Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Marca Bahia Notícias Holofote
Você está em:
/
/
/
Luis Ganem

Colunistas

GANG inicia temporada 2024 de gincanas

GANG inicia temporada 2024 de gincanas
Foto: Divulgação
A gincana do Colégio Módulo, marcada para 23 e 24 de fevereiro, dá início ao calendário de eventos da GANG em 2024. Com mais de 30 anos de mercado e cerca de 200 gincanas realizadas, a empresa é referência no entretenimento escolar, proporcionando eventos que criam memórias inesquecíveis aos participantes. 

Cantor Jovem Dex é uma das atrações do bloco 'Paredão do Rap' em Lauro de Freitas

Cantor Jovem Dex é uma das atrações do bloco 'Paredão do Rap' em Lauro de Freitas
Foto: Divulgação
O artista baiano Jovem Dex é uma das atrações confirmadas para a 4° edição do bloco Paredão do Rap, no carnaval de Lauro de Freitas. Com apenas 21 anos, o artista é atualmente um dos maiores nomes na cena do trap nacional.

Queeridos: Mary Jane Beck e Aimée Lumière se apresentam no 1° trio pipoca voltado à comunidade LGBTQIA+

Queeridos: Mary Jane Beck e Aimée Lumière se apresentam no 1° trio pipoca voltado à comunidade LGBTQIA+
Foto: Divulgação
As drag queens Mary Jane Beck e Aimée Lumière vão se apresentar na segunda-feira (12) de Carnaval no circuito Castro Alves, às 22h, com o Bloco das Montadas. O primeiro bloco sem cordas do circuito Campo Grande dedicado ao público LGBTQIA+ contará ainda com shows das queens Chocolate Batidão e DJ Sammy Dreams.

Colunista

Foto de Luis Ganem

Luis Ganem

Luis Ganem: Tudo igual no velho e cansado Carnaval

Foto de Luis Ganem

Luis Ganem

Luis Ganem: Tudo igual no velho e cansado Carnaval
Foto: Bahia Notícias
É justo dizer que esperei o quanto pude. E junto a isso, o quanto torci pra coisa melhorar, mas infelizmente, em nada, absolutamente nada mudou o cenário musical baiano de três meses pra cá, em se tratando de novas músicas. O nosso mar de mesmice atingiu um ápice que, acredito eu, nunca aconteceu – o que quero estar, muito, mas muito errado. 

Luis Ganem: Então é Natal... e cadê a Bahia?

Foto de Luis Ganem

Luis Ganem

Luis Ganem: Então é Natal... e cadê a Bahia?
Foto: Bahia Notícias
“Finalmente chegou dezembro e, com ele, bom perceber que as rádios estão tocando nossas músicas (música baiana) a todo vapor.” O Começo desse texto já foi dito por diversas vezes anos atrás, sendo totalmente verdadeiro na construção a que ele se propõe, mas em nada atual, importante ressaltar também. Poderia eu ou qualquer pessoa ter dito essa frase lá pelo fim da década de noventa ou ainda nos primeiros anos do século 21, mas neste momento, esta frase em nada representa a realidade da música baiana como um todo.
Luis Ganem: O Jesus Sangalo que conheci, e que todo mundo deveria conhecer
Foto: Igor Barreto / Bahia Notícias
A vida é cheia de reparações. Se formos parar pra ver, sempre e a qualquer tempo estamos rearrumando a ordem das coisas, ou pelo menos, em tese, tentando. E nessa coisa de rearrumar, é preciso sempre rever o passado. Como bem disse o escritor irlandês Edmund Burke, “um povo que não conhece a sua história, está condenado a repeti-la” – no que concordo em gênero, número e grau.

Luis Ganem: Se avexe não!

Foto de Luis Ganem

Luis Ganem

Luis Ganem: Se avexe não!
Foto: Igor Barreto / Bahia Notícias
Não estou aqui para falar mal de ninguém ou entender que esse ou aquele artista deve ser dono ou cativo de espaço. Mas há alguns dias nesse nosso mundo da música – que não o da música baiana –, um fato chamou mais uma vez a atenção. E digo mais uma vez porque já tinha havido um manifesto desse que vou comentar, salvo engano, em 2017, feito pela cantora Elba Ramalho. Só que, dessa vez, a polêmica se deu muito forte por conta das redes sociais. Falo do desabafo de Flavio José. Cantor de forró, renomado e veterano, que, nas palavras do mesmo, teve que diminuir o seu show para atender uma solicitação do cantante sertanejo Gusttavo Lima. 

Luis Ganem: Mais uma vez a mesma chatice

Foto de Luis Ganem

Luis Ganem

Luis Ganem: Mais uma vez a mesma chatice
Foto: Igor Barreto / Bahia Notícias
Esse meu mais recente texto, confesso, demorou. Estou aqui pela enésima vez pensando o que iria comentar, o que iria trazer enquanto análise crítica para o contexto do nosso mercado musical baiano. Os fatos artísticos e musicais que se sucederam na festa de momo deste ano são, talvez, dignos de nota – mas talvez, eu disse talvez.

