Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Dado lamenta revés, vê melhora na atuação do Bahia e diz: 'Não joguei a toalha'
Foto: Felipe Oliveira/ Divulgação /EC Bahia

Após a derrota por 2 a 0 para o Atlético-MG na noite desta quarta-feira (28), pela Copa do Brasil, o técnico do Bahia, Dado Cavalcanti, se mostrou incomodado com a sequência de quatro derrotas do Tricolor. No entanto, ele apontou uma melhora no nível de atuação da equipe e projetou um jogo ainda melhor diante do Sport no próximo domingo (1º), pelo Campeonato Brasileiro.

 

"Lógico que incomoda uma sequência negativa, de gols tomados, não feitos. Mas os números de hoje trouxeram uma luz no fim do túnel. Nossa equipe finalizou mais, voltamos a jogar. Voltamos a ter a bola e criamos situações. Faltou tranquilidade na última decisão, algumas bolas que finalizamos poderíamos ter caprichado mais. Temos tudo para fazer um jogo melhor no domingo e buscar um triunfo para interromper essa sequência ruim", disse.

 

Em uma desvantagem considerável diante do Galo, Dado afirmou que não jogou a toalha e apontou a importância da chegada de reforços como o meia Mugni e o centroavante Rodallega para qualificar o evento.

 

"É necessário ter o entendimento dos jogos que fizemos. Lamento muito os jogos, mas não joguei a toalha. Ninguém largou aqui e vamos fazer o nosso melhor. As condições dos adversários nos impõem dificuldade, erram bem menos e isso pesa no placar. Temos boas situações que devem ter condições de jogo e vamos buscar reforçar ainda mais o nosso elenco", pontuou.

 

Dado fez várias mudanças no time e a que mais chamou atenção foi a de Danilo Fernandes no lugar de Matheus Teixeira. Ele explicou a mudança e disse que a experiência pesou para alterar o goleiro.

 

"Há bastante tempo a gente pensava no Danilo, é um jogador experiente, agregou muito, tem uma voz ativa. O Teixeira teve uma sequência importante, tive uma conversa grande com ele, só tenho elogios, mas entendi que a entrada dele era importante, um cara mais jogado, com uma voz ativa, efetiva no vestiário desde que chegou", explicou Dado, que disse estar tranquilo sobre a grande pressão que há sobre o seu trabalho no CT Evaristo de Macedo.

 

"Tenho consciência do que faço, sei do peso que é ser treinador do Bahia e estou tranquilo. Sei da pressão, mas não mudou nada desde que assumi o comando do Bahia", finalizou.

Quinta, 29 de Julho de 2021 - 00:00

'Tinta na caneta': Caetano impõe ritmo político ao governo e reduz tensão com deputados

por Mari Leal / Mauricio Leiro

'Tinta na caneta': Caetano impõe ritmo político ao governo e reduz tensão com deputados
Foto: Reprodução/Instagram

Motivação e esperança são palavras que traduzem bem o espírito atual entre as bancadas de sustentação do governo Rui Costa (PT), dois meses após a chegada do ex-deputado Luiz Caetano (PT) ao comando da Secretaria de Relações Institucionais (Serin). Como apurou o BN, as reclamações quanto à falta de “tônus político” na relação entre governo e deputados são coisas concentradas no passado. O tempo é o de a “experiência política fazer diferença”. 

 

Reuniões com “efetivo encaminhamento de pautas” já tem provocado, inclusive, mudança nos hábitos do próprio governador, que tem admitido a “interlocução” dos deputados na relação com prefeitos e lideranças regionais ou municipais, as chamadas “bases dos deputados”. A pasta permaneceu sem titular desde junho do ano passado, quando Cibele Carvalho (PT) deixou o cargo para disputar as eleições municipais. 

 

Líder do PSD na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Diego Coronel foi enfático ao reconhecer a “capacidade” e o “potencial” de Caetano em “ajudar os deputados”. “O que a gente quer é que ele tenha tinta na caneta para atender a demanda dos deputados, e não seja ali só um balcão para ficar ouvindo e não desempenhar o seu papel”, disse ao mostrar entusiasmo com o tempo de maturação. 

 

A avaliação da deputada Olívia Santana (PCdoB) é de que ele está dando “outra dinâmica” e já tem demonstrado “preocupação em valorizar e atender a base”, além de ser “resolutivo nas demandas apresentadas”. 

 

“A gente precisava que a Serin tivesse essa celeridade da política e o entendimento de que é importante fazer os encaminhamentos da base, ao invés de deixar coisas se acumulando sem respostas. Ele responde, já reuniu todo mundo, já discutiu caso a caso. Ele tem sido muito ágil”, avalia a deputada. 

 

CÂMARA DOS DEPUTADOS 

O otimismo também tem circulado junto aos deputados federais. Apesar de reconhecer o trabalho desenvolvido pela ex-secretária Cibele Carvalho e por Jonival Lucas, que assumiu interinamente até a chegada do novo gestor, o deputado federal Cacá Leão (PP) destaca o know-hall de Caetano em um aspecto essencial neste momento: aglutinar a base governista. 

 

O deputado federal e líder da bancada baiana na Câmara, Marcelo Nilo (PSB), reconhece que “deputado precisa de carinho e atenção”. “Não está 100%, mas melhorou. Caetano é político, conhece os problemas. É normal e natural do cargo. O bolo não dá para todo mudo. No geral, as informações são positivas". 

Quinta, 29 de Julho de 2021 - 00:00

Dívida pública líquida em Salvador deve crescer 98% entre 2019 e 2024

por Matheus Caldas

Dívida pública líquida em Salvador deve crescer 98% entre 2019 e 2024
Foto: Cláudia Cardozo / Bahia Notícias

A dívida líquida pública de Salvador, que era de R$ 1,6 bilhão em 2019, pode chegar a R$ 3,3 bilhões em 2024. A projeção está incluída na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para a capital baiana, sancionada na última semana pelo prefeito Bruno Reis (DEM) (leia mais aqui). A diferença representa 98% de aumento.

 

A dívida soteropolitana ficou da seguinte forma no período:
2019 – R$ 1.682.338.000
2020 – R$ 1.700.720.000
2021 – R$ 2.412.753.000
2022 – R$ 2.636.243.000
2023 – R$ 3.091.267.000 
2024 – R$ 3.335.660.000

 

Em nota enviada ao Bahia Notícias, a Secretaria Municipal da Fazenda (Sefaz) afirma que a dívida crescente do município é considerada “de qualidade”, uma vez que é contraída por meio da contratação de operações de crédito “que possibilitarão investimentos em áreas e ações prioritárias do governo a exemplo do Salvador Social e de políticas de saúde, assistência e obras de infraestrutura, para gerar crescimento a longo prazo para a cidade”. 

 

A pasta ainda destaca que a prefeitura alcançou um endividamento líquido de 4,93% da Receita Corrente Líquida (RCL), enquanto o limite legal permitido é de 120%. A secretaria também reforça que as operações são realizadas “sempre de forma responsável e estratégica para fomentar os investimentos na cidade e permitir a continuidade de políticas sociais, de saúde, assistência e infraestrutura”.

 

A Sefaz garante que a dívida bilionária “não impacta significativamente a situação orçamentária e fiscal”. “Atualmente a execução referente à despesa com dívidas e seus juros corresponde a apenas 1,75% do total de despesas executadas pelo Município. As metas fiscais são adequadamente planejadas de acordo com os recursos esperados e considerado os impactos financeiros das amortizações”, diz trecho da nota.

 

A LDO
Com a lei, o déficit estimado pelas metas fiscais é de R$ 624.361.000, em preço corrente. 

 

De acordo com o texto, aprovado pela Câmara Municipal em 7 de julho (leia mais aqui), a cidade tem receitas previstas de R$ 8.320.543.000 e investimentos projetados de R$ 1.009.319,00 - dos quais 87% têm como origem operações de crédito, contratos e convênios já assinados ou em fase de negociação. A partir do déficit projetado, a tendência é que as despesas girem em torno de R$ 8,9 bilhões. 

 

O texto da LDO foi enviado em maio à Câmara de Vereadores. Na matéria, a prefeitura indica que  baseia-se na “postura mais otimista para a previsão de receitas e despesas do período 2022-2024” apresentada pelo governo federal no dia 15 de abril. Contudo, o município ressalta que “a incerteza que permeia esse cenário requer um monitoramento permanente dos efeitos da crise sanitária na economia, em relação aos indicadores futuros e aos rebatimentos efetivos nas finanças municipais.” Ou seja: a prefeitura admite que, por conta da crise sanitária, pode promover alterações na LDO e também no Plano Plurianual válido entre 2022 e 2025.

 

Entre as receitas correntes, a prefeitura destaca que “os incrementos mais representativos estão concentrados principalmente naquelas mais sensibilizadas pelo crescimento econômico e a variação inflacionária, a exemplo do ISS e IPTU”.

 

Dentre as receitas de capital, se notabilizam operações de créditos realizadas junto à União, mediante convênios e contratos, já acordados, ou fruto de emendas parlamentares impositivas.

 

Duas das principais operações de crédito elencadas pela prefeitura se referem ao Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo em Salvador e ao Programa de Saneamento Ambiental e Urbanização da Bacia do Rio Mané Dendê, no Subúrbio Ferroviário – Novo Mané Dendê. Neste caso, os recursos de R$ 243,6 milhões são provenientes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

 

Outras operações também foram contratadas junto ao Banco Mundial (Bird). Neste caso, o programa Salvador Social, voltado ao fortalecimento da gestão dos serviços de saúde, educação e assistência social, receberá injeção de R$ 264,8 milhões.

