Terça, 16 de Outubro de 2018 - 14:20

Roma nega rearrumação para realocar Tia Eron e cutuca: 'Recado veio das urnas'

por Bruno Luiz / João Brandão

Roma nega rearrumação para realocar Tia Eron e cutuca: 'Recado veio das urnas'
Foto: Bruno Luiz/ Bahia Notícias

O deputado federal eleito João Roma (PRB) negou uma rearrumação para reconduzir Tia Eron, presidente da legenda na Bahia, à Câmara Federal e ainda cutucou. A deputada não conseguiu se reeleger, obtendo 69.153 votos.

“Não estou sabendo desse tipo de arrumação. O recado que veio das urnas é de que é preciso mudar a forma como faz política. Precisamos sintonizar com as ruas, com os sentimentos das pessoas. Muitos recados foram dados. Não é estrutura que fala mais alto, mas a maneira de tratar as pessoas, a forma de caminhar”, alfinetou.

O ex-chefe de gabinete de Neto também desconversou se assumiria uma secretaria na gestão. “Fui eleito para representar o povo. Serei a voz. O maior compromisso é ser representante do povo brasileiro. É óbvio que missões poderão surgir nessa caminhada. Momentos poderão surgir nisso. Nada é impositivo, nem impeditivo”, disse.

'A Paz é a nossa bandeira': Mestre Moa é homenageado em ato no Pelourinho nesta terça
Foto: Reprodução / Instagram

Mestre Moa do Katendê, artista baiano assassinado no dia 7 de outubro, durante uma discussão sobre política (clique aqui), será homenageado nesta terça-feira (19), a partir das 19h, em Salvador. Organizado por entidades e personalidades do Movimento Negro baiano, o ato “A Paz é a nossa bandeira” acontece no Largo do Pelourinho, após uma missa na Igreja do Rosário dos Pretos. O evento terá início com os religiosos de Matrizes Africanas e Orquestra de Capoeira. Na sequência, os percussionistas do Olodum, Ilê Aiyê, Filhos de Gandhi, Filhas de Gandhi e Cortejo Afro farão toques e cânticos em homenagem ao Mestre Moa. Na ocasião, artistas locais e nacionais relembrarão ainda histórias e cantarão músicas em homenagem ao mestre. No fim do ato, cairá um faixa das janelas da Casa de Jorge Amado, com a frase “Moa Vive! A Paz é a nossa Bandeira”, confeccionada pelo Coletivo de Grafite. A organização do ato convida o público a comparecer e vestir branco, para pedir paz.

Defensorias da Bahia lançam Observatório de Intolerância Política para assegurar voto livre
Foto: DP-BA

A Defensoria Pública da Bahia (DP-BA) e a Defensoria Pública da União (DPU) lançaram nesta segunda-feira (15) o Observatório de Intolerância Política. O objetivo é assegurar o direito das pessoas em suas escolhas de voto e mapear a intolerância política no segundo turno da eleição presidencial 2018. As vítimas de atos de violência por intolerância política poderão fazer as suas denúncias até 31 de outubro através de um formulário disponível no site da DP-BA (clique aqui).

 

Na avaliação dos defensores públicos, a eleição deste ano tem se caracterizado por denúncias constantes de graves violações dos direitos, que vão desde a ameaças verbais, ataques virtuais, danos patrimoniais, violência física e até assassinato.  Através do Observatório de Intolerância Política, a Defensoria da Bahia e a DPU pretendem oferecer a orientação jurídica necessária, além de adotar as medidas extrajudiciais e judiciais a cargo das duas instituições ou encaminhar os relatos para órgãos competentes na apuração criminal da violência.

Para o defensor público geral do Estado, Clériston Cavalcante de Macêdo, a Defensoria não podia se ausentar no maior processo democrático do país. “A Constituição de 1988 nos insere como expressão e instrumento do regime democrático, e nos dá como atribuição, entre outras, a defesa judicial e extrajudicial dos direitos individuais e coletivos”, destacou. O defensor público chefe da DPU na Bahia, Bruno de Andrade Lage, também considera as defensorias não podem ficar omissas ou inertes à violação dos direitos. “Tem havido um acirramento muito grande dos ânimos nas discussões para esta eleição deste ano. As violações têm sido frequentes. Vamos mapear as ocorrências e tomar as providências cabíveis”, ressaltou. A iniciativa segue a mesma proposta que instituições em outros estados estão oferecendo aos eleitores, como no Maranhão.

 

Os crimes virtuais são praticados através da internet e das redes sociais, inclusive Whats App. Esses crimes podem ser punidos a partir da denúncia, podendo levar a detenção do criminoso e ao pagamento de multa. Ao denunciar um crime virtual, será possível contribuir para impedir que esses crimes continuem. Para denunciar, é preciso reunir provas do crime. É importante registrar todos os arquivos em uma ata notarial, em um cartório. Essa ata é um instrumento público que registra os documentos e confirma que são verdadeiros. Também é preciso registrar um Boletim de Ocorrência em uma delegacia.

Terça, 16 de Outubro de 2018 - 13:20

Paulo Afonso: TAC obriga granja a adotar medidas para evitar doença da 'vaca louca'

por Cláudia Cardozo / Francis Juliano

Paulo Afonso: TAC obriga granja a adotar medidas para evitar doença da 'vaca louca'
Foto: Reprodução

Um TAC [Termo de Ajustamento de Conduta] proíbe uma granja de Paulo Afonso, no norte baiano, de fornecer alimentos que possam causar a doença da “vaca louca”. A enfermidade, que é neurodegenerativa, ataca o ser humano após acometerem bovinos. O acordo, publicado nesta terça-feira (16), prevê multa de R$ 1 mil diários em caso de desobediência da granja Suprave.

