Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sábado, 13 de Agosto de 2022 - 07:20

Com crescimento nas pesquisas, ala política espera um Bolsonaro mais cauteloso

por Juliana Braga /Folhapress

Com crescimento nas pesquisas, ala política espera um Bolsonaro mais cauteloso
Foto: Alan Santos / PR

O crescimento de Jair Bolsonaro (PL) nas pesquisas da região Sudeste alimentou em seus conselheiros políticos a esperança de que o presidente passe a ser mais pragmático.
 

Nas últimas semanas, esses conselheiros vêm se frustrando com a insistência de Bolsonaro em atacar as urnas, o sistema eleitoral e, ainda, ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) e TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Eles acreditam que tal comportamento dificulta o crescimento, mas o presidente segue na mesma toada, apesar dos apelos.
 

Com os números apontando empate técnico na região, a aposta desses aliados é de que o presidente comece a ver que a melhora de seu desempenho partiu, principalmente, das soluções políticas, como a moderação do discurso para o eleitorado feminino e a aprovação da PEC que abriu caminho para o Auxílio Brasil turbinado.
 

Eles acreditam ainda que, ao começar a vislumbrar com mais clareza a possibilidade de reeleição, o mandatário se torne mais cauteloso nos comentários para evitar deslizes fatais. Isso deve reduzir a influência da ala ideológica da campanha.
 

Bolsonaro empatou tecnicamente com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas intenções de voto para os dois turnos no estado de São Paulo, segundo pesquisa Quaest divulgada nesta quinta-feira (11).
 

A preferência dos eleitores no atual mandatário no primeiro turno oscilou de 32% para 35% em relação ao início de julho, enquanto o petista permaneceu com 37%. A diferença entre eles, portanto, diminuiu de 5 para 2 pontos percentuais, dentro da margem de erro.
 

A estratégia do comitê eleitoral de Bolsonaro é concentrar, justamente, nos votos da região Sul e Sudeste, para resgatar o que chamam de "bolsonaristas arrependidos". A menos de dois meses das eleições, a avaliação é de que não vale desperdiçar tempo tentando conquistar um voto já consolidado em Lula no Nordeste, por exemplo.

Sábado, 13 de Agosto de 2022 - 00:59

Bellintani diz que pretende trazer mais um jogador na janela, mas não revela posição

por Ulisses Gama / Nuno Krause

Bellintani diz que pretende trazer mais um jogador na janela, mas não revela posição
Foto: Divulgação / EC Bahia

O presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, revelou que o clube pretende trazer ainda mais um jogador nesta janela de transferências, que se encerra na próxima segunda-feira (15). O dirigente, contudo, não revelou a posição.

 

"Estamos procurando talvez mais uma contratação, pelo menos. Não vou dizer a posição, mas é possível. Quero pedir ao torcedor que entenda se a gente não conseguir foi por grande dificuldade, e não por falta de desejo", afirmou, na área mista da Arena Fonte Nova, após a vitória sobre o Ituano por 2 a 0, nesta sexta-feira (12).

 

Segundo Bellintani, "é uma posição que entendemos que precisa de um complemento dentro do elenco". 

 

Com o triunfo desta sexta, o Bahia assumiu a vice-liderança da Série B, com 43 pontos. A equipe volta a campo na próxima terça-feira (16), contra o Londrina, às 20h30, no estádio do Café. 

Sábado, 13 de Agosto de 2022 - 00:46

Bahia inicia conversas para renovar com o volante Patrick

por Ulisses Gama

Bahia inicia conversas para renovar com o volante Patrick
Foto: Ulisses Gama / Bahia Notícias

Com contrato até o fim do ano, o volante Patrick tem chance de renovar o seu vínculo com o Bahia. De acordo com o presidente do clube, Guilherme Bellintani, as conversas para manter o jogador foram abertas e a negociação está sob a responsabilidade do diretor de futebol Eduardo Freeland.

 

"Temos conversado sim. É um jogador que está fazendo a história dentro do clube, mas isso está com Freeland. Ele está encarregado de comandar essa negociação", disse, nesta sexta-feira (12), após o triunfo do Bahia sobre o Ituano.

 

"É do interesse total do Bahia e o empresário está ciente disso", completou.

 

Revelado na base do Tricolor, Patrick tem 21 anos de idade foi titular na partida e chegou ao seu 99º pelo clube.

Sábado, 13 de Agosto de 2022 - 00:13

Suspenso do próximo jogo, Didi reclama de expulsão: 'Não entendi'

por Ulisses Gama / Nuno Krause

Suspenso do próximo jogo, Didi reclama de expulsão: 'Não entendi'
Foto: Ulisses Gama / Bahia Notícias

O zagueiro Didi reclamou do cartão vermelho que levou nesta quinta-feira (13), durante o triunfo do Bahia sobre o Ituano na Arena Fonte Nova. O jogador foi expulso aos 32 minutos, após confusão com o meia Caíque. 

 

"Não entendi, também. Não sei se foi verificado no VAR. Se vir o lance, a bola estava em disputa, presa, o jogador do Ituano me agrediu com a perna. Fui tentar me proteger, segurei a perna dele e ele expulsou os dois", afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias. 

 

Com a expulsão, Didi está suspenso da próxima partida do Esquadrão, contra o Londrina, na terça-feira (16), às 20h30, no estádio do Café. 

Com abadás de até R$ 2.480 pro Barra-Ondina, foliões podem processar caso circuito mude?
Foto: Joilson Cesar/Ag Haack/Bahia Notícias

Andar pelas ruas da Barra avistando o Farol e caminhando atrás do trio com destino a Ondina ainda é a esperança de muitos foliões para o Carnaval de 2023 em Salvador. Porém, caso a experiência seja comprometida pela possibilidade de mudança do circuito para a Boca do Rio, o sonho pode se transformar em processos judiciais. 

 

O alerta foi feito na semana passada pelo grupo Olodum. Ao se posicionar contra a mudança do circuito, a direção da banda avaliou que "vender um produto ou serviço e entregar outro são o mesmo que fazer propaganda enganosa" (veja aqui).

 

A venda dos abadás endereçados para o circuito Dodô, que sai do Farol da Barra e segue até o monumento “As Meninas do Brasil”, também conhecido como “As Gordinhas de Ondina”, já é uma realidade. 

 

Um dia no trajeto de 4,5 quilômetros de percurso pode chegar até R$ 2.480 e o valor dos camarotes para quem deseja ir todos os dias para a Barra vai até R$ 12.150.

 

O Bahia Notícias fez um levantamento dos valores de blocos e camarotes disponíveis nos dois principais sites de revenda ligados ao Carnaval baiano: a Central do Carnaval e o Quero Abadá. Veja os valores dos pacotes já à venda:

Arte: Priscila Melo / Bahia Notícias | Clique para ampliar

Arte: Priscila Melo / Bahia Notícias | Clique para ampliar

 

De acordo com o advogado André Gallo, antes de pensar em processo judicial, é necessário avaliar cada caso de forma específica e a alteração do circuito não é motivo o suficiente para isso, desde que sejam mantidas as mesmas características esperadas para o evento.

 

“Uma providência judicial precisaria estar fundamentada em outros elementos que, efetivamente, impossibilitassem o consumidor de usufruir os serviços disponibilizados no novo circuito”, explica.

 

Gallo ainda indica que antes de adotar qualquer providência, especialmente de natureza processual, é conveniente que o folião contacte a produtora do bloco ou evento e explique a situação. “Verifique a possibilidade de rescisão do contrato mediante reembolso dos valores já pagos e busque auxílio de um advogado capacitado para analisar a viabilidade do caso”.

 

Quanto aos abadás e camarotes que estão sendo divulgados com o endereço do circuito Dodô, eles ainda não caracterizam propaganda enganosa, visto que até o momento a Barra-Ondina é o que está definido. 

 

“Havendo alteração do circuito, as produtoras precisariam adequar imediatamente os seus contratos e a divulgação/publicidade dos seus produtos, enfatizando que os desfiles e eventos acontecerão no circuito Boca do Rio – Patamares ou qualquer outro que venha a existir futuramente. Caso não haja essa adequação, aí sim, teremos elementos para analisar se houve, ou não, propaganda enganosa”, afirma.

 

Para os foliões que já adquiriram os abadás e estão preocupados com a confirmação da mudança, é recomendado que se guarde e registre por exemplo, o contrato firmado com a produtora, e-mails, conversas por SMS ou aplicativo de mensagem, protocolos de atendimento por telefone ou online, anúncios e artigos de imprensa.

 

Os blocos e camarotes ainda estão resguardados pela indefinição do Poder Público quanto à mudança do circuito pois, se decidido um novo endereço, ainda que quisessem, as produtoras estariam impedidas de realizar o evento no circuito Barra-Ondina.

 

“Na hipótese de alteração do circuito, como se especula, as produtoras não teriam sequer a autonomia de realizar seus blocos ou camarotes no circuito Barra-Ondina, visto que, nesse caso, não haveria autorização de uso do espaço público para essa finalidade”, conclui. 

 

Vale lembrar que a mudança do circuito da Barra para a área próxima do novo Centro de Convenções (leia mais aqui) ainda não é realidade. A Prefeitura de Salvador aguarda que o Conselho do Carnaval (Comcar) entregue um projeto para avaliar a viabilidade da transferência (entenda aqui).