 

Um outro projeto milionário citado é o de Requalificação Urbanística de Salvador (Proquali), que receberá R$ 114,5 milhões do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). 

 

A continuidade das obras subsequentes do BRT também terá um aporte de R$ 36,1 milhões advindas da Caixa – o banco também tem um financiamento R$ 13,1 milhões para o Programa Nacional de Apoio à Gestão Administrativa e Fiscal (PNAFM), e outro de R$ 680 mil destinado ao Programa de Financiamento à Infraestrutura e Saneamento. Há, ainda, a previsão de ingresso de outros R$ 16,4 milhões, oriundos da operação contratada junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), destinada à implementação do Programa de Modernização da Administração Tributária e Gestão dos Setores Sociais Básicos (PMAT).

Quinta, 29 de Julho de 2021 - 00:00

Prometido por Rui Costa em 2016, centro de boxe ainda nem começou a ser construído

por Matheus Caldas / Nuno Krause

Prometido por Rui Costa em 2016, centro de boxe ainda nem começou a ser construído
Foto: Carla Ornelas / GOVBA

A vitória de Keno Machado Marley sobre o chinês Chen Daxiang impressionou. O baiano, de apenas 21 anos, precisou de pouco mais de um round para encerrar a luta, e colocar o boxe brasileiro nas quartas de final dos Jogos Olímpicos de Tóquio, na categoria meio-pesado (até 81 quilos) (lembre aqui). A Bahia ainda tem outros dois representantes da modalidade na Olimpíada: a campeã mundial Beatriz Ferreira e o medalha de prata no Pan de Lima Hebert Conceição. Contudo, todos eles tiveram que trilhar caminhos longe do estado de origem para brilharem em ringues mundiais. Apesar de ser um grande celeiro de pugilistas, a Bahia ainda não tem a estrutura necessária para fazê-los potencializar seus talentos. Atualmente, a capital Salvador ainda aguarda por um Centro Olímpico de Boxe, prometido em 2016 pelo governador Rui Costa, após a medalha de ouro de Robson Conceição na Olimpíada do Rio de Janeiro (saiba mais aqui).

 

O projeto estava previsto para o início de 2019 (veja aqui), mas não vingou. À época, a Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) explicou, em nota, que firmou um convênio com a Sudesb (Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia) para o desenvolvimento do projeto. Para isso, foi contratado um consórcio composto pelas empresas RK Engenharia e Consultoria e Projconsult Engenharia de Projetos para a elaboração do projeto executivo, que inclui a realização de estudos técnicos e do projeto básico.

 

Eis o que disse a Conder nesta quarta-feira (28), ao Bahia Notícias: "A Conder informa que a Arena de Lutas da Bahia está em fase de desenvolvimento do projeto conceitual", destacou, em nota. A assessoria de imprensa do órgão ainda afirmou que ainda não há um prazo para a execução das obras. "Estamos no processo de planejamento, muito inicial. Não temos nenhum tipo de prazo e projeção. A gente vai realizar o processo licitatório, mas está muito verde ainda para determinarmos algum tipo de prazo", explicou.

 

O local previsto para a construção da Arena de Lutas da Bahia (ou Centro Olímpico de Boxe) é a Avenida Luiz Tarquínio, Boa Viagem, ao lado do antigo Abrigo Dom Pedro II. "Este terreno já foi indicado para desapropriação pelo Governo do Estado que também está discutindo com o Iphan os cuidados necessários para preservação do patrimônio cultural do entorno", afirmou a Conder.

 

O QUE DIZ A SUDESB

A Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia, responsável por incentivar o esporte, afirma que "tão logo tenhamos a Arena de Lutas da Bahia em operação estarão dadas as condições para que os atletas de alto rendimento das modalidades marciais permaneçam em nosso estado".

 

Além disso, que "estuda o fomento ainda mais direto aos esportes de  luta, intensificando a implantação de núcleos de iniciação esportiva em diferentes bairros". "A intenção da autarquia do esporte é firmar parcerias com federações das modalidades, para que sejam elas a executar os projetos de iniciação esportiva, tendo à frente professores e profissionais que conheçam de perto cada esporte".

 

Por fim, ressaltou o investimento feito por Rui Costa em seus mandatos. "O governo do Estado vem investindo forte na infraestrutura esportiva. Somente em 2020, foram investidos em obras esportivas mais de R$ 33 milhões. Agora em 2021, o governador Rui Costa anuncia para os próximos 12 meses mais de R$ 100 milhões para dotar municípios baianos de equipamentos esportivos de qualidade", escreveu.

 

Vale lembrar que a importância do esporte não está apenas em formar atletas olímpicos, mas também na função social que ele exerce na sociedade. Uma pesquisa realizada em 2018 por neurocientistas da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, indica que crianças e adolescentes que praticam esportes com frequência têm desempenho 20% superior em relação aos alunos sedentários.

 

Segundo a Gazeta do Povo, ao todo, 80 crianças de 6 a 10 anos foram analisadas pelo estudo "Estimulação motora, função executiva e atenção". Elas foram divididas em dois grupos: o primeiro realizou atividades físicas, e o segundo teve aulas de Educação Física duas vezes por semana na escola, com duração de 50 minutos, durante sete meses. O resultado foi o número de 20% citado acima.

 

POR OUTRO LADO...
Apesar de não ter cumprido – pelo menos por ora – a promessa de entregar a Arena de Lutas, Rui Costa inaugurou no ano passado outro equipamento prometido em 2016: o Centro de Canoagem de Ubaitaba, no Sul do estado (leia mais aqui)

 

A inauguração contou com a presença do canoísta Isaquias Queiroz, natural da cidade, três vezes medalhista na Olimpíada do Rio. Inclusive, o centro foi sacramentado após o desempenho de Isaquias e Erlon Souza nos jogos daquele ano.

Disputa no Yatch tem ex-comodoro afastado por 90 dias e ameaça de denúncia ao MP
Foto: Divulgação

O Yacht Club da Bahia tem sido palco de uma disputa envolvendo o ex-comodoro, Marcelo Sacramento, e a atual diretoria do Conselho Deliberativo. Sacramento foi suspenso por 90 dias, durante votação do conselho, que votou o parecer do quadro associativo e, por 33 a 8, a condenação de Sacramento foi confirmada.  já na última reunião esta semana na qual a ata ainda não foi divulgada o conselho aplicou mais 180 dias. Já Marcelo alega que a convocação estatutária do Conselho Deliberativo com 8 dias de antecedência não foi feita. 

 

O julgamento de Marcelo Sacramento foi proposto através de um processo administrativo quando foi colocado em julgamento o parecer do quadro associativo. A ata foi assinada pela presidente do Conselho Deliberativo, Maria Amélia Garcez, no dia 21 de junho. Ali o Conselho suspendeu o ex-comodoro por 90 dias. A acusação seria por irregularidade nas contas 18/19, que teriam sido reprovadas. Marcelo já processa o clube (relembre aqui e aqui) e pediu para que o julgamento interno fosse suspenso até a análise dos processos judiciais. 

 

Durante a análise do processo administrativo, Marcelo foi acusado de fraude trabalhista em uma dispensa e contratação de um funcionário do clube. Em sua gestão, teriam sido provisionados R$ 2.119.345,68 em caso de risco de condenação neste processo, com uma diferença de R$ 456.000,00 para o parecer apresentado. Em outra reunião realizada nesta semana, uma outra ata, ainda não divulgada, aprovou uma nova suspensão de 180 dias.

 

Marcelo alega existir irregularidades cometidas pelo atual comodoro, que, ao indicar sua nova diretoria, tentou aprovar no Conselho Deliberativo o nome de José Britto Filho para diretor administrativo do Clube. "O Sr. Brito, foi acusado por alguns conselheiros que mostraram documentos, de praticar crime de falsidade ideológica ao longo dos últimos 20 anos dentro da instituição, se fazendo passar por engenheiro civil sem usá-lo. Alertado e solicitado ao comodoro que retirasse o nome do comprovadamente criminoso para comandar os destinos administrativos do Clube pelos próximos dois anos, Francisco Brandão Coni não acatou os apelos e manteve a indicação, afirmando que o mesmo reúne todas as condições ao seu ver e de seus aliados para assumir o cargo e desempenhar bem a função", pontua.

 

"Ex-comodoros indignados protestaram e repudiaram a atitude do atual comodoro Francisco Brandão Coni em fazer a indicação, sabedor da situação e muito pior, após a solicitação de retirada do nome, tê-lo mantido e defendido junto com um grande grupo de diretores e conselheiros aliados", acrescentou em comunicado. 

 

Outra denúncia de Marcelo aponta que o ordenamento legal do Clube foi descumprido, por, sem a convocação estatutária do Conselho Deliberativo com 8 dias de antecedência, eleger o comodoro e permanecer em convocação permanente durante 15 dias para aprovação da Diretoria, o atual comodoro do YCB foi “eleito” em 07/06/21, numa reunião “fantasma” convocada por aplicativo de mensagem do Superintendente que num flagrante desrespeito ao Estatuto se referiu ao Edital esquecendo de cumprir o que determinam os artigos 45 e 46, parágrafo C do Estatuto do clube, conforme denúncia do ora afastado membro do YCB.

 

O ex-comodoro apontou que o clube será denunciado no Ministério Público novamente e outra ação será ajuizada, com o objetivo de corrigir o ato nulo e evitar ainda mais ilegalidades e prejuízos à instituição. 