 

Conforme o promotor Carlos Augusto Machado de Brito, a recomendação ocorreu após fiscalização da Adab [Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia] que apontou resultado positivo para presença de subproduto de origem animal (penas não hidrolizadas e excretas de aves) constante no laudo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 

 

Pelo acordo, o estabelecimento se compromete a não fornecer para alimentação de bovinos alimentos que possam conter farinha de carne e ossos ou qualquer outro produto de origem animal, inclusive a cama-de-aviário, resíduos da exploração de suínos ou qualquer outra fonte de alimento que contenha proteínas de mamíferos (com exceção de leite e derivados entre outros pontos).

Após ‘Ele não’ de Roger Waters, Shakira é orientada a não se manifestar politicamente
Foto: Divulgação

Após Roger Waters incluir o presidenciável Jair Bolsonaro entre líderes neo-fascistas a serem combatidos no mundo e aderir à campanha do “Ele Não” em seus shows no Brasil, a produção de Shakira recomendou cautela à cantora colombiana em sua passagem pelo país. Segundo informações da coluna assinada por Ancelmo Gois no jornal O Globo, a equipe orientou a artista a não se envolver com a eleição brasileira. Embaixadora da Boa Vontade do Fundo da ONU para a Infância (Unicef) e conhecida por ativismo pelos direitos humanos, Shakira se apresenta neste domingo (21), em São Paulo, e 23 de outubro, em Porto Alegre.

Terça, 16 de Outubro de 2018 - 12:40

'Desabafo de Cid é sentimento majoritário no partido', diz presidente do PDT

por Gustavo Uribe | Folhapress

'Desabafo de Cid é sentimento majoritário no partido', diz presidente do PDT
Foto: Divulgação / PDT

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, respaldou nesta terça-feira (16) o desabafo feito pelo senador eleito Cid Gomes (PDT-CE) e disse que as críticas feitas pelo irmão de Ciro Gomes "representam majoritariamente o sentimento da sigla".

"Não tem autocrítica no PT. O que o Cid Gomes está falando é verdade. Que autocrítica eles fizeram? Ele desabafou sentimento majoritário no partido", disse.

Na noite de segunda-feira (15), em evento de apoio a Fernando Haddad (PT), Cid cobrou da direção petista que reconheça os erros, chamou militantes petistas de "babacas" e disse que, desse jeito, o PT merece perder.

Segundo Lupi, apesar dos pedidos da campanha petista, Ciro não fará aceno mais incisivo de apoio a Haddad e cumprirá decisão do partido de um anúncio crítico de voto.

"Esse projeto do PT, que é hegemônico, nunca na história teve um momento de apoiar quem quer que seja. Eles só querem apoio", disse.

Lupi reconhece que o PDT tem parcela de responsabilidade por uma eventual vitória de Jair Bolsonaro (PSL), mas avalia que o PT é o principal responsável.

"No PDT, temos nossos erros também. Nós contribuirmos com essas falhas. Mas quem cometeu mais falhas foi o PT", afirmou.

Terça, 16 de Outubro de 2018 - 12:30

Curtas do Poder: Preparem o Rivotril, que o mau humor vai aumentar

por Zeca de Aphonso

Curtas do Poder: Preparem o Rivotril, que o mau humor vai aumentar

Correria não está para brincadeira. Depois da avalanche de votos vai ser o verdadeiro carne de pescoço. Tem gente já preparando o Rivotril. Enquanto isso, a debandada da turma do Soberano é visível. Nem a campanha de Bolsonaro quis saber dele. Falando nisso, a “satisfação” de Gargamel depois da eleição chamou a atenção de todos. E o pessoal da Câmara de Vereadores e da Assembleia já começou a briga pela presidência. Saiba mais!

Conquista: Avião faz pouso antes de destino final e causa susto em passageiros
Foto: Reprodução / Blog do Anderson

Passageiros de um voo que saiu de Vitória da Conquista, no sudoeste, na manhã desta terça-feira (16) tiveram um susto. Segundo o Blog do Anderson, a aeronave, que tinha como destino Belo Horizonte, teve de fazer um pouso antes do previsto na cidade de Montes Claros, no interior mineiro. Uma passageira chegou a usar as redes sociais para descrever o que vivenciou.

 

“Estamos aqui no Aeroporto de Montes Claros, o nosso voo que ia de Conquista para Belo Horizonte com meia hora de voo a gente foi atingida por um raio e ai teve um estrondo, um pouco de fogo, de faísca, e aí o piloto achou melhor a gente parar aqui em Montes Claros por uma questão de segurança”, comentou a jornalista Ellen Lapa.

 

Ainda segundo o Blog, até às 10h43min os passageiros permaneciam no aeroporto de Montes Claros. Em nota, a Azul disse houve “problemas técnicos” no voo AD5733, e por isso a aeronave teve de descer em Montes Claros. A companhia afirmou ainda que “não houve declaração de emergência e o pouso ocorreu normalmente”. A Azul ainda disse que presta assistência aos passageiros.

 

Terça, 16 de Outubro de 2018 - 12:15

Neto diz que Nilo 'parou no tempo' em fala de que ele é 'pior transferidor de votos'

por Bruno Luiz / João Brandão

Neto diz que Nilo 'parou no tempo' em fala de que ele é 'pior transferidor de votos'
Foto: Bruno Luiz/ Bahia Notícias

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), durante lançamento do programa “Pé na Escola”, nesta terça-feira (16), rebateu a declaração do deputado eleito Marcelo Nilo (PSB) de que ele é o “pior transferidor de votos” que o socialista já viu, ao falar sobre o fraco desempenho dos apoiados do democrata nestas eleições.

“Nilo deve viver na época do coronelismo. Deve está acostumado com o tempo dos coronéis, que indica alguém e está resolvido. Ninguém é dono dos votos de ninguém. Ele deve olhar para o próprio umbigo. Perdeu aposta em 2012 naquele instituto que foi alvo da Polícia Federal. Foi derrotado na AL-BA e acabou não tendo nenhum tipo de respeito pelo próprio PT para compor a chapa majoritária. [Angelo] Coronel só com dois anos chegou lá, e ele passou 10 e não chegou. Por último, e finamente, essa coisa de transferência de votos é relativa. Essa é a mentalidade de um deputado que parou no tempo e não sabe que a política do coronelismo, de eleição de poste, não é a política que eu faço”, disparou.

Após passar mal em gravação de programa, Liminha é internado com Paralisia de Bell
Imagem: Reprodução / Vídeo Instagram @liminhasbt

Famoso assistente de palco do SBT, Liminha está internado há uma semana. Ele passou mal durante a gravação de um programa, na última terça-feira (9), e foi diagnosticado com paralisia facial periférica, a Paralisia de Bell.

 

No Instagram, a esposa do assistente, Fernanda Fiuza, explicou a situação. "(...) é um distúrbio de instalação repentina, a causa é multifatorial, os médicos tratam como se fosse um vírus, junto tem também enfraquecimento ou paralisia dos músculos de um dos lados do rosto. A dor vem diminuindo graças a Deus, trocamos as medicações. Essa reação inflamatória envolve o nervo facial (sétimo par dos nervos cranianos), que incha e fica comprimido dentro de um estreito canal ósseo localizado atrás da orelha”, escreveu.

 

Dito isso, a mulher agradeceu às orações do público e disse que foi tudo "um livramento e um aviso" para que o marido diminuísse o ritmo das atividades. Alguns vídeos compartilhados na rede social mostram que Liminha já está fazendo fisioterapia.

 

Terça, 16 de Outubro de 2018 - 11:40

Brumado: Vereador critica empréstimo de R$ 20 mi e acusa favorecimento a irmão de colega

por Francis Juliano

Brumado: Vereador critica empréstimo de R$ 20 mi e acusa favorecimento a irmão de colega
Foto: Lay Amorim / Achei Sudoeste

Um vereador de Brumado, no Sertão Produtivo, sudoeste baiano, levou a público contratos da prefeitura que teriam como beneficiado um irmão do líder do governo na Câmara local. Ao Bahia Notícias, o vereador José Ribeiro disse que o fato veio à tona na última quinta-feira (11). Na sessão, foi aprovado um empréstimo de cerca de R$ 20 milhões a ser contraído via Caixa Econômica Federal a pedido do prefeito Eduardo Vasconcelos. A aprovação foi questionada por Ribeiro.

 

"A gente queria saber qual o tempo de pagamento, quantas prestações, qual a linha de crédito, percentuais de juros. Nada foi esclarecido. A gente questionou também em que os R$ 20 milhões seriam empregados. Porque se falou que iria gastar em pavimentação, galerias pluviais e pontes, mas também não se especifica. A partir do questionamento dos R$ 20 milhões, nós falamos das empresas que tiveram contratos efetivados desde janeiro de 2017 e entre elas há uma que é de propriedade do irmão do vereador", narrou ao BN.

 

A empresa referida é do ramo de construção e teria como sócio o irmão do vereador Reinaldo de Almeida Brito, o Rey de Domingão, líder do prefeito na Câmara. A soma dos contratos chegaria a R$ 9 milhões.

Terça, 16 de Outubro de 2018 - 11:20

Neto diz que Bruno pode assumir secretaria junto com nova função e confirma reforma

por Bruno Luiz / João Brandão

Neto diz que Bruno pode assumir secretaria junto com nova função e confirma reforma
Foto: André Carvalho/ SMED/ PMS

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), disse que o vice Bruno Reis (DEM) pode assumir uma secretaria junto com a coordenação de programas sociais, durante lançamento do programa Pé na Escola, nesta terça-feira (16). O gestor da capital baiana já havia apontado que Reis seria responsável por coordenar todos os programas sociais desenvolvidos pelo Palácio Thomé de Souza (lembre aqui).

“Está sendo avaliado. Assumindo ou não, ele será o coordenador de todos os programas sociais da prefeitura. Pode ser acompanhado de uma pasta ou não. Vamos fazer reforma administrativa na prefeitura. Até porque as condições política impõem isso”, afirmou.

O gestor soteropolitano também comentou a nova função dado a seu apadrinhado. “Bruno já foi secretário de Promoção Social, uma passagem extraordinária. Nós já havíamos pensando, refletido sobre o papel que ele teria nesses próximos dois anos no governo. Não há uma área mais importante que essa. Até porque é onde temos concentração grande de investimento. Principais projetos da prefeitura estão na área social, mais de 76% está dedicado a essa área. Projetos de grandes impactos. Tenho que pegar pessoa que mais confio. Conhecimento pleno. Entregar a ele a liderança dos programas sociais.

Terça, 16 de Outubro de 2018 - 11:00

Presidente do Baleia Jubarte defende necessidade de ampliar o Parque de Abrolhos

por Clara Gibson

Presidente do Baleia Jubarte defende necessidade de ampliar o Parque de Abrolhos
Foto: Reprodução / Conservation International

Há mais de 10 anos lutando para ter a sua área ampliada, o Parque Nacional de Abrolhos é o primeiro parque marinho do Brasil. Ele foi criado em 1983 para proteger a região com a maior biodiversidade marinha do Atlântico Sul. Atualmente, o local recebe milhares de turistas, sendo relevante para a economia local, e também é de grande importância para pescadores, além de sensibilizar a população para a preservação do meio ambiente. No entanto, com os seus 882 km², a área cobre apenas 1,8% do total do Banco Marinho de Abrolhos, no qual diversas espécies vivem no fundo do mar, sendo muitas delas únicas no mundo.

 

Em entrevista ao Bahia Notícias, Eduardo Camargo, presidente do Instituto Baleia Jubarte, associação que faz parte do conselho consultivo do Parque, afirmou que a reserva sofre ameaças como tráfico de grandes embarcações, pesca industrial, mineração e exploração de petróleo, motivos que explicam a necessidade da ampliação do local. Segundo ele, o processo já está em andamento, mas falta o avanço na parte burocrática para que a ampliação seja concretizada, bem como a falta de interesse governamental e vontade política para a ampliação. Clique aqui e leia a entrevista completa.

