava Jato por temer que elas afetassem "alguém cujo apoio é importante".

 

Segundo a legislação, é papel do juiz se manter imparcial diante da acusação e da defesa. Juízes que estão de alguma forma comprometidos com uma das partes devem se considerar suspeitos e, portanto, impedidos de julgar a ação. Quando isso acontece, o caso é enviado para outro magistrado.

 

As conversas entre então juiz e a Lava Jato também provocaram reação no Supremo Tribunal Federal, que agendou para esta terça-feira (25) a análise de um pedido dos advogados do ex-presidente Lula pela anulação do processo do tríplex em Guarujá (SP), encabeçado por Moro e que levou o petista à prisão em abril do ano passado.

 

Até aqui, Moro tem minimizado a crise e refutado a possibilidade de ter feito conluio com o Ministério Público. Assim como os procuradores, diz não ter como garantir a veracidade das mensagens (mas também não as negou) e chama a divulgação dos diálogos de sensacionalista.

Segunda, 24 de Junho de 2019 - 00:20

Fabíola celebra diversidade musical no São João de Irecê, mas defende tradição 

por Fernando Duarte, de Irecê

Fabíola celebra diversidade musical no São João de Irecê, mas defende tradição 
Foto: Camila Costa / Bahia Notícias

A deputada estadual Fabíola Mansur (PSB) defendeu a diversidade musical na programação do São João de Irecê, porém ponderou que o município soube dosar essa diversidade com a tradição. "Elmo [Vaz, prefeito de Irecê] respeita a Lei da Zabumba, que é 50% de todos os músicos culturalmente do forró. É claro que quando se tem a diversidade, com um São João profissional, que acontece 24h durante quatro dias, você tem que ter essa diversidade. Mas preservando as tradições culturais", afirmou Fabíola, em entrevista ao Bahia Notícias neste domingo (23).


A parlamentar promoveu recentemente uma audiência pública para discutir o forró como patrimônio cultural do Brasil e admitiu a necessidade de se preservar a cultura tradicional em festas como o São João de Irecê. "Eu acho que comporta tudo. Só não dá pra deixar de ter as tradições", completou, citando Irecê como a maior festa pública de São João do país. 


"Aqui você tem do Desfile de Carroças até o Mercadão com o Corredor do Forró. Eu acho que comporta tudo. Só não dá pra deixar de ter as tradições. Você tem o forró pé de serra, o arrocha e tem o Zé Neto e Cristiano, porque as pessoas gostam. Acho bacana essa diversidade, mas a gente tem que preservar. Não pode deixar o mercado apenas mandar, você tem que ter a tradição preservada", defendeu a parlamentar.

Segunda, 24 de Junho de 2019 - 00:16

'Temos que resistir', diz Geraldo Azevedo sobre o cenário político do Brasil

por Lucas Arraz / Lara Teixeira

'Temos que resistir', diz Geraldo Azevedo sobre o cenário político do Brasil
Foto: Bahia Notícias / Lucas Arraz

Geraldo Azevedo se apresentou neste domingo no São João do Pelourinho e disse ao Bahia Notícias que no atual momento político do país a cultura, a educação e a natureza não estão sendo valorizadas devidamente. Para o cantor, a situação pede resistência.

 

“A gente tem que resistir um pouco e insistir para ter uma consistência melhor desse governo, que eu acredito que a gente não vai ser vencido por isso. Eu acho que o Brasil é tão grande, a nossa natureza e cultura são tão fortes, que resiste a qualquer coisa que venha contra, de forma que eu acho que estamos em um momento delicado, mas ao mesmo tempo não estamos vencidos”, defende o cantor. 

 

Sobre as futuras gerações do forró manter a essência tradicional do gênero musical, Geraldo acredita que os artistas deixaram de “se aperfeiçoar perante a poesia”, que para ele representa os sentimentos do povo brasileiro. 

 

“Muita gente diz assim: ‘depois que vocês acabaram, mudou a música’. Realmente a mídia passou a valorizar coisas mais efêmeras e outra coisa, eu acho que deixaram de se aperfeiçoar perante a poesia. A gente, da nossa geração, é muito ligado a música com uma boa harmonia, valorizando os ritmos do Brasil, que tem uma diversidade muito grande e sempre estávamos valorizando a poesia. Eu acho que nessa poesia, a gente quer traduzir o sentimento do povo brasileiro, tanto que atravessa de geração em geração, passa de pai para filho, porque são músicas que vão traduzir a emoção de cada vida’, explica Azevedo. 

 

O cantor, que afirmou ter sido influenciado “pelos grandes mestres” como Dorival Caymmi, Gilberto Gil, Caetano Veloso e Milton Nascimento, disse que também aprende com alguns artistas novos. “Tem muita gente boa nesse Brasil, que é um país de musicalidade muito grande e tem uma cultura muito diversa, que quem não se pegar por ela está perdendo metade da vida”, diz o cantor. 

Domingo, 23 de Junho de 2019 - 23:45

Érico Brás diz ser um acerto abordar o tema 'Respeita as Minas' no São João

por Lucas Arraz / Lara Teixeira

Érico Brás diz ser um acerto abordar o tema 'Respeita as Minas' no São João
Foto: Reprodução / TV Globo

Curtindo pelo segundo dia o São João do Pelourinho, o ator Érico Brás destaca que a festa junina realizada no Centro Histórico consegue resgatar os valores de um São João mais tradicional. 