Quarta, 28 de Julho de 2021 - 23:25

Bahia volta a perder para o Atlético-MG e fica em desvantagem na Copa do Brasil

por Ulisses Gama

Bahia volta a perder para o Atlético-MG e fica em desvantagem na Copa do Brasil
Foto: Felipe Oliveira/ Divulgação /EC Bahia

O Bahia perdeu mais uma para o Atlético-MG, dessa vez pela Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira (28), o Esquadrão de Aço foi superado por 2 a 0 no Mineirão, em jogo válido pelas oitavas de final da competição. Zaracho e Hulk marcaram os gols do alvinegro.

 

As duas equipes voltam a jogar na próxima quarta-feira (4), às 21h30, em Feira de Santana. Para aançar, o Tricolor tem que ganhar por três gols de diferença. Se igualar a margem, a decisão vai para os pênaltis. Já o Galo pode perder por um gol de diferença, que mesmo assim segue adiante.

 

Antes da decisão, o Bahia vai enfrentar o Sport no próximo domingo (4), às 18h15, em Pituaçu, pelo Campeonato Brasileiro.

 

O JOGO

 

A primeira tentativa da partida foi do Bahia. Aos três minutos, Rossi recebeu na proximidade da área, cortou para a perna esquerda e chutou por cima da meta. Quatro minutos depois, Hulk tentou para o Galo, mas a bola passou longe. Quem viu a bola passar um pouco mais perto foi Tchê Tchê, mas a bola não foi em direção do gol.

 

Ronaldo perde grande chance

 

Aos 17 minutos, Gilberto deu passe em profundidade para Ronaldo, que evitou bem o zagueiro e tentou um toque sutil para marcar, mas Everson bloqueou com o pé. O atacante tinha o lateral-esquerdo Matheus Bahia ao seu lado para tocar.

 

Zaracho abre o placar

 

Se Ronaldo não aproveitou, Zaracho colocou para dentro. Após boa jogada pelo lado esquerdo, Dodô passou para o argentino, que bateu firme para atingir o travessão e balançar a rede.

 

O placar ainda poderia ser mudado antes do fim da primeira etapa. Nacho recebeu bola de cara para Danilo, mas tocou fraco na bola e facilitou a defesa de Danilo Fernandes. Aos 47, após cobrança de escanteio, a bola sobrou limpa com Jonas, mas ele mandou para longe. 

 

Segundo tempo

 

Atrás do placar, o Bahia tentou buscar o empate logo no início. Aos três minutos, Gilberto ajeitou a bola para Rossi, que finalizou com força e a bola passou perto, por cima do travessão. Aos 11, Gilberto finalizou forte de fora da área e Everson rebateu.

 

Hulk marca o segundo do Galo

 

Após um marasmo dentro do jogo, o Galo marcou o segundo gol aos 28 minutos. No lance, Daniel errou a saída de bola Zaracho roubou e passou para Hulk, que avançou em jogada individual e chutou com desfio no pé de Luiz Otávio, o que tirou qualquer chance de defesa para Danilo Fernandes. 

 

Aos 42, o Galo ficou perto do terceiro com Sasha. Ele mandou um chute de fora da área e Danilo Fernandes conseguiu espalmar. Aos 45, Nino Paraíba cruzou para Gilberto, que cabeceou e obrigou o goleiro Everson a fazer uma defesa sensacional.

 

FICHA TÉCNICA
Atlético-MG 2 x 0 Bahia
Copa do Brasil - Oitavas de final (1º jogo)

Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Data: 28/07/2021 (quarta-feira)
Horário: 21h30
Árbitro: Raphael Claus (FIFA-SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Evandro de Melo Lima (ambos de SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

Cartões amarelos: Zaracho, Alonso (Atlético-MG) / Gilberto, Nino Paraíba (Bahia)

Gols: Zaracho, Hulk (Atlético-MG)


Atlético-MG: Everson; Mariano, Réver, Alonso e Dodô; Allan, Tchê Tchê, Nacho (Hyoran) e Zaracho (Calebe); Savarino (Eduardo Sasha) e Hulk (Nathan). Técnico: Cuca.

 

Bahia: Danilo Fernandes; Nino, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia (Juninho Capixaba); Patrick, Jonas (Lucas Araújo) e Daniel (Galdezani); Rossi, Ronaldo (Rodriguinho) e Gilberto.. Técnico: Dado Cavalcanti.

Secretaria de Saúde passa a disponibilizar relação de estoque de 2ª dose contra Covid-19
Foto: Mateus Pereira /GOV-BA

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Salvador vai passar a disponibilizar, através do Vacinômetro, as informações relacionadas ao quantitativo de doses destinadas para a segunda aplicação contra a Covid-19 contidas no estoque municipal. As informações estarão presentes no site vacinometro.saude.salvador.ba.gov.br, para consulta pela população.

 

Após a publicação de resolução do Ministério da Saúde, nesta quarta-feira (28), que obriga os municípios a manterem rigorosamente os intervalos de aplicação entre as doses das vacinas contra Covid-19 definidos no Plano Nacional de Imunização, o secretário da SMS, Leo Prates, voltou a defender a antecipação da administração das doses complementares da Oxford e Pfizer. O gestor explica que a iniciativa assegura a otimização do sistema de vacinação e evita que as doses permaneçam paradas no estoque da rede municipal.

 

A ideia da SMS seria permanecer com a recomendação do Ministério da Saúde de manter a data da dose de reforço dos imunizantes de 12 semanas, mas abrir a possibilidade de antecipação para Oxford para até nove semanas, e para Pfizer de até oito semanas. A administração antecipada da dose complementar das vacinas não gera prejuízo em relação ao percentual de imunidade assegurado pelos imunobiológicos.

 

“O Ministério da Saúde baixou uma resolução em que responsabiliza o gestor por qualquer antecipação da aplicação da 2ª dose. Achamos um erro. Em Salvador, utilizamos a antecipação para otimizar o sistema nos dias que não temos a aplicação da 1ª dose, por exemplo. Isso evita aglomeração e dá mais conforto à população”, explica Prates.

 

O titular da Saúde soteropolitana completa ainda que, com a expectativa do envio de quantitativos mais robustos de doses pelo governo federal, previsto para agosto, muitos municípios do país não terão estrutura física instalada para armazenar os imunizantes.

 

“Nos moldes que a campanha de vacinação acontece hoje, os municípios não têm margem de organização da vacinação, uma vez que não temos uma programação bem definida e preestabelecida do envio dos lotes por parte da gestão federal. Agora, o nosso receio é que surja um novo problema. Com a previsão da ampliação significativa da chegada das vacinas, muitas cidades não vão suportar receber grande quantidade de segunda dose, além de ter que manter o armazenamento das demais vacinas que fazem parte do calendário básico”, justifica.

Governo da Bahia se reúne com APLB para discutir protocolos das aulas semipresenciais
Foto: Divulgação / Serin

O governo da Bahia se reuniu na noite desta quarta-feira (28) com representantes da APLB Sindicato para discutir o balanço do retorno das atividades presenciais na rede estadual de ensino. Essa foi a terceira reunião entre governo e sindicalistas.

 

Participaram do evento dos secretários Luiz Caetano (Relações Institucionais) e Jerônimo Rodrigues (Educação). Esta foi a terceira reunião realizada, desde a semana passada, para tratar sobre a segunda fase do ano letivo na rede estadual de ensino, que começou na segunda-feira (26), exclusivamente para os estudantes do Ensino Médio, com aulas semipresenciais. Para os estudantes do Fundamental, o ensino híbrido começa no dia 9 de agosto.

 

Presidente do sindicato, Rui Oliveira, crítico contumaz do retorno das atividades, destacou como ponto de pauta a segunda dose da vacina para os trabalhadores da Educação. “A gente espera que continue havendo esse diálogo para encontrar um caminho”, afirmou.

 

A Comissão Intergestores Bipartite (CIB) da Bahia já autorizou a vacinação para 100% dos profissionais da Educação

'Jogar na Vila é isso aí', diz Rabello, após goleada do Santos sobre a Juazeirense
Foto: Bruno Lopes / Juazeirense

"Nós somos um time de Série D. O Santos é um time de Série A. E jogar na Vila Belmiro é isso aí". Foi assim que Carlos Rabello começou sua fala após a derrota por 4 a 0 sofrida pela Juazeirense contra o Peixe, nesta quarta-feira (28), pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

 

É a primeira vez na história que um clube do interior baiano avança tão longe na competição. O jogo da volta está marcado para o dia 5 de agosto, às 19h15, no estádio Adauto Moraes, em Juazeiro. 

 

"Nosso time foi muito aplicado no primeiro tempo, tivemos uma chance com Timbó. No segundo tempo, até os 25, o time teve outra chance real, e não fizemos. E quando você não faz, corre o risco de acontecer o que aconteceu", destacou Rabello.

 

A todo momento, o comandante do Cancão de Fogo fez questão de ressaltar a qualidade do Santos. "A gente não pode viver de utopia. A nossa realidade é outra. O Santos, como time grande, jogando em casa, vem para cima. Atropela o adversário", afirmou. 

 

Para o jogo da volta, o técnico espera "deixar uma boa imagem", e que a derrota nesta quarta não atrapalhe a campanha na Série D. A Juazeirense é líder do Grupo A4 da competição, com 8 pontos conquistados em oito partidas. No próximo sábado (31), encara o Sergipe, às 16h, no Adautão. 

Dólar cai com alívio externo e fecha no menor valor em duas semanas
Foto: Yuji Sakai/Getty Images

O dólar teve forte queda e fechou no menor valor em duas semanas. A redução veio após um dia de alívio no mercado financeiro global. A bolsa de valores subiu e recuperou as perdas da última quarta-feira (27).

