Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Pesquisa Ipespe: Lula lidera disputa eleitoral com 12 pontos à frente de Bolsonaro 
Foto: Ricardo Stuckert/PT

A Pesquisa XP/Ipespe divulgada nesta sexta-feira (20) mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), lidera as intenções de voto na disputa presidencial com 44% das intenções. O presidente Jair Bolsonaro (PL) aparece com 32%.

 

Lula e Bolsonaro mantiveram a mesma pontuação em relação à pesquisa anterior do instituto, publicada no dia 13 de maio.

 

Seguido de Bolsonaro aparecem o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 8%, e o ex-governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 4%. Doria oscilou um ponto para mais, dentro da margem de erro, de 3,2 pontos.

 

O deputado federal André Janones (Avante) e a senadora Simone Tebet (MDB) registraram apenas 2%. Felipe d’Avila (Novo), Vera Lúcia (PSTU) e Eymael (DC) não pontuaram ? embora tenham sido citados, não chegaram a 1%.

 

Brancos, nulos ou que não votariam em nenhum dos candidatos somam 6%. Os indecisos representam 2% dos entrevistados.

 

De acordo com a pesquisa, Luciano Bivar (União Brasil) não foi incluído no resultado final. Ele estava na lista, mas não foi citado por nenhum respondente. Nos dois últimos levantamentos do Ipespe, ele não pontuou.

 

O levantamento ouviu por telefone 1.000 eleitores entre 16 e 18 de maio. A pesquisa, encomendada pela XP Investimentos, foi registrada na Justiça Eleitoral com o número BR-08011/2022. A margem de erro máximo estimada é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95,5%. Ou seja, se 100 pesquisas fossem realizadas, ao menos 95 apresentariam os mesmos resultados dentro desta margem.

 

Os percentuais que não totalizam 100% são decorrentes de arredondamento ou de múltiplas alternativas de resposta.


 

Sexta, 20 de Maio de 2022 - 10:20

Taperoá: Após temporal com vento forte e granizo, prefeitura decreta emergência

por Francis Juliano

Taperoá: Após temporal com vento forte e granizo, prefeitura decreta emergência
Foto: Reprodução / Sudec

Devido aos estragos provocados por um temporal (ver aqui), a prefeitura de Taperoá, no Baixo Sul, decretou estado de emergência. A medida foi divulgada nesta quinta-feira (19) e tem prazo de vigência de 180 dias.

 

Pelo decreto da prefeita Kitty Guimarães (PP), fica autorizado a autoridades e a agentes da defesa civil a entrar em residências para prestar socorro e determinar a evacuação dos imóveis em caso de necessidade. A medida também autoriza a convocação de voluntários e a realização de campanhas de arrecadação de recursos para reforçar as ações de resposta ao desastre.

 

Todas secretarias municipais também devem estar empenhadas nos trabalhos. Por conta do temporal da tarde da quarta-feira (18) houve queda de árvores, rachaduras em diversas moradias, além de destruição de prédios e de equipamentos públicos.

 

Segundo a prefeitura, o temporal, com ventos fortes e granizo, ocorreu por volta das 16h30 e durou quase 15 minutos.

Sexta, 20 de Maio de 2022 - 10:10

Bruno Reis anuncia convocação de 57 novos Guardas Municipais

por Bruno Leite / Anderson Ramos

Bruno Reis anuncia convocação de 57 novos Guardas Municipais
Foto: Bruno Leite / Bahia Notícias

O prefeito Bruno Reis anunciou na manhã desta sexta-feira (20) a convocação de 57 novos Guardas Municipais que passaram no último concurso. Segundo o gestor, a meta de contratação já foi superada e mais nomeações podem surgir.

 

“Nosso compromisso inicial que era ter 100 efetivos, agora são 150 e com esse 57 nós vamos chegar a 211 convocados, o que significa quatro vezes mais do que estavam no edital, que eram de 50 vagas”, afirmou o prefeito.

 

O chefe do Executivo da capital baiana fez o anúncio durante a sanção do Plano de Cargos e Vencimentos da Guarda Civil Municipal, no Palácio Thomé de Souza. O projeto foi aprovado pela Câmara de Vereadores de Salvador na última terça-feira (17) (lembre aqui).

 

O Planopromove a adequação com a Lei 13022/14, que é o Estatuto Geral das Guardas Civis Municipais, criada em agosto de 2014 pela então presidente Dilma Rousseff (PT). As exigências da legislação deveriam entrar em vigor em até dois anos após a publicação.

Dupla suspeita de roubos a bares e restaurantes morre em confronto com a polícia
Foto: Divulgação / SSP-BA

Dois homens suspeitos de participação em assaltos a bares e restaurantes foram mortos em confronto com a polícia na madrugada desta sexta-feira (20), no bairro do Imbuí.

 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, os criminosos utilizavam um veículo modelo Corsa, placa NTK 4556, quando foram alcançados, na Avenida Jorge Amado. A dupla não obedeceu a ordem de parada e ainda atirou contra policiais militares da Rondesp Atlântico. No confronto, os dois assaltantes acabaram feridos. Eles foram socorridos para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiram. 

 

Com os suspeitos foram apreendidos dois revólveres calibres 38 e 32, munições, dois smartphones, R$ 174 e um relógio, além do automóvel.

Sexta, 20 de Maio de 2022 - 09:45

Turbilhão Feminino: a saga dos quase três anos

por Fernanda Barros

Turbilhão Feminino: a saga dos quase três anos
Foto: Divulgação

Falta pouco para este projeto completar três anos e não tem como não voltar no tempo e lembrar o que me motivou criar e manter ele até aqui. Antes da primeira publicação em julho de 2019 muito se reuniu, pensou e desenhou, até que fosse criado a conta do Instagram.

 

Muitas ideias foram criadas desde então, inúmeros quadros que trouxeram e trazem conteúdos sobre Futebol Feminino. Quadros que agradaram alguns e desagradaram outros (o que é natural), como foi com “Edição Especial Clubes”, que em 2021 trouxe a cada semana conteúdos sobre determinado time e entrevistas com jogadoras e profissionais dos clubes destacados naquela semana.

 

Logo de cara causou muita estranheza ter muito de um time no feed, mas cada conteúdo era (e ainda é) pensado e estudado com carinho, cuidado e responsabilidade! Algum tempo depois foi criado o que depois chamaríamos de TFF em Campo... ah, esse realmente foi desafiador!

 

Foi desafiante porque antes de cada programa nos reuníamos e pensávamos em tudo: entrevistados, rodadas, gols, defesas, detalhes que chamassem atenção. Foi se descobrindo no fazer do dia a dia o que funcionava e o que não funcionava. E por falar em não funcionava, esse programa fazia muitas análises técnicas e muitos desses momentos se tornaram polêmicos, polêmicas que geraram reuniões e me fazem até hoje refletir o meu lugar neste espaço!

 

O porquê da reflexão? Talvez seja essa linha tênue entre o comentário que provoca alvoroço e causa mal-estar, mas também é visto positivamente. Como (até então) Diretora, posso assegurar a você que está lendo este texto que todo esse tempo fui fiel ao nosso objetivo: difundir e divulgar o Futebol Feminino Brasileiro dando espaço e visibilidade as atletas e demais profissionais envolvidos.

 

O Sócia Atleta é o nosso “carro chefe” como gosto de chamar porque foi o primeiro quadro criado e aconteceu ali em 2019 quando tive a oportunidade de acompanhar a preparação do Bahia no Campeonato Baiano Feminino do mesmo ano. Mas os outros quadros tem extrema importância, porque nos dá experiência e oportunidade para chegar cada dia mais perto do que foi proposto na criação deste Projeto.

 

Esta parceria Bahia Notícias - Turbilhão Feminino é essa experiência e oportunidade. De ter um espaço para valorizar e divulgar o Futebol Feminino. Eu errei quando não poderia ter errado, mas jamais com a intenção de ferir, diminuir ou machucar, peço desculpas por isso.

 

Escrevo hoje aqui para agradecer a cada pessoa que esteve presente nestes quase três anos, seja você atleta, profissional, torcida ou colaboradores do Turbilhão. Que essa intensidade vivida esse tempo traga cada vez mais experiência para disponibilizar o melhor trabalho possível.