 

“Eu ainda sou do tempo que o São João é feito em casa e começa com a festa de Santo Antônio. Aquele São João que você faz a fogueira na frente de casa, que é um exemplo de comunidade, de unidade comum de pessoas, de família. Então eu acho que o São João que é feito no Pelourinho ainda preserva essa cultura nossa que é muito familiar”. 

 

“Quando eu reúno todo mundo da minha família e trago para o Pelourinho, é um momento realmente de comunhão no São João, que para mim é a melhor festa do ano. Não tem carnaval, não tem natal, até porque natal e ano novo são festas mais europeias, então São João para mim é a melhor festa do ano e não tem lugar melhor para comemorar que não seja o Pelourinho”, completou. 

 

Sobre o tema do evento, que esse ano é “Respeita as Minas”, o humorista soteropolitano diz ser um “acerto” abordar um assunto recorrente como o respeito às mulheres em uma festa com um grande público.  

 

“Eu acho que um dos melhores momentos que a gente tem é quando está todo mundo reunido festejando, a hora que quando você dar um grito todo mundo escuta. Então quando a gente escolhe um tema para uma festa como essa, e um tema tão recorrente, que é de extrema necessidade e não se esgota nunca, porque é uma pauta necessária, é um acerto. Eu sempre digo que o fato da gente tratar mal as nossas mulheres no Brasil, isso reverbera na nossa economia, na nossa saúde, e na falta de educação que a gente tem e isso é comprovado por estudos. E o jeito que eu trato isso dentro da minha família é o jeito que eu desejo que o povo trate, a mídia trate, a escola trate, as famílias trate, então acho que trazer esse tema para o São João, que é um momento tão bacana do ano, é um acerto”, aponta Brás. 

Domingo, 23 de Junho de 2019 - 23:20

'Legado' da Limão com Mel é desafio em shows como o São João de Irecê, afirma cantor

por Fernando Duarte, de Irecê

'Legado' da Limão com Mel é desafio em shows como o São João de Irecê, afirma cantor
Camila Costa / Bahia Notícias

Com quase 26 anos de estrada, a banda Limão com Mel é uma das atrações mais esperadas pelo público no São João de Irecê neste domingo (23). E, para Diego Rafael, um dos vocalistas da banda, o show tem uma relação especial. Natural de Irecê, o cantor ressalta o desafio de dar continuidade a um legado que ele conheceu ainda enquanto fã da banda, longe dos palcos.

 

"São quase 26 anos de história que tem que ser e é respeitada todos os dias. A gente respeitando o fã que tem essa expectativa enorme com a Limão com Mel, a gente consegue acrescentar os nossos ingredientes pessoais, mas sem jamais deixar o essencial, que faz parte da nossa maior identidade que é o romantismo e o legado", avalia Diego Rafael.

 

Outro vocalista da banda, Rafael Marrone lembra que é "uma responsabilidade imensa" dar continuidade à história da Limão com Mel e esse relacionamento próximo entre o grupo e o público. "É uma responsabilidade boa. A gente faz questão de dar o nosso melhor para retribuir o carinho da galera. De certa forma, para fazer valer a história da Limão com Mel", destaca Marrone.


A estrada longa, inclusive, permite que o público conheça o repertório e cante com a banda sucessos de outros tempos. "É tudo aquilo que a gente espera, é o retorno que a gente tanto espera. Quando a gente canta aqueles refrões, tão marcantes e tão importantes na nossa história, é o povo retribui cantando, então significa que a mensagem chegou com força no coração. É um objetivo alcançado", reforça Diego Rafael.


PREPARAÇÃO 
Para a cantora Adma Andrade, a expectativa com o mês de junho é uma das motivações para a preparação da Limão com Mel. "Nós forrozeiros esperamos o ano inteiro por esse mês muito especial. A gente sabe que pela estrada tem muita gente nos esperando, somos muito gratos e tem que ter muita força e se cuidar bastante porque é de fato mais pesado", explica.


Adma destaca que a Bahia é responsável por 99% dos shows da banda no período do São João e isso mantém uma relação muito próxima com os baianos. "Hoje temos dois, amanhã temos três e não paramos mais. É o que a gente ama", vibra.


Já o ireceense companheiro de banda diz que nunca há preparo suficiente para lidar com a fato de subir no palco de sua terra natal cantando hinos da Limão com Mel. "Daqui a 80 mil anos quando eu subir nesse palco, a emoção toma conta. Não tem experiência que dê jeito, a emoção toma conta", brinca. 


Além de Limão com Mel, o cantor Tayrone se apresenta no penúltimo dia do São João de Irecê 2019. Nesta segunda-feira (24), ainda sobe ao palco o forrozeiro Dorgival Dantas e outras atrações locais.