 

Segundo a Agência Brasil, o dólar comercial encerrou esta quarta-feira (28) vendido a R$ 5,11, com recuo de R$ 0,068 (-1,31%). A cotação operou perto da estabilidade durante quase toda a sessão, mas passou a despencar após a divulgação da reunião do Federal Reserve (Fed, Banco Central norte-americano).

 

A moeda está no menor nível desde 14 de julho, quando tinha fechado a R$ 5,08. Com a queda de hoje, a divisa acumula alta de 2,75% em julho. Nos últimos dias, a valorização acumulada no mês estava em torno de 4%. Em 2021, a cotação acumula queda de 1,52%.

 

O mercado de ações teve movimento semelhante. O índice Ibovespa, da B3, fechou aos 126.286 pontos, com alta de 1,34%. O indicador subiu o dia inteiro, embalado pela divulgação de lucros de empresas, mas acelerou após declarações do presidente do Fed, Jerome Powell.

 

Na reunião de hoje, o Fed decidiu manter entre 0% e 0,25% ao ano os juros básicos nos Estados Unidos, assim como o programa de compras de US$ 120 bilhões em títulos públicos por mês. O que mais animou o mercado internacional, no entanto, foi a indicação de que a autoridade monetária norte-americana não pretende retirar, antes do previsto, os estímulos concedidos por causa da pandemia de Covid-19.

 

Apesar de afirmar que a maior economia do planeta está se recuperando, o Fed indicou que ainda é cedo para reverter qualquer medida tomada durante a pandemia. Em seguida, Powell declarou, em entrevista coletiva, que não vê risco de a economia norte-americana entrar em uma espiral inflacionária. O fechamento de um acordo bipartidário para um pacote de medidas de infraestrutura nos Estados Unidos também foi bem recebido pelos investidores.

Sargento do 8° GBM ajuda a salvar bebê de 10 dias de vida com orientações por telefone
Foto: Divulgação/SSP-BA

"Eu estava no teledespacho quando ouvi a atendente do call center falar em engasgo. Saí da minha mesa e rapidamente assumi o fone dela. Inicialmente falei com o pai, que estava muito nervoso e a mãe bastante chorosa. Pedi que ele segurasse o recém-nascido, sentasse e a que mãe colocasse o celular no ouvido dele, para que eu pudesse explicar a manobra de desengasgo", disse a sargento BM Carla Reis.

 

Foi dessa forma que a sargento BM Carla, lotada no  8°GBM/Jequié conseguiu passar para o pai do bebê como realizar a manobra de Heimlich e conseguiu salvar a vida do neném que estava engasgado com leite materno. Segundo a mãe, a criança já estava com a pele bastante pálida. "Acredito que sem esse primeiro atendimento adequado talvez meu bebê não conseguisse esperar até o resgate", completou a sargento BM Carla, que acionou a unidade de resgate do 8°GBM ainda durante a ligação.

 

"Quando ouvi o pai dizer 'consegui' e escutei o choro do bebê ao fundo falei: ufa, graças a Deus! Fiquei muito feliz em ajudar esse casal e a criança", destacou a sargento BM Carla.

 

Ao chegarem no local, os bombeiros da unidade de resgate perceberam que o bebê já estava bem, os militares então o levaram ao hospital, para que pudesse ser avaliado por especialistas. A ocorrência aconteceu na segunda-feira (26).

Juazeirense luta, mas não segura o Santos na etapa final e perde por 4 a 0 na Vila
Foto: Reprodução / Twitter - @SantosFC

Qualquer resultado nesta quarta-feira (28) seria histórico. A Juazeirense foi à Vila Belmiro para enfrentar o Santos, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, como "franco azarão". Dentro de suas possibilidades, o Cancão de Fogo fez um jogo duro, com muita marcação e atuação impecável do goleiro Rodrigo Calaça - mais uma vez. Porém, a parte fisica pesou no final, o Peixe exerceu sua superioridade e venceu por 4 a 0. Os gols do Santos foram marcados por Madson, aos 26 minutos do segundo tempo, Lucas Braga, aos 39, Marcos Leonardo, aos 46, e Carlos Sanchez, aos 54. 

 

O técnico Carlos Rabello mandou a seguinte equipe a campo: Rodrigo Calaça; Guilherme Lucena, Jamerson, Wendell e Daniel; Waguinho, Patrik, Sapé e Júnior Timbó; Tony Galego e Kesley.

 

O duelo de volta acontece na próxima quinta-feira (5), às 19h15, no estádio Adauto Moraes, em Juazeiro. A Juazeirense precisa vencer pelo mesmo placar para levar o jogo para os pênaltis, e ampliar para se classificar. Vale lembrar que a equipe que avançar às quartas de final embolsa o valor de R$ 3,45 milhões. 

 

O JOGO

 

Naturalmente favorito, o clube de Série A, Santos, dominou a partida. No melhor estilo Fernando Diniz, a equipe da Vila Belmiro impôs velocidade, técnica e alugou o campo de defesa da Juazeirense. Não surpreende que Rodrigo Calaça tenha feito quatro defesas providenciais só no primeiro tempo. 

 

O atacante Marinho, do Peixe, não chamou atenção apenas por seu cabelo rosa. Também demonstrou muito do que sabe. Driblou, passou, chutou e foi o jogador mais perigoso do forte adversário do Cancão. Não adiantou. Quando não parou nas mãos de Calaça, o camisa 11 finalizou com muito perigo à meta, mas não balançou as redes. 

 

E não se engane: não é porque o Santos fez tudo isso que a Juazeirense não teve suas chances. Muito pelo contrário: foram duas oportunidades claras de gol. Ambas oriundas de erros graves do Santos. Aos 9 minutos do primeiro tempo, Júnior Timbó aproveitou um erro de recuo de Madson para João Paulo e saiu cara a cara com o goleiro, mas mandou para fora.

 

A chance de Kesley foi ainda melhor. Aos 14 minutos do segundo tempo, ele se encontrou em situação semelhante à de Timbó, porém com muito mais espaço para escolher de que forma iria finalizar. Não adiantou. O atacante mandou a bola em cima de João Paulo, que abafou bem a jogada.

 

Não aproveitar as oportunidades foi crucial, mas também é normal em um jogo de tamanha importância para um clube que, em 2005, nem existia, e que tem um investimento infinitamente menor que o adversário. A falha que originou o primeiro gol santista também é. Madson entrou sozinho na área aos 26 minutos da etapa final, após cruzamento de Marinho, e cabeceou no contrapé de Calaça. 

 

Lucas Braga ampliou após rebote do goleiro do clube baiano aos 40 do segundo tempo. Com um chute de esquerda, colocou a bola, que chegou a bater na trave, no cantinho.

 

Aos 46, o golpe de Marcos Leonardo após assistência de Luiz Felipe, na cara do gol, era indefensável. Aos 54, Carlos Sanchez chutou com desvio e a bola morreu lá dentro. O Santos fez 4 a 0. A Juazeirense fez um jogo histórico. 

Quarta, 28 de Julho de 2021 - 21:00

Após apagão, presidente do CNPq diz que não há perda de dados da plataforma Lattes

por Paulo Saldaña | Folhapress

Após apagão, presidente do CNPq diz que não há perda de dados da plataforma Lattes
Foto: Reprodução / Uemg

A gestão Jair Bolsonaro garantiu nesta quarta-feira (28) que o problema que derrubou as plataformas Lattes e Carlos Chagas não provocou perda de dados. Ainda não há prazo para que os sistemas voltem ao ar.
 

Em vídeo divulgado nesta tarde, o presidente do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), Evaldo Vilela, diz que há backup das informações contidas nas plataformas, que são as principais da pesquisa brasileira. A perda de informações era um temor entre pesquisadores e funcionários do órgão.
 

"O backup das informações está garantido. Sabemos que essa é grande preocupação e foi nossa prioridade ter certeza dessa garantia para poder informar o mais rápido possível toda comunidade", disse ele no vídeo.
 

Vilela pediu desculpas pelos transtornos e reforçou que não haverá atrasos nos pagamentos de bolsas. Os prazos para ações como a submissão de propostas, prestação de contas e de vigência das bolsas estão suspensos e serão prorrogados.
 

As plataformas Lattes e Carlos Chagas vivem um apagão desde sexta (23) após uma falha na área de tecnologia. O Lattes é um banco de dados com todos os currículos de pesquisadores, e ações como a aprovação de bolsas dependem da consulta à plataforma -de acordo com Vilela, o restabelecimento da plataforma é a maior prioridade.
 

Já pela Carlos Chagas é que se operacionalizam chamadas públicas e editais de fomento à pesquisa, gestão e pagamento de bolsas. Cerca de 84 mil pesquisadores são financiados com recursos do CNPq, mas outros órgãos de pesquisa também realizam operações ancoradas no Lattes.
 

O presidente do CNPq confirmou que o apagão dos sistemas foi provocado pela queima de um dispositivo em um equipamento que tem a função de controlar os servidores onde as plataformas ficam hospedadas. Isso ocorreu durante a migração dos dados para um novo servidor. Ele descartou a ação de um hacker.
 

Em email obtido pela reportagem, um funcionário do CNPq relatou, na segunda (26), que o principal servidor do CNPq teria sido atingido e que ele estaria fora da garantia e sem contrato de manutenção. Isso impediria um reparo imediato e traria a necessidade de contratação de empresa externa.
 

O diagnóstico do problema foi concluído por duas empresas contratadas. O governo ainda busca um equipamento para substituir o danificado, o que deve ocorrer até quinta (29), segundo o governo.
 

Funcionários apontam a falha como reflexo da queda de orçamento pela qual vive o CNPq, o que é rechaçado pelo presidente do CNPq. "Ressalto que o problema da TI não está relacionado ao orçamento", disse Vilela.
 

De acordo com o diretor de Gestão e Tecnologia da Informação do órgão, Thales Marçal, a modernização de toda infraestrutura das plataformas já estava em andamento, com a aquisição de um novo servidor. "O processo de migração de todos os sistemas já estava em andamento. É um processo lento e foi no meio desse processo que o equipamento antigo apresentou o problema", disse ele no vídeo.
 

O backup está sendo instalado no novo servidor, segundo Marçal. "São quase 7 milhões de currículos. Já foi iniciada [a instalação] e falta cerca de 48 horas para finalizar."
 

Ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, o CNPq tem em 2021 o menor ao menos desde 2012, mesmo em valores nominais. A dotação atualizada do órgão para o ano é de R$ 1,2 bilhão -entre 2013 e 2015, por exemplo, o orçamento executado superou os R$ 2 bilhões.
 

 

Quarta, 28 de Julho de 2021 - 20:55

Queiroga reforça imunização de todos até setembro e pede retorno para 2ª dose

por Mauricio Leiro / Matheus Caldas

Queiroga reforça imunização de todos até setembro e pede retorno para 2ª dose
Foto: Marcos Corrêa/PR

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, reforçou que o governo federal estima que, até setembro, 100% da população terá recebido pelo menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19. A garantia foi feita em pronunciamento na noite desta quarta-feira (28), em rede nacional.

“No mês de julhos distribuímos mais de 40 milhões de doses e 60 milhões em agosto. Todos terão tomados a primeira dose até setembro e imunizados completamente até o final do ano”, disse.

 

Queiroga também pediu que todos retornem aos postos de vacinação para tomar a segunda dose do imunizante. “Peço que busquem os postos para tomar a segunda dose quem estiver em atraso”, acrescentou. 

Quarta, 28 de Julho de 2021 - 20:45

Bahia tem quatro mudanças na escalação para enfrentar o Atlético-MG

por Ulisses Gama

Bahia tem quatro mudanças na escalação para enfrentar o Atlético-MG
Foto: Divulgação / EC Bahia

O Bahia vai entrar em campo muito modificado para enfrentar o Atlético-MG nesta quarta-feira (28), às 21h30, pela primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil. Para o jogo, o técnico Dado Cavalcanti fez quatro alterações.

 

A primeira delas ocorre no gol, com o experiente Danilo Fernandes no lugar de Teixeira. Na defesa, Luiz Otávio volta no lugar de Ligger. No meio, Daniel retorna após suspensão e Galdezani sai. Por fim, o jovem atacante Ronaldo substitui Rodriguinho.

 

A formação do Bahia é a seguinte:Danilo Fernandes; Nino, Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick, Jonas e Daniel; Rossi, Ronaldo e Gilberto.

 

O banco de reservas do Bahia conta com  Matheus Teixeira, Lucas Fonseca, Ligger, Guedes, Juninho Capixaba, Edson, Raniele, Galdezani, Lucas Araújo, Rodriguinho, Thonny Anderson e Ruiz.

 

As duas equipes voltam a se enfrentar após três dias. No último domingo (25), o Tricolor perdeu para o Galo por 3 a 0.

 

Foto: Divulgação / EC Bahia

 

Confira a escalação do Atlético-MG:

 

Foto: Divulgação / Atlético-MG

Ministro do STJ mantém prisão preventiva de filho de Flordelis
Foto: Reprodução/ Facebook

O vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Jorge Mussi, manteve a prisão de Adriano dos Santos Rodrigues, um dos filhos da deputada federal licenciada Flordelis (PSD-RJ).

 

De acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, isto aconteceu porque Mussi indeferiu nesta quarta-feira (28) um pedido liminar para revogar a prisão preventiva de Rodrigues.

 

Ele é acusado de participar, em 2019, da falsificação de uma versão sobre o assassinato do pastor Anderson do Carmo, marido da parlamentar.

Figueiredo aciona Vitória na Justiça e pede rescisão contratual por salários atrasados
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

Cria da base do Vitória, o volante Figueiredo, de 19 anos, acionou o clube na Justiça e pediu a rescisão contratual. O atleta alega ter ficado três meses sem receber salários e não recolhimento de FGTS. Ele é considerado uma das promessas divisões de base do Leão. O vínculo dele é válido até 2025. 

 

Segundo o advogado de Figueiredo, João Henrique Chiminazzo, a audiência já está marcada para setembro, mas a defesa do jogador deseja que ela seja antecipada, pois ele está "parado há dois meses".

 

"Ele tem a família para sustentar, as pessoas dependem dele. O grande problema é não receber. De repente, recebe um tanto e não sabe ao que é referente, não consegue planejar sua vida, isso dificulta a organização pessoal", destacou Chiminazzo, em entrevista ao programa BN Na Bola, da rádio Salvador FM 92,3, apresentado por Emídio Pinto, Glauber Guerra e Ulisses Gama. 

 

O advogado, que já defendeu Alexandre Pato, Muricy Ramalho, Rogério Ceni e outras figuras importantes do futebol, destacou que, após Figueiredo entrar com a ação na Justiça, o Vitória pagou um montante referente a salários atrasados. "Me parece que tinha dinheiro. E talvez não tinha dinheiro para pagar todo mundo, e aí entrou com o pagamento para evitar algo mais grave", afirmou. 

 

Buscar a solução na Justiça foi a última opção após uma série de tentativas de acordo por parte do jogador, relata Chiminazzo. "O Vitória foi procurado antes do ingresso da ação, mas não teve possibilidade de conversa. Entendo e respeito a situação do clube, mas temos que entender o sonho do jogador. O Vitória tinha mais de 3 meses de salários atrasados e FGTS não recolhidos. Pelo atigo 31 da Lei Pelé, isso é motivo para recisão indireta do contrato, e nós entramos com o pedido (...) Figueiredo sempre esteve aberto e estará aberto para conversar quando for preciso. Respeita o Vitória, mas precisa pensar na carreira dele", ressaltou. 

 

Advogado João Henrique Chiminazzo (Foto: Reprodução | ESPN)

 

Figueiredo não deve mais atuar pelo Leão, porque será "mais saudável" para ambas as partes. Ele já recebeu propostas de outros clubes, inclusive, mas a diretoria rubro-negra optou por não ouvir as ofertas e decidiu não negociá-lo por empréstimo, diz o advogado. Caso a rescisão seja estabelecida pela Justiça, o volante estará livre no mercado. 

 

O atleta já integrou a equipe principal do Vitória, e nesta temporada estava alternando entre as equipes sub-20 e sub-23. Confira a entrevista completa: 

 

Ministro diz que governo tem adotado medidas para garantir energia
Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, voltou a afirmar quarta-feira (28) que o país não corre risco de racionamento de energia ou de um apagão elétrico devido à grave crise hídrica. Segundo o ministro, desde o ano passado, quando se verificou uma redução no volume de chuvas, o governo tem monitorado a situação e adotado as medidas necessárias para garantir o suprimento de energia.

 

“Não vai faltar energia. Estamos adotando medidas desde o ano passado, quando observamos que as afluências nas principais bacias hidrográficas estavam muito baixas e depois quando terminou o período úmido em abril, verificamos que foi a pior crise com escassez hídrica da história do país, dos últimos 90, 100 anos. Mas isso não é motivo de preocupação para a sociedade”, disse o ministro, de acordo com a Agência Brasil. 

 

Bento Albuquerque disse que a pasta tem atuado em conjunto com outros atores, como governos estaduais, operadores do setor de energia e também o parlamento, para buscar saídas para a crise no setor. Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o país passa pela “pior crise hidrológica desde 1930”. No final de junho, o governo editou uma Medida Provisória (MP) 1.055/21 para criar a Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética, a Creg.

 

Entre as atribuições do grupo presidido por por Albuquerque, está determinar alterações na vazão dos reservatórios das usinas hidrelétricas do país, envolvendo definições para limites de uso, armazenamento e vazão. Além do Ministério de Minas e Energia, participam da câmara os ministérios da Economia; da Infraestrutura; da Agricultura, Pecuária e Abastecimento; do Meio Ambiente; e do Desenvolvimento Regional.

 

Albuquerque disse ainda que entre as ações que estão sendo adotadas, está o uso de todas as fontes de energias disponíveis, como as termelétricas, que tem um custo de acionamento mais caro. Nesta quarta-feira, o ministro participou da reinauguração de uma dessas usinas, a Usina Termoelétrica (UTE) William Arjona, em Campo Grande (MS).

 

“Vamos despachar todos os recursos que temos dentro do nosso sistema instalado no país. Vamos esperar até o final do ano quando entra o período úmido e vamos utilizar nossa matriz que é muito diversificada”, disse. Mais cedo, o ministro foi à cidade de Corumbá (MS), onde visitou ribeirinhos do Pantanal beneficiários do Programa Ilumina Pantanal, no âmbito do Programa Luz para Todos.

 

Na região, está sendo implementado um programa de geração de energia fotovoltaica, com armazenamento em baterias, o que possibilita a disponibilização da energia elétrica de forma ininterrupta.

 

“Eu pude ver, não só a eficácia desse programa em uma região como é o Pantanal matogrossense, mas também a inclusão social que o programa oferece para as pessoas atendidas pelo programa, levando dignidade, cidadania, mas também perspectivas novas em suas vidas”, afirmou o ministro.

 

Serão atendidas 2.090 famílias, com custo total de R$ 127 milhões, sendo R$ 73 milhões da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) e R$ 51 milhões da Energisa, companhia local de energia.

Funarte não teve embasamento jurídico ao reprovar apoio a Festival do Capão, diz MPF
Foto: Divulgação / Festival de Jazz do Capão

O Ministério Público Federal (MPF) entendeu que houve desvio de finalidade da Fundação Nacional de Artes (Funarte) ao impedir que os organizadores do Festival de Jazz do Capão, que ocorre na região da Chapada Diamantina, captassem recursos pela Lei Rouanet para a promoção do evento. As informações são do portal Conjur.

 

O posicionamento do MPF se deu no âmbito de uma ação popular proposta pelo organizador do festival, Tiago Alves de Oliveira, e 13 deputados federais na 3ª Vara Cível da Bahia. Para a Procuradoria-Geral da República, o parecer da Funarte contém "juízos subjetivos calcados em valores pessoais e até de caráter religioso".

 

O Ministério Público afirma que o parecer feito pela Funarte "carece de indicação de pressupostos fáticos e jurídicos aptos a embasar a sua conclusão" se limitando a "citações descontextualizadas e desconexas, algumas de origem duvidosa, refletindo na ausência da motivação da prática do ato".

 

Além disso, o MPF nota que uma das justificativas apresentadas pela Funarte para negar o pedido dos organizadores foi uma divulgação no Facebook no qual se apresentava o evento como antifascista. O parecer da Funarte chega a citar Deus e diz que pode ocorrer "desvio do objeto, risco à malversação do recurso público incentivado com propositura de indevido uso do mesmo".

 

Na inicial apresentada à Justiça, os impetrantes alegam que existe "latente perigo de sequestro da máquina pública para a retaliação de movimentos culturais que não se posicionam favoravelmente às pessoas que ocupam o governo federal" e solicitam à Funarte que analise novamente o pedido de acesso aos incentivos da Lei Rouanet.

 

"Haja vista que não houve parecer técnico fundamentado e motivado, verifica-se a violação da legislação e como se não bastasse a finalidade do ato foi desviada para favorecer interesses pessoais, o ato demonstra contornos do abuso de poder e improbidade administrativa dos gestores, amoldando as decisões do órgão ao preconceito destilado pelos gestores e seus correligionários", diz o pedido.

Quarta, 28 de Julho de 2021 - 19:40

Ministério do Trabalho e Previdência tira de Guedes decisões sobre FGTS e FAT

por Fábio Pupo | Folhapress

Ministério do Trabalho e Previdência tira de Guedes decisões sobre FGTS e FAT
Foto: Reprodução / Gov.br

O governo publicou a MP (medida provisória) que recria o Ministério do Trabalho e Previdência repassando à pasta dez atribuições e sete órgãos colegiados até então de responsabilidade da Economia, incluindo os conselhos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador). Apesar disso, o texto dá sobrevida à influência da equipe econômica nas decisões.
 

O texto foi publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (28), que também trouxe decretos que alteram a equipe ministerial. A pasta de Trabalho e Emprego será comandada por Onyx Lorenzoni, que fica exonerado do comando da Secretaria-Geral da Presidência.
 

De acordo com a MP, a estrutura do Ministério do Trabalho terá órgãos como o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador, o Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e o Conselho Nacional de Previdência Complementar.
 

O texto determina que a presidência do conselho do FGTS será ocupada por representante indicado pelo ministro do Trabalho (direito até então da Economia). Esse e outros órgãos repassados têm decisão colegiada e partilhada entre governo, empresas e trabalhadores.
 

Há expectativa de mais mudanças para que Onyx possa ficar com ao menos parte das outras indicações da Economia nos órgãos, apesar de a MP não ter previsto tais alterações.
 

O Ministério do Trabalho receberá da Economia as áreas de previdência, políticas para geração de emprego e modernização do trabalho, fiscalização, política salarial, intermediação de mão de obra, formação e desenvolvimento profissional, segurança e saúde no trabalho, regulação profissional e registro sindical.
 

Pela MP, o cargo de secretário especial de Previdência e Trabalho, ocupado por Bruno Bianco, é transformado em cargo de secretário-executivo do Ministério do Trabalho.
 

Passam a ser subordinadas ao novo ministério a Secretaria do Trabalho, a Secretaria de Previdência e a Subsecretaria de Assuntos Corporativos.
 

A medida devolve ao Ministério do Trabalho todos os servidores lá lotados antes da criação da Economia, em 31 de dezembro de 2018. Por outro lado, garante a Guedes os servidores da Economia antes cedidos às funções da secretaria especial de Previdência e Trabalho.
 

Em outro ponto, a MP estabelece que a PGFN (Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional), do Ministério da Economia, prestará apoio jurídico ao Ministério do Trabalho "até previsão em contrário" de ato do Poder Executivo.
 

Com isso, Guedes prorroga sua influência nas decisões da nova pasta ao fazer com que um órgão subordinado a ele elabore pareceres e notas técnicas alinhadas à visão da equipe econômica.
 

Parte dos integrantes do governo relata receios com uma estrutura dependente e que represente uma espécie de "puxadinho" da Economia. Outra ala ameniza dizendo que o desenho é necessário para o momento de transição.
 

As discussões continuam para moldar o decreto que detalhará o desmembramento.
 

Interlocutores do ministro Paulo Guedes (Economia) dizem que a ideia é repassar apenas o suficiente, sem uma escalada no número de cargos e uma criação de políticas inacabadas por parte da nova pasta. O objetivo é incentivar um trabalho com foco e com entregas de curto prazo.
 

Conforme mostrou a Folha de S.Paulo, influi nas discussões a expectativa de que Onyx fique à frente da pasta por apenas oito meses, já que deve disputar as eleições no Rio Grande do Sul. A lei determina que os ministros saiam do cargo pelo menos seis meses antes da votação (a data-limite, portanto, seria o começo de abril de 2022).
 

A MP também oficializou uma reestruturação interna na pasta da Economia, transformando a atual Secretaria Especial de Fazenda em Secretaria Especial do Tesouro e Orçamento. O secretário especial Bruno Funchal continua no comando.
 

A ideia nesse caso faz parte de um objetivo mais amplo, de integrar todos os trabalhos do ciclo orçamentário e voltar o foco à gestão das despesas públicas, sem a administração de áreas não centrais. Até então, o desenho dava margem a falhas de comunicação entre Tesouro e Orçamento e até visões contrárias sobre um mesmo assunto.
 

Pela MP, a Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade perde a palavra "Emprego". Essa função passa ao ministério de Onyx.
 

Há mais mudanças em planejamento na Economia. A Secretaria de Política Econômica (até então na estrutura da Fazenda, que está em redesenho) deve passar a responder diretamente ao ministro.
 

Já a Secretaria de Avaliação, Planejamento, Energia e Loteria (também na Fazenda) deve ser desmembrada e ficar parte com a Secretaria Especial de Tesouro e Orçamento e parte com Secretaria Especial de Produtividade.
 


 

O QUE A ECONOMIA PERDE PARA O MINISTÉRIO DO TRABALHO E PREVIDÊNCIA:
 


 

Áreas de competência:
 

Previdência;
 

previdência complementar;
 

política e diretrizes para a geração de emprego e renda e de apoio ao trabalhador;
 

política e diretrizes para a modernização das relações de trabalho;
 

fiscalização do trabalho, inclusive do trabalho portuário, e aplicação das sanções previstas em normas legais ou coletivas;
 

política salarial;
 

intermediação de mão de obra, formação e desenvolvimento profissional;
 

segurança e saúde no trabalho;
 

regulação profissional; e
 

registro sindical.
 


 

Órgãos:
 

Conselho de Recursos da Previdência Social;
 

Conselho Nacional de Previdência Social;
 

Conselho Nacional de Previdência Complementar;
 

Câmara de Recursos da Previdência Complementar;
 

Conselho Nacional do Trabalho;
 

Conselho Curador do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), inclusive a indicação da presidência do colegiado;
 

Conselho Deliberativo do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador).
 


 

Também são transferidos à nova pasta:
 

servidores lotados no Ministério do Trabalho ao fim de 2018, antes da criação do Ministério da Economia.
 

 

Endividamento das famílias bate recorde em abril e taxa de juros fica estável em junho, diz BC
Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

A taxa média de juros das operações contratadas em junho deste ano permaneceu estável no mês em 19,9% ao ano, com aumento de 0,4 ponto percentual em doze meses. Para as famílias, a taxa média de juros no crédito livre está em 39,9% ao ano, mesmo índice registrado em maio. Na comparação em 12 meses, houve redução de 1,5 pontos percentuais nessa taxa. Os dados são das Estatísticas Monetárias e de Crédito, divulgadas nesta quarta-feira (28), pelo Banco Central (BC).

 

Nas contratações com empresas, a taxa livre alcançou 14,5% ao ano em junho, variação negativa de 0,1 ponto percentual em relação ao mês anterior. Em 12 meses, houve aumento de 1,5 pontos percentuais nos juros às empresas, de acordo com a Agência Brasil. 

 

A queda dos juros bancários médios ocorre mesmo em momento de aumento da taxa básica de juros da economia. Depois de chegar ao menor nível da história no mês de agosto do ano passado, em 2% ao ano, a taxa Selic começou a subir somente em março deste ano, quando avançou para 2,75% ao ano e, no início de maio, foi elevada para 3,5% ao ano. Em junho, subiu para 4,25% ao ano.

 

No mês, a taxa do cheque especial para as pessoas físicas subiu 2,7 pontos percentuais, chegando a 125,6% ao ano em junho.

 

Em contrapartida, os juros do rotativo do cartão de crédito cobrados pelos bancos tiveram redução de 2,2 pontos percentuais no mês, alcançando 327,5% ao ano. O rotativo é o crédito tomado pelo consumidor quando paga menos que o valor integral da fatura do cartão e dura 30 dias. Após o prazo, as instituições financeiras parcelam a dívida. Nesse caso, no cartão parcelado, houve queda de 0,3 ponto percentual, com a taxa de juros ficando em 164,1% ao ano.

 

Os juros do crédito pessoal consignado também caíram 0,2 ponto percentual no mês para 18,7% ao ano. Nos empréstimos não-consignados a taxa ficou em 82,4% ao ano em junho, redução de 0,7 ponto percentual em relação a maio.

 

De acordo com o chefe do Departamento de Estatísticas do BC, Fernando Rocha, a grande diferença entre as taxas do consignado e não-consignado se deve ao menor nível de garantias sobre o crédito não-consignado. No caso do consignado, a amortização da dívida é deduzida diretamente na folha de pagamento, então os juros ficam menores.

 

Essas taxas são do crédito livre, em que os bancos têm autonomia para emprestar o dinheiro captado no mercado e definir as taxas de juros cobradas dos clientes. Já o crédito direcionado tem regras definidas pelo governo, e é destinado basicamente aos setores habitacional, rural, de infraestrutura e ao microcrédito.

 

No caso do crédito direcionado, a taxa média para pessoas físicas ficou em 6,8% ao ano em junho, alta de 0,1 ponto percentual no mês. Para as empresas, a taxa caiu 0,3 ponto percentual para 7,2% ao ano no mês passado.

 

A inadimplência (considerados atrasos acima de 90 dias) das famílias, no crédito livre, reduziu 0,1 ponto percentual, para 4%, em junho. Assim como das empresas, na mesma modalidade, que ficou em 1,6%. De acordo com Fernando Rocha, as taxas de inadimplência permanecem nos menores níveis da história.

 

O endividamento das famílias, relação entre o saldo das dívidas e a renda acumulada em 12 meses, chegou ao recorde de 58,5% em abril, na série histórica iniciada em janeiro de 2005, refletindo o aumento das concessões de empréstimos. Com a exclusão do financiamento imobiliário, que pega um montante considerável da renda, ficou em 36% no mês.

 

Já o comprometimento da renda, relação entre o valor médio para pagamento das dívidas e a renda média apurada no período, ficou em 30,5% naquele mês. Para os últimos dados, há uma defasagem maior do mês de divulgação, pois o Banco Central depende de dados apresentados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre a renda das famílias. No mês passado, o estoque de todos os empréstimos concedidos pelos bancos ficou em R$ 4,213 trilhões, um aumento de 0,9% em relação a maio. O crescimento em 12 meses da carteira total foi de 16,1%, em maio, para 16,3%, em junho.

 

O saldo do crédito correspondeu a 52,6% de todos os bens e serviços que o país produz - o Produto Interno Bruto (PIB). Segundo Rocha, o cenário de juros estáveis contribui para o desempenho das operações. Já o crédito ampliado ao setor não-financeiro, que é o crédito disponível para empresas, famílias e governos independente da fonte (bancário, mercado de título ou dívida externa) alcançou R$ 12,548 trilhões, crescendo 1,1% no mês e 13,9% em 12 meses.

 

A variação mensal refletiu crescimentos no mercado doméstico de 0,9% nos empréstimos e financiamentos e de 3,5% nos títulos de dívida. Já a dívida externa caiu 3,2% refletindo a alta cambial de 4,4% no mês. Na comparação interanual, o resultado se deve, principalmente, à elevação da carteira de empréstimos do Sistema Financeiro Nacional em 16,1% e de títulos públicos em 22%.

Governo Bolsonaro apaga foto de homem armado usada para parabenizar o Dia do Agricultor
Foto: Reprodução/Twitter

Após diversas críticas, a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República apagou uma postagem feita nas redes sociais como celebração ao Dia do Agricultor. A imagem era de um homem armado (leia mais aqui). A mensagem foi apagada do perfil da secretaria no Twitter nesta quarta-feira (28). 

 

O tuíte recebeu diversas críticas dos usuários e um deles apontou a origem da fotografia, retirada do banco de imagens iStock, que é pago. Neste site, a foto tem a seguinte a descrição: "Silhueta de caçador carregando espingarda no ombro e observando", como observa publicação do G1.

 

À reportagem, O Sindicato Nacional dos Peritos Federais Agrários (SindPFA) afirmou que a manifestação "é uma demonstração indigna de quem tomou o lado do escravagista, do jagunço, do capitão do mato, do grileiro e do desmatador, que ignora a realidade de um país que ainda não se reconciliou com seu passado, marcado pela destinação da terra a endinheirados, marginalizando a população".

 

Organizações que ligadas ao Agro optaram por não se manifestar. A pasta também não respondeu ao pedido de explicação encaminhada pela reportagem. 

Juazeiro: Padrasto que estuprou e engravidou enteada é preso
Foto: Reprodução / SSP - BA

O mandado de prisão preventiva de um homem suspeito de estuprar a enteada, foi cumprindo nesta quarta-feira (28), em Juazeiro. A operação contou com a agentes da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam). A vítima, de 29 anos, era abusada desde os 12 anos.

De acordo com a titular da Deam/Juazeiro, delegada Licelma Bonfim, a mulher engravidou do suspeito em 2018. “Nessa ocasião ele ameaçou matar a criança caso ela não o deixasse registrar como pai. A vítima foi obrigada a mentir para sua mãe, dizendo que o filho era fruto de um relacionamento com um homem que a abandonou”, informou a titular.

Durante a denúncia na especializada, a mulher também relatou que era ameaçada de morte, constantemente, pelo abusador. O homem, de 42 anos, foi submetido aos exames de corpo de delito e deve ser encaminhado ao Conjunto Penal de Juazeiro.

Anagé: Três ciganos envolvidos em morte de tenente da PM morrem após confronto
Foto: Reprodução / SSP - BA

A Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) informou, no início da noite desta quarta-feira (28), que identificou mais três ciganos suspeitos de envolvimento nas mortes do tenente Luciano Libarino Neves e do soldado Robson Brito de Matos, em Vitória da Conquista, no dia 13 de julho deste ano (relembre). O trio foi flagrado armado, na cidade de Anagé, na tarde desta quarta-feira (28) e, após confrontos com a PM, acabaram mortos.

De acordo com a SSP-BA, os ciganos foram encontrados, às margens do rio Gavião, após uma denúncia anônima relatando a presença de homens armados. Equipes da 79ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) e da Delegacia Territorial (DT) foram até o local e acabaram sendo atacados com disparos de arma de fogo.

Houve confronto e os três ciganos terminaram feridos. Eles foram socorridos para o hospital de Anagé, mas não reinsistiram. Um quarto cigano, que também confrontou com os policiais, conseguiu escapar do cerco e está sendo procurado. Com o trio as equipes recuperaram a pistola calibre 40 do tenente Luciano Libarino, roubada após ele ser executado pelos ciganos

Quarta, 28 de Julho de 2021 - 18:20

Governadores terão reunião sobre meio ambiente com enviado de Biden na quinta

por Camila Mattoso | Folhapress

Governadores terão reunião sobre meio ambiente com enviado de Biden na quinta
Foto: Reprodução / Twitter de @JohnKerry

O Fórum dos Governadores do Brasil terá encontro virtual na quinta-feira (29), às 17h, com John Kerry, enviado especial do governo Joe Biden para discussões sobre o meio ambiente.
 

Participarão da reunião os governadores Wellington Dias (PT-PI), Renato Casagrande (PSB-ES), João Doria (PSDB-SP), Eduardo Leite (PSDB-RS), Reinaldo Azambuja (PSDB-MS) e Flávio Dino (PSB-MA).
 

O encontro acontece como resultado de carta enviada a Biden pelos governadores em abril na qual tratavam de uma coalização nacional entre estados para tratar de parcerias com os Estados Unidos sobre regeneração ambiental, o equilíbrio climático, o desenvolvimento de cadeias econômicas verdes nas Américas e outros temas relacionados.
 

“O presidente Joe Biden coloca à disposição para coordenar com outros 30 países essa pauta preocupada com as mudanças climáticas e o Nordeste brasileiro se soma às outras cinco regiões do Brasil e agora inovando com a criação de um instrumento que é um consórcio com as 27 unidades da federação e uma pauta comum na linha dos ativos verdes casado com sustentabilidade, gerar emprego para as comunidades que vivem nestas áreas de reservas no Brasil, e ainda a parte do saneamento resíduos sólidos", diz Wellington Dias (PT), governador do Piauí.
 

Na mesma data, o Consórcio Nordeste, formado por governadores da região e presidido por Dias, terá encontro com a embaixadora da França no Brasil, Brigitte Collet.
 

O evento marcará a celebração de dois anos de cooperação entre os estados do Nordeste e a França sobre temas relativos ao meio ambiente e às cidades sustentáveis. Cinco temas foram definidos como prioritários pelo Consórcio Nordeste e a embaixada da França no Brasil para ações futuras: energia, meio ambiente, água e saneamento, gestão de resíduos e agricultura familiar.

BN Na Tela: Rússia cancela envio da Sputnik V; Salvador tem 3 assaltos a ônibus por dia

Ainda falando sobre volta às aulas presenciais na rede estadual de ensino, a APLB-Sindicato assegura que a opção por não retornar às salas foi feita por professores em toda a Bahia. A categoria exige da vacinação completa antes da retomada integral. Tem também a informação de que a Rússia pode não mais remeter doses da Sputnik V contratadas por estados nordestinos após o Ministério da Saúde indicar que não pretende usar o imunizante no PNI. Tem também polêmica envolvendo o Dia do Agricultor. A Secretaria de Comunicação do governo federal divulgou uma imagem de um homem armado para homenageá-los. O BN Na Tela fala ainda sobre a média de assaltos a ônibus em Salvador em 2021 e sobre um incidente que deixou o pedestre ferido após um tiroteio no Cabula. Da coluna Cultura tem a novidade que morador de Salvador paga meia-entrada nos equipamentos culturais da cidade, enquanto Holofote traz informações sobre Juliano Cazarré e a possibilidade de não ser vacinado contra a Covid-19. Nuno Krause ainda traz o Boletim Olímpico. Veja:

Casos ativos da Covid-19 seguem em queda na Bahia; Sesab registra 36 mortes em 24h
Foto: Paula Fróes / GOVBA

Os casos ativos da Covid-19 seguem caindo na Bahia. De acordo com dados divulgados, no fim da tarde desta quarta-feira (28), no boletim epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde (Sesab), 6.704 pessoas estão contaminadas pelo novo coronavírus no estado. É o menor número registrado pelo governo baiano desde o dia 11 de janeiro.

 

Nas últimas 24 horas, a Sesab confirmou 1.417 novas contaminações pelo novo coronavírus e 36 mortes em decorrência da infecção. No total, a Bahia acumula, desde o início da pandemia, 1.188.967 casos confirmados da Covid-19 e 25.630 óbitos pela doença.

 

A taxa de ocupação das unidades de terapia intensiva (UTIs) reservadas para adultos com Covid-19 é de 53% no estado, enquanto 34% dos leitos clínicos estão ocupados por pacientes com a doença.

Dia 6 em Tóquio: Brasil pode medalhar na ginástica e no judô; boxe tem mais um baiano
Foto: Divulgação / CBG

Após uma noite, madrugada e manhã cheias de frustrações nos Jogos Olímpicos de Tóquio, o Brasil começa o dia 6 do evento com esperanças renovadas. Afinal, a partir das 7h50 (de Brasília) desta quinta-feira (29), a ginasta Rebeca Andrade se apresenta como uma das favoritas a conquistar o ouro no individual geral. Após a desistência de Simone Biles, estrela americana (lembre aqui), a brasileira tem a melhor nota entre as participantes da decisão, conquistada na semifinal. 

 

A americana Sunisa Lee e as russas Angelina Melnikova e Vladislava Urazova são as principais adversárias de Rebeca, que deve fazer a mesma apresentação da semifinal, que lhe garantiu a nota de 57,399.

 

Quem também estreia é a principal esperança de medalha no judô, Mayra Aguiar, na categoria até 78 quilos. A brasileira vem de dois bronzes olímpicos seguidos, em Londres-2012 e na Rio-2016, e também é bicampeã mundial. Uma lesão no último ano atrapalhou sua preparação para Tóquio, mas ela acredita estar pronta para subir ao pódio novamente.

 

No boxe, Hebert Conceição tenta manter a invencibilidade da Bahia na modalidade até agora. Na madrugada desta quarta-feira (28), Keno Marley venceu o chinês Chen Daxiang por nocaute técnico, no segundo round (saiba mais aqui). Medalhista de prata no Pan-Americano de Lima e quarto colocado no ranking mundial, Conceição lutará contra o também chinês Tuoheta Erbieke, na categoria até 75 quilos.

 

O brasileiro Guilherme Costa representará o Brasil na final dos 800 metros livre da natação, a partir de 22h30. 

 

Além disso, a equipe de handebol feminino joga contra a Espanha, às 23h, o vôlei feminino encara o Japão, às 7h40 de quinta, e as duplas Agatha e Duda e Alison e Álvaro tentam se recuperar das derrotas sofridas na última rodada do vôlei de praia a partir de 9h.

 

Confira a agenda completa: 

Rúgbi de 7 feminino: 

21h30 - Brasil x Canadá 

5h - França x Brasil

 

Ciclismo BMX: 

22h06 - Renato Rezende (quartas de final) 

22h27 - Priscila Carnaval (quartas de final)

 

Natação: 

22h30 - Guilherme Costa (final dos 800 metros livre) 

7h51 - Matheus Gonche (classificatória dos 100 metros borboleta masculino)

7h59 - Vinicius Lanza (classificatória dos 100 metros borboleta masculino)

8h21 - Revezamento 4x100 metros medley

 

Handebol feminino: 

23h - Espanha x Brasil (fase de grupos)

 

Remo: 

23h - Lucas Verthein (semifinal skiff simples)

 

Judô: 

23h35 - Rafael Buzacarini (BRA) x Toma Nikiforov (BEL) (fase 1/16 avos da categoria até 100 kg) 

00h40 - Mayra Aguiar (BRA) x Adversária a definir (oitavas de final da categoria até 78 kg)

 

Vela: 

A partir de 00h05 - Ana Barbachan e Fernanda Oliveira (classe 470 feminino)

A partir de 00h05 - Robert Scheidt (classe laser)

A partir de 00h05 - Gabriela Nicolino e Samuel Albrecht (classe Nacra 17 misto)  

A partir de 00h05 - Marco Grael e Gabriel Borges (classe 49er)

A partir de 1h15 - Patrícia Freitas (classe RS:X feminino)

A partir de 2h35 - Jorge Zarif (classe finn)  

A partir de 03h05 - Henrique Haddad e Bruno Bethlem (classe 470 masculino)

 

Canoagem Slalom: 

2h - Ana Sátila (semifinal da categoria C-1)

 

Boxe: 

5h - Hebert Conceição (BRA) x Erbieke Tuoheta (CHI) 

7h24 - Graziele de Jesus (BRA) x Tsukimi Namiki (JAP)

 

Tiro com arco: 

5h57 - Ane Marcelle dos Santos (BRA) x Ana Vazquez (MEX) (primeira rodada do individual)

 

Vôlei feminino: 

7h40 - Japão x Brasil (rodada 3 da fase de grupos)

 

Ginástica artística: 

7h50 - Rebeca Andrade (final do individual geral feminino

 

Vôlei de praia: 

9h - Agatha e Duda (BRA) x Bansley e Brandie (CAN) 

10h - Alison e Álvaro Filho (BRA) x Brouwer e Meeuwsen (HOL) 

TCM multa ex-prefeito de Ipiaú por repasse irregular para liga esportiva
Foto: Reprodução/ Giro Ipiaú

Os conselheiros do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA) consideraram irregular o repasse de recursos pela Prefeitura de Ipiaú, da responsabilidade do ex-prefeito Deraldino Alves de Araújo, à Liga Desportiva Rionovense – LDI, então administrada por Josevam Roberto de Souza. O convênio foi firmado no exercício de 2010. Durante sessão desta quarta-feira (28), o conselheiro substituto Ronaldo Sant’Anna, relator do parecer, imputou multa de R$1,5 mil ao ex-prefeito e de R$1 mil ao gestor da liga.

De acordo com o órgão, o convênio nº 010/2010, fixado em R$288.110,00, tinha por objeto “desenvolver o esporte no município e proporcionar aos atletas a excelência em cada modalidade como futebol de campo, skate, jiu-Jitsu, caratê, futsal, Atletismo, xadrez, torneio de várzea, vôlei, basquete, handebol, para representar o município nas diversas competições promovidas pela LDI”. Foram repassados, efetivamente, o montante de R$80.524,82, sendo apresentados os comprovantes de despesa no valor total de R$80.430,59.

De acordo com a relatoria, o ex-prefeito não apresentou parte da documentação obrigatória, entre elas: lei específica autorizando a destinação de recursos públicos municipais para a entidade; originais dos extratos bancários de conta específica mantida pela entidade beneficiada; original do convênio, acordo, ajuste ou outro instrumento congênere que tenha dado suporte ao repasse; e original do extrato bancário da conta do órgão ou entidade municipal, no qual esteja evidenciada a saída do recurso.

O Ministério Público de Contas, através do procurador Danilo Diamantino, também opinou pela irregularidade da prestação de contas referente ao Convênio nº 010/2010, com aplicação de multas e ressarcimento aos responsáveis. Cabe recurso da decisão.

'Fazer uma bela festa', diz Flávio Souza sobre o carnaval após assumir presidência do Comcar
Foto: Acervo pessoal

O empresário Flávio Souza foi eleito nesta terça-feira (27) o presidente do Conselho Municipal do Carnaval (Comcar). O órgão é responsável por deliberar e fiscalizar o Carnaval em Salvador, junto com o estado e todos os órgãos públicos envolvidos na festa. 

 

Ao lado do empresário, Márcia Mamede assumirá a vice-presidência e Whashington Paganelli a coordenação executiva do órgão. Ao Bahia Notícias, Flávio falou sobre os desafios para realização do Carnaval de 2022.

 

"É um grande desafio assumir a presidência do Comcar esse ano. O próximo Carnaval com fé em Deus vai estar acontecendo. Estamos vivendo um momento de pandemia que diversas adequações terão que ser feitas, protocolos estabelecidos, mas a gente a acredita que assim como realizamos a melhor festa do planeta, que é esse Carnaval maravilhoso, a gente vai fazer uma bela festa com segurança".

 

"O nosso desafio é defender o interesse de todo o Trade que foram os primeiros empresários a parar, e seremos os últimos a retornar. O Comcar está aí para defender junto a prefeitura e o Estado da melhor formar possível e diplomática para que a gente tenha um apoio, afinal de contas é um ano e meio que tem sido difícil para todos nós", completa Flávio.

Histórico de Conteúdo