Terça, 16 de Outubro de 2018 - 10:40

Pensando em 2020, Neto coloca Bruno Reis para coordenar programas sociais da prefeitura

por Bruno Luiz / João Brandão

Pensando em 2020, Neto coloca Bruno Reis para coordenar programas sociais da prefeitura
Foto: André Carvalho/ SMED/ PMS

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), anunciou, durante lançamento do programa Pé na Escola, nesta terça-feira (16), que o seu vice-prefeito Bruno Reis (DEM) vai coordenar todos os programas sociais do Executivo municipal. O vice-prefeito é citado como uma das apostas do grupo político para disputar a sucessão de ACM Neto em 2020.

“Bruno terá, sob responsabilidade direta, o dever de acompanhar, tocar e liderar todos os principais programas sociais na nossa capital. Inclusive o Pé na Escola. O vice-prefeito, que está ao meu lado, que tem toda minha confiança. E não é de hoje, é um trabalho de 20 anos juntos”, afirmou.

Bruno havia dito minutos atrás que estava disposto a assumir o que o prefeito determinasse (veja aqui).

Terça, 16 de Outubro de 2018 - 10:20

Bruno Reis desconversa sobre possibilidade de assumir secretaria para ganhar visibilidade

por Bruno Luiz / João Brandão

Bruno Reis desconversa sobre possibilidade de assumir secretaria para ganhar visibilidade
Foto: Bruno Luiz / Bahia Notícias

O vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), desconversou sobre a possibilidade de assumir uma secretaria para ganhar mais visibilidade (veja aqui). Ele é o candidato a sucessor natural do prefeito ACM Neto (DEM).

“Não discutimos isso. Só há uma semana que passou a eleição. Estamos conversando com os amigos. Ainda o prefeito estava definindo a posição deles de segundo turno. Eu sou um soldado do grupo. Sou uma pessoa que não foge dos desafios nem das missões dadas. Sempre as enfrento com entusiasmo. Seja qual for a missão vou procurar dar o melhor de mim para cumprir com o melhor da minha energia”, afirmou, ao Bahia Notícias, nesta terça-feira (16), durante lançamento “Pé na Escola”.

 

Bruno admitiu que deve ocorrer uma reforma no secretariado nos próximos meses. “É natural que a cada dois anos faça reforma administrativa. Dois anos é um momento de avaliar. Não necessariamente tem a função de acomodar aliados”, contou.

 

O vice-prefeito também cutucou o governador da Bahia com a declaração do deputado federal eleito Marcelo Nilo (PSB), que apontou Neto como o “pior transferidor de votos” que ele conhece. “Rui Costa foi um péssimo transferidor de votos em 2016. Em 2018 ele ganhou a eleição. Isso é relativo. A decisão é do eleitor”, afirmou.

Terça, 16 de Outubro de 2018 - 10:10

Carreiras FTC: O Direito e a nova realidade social

Carreiras FTC: O Direito e a nova realidade social
Foto: Divulgação

As transformações produzidas pelos avanços tecnológicos, movimentos migratórios, organização de países em blocos comunitários e o crescimento da consciência ambiental derrubaram velhos paradigmas e ergueram uma nova ordem social, palco de intrincados conflitos. O cenário exige dos profissionais do Direito sólidos conhecimentos técnico-jurídicos, visão holística dos fenômenos sociais, diálogo como outras ciências e capacidade de solucionar problemas com menor impacto econômico-social-político-ambiental. Clique aqui e saiba mais!

Governo volta atrás, e horário de verão vai começar no dia 4 de novembro
Foto: Marcos Santos/USP Imagens

O Palácio do Planalto informou nesta segunda-feira (15) que não haverá adiamento do início do horário de verão, de acordo com o G1. O governo decidiu manter a data de 4 de novembro. No início do mês, o a presidência chegou a comunicar a decisão de adiar o início do horário de verão para 18 de novembro, a pedido do Ministério da Educação (MEC).

A intenção do ministério era evitar prejuízos aos estudantes que farão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), cuja primeira prova está marcada para 4 de novembro – a segunda prova será no domingo seguinte (11). O argumento é que a necessidade de adiantar os relógios em uma hora pode confundir os candidatos.

“Conforme decreto assinado pelo presidente Michel Temer, o horário de verão começará no dia 4/11. Não haverá adiamento”, informou.

Barça deve diminuir presença de Ronaldinho em eventos após apoio a Bolsonaro, diz jornal
Foto: Reprodução / Instagram

A declaração de apoio de Ronaldinho Gaúcho ao candidato à presidência do Brasil Jair Bolsonaro (PSL) não foi bem vista pelo jornal "Sport", da Catalunha. Na edição desta terça-feira (16), o periódico questiona se o Barcelona deveria romper o acordo com o ex-jogador, que é embaixador mundial do clube. Rivaldo, que também declarou apoio publicamente ao presidenciável pelo PSL foi colocado na mesma questão.

 

A publicação afirma que o Barça precisa manter sua reputação limpa e respeitar os valores que propaga, que considera o oposto aos de Bolsonaro. "A homofobia, a misoginia e o racismo que Jair Bolsonaro proclamou ao longo dos seus mais de 30 anos de carreira política e que exaltou durante a campanha eleitoral são inaceitáveis do ponto de vista da ótica do Barça", afirmou o periódico.