Domingo, 23 de Junho de 2019 - 23:05

Lídice diz que PSB só deve escolher 'de fato' candidato em Salvador a partir do próximo ano

por Lucas Arraz / Lara Teixeira

Lídice diz que PSB só deve escolher 'de fato' candidato em Salvador a partir do próximo ano
Foto: Bahia Notícias / Lucas Arraz

A deputada federal Lídice da Mata (PSB) disse que a escolha de um candidato para disputar a prefeitura de Salvador só acontecerá de fato no próximo ano. “O que nós vamos ter agora é um aprofundamento da discussão sobre a cidade, os problemas que a cidade tem, das críticas que nós temos da atual gestão e ao mesmo tempo de ideias que nós temos para que a nossa cidade possa dar um salto considerável na sua economia”. 

 

Lídice ainda disse que o partido irá discutir melhor sobre a sua bandeira, que, segunda ela, está ligada à economia criativa. “Isso tem tudo a ver com Salvador e com suas potencialidades”. 

 

Sobre os possíveis nomes que podem disputar as eleições, a deputada declarou que “tem companheiros que colocam o nome de Silvio Humberto, que é um vereador muito valoroso do nosso partido", assim como o nome dela "também está posto por uma grande parte do partido na Bahia e especialmente em Salvador". "Mas nós estamos abertos, nós queremos ganhar a eleição, e ganhar a eleição significa abrir os braços para receber novas lideranças, novos aliados, consolidar a nossa campanha com a presença muito grande nos bairros e com as lideranças em cada uma das comunidades. Porque eleição não se faz sozinho e nós precisamos portanto de um processo, e o nome tem que surgir desse processo e não se antecipar nele. 

Domingo, 23 de Junho de 2019 - 22:54

Lídice ficou surpresa com voto de Coronel sobre decretos de armas: 'Acho ruim, mas paciência'

por Lucas Arraz / Lara Teixeira

Lídice ficou surpresa com voto de Coronel sobre decretos de armas: 'Acho ruim, mas paciência'
Fotos: Lucas Arraz / Bahia Noticias

A deputada federal e ex-senadora Lídice da Mata (PSB) disse que ficou surpresa com o voto do senador Angelo Coronel (PSD) a favor do decreto do presidente Jair Bolsonaro que facilitava o acesso à posse e ao porte de armas (veja aqui). Curtindo o São João do Pelourinho neste domingo (23), a parlamentar conversou com o Bahia Notícias sobre a votação, que acabou suspendendo o decreto com ajuda dos outros dois baianos na Câmara Alta, Otto Alencar (PSD) e Jaques Wagner (PT).

 

"Me surpreendi, não sabia o posicionamento dele, mas de qualquer forma cada um tem o direito de votar como quiser", disse Lídice sobre Coronel. "Eu não sei se isso foi discutido na campanha, e não sei se ele fez algum compromisso, o fato de Rui [Costa, governador da Bahia] ter uma posição não quer dizer nada. Eu acho ruim, mas paciência, cada um tem sua opinião", completou a deputada.

 

Lídice ainda comentou sobre a sua posição em relação ao decreto. "Eu sou uma defensora intransigente da paz, da luta contra o armamento. Não acho que exista nenhuma vantagem. Isso não tem a ver com a política de segurança pública, pelo contrário, todo os secretários de segurança pública que foram ouvidos em Brasília nas diversas reuniões que realizamos no Senado, quando eu era senadora, e agora, são unânimes em apelar para a posição de não ceder ao porte de armas. E mais, recentemente foi publicado um artigo de pelo menos uns 10 ex-ministros da Justiça, fazendo um apelo ao presidente da República para que ele desistisse dessa ideia. O que acontece é que o presidente fez campanhas e compromissos com segmentos, segmentos minoritários da população no caso das armas. Eu tenho confiança absoluta que o povo brasileiro não deseja o porte de armas", concluiu a parlamentar.

Já Domingos  Leonelli , ex-secretário de Turismo do estado e atual secretário especial do PSB nacional, diz que não foi surpreendido com a posição de Coronel no Senado. "Não é nenhuma surpresa. Eu nem responsabilizo tanto o senador Angelo Coronel, porque ele não está lá pelos seus votos, ele está lá pela decisão de Rui Costa, Jaques Wagner e do Partido dos Trabalhadores, que decidiram colocá-lo lá. Deve ter sido para isso mesmo, com um pé no governo federal e outro no estadual", alfinetou.

Domingo, 23 de Junho de 2019 - 22:35

'Tem espaço para todo mundo', diz Tayrone em Irecê sobre presença do arrocha no São João 

por Fernando Duarte, de Irecê

'Tem espaço para todo mundo', diz Tayrone em Irecê sobre presença do arrocha no São João 
Foto: Camila Costa / Bahia Notícias

Cantor de sucessos como "Alô, porteiro", Tayrone não tem receio de resistência do forró tradicional quando apresenta o arrocha em festas como o São João de Irecê. "Acho que não tem [resistência]. Será?", brincou. O artista é o segundo a se apresentar na noite deste domingo (23) e admite que, apesar do forró ser o ritmo mais tradicional dessa época do ano, "tem espaço para todo mundo".


"A Bahia é uma diversidade de ritmos, é uma mistura de ritmos e o arrocha, que foi criado na Bahia, não pode ficar fora do São João. O povo gosta e a gente tem que fazer o que o povo quer", avaliou um dos principais nomes da sofrência baiana.


"É uma felicidade estar participando dessa mega festa que é o São João de Irecê. Vamos fazer aquela sofrência gostosa, do jeito que o povo gosta, do jeito que o povo conhece o estilo do Tayrone", prometeu o cantor.