 

Questionados quanto ao fluxo de compras de abadás para o Carnaval de 2023, o Quero Abadá e Central do Carnaval não responderam até a conclusão desta matéria. 

Mesmo com severas dificuldades, universidades são essenciais à democracia, ressaltam reitores
Em ordem: Marcelo Fonseca, Marcus David, Paulo Miguez e João Salles | Foto: BN

Reitores de 48 universidades e institutos federais que integram a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) reuniram-se, nesta sexta-feira (12), em Salvador, para debater o cenário político e administrativo que estas repartições públicas atravessam.

 

O encontro, na Biblioteca de Saúde da Universidade Federal da Bahia (Ufba), no Canela, aconteceu um dia após o lançamento da Carta pela Democracia - que contou com a forte participação de figuras públicas, intelectuais, entidades e da classe artística como um todo (veja aqui). 

 

Não à toa, a reunião teve como foco assuntos relacionados com a defesa do estado democrático de direito e do ensino público de qualidade. Outro tema norteador da ocasião foi o impacto dos cortes de verbas pelo governo federal. 

 

Sobre o assunto, o professor Marcelo Fonseca, presidente da Andifes e reitor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), afirmou que com o anúncio mais recente de redução de repasses pela gestão, houve uma perda efetiva de 7,2% do orçamento, de modo linear, em todas as universidades.

 

Com reflexos negativos diversos, a diminuição de recursos tem reduzido o poder das universidades em tocar atividades de ensino, pesquisa e extensão, além de prejudicar a continuidade das políticas de assistência estudantil.

 

"Como o orçamento aprovado no final do ano passado para 2022 já era considerado como insuficiente por todos os reitores e reitoras, inclusive pelo MEC, essa situação se torna absolutamente desesperadora", completou o docente, que vê nestes espaços de saber uma posição de protagonismo no que se relaciona ao processo democrático. 

 

Esta visão também é defendida pelo antecessor de Fonseca, Marcus David, dirigente da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e que passou o cargo no fim do mês passado. 

 

"No atual cenário, por mais inacreditável que pareça, a democracia voltou a ser questionada. Os princípios democráticos passaram a ser questionados e as universidades também têm um papel importante nessa defesa. Não foi coincidência que todas as manifestações de ontem tiveram como base as universidades. É porque não existe universidade ambiente que não seja democrático", argumentou.

 

Para ele, há um contexto de asfixia orçamentária e de questionamento da legitimidade das universidades. Juntas, na interpretação de David, fazem com que tenhamos "a crise mais severa da nossa história". Dois modelos poderão ser discutidos a partir de agora: o de continuidade da desvalorização ou de formulação de algo que ele chamou de um "projeto de nação", pautado na ciência, na tecnologia, na cultura e na educação como vetores fundamentais.

 

O evento desta sexta também aconteceu um dia antes do encerramento do mandato do professor João Carlos Salles na cadeira de titular da Reitoria da Ufba. O docente deixa o cargo após oito anos.

 

Ao Bahia Notícias, Salles conta que, ao longo dos dois mandatos consecutivos, a comunidade acadêmica enfrentou ataques que vão desde restrições financeiras até investidas contra a imagem da universidade. Apesar disso, segundo ele, a unidade não só avançou, como promoveu o essencial, a manutenção da unidade.

 

"A comunidade Ufba se manteve unida em função da realização das tarefas de ensino, pesquisa e extensão. No caso da época da pandemia, que foi um episódio que nos afeta ainda, protegendo a vida da comunidade, protegendo seus valores. Esse é o maior legado".

 

Pouco antes da abertura da plenária da Andifes, João Carlos destacou que a associação tem, corriqueiramente, sido convocada a reagir a notícias desagradáveis. "Mas eu quero registrar que a Andifes veio à Bahia no momento em que eu estou encerrando esse mandato. Não deixa de ser uma forma de prestígio da Universidade Federal da Bahia", ponderou.

 

Quem assume a batuta a partir da próxima semana é o economista e atual vice-reitor Paulo Miguez. Referendado pela maioria dos membros da insituição baiana, ele foi um dos que leram a Carta pela Democracia no ato realizado em apoio ao manifesto popular (confira aqui).

 

"Os tempos são muito difíceis para a universidade pública brasileira. A Ufba sabe disso porque ao longo dos últimos oito anos nós tivemos que fazer muitos enfrentamentos para garantir que essa casa continuasse sendo a grande aposta que a sociedade faz no seu futuro. Não será diferente daqui pra frente", projetou Miguez.

 

No entendimento do educador, apesar das dificuldades, a universidade continuará resistindo. "Como assim foi em tempos difíceis ao longo da história dela, ela permanecerá aberta. Nós encontraremos caminhos para fazer com que isso aconteça", arrematou.

Sábado, 13 de Agosto de 2022 - 00:00

Juiz investigado na Faroeste é aposentado compulsoriamente pela 3ª vez pelo TJ-BA

por Cláudia Cardozo

Juiz investigado na Faroeste é aposentado compulsoriamente pela 3ª vez pelo TJ-BA
Foto: Divulgação

Pela 3ª vez, o Pleno do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) condenou o juiz Sérgio Humberto de Quadros Sampaio a aposentadoria compulsória. A primeira aposentadoria foi proferida em dezembro de 2021 (veja aqui). O juiz é investigado na Operação Faroeste, por venda de sentenças. O processo administrativo disciplinar foi relatado pelo corregedor das Comarcas do Interior, desembargador Jatahy Fonseca, e foi julgado na última quarta-feira (10).

 

Segundo a defesa do magistrado, Sérgio Humberto determinou a retificação de três matrículas que teriam sido bloqueadas por decisão da Corregedoria Geral do TJ-BA. O relator contou que o juiz teria se reunido com delegatários de Formosa do Rio Preto e de Santa Rita de Cassia, da região oeste, em um hotel de Barreiras. A convocação teria sido para apagar as arestas que haviam entre os delegatários devido aos procedimentos dos desdobramentos, sendo uma conversa de “cunho técnico e jurídico”. O encontro teria sido no hotel, pois o juiz já teria voo marcado para retornar para Salvador. O juiz era responsável pela vara judicial no local e teria se reunido para “fazer cumprir as determinações judiciais” sobre as questões fundiárias, que foram fundamentadas. O advogado Eliel Marins refuta que a reunião tenha sido para tratar qualquer assunto “espúrio” ou de “corrupção”.

 

 Os imóveis foram dados como garantia a terceiros. A ação teria tramitado de forma açodada e na mesma hora que a decisão foi expedida foi encaminhada para a delegatária. O juiz utilizava servidora de fora do quadro do TJ-BA como assessora e a acusação não foi contestada pelo magistrado no processo. Para o corregedor, o juiz usou a servidora externa para encaminhar os autos para cumprimento da delegatária, de forma atípica. O corregedor afirmou que as acusações são gravíssimas e por isso votou pela aplicação de pena aposentadoria compulsória, por agir com abuso de autoridade e prejudicar a outra parte no processo. O pleno, por unanimidade, seguiu o voto do relator pela aposentadoria compulsória.

Centro de Boxe da Bahia será inaugurado em 26 de agosto, dia de estreia nacional de Hebert
Foto: Reprodução / YouTube - GOV/BA

O Centro de Boxe da Bahia, localizado no Largo de Roma, será inaugurado no dia 26 de agosto. Segundo o diretor-geral da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), Vicente Neto, a ideia é fazer uma ação conjunta com a estreia nacional de Hebert Conceição, que ocorre na mesma data, na Arena de Esportes da Bahia, em Lauro de Freitas (saiba mais aqui). 

 

O gestor garantiu, em entrevista ao Bahia Notícias, que a estrutura já está pronta, e que a Sudesb está mobiliando o local para deixá-lo pronto para a inauguração. 

 

"Já chegaram lá octógono, ringue, saco de boxe e luva. Estamos fixando os sacos de boxe até sábado (13) desta semana. A meta é inaugurar no dia 26 os dois equipamentos", afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias. 

 

O Centro de Boxe foi prometido pelo governador Rui Costa (PT), em 2016, mas sofreu com uma série de atrasos em suas obras (veja aqui). O primeiro local escolhido para o equipamento foi indeferido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), no mês de julho do ano passado (confira aqui). A ideia original era erguer o novo equipamento no lugar de um edifício na região do Palacete Machado, também conhecido como antigo abrigo D. Pedro II.

 

Para encerrar a novela, o governo escolheu um prédio seu, localizado no Largo de Roma, na Cidade Baixa (leia aqui). Em meados de setembro, o edital de construção do equipamento foi finalmente lançado, sendo investidos R$ 4,2 milhões (clique aqui).

 

Depois de diversas de previsões, a Conder (Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia) entregou a estrutura em julho. Os equipamentos para a prática de artes marciais devem ser instalados até este sábado (13).

 

A Sudesb, de acordo com Vicente, assumirá 100% da gestão do local neste primeiro momento. A autarquia já conversa, porém, com as federações de artes marciais do estado para verificar a possibilidade de gestão compartilhada.

 

O espaço irá abrigar, além de eventos, núcleos de iniciação esportiva. "Vamos inscrever crianças, jovens, que vão aprender em parceria com as federações. A meta é chegar a 1.200 pessoas aprendendo artes marciais", disse o diretor-geral da Sudesb. 

 

O modelo será semelhante ao da Arena de Esportes da Bahia, que recebe, atualmente, o Campeonato Brasileiro de Ginástica. A inauguração oficial, contudo, só será no dia 26, com a luta de Hebert Conceição. 

 

O campeão olímpico ainda entra antes no ringue. Neste sábado, ele enfrentará Danny Mendoza, da Nicarágua, pelos pesos médios, em Toshkent, capital do Uzbequistão. Será a primeira luta dele no boxe profissional. 

Sexta, 12 de Agosto de 2022 - 23:54

Polícia identifica torcedor que atirou copo em bandeirinha e o conduz para a delegacia

por Ulisses Gama / Nuno Krause

Polícia identifica torcedor que atirou copo em bandeirinha e o conduz para a delegacia
Jogadores reclamam do ato | Foto: Enaldo Pinto / Ag. Haack / Bahia Notícias

A polícia identificou o torcedor que atirou um copo que atingiu a bandeirinha Gizeli Casaril, de Santa Catarina, durante o jogo entre Bahia e Ituano, nesta sexta-feira (12), na Arena Fonte Nova. O fato ocorreu aos 32 minutos do segundo tempo, quando o árbitro expulsou Didi e Jiménez após uma confusão. 

 

De acordo com o capitão Elbert, do Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos, o infrator já foi conduzido para a delegacia. 

 

"Conseguimos identificar. A torcida nos ajudou a informar. Fizemos a condução para a delegacia e ele está sendo apresentado. Nós vimos, as câmeras do estádio viram. Já informamos ao árbitro central. Ele vai constar em súmula", explicou. 

 

Após o jogo, o vice-presidente tricolor, Vitor Ferraz, procurou informações sobre o assunto. 

 

Vitor Ferraz fala com comandante do Bepe sobre copo atirado em bandeirinha | Foto: Ulisses Gama / Bahia Notícias

 

Dentro de campo, o Esquadrão venceu o Ituano por 2 a 0, com dois gols de Matheus Davó, e subiu para a vice-liderança da Série B do Campeonato Brasileiro (veja aqui). 

Sexta, 12 de Agosto de 2022 - 23:43

Davó comemora sétimo gol na Fonte Nova: 'É onde me sinto em casa'

por Ulisses Gama / Nuno Krause

Davó comemora sétimo gol na Fonte Nova: 'É onde me sinto em casa'
Foto: Enaldo Pinto / Ag. Haack / Bahia Notícias

Artilheiro do Bahia na Série B, o atacante Matheus Davó foi mais uma vez decisivo nesta sexta-feira (12), na Arena Fonte Nova (confira aqui). Com os dois gols marcados diante do Ituano, o jogador chegou a sete na Segundona. E tem uma curiosidade: todos eles foram marcados no estádio. 

 

"É onde me sinto em casa. Muito bom ver essa festa da torcida poder corresponder", afirmou, após a partida. 

 

Questionado se era o momento de voltar a ser titular, Davó destacou o poder do grupo e falou sobre a relação próxima que tem com Hugo Rodallega, seu concorrente direto.

 

"Estou buscando meu espaço, como todos, esperando minha oportunidade. O mais importante é triunfar. Rodallega não dá nem para descrever a carreira dele. Ele me dá muitos conselhos. É um amigo. É uma "rivalidade" saudável, na qual ele torce por mim e eu torço por ele", disse, em entrevista ao Bahia Notícias. 

 

Com o resultado, o Tricolor assume momentaneamente a vice-liderança da competição, com 43 pontos. O Grêmio, terceiro colocado, joga neste sábado (13), às 20h30, contra o CRB, e pode ultrapassar o Bahia. 

 

O Esquadrão volta a campo na próxima terça-feira (16), contra o Londrina, no estádio do Café, às 20h30, pela 25ª rodada da Série B. 

Sexta, 12 de Agosto de 2022 - 23:24

Davó brilha com dois gols e Bahia vence o Ituano na Fonte Nova

por Nuno Krause

Davó brilha com dois gols e Bahia vence o Ituano na Fonte Nova
Foto: Enaldo Pinto / Ag. Haack / Bahia Notícias

Somente Matheus Davó poderia trazer o triunfo para o Bahia nesta sexta-feira (12). Acionado por Enderson Moreira no segundo tempo, o artilheiro do Esquadrão na Série B marcou dois gols e comandou o placar de 2 a 0 sobre o Ituano, pela 24ª rodada da Série B. 

 

O resultado coloca o Tricolor momentaneamente na vice-liderança da competição, com 43 pontos. O Grêmio, terceiro colocado, joga neste sábado (13), às 20h30, contra o CRB, e pode ultrapassar o Bahia. 

 

O Esquadrão volta a campo na próxima terça-feira (16), contra o Londrina, no estádio do Café, às 20h30, pela 25ª rodada da Série B

 

O JOGO 

A muralha Jefferson Paulino

O Bahia chegou com perigo logo no primeiro minuto de jogo. Daniel cruzou para Copete na área e, livre, o atacante tentou por cobertura. O goleiro Jefferson Paulino saiu bem para abafar e fez a defesa. 

 

Aos 5, Jacaré recebeu bom passe pelo meio e arriscou forte de fora da área. A bola passou perto da trave esquerda adversária. 

 

Dominando o jogo, o Esquadrão chegou novamente aos 13. Daniel acertou uma bela enfiada de bola para Copete dentro da área. Na cara do gol, o atacante finalizou de esquerda, e Jefferson Paulino fez outra excelente defesa. 

 

Aos 15, quem assustou foi Mugni. O meia cobrou escanteio direto para o gol e deu muito trabalho para o goleiro adversário, que voou no ângulo. O argentino levou perigo novamente aos 19, com chute cruzado da entrada da área. Paulino pegou de novo, no cantinho. 

 

Jefferson Paulino foi o grande destaque do primeiro tempo | Foto: Enaldo Pinto / Ag. Haack / Bahia Notícias

 

O Ituano chegou pela primeira vez aos 25. Alberto arrumou belo cruzamento de voleio, Caio ajeitou de cabeça para Rafael Elias e, dessa vez, foi Danilo Fernandes quem brilhou. Com a mão esquerda, o goleiro defendeu a queima-roupa e mandou para escanteio. 

 

O Bahia não se intimidou, e apareceu novamente aos 28. Patrick cruzou com qualidade na cabeça de Matheus Bahia, que parou também nas mãos de Jefferson Paulino. 

 

O goleiro do Ituano brilharia uma última vez antes do apito para o intervalo. Após boa jogada pelo meio, Matheus Bahia invadiu a área pela esquerda e mandou uma bomba. O arqueiro se esticou e mandou para escanteio. 

 

Segundo tempo

A muralha do Ituano voltou trabalhando no segundo tempo. Com pouco mais de 20 segundos, Ingácio acerta belo lançamento para Marcinho, que, dentro da área, chuta forte para a defesa de Paulino. 

 

Aos 5 minutos, o golpe foi de vista. Copete invadiu a área, cortou para a esquerda e chutou colocado. A bola passou raspando a trave direita. 

 

E a muralha quase caiu aos 10 minutos. Mugni cobrou escanteio, Jefferson Paulino saiu mal e a bola sobrou nos pés de Copete, que só não fez o gol porque não conseguiu dominar. 

 

Davó supera Paulino

Caiu de vez aos 23. Ricardo Goulart cruzou rasteiro na área e Matheus Davó tocou com tranquilidade para o fundo das redes. Dessa vez, sem chance para Paulino. 

 

Davó comemora com Matheus Bahia | Foto: Enaldo Pinto / Ag. Haack / Bahia Notícias

 

Confusão e expulsões

A celebração do gol teve uma quebra aos 32 minutos. Após confusão no meio do campo, Didi e Jiménez foram expulsos. O camisa 15 do Galo, contudo, só chegou para apartar a briga. 

 

Aos 38 minutos, o Ituano quase conseguiu o empate. Léo Ceará cruzou do bico da grande área e Danilo Fernandes espalmou para escanteio. 

 

Para matar o jogo

No entanto, Matheus Davó estava lá para garantir o triunfo. Aos 41 minutos, Danilo Fernandes acertou um belo lançamento, o camisa 88 ganhou no corpo de Raí e tocou com categoria por cobertura. Jefferson Paulino não fez milagre. 

 

Danilo Fernandes, por sua vez, fez. Aos 47, Raí cruzou na área e Aylon desviou de cabeça no cantinho. O goleiro se esticou todo e espalmou para escanteio. 

 

FICHA TÉCNICA
Bahia 2 x 0 Ituano
Série B - 24ª rodada

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 12/08/2022 (sexta)
Horário: 21h30
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (FIFA-SC)
Assistentes: Johnny Barros de Oliveira e Gizeli Casaril (ambos de SC)
VAR: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Cartões amarelos: Patrick de Lucca (Bahia) / Carlão e Bernardo Schappo (Ituano)
Cartões vermelhos: Didi (Bahia) / Jiménez (Ituano)
Gols: Matheus Davó (2)

 


Bahia: Danilo Fernandes; Marcinho (André), Ignácio, Didi e Matheus Bahia; Patrick de Lucca (Rezende), Mugni e Daniel; Copete (Ricardo Goulart), Jacaré (Everton) e Rodallega (Matheus Davó). Técnico: Enderson Moreira.