 

Que venham mais e mais temporadas para o Turbilhão e minha eterna gratidão às pessoas envolvidas!  

Após 13 anos, Marta Lan anuncia saída do Filhos de Jorge: 'A música continua em mim'
Foto: Reprodução/Instagram

A vocalista da banda Filhos de Jorge, Marta Lan, apareceu em um vídeo emocionante da banda nesta sexta-feira (20), se despedindo do grupo após 13 anos de participação. 

 

Em um vídeo no Instagram, Marta apareceu emocionada para agradecer aos fãs e colegas de banda e foi homenageada pelo grupo. 

 

“Me lembro até quando eu tô falando aqui com vocês do primeiro show que eu fiz com os Filhos de Jorge. Eu quero agradecer muito, toda alegria, toda emoção, toda energia que vocês passaram para mim. Tanta coisa boa que eu vivi nesses 13 anos, que eu vou levar para mim para o resto da minha vida eu quero agradecer vocês”, iniciou Lan. 

 

A cantora ainda se declarou para os colegas de banda. “Quero agradecer também aos meus irmãos, a minha família Filhos de Jorge! A cada um de vocês que nesses 13 anos me abraçaram, a cada cantor que passou por aqui, a cada voz que passou por aqui que também me abraçou e que cantou ao meu lado. Eu sou filha de Jorge”, disse. 

 

Marta disse que um novo ciclo se inicia e que os fãs podem esperar surpresas. “Você que me acompanha, que me acompanhou esses anos todos nos filhos de Jorge: continue acompanhando porque a música está em mim, a música continua em mim, faz parte da minha vida e você pode ter certeza que eu estarei aqui para mostrar isso para vocês”, afirmou. 

 

Arthur Ramos, um dos vocalistas da banda, se declarou para Marta nos comentários. "Obrigado por toda parceria e carinho que você me deu quando cheguei por aqui. Nosso Amigo estará sempre conosco, Ele é força e guia os nosso caminhos", escreveu. 

 

"Gratidão por tudo! Estamos juntos, que Deus abençoe sua vida e que te cubra de felicidades em sua nova caminhada! Filhos de Jorge estará sempre com você", disse Gileno Gomes, criador da banda. "Obrigado por tudo, minha cantora!", completou o cantor Dan Vasco. 

 

Itabuna: Ex-presidente de Associação Comercial morre vítima da Covid-19
Foto: Reprodução / TV Santa Cruz

Um empresário natural de Itabuna, no Sul, morreu nesta quinta-feira (19) vítima de complicações da Covid-19. Antônio Moisés Ribeiro Santos, de 78 anos, foi fundador da loja "Moisés materiais para construção" e também presidente da Associação Comercial e empresarial de Itabuna entre 1985 e 1987.

 

Além de Itabuna, a empresa também tinha filial em Ilhéus, na mesma região. Conforme o G1, o empresário estava há internado no Hospital Aliança, em Salvador. O sepultamento deve ocorrer nesta sexta-feira (20) na capital baiana.

 

Em nota, a prefeitura de Itabuna lamentou a morte do empresário e prestou solidariedade aos familiares e amigos do itabunense.  

 

“Neste momento de dor e saudade, o prefeito Augusto Castro pede a Deus que conforte os familiares de Moisés Ribeiro e receba sua alma com alegria na morada eterna”, disse o prefeito Augusto Castro.

Com BN Autos você pode vender seu veículo de forma prática e segura
Foto: Divulgação

Inicialmente você precisa realizar o seu cadastro no nosso site www.bnautos.com.br. Na área "Anuncie seu carro”, basta preencher as informações solicitadas e, ao finalizar, seu veículo estará disponível para quem buscá-lo em nossa plataforma. 

Uma taxa é cobrada pelo BN Autos para que os veículos sejam anunciados, mas o valor é mais baixo que o de outras plataformas, e seu anúncio ficará disponível até que você consiga vendê-lo.

 

Entre as opções disponíveis em nosso site, está um HYUNDAI HB20 1.6 R SPEC 16V FLEX 4P MANUAL , cor azul, ano 2016/2017.Todas as informações de contato estão disponíveis na nossa plataforma.

 

Além desse modelo, outros veículos de diversas faixas de preço estão disponíveis. Você pode buscá-los em nosso site ou acompanhar o nosso Instagram, @bnautos_

Aposta da Vasco da Gama é sorteada na Quina e ganhador leva R$ 13,4 mi para casa
Foto: Reprodução / Google Street View

Uma aposta de Salvador ganhou sozinha os cinco números da Quina sorteada nesta quarta-feira (18). O sortudo ou sortuda fez a "fezinha" numa lotérica da Avenida Vasco da Gama e levou o prêmio de R$ 13.401.605,74. As dezenas sorteadas foram: 06, 14, 39, 68, 72.

 

Outros quatro ganhadores da Quadra também fizeram apostas na Bahia. Os sorterios premiaram jogos em Alagoinhas, Amargosa, Barreiras e Madre de Deus. Três dos bilhetes foram de apostas simples, premiados com R$ 7.601,74.

 

O bilhete de Amargosa foi um bolão de sete cotas, com prêmio de R$ 38.008,67. Segundo o G1, ao todo, o concurso premiou: 

 

  • 79 apostas com quatro acertos ganharam R$ 7.601,74
  • 6.919 apostas com três acertos levaram R$ 82,66
  • 174.867 apostas com dois acertos ficaram com R$ 3,27
Mais de 12 mil raios atingiram Bahia em 1 dia, informa balanço
Foto: Divulgação / Grupo Neoenergia

Só na última quarta-feira (18) a Bahia registrou mais de 12 mil descargas elétricas. Os dados são da base de dados do site Climatempo e foram divulgados nesta quinta-feira (19) pela Coelba, terceirizada que atua no serviço de energia no estado.

 

A empresa informou que nas cidades que registraram temporais houve aumento de serviços, caso de cidades do Extremo Sul (ver aqui e aqui), além de Feira de Santana (clique aqui), e Taperoá (veja aqui) e Valença, no Baixo Sul do estado.

 

Em nota, a empresa informou que 65% dos problemas de interrupção de energia já foram normalizados. Ainda segundo a Coelba, além dos raios, a adversidade climática, com rajadas de ventos de maior intensidade e fortes chuvas, aumentam a incidência de objetos e vegetações de grande porte sobre a rede elétrica, além de obstruir e alagar vias de acessos a bairros e municípios. A empresa orienta que em caso de raios, o usuário deve:
 

DICAS DE SEGURANÇA
 
- Não ligar equipamentos elétricos se estiver molhado ou descalço;
 
- Desconectar das tomadas os aparelhos eletrônicos que não estiverem sendo usados;
 
- Evitar o contato caso as paredes da casa/edificação estejam úmidas e não ligar equipamentos elétricos em tomadas instaladas em paredes úmidas. Elas são potenciais fontes de choques e mau funcionamento de equipamentos;
 
- Evitar ficar em áreas descampadas (abertas) como campos de futebol, piscina, lagos, lagoas, praias, árvores, postes, mastros e locais elevados. Recomenda-se ficar dentro de casa ou em local abrigado durante a chuva;
 
- Procurar não ficar sob as árvores e/ou estruturas metálicas durante temporais com raios e, em casa, evite o contato com objetos com estrutura metálica como fogão ou canos, sobretudo se a casa estiver em campo aberto;
 
- Não realizar serviços em locais onde o risco de exposição aos raios seja maior, a exemplo de instalação ou manutenção de antenas de TV;
 
- Só instalar, desligar ou remover antenas se o tempo estiver bom. Se a antena cair sobre a rede ou próximo a ela, nunca tente segurá-la ou recuperá-la;
 
- Caso encontrar um fio caído, jamais se aproximar dele. Ligue imediatamente para a Neoenergia Coelba pela central gratuita 116.