Domingo, 23 de Junho de 2019 - 22:15

Estakazero faz versão forró de música do grupo BaianaSystem no São João do Pelô

por Lucas Arraz / Lara Teixeira

Estakazero faz versão forró de música do grupo BaianaSystem no São João do Pelô
Foto: Bahia Notícias / Lucas Arraz

 O grupo Estakazero também se apresentou no Largo do Pelourinho na noite deste domingo (23), no São João que está acontecendo no Centro Histórico de Salvador. Prestes a completar 20 anos de banda, o vocalista Léo Macedo diz que o grupo continuará com “muita alegria, muito forró e muita energia positiva”. ‘Foi muito bom fazer o show aqui no Pelourinho, com a vibração dessa galera, foi maravilhoso”, declarou o vocalista. 

 

Na apresentação, Estakazero incluiu em seu repertório a música “Lucro” da banda BaianaSystem como uma forma de homenagem. “Eu adoro a BaianaSystem, sempre escuto e percebi que essa música ficava legal em baião. Colocamos no repertório porque música boa e coisa boa da Bahia a gente tem que estar valorizando”, afirmou Léo. 

Domingo, 23 de Junho de 2019 - 21:55

Para vocalista da Fulô de Mandacaru o futuro do forró será a mistura dos estilos musicais

por Lucas Arraz / Lara Teixeira

Para vocalista da Fulô de Mandacaru o futuro do forró será a mistura dos estilos musicais
Foto: Bahia Notícias / Lucas Arraz

A banda pernambucana Fulô de Mandacaru abriu o palco do largo do Pelourinho neste domingo (23). O grupo que está celebrando 18 anos de carreira, disse ao Bahia Notícias que a Bahia é o segundo estado que a banda mais está realizando trabalhos.  

 

"Nós estamos consolidando o nome da Fulô aqui em Salvador. Hoje foi inesquecível. Salvador é um berço da energia cultural do Brasil, e as pessoas estavam cantando do início ao fim e interagindo com o show, foi lindo", declarou o vocalista do grupo Armandinho do Acordeon. 

 

A Fulô de Mandacaru, que segundo Armandinho, é uma banda de cultura popular, defende que o futuro do forró irá acontecer quando os artistas entenderem que existem outros movimentos acontecendo e é preciso saber trabalhar com eles. "A Fulô é uma banda que tem um pé no forró, mas também tem um pé no frevo, no axé, no reggae, também gosta de trabalhar a vaquejada. Eu acho que quem fica fadado ao discurso da tradição está perdendo espaço, nós trazemos a tradição na nossa vestimenta, mas também trazemos inovações como show pirotécnico, luz, led, as pessoas comparecem aos shows para se emocionarem, ele não é somente o áudio, mas ele conta também com a ousadia de investir no novo", explicou o vocalista. 

 

"Então eu acho que o futuro do forró irá acontecer se o artista fizer a mesma coisa que Luis Gonzaga fez na década de 70, 80, que era trazer artistas de outros segmentos para alinhar, ele cantava com Alcione, Maria Bethânia. Ele estava a frente do seu tempo. Precisamos reconhecer que existem outros movimentos, como o funk, o rap, entre outros, e não adianta dizer que a cultura do outro é maior ou menor que a nossa, tem que compreender a diversidade, respeitar e cada um faz seu trabalho. Tem espaço para todo mundo. Até a própria Ivete sangalo traz artistas de outros segmentos para o seu repertório. O Brasil é essa fusão cultural, não adianta segregar, porque quando a gente segrega a gente corta um país que é plural", completou Armandinho. 

Domingo, 23 de Junho de 2019 - 21:43

Zezo traz brega para lotar Circuito Zé Bigode no São João de Irecê

por Fernando Duarte, de Irecê

Zezo traz brega para lotar Circuito Zé Bigode no São João de Irecê
Foto: Divulgação

O cantor Zezo lotou o Mercadão neste domingo (23), segundo dia de apresentações no Circuito Zé Bigode. O romantismo brega dele levou um público recorde ao circuito "alternativo" do São João de Irecê, que começa a funcionar às 6h e termina após a última apresentação do dia, iniciada às 19h. Zezo foi recepcionado por um coro de fãs apaixonados, que cantaram sucessos do artista potiguar. "Foi o maior público do Mercadão. Acredito que tinha mais de 20 mil pessoas", comemorou o prefeito Elmo Vaz.

 

Em 2019, durante três dias o Mercadão de Irecê é transformado no Circuito Zé Bigode, onde se apresentam nomes locais e artistas convidados como Almir, ex-The Fevers, que fez o público voltar no tempo ao fechar o primeiro dia, e Bartô Galeno, que encerra a programação do espaço.

 

Entre o Zé Bigode e a Vila Caraíbas, o Corredor do Forró não deixa o público esquecer o clima junino, com bandeirolas e a passagem do Trator do Forró, cantando grandes sucessos do ritmo.

 

PALCO PRINCIPAL

Depois da passagem de nomes como Zé Neto e Cristiano, Lambasaia, Amado Batista e Cicinho e Julie de Assis, o palco principal do São João de Irecê tem neste domingo nomes como Tayrone e Limão com Mel. Na segunda, último dia de programação, o tradicional forró tem destaque com Dorgival Dantas.