 

Segundo o Sport, o Barcelona não quer se posicionar publicamente sobre a postura de Ronaldinho, apesar de considerá-la incompatíveis com os valores do clube. Porém, a alta cúpula do Barça pretende diminuir a presença do ex-craque nos eventos institucionais com patrocinadores e até mesmo nos amistosos de ex-jogadores do clube, que o brasileiro participa com certa frequência. O periódico também sugere que o mesmo aconteça com Rivaldo.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

“ Os verdadeiros problemas do Brasil: crise econômica, desemprego, violência, saúde, educação e corrupção. O que discutem nessa eleição: ideologia de gênero, machismo, racismo e feminismo. Entenda uma coisa: O SEU VOTO VAI ESCOLHER UM PRESIDENTE E NÃO UM PAI. Precisamos que ele resolva os problemas do nosso país e não que nos ensine valores, isso temos que aprender em casa e na escola. Se tivéssemos que aprender valores com o presidente, hoje estaríamos presos em Curitiba. “ Não eduque seus filhos para respeitar homossexuais, negros, brancos, índios. Eduque seus filhos para respeitar O SER HUMANO. Assim você não precisará dar explicações sobre as características ou escolhas de cada um.”” Faço minhas as palavras desse autor. #soubolsonaro #sou17

Uma publicação compartilhada por Rivaldo Ferreira (@rivaldooficial) em

Terça, 16 de Outubro de 2018 - 09:20

Aliados de Bolsonaro já fazem disputa por espaço e indicações de ministros

por Igor Gielow | Folhapress

Aliados de Bolsonaro já fazem disputa por espaço e indicações de ministros
Foto: Ian Cheibub

Grupos aliados de Jair Bolsonaro (PSL) estão se enfrentando pela primazia na indicação de nomes de seu ministério, criando atritos no entorno do presidenciável a menos de duas semanas do segundo turno da eleição.

O mais recente foco é o Ministério da Saúde. O grupo liderado pelo comando do partido de Bolsonaro fez circular na semana passada o nome de Henrique Prata, diretor do Hospital Amor (antigo Hospital do Câncer de Barretos).

Bolsonaro gosta do médico, mas divulgou um áudio no fim de semana a aliados negando o convite para o caso de vitória no segundo turno.

Na quinta (11), havia feito a mesma declaração à Rádio Jornal de Barretos. "Nunca conversamos sobre essa possibilidade. Não quero desmerecê-lo, quero restabelecer a verdade", disse à emissora.

Prata é defendido pela dupla do Rio, como são conhecidos Gustavo Bebianno e Paulo Marinho, respectivamente presidente interino do PSL e suplente de Flávio, o filho de Bolsonaro eleito senador pelo partido no estado. Marinho, empresário, tem ligações com a comunidade médica paulista.

É próximo do cardiologista Roberto Kalil, a quem pediu que enviasse uma equipe do Hospital Sírio-Libanês para atender Bolsonaro em Juiz de Fora logo após o atentado a faca que o candidato sofreu, em setembro.

Já o chamado grupo dos generais, formado por oficiais da reserva responsáveis pelo programa de governo do presidenciável, e o economista Paulo Guedes têm outro nome em mente.

Querem que a Saúde seja ocupada pelo médico Nelson Teich, presidente do centro de oncologia COI, do Rio.

Ele esteve na semana passada com Bolsonaro para deixar seus planos, que passam por um programa de racionalização de gestão -- tema de seu mestrado na Universidade de York, no Reino Unido.

O grupo, contudo, não quer forçar o nome de Teich para evitar sinalizar publicamente suas desavenças com a dupla do Rio na reta final da campanha. Além disso, Bolsonaro é quem sempre tem a palavra final, de todo modo.

Faturas amargas passadas, contudo, tenderão a emergir após a campanha. Bebianno, por exemplo, travou ríspidas discussões com quase todos os grupos que orbitam a candidatura --e, na maioria das vezes, as venceu, deixando ressentimentos pelo caminho.

Outra aresta se encontra na escolha do nome para a nova pasta que submeterá o Meio Ambiente à Agricultura, caso o deputado vença o pleito.

O nome natural para os aliados mais antigos de Bolsonaro é o de Luiz Antonio Nabhan Garcia, presidente da União Democrática Ruralista e um dos primeiros apoiadores da candidatura do PSL.

Na quinta passada, 18 deputados da Frente Parlamentar da Agricultura foram reafirmar o apoio do grupo suprapartidário ao deputado, levando uma agenda com diversos pontos defendidos pelo setor. Eles traziam também a sugestão de que o senador eleito Luiz Carlos Heinze (PP-RS) seria seu favorito.

Alertados por bolsonaristas de que isso seria lido como uma ofensa pelo presidenciável, que faz campanha montado na promessa de que não aceitará indicações políticas, não falaram nada. Mas o recado foi dado indiretamente.

Como publicou a Folha de S.Paulo nesta segunda, Nabhan não tem apoio na frente e na Confederação Nacional da Agropecuária, embora seja bem aceito pelo setor produtivo --que será o fator determinante para a escolha, segundo diz Bolsonaro.

A acomodação de forças no entorno de Bolsonaro também é vista entre a nova e emergente bancada do PSL. Alguns campeões de voto do primeiro turno, como a deputada federal eleita Joice Hasselmann (SP) e a deputada estadual Janaina Paschoal (SP), têm enfrentado resistências.

Um episódio exemplar foi a tentativa de gravação de apoio do presidenciável ao candidato a governador João Doria (PSDB-SP), na sexta-feira.

Joice fez a intermediação com Bebianno e levou o tucano à casa de Marinho, no Rio. Bolsonaro, em acordo com o senador eleito Major Olímpio (SP), desafeto de Doria, deu o bolo no candidato.

Líder do PSL-SP, Olímpio já declarou voto no governador paulista, Márcio França (PSB). Segundo amigos, Janaina vem se queixando do que considera falta de diretrizes unificadas na campanha --de resto, uma marca do modus operandi de Bolsonaro ao longo do ano. A reportagem não conseguiu falar com ela sobre o tema.

TSE determina que Facebook e YouTube removam vídeos de Bolsonaro sobre 'kit gay'
Foto: Divulgação

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Carlos Horbach ordenou que o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) remova seis postagens no Facebook e no YouTube em que faz críticas ao livro “Aparelho Sexual e Cia.” e afirma que a obra integraria material a ser distribuído a escolas públicas na época em que Fernando Haddad (PT) comandava o Ministério da Educação.

Em um vídeo, o presidenciável afirma que o livro é uma “coletânea de absurdos que estimula precocemente as crianças a se interessarem pelo sexo” e é uma “porta aberta para a pedofilia”. Além disso, o candidato do PSL afirma que esse é “o livro do PT”.