Fala Povo: População segue insatisfeita com preço cobrado pelos combustíveis
Foto: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias

Em meio a constante alta no preço dos combustíveis na Bahia, a promessa é de que a Refinaria de Mataripe, em Candeias, reduza o valor praticado na venda aos seus distribuidores. Outra alternativa defendida pelo prefeito Bruno Reis (União) é de que o governo do Estado reduza o ICMS cobrado sob os combustíveis. 

 

Essa possibilidade já foi colocada como distante pelo governador Rui Costa (PT). Em meio ao imbróglio, motoristas por aplicativo e taxistas tem enfrentado dificuldades para rodar com os carros. Já o cidadão que utiliza o veículo para se locomover tem pensado alternativas e abastecido cada vez mais em menor quantidade.

 

O prefeito diz que as conversas sobre o assunto estão paradas (veja aqui). Enquanto isso, o consumidor segue pagando um preço alto para poder abastecer e rodar pela cidade. O Bahia Notícias foi às ruas para saber a opinião do cidadão sobre o assunto. No FalaPovo desta semana o pedido da população é de que os gestores pensem medidas para reduzir os valores cobrados na bomba. 

 

Sexta, 20 de Maio de 2022 - 08:20

Governo adia decisão sobre reajustes e parcela corte no Orçamento

por Idiana Tomazelli e Marianna Holanda | Folhapress

Governo adia decisão sobre reajustes e parcela corte no Orçamento
Foto: Ministério da Economia

O governo adiou a decisão final sobre os reajustes ao funcionalismo, diante do impasse envolvendo a promessa do presidente Jair Bolsonaro (PL) de aumento mais generoso às carreiras policiais em ano eleitoral, e parcelou o corte no Orçamento deste ano.
 

Em sua live semanal, o chefe do Executivo mencionou a necessidade de fazer um bloqueio de quase R$ 10 bilhões. No início da noite desta quinta-feira (19), um número que circulava entre técnicos do governo era o de um corte de R$ 8,7 bilhões.
 

O valor final ainda precisa ser validado pela JEO (Junta de Execução Orçamentária), formada pelos ministros Ciro Nogueira (Casa Civil) e Paulo Guedes (Economia).
 

Segundo pessoas do governo, a decisão é adiar para julho um bloqueio adicional de cerca de R$ 5 bilhões para acomodar o impacto do reajuste de 5% a todos os servidores e de um aumento diferenciado para policiais.
 

Ao dividir o corte em duas fases, o governo evita impor agora uma restrição mais severa aos ministérios, que têm suas verbas discricionárias (que incluem custeio e investimentos) reduzidas sempre que há alta nas despesas obrigatórias.
 

Há o entendimento de que Bolsonaro pode encaminhar ao Congresso os projetos de lei que tratam dos reajustes e sancioná-los após a aprovação dos parlamentares sem ter uma reserva prévia no Orçamento para o aumento de despesa.
 

A única condição, de acordo com esses técnicos, é que todas as etapas até a publicação das leis ocorram até o início de julho —quando passa a vigorar a proibição da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) de aumento de gasto com pessoal nos últimos 180 dias do mandato.
 

Como mostrou o jornal Folha de S.Paulo, o governo calculava precisar de um bloqueio de cerca de R$ 15 bilhões para compensar o crescimento de despesas obrigatórias e também os reajustes. Outros R$ 2 bilhões seriam necessários para cobrir reajustes nos demais poderes.
 

"O Orçamento é pequeno. Em dando 5% [de reajuste], vão ser R$ 17 bilhões", afirmou o presidente.
 

Nos últimos dias, porém, as discussões sobre como ficarão as remunerações do funcionalismo foram marcadas por idas e vindas. Bolsonaro quer um tratamento diferenciado para servidores da segurança pública, ideia que enfrenta resistências dentro do primeiro escalão do governo pelo risco de insatisfação das demais categorias.
 

Dada a indefinição e o prazo exíguo —o relatório de avaliação do Orçamento precisa ser divulgado nesta sexta-feira (20)—, a opção dos técnicos foi deixar para incorporar o impacto dos reajustes no relatório que será apresentado até 22 de julho.
 

Os cálculos internos apontam que o Executivo precisa de mais R$ 4,6 bilhões para conseguir bancar o reajuste linear de 5% para todos os servidores. O custo total da medida é de R$ 6,3 bilhões, mas o Orçamento já tem uma reserva de R$ 1,7 bilhão.
 

Caso haja uma reestruturação pontual das carreiras da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e do Depen (Departamento Penitenciário), haverá um impacto adicional de R$ 300 milhões a R$ 400 milhões.
 

Bolsonaro quer conceder um reajuste maior para as carreiras de segurança para atender a uma promessa feita ao grupo, que compõe sua base eleitoral. Nas pesquisas de intenção de voto pela disputa pelo Palácio do Planalto, ele aparece em segundo lugar, atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).
 

O desejo original do presidente era contemplar todas as corporações, mas, diante da forte restrição de recursos, as discussões mais recentes indicam que o governo deve focar apenas na PRF e no Depen, que têm menores salários que a PF (Polícia Federal).
 

A proposta que mais ganhou força nos últimos dias é fazer uma reestruturação para equiparar os salários dos agentes da PRF aos da Polícia Federal, além de atender ao Depen.
 

Além de Bolsonaro ter auxiliares que pertencem à PRF, o aceno à corporação também é atribuído à proximidade com o presidente, uma vez que são esses policiais que fazem a segurança em motociatas, entre outras funções.
 

Pessoas do governo também afirmam que está em elaboração o decreto presidencial que vai autorizar a nomeação de mais 625 agentes da PF e outros 625 da PRF. O recurso para essa medida, porém, já está previsto no Orçamento e não exigirá cortes adicionais.
 

Permanece, porém, o temor no primeiro escalão do governo de que o aceno diferenciado inviabilize a estratégia de aplacar os ânimos do funcionalismo com o reajuste de 5%. Há categorias em greve, como a dos servidores do Banco Central, e outras que adotaram uma espécie de operação tartaruga para pressionar por maior remuneração.
 

"Tem várias propostas, por exemplo, não vou dizer que vai acontecer. Querem atender ali o policial rodoviário federal para chegar no mesmo nível do agente da Polícia Federal. Não é o delegado, é o agente. Uma pequena subida no teto deles, em torno de R$ 1.500 [de aumento], bem como o pessoal do Depen, que tá ganhando bem lá embaixo e mexe com gente de altíssima periculosidade. Se eu não me engano tá na ordem de R$ 6.000, R$ 7.000 o topo da carreira deles, a ideia é dar 50%", disse o presidente.
 

"Daí vem um problema, é o que pode ser feito agora. Várias outras categorias dizem 'olha, se for dar 10% para o policial rodoviário federal e 30% para o pessoal do Depen, a minha categoria que eu represento, que já ganha R$ 30 mil, eu também quero 30%, se não eu paro o Brasil'. É esse o impasse que está acontecendo", acrescentou.
 

No corte a ser anunciado nesta sexta, a maior pressão vem das RPVs (requisições de pequeno valor), condenações sofridas pela União no valor de até 60 salários mínimos, e das sentenças judiciais. Segundo as estimativas, o aumento líquido é de R$ 4,3 bilhões.
 

Embora o Congresso Nacional tenha aprovado no ano passado um subteto para os precatórios, que alcança também essas RPVs, técnicos ouvidos pela reportagem informaram que o limite é aplicado na elaboração do Orçamento.
 

Caso a projeção da despesa com sentenças suba no decorrer do ano, como é o caso agora, o governo precisa suprir essa necessidade com um corte em outros gastos não obrigatórios. Não é possível cortar os outros precatórios já contabilizados no subteto.
 

Também será preciso ampliar em R$ 2,5 bilhões a previsão de recursos do Plano Safra, que financia os produtores das lavouras. A verba bancaria a reabertura das operações do período 2021/2022 e o lançamento do Plano 2022/2023, em julho.
 

Os técnicos também mapearam a necessidade de aumentar em R$ 2 bilhões a verba para o Proagro, programa de garantia para financiamentos no setor rural.
 

Há ainda um aumento de R$ 1,9 bilhão na previsão de despesas com o pagamento do abono salarial —espécie de 14º salário pago a trabalhadores com carteira assinada e que ganham até dois salários mínimos— e de R$ 0,9 bilhão no BPC (Benefício de Prestação Continuada).
 

Algumas poucas despesas devem registrar recuo, de forma que o saldo do impacto nas obrigatórias fique abaixo dos R$ 10 bilhões.
 

Os cortes resultarão em um forte aperto nas despesas discricionárias das pastas, que incluem o custeio administrativo e os investimentos.
 

Isso porque, segundo relatos nos bastidores, Bolsonaro quer blindar as emendas de relator, instrumento usado pelo Congresso para irrigar suas bases eleitorais com recursos federais sem seguir princípios de transparência ou equidade na distribuição da verba.
 

O Orçamento de 2022 foi aprovado com uma verba de R$ 16,5 bilhões para as emendas de relator. Desse valor, R$ 1,7 bilhão foi bloqueado em março para acomodar um aumento em despesas obrigatórias.
 

Técnicos coletaram informações sobre a baixa execução das emendas de relator —até agora, apenas R$ 200 milhões foram executados, o equivalente a cerca de 1,3% da dotação autorizada. Portanto, do ponto de vista operacional, faria sentido remanejar os recursos e evitar um colapso nas pastas que já estão com a despesa bastante comprimida.
 

No entanto, em ano eleitoral e sob forte pressão de aliados, a orientação do presidente é passar longe dessas verbas na hora de aplicar o corte no Orçamento.
 

*
 

NOVAS DESPESAS QUE O GOVERNO TENTA ENCAIXAR NA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA DE 2022:
 

Reajuste para servidores (de 5% para todos, podendo ser ainda mais para policiais): R$ 4,6 bilhões, pelo menos
 

Sentenças judiciais (aumento dos valores cobrados da União por tribunais): R$ 4,3 bilhões
 

Plano Safra (necessidade de ampliação para bancar operações de empréstimo para setor agrícola): R$ 2,5 bilhões
 

ProAgro (necessidade de ampliação para programa de garantia para financiamentos no setor rural): R$ 2 bilhões
 

Abono salarial (aumento na demanda de despesas com o pagamento, espécie de 14º salário para trabalhadores formais que ganham até dois salários mínimos): R$ 1,9 bilhão
 

Benefício de Prestação Continuada (aumento na demanda do pagamento a portadores de deficiência e idosos carentes): R$ 0,9 bilhão

'Terceiro Turno': O caos no transporte público e os possíveis impactos nas eleições
Arte: Paulo Victor Nadal

Não é exagero dizer que o sistema de ônibus de Salvador é um dos maiores problemas que os moradores da cidade enfrentam no seu dia-a-dia. As reclamações são as mais variadas possíveis, que vão desde atraso, queixas sobre o trajeto, violência e claro, o preço da tarifa.

 

Mas esse problema não vem de agora. Vários gestores tentaram dar um jeito para tentar descascar esse gigantesco abacaxi, mas no final das contas nenhum deles obteve muito sucesso na missão.

 

O que já estava ruim piorou ainda mais com a pandemia provocada pela Covid-19, que causou uma queda brusca na arrecadação e trouxe o risco real de colapso. O Terceiro Turno desta semana debate a crise no transporte público em Salvador e os possíveis impactos deste assunto nas eleições deste ano.

 

Com edição de Paulo Victor Nadal, o podcast está disponível no nosso site todas as sextas-feiras, sempre às 8h10, e nas principais plataformas de streaming: SpotifyDeezerApple Podcasts, Google PodcastsCastbox e TuneIn.

Tiago Leifert diz que não voltaria ao Globo Esporte: 'Sofri muito'
Foto: Reprodução/TV Globo

O ex-apresentador do Big Brother Brasil, Tiago Leifert, comentou sobre seu futuro na televisão brasileira e admitiu que não tem a intenção de voltar ao Globo Esporte. 

 

Em entrevista ao Bola da Vez, da ESPN, Tiago disse que sofreu muito, mas que reconhece sua importância para o jornalismo esportivo. 

 

“Eu não sei se foi o que eu fui melhor, mas é o que é mais importante pra mim e é aquilo que eu também não gostaria de fazer de novo porque eu acho que já passou, já foi bom e sofri muito. Acho que ali mudou tudo. O GE de São Paulo foi muito difícil de fazer”, disse Leifert.

 

O apresentador ainda lembrou sua trajetória na TV Globo.  “Mas foi o que mudou a minha vida. Foi o que realmente me colocou depois no Central da Copa, que por sua vez me colocou no The Voice, que por sua vez me colocou no Big Brother. Mas o começo de tudo, a decolagem é o Globo Esporte.

 

Tiago saiu da Globo, para ficar mais próximo da filha diagnosticada com câncer ocular (lembre aqui). 

Mascote: Cadela que ficou ao lado de corpos de tutores em acidente se recupera de ferimentos
Foto: Reprodução / TV Santa Cruz

A cadela que ficou ao lado dos corpos dos tutores após um acidente em um trecho da BR-101 de Mascote, no Sul baiano, se recupera de uma fratura na bacia e luxação em uma das patas, informou o G1. Shakira, como a cachorro é chamou a atenção de uma equipe do Samu que atuou no caso.

 

O acidente ocorreu no sábado (14) na altura do distrito de São João do Paraíso. As vítimas e tutores da cadela, Jairo Ferreira de Melo, de 61 anos, e Rita de Cássia Guilherme Weyll, de 51, foram a óbito no acidente.

 

Mesmo ferida, a cadela fez guarda e segurança no local. Após o acidente, o animal foi levado para casa de amigos do casal vítima do acidente.

 

Nos últimos dias, Shakira fez exames e os novos responsáveis por ela aguardam os resultados. 

Passageiros reagem a assalto em ônibus e capturam criminoso
Foto: Reprodução / TV Bahia

Passageiros de um ônibus reagiram a um assalto a ônibus e conseguiram capturar o criminoso. A ação aconteceu na manhã desta sexta-feira (20), na região do Dique do Tororó.

 

De acordo com informações da TV Bahia, o homem anunciou o assalto e tomou os celulares de quem estava no coletivo, mas quando tentou sair, o motorista não abriu a porta, após perceber que a arma era um simulacro. O assaltante foi mobilizado e o ônibus foi conduzido para o Grupo Especial de Repressão a Roubos em Coletivos (Gerrc).

Diogo Pretto relembra participação no 'BBB11' e saída polêmica do FitDance
Foto: Reprodução/Youtube

O baiano Diogo Pretto, um dos participantes mais polêmicos da história do Big Brother Brasil, da Globo, e um dos destaques da antiga formação do grupo FitDance, relembrou durante sua participação no Bargunça Podcast, parceiro do Bahia Notícias, os momentos marcantes dessas duas fases em sua vida.


Durante o bate-papo, o coreógrafo contou como foi recrutado por olheiros, em um passeio no Beach Park, para participar do reality global. Quando foi convidado para fazer uma seleção pro BBB, Diogo disse que mentir foi uma de suas estratégias para impressionar os produtores. 

"Eu falei que dancei com Caetano Veloso, com Gilberto Gil, falei que tinha dançado com Ivete por vários anos, com Claudinha Leite... Nesse mesmo dia ela (a produtora) me levou pro hotel para fazer um vídeo específico para Boninho, porque aí era uma seletiva para 30 pessoas", conta Pretto. 

"Quando cara ligou a câmera eu falei 'Boninho, miseraví. Eu estou na área...Eu sou lascador (sic), tenho 24 anos e já comi mais de mil", relembra aos risos. Com muita autenticidade e humor, o baiano conquistou os produtores, o diretor da Globo e passou para as outras etapas da seleção.

Durante todo o processo, apenas o irmão dele, Juca, sabia das chances dele entrar pro programa: "Ninguém sabia de nada. Boca de cimento mesmo (sic)". Após meses e diversas etapas, ele ficou entre os participantes escolhidos para entrar na casa mais vigiada do Brasil.

Sua passagem pelo programa, foi rápida, mas polêmica. Na sétima semana, em um paredão triplo, ele foi eliminado com 44% dos votos. Para Diogo, e os fãs, o paredão foi manipulado para que ele saísse depois de sua briga com Paula.

"Fiquei muito trite quanto sai...Em 20 anos de Big Brother, eu fui o único paredão triplo para sair dois. Foi feito para mim, porque era eu Janaina e Paula. Eu fiquei mal depois, porque eu sai, e naquela época era site, telefone. Boninho [me falou]: 'Você foi o maior campeão e o mais burro de todos o tempos'. Quando ele puxou a folha, 30 sites oficiais e eu era campeão em todos.

FITDANCE
Outra situação marcante na carreira do baiano, foi sua saída do grupo FitDance, em 2020. Depois de deixar o grupo, Diogo, um dos primeiros integrantes da equipe, contou que fui proibido de exercer seu trabalho com a dança devido às clásulas abusivas no contrato. 

"Eu cheguei a ouvir deles que o meu esforço não foi o suficiente para o crescimento da empresa. Sendo que quando a gente começou era todo mundo muito amigo, muito amor, muita coisa...A FitDance foi uma junção de sócios, eu era filho deles e tinha os caras como pai", relembra o ex-BBB.

Diogo foi chamado para fazer parte do projeto em 2015. "Eu sou um cara justo, Fábio foi um fenômeno. Mas ele seria mais se ele desse dez passos e fosse muito mais empresário do que querer ser o 'pic* das galáxias'. Ele criou um fenômeno e ele destruiu o fenômeno. Criou desgaste com todo mundo". 


Durante sua passagem pelo grupo, ela conta que ganhava R$ 100 por dia de gravação, e que quando pediu um salário de R$ 2 mil por mês, o aumento foi negado sob a justificativa de que a empresa "não tinha dinheiro". Esse foi um dos motivo de sua saída da equipe. 

"No meu pós-contrato eu tinha que parar (de dança), vender picolé, não podia trabalhar com dança durante dois anos...Eles não queriam liberar as clásulas abusivas que tinham...Me senti traído totalmente". 

Sexta, 20 de Maio de 2022 - 07:00

Alexandre Kalil anuncia aliança com Lula em Minas Gerais

por Juliana Arreguy | Folhapress

Alexandre Kalil anuncia aliança com Lula em Minas Gerais
Fotos: Ricardo Stuckert / Divulgação

Pré-candidato ao governo de Minas Gerais, Alexandre Kalil (PSD) anunciou nesta quinta-feira (19) a aliança com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Estado. Kalil está reunido em Belo Horizonte desde o início da tarde com o deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG), coordenador da campanha de Lula em Minas.
 

Os termos do acordo ainda não foram divulgados. O palanque ainda não havia sido oficializado por causa de entraves envolvendo a disputa pelo Senado no estado —Lopes e Alexandre Silveira (PSD) são os pré-candidatos de cada partido a uma vaga na Casa.
 

A princípio, conforme divulgado pelo UOL, nenhum dos lados queria ceder. O PSD de Minas considerava mais vantajoso investir na reeleição de Silveira ao Senado do que brigar pelo governo estadual.
 

Parte do eleitorado mineiro do PSD —principalmente no interior— é identificada com o bolsonarismo, assim como alguns de seus parlamentares eleitos. O próprio Silveira foi cotado para ser o líder do governo federal no Senado.
 

Além disso, a chapa do PSD inicialmente seria puro-sangue: o pré-candidato a vice era o deputado estadual Agostinho Patrus (PSD-MG). O PT argumentava que, para dividir o palanque, era necessário ter algum petista na chapa.
 

No entanto, Agostinho comunicou nesta quarta-feira (18) ao PSD que abriria mão da vice-candidatura ao governo estadual para que um petista entrasse na composição com Kalil.
 

A decisão foi tomada três dias após a presidente nacional do PT, a deputada federal Gleisi Hoffmann (PT-PR), anunciar que Reginaldo assumiria a coordenação da campanha de Lula em Minas e que atuaria nos bastidores para selar a aliança com o PSD.
 

Oficialmente, Reginaldo disse que não estava abrindo mão da disputa pelo Senado, mas internamente ele já admitia a possibilidade de ceder para viabilizar a aliança.
 

A falta de um acordo formal teria provocado a ausência de Kalil no palanque de Lula em viagem a Minas na semana passada.
 

O ex-prefeito de BH pediu, durante sabatina do UOL e da Folha de S.Paulo, uma aliança formal com o Lula. Ele elogiou o ex-presidente, e o chamou de "grande líder": "Eu tenho uma visão humana, como o presidente Lula", disse.
 

"Pelo tamanho do presidente Lula, ninguém dá bolo nele. Quem dá bolo é malcriado, não cumpre o dever e não vai ao encontro que marcou. Como não houve nada marcado, então não houve bolo", e acrescentou: ''O que o candidato Alexandre Kalil quer é uma aliança formal com o presidente Lula".
 

Em mais de uma ocasião, Kalil afirmou que não votará no presidente Jair Bolsonaro (PL) e que Lula é o seu candidato à Presidência da República.
 

 

Entregador do Ifood é flagrado transportando 13 tabletes de maconha, em Porto Seco Pirajá
Foto: Divulgação / SSP-BA

Um entregador do Ifood foi preso em flagrante pela Polícia Militar, na noite de quinta-feira (19), após ser flagrado transportando 13 tabletes grandes de maconha prensada. O flagrante aconteceu, no bairro de Porto Seco Pirajá.

 

De acordo com a PM, Guarnições do Motopatrulhamento do Comando de Policiamento Regional (CPR) Central patrulhavam no bairro quando decidiram abordar o entregador. Na mochila foram encontrados os entorpecentes. O homem e as drogas foram apresentados na Central de Flagrantes.

Gordilho deixará cargo interino na Semop, mas PDT irá manter secretaria; saiba indicado
Gordilho fica na Limpurb | Foto: Reprodução / Facebook

Comandando a Secretaria de Ordem Pública (Semop) de forma interina (veja mais), Omar Gordilho, irá deixar a pasta. Gordilho acumulou funções, já que também é presidente da Limpurb. Apesar disso, o PDT, legenda a qual Gordilho é filiado, não vai perder a pasta. O nome escolhido para substituí-lo é do advogado baiano Alessandro Pereira Lordello.

 

Lordello é secretário parlamentar do presidente estadual do PDT, deputado federal Félix Mendonça, lotado em Brasília. O novo secretário possui graduação em Farmácia pela Universidade Federal da Bahia e em direito no Centro de Educação Superior de Brasília. Apesar de Gordilho assumir interinamente, o novo secretário chega após movimentações políticas que culminaram na saída de Marise Chastinet, indicada pelo MDB (veja aqui).

 

As nomeações devem sair até a próxima segunda-feira (23), onde o prefeito Bruno Reis (União) deve confirmar as alterações no secretariado. 

 

PDT COM A SECULT 

Também sob o comando do PDT, a Secretaria de Cultura e Turismo será assumida por Andrea Mendonça (reveja aqui). A nomeação da nova comandante da pasta também irá ocorrer até a próxima segunda (23), reforçando a maior presença da legenda na gestão de Bruno Reis (União). A vice-prefeita, Ana Paula Matos, é integrante do quadro da legenda.

 

Andrea irá assumir a secretaria após a saída de Fábio Mota, que irá coordenar a campanha do pré-candidato ao governo, ACM Neto (União) (relembre mais). A Secult seria a pasta com o perfil mais próximo ao de Andrea, porém, para o PDT, a Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre) seria mais interessante por questões políticas.

 

Apesar disso, o momento pós-pandemia é um atrativo para a Secult, por conta da retomada das atividades turísticas. 

MDB não vê problema em palanque para Tebet na Bahia; senadora prefere aguardar 3ª via
Foto: Reprodução / Senadoleg

A vaga de vice da chapa majoritária encabeçada pelo PT que disputará o governo da Bahia, com a indicação do presidente da Câmara de Salvador, Geraldo Jr., não garante alinhamento automático ao projeto nacional do MDB. Por isso, a direção local não vê problema em conceder palanque para o possível nome da terceira via, que irá disputar a presidência da República, com a senadora Simone Tebet (MDB) (reveja aqui). O nome de Tebet pode ser confirmado para a disputa presidencial na próxima segunda-feira (23). 

 

"Sem problema nenhum [conceder palanque na Bahia], mas campanha só depois da convenção. O calendário da terceira via tem mudado muito. Ainda não houve definição, vamos aguardar o desfecho", disse o presidente de honra do MDB baiano, Lúcio Vieira Lima. 

 

A reunião entre os representantes do PSDB, MDB e Cidadania deve definir pelo nome de Tebet como representante da aliança, impondo uma derrota ao ex-governador de São Paulo, João Doria. "Vamos aguardar até a 3ª - decisão oficial dos partidos - para pronunciamento", disse Tebet ao BN.

Sexta, 20 de Maio de 2022 - 00:00

PL Millena Passos deve ser aprovado na AL-BA com ou sem acordo entre bancadas

por Lula Bonfim

PL Millena Passos deve ser aprovado na AL-BA com ou sem acordo entre bancadas
Foto: Lula Bonfim / Bahia Notícias

O projeto de lei Millena Passos, que visa dar ao Estado meios para punir administrativamente agentes públicos ou estabelecimentos privados que discriminem pessoas com base em suas orientações sexuais, deve ser aprovado na próxima semana na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), com ou sem um acordo entre as bancadas do governo e da oposição.

 

O PL foi colocado em pauta na quarta-feira (18), mas acabou não sendo votado, por causa de uma resistência de integrantes da bancada evangélica da AL-BA (relembre aqui).

 

Inicialmente, os deputados estaduais Jurailton Santos (Republicanos), José de Arimateia (Republicanos) e Samuel Jr. (Republicanos) criaram um primeiro impasse para o “ok” da bancada oposicionista no acordo para votação.

 

“Tem uma resistência de alguns deputados que representam as igrejas. O deputado Jurailton, o deputado Arimateia e o deputado Samuel. Claro, a gente tem que respeitar. Cada um defende o que acha correto, o que acha o melhor”, contou o presidente da AL-BA, Adolfo Menezes.

 

Depois, com a inclusão de um novo artigo 9º no PL, que exclui igrejas e associações religiosas dos espaços em que o Estado poderia atuar para punir a homofobia e outras formas de discriminação de ordem sexual, parte da resistência foi vencida.

 

Entretanto, um parlamentar, que estava ausente da sessão, manteve o impasse. Samuel Jr., que estava em viagem, participou das discussões e pediu para que a votação não ocorresse nesta quarta.

 

“O deputado Sandro Régis declarou que não conseguiu, na bancada da minoria, ter a unanimidade para a aprovação do projeto. Principalmente as pessoas mais vinculadas às igrejas evangélicas. Isso não quer dizer que a maioria dos deputados não aprova. A deputada Talita, o deputado Arimateia, o deputado Jurailton, todos eles já tinham concordado”, explicou o líder do governo na AL-BA, o deputado Rosemberg Pinto (PT).

 

O líder da oposição na AL-BA, o deputado estadual Sandro Régis (UB), minimizou a questão. De acordo com ele, não houve impasse, mas sim um pedido de Samuel Jr. para que ele estivesse presente no momento da votação.

 

“O projeto não foi votado porque Samuel pediu para estar presente na sessão, para se manifestar sobre o projeto. Só isso. Não houve confusão. Na próxima quarta-feira, será votado, com certeza”, disse Régis, em entrevista ao Bahia Notícias nesta quinta (19).

 


Ativistas LGBT posam para foto na AL-BA com os deputados Rosemberg Pinto (PT) e Olivia Santana (PCdoB) | Foto: Lula Bonfim / Bahia Notícias

 

Rosemberg lamentou o adiamento da votação. De acordo com o líder do governo, o PL Millena Passos é apenas uma adaptação estadual da legislação federal e também da lei aprovada pela Câmara de Vereadores de Salvador.

 

“Fizemos um projeto muito próximo do que foi aprovado na Câmara de Salvador e também da legislação federal, mas, obviamente, ainda não conseguimos romper na totalidade a questão do desrespeito à diversidade. Ainda há posições muito fortes, principalmente de alguns segmentos da sociedade que são representados em todos os lugares, inclusive aqui na Assembleia Legislativa. Eu lamento muito”, disse o petista.

 

De acordo com o deputado Samuel Jr., seu pedido foi apenas para dar mais tempo de discutir o projeto. Segundo ele, o PL Millena Passos, apesar de estar na AL-BA desde 2018, seria alçado à pauta “de repente”, “a toque de caixa”, sem dar tempo para análise dos parlamentares.

 

“Eu nunca discursei contra ninguém, nunca defendi violência contra quem quer que seja. Mas as coisas precisam ser conversadas, discutidas. Eu preciso defender a liberdade religiosa, a liberdade de expressão. Avisei que, se forçassem a votação, pediria vista. Foi isso que expliquei ao líder da nossa bancada, Sandro Régis, e ele me compreendeu”, disse Samuel, em entrevista ao Bahia Notícias.

 

Samuel Jr. chegou a procurar representantes do movimento LGBT na Bahia nesta quarta (18). Em contato com o ativista da causa Onã Rudá, o deputado explicou seu ponto de vista e justificou o pedido para que o PL Millena Passos fosse pautado apenas na próxima semana.

 

“Não sou a favor do preconceito. Acho que toda discriminação deve ser punida. Não só a homofobia, mas também a cristofobia e a heterofobia. Todos os grupos precisam ser protegidos. Na próxima segunda-feira, vamos nos reunir e discutir o projeto, ver se algo precisa ser subtraído, se precisa ser adicionado. É preciso calma e tempo”, finalizou o deputado.

Servidores baianos precisam ficar atentos com Reforma da Previdência, alerta Paulo Modesto
Foto: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias

Até o dia 28 de julho, os servidores do Estado da Bahia, que ingressaram no funcionalismo público antes de 2015 deverão decidir se irão aderir ao plano de previdência complementar PrevNordeste. E os trabalhadores precisam estar muito atentos ao que a não adesão poderá implicar e por que deverão acompanhar as discussões da Reforma da Previdência da Bahia com mais afinco. É o que sinaliza o jurista e professor de Direito Administrativo, Paulo Modesto. 

 

Em entrevista ao Bahia Notícias (assista na íntegra abaixo), o jurista afirma que “pensar em previdência é pensar em previsibilidades”. Ele lembra que as discussões sobre essa temática ocorreram de forma “bastante apressada” no estado nos anos de 2020 e 2021, e que diversos problemas foram detectados, com questionamentos que foram feitos na Justiça, em diversos tipos de ações, como Diretas de Inconstitucionalidade, a serem analisadas pelo Judiciário baiano.

 

"A maior partes dos servidores que são anteriores a 2015 tem direito ainda à paridade por regras de transição. O que significa que, em tese, ele pode, ao completar os requisitos que estavam previstos hoje na emenda da Bahia, 60 anos o homem, 57 a mulher, com um largo período de contribuição sob a totalidade da sua remuneração, ter o mesmo vencimento da atividade. Só que ele contribui sob 15% do todo, ele contribui também quando se aposenta - acima de três salários mínimos aqui na Bahia, enquanto na União é acima de R$ 7 mil, aqui chega a R$ 3 mil e pouco hoje, uma situação pior do que a União e de vários estados -, e ele ainda pode estar sujeito a aumentos novos de alíquota e até uma alíquota extraordinária", detalhou.

 

A proposta que deu origem à Emenda 27 em 2021 foi discutida e aprovada em pouco menos de meia hora na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). A aprovação do texto não foi precedida de audiências públicas, de debates em comissões especializadas, de ouvir especialistas e professores. O professor afirma que o assunto também foi pouco debatido após aprovação da reforma, sendo explanada em algumas lives durante a pandemia. "É preciso esclarecer essas coisas, porque vai ter uma repercussão sobre a vida dos servidores nos próximos 20 anos, está sendo decidido agora, mas eles ainda não sabem disso", apontou.

 

Na entrevista, Modesto explica que a PrevNordeste administra a previdência complementar da Bahia, Sergipe e Piauí. Para o professor, os outros estados estão mais avançados do que a Bahia na discussão dos benefícios previdenciários. "É preciso que as regras estejam muito claras e seguras, não questionadas e pacificadas no âmbito do próprio Estado, e que os valores de despesas estejam claramente definidos. E não estão, lamentavelmente, por falta da regulamentação na Bahia do benefício especial, que é aquele que devolve a contribuição dos servidores que contribuíram a mais do que do INSS, quando eles optam pela previdência complementar. Essa simples devolução de valores não estando regulamentada aqui, mas estando no Piauí, faz com que o Piauí tenha mais segurança previdenciária do que na Bahia", avaliou. A sinalização é que o Estado da Bahia estuda a implementação de benefícios que ainda não foram concedidos. A expectativa é que esse estudo vire um projeto de lei e que seja aprovado até o dia 28 de julho. 

 

A problemática será discutida no Seminário Reforma da Previdência nos Estados e Municípios, no próximo dia 31 de maio, no Wish Hotel da Bahia. O evento será realizado pelo Instituto Baiano de Direito Público (IBDP). Já confirmadas as presenças da ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), e do ministro aposentado Carlos Ayres Britto. Informações e inscrições no site da Sympla.

 

Quinta, 19 de Maio de 2022 - 22:00

EUA aprovam pacote de US$ 40 bilhões em ajuda à Ucrânia

por Folhapress

EUA aprovam pacote de US$ 40 bilhões em ajuda à Ucrânia
Foto: Reprodução / Youtube

 Em mais um esforço para combater a invasão russa na Ucrânia, o Senado dos Estados Unidos aprovou nesta quinta-feira (19) um pacote de quase US$ 40 bilhões (mais de R$ 198 bilhões) em ajuda para Kiev. É o maior auxílio de Washington até o momento e vai incluir assistência militar, econômica e humanitária.
 

A medida recebeu amplo apoio bipartidário e foi aprovada por 86 a 11 -todos os votos contrários, porém, foram de senadores republicanos.
 

"Este é um pacote grande e atenderá às grandes necessidades do povo ucraniano enquanto lutam por sua sobrevivência", disse o líder da maioria democrata no Senado, Chuck Schumer, pedindo apoio antes da votação.
 

"Ao aprovar esta ajuda de emergência, o Senado pode agora dizer ao povo ucraniano: a ajuda está a caminho. Ajuda real. Ajuda significativa. Ajuda que pode garantir que os ucranianos sejam vitoriosos", acrescentou.
 

O pacote inclui US$ 6 bilhões (quase R$ 30 bilhões) para a segurança, incluindo treinamento, equipamentos, armas e apoio militar; US$ 8,7 bilhões (R$ 43 bi) para reabastecer os estoques americanos de equipamentos enviados à Ucrânia e US$ 3,9 bilhões (R$ 19 bi) para operações do Comando Europeu das Forças Armadas dos EUA.
 

Também inclui US$ 5 bilhões (R$ 24,6 bi) para lidar com a insegurança alimentar causada pelo conflito e quase US$ 9 bilhões (R$ 44,4 bi) para um fundo de apoio econômico à Ucrânia.
 

Não é a primeira vez que os EUA enviam ajuda financeira a Kiev. Em março, algumas semanas após a invasão russa, o Congresso aprovou um pacote de US$ 14 bilhões.
 

Inicialmente, o governo americano se limitava a enviar armas à Ucrânia e depois passou a fornecer artilharia, helicópteros e drones ao Exército do país. Quando os combates se espalharam pelo território ucraniano, afastando-se da capital, Biden acabou pedindo outra rodada de apoio ao Congresso, em abril.
 

A Câmara dos Deputados já tinha aprovado o projeto de lei que inclui os gastos suplementares em 10 de maio, mas a proposta parou no Senado, depois que o republicano Rand Paul não autorizou o pedido de uma votação rápida. Os democratas são maioria, mas as regras da Casa exigem aprovação unânime para que uma votação possa avançar de maneira mais ágil.
 

Em uma carta, o secretário de Estado Antony Blinken e o secretário de Defesa Lloyd Austin fizeram um apelo aos líderes do congresso, afirmando que o fundo usado para enviar armas para Kiev só tinha recursos até esta quinta-feira.
 

Com a aprovação do novo pacote, a ajuda dos EUA à Ucrânia ultrapassa os US$ 50 bilhões desde o início da invasão russa.
 

Além do apoio financeiro, Biden tem se esforçado para demonstrar seu aval à adesão de Finlândia e Suécia à Otan, quebrando décadas de neutralidade dos países nórdicos.
 

Os dois países apresentaram suas candidaturas após a Rússia invadir a Ucrânia, e buscaram o guarda-chuva militar dos EUA por temer a agressividade russa -já que a contenção da aliança ocidental é uma das principais justificativas de Moscou para invadir o país vizinho.
 

Nesta quinta, Biden recebeu na Casa Branca a primeira-ministra sueca, Magdalena Andersson, e o presidente finlandês, Sauli Niinistö para discutir a entrada dos países na aliança.
 

"Eles atendem a todos os requisitos da Otan e a mais alguns", disse Biden, oferecendo "apoio total e completo". "Enquanto suas candidaturas estão sendo consideradas, os EUA trabalharão com a Finlândia e a Suécia para permanecerem vigilantes a qualquer ameaça à segurança comum".
 

Todos os 30 membros da Otan precisam aprovar a adesão de quaisquer novos participantes, e a Turquia, que mantêm relação próxima tanto de Kiev quanto de Moscou, ameaça vetar os países nórdicos.
 

Recep Tayyip Erdogan, presidente turco, reafirmou nesta quinta sua oposição às candidaturas e reiterou sua visão de os dois países são santuários para organizações "terroristas" curdas.
 

"Estamos determinados a manter nossa posição, informamos nossos amigos e diremos 'não' à Finlândia e à Suécia, que querem se juntar à Otan, e persistiremos nessa política", disse Erdogan em uma assembleia de jovens em Istambul.
 

O governo Biden garante que a situação será resolvida graças, principalmente, aos esforços de mediação americanos. Por sua vez, o secretário-geral da Otan, o norueguês Jens Stoltenberg, comentou que a aliança militar responderá às "preocupações" expressas pela Turquia.
 

Ao lado de Biden, o presidente finlandês afirmou que seu país discutirá todas as preocupações expressas pela Turquia sobre sua candidatura à Otan. "Condenamos o terrorismo em todas as suas formas e estamos ativamente comprometidos em combatê-lo", disse Niinistö a repórteres.
 

Andersson, por sua vez, disse que a situação na Ucrânia traz à memória "os dias mais sombrios da história europeia". "Durante tempos sombrios, é ótimo estar entre amigos próximos", afirmou a sueca. "E estamos aqui hoje mais unidos do que nunca, comprometidos em fortalecer ainda mais nossos laços."
 

 

Bolsonaro deve receber Elon Musk nesta sexta em São Paulo
Foto: Reprodução / Getty Images

O presidente Jair Bolsonaro (PL) e o empresário Elon Musk, conhecido por ser o homem mais rico do mundo, vão se reunir na manhã desta sexta-feira (20). O encontro está marcado para ocorrer no interior de São Paulo, no hotel Fasano Boa Vista.

 

De acordo com o portal Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias, durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais nesta quinta-feira (19), o mandatário da República antecipou o encontro, mas sem citar Musk.

 

“Às 8h eu tenho que decolar para o interior de São Paulo. Tenho um encontro amanhã com uma pessoa muito importante, que é reconhecida no mundo todo, que vem para cá oferecer, para ajudar a nossa Amazônia”, afirmou.

Vídeo: Bolsonaro cumprimenta Moraes em posse de ministros do TST
Foto: Reprodução / Portal Metrópoles

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) recebeu um novo ministro e ratificou a posse de outros três, em cerimônia realizada nesta quinta-feira (19). No evento, Bolsonaro e o ministro Alexandre de Moraes se encontraram. Sob aplausos e perplexidade do público, o presidente e o ministro apertaram mãos e se cumprimentaram.