Domingo, 23 de Junho de 2019 - 21:11

Cuéllar exalta postura tática da Colômbia na vitória sobre o Paraguai

por Glauber Guerra

Cuéllar exalta postura tática da Colômbia na vitória sobre o Paraguai
Foto: Tiago Caldas/ Bahia Notícias

Com o time praticamente reserva, a Colômbia venceu o Paraguai por 1 a 0, neste domingo (23), na Arena Fonte Nova. Autor do gol do triunfo colombiano, Cuéllar exaltou a postura tática de sua equipe

 

"Foi um jogo muito importante para os jogadores que não vinham jogando. Taticamente, foi um jogo muito bom”, afirmou.

 

Valorizado no mercado da bola, Cuéllar tem sido alvo de especulações em torno do seu futuro. O jogador do Flamengo evitou de falar sobre o tema.

 

“Estou focado na minha seleção. Depois que acabar a Copa, eu penso no Flamengo. Agora estou focado em conseguir as metas com a seleção”, finalizou.

'Rivais muito duros', diz James sobre Chile e Uruguai, possíveis adversários da Colômbia
Foto: Tiago Caldas / Bahia Notícias

A Colômbia se classificou na primeira colocação do Grupo B da Copa América com nove pontos. Na última rodada, os colombianos bateram o Paraguai por 1 a 0, neste sábado (23), na Arena Fonte Nova. Nas quartas de final, "Los Cafeteros" esperam a definição da chave C para conhecerem seu adversário nas quartas de final, que pode ser Chile ou Uruguai. O meio-campista James Rodríguez disse que a equipe precisa de tranquilidade.

 

"Penso que estamos tranquilos e agora faltam as partidas que são duras. Agora teremos que estar tranquilos e pensar no que vem", afirmou em entrevista ao Bahia Notícias. "São dois rivais duros e precisamos estar tranquilos", continuou.

 

James destacou o bom momento pela qual passa a seleção colombiana. Mesmo com um time recheado de jogadores considerados reservas, a equipe saiu vitoriosa de campo diante do Paraguai.

 

"Estamos bem, estamos sólidos. Estamos passando por uma boa fase. Então, creio que todos estão bem. Mesmo com as mudanças, a equipe jogou bem", disse. "Estamos fazendo um trabalho muito bem agora", finalizou.

Técnico do Paraguai se diz triste com revés, mas mantém confiança na classificação
Foto: Tiago Caldas/ Bahia Notícias

O Paraguai perdeu por 1 a 0 para a Colômbia, neste domingo (23), na Arena Fonte Nova, em jogo válido pela última rodada da fase de grupos da Copa América. O técnico Eduardo Berizzo expressou sua decepção com o revés.

 

“Claro que estamos decepcionados. Quando perde a partida, o ânimo no vestiário é triste. Depois da derrota você fica triste, decepcionado”, afirmou.

 

Para avançar às quartas de final da Copa América, o Paraguai precisa torcer por um empate entre Japão e Equador na segunda-feira (24). Berizzo se diz confiante em conseguir a classificação.

 

“Espero que a partida de amanhã resulte na nossa classificação para começarmos uma nova Copa América de vida ou morte. Há coisa a corrigir, mas fico que na adversidade mostramos caráter, que é o DNA da nossa equipe”, emendou.

Domingo, 23 de Junho de 2019 - 20:35

Geraldo Azevedo é destaque no São João do Pelourinho neste domingo

por Lucas Arraz

Geraldo Azevedo é destaque no São João do Pelourinho neste domingo
Foto: Bahia Notícias / Lucas Arraz

Geraldo Azevedo é a grande atração do Largo do Pelourinho neste domingo (23), na quarta noite de São João do Centro Histórico. O pernambucano se apresenta à meia-noite e acompanha nomes como Forró Passa Pé (17h), Fulô de Mandacaru (18h) e Estakazero (20h) no palco principal, montado no Largo do Pelourinho.

 

No Tereza Batista, sobem ao palco ainda neste domingo Forró Eu Laço (20h), Diego Vieira (22h), entre outros. O Largo Quincas Berro D'Água recebe os shows de Pra Casar (20h), Maíra Cajé (22h) e Bagagem Arrumada (meia-noite).

 

A programação no Largo Pedro Arcanjo teve início às 17h com show de Icaro Mendes e Cicinho de Assis (18h) e será seguido por Eletroxote (20h) e Aila Menezes (22h). No Cruzeiro de São Francisco, onde está montada a Sala de Reboco, o público pode dançar forró com Pedro Sampaio (22h) e Wellington Pacheco (0h).

 

Neste sábado, de acordo com estimativa da Bahiatursa, 50 mil pessoas acompanharam a apresentação de Alceu Valença (veja aqui). 

 

PARIPE
O bairro de Paripe, no Subúrbio Ferroviário de Salvador, recebe apresentações, ainda esta noite, de Solange Almeida (20h) e Simone & Simaria (22h), seguidos de Tierry (0h) e Forró Didaindoido (01h30).