Luis Ganem: Vale a pena fazer um EP - sim ou não?

Foto de Luis Ganem

Luis Ganem

Luis Ganem: Vale a pena fazer um EP - sim ou não?
Foto: Igor Barreto / Bahia Notícias
Não vou começar meu texto dizendo que ‘já é carnaval cidade, acorda pra ver’. Nada contra a música do meu amigo Gerônimo – o compositor e cantor –, mas não vou começar com esse trecho da música, pois ele já é muito usado. Por mais que seja um ícone de versos carnavalescos, tal como a música de Nizan Guanaes, ‘We are the world of carnaval” – obviamente nada contra nenhuma das duas – dessa vez eu passo de fazer o jargão.

Luis Ganem: Tocando com Saulo

Foto de Luis Ganem

Luis Ganem

Luis Ganem: Tocando com Saulo
Foto: Igor Barreto / Bahia Notícias
Alguém aqui que não é músico, nem trabalha no meio artístico, tem ideia de como é tocar em um trio ou com artistas da música baiana? Acredito que ninguém – e me incluo – tem ideia de como é tocar em cima de um trio, por mais de três, quatro, cinco, seis horas, levando consigo um bloco e uma multidão a reboque. Pois bem, resolvi encarar esse desafio e conto um pouco agora como é tocar (ensaiar) com um grande músico. Neste caso, estou falando de Saulo Fernandes, a quem pude finalmente (explico melhor no final) ver tocar em um pequeno show de mais ou menos uma hora. E lhe digo: é algo que beira a loucura e a extenuação.

Luis Ganem: Meu encontro com Bell

Foto de Luis Ganem

Luis Ganem

Luis Ganem: Meu encontro com Bell
Foto: Bahia Notícias
Agora que acabou a política, vamos falar um pouco de música, entretenimento. Apesar do futebol estar vindo aí com a Copa, é preciso falar também do nosso mercado musical, seus lamentos e suas histórias. E uma delas quero contar aqui, sobre um bate-papo agradável que tive com Bell Marques em um encontro inusitado fora da Bahia, num ensolarado dia de domingo, desses que o sol e o céu parecem paisagem.

Luis Ganem: Adeus Barra, Welcome Boca do Rio!

Foto de Luis Ganem

Luis Ganem

Luis Ganem: Adeus Barra, Welcome Boca do Rio!
Foto: Divulgação
A saída do carnaval do bairro da Barra é algo meio que um sonho dos seus moradores há muito tempo. Creio que, desde que o circuito foi criado, seus moradores começaram a sonhar com o fim dele. É forçoso dizer que o circuito, na sua concepção original, previa, salvo engano, melhoria nas ruas principais e adjacências do bairro, além do incremento do comércio, trazendo mais movimento comercial para a Barra, que era até então somente um bairro residencial. Mas, infelizmente – na visão dos moradores –, com a chegada do circuito e sua consolidação, a melhora que era um sonho acabou-se tornando uma realidade muito dura. O que eventualmente foi bom para o comércio – até onde eu sei – tornou-se ruim para os moradores.

Curtas e venenosas

Ilustração de uma cobra cor mostarda com listras amarelas, boca aberta exibindo a língua
Ai minhas FaNATYcs, eu não sei vocês, mas a titia aqui ama esse período do marasmo pós-carnaval. Sério. Essa época em que os artistas de axé fingem que lucraram mais do que realmente lucraram e se esbaldam em viagens para fora. Bom, até que não queria mais falar sobre a maldição de Baby do Brasil, mas os sinais estão aí. Em todos esses anos, nunca vi Mainha ficar doente após o Carnaval. O clima está tão bom que não sei se vocês perceberam uma paz que voltou a reinar. Sim, já durante a folia, eu vi pelas redes o momento em MC Anira mandou um beijinho para Pretinha Gil. E se a música está parada, o mesmo não podemos dizer dos bastidores da TV Bahia. É sempre cíclico: quando a gente menos espera, vem a onda de demissão. Daqui a pouco vão ficar só os ex-estagiários do BN. Leia mais!

Entrevistas

Viúva de Zelito, Telma Miranda celebra homenagens e cita saudade: “É um segundo luto”

Viúva de Zelito, Telma Miranda celebra homenagens e cita saudade: “É um segundo luto”
Foto: Acervo Pessoal
A perda do “Rei do Forró Temperado” Zelito Miranda deixou os corações nordestinos mais tristes em agosto do ano passado. Neste ano, o São João da Bahia homenageia o forrozeiro que tanto contribuiu para a cultura e inovação dos festejos juninos do Nordeste.