 

De acordo com o que divulgou o Portal Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias, o encontro ocorre em meio a uma queda de braço entre Bolsonaro e Moraes. Eles apertaram as mãos um dia após Bolsonaro ter uma ação rejeitada no STF contra Moraes. Na segunda-feira (16), o chefe do Executivo federal apresentou à Suprema Corte um pedido de investigação contra o ministro por suposto “abuso de autoridade”. O relator da ação, ministro Dias Toffoli negou.

 

Alexandre de Moraes é relator do inquérito das fake news e Bolsonaro alega “perseguição” contra ele pelo fato de seu nome ser mantido como investigado.Além disso, o presidente concedeu perdão ao deputado Daniel Silveira (PTB) condenado a 8 anos e 9 meses de prisão, em ação relatada por Moraes e referendada pelo plenário.

 

Na cerimônia formal, realizada no TST, ambos foram obrigados a se encontrar. Bolsonaro assistiu à cerimônia e, no fim, levantou-se e cumprimentou os presentes.Em seu caminho, parou para falar com Moraes. O ministro se levantou da cadeira na qual estava e apertou a mão de Bolsonaro. Ambos trocaram um cumprimento.

 

Chegada do Ministro

O desembargador Sergio Pinto Martins, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (SP), assume o cargo a partir da cerimônia. Ele ocupa a vaga decorrente da aposentadoria do ministro Alberto Bresciani. O evento foi conduzido pelo presidente do TST, Emmanoel Pereira.

 

Junto com o ministro, também tomaram posse, de forma solene, a ministra Morgana Richa e os ministros Amaury Rodrigues e Alberto Balazeiro, já efetivados de forma administrativa durante a pandemia da Covid-19.

 

A partir de agora, o ministro Sergio Pinto Martins vai integrar a 2ª Turma do TST e a ministra Morgana Richa passa a atuar na 5ª Turma. Já o ministro Amaury Rodrigues permanece na 1ª Turma e o ministro Alberto Balazeiro na 3ª Turma do Tribunal.

 

O nome de Sérgio Pinto foi sabatinado e aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal em 5 de abril, no mesmo dia em que foram indicados os novos membros para compor o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). No dia seguinte, os nomes foram ratificados em plenário.

 

Miguel Jacob toma posse da presidência da Federação de Automobilismo da Bahia
Foto: Divulgação

Miguel Jacob foi reeleito, nesta quinta-feira (19), para a presidência da Federação de Automobilismo da Bahia (FAB). Líder da única chapa inscrita, o mandatário comandará a entidade por mais quatro anos.

 

A chapa de Jacob, a Automobilismo Unidos, ainda possui os vice-presidentes Roberto Cunha e Diego Faria. 

 

Entre as metas estabelecidas pela gestão de Jacob, estão a volta da Stock Car a Salvador em 2023 (veja aqui), a finalização do Kartódromo Internacional da Bahia, em São Francisco do Conde, e construir uma nova pista de arrancada, em Luís Eduardo Magalhães. 

Santaluz: Rajadas de vento e chuva forte causam prejuízos em diversos pontos da cidade
Foto: Reprodução / Redes sociais

A cidade de Santaluz, na região sisaleira registrou na noite desta quinta-feira (19) uma série de problemas causados pelas fortes chuvas e ventanias na região. A cobertura de um dos pavilhões do centro de abastecimento da cidade caiu. Um raio partiu uma árvore ao meio. Até então, não há registro de feridos. 

 

De acordo com o que divulgou o portal Vemver Cidade, a ventania também destruiu parte do muro do Centro Educacional Nilton Oliveira Santos (Cenos). Já o muro de uma garagem de ônibus também veio abaixo com a grande quantidade de chuva.

 

Informações do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (INEMA), apontam previsão de mais aguaceiros e tempestades entre a noite desta quinta-feira e madrugada de sexta-feira.

 

Dezesseis envolvidos em esquemas de lavagem de dinheiro tem prisão decretada
Foto: Divulgação / MP-BA

Durante uma operação para desarticular uma quadrilha que realizava lavagem de dinheiro de duas facções criminosas, dezesseis pessoas tiveram a prisão preventiva e a indisponibilidade de bens decretadas pela Justiça a pedido do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais do Ministério Público estadual (Gaeco). 

 

De acordo com as investigações do grupo, uma das facções atua com o tráfico de drogas em vários municípios da Bahia e movimentou mais de R$ 7 milhões. A outra atua no bairro do Lobato, em Salvador, onde “tem extorquido comerciantes, utilizando-se de métodos violentos para amedrontar a comunidade”. A Justiça bloqueou e determinou a perda de bens no valor aproximado de R$ 7 milhões da facção que atua em âmbito estadual e de quase R$ 400 mil da organização que opera no Lobato.

 

Segundo informou o Gaeco, um grupo com atividade intensa de ocultação e movimentação de valores provenientes do tráfico de drogas atua sob o comando de Fagner Sousa da Silva, conhecido como “Fal”. Ele é acusado de chefiar, de dentro da prisão, o esquema de tráfico de drogas e de lavagem de dinheiro.

 

Fagner teve a prisão preventiva e a indisponibilidade de bens decretadas juntamente com os demais integrantes da organização: os gerentes do esquema Ademilton Sousa e Fábio de Jesus (atualmente preso em Jequié); Elilane Bispo, Jessica Santana, Maria Joyce Ramos e Daniele Carneiro – titulares de contas bancárias onde os valores em dinheiro, advindos da venda de entorpecentes, seriam depositados e transferidos.
 

Quinta, 19 de Maio de 2022 - 20:40

STF mantém multa para motoristas que recusem teste de bafômetro

por José Marques | Folhapress

STF mantém multa para motoristas que recusem teste de bafômetro
Foto: André Borges / Agência Brasília

O STF (Supremo Tribunal Federal) formou maioria nesta quinta-feira (19) para considerar constitucional a imposição de sanções a motoristas que se recusem a fazer teste de bafômetro por autoridades de trânsito.
 

Dez dos 11 ministros também já votaram a favor de manter o veto à venda de bebida alcoólica em rodovias federais.
 

Desde esta quarta-feira (18), o Supremo julgava em conjunto três ações que tratam dos temas. Uma delas é um recurso do Detran do Rio Grande do Sul contra decisão do Tribunal de Justiça do estado que anulou ato de infração de um motorista que se recusou a fazer o teste do bafômetro.
 

Outras ações, uma delas da Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), questionam uma norma que proíbe a comercialização das bebidas nas rodovias, sob o argumento de que havia tratamento diferenciado para esses estabelecimentos comerciais.
 

O relator das três ações é o ministro Luiz Fux, presidente do Supremo, que se manifestou a favor das sanções aos motoristas que se recusem a fazer os testes e contra a comercialização das bebidas nas rodovias.
 

Em seu voto, Fux apontou que "caso o condutor alcoolizado possa se evadir do local de fiscalização sem realizar qualquer teste capaz de comprovar seu estado, a comprovação de seu estado de embriaguez restará impossibilitada".
 

"A fim de se desincentivar essa conduta, é necessário que a recusa produza algum efeito. Caso contrário, a previsão normativa seria simplesmente inócua", diz o voto do presidente do Supremo.
 

"A bem da verdade, trata-se de mais uma hipótese em que o Código de Trânsito Brasileiro institui incentivos para que os condutores cooperem com a fiscalização do trânsito, cabível de penalização em caso de não cumprimento."
 

Os ministros André Mendonça, Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Cármen Lúcia, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso votaram integralmente com Fux. Kassio Nunes Marques votou parcialmente com o relator, mas se manifestou a favor da venda de bebidas nas rodovias.
 

"Não existe qualquer tipo de estudo que tenha justificado racionalmente a medida [fim de venda de bebidas]. O fato que realmente induz os acidentes desse tipo consiste em o motorista dirigir veículo sob o efeito de bebida alcoólica. Mas o local da aquisição da bebida talvez não seja relevante", disse Nunes Marques em seu voto.
 

O procurador-geral da República, Augusto Aras, também manteve o entendimento de que o condutor de veículo que se recusa a fazer o teste do bafômetro comete infração e de que a norma que proíbe comercialização de bebidas em estradas federais é constitucional.

Histórico de Conteúdo