 

O São João da Bahia é promovido pelo governo do Estado, por meio da Bahiatursa, e tem como tema “Respeita as Mina”

Domingo, 23 de Junho de 2019 - 20:20

Técnico da Colômbia diz que VAR precisa de ajustes: 'É possível melhorar'

por Glauber Guerra

Técnico da Colômbia diz que VAR precisa de ajustes: 'É possível melhorar'
Foto: Tiago Caldas/ Bahia Notícias

A Colômbia venceu o Paraguai por 1 a 0, neste domingo (23), na Arena Fonte Nova. Após o jogo, o técnico Carlos Queiroz fez críticas a metodologia adotada para checagens do árbitro de vídeo. A seleção colombiana teve um gol e um pênalti revisados e anulados pelo VAR.

 

“Posso dizer que, na minha vida como treinador, fui um dos que mais lutei e acho que a tecnologia pode ajudar o futebol. Mas não concordo com relação à metodologia e à aplicação do conceito do VAR. O futebol é um jogo de opiniões. Eu acho que é possível melhorar. Parar o jogo dois ou três minutos, com as TVs fazendo close no árbitro não é o melhor. Isso precisa mudar”, afirmou o treinador.

 

A Colômbia terminou a primeira fase na liderança do Grupo B com 100% de aproveitamento. Agora, a seleção colombiana aguarda os jogos de segunda-feira (24) para saber quem será o seu adversário.

 

Domingo, 23 de Junho de 2019 - 20:03

Gatito lamenta revés do Paraguai: 'Não conseguimos ficar com a posse de bola'

por Glauber Guerra

Gatito lamenta revés do Paraguai: 'Não conseguimos ficar com a posse de bola'
Foto: Tiago Caldas/ Bahia Notícias

O Paraguai perdeu por 1 a 0 para a Colômbia, neste domingo (23), na Arena Fonte Nova, em Salvador. O goleiro Gatito lamentou o revés e externou o principal pecado de sua equipe na partida.

 

“O principal é que não conseguimos ficar com a posse de bola. Isso foi fundamental para dar chance para contragolpes com a defesa aberta”, afirmou em entrevista na zona mista da Arena Fonte Nova.

 

Pela terceira vez consecutiva, Gatito foi eleito o melhor atleta em campo. Porém, ele queria mesmo era a vitória.

 

“Fico feliz de ter sido o melhor em campo. Realmente gostaria que esse prêmio individual fosse acompanhado de uma vitória”, destacou.

Domingo, 23 de Junho de 2019 - 20:00

'Cometemos um erro', diz Gustavo Gómez após derrota do Paraguai

por Leandro Aragão

'Cometemos um erro', diz Gustavo Gómez após derrota do Paraguai
Foto: Tiago Caldas / Bahia Notícias

O zagueiro Gustavo Gómez lamentou a derrota do Paraguai para a Colômbia por 1 a 0, na tarde deste sábado (23), na Arena Fonte Nova, pela terceira rodada do Grupo B da Copa América. Para o defensor, que atua no Palmeiras, a defesa paraguaia cometeu um erro que resultou no gol dos colombianos.

 

"Creio que foi uma partida parelha, nós pensamos em movimentar a bola. Cometemos um erro que resultou no gol da Colômbia e cometer um erro contra os jogadores que tem a Colômbia é muito difícil eles perderem o gol. Mas somos uma equipe que, seguramente, vamos melhorando", afirmou na saída da zona mista ao Bahia Notícias.

 

Com o resultado, o Paraguai caiu para a terceira colocação do Grupo B. Agora, a classificação paraguaia depende do resultado da partida entre Equador e Japão, nesta segunda-feira (24), no Mineirão, pela chave C.

 

"Vamos torcer pelo empate", finalizou Gómez.

Domingo, 23 de Junho de 2019 - 19:17

Filho de Angélica e Huck teve afundamento de crânio em acidente de lancha

por Cláudia Collucci | Folhapress

Filho de Angélica e Huck teve afundamento de crânio em acidente de lancha
Foto: Reprodução / Instagram

O filho do meio dos apresentadores Luciano Huck e Angélica, Benício, 11, sofreu um afundamento de crânio após se desequilibrar e bater com a cabeça na prancha enquanto praticava wakeboard nas proximidades da Ilha Grande, no litoral sul do Rio de Janeiro.

Conforme a Folha de S.Paulo apurou, o choque causou um hematoma subdural, que é um acúmulo de sangue entre o cérebro e o crânio, e passou por uma craniotomia (abertura cirúrgica do crânio).

Nesse procedimento, o cirurgião abre a duramater (a mais externa das três meninges que envolvem o cérebro e a medula espinhal), remove o coágulo de sangue, identifica e controla os locais de sangramento.

Em hematomas pequenos, o sangramento é drenado pela inserção de um pequeno cateter temporário por meio de um orifício no crânio. Os casos mais leves podem ser apenas acompanhados. 

O menino está internado no hospital Copa Star, da Rede D'or, em Copacabana, zona sul do Rio. "O paciente encontra-se lúcido, orientado, movimentando os quatro membros, respirando por meios próprios e estável sob o ponto de vista neurológico e hemodinâmico", diz o boletim médico divulgado pelo hospital. Não há previsão de alta.

Em mensagem nas redes sociais neste domingo (22), Huck disse que o filho está em observação. "Nosso filho Benício sofreu um acidente praticando wakeboard na tarde de ontem, na Baía de Ilha de Grande (RJ). Ele foi operado no hospital Copa Star e passa bem. Agradecemos as inúmeras preces", disse o apresentador em mensagem assinada por ele e Angélica em seu Instagram.