 


Ituano: Jefferson Paulino; Raí Ramos, Lucas Dias, Bernardo e Roberto (Mário Sérgio); Carlão (Jiménez), Kaio (Dudu Vieira), Caíque e Siqueira; Gabriel Barros (Léo Ceará) e Rafael Elias (Aylon). Técnico: Carlos Pimentel.

'Há um escândalo por trás da história do hacker', diz colunista
Foto: Metrópoles

Em seu texto no site Metrópoles, o colunista Rodrigo Rangel defendeu, nesta sexta-feira (12), que há um escândalo por trás da história do hacker Walter Delgatti, preso e depois condenado como o ponta de lança do roubo de mensagens do Telegram que expôs a força-tarefa da Operação Lava Jato e abriu caminho para as decisões judiciais que resultaram na reabilitação política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. As falas do colunista foram após a jornalista Andréia Sadi, da TV Globo, revelar a aproximação da campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) com o hacker.

 

Rangel ressaltou ainda que “é comum estourarem escândalos de dossiês, grupos clandestinos de espionagem e afins. O esforço dos comitês, claro, é sempre no sentido de reunir elementos capazes de desestabilizar adversários e, com isso, atrair votos. Mas quase sempre as coisas descambam para impropriedades ou para ilegalidades flagrantes”.

 

À coluna de Rodrigo, fontes bem-posicionadas na campanha de Bolsonaro admitiram que o hacker se aproximou dizendo estar precisando de dinheiro e mostrando-se disposto a fazer o que fosse preciso desde que fosse bem remunerado.

 

“O ressurgimento de Delgatti no noticiário, com direito a reunião fora de agenda com o próprio Bolsonaro no Palácio da Alvorada, vem sendo tratada até aqui como algo insólito, curioso. Mas é muito mais do que isso. Trata-se do primeiro episódio conhecido de alopragem da atual campanha presidencial – e poucos se deram conta disso, talvez porque o entorno do presidente da República percebeu o potencial de dano e correu para interromper a maquinação. Só que pode ter sido tarde”, salientou o colunista.

 

Para Rangel “de um jeito ou de outro, Walter Delgatti saiu ganhando, e está em condições de conseguir o que queria. Ele agora é um homem-bomba que pode ser usado na campanha por um lado ou por outro. Pode explodir para beneficiar Bolsonaro, com a eventual retomada do plano interrompido, ou pode explodir para beneficiar Lula, se resolver falar sobre as conversas (e as propostas) que o trouxeram nesta semana a Brasília e o colocaram diante do presidente da República”.

Sexta, 12 de Agosto de 2022 - 21:40

Campanha de Bolsonaro estuda ligar Janja à 'macumba' na televisão

por Mônica Bergamo | Folhapress

Campanha de Bolsonaro estuda ligar Janja à 'macumba' na televisão
Foto: Reprodução / Ricardo Stuckert

Os estrategistas do governo e da campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) estudam levar ataques à mulher do ex-presidente Lula (PT), a socióloga Rosângela da Silva, para a televisão. Os programas de TV e rádio começarão a ser veiculados a partir do dia 16 de agosto.
 

A ideia é explorar imagens de Janja, como ela é conhecida, que teriam o potencial de afetar negativamente o eleitorado evangélico, especialmente as mulheres.
 

As redes sociais de Janja estão repletas de fotografias e vídeos que a mostram como uma mulher moderna, alegre, independente, desinibida e engajada politicamente.
 

Em várias ocasiões, ela aparece cantando, dançando e interagindo com eleitores do petista.
 

Lula faz repetidas declarações públicas de amor a Janja, e ela tem sido considerada uma peça-chave na campanha dele.
 

Na imprensa, a socióloga tem sido retratada como uma mulher de opiniões firmes que interfere nos rumos da estratégia eleitoral do PT.
 

O comportamento é diferente do de Michelle Bolsonaro, que até então se mantinha reclusa na residência oficial do governo e distante da política. A primeira-dama só mergulhou na campanha do presidente recentemente, e justamente para falar de religião.
 

Nesse contexto, os estrategistas de Bolsonaro enxergaram em Janja um flanco.
 

Uma imagem dela, em especial, caiu "como uma bomba" no grupo mais próximo do presidente, segundo um de seus integrantes relatou à coluna.
 

É a fotografia em que Janja aparece de branco ao lado de imagens como a de Xangô, um dos orixás da Umbanda e do Canbomblé. Ao postar a imagem no Twitter, ela escreveu: "Saudades de vestir branco e girar, girar, girar...".
 

Integrantes do governo acreditam que a imagem tem o potencial de desgastar Lula no eleitorado evangélico --muitos religiosos não veem com bons olhos as religiões de matriz africana.
 

Na terça (9), a primeira-dama Michelle Bolsonaro compartilhou um vídeo no Instagram em que Lula participa de uma cerimônia de candomblé na Assembleia Legislativa da Bahia.
 

As imagens associam a religião às "trevas". Michelle escreveu na legenda: "Isso pode né! Eu falar de Deus, não!".
 

A reação foi imediata, e a primeira-dama foi acusada de incentivar um discurso preconceituoso e de ódio, desrespeitando crenças diferentes da dela.
 

A deputada estadual Janaina Paschoal, que é aliada de Bolsonaro, chegou a se emocionar ao pedir que Michelle "não plante a semente da divisão religiosa" no Brasil.
 

A ideia em estudo entre estrategistas de Bolsonaro é levar as imagens de Janja e de Lula à televisão para ampliar seu alcance. Elas já estão sendo disseminadas em redes sociais.
 

Tirar votos de Lula entre as mulheres evangélicas virou prioridade absoluta do bolsonarismo.
 

O presidente abre larga vantagem sobre o petista entre os homens da religião, vencendo hoje com 48% contra 28%, segundo o Datafolha. Já entre as mulheres evangélicas a situação é de empate: 29% para Bolsonaro e 25% para Lula. E 34% delas dizem ainda não saber em quem vão votar.
 

Janja já reagiu nas redes sociais à guerra religiosa ensaiada pelo bolsonarismo.
 

No mesmo dia da postagem de Michelle, ela escreveu no Twitter: "Eu aprendi que Deus é sinônimo de amor, compaixão e, sobretudo, de paz e de respeito. Não importa qual a religião e qual o credo. A minha vida e a do meu marido sempre foram e sempre serão pautadas por esses princípios".
 

Lula é conhecido por sua religiosidade. Ele é católico e próximo de diversos religiosos -as comunidades eclesiais de base tiveram um importante papel na formação do PT.
 

O petista e Janja se casaram na igreja, e o ex-presidente reforça que celebrou seus outros dois matrimônios da mesma forma: sob as bênçãos de um padre católico. Fez isso independentemente da política, já que sequer era sindicalista quando se casou pela primeira vez, em 1969, com Maria de Lourdes da Silva, de quem ficou viúvo. Sua segunda união, com Marisa Letícia, foi em 1974.
 

Antes de ser preso, em 2018, Lula pediu para que uma missa fosse celebrada no Sindicato dos Bancários, onde se abrigava.
 

Em julho, Lula e o candidato a vice-presidente Geraldo Alckmin foram ao velório do cardeal dom Cláudio Hummes, amigo de ambos e uma das maiores lideranças católicas do país.
 

Os estrategistas de Bolsonaro acreditam, no entanto, que todas as evidências da religiosidade do ex-presidente podem ser afetadas com a narrativa de que, apesar de suas reiteradas manifestações públicas ligadas ao universo cristão, a mulher, em casa, se dedica a rituais de "macumba".

Sexta, 12 de Agosto de 2022 - 21:35

Vitor Ferraz comemora acesso do Bahia à Série A1 no feminino: 'Time batalhador'

por Ulisses Gama / Nuno Krause

Vitor Ferraz comemora acesso do Bahia à Série A1 no feminino: 'Time batalhador'
Foto: Ulisses Gama / Bahia Notícias

Vice-presidente do Bahia e coordenador do futebol feminino, Vitor Ferraz comemorou o acesso à Série A1 do time, conquistado nesta sexta-feira (12). Após ter de tomar a decisão de não renovar o contrato das atletas, em dezembro de 2021, o gestor acredita que conseguiu montar "um time muito batalhador". 

 

"Tivemos que esperar para iniciar a montagem do nosso grupo até abril. Somos surpreendidos com a mudança do formato da competição, e colocam a gente em um grupo com os três cariocas, que estão na Primeira Divisão do futebol masculino, e consequentemente têm um orçamento muito maior do que o nosso. Não nos intimidamos, competimos, e fomos os primeiros do grupo e conseguimos o acesso. Temos que exaltar as meninas, porque elas o tempo inteiro acreditaram, trabalharam e conquistaram esse resultado", destacou, em entrevista ao Bahia Notícias, após o empate em 1 a 1 com o Minas Brasília que garantiu a vaga na primeira divisão. 

 

Vitor valorizou também o trabalho o técnico Igor Morena, no comando do time do Bahia desde 2019. "Igor foi aprendendo junto com o clube. Não era um profissional que tinha uma atuação na modalidade, mas vem nesse processo com a gente há algum tempo. Hoje ele é um especialista no futebol feminino. Mesmo nos momentos de dificuldade, entendemos que ele poderia nos ajudar, estar com a gente nessa virada. Neste ano, teve ainda mais envolvimento no processo de reformulação do nosso elenco", destacou. 

 

O próximo passo, além de tentar o título da Série A2, é investir em estrutura para o futebol feminino. A promessa é de haver um espaço para o elenco no CT Evaristo de Macedo. 

 

"Em todos os nossos projetos estruturais do clube colocamos como prioridade o espaço voltado para o futebol feminino. De fato, elas precisam ter um cantinho delas lá dentro. O dia-a-dia delas é dentro da estrutura, mas precisa ser ampliado. É algo que esperamos entregar em breve", pontuou. 

Autor de 'Versos Satânicos' é esfaqueado durante evento nos EUA
Foto: Reprodução/Redes Sociais

O autor de "Os versos satânicos'', o escritor britânico Salman Rushdie, de 75 anos, foi atacado durante evento em Nova York (EUA) nesta sexta-feira (12). A polícia informou que o escritor foi esfaqueado no pescoço, sofrendo entre 10 e 15 golpes, segundo a Associated Press.

 

De acordo com testemunhas, o autor do ataque correu para o palco em que Rushdie apresentaria uma palestra e esfaqueou o escritor no momento em que ele era apresentado pelo público.

 

Rushdie foi levado às pressas por um helicóptero a um hospital local onde, de acordo com seu agente, já foi submetido a uma cirurgia. O autor do ataque foi contido por policiais e está sob custódia.

 

Além de Rushdie, um outro participante da palestra, que o entrevistaria no evento, sofreu ferimentos leves no pescoço. Um repórter da Associated Press também testemunhou o homem invadir o palco da Chautauqua Institution, em Nova York, e começar a esfaquear Rushdie.

 

QUEM É SALMAN RUSHDIE

Britânico, mas nascido na Índia, Salman Rushdie é um escritor respeitado na área de ficção, tendo livros publicados em diferentes países, incluindo no Brasil.

 

Uma de suas principais obras, "Os versos Satânicos, publicado em 1988, foi envolvido em um forte polêmica por seu principal personagem ser inspirado no profeta muçulmano, Maomé, o que despertou a ira de alguns líderes da comunidade.

 

Em 1989, um ano após a publicação do livro, o líder do Irã da época, Aiatolá Khomeini, ofereceu uma recompensa de US$ 5 milhões pela "cabeça" de Rushdie, que chegou a sofrer com uma tentativa de homicídio no mesmo ano.

 

Para fugir das ameaças, o escritor chegou a viver escondido sob proteção da Scotland Yard, a Polícia Civil de Londres.

 

Em 1998, o governo do Irã disse que não tinha mais a intenção de perseguir Rushdie, mas ele continuou sofrendo ameaças de extremistas muçulmanos.

Sexta, 12 de Agosto de 2022 - 21:00

Monkeypox: reduzir número de parceiros sexuais é a solução?

por Redação

Monkeypox: reduzir número de parceiros sexuais é a solução?
Foto: Elza Fiuza / Agência Brasil

Os primeiros casos de varíola dos macacos (monkeypox) do atual surto foram detectadas por clínicas de saúde sexual europeias que, repentinamente, começaram a receber pacientes com sintomas semelhantes aos de infecções sexualmente transmissíveis (DST), como herpes e sífilis. Eram lesões de pele espalhadas pelo corpo, principalmente, nas regiões genitais e anais.

 

Depois de ter declarado a doença emergência global de saúde, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomendou que homens que fazem sexo com homens diminuam o número de parceiros sexuais e reconsiderem relações com novos parceiros.

 

Embora 98% dos casos de varíola dos macacos tenham sido registrados entre homens que fazem sexo com homens – o que inclui gays e bissexuais –, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, destacou que qualquer pessoa exposta ao vírus pode pegar a infecção. “Estigma e discriminação podem ser tão perigosos quanto qualquer vírus e podem alimentar o surto”, disse Tedros.

 

A monkeypox é transmitida pelo sexo?
Um estudo publicado na revista científica The Lancet, na segunda-feira (8), mostrou evidências de que o contato próximo durante a relação sexual é atualmente a principal forma de transmissão do vírus.

 

Ao analisar dados de 181 pacientes de três clínicas da Espanha, os pesquisadores observaram que a maioria teve relações sexuais com uma pessoa diagnosticada com a monkeypox ou com múltiplos parceiros três meses antes de adquirir a doença.

 

Em todos os casos analisados, os pacientes desenvolveram erupções cutâneas pelo corpo, principalmente nas regiões do ânus, das genitálias e em volta da boca. Os que praticaram sexo anal, segundo os cientistas, tinham maior frequência de sintomas virais. O estudo não crava, entretanto, se o vírus é transmitido pelo sêmen.

 

A comunidade científica repete que basta o contato próximo, pelo abraço, beijo ou até mesmo compartilhamento de lençóis e objetos pessoais, para que haja a transmissão do vírus. Também repetem que a camisinha não é uma forma de proteção adequada – visto que o contato pele a pele segue em relações sexuais com preservativo.

 

Os casos vão ficar concentrados no grupo de homens que fazem sexo com homens?
O virologista Luiz Nali, professor do curso de Medicina da Universidade Santo Amaro (Unisa), afirma que a dinâmica de transmissão da monkeypox deve mudar em breve. Isso porque os vírus não costumam eleger grupos populacionais.

 

“Não existem fundamentos biológicos que expliquem porque o vírus está em um grupo populacional. Acredito que seja uma dinâmica inicial, no qual um grupo acaba se infectando primeiro e, posteriormente, o vírus se dissemina para o restante da população”, avalia Nali.

 

De acordo com a infectologista Ana Helena Germoglio, a ideia de que apenas homens gays e bissexuais estão sujeitos à infecção atrapalha o combate à doença. Ela lembra o que ocorreu na década de 1980, durante o início da epidemia HIV/AIDS.

 

“A gente não pode tratar doenças estigmatizando classes mais vulneráveis. Momentaneamente, podemos falar que essa é uma doença que acomete mais homens que tiveram relação sexual com homens, mas não que é uma patologia exclusiva da da população LGBTQIA+”, afirma a médica, ao lembrar que já há casos de mulheres e crianças infectadas com a monkeypox e os riscos de exposição dos profissionais de saúde.

 

A abstinência sexual é uma forma de proteção segura e ajuda a conter a doença?
A infectologista Ana Helena Germoglio esclarece que a redução de parceiros eventuais é uma estratégia importante, mas insuficiente para conter o surto. De acordo com ela, conta mais a responsabilidade individual de quem teve os sintomas procurar o diagnóstico, fazer o isolamento e avisar os contatos para que evitem outras pessoas. Além disso, a médica sugere que a imunização contra a monkeypox seja iniciada o quanto antes.

 

“A estratégia correta é conscientização e imunização. A campanha deve começar pelos grupos prioritários: homens que fazem sexo com homens, profissionais de saúde que atendem aos pacientes e pessoas que tiveram contato, independentemente de ter sido relação sexual ou não”, explica Ana Helena.

 

Procurado pelo Metrópoles, o Ministério da Saúde informou que prepara uma campanha informativa sobre a monkeypox, mas não detalhou quais serão as ações e estratégias para informar a população.

Justiça garante remoção de professor vítima de homofobia do Pará para a Bahia
Foto: Divulgação

Um professor da Universidade Federal do Pará (UFPA), campus de Altamira/PA, que foi vítima de homofobia, teve a sua remoção incondicional concedida em decisão unânime pela 2ª Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), sendo relator o Desembargador Federal César Jatahy, para a Universidade Federal da Bahia (UFBA), campus de Salvador, por motivo de saúde, com diagnóstico de depressão grave e estresse traumático comprovado por junta médica oficial, nos termos do art. 36, III, “b” da Lei nº 8.112/90. Ele havia conseguido em 1º Grau (2ª Vara Federal SJPA) a remoção desde que não fosse configurado o caso de aposentadoria por invalidez e depois cessada a incapacidade temporária.

 

O professor, no documento, alegou que passou a sofrer atos de homofobia, com episódios de violência verbal e vandalismo em sua residência e ameaças de morte, o que desencadeou crises de ansiedade e depressão profunda, sendo diagnosticado com depressão grave com sintomas psicóticos, o que motivou seu pedido para dar continuidade ao tratamento longe da cidade de Altamira e para ficar próximo a seus familiares. Ele ainda argumentou que a UFPA solicitou o seu retorno imediato ao trabalho.

 

Após analisar o caso, o relator, desembargador federal César Jatahy, disse que a remoção por motivo de saúde é direito subjetivo do servidor desde que comprovada a doença por junta médica oficial, e, uma vez preenchidos os requisitos, a Administração tem o dever de promover o deslocamento.

 

O desembargador também considerou o fato de que, mesmo que a lotação originária e a lotação pretendida estejam vinculadas a duas Universidades Federais distintas, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) já se manifestou em hipótese de remoção de professor que, independentemente de quadro próprio, a carreira deve ser interpretada como quadro único de servidores vinculados ao Ministério da Educação (MEC) para fins específicos do art. 36 da Lei 8.112/90, autorizando, assim, a remoção entre Universidades Federais distintas.

 

O magistrado destacou que o caso, ainda, apresenta agravantes, uma vez que o autor está acometido de doença psicológica, é paciente de HIV e que no ano de 2017 foi vítima de violência, possivelmente decorrente de sua condição sexual, como afirma (homofobia), fato “supostamente desencadeador do evento traumático como bem afirmado pela perita do Juízo, pois teve seu lar violado enquanto estava ausente realizando um mestrado, ocasião em que teve sua casa revirada, furtada, e sofreu ameaça de morte escrita nas paredes de sua residência e na geladeira, conforme comprovam o boletim de ocorrência efetuado pela pessoa responsável por cuidar de sua casa, na sua ausência.”

 

Em sem voto, o relator considerou também que a lotação de origem do autor não possibilita o ambiente familiar necessário ao suporte emocional de que precisa para o tratamento de sua doença. Segundo o magistrado, é incontestável “a premissa de que doenças de trato emocional exigem, para sua recuperação, a presença constante de familiares diante da situação de sofrimento psicoemocional que se encontra o membro portador de enfermidade dessa gravidade".

 

Considerando ainda a relevância dos fundamentos adotados pela parte autora e os riscos de dano grave e de difícil reparação ao apelante, o relator entendeu devida a remoção independentemente de possível configuração de causa para a aposentadoria por invalidez ou da recuperação da incapacidade laboral do apelante, como constou da sentença recorrida, concluiu.

Sexta, 12 de Agosto de 2022 - 20:40

Vacinação antirrábica já alcançou mais de 20 mil animais em Salvador

por Redação

Vacinação antirrábica já alcançou mais de 20 mil animais em Salvador
Foto: Jefferson Peixoto / Secom PMS

Mais de 20 mil cães e gatos em Salvador já foram imunizados nos quatro primeiros dias da Campanha Nacional de Vacinação Antirrábica. A estratégia de intensificação do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), vinculado à Secretaria Municipal da Saúde (SMS), foi iniciada na última segunda-feira (8) com a meta de proteger mais de 190 mil animais na capital baiana.

 

Ao todo, são 100 postos de saúde e duplas volantes de agentes de endemias percorrendo as ruas da capital, com a oferta da dose de segunda à sexta-feira, exceto feriados, das 8h às 14h. A partir do próximo dia 20, exclusivamente aos finais de semana, a vacinação antirrábica acontecerá também em dois drive-thrus localizados na UniFTC, na Avenida Paralela, e no Estacionamento I do Shopping da Bahia. Além disso, haverá pontos fixos em locais de grande circulação para ampliar o acesso as doses.

 

A lista completa dos locais está disponível no site da SMS e nas redes sociais da pasta, além do canal Fala Salvador 156 e pelo telefone do CCZ, no número (71) 3611-7331, onde será possível também tirar dúvidas. Devem ser imunizados animais a partir dos três meses de idade, exceto os que estiverem doentes.

Sexta, 12 de Agosto de 2022 - 20:34

Marcinho será titular do Bahia no jogo contra o Ituano; veja escalação

por Ulisses Gama

Marcinho será titular do Bahia no jogo contra o Ituano; veja escalação
Foto: Felipe Oliveira/ Divulgação /EC Bahia

O Bahia está definido para enfrentar o Ituano na noite desta sexta-feira (12), a partir das 21h30, na Arena Fonte Nova, pela 24ª rodada da Série B. A principal novidade é a entrada do lateral-direito Marcinho no time titular.

 

Outras novidades são os retornos do volante Patrick e do meia Mugni. Além deles, Vitor Jacaré será titular no ataque.

 

A escalação do Bahia é a seguinte: Danilo Fernandes; Marcinho, Ignácio, Didi e Matheus Bahia; Patrick, Mugni e Daniel; Copete, Jacaré e Rodallega.

 

O banco do Esquadrão conta com Mateus Claus, André, Gabriel Xavier, Luiz Henrique, Emerson Santos, Rezende, Ricardo Goulart, Everton, Raí, Gregory, Igor Torres e Davó.

 

O Ituano está formado com Jefferson; Raí Ramos, Lucas Dias, Bernardo, Carlão e Roberto; Kaio, Caíque e Siqueira; Gabriel Barros e Rafael Elias.

 

A equipe tricolor abre a rodada na terceira posição, com 40 pontos.

Sexta, 12 de Agosto de 2022 - 20:20

Divisão do fundo eleitoral tem disputa acalorada no PT e provoca bate-boca

por Catia Seabra | Folhapress

Divisão do fundo eleitoral tem disputa acalorada no PT e provoca bate-boca
Foto: Reprodução / Ricardo Stuckert

A partilha de recursos do fundo eleitoral é fonte de acirrada disputa no PT. O debate chegou a colocar a presidente nacional, Gleisi Hoffmann (PR), e a secretária de Finanças do partido, Gleide Andrade (MG), em campos opostos.
 

Durante reunião virtual, as duas divergiram sobre os critérios de distribuição para candidatos à Câmara de Deputados, acusando-se mutuamente de tentativa de favorecimento de aliados políticos. Houve bate-boca.
 

A parcela do fundo eleitoral reservada ao PT é de R$ 499, 6 milhões. Desses, R$ 130 milhões estão destinados à campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Outros R$ 150 milhões são comprometidos, por lei, com as candidaturas das mulheres.
 

Pela fórmula apresentada pela tesoureira Gleide após uma rodada de negociações com a bancada petista, os deputados do partido que tentam a reeleição terão direito a R$ 2 milhões. A bancada do partido é de 56 parlamentares --o que consumiria R$ 112 milhões.
 

Segundo o critério definido com Gleide, quatro integrantes da Executiva do PT, ela incluída, terão direito à mesma cota.
 

Na sexta-feira (5), porém, Gleisi propôs a ampliação dessa lista, chegando a pelo menos 70 candidaturas prioritárias, defendendo a necessidade de garantir governabilidade em uma eventual eleição de Lula.
 

Segundo relatos, a lista incluiria nomes com potencial eleitoral. Em São Paulo, teria, por exemplo, o presidente estadual da legenda, Luiz Marinho. No Rio, o vereador Lindbergh Farias e o médico Dimas Gadelha, que, em 2020, chegou ao segundo turno na disputa pela Prefeitura de São Gonçalo.
 

Ainda segundo relatos, Gleide alegou, no entanto, que a ampliação da lista reduziria a cota prometida aos deputados, provocando reação na bancada após longa negociação. Gleisi sugeriu então a exclusão dos nomes da Executiva da lista VIP.
 

Além da própria Gleide, essa lista inclui o secretário de comunicação do PT, Jilmar Tatto, o ex-prefeito de Maricá e vice-presidente do partido, Washigton Quaquá, e a secretária nacional de Mobilização, Mariana Janeiro.
 

O secretário-geral do PT, deputado Paulo Teixeira (SP), chegou a sugerir sua substituição na Executiva por outro integrante de sua corrente política, provavelmente Lindbergh, abrindo novo embate.
 

A reunião acabou suspensa, remarcada e destrinçada em uma série de discussões ao longo do fim de semana. Gleisi concordou em retirar suas propostas, e a lista de candidaturas prioritária foi dividida em subgrupos.
 

Em seguida foram definidos os nomes dos homens que compõem esses subgrupos. Não houve acordo, porém, sobre as mulheres, exigindo convocação de nova reunião. A lista fechada de candidatas mulheres é quase o dobro da relação de homens, devido à dificuldade de acordos para redução de nomes
 

Uma outra polêmica será remetida à Executiva Nacional do partido e diz respeito aos dois deputados petistas que votaram contra a ampliação do fundo eleitoral. Como forma de punição, integrantes da cúpula petista propõem que sua cota seja reduzida à metade.
 

Seguindo a tradição petistas de tomada coletiva de decisões, toda essa discussão vem sendo travada há quase dois meses dentro de um comitê gestor encarregada da definição de critérios para distribuição de verbas e seus beneficiários.
 

Procuradas, Gleisi e Gleide não quiseram comentar a disputa pelo fundo eleitoral.

Eunápolis: Prefeita entrega mais de 170 tablets para agentes comunitários de saúde
Foto: Divulgação

Na manhã desta sexta-feira (12), agentes comunitários de saúde de Eunápolis receberam 173 tablets. A entrega dos equipamentos foi feita pela prefeita Cordélia Torres (UB). Segundo a gestão municipal, a ação serve para "oportunizar a informatização e agilidade ao serviço de promoção à saúde realizado pelos profissionais”.

 

Segundo a prefeitura, os agentes, que receberam treinamento neste mês para manusear corretamente os tablets, ficaram bastante emocionados em receber os equipamentos. “É investimento em saúde, na dignidade humana e no agente comunitário. Temos muito que agradecer à prefeita. É uma alegria receber esses tablets, que vão dar condições de atualizar o sistema e coletar dados para que possamos dar maior apoio à população”, pontuou o agente comunitário de saúde Anísio de Jesus, que atua na função há 23 anos.


Para a prefeita Cordélia Torres, “hoje é dia de muita alegria, pois os agentes são o elo entre a gestão e a comunidade. Não adianta exigir e não dar condições de trabalho. O equipamento é de ponta para que os agentes possam levar os dados de forma rápida para o Ministério da Saúde. E o município também ganha com a arrecadação. Meu carinho, respeito e gratidão a todos os agentes”, frisou.


Além dos tablets, a “categoria vem sendo beneficiada com diversas ações do governo municipal que possibilitam melhorias nas condições de trabalho e valorização do servidor, como o aumento salarial de mais de 60% com retroativos, progressão por formação e auxílio-fardamento”.


Essas ações, segundo a gestão municipal, tornaram Eunápolis o primeiro município da região a implantar o piso salarial e adquirir uniforme para os profissionais.

Karina Bacchi detona reação de Ewbank ao defender filhos de racismo: 'Me choca'
Foto: Reprodução/Instagram l Youtube

Karina Bacchi está sendo bastante criticada nas redes sociais por repudiar a reação que Giovanna Ewbank teve ao defender os filhos de ataques racistas em Portugal (relembre aqui). Para a ex-modelo, a atitude da atriz não deveria ser aplaudida.

"Os filhos sofreram preconceito e tal, e ela, para defender os filhos, xingou muito aquela pessoa, cuspiu, bateu. E todo mundo a favor daquela pessoa [Giovanna]", criticou ela, sem citar o nome da mulher de Bruno Gagliasso, durante uma entrevista ao podcast Positivamente, no Youtube. 

Mãe de Enrico, uma criança de 5 anos, Karina afirma que é possível reagir sem precisar agredir: "Eu concordo que a gente tem que defender os nossos filhos, mas não acredito que a defesa esteja em cuspir, xingar, bater, agredir. E o povo achando que a pessoa fez pouco".

"A gente tem que defender nossos filhos, mas que exemplo a gente está dando nas nossas reações? E o mundo está aplaudindo tudo isso, achando o máximo. Isso me choca. E eu converso com outras pessoas, vejo que também ficaram chocadas e penso que tudo bem, não estou sozinha", disse a loira. 

Por fim, ela ainda ironiza: "Daqui a pouco eu olho de lado e levo uma cuspida, porque acharam que olhei com o olhar meio torto. Por quê? Porque está todo mundo achando que cuspir na cara do outro é normal".

Apesar da repercussão, Giovanna evitou dar muita atenção à polêmica e se limitou comentar o assunto em um post da jornalista Maíra Azevedo. 

"Gente, quem não entendeu que a Karina queria era isso: polêmica? Ela quer mesmo se ajustar ao discurso conservador e se fortalecer com esse público! Repostar ela só faz ela crescer e é exatamente o que ela espera e deseja", escreveu Tia Má, como é conhecida. 


"É método! E quase respondi porque revolta quando se metem em como defendo meus filhos. Mas o fato de incomodar mais eu ter revidado agressão racista mostra como se ignora a violência que meus filhos e os angolanos sofreram. Diz muito mais sobre ela e quem concorda com ela do que sobre mim", comentou Gio. 

Universidades Estaduais Baianas apoiaram Carta Aberta à Democracia
Foto: Reprodução / SEC

Nesta quinta-feira (11), as Universidades Estaduais da Bahia (Uebas), através do Fórum de Reitores das Universidades Estaduais Baianas, publicaram um vídeo com a leitura da Carta às Brasileiras e aos Brasileiros em Defesa do Estado Democrático de Direito. 

 

O documento lido é uma forma de reforçar a defesa da democracia e das instituições brasileiras, além de ser um manifesto de oposição aos ataques contra o processo eleitoral atual do Brasil, bem como a eficácia das urnas eletrônicas.

 

O vídeo conta com a participação dos reitores e reitora das quatro Instituições que representam as Ueba’s: o professor Luiz Otávio de Magalhães, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb); o professor Alessandro Fernandes de Santana, da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc); o professor Evandro do Nascimento Silva, da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs); e a professora Adriana Marmori Lima, da Universidade do Estado da Bahia (Uneb).

 

 

Assista: 

'O semiárido não é problema, é solução para a Bahia', diz Roma em Riachão do Jacuípe
Foto: Divulgação

O candidato a governador da Bahia, ex-ministro da Cidadania e deputado federal, João Roma (PL), afirmou que “o semiárido não é problema, mas solução para a Bahia”. Roma disse que, para o território, faltam somente ações que garantam o desenvolvimento da região, como a construção do Canal do Sertão Baiano, que já está em fase de conclusão do projeto executivo no governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). Durante entrevista à Rádio Jacuípe, de Riachão do Jacuípe, onde esteve na manhã desta sexta-feira (12), ele também reforçou o compromisso de criar a Secretaria do Semiárido.

 

“Com o presidente Jair Bolsonaro, eu tive a oportunidade de ver a água chegar até o Rio Grande do Norte. E agora a Bahia, estado doador dessa água, também receberá parte dela para desenvolver sua vocação”, disse Roma. Com investimentos previstos de R$ 4,98 bilhões, o Canal do Sertão Baiano deve garantir abastecimento de água para consumo humano, industrial e de animais para 44 cidades baianas, beneficiando 1,4 milhão de pessoas. Perguntado sobre os benefícios do Canal do Sertão para o estado, Roma respondeu: “municípios que hoje têm escassez de água, terão suprimento regular de água. Isso fará a diferença na prosperidade da região”.

 

O ex-ministro da Cidadania reforçou seu compromisso de criar a Secretaria do Semiárido, acabando com a política de “transversalidade” que não passa de “jogo de empurra” do governo petista para não resolver nada. A ideia de Roma é desenvolver ações integrais, que resolvam de fato as necessidades de quem precisa viver e produzir na região. “Na política do PT, um agricultor espera até cinco anos para resolver, quando resolve, o problema de uma estrada vicinal para escoar sua produção ou uma outorga de água para perfurar um poço. Vamos acabar com isso.”

 

Depois de Riachão do Jacuípe, João Roma seguiu nesta sexta-feira pela manhã, para Conceição do Coité e Valente, onde se encontra com apoiadores e líderes locais. À tarde, o destino do candidato a governador, apoiado pelo presidente Bolsonaro, é o Oeste da Bahia. Vai à Barreiras e participa de carreata às 17 horas. À noite, Roma se encontra com o deputado federal Eduardo Bolsonaro em evento na cidade. No sábado pela manhã, se reúne com empresários e produtores na Câmara dos Diretores Lojistas (CDL), de Barreiras. Já à tarde, vai a evento, às 13 horas, em Luís Eduardo Magalhães.

Sexta, 12 de Agosto de 2022 - 19:30

Bahia empata com o Minas Brasília e garante acesso à elite do futebol feminino

por Ulisses Gama

Bahia empata com o Minas Brasília e garante acesso à elite do futebol feminino
Foto: Felipe Oliveira/ Divulgação /EC Bahia

O Bahia está de volta à elite do futebol brasileiro feminino. No início da noite desta sexta-feira (12), a equipe tricolor empatou com oo Minas Brasília em 1 a 1 e garantiu a sua vaga na Série A-1. As visitantes sairam na frente com Elisa, mas Jumaria empatou o marcador. O placar agregado ficou em 2 a 1 para o Esquadrão.

 

A equipe treinada por Igor Morena jogou com Camila; Ariely, Thayna, Débora e Taiana; Lane, Kaylane e Fabi Ramos; Miúda (Dymenor), Ellen (Juliana Ramos) e Gabi Itacaré.

 

No final do jogo, houve um princípio de confusão entre as jogadoras dos dois times, logo contida pela arbitragem. 

 

As Mulheres de Aço já estão na elite, mas ainda há o que disputar. Nas semifinais, a equipe vai enfrentar Botafogo ou Athletico Paranaense.

Sexta, 12 de Agosto de 2022 - 19:25

Conecta Bahia: 375 praças ganham Wi-fi gratuito

por Redação

Conecta Bahia: 375 praças ganham Wi-fi gratuito
Foto: Divulgação

Redes de Wi-fi gratuito vão ser instaladas em 375 praças de diversos municípios baianos. Isso acontece após o secretário da Secti, André Joazeiro, e o secretário de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Jairo Magalhães, assinarem um Acordo de Cooperação Técnica, durante o Conselho das Cidades (ConCidades), nesta sexta-feira (12). Segundo a pasta, além de entregar os equipamentos, a Sedur vai estudar a possibilidade de requalificar as praças beneficiadas pelo programa.
 

O chefe da Secti destacou a importância de uma ação conjunta entre duas secretarias de governo. “Inicialmente, nossa previsão era de 200 pontos de internet, o que conseguimos ampliar até 250, conforme permitido pela legislação. Com a adesão da Sedur, foi possível fazer a compra de 125 novos kits, ampliando ainda mais o programa. Além dessa parceria, a Sedur vai estudar as praças para poder levar mobiliário urbano mais adequado”, diz.

 

Para o secretário Jairo Magalhães, a Sedur não podia ficar de fora de um acordo que leva a internet para os cidadãos baianos. “Uma ação como essa melhora a qualidade de vida das pessoas. Para a Sedur, é uma alegria essa parceria com a Secti, que está popularizando e levando conhecimento, através da internet gratuita, à população baiana. A Sedur, como uma Secretaria de Desenvolvimento Urbano, não podia deixar de fazer essa colaboração para ampliar o Conecta Bahia. Eu já posso ver a felicidade do povo acessando a internet e se conectando com o mundo todo”.

 

A expansão passa também pelo projeto piloto Conecta Bahia Rural, que, nesta fase inicial, já prevê levar internet gratuita para 23 praças da zona rural. Até o momento, o Conecta Bahia já chegou a 15 municípios, somando 30 praças entregues. Nas próximas semanas estão previstas entregas nas cidades de Andaraí, Lençóis, Irecê, Lapão, Poções e Planalto.

Documento interno prova que MEC dava a pastores status de autoridade
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Documentos internos do Ministério da Educação obtidos pela coluna revelam que o governo dava a pastores acusados de corrupção o mesmo tratamento dispensado a autoridades da pasta. São cronogramas montados pelo cerimonial do gabinete do então ministro Milton Ribeiro para organizar agendas pelo Brasil com prefeitos que buscavam recursos junto ao MEC, entre abril de 2021 e março de 2022.

 

Como se tratava de um material para consumo interno, sem objetivo de divulgação, os eventos eram detalhados com informações não repassadas ao público. No site oficial do governo, que pode ser acessado por todos, essas viagens de Ribeiro aparecem sem qualquer referência à dupla de religiosos Gilmar Santos e Arilton Moura, que chegaram a ser presos com Milton Ribeiro em junho.

 

Nas programações feitas pelo gabinete do então ministro, porém, a dupla tinha espaço reservado para discursar em eventos com prefeitos e até mesmo para integrar uma “mesa diretora”, composta por Milton Ribeiro e, na maioria das vezes, pelo presidente do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), Marcelo Lopes da Ponte.

 

Arilton e Gilmar são acusados de cobrar propina para liberar recursos, e o governo vinha afirmando que os pastores nunca exerceram posição institucional junto ao ministério — o que é desmentido por esses documentos.

 

À época que o escândalo estourou, Ribeiro, que nega as acusações, afirmou que “os atendimentos técnicos” a prefeitos eram “conduzidos por servidores da autarquia” e permitiam “esclarecimento dos procedimentos para planejamento e acesso aos recursos disponibilizados via FNDE, por meio do Plano de Ações Articuladas”.

 

Agora, sabe-se, nesses “atendimentos técnicos” foram reservados assentos para quadros alheios aos servidores da autarquia.

 

Em audiência no Senado, Marcelo Lopes da Ponte, que ainda hoje permanece à frente do FNDE, defendeu Ribeiro e disse que seus nomes foram usados por “terceiros” sem autorização.

 

Ao falar sobre o escândalo, Bolsonaro não entrou em detalhes e buscou minimizar o caso: “Não foi corrupção da forma que se via em governos anteriores. Foi história de fazer tráfico de influência, é comum”, disse, a despeito de o relatório da Polícia Federal apontar que Ribeiro e os demais investigados são suspeitos de praticar crimes de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência.

 

Bolsonaro, que no início chegou a dizer que botava “a cara no fogo” por Ribeiro, recuou e passou a dizer que estava disposto apenas a “botar a mão”.

 

Nos registros internos do MEC, constam cinco participações de Gilmar Santos e quatro de Arilton nas viagens com o ministro.

 

Em 2 de julho de 2021, ambos participaram de encontro de Milton Ribeiro e do presidente do FNDE com o prefeito de Salinópolis, no Pará, e de cidades da região. O mesmo documento revela a composição da “mesa diretora”:

 

– Ministro do Estado da Educação, Milton Ribeiro
– Presidente da Convenção das Assembleias de Deus Cristo para Todos no Brasil, Pastor Gimar Santos
– Prefeito do Município de Salinópolis, Carlos Alberto Sena Filho
– Presidente do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação, Marcelo Ponte
– Presidente do Conselho Nacional das Assembleias de Deus Cristo para Todos no Brasil, Pastor Arilton Moura
– Secretária Municipal de Educação, Marcia Beatriz Gomes da Silva

 

O protagonismo da dupla não parava por aí. Após a reunião, houve um espaço para falas. Quem discursou primeiro foi o pastor Arilton Moura, seguido pela secretária municipal, pelo pastor Gilmar Santos, pelo prefeito de Salinópolis e pelo presidente do FNDE.

 

A agenda mostra ainda que, às 19h daquele dia, havia na agenda do ministro a previsão de participação em um culto. O documento não revela se Arilton e Gilmar acompanharam Ribeiro.

 

Ambos também participaram de agendas no interior de São Paulo, da Bahia e do Maranhão, que reuniram, além do prefeito anfitrião de cada cidade, outras dezenas de prefeitos da região. Em agenda na Bahia em agosto do ano passado, foi destacado que haveria jantar com “prefeitos pastores”:

 

18h – Culto
20h – Deslocamento para o restaurante
20h30 – Jantar com os Prefeitos Pastores.

 

Procurado, o MEC não se posicionou sobre o assunto. O espaço segue aberto a manifestações. As informações são do portal Metrópoles.

MEC segue lista tríplice e nomeia o economista Paulo Miguez para reitoria da UFBA
Foto: Reprodução / Edgard Digital

O Ministério da Educação (MEC) nomeou, nesta sexta-feira (12), o professor e economista Paulo Cezar Miguez de Oliveira para o cargo de reitor da Universidade Federal da Bahia (UFBA). O decreto que formaliza a passagem da cadeira foi publicado em uma edição extra do Diário Oficial da União (DOU).

 

Atual vice-reitor da instituição, Miguez assume o posto na próxima segunda-feira (15) e deve conduzir a Reitoria pelos próximos quatro anos. A escolha dele aconteceu após uma consulta junto a comunidade universitária, onde obteve mais de 10 mil votos. Sob o crivo do Colégio Eleitoral, realizado em 1º de junho, os membros o referendaram como o primeiro colocado da lista tríplice agora respeitada pelo Executivo. 

 

Dono de uma extensa trajetória nos estudos socioeconômicos da cultura, de políticas culturais e nos estudos da festa, especialmente do carnaval, o professor é doutor em Comunicação pela própria UFBA e está lotado no Instituto de Humanidades, Artes e Ciências (IHAC).

 

Antes de integrar o quadro da universidade, Miguez foi, no período de 2003 a 2005, Assessor Especial do Ministro Gilberto Gil e Secretário de Políticas Culturais do extinto Ministério da Cultura (MinC).

 

Pouco depois da passagem por Brasília, o pesquisador foi, entre 2006 e 2009, docente da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB). No ano de 2009, ele passa a integrar o Conselho Estadual de Cultura da Bahia, onde permaneceu até 2011.

 

Uma cerimônia de encerramento do mandato do atual reitor, o filósofo João Carlos Salles, será realizada no Salão Nobre da UFBA neste sábado (13), a partir das 10h. 

 

A cerimônia será fechada pelo ato "Uma Palavra Final", o último discurso de Salles enquanto dirigente da Federal da Bahia. O pronunciamento tem o mesmo título da coletânia de discursos que será distribuida gratuitamente na oportunidade.

BN Hall dá dicas com opções de presentes para o Dia dos Pais
Foto: Divulgação

Com o Dia dos Pais chegando no próximo domingo (14), muitas pessoas ficam em dúvida sobre qual será o melhor presente. Pensando em auxiliar nessa difícil missão, o BN Hall preparou uma lista de empresas baianas com diversas opções para homenagear os pais. Saiba mais acessando BN Hall.

Sexta, 12 de Agosto de 2022 - 19:00

Bolsonaro regulamenta empréstimo do Auxílio Brasil sem definir limite de juros

por Cristiana Camargo e Luciana Lazarini | Folhapress

Bolsonaro regulamenta empréstimo do Auxílio Brasil sem definir limite de juros
Foto: Divulgação

O presidente Jair Bolsonaro (PL) regulamentou o crédito consignado aos beneficiários do programa Auxílio Brasil, que substituiu o Bolsa Família. A regulamentação, publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (12), não define o limite que os bancos e as instituições financeiras poderão cobrar de juros.
 

O governo já havia estabelecido que os beneficiários poderão comprometer, no máximo, 40% do valor do benefício. Segundo o decreto, o Ministério da Cidadania poderá, se considerar necessário, estabelecer um limite menor. O órgão também ficará responsável por definir quais benefícios e auxílios recebidos pela família serão considerados como base para calcular o limite que poderá ser comprometido com o empréstimo.
 

Os beneficiários poderão ter mais de um desconto relativo a empréstimo ou financiamento, desde que não supere o limite de 40%.
 

O decreto não define uma data em que os bancos e demais instituições financeiras poderão começar a oferecer o novo empréstimo e estabelece que o governo federal não será responsabilizado se o consignado não for pago. Conforme a Folha antecipou, instituições já fazem pré-cadastro para o empréstimo, com juros de até 79% ao ano.
 

Banco exigirá CPF regular Para pegar o empréstimo, é obrigatório que o responsável familiar inscrito no Auxílio Brasil esteja com o número do CPF válido, considerado regular nos registros do CadÚnico (cadastro do governo para programas sociais).
 

Segundo o decreto, também caberá ao Ministério da Cidadania estabelecer as formalidades para habilitar as instituições financeiras; os prazos para o início dos descontos; o valor dos encargos administrativos; mecanismos de capacitação e alertas para a educação financeira dos beneficiários; como ficará o desconto no caso de interrupção temporária ou permanente do Auxílio Brasil; e as condições de contratação do empréstimo.
 

No início do mês, Bolsonaro sancionou, com vetos, a lei que autoriza a concessão de empréstimos consignados para beneficiários do Auxílio Brasil. A medida foi aprovada pelo Congresso em julho.
 

O Auxílio Brasil é uma das principais apostas da campanha de reeleição do presidente. O valor do benefício mínimo aumentou de R$ 400 para R$ 600 entre agosto e dezembro.

Histórico de Conteúdo