Em nota, o Ministério da Educação (MEC) já afirmou que não produziu nem adquiriu ou distribuiu “Aparelho Sexual e Cia.”, esclarecendo que o livro é uma publicação da editora Companhia das Letras publicada em 10 idiomas.
“É igualmente notório o fato de que o projeto ‘Escola sem Homofobia’ não chegou a ser executado pelo Ministério da Educação, do que se conclui que não ensejou, de fato, a distribuição do material didático a ele relacionado. Assim, a difusão da informação equivocada de que o livro em questão teria sido distribuído pelo MEC gera desinformação no período eleitoral, com prejuízo ao debate político, o que recomenda a remoção dos conteúdos com tal teor”, concluiu Horbach.

Terça, 16 de Outubro de 2018 - 08:45

Vitória coloca ingressos a R$ 10 para jogo contra o Corinthians

por Glauber Guerra

Vitória coloca ingressos a R$ 10 para jogo contra o Corinthians
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

O Vitória encara o Corinthians, domingo (21), às 16h, no Barradão, em jogo válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. E com o objetivo de lotar o estádio, a diretoria do rubro-negro baiano decidiu fazer uma promoção. Um lote com 15 mil ingressos do setor de arquibancada serão comercializados por R$ 10. 

 

As vendas iniciam nesta terça-feira (16), a partir das 12h, nas bilheterias do Barradão e nas lojas oficiais no Capemi, Shopping Center Lapa e Shopping Paralela. 

 

A promoção é válida até quarta (17) ou enquanto durar o lote de 15 mil ingressos. 

 

Com 32 pontos, o Vitória ocupa a 16ª posição, enquanto o Corinthians tem 35 e aparece em 11º.

Derrotado nas eleições, deputado baiano aloca duas assessoras em gabinete
Foto: Divulgação

Faltando três meses e meio para terminar o mandato – sem falar no recesso parlamentar, de 22 de dezembro a 2 de fevereiro –, o deputado federal Erivelton Santana (Patriota), que não conseguiu sua reeleição, nomeou duas secretárias parlamentares.

Conforme publicação no Diário Oficial da União desta terça-feira (16), Erivelton, que obteve 22.209 votos no pleito deste ano, alocou Laís Silva da Silva, para o nível 16, e Tatiana Arcanjo Nascimento, para o nível 09.

MP-BA investiga se prefeitura se omitiu na fiscalização do Terminal de Plataforma
Foto: Divulgação/ Secom/ Max Haack

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) abriu inquérito para investigar se a Agência Reguladora e Fiscalizadora dos Serviços Públicos de Salvador (Arsal) se omitiu na obrigação de adequar o Terminal Marítimo de Plataforma aos parâmetros técnicos de segurança.

 

Além disso, o órgão quer apurar também se a Arsal se eximiu da responsabilidade de fiscalizar o estado das embarcações usadas na prestação do serviço. O procedimento foi instaurado pela 8ª Promotoria de Justiça da Cidadania da Capital.

 

A travessia Ribeira-Plataforma teve a operação suspensa em setembro do ano passado, poucas semanas após a tragédia com a lancha Cavalo Marinho I, que naufragou durante a travessia Mar Grande-Salvador, deixando 19 pessoas mortas.

 

O serviço ficou suspenso até setembro deste ano, sob a justificativa de que seria necessário fazer uma revisão e eventual adequação dos serviços prestados pelas embarcações aos parâmetros estabelecidos nas normas da Autoridade Marítima.

 

O terminal de Plataforma passou por reformas que incluem pintura, novo telhado e mudanças do píer para atender a cerca de 650 passageiros que circulam no local, diariamente.

Em reunião, Rui pede empenho para reduzir abstenções na BA e ajudar eleição de Haddad
Foto: Divulgação

Na primeira reunião com a base governista após ser reeleito, o governador Rui Costa (PT) pediu a deputados estaduais e federais do grupo que se empenhem, aqui no estado, na eleição de Fernando Haddad para a Presidência da República.

No encontro, ocorrido no Palácio de Ondina, o petista fez um apelo para que todos fossem a campo, mobilizando suas bases no interior, como prefeitos e vereadores, para garantir mais votos a Haddad. A estratégia é estimular as pessoas a irem às urnas, já que houve uma abstenção 20,74% no estado, o que representa um universo de mais de 2,1 milhões de eleitores que deixaram de votar. Além disso, 1.170.405 milhão (14,21%) daqueles que compareceram às urnas anularam o voto, enquanto 314.605 mil (3,82%) votaram branco. 

A avaliação é de que a eleição de Haddad é difícil, mas não impossível. Rui está preocupado com dificuldades que a Bahia pode viver nos próximos quatro anos, caso Jair Bolsonaro (PSL) seja eleito, porque é oposição a ele. Como Haddad e o governador são mesmo partido, a interlocução entre eles seria mais fácil. 

Além disso, Rui, o senador eleito Angelo Coronel (PSD) e o senador Otto Alencar (PSD) fizeram discursos de agradecimento pela eleição estadual. Coordenador da campanha de Haddad no segundo turno, o senador eleito Jaques Wagner (PT) não participou do encontro.

Feira: Uefs faz feira voltada a estudantes de fora da universidade
Foto: Divulgação

A Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) faz entre esta terça-feira (16) e quarta-feira (17) uma feira de graduação. A programação do evento terá palestras, mostras artísticas, oficinas e shows gratuitos. Conforme a instituição, o evento é voltado à apresentação e difusão de projetos e atividades desenvolvidos nos cursos de graduação por professores e estudantes.

 

Feito pela Pró-Reitoria de Graduação da Uefs (Prograd/Uefs), a feira também pretende estreitar a relação da universidade com a comunidade externa, que poderá conhecer as características dos cursos da instituição. O público alvo da feira são estudantes do ensino médio, que terão a oportunidade de interagir com os futuros colegas de graduação. A experiência também pode servir para que o visitante avalie melhor a escolha profissional que pretende fazer. Na feira, ainda está inclusa visita a estandes dos cursos da universidade e laboratórios.

Terça, 16 de Outubro de 2018 - 07:20

Oposição precisa juntar cacos e se reorganizar para sobreviver a partir de 2019 na Bahia

por Fernando Duarte

Oposição precisa juntar cacos e se reorganizar para sobreviver a partir de 2019 na Bahia
Foto: Joilson César / Ag. Haack / Bahia Notícias

O principal grupo de oposição ao governador Rui Costa (PT) terá muito trabalho para se reorganizar após o resultado das urnas na Bahia. Não apenas pelo resultado pífio de Zé Ronaldo (DEM), mas também pela retração das bancadas ligadas ao grupo na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). Além da perda de mandatos de caciques como José Carlos Aleluia (DEM), Benito Gama (PTB) e Antonio Imbassahy (PSDB). São diversos fatores que podem levar ao questionamento da liderança de ACM Neto (DEM), principal expoente desse agrupamento.

 

O prefeito de Salvador não pode se considerar inteiramente derrotado nas eleições de 2018, pois conseguiu eleger João Roma deputado federal. Roma era uma aposta pessoal de Neto, apesar de estar no PRB, e uma derrota do pernambucano seria uma pá de cal para o desempenho político do também presidente nacional do DEM.

 

Ainda que possa ter respirado um pouco com o resultado de Roma, ACM Neto saiu fragilizado das urnas. O desgaste, todavia, foi iniciado em abril, quando desistiu de ser candidato ao governo. Sem uma candidatura competitiva ao Executivo, o grupo acabou minguando e, para uma parcela generosa dos políticos, a culpa recai sobre o prefeito, que preferiu permanecer no cargo ao invés de se sacrificar para manter a base unida.

 

Rui era um páreo duro e os mais de 75% dos votos indicam que a derrota do adversário dele aconteceria independente de quem fosse o adversário. No cenário de devaneios possíveis, ACM Neto poderia até representar um risco à reeleição do petista, mas ainda assim dificilmente bateria Rui nas urnas. Provavelmente essa foi uma das razões que levou o gestor de Salvador a permanecer no posto.

 

Mesmo que tenha pesado bastante o resultado político dessa decisão, ACM Neto possivelmente não contava com o esfacelamento do seu arco de alianças ainda antes das urnas se abrirem. Foram sucessivos desgastes, como a formação da chapa majoritária, a fragmentação das chapas proporcionais e o anúncio de apoio a Jair Bolsonaro por Zé Ronaldo antes do primeiro turno.

 

Essa sinalização do candidato do DEM, inclusive, pareceu um aceno do dirigente do partido para o apoio no segundo turno, confirmado pelo próprio ACM Neto na última semana. No entanto, está longe de ser uma “tábua de salvação”, como chegaram a ironizar adversários. Porém a associação entre ACM Neto e Bolsonaro é muito mais pragmática do que programática e os riscos devem ter sido milimetricamente medidos. 

 

Uma coisa é certa: ACM Neto saiu menor das eleições de 2018. E precisa arrumar os farrapos restantes do seu grupo político para manter vigor nas urnas em 2020 e, consequentemente, se capitalizar para então disputar o Palácio de Ondina, dois anos depois. Do contrário, o arco liderado pelo PT pode engolir de maneira definitiva o resquício de oposição que ameaçou ser soerguido após 2016.

 

Este texto integra o comentário desta terça-feira (16) para a RBN Digital, veiculado às 7h e às 12h30, e para as rádios Excelsior, Irecê Líder FM, Clube FM e RB FM.

Cid Gomes cria saia justa ao cobrar 'mea culpa' do PT e dizer que sigla 'criou' Bolsonaro
Foto: Reprodução / Youtube

O senador eleito pelo Ceará Cid Gomes criou uma saia justa nesta segunda-feira (15) ao dizer em Fortaleza, durante um evento de apoio a Fernando Haddad, que o PT deveria fazer um "mea culpa". O irmão de Ciro Gomes disse, ainda, que o partido "criou" Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência.

Ao lado do governador reeleito do Ceará, Camilo Santana (PT), Cid Gomes também disse que o PT vai perder "feio" a eleição presidencial e, segundo ele, isso é "bem feito" porque petistas fizeram "muita besteira".

De acordo com ele, alguns integrantes do partido se acham "donos da verdade" e acreditam que "os fins justificam os meios".
 

Terça, 16 de Outubro de 2018 - 06:40

TSE desenvolve aplicativo para mesários comunicarem problemas com urnas

por Letícia Casado | Folhapress

TSE desenvolve aplicativo para mesários comunicarem problemas com urnas
Foto: Divulgação

O ministro Raul Jungmann (Segurança Pública), disse nesta segunda (15) que o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) está desenvolvendo um aplicativo para os mesários conseguirem se comunicar em tempo real com a Justiça Eleitoral no segundo turno das eleições, marcado para 28 de outubro.

Segundo ele, o objetivo é fazer com que "toda e qualquer denúncia contra as urnas possam ser comunicadas ao juiz eleitoral e também aos órgãos de segurança para que, se for necessário, abram investigação".

Pelo aplicativo, o mesário vai conseguir se comunicar imediatamente com a Justiça Eleitoral e com os órgãos de segurança.

"É uma forma de responder com velocidade a toda e qualquer denúncia que venha a ser feita e que possa ser rapidamente apurada", afirmou. "É preciso ter a velocidade necessária para tirar qualquer tipo de dúvida", acrescentou.

A iniciativa ocorre depois de o TSE ter sido inúmeras vezes criticado por eleitores, que levantaram suspeitas sobre a segurança da urna eletrônica durante a votação do primeiro turno, em 7 de outubro.

Ele disse que a preocupação das autoridades é tirar qualquer tipo de dúvida do eleitor e apurar todas as denúncias de fraude, assim como resolver problemas mecânicos das urnas.

Assim, destacou, a meta é "ter o máximo de atendimento e a máxima resposta a todo e qualquer eleitor que, ao sentir que teve um problema ou entender que houve fraude, que a gente possa apurar e resolver".

Jungmann ressaltou que a proliferação de fake news é uma realidade com a qual a sociedade precisa lidar, mas que se torna um problema quando a notícia falsa induz e simula uma fraude que não existe.

"Se a fraude existe, deve ser denunciada. Agora, o que não pode ser aceitável é criar fake news para induzir a fraude", afirmou.

Na noite desta segunda, Jungmann participou de uma reunião organizada pela presidente do TSE, ministra Rosa Weber, com o diretor-geral da PF, Rogério Galloro, e o secretário nacional de Segurança Pública, Brigadeiro João Tadeu Fiorentini, além de técnicos do TSE.

Os ministros pretendem anunciar uma orientação conjunta para auxiliar os mesários sobre como proceder em caso de denúncia contra urnas eletrônicas no dia da votação.

"É a integração da Justiça Eleitoral com os órgãos de segurança", destacou Jungmann.

Durante o segundo turno, o TSE vai disponibilizar servidores da área técnica aos dois centros que monitoram a segurança das eleições para ajudar a identificar com maior rapidez informações falsas e permitir que o tribunal as desminta publicamente com celeridade.

"Toda e qualquer decisão será tomada com maior velocidade", afirmou.

Antes de se reunir com Jungmann, Rosa Weber fez uma videoconferência com presidentes dos TRE (tribunais regionais eleitorais) para fazer um balanço do primeiro turno das eleições.

Terça, 16 de Outubro de 2018 - 00:00

Câmara: Vereadores pressionam para que Prates seja 'fiador' do próximo presidente

por Guilherme Ferreira

Câmara: Vereadores pressionam para que Prates seja 'fiador' do próximo presidente
Foto: Guilherme Ferreira / Bahia Notícias

A indecisão dos vereadores de Salvador sobre quem apoiar na eleição para presidência da Câmara pode colocar um peso nas costas do presidente da Casa, Leo Prates. Ele já se reuniu com alguns dos integrantes do Legislativo municipal e, segundo pessoas com conhecimento das conversas, vem demonstrando preocupação com os diálogos.

 

A expressiva maioria dos vereadores com quem Leo Prates já conversou estaria esperando o atual presidente da Câmara indicar quem é o melhor nome para ser seu sucessor. No entanto, ele não gostaria de direcionar o voto dos vereadores para não ser eventualmente responsabilizado caso o novo desagrade o restante da Casa.

 

Na última semana, Leo Prates deu início a uma série de conversas com os vereadores de Salvador para sondar qual o nome mais apoiado entre eles e tentar articular uma candidatura única. Mas, pelo menos na maior parte das primeiras conversas, a responsabilidade de apresentar um nome vem ficando na conta do atual presidente da Câmara, de acordo com pessoas próximas da situação.

 

Nesta segunda-feira (15), uma reunião do Colégio de Líderes definiu que a eleição para a presidência da Câmara vai acontecer no dia 19 de dezembro, daqui 65 dias. A partir do próximo ano, Leo Prates, vai assumir o mandato de deputado estadual na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) e não vai acompanhar diariamente a gestão de seu sucessor. Indicado por ele - como querem os vereadores -, ou não.

Sem Ribeiro como opção, oposição na AL-BA tem dificuldade para encontrar novo líder
Foto: Reprodução / AL-BA

Considerada uma das piores derrotas da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) nas eleições deste ano, o insucesso nas urnas de Luciano Ribeiro (DEM), líder do bloco, abriu um horizonte de incertezas dentro da bancada. Até agora, não existem novos pretendentes para a vaga. 

 

Nenhum dos caciques da minoria citados como possíveis sucessores manifestou interesse em ocupar a cadeira do ex-prefeito de Caculé e assumir a chefia do projeto de oposição ao governador Rui Costa (PT) na Casa Legislativa. O movimento é o contrário: cada vez mais deputados estaduais experientes indicados rechaçam a liderança da minoria. 

 

Citado pelo próprio Luciano Ribeiro como um bom substituto após o fim do seu mandato, o deputado estadual reeleito e ex-líder da minoria, Sandro Régis (DEM), afastou a ideia. “Temos outros nomes na bancada para isso. Deputados estaduais experientes como Pedro Tavares (DEM) que não tiveram essa oportunidade. Nesse momento de renovação em que entraram tantos nomes novos na AL-BA, prefiro que escolham alguém novo”, falou. 

 

Segundo um deputado estadual ouvido pelo Bahia Notícias, a falta de um horizonte para o grupo gera o atual desinteresse pela cadeira e a insatisfação de parlamentares, sobretudo tucanos. “Vamos fazer oposição a quê? Ser líder para quê? Qual o projeto que a oposição tem hoje para a Bahia nos próximos quatro anos? Se votarem em mim para líder da bancada, eu recuso”, comentou o deputado da minoria que preferiu não se identificar. 

 

A reclamação é que a oposição ficou sem “norte” após o domingo de eleição (7). O motivo foi dado como razão pela qual o tucano Carlos Geilson (PSDB), que há 20 anos faz parte da base de Zé Ronaldo em Feira de Santana, escolheu migrar para o lado de Rui Costa (PT) (veja aqui). 

 

Outro citado como um provável líder para a minoria na AL-BA no próximo ano, o deputado Targino Machado (DEM) também passou a bola e destacou que já lidera o bloco ao seu modo. “Líder da oposição eu já sou. Quem me acompanha vê isso nas minhas falas e posicionamentos. Não existe insatisfação com o prefeito ACM Neto e com os condutores, mas também essa liderança não está nos meus planos”, destacou. 

 

No geral, o discurso dos deputados cotados para a vaga converge para dois argumentos: o novo líder deverá ser alguém que está chegando na Casa e ainda é muito cedo para discutir o assunto.  A oposição elegeu 16 parlamentares nas eleições estaduais deste ano, mas ainda deve perder mais cadeiras para a base do governador Rui Costa (PT). Os deputados Tum (PSC) e Júnior Muniz (PHS) oficializaram a mudança de posicionamento (veja aqui e aqui).

Histórico de Conteúdo