Luciano chegou ao hospital de helicóptero, por volta da meia-noite, para acompanhar os procedimentos médicos. Benicio está sendo assistido pelo médico João Pantoja, em conjunto com a equipe médica do neurocirurgião Gabriel Mufarrej, e sua pediatra Andrea Paiva.

Segundo a Marinha do Brasil, "o filho do apresentador esquiava em prática esportiva, desequilibrou-se da prancha e chocou a cabeça na mesma".

"Por tratar-se de pancada na cabeça", a família optou "pela condução ao hospital para realizar os procedimentos médicos para esse tipo de acidente". As informações são do comandante da lancha que puxava o wakeboard, prestadas à Delegacia da Capitania dos Portos de Angra dos Reis (DelAReis).

No wakeboard, os esportistas usam a prancha, tipo snowboard, que é puxada por uma lancha. No Brasil, o esporte tem se tornado popular entre atletas de outras modalidades. O atacante Neymar, do Paris Saint-Germain, e o bicampeão mundial de surfe Gabriel Medicina estão entre os adeptos.

No sábado, no Instagram, o apresentador registrou o passeio da família em um momento em que observavam uma baleia. O apresentador interage com os três filhos. "Olha Joaquim, olha Beni, está vendo, Eva? Está mais pertinho, bem devagarzinho e está super calminha, hein", fala Luciano em um vídeo.

Além de Benício e Joaquim, Angélica e Luciano Huck são também pais de Eva, de seis anos.

Domingo, 23 de Junho de 2019 - 19:00

São João de Irecê é 'alavancador da economia', defende Elmo Vaz

por Fernando Duarte, de Irecê

São João de Irecê é 'alavancador da economia', defende Elmo Vaz
Foto: Camila Costa/ Bahia Notícias

O prefeito Elmo Vaz trata o São João de Irecê como um "alavancador da economia local e regional". Apesar de ainda não conseguir mensurar exatamente o impacto da festa na injeção de recursos na cidade, o gestor ressalta que, desde a contratação de bandas até a execução da festa, são gerados empregos e renda que perduram ao longo do ano.

 

"O São João de Irecê não se resume a esses cinco dias, ele dura 30 dias. Nós contratamos durante todo o período cerca de 160 bandas, sendo que daqui dessa região são aproximadamente 70% de Irecê e região", cita Elmo como um exemplo. "Além da gente poder proporcionar a geração de emprego e renda direta e indiretamente", completa.

 

"O São João de Irecê, além de ser uma tradição cultural, hoje é um alavancador da economia local e regional. Eu acredito que durante os 30 dias a gente tem certeza que é o período que o comércio mais vende, onde mais se emprega", conclui o prefeito.

Domingo, 23 de Junho de 2019 - 18:59

Brasil perde para a França e se despede da Copa do Mundo

por Lucas Neves | Folhapress

Brasil perde para a França e se despede da Copa do Mundo
Foto: Fifa

A seleção brasileira perdeu para as anfitriãs por 2 a 1 na noite deste domingo (23) e está eliminada da Copa do Mundo da França.

O time de Marta, Cristiane e Debinha deu trabalho à equipe da casa e fez um jogo quase sempre parelho, mas a superioridade francesa acabou se mostrando intransponível, apesar da inusual ineficiência das europeias no ataque.

O retrospecto de confrontos (5 empates e 3 vitórias das europeias) e a posição das equipes no ranking da Fifa (o Brasil é o décimo, seis posições atrás da adversária) faziam da França a favorita.

Mas as brasileiras não se intimidaram. Conseguiram segurar o ímpeto ofensivo francês, algo para que contribuiu muito a volta de Formiga - que cumpria suspensão no jogo anterior, contra a Itália. E também criaram oportunidades, principalmente com Marta, Debinha e Cristiane.

 

O JOGO
O primeiro tempo foi tenso, com muitas divididas duras, erros de passes dos dois lados e reclamações sobre a arbitragem.

A maior delas veio após a anulação do primeiro gol francês, aos 23 minutos, na sequência de um cruzamento de Diani (destaque absoluto do duelo) para Gauvin. A atacante marcou quase que de ombro, após se chocar com Bárbara.

A goleira brasileira ficou no chão por vários minutos depois da colisão. Enquanto isso, o lance foi reavaliado pela árbitra com o auxílio do VAR.

Quando a revisão da jogada levou à invalidação do gol, a torcida no estádio Océane se revoltou. Vaiou muito o tiro de meta de Bárbara e o ruído se repetiria a cada vez que ela tocasse na bola, inclusive na segunda etapa.

As francesas voltaram do intervalo fazendo mais pressão e conseguiram abrir o placar aos 7, depois de Tamires (em dia ruim) não conseguir segurar Diani pela direita e ver o cruzamento curto dela ser interceptado por Gauvin, que desta vez teve o gol validado.

O Brasil igualou aos 19, em chute forte de Thaisa no canto esquerdo do gol de Bouhaddi, após cruzamento de Debinha. Houve dúvida mais uma vez sobre a validade do lance, mas o VAR confirmou que não existiu impedimento brasileiro na origem da jogada.

A França dominou a segunda etapa, mas as brasileiras conseguiram levar perigo com Debinha, Cristiane e, no fim do tempo regulamentar, Bia Zaneratto, que substituiu Ludmila.

Na prorrogação, o time europeu se impôs desde o começo, sobretudo por meio de contra-ataques ágeis. Mas faltava eficiência na finalização.

Do lado brasileiro, Cristiane se machucou e, sem conseguir encostar o pé esquerdo no chão, cedeu lugar a Geyse. No fim da primeira etapa, Debinha encontrou uma diagonal pela esquerda do campo francês e disparou. Seu chute foi salvo quase em cima da linha pela francesa Mbock.

Nos minutos iniciais do segundo tempo da prorrogação, um cruzamento pela direita em cobrança de falta encontrou o pé esquerdo de Henry, mal marcada por Monica, que empurrou para o gol e colocou as donas da casa nas quartas de final da Copa do Mundo.

Domingo, 23 de Junho de 2019 - 18:40

Governo e parlamentares reeditam projetos derrotados e 'oferecem' judicialização

por Daniel Carvalho e Angela Boldrini | Folhapress

Governo e parlamentares reeditam projetos derrotados e 'oferecem' judicialização
Foto: Reprodução / Brasília in Foco

Derrotas recentes uniram governo e parlamentares na tentativa de reeditar projetos que foram rejeitados por falta de acordo, abrindo brecha para a judicialização. Foram três casos apenas nas duas últimas semanas.

 

Em 3 de junho, duas medidas provisórias caducaram, mas não morreram de fato. Quatro projetos (3 na Câmara e 1 no Senado) foram apresentados para fazer ressuscitar a MP do saneamento.

 

Com uma celeridade atípica, o Senado aprovou e já mandou para a Câmara um projeto de lei que cria um novo marco legal para o setor e facilita o ingresso de empresas privadas no negócio do saneamento básico.

 

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pretende votar o texto na Casa nesta semana ou, no máximo, na seguinte.

 

Já a MP do Código Florestal, aprovada na Câmara, mas nem sequer recebida pelo Senado, foi reeditada pelo próprio governo, embora não da mesma maneira.

 

Inconformado com o resultado da última sessão do Congresso, o líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP), buscou apoio do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), e apresentou um projeto de lei para reverter o veto que impede que seja considerada de natureza policial a atividade exercida pelos agentes penitenciários.

 

A proposta também prevê a inclusão dos agentes socioeducativos no Susp (Sistema Único de Segurança Pública).

 

Na quarta-feira passada (5), havia promessa do governo de mobilizar aliados para derrubar o veto presidencial à questão, mas o Planalto não entregou os votos que prometeu e o veto foi mantido.

 

A reedição de medidas gera no mínimo dúvidas entre os próprios parlamentares sobre a viabilidade jurídica da manobra.

 

O assunto foi levantado pelo senador Esperidião Amin (PP-SC) na comissão de Infraestrutura, na terça-feira (4), durante a votação do projeto que substituiu a MP do saneamento básico.

 

"Isso tem todo o jeito de um arranjo. É uma reedição da medida provisória. É proibido reeditar MP, assim como é proibido apresentar o mesmo projeto de lei que foi derrotado. No mínimo, é uma pendência constitucional que nós estamos criando", ponderou Amin na reunião.

 

Os senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e Fabiano Contarato (Rede-ES) vão ingressar com um mandado de segurança no STF (Supremo Tribunal Federal) para barrar a reedição da MP do Código Florestal.

 

No entanto, ele diz entender que o Legislativo pode apresentar projetos de lei para tratar dos temas de MPs que caem.

 

"Qualquer ação que o governo fizer extrapolando suas atribuições, principalmente fazendo reedição de medida provisória, nós iremos ao Supremo. A Constituição veda reedição de medida provisória sobre o mesmo tema. Edição como projeto de lei, não há nenhuma vedação em relação a isso, é um debate legítimo", afirma Randolfe.

 

"Não vejo risco porque a iniciativa é distinta. No rito do processo legislativo, o projeto nunca entra e sai do mesmo jeito, sempre há alterações", disse a presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado, Simone Tebet (MDB-MS).

 

A nova MP do Código Florestal foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União de sexta-feira (14). Ela acaba com o prazo para que propriedades rurais sejam inscritas no Cadastro Ambiental Rural (CAR), o que as obriga a seguir a legislação ambiental.

 

O cadastro foi criado em 2012 para reunir dados para combater o desmatamento.

Disque 100 registrou mais de 11 mil denúncias contra pessoas com deficiência em 2018
Foto: Thiago Monteiro

Capacitado para receber denúncias de agressão a mulheres e outras minorias, o Disque 100 registrou 11.752 casos contra pessoas com deficiência ao longo do ano de 2018 no Brasil. Isso representa um aumento de 0,6% se comparado ao número de 2017, com base em dados do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

 

Segundo informações da coluna de Mônica Bergamo, na Folha de S. Paulo, os principais agressores são os irmãos (19,6%), seguidos por pais e mães (12,7%), filhos (10%) e vizinhos (4,2%). Outros familiares e pessoas que possuem vínculo com o portador da deficiência somam 20,7%.

Histórico de Conteúdo