Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Marca Bahia Notícias
Você está em:
/
/
Tag

Artigos

Rodrigo Santos
Dica para os namorados: troque um dia de declarações 'high-tech', por uma vida de atitudes 'high-touch'!
Foto: Divulgação

Dica para os namorados: troque um dia de declarações 'high-tech', por uma vida de atitudes 'high-touch'!

Vivemos uma sociedade, onde as datas, símbolos e signos, têm um lugar muito especial. E está tudo certo! O problema é quando nos preocupamos demais em POSTAR que encontramos a "metade da nossa laranja", quando muito, em um dia no ano. Daí, não percebemos que "metades se tornam muletas" e nós "pássaros de uma asa só", que colocam no outro a responsabilidade por seu voo e, nos flashes, o combustível para a jornada.

Multimídia

Membro do G10, Nelson Leal nega insatisfação com o governo e comenta: “Queremos contribuir sem embaraço”

Membro do G10, Nelson Leal nega insatisfação com o governo e comenta: “Queremos contribuir sem embaraço”
Membro do novo grupo de deputados da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o G10, o deputado estadual Nelson Leal (PP) define, em entrevista ao Projeto Prisma, nesta segunda-feira (10), que aglutinação dos legisladores não se trata de uma insatisfação com o governo, mas sim, uma predileção pessoal. 

Entrevistas

Zó afirma que seu nome segue no páreo em Juazeiro e dispara: “Eu quero que Roberto Carlos me apoie”

Zó afirma que seu nome segue no páreo em Juazeiro e dispara: “Eu quero que Roberto Carlos me apoie”
Foto: Max Haack / Bahia Notícias
Nascido Crisóstomo Antônio Lima, em Xique-Xique, o deputado estadual Zó (PCdoB) está no 3º mandato na  Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).

marcio marinho

“De jeito nenhum o PSDB vai tentar tirar Ana Paula”, diz vereador Daniel Alves
Foto: Reprodução / Youtube

O PSDB não será pedra no caminho para Ana Paula Matos (PDT) garantir a vice na chapa à reeleição do prefeito Bruno Reis (União) nas eleições de outubro. Quem garantiu foi o vereador Daniel Alves, em entrevista ao programa Bahia Notícias no Ar, da rádio Salvador FM, nesta quarta-feira (8). 


“De jeito nenhum o PSDB vai tentar tirar Ana Paula. Ela é uma gestora competente, uma mulher capacitada que cresceu muito nesses quatro anos. Ela não ficava aparente porque tinha um cargo onde ela realmente carregava o piano, só que agora ela tem toda a visibilidade. Ela tem todas as qualidades para continuar sendo vice-prefeita”, afirmou o edil tucano. 


Apesar da declaração, Daniel Alves não descartou a possibilidade do seu partido continuar no páreo para a vaga. “O PSDB não tem a intenção de ir contra a candidatura de Ana Paula, mas a disputa é feita em nome de partidos, de acordo com o prefeito e caso o prefeito entenda que a disputa da vice seja partidária, o PSDB tem total legitimidade para disputar também o espaço de vice”, ponderou. 


Praticamente consolidada, a vaga na vice ainda rende burburinhos. Apesar de afagos a Ana Paula, aliados do prefeito ainda pleiteiam a vaga da pedetista. Um bom exemplo disso é o Republicanos. O presidente do partido na Bahia e deputado federal, Márcio Marinho, afirmou, no último sábado (4), que a legenda “está com a bola da vez” para a indicação à vice.

Deputado Marcio Marinho fala sobre indicação de vice para chapa de Bruno Reis: “Republicanos está com a bola da vez”
Foto: Reprodução

Com relação à articulação política do Republicanos em Salvador, o deputado federal, Márcio Marinho (Republicanos), comentou, neste sábado (04), sobre a possibilidade de indicação de um nome para a vice-liderança da disputa, ao lado de Bruno Reis. “Republicanos está com a bola da vez”

 

A declaração foi dada ao Bahia Notícias, durante a realização do encontro nacional do Republicanos no Hotel Fiesta, em Salvador. “Ele [Bruno Reis] sabe que a gente tem uma representação muito forte e todos vocês sabem que quando chega nesse período da discussão de composição de chapa, o Republicanos que está com uma bola da vez para a fazer a indicação. Semana passada, nós já tivemos uma conversa com o prefeito e colocamos que queremos discutir essa questão da vice. Com todo respeito e carinho que tenho por Ana Paula, mas dizer que o Republicanos também quer apresentar os nomes para essa análise”, afirmou Marinho.

 

E completa: “Nada com pressão, mas também com justiça, porque não é de agora que a gente vem é ao lado dessa desse projeto que tem dado certo, mas também queremos agora está na vitrine também dessa Chapa majoritária”, afirmou. 

 

Sobre as possíveis indicações, o deputado citou os nomes de Rogéria Santos e da vereadora Ireuda Silva, além do vereador Luizinho, ex-secretário municipal de Infraestrutura.

Governo da Bahia firma parceria com associação ligada a Universal e beneficiária de emendas de oposicionistas
Foto: Mateus Pereira/ GOVBA

O governador Jerônimo Rodrigues assinou, na última sexta-feira (23), Termo de Colaboração com a Associação Beneficente Projeto Nordeste (ABPN), realizadora do projeto Nova Canaã, para oferta de educação integral no local. A iniciativa passaria despercebida se não houvesse uma situação inusitada por trás: a entidade é umbilicalmente ligada à Igreja Universal do Reino de Deus - próxima aos adversários do PT no plano nacional e estadual - e beneficiária, em 2023, de R$ 4,11 milhões em emendas de deputados de oposição ao governo da Bahia.

 

A ABPN (04.181.405/0001-24) foi beneficiária de emendas do ex-deputado Abílio Santana e dos deputados Márcio Marinho (Republicanos), Paulo Azi (União) e Cláudio Cajado (Progressistas). Na rubrica das transferências do Tesouro da União a referência é o fomento a atividades esportivas. Os valores tiveram origem no orçamento do Ministério do Esporte. O projeto mantém o time Canaã Esporte Clube, filiado a Federação Baiana de Futebol em 2018 e depois transferido para a Federação de Futebol do Distrito Federal.

 

Na descrição da entidade no site, a justificativa da existência do projeto é “o desafio de fazer à diferença na vida de pessoas que viviam excluídas socialmente, perpetuando o ciclo de extrema pobreza que herdavam de suas famílias e, portanto, sem perspectiva de futuro”. No total, a associação indica ter atendido “mais de 2.358 famílias carentes do sertão nordestino” ao longo de 22 anos de existência, em cinco eixos: “assistência social, educação, esporte de alto rendimento, cultura e saúde”.

 

Antes mesmo da assinatura do termo de colaboração com o governo da Bahia, a ABPN informa manter turmas de educação infantil ao ensino médio, em tempo integral, com “alimentação (04 refeições diárias), transporte escolar, material didático e acompanhamento médico e odontológico” para 600 estudantes.

 

Apesar da nova frente de aproximação entre o governo Jerônimo Rodrigues e a associação mantida com o apoio da Igreja Universal do Reino de Deus, o presidente estadual do Republicanos - e bispo da instituição religiosa -, Márcio Marinho, negou que haja qualquer relação entre a colaboração estatal e o agrupamento político-religioso.

 

"O projeto Canaã presta serviços como outra instituição. Vocês sabem que tem mais 600 crianças, a escola que tem ensino integral. As matérias curriculares e extra são oferecidas lá. Temos balé, futebol, judô, natação, tudo isso tem na fazenda. A instituição é uma como outra qualquer, seja da igreja católica, evangélica, em que o governo do estado, sempre procura estar ajudando, até porque sempre vem ajudando a tirar o peso do governo do estado. Se o governo viu a prestação de serviço, a documentação legalizada não tem como ajudar a instituição. Não tem nenhum problema, como ele faz como qualquer instituição. A Fazenda está organizada, recebendo e fazendo o serviço", assegurou Marinho ao Bahia Notícias.

 

Os demais parlamentares não possuem vinculação com a Igreja Universal e não são ligados ao governo da Bahia.

Jonga Bacelar está entre os 10 deputados que mais gastam com viagens internacionais
Foto: Reprodução/ Instagram

De janeiro a novembro deste ano, 173 deputados federais gastaram R$ 4,7 milhões em viagens internacionais pagas por recursos federais. Um levantamento feito pelo Metrópoles, parceiro do Bahia Notícias, mostra que, até o momento, foram 270 deslocamentos para fora do país marcados pela Câmara dos Deputados como missões oficiais.

 

Os gastos incluem passagens em classe econômica ou executiva e as diárias a que os parlamentares viajantes têm direito quando vão a trabalho. De acordo com a Câmara, cada parlamentar tem direito à diária de US$ 391 (cerca de R$ 2 mil) para viagens em países da América do Sul e de US$ 428 (cerca de R$ 2,2 mil) para outros países.

 

Os dez parlamentares que mais viajaram, com quatro viagens cada, são: Augusto Coutinho (Republicanos-PE), Carol Dartora (PT-PR), Iza Arruda (MDB-PE), Laura Carneiro (PSD-RJ), Luis Tibé (Avante-MG), Luizianne Lins (PT-CE), Pedro Campos (PSB-PE), Orlando Silva (PCdoB-SP) e João Carlos Bacelar (PL-BA) e Zeca Dirceu (PT-PR).

 

BAHIA

O baiano Jonga Bacelar visitou as cidades de Nova York, nos Estados Unidos, em fevereiro; Manama, no Barém, em março; voltou a Nova York em julho e foi ainda a Viena, na Áustria, sem data de partida e chegada. No total, foram R$ 99.038,54 gastos nessas viagens.

 

Em segundo lugar na lista de maiores gastos em viagens na Bahia ficou Claudio Cajado (PP), com três viagens somando R$ 58.855,14. O parlamentar também visitou Nova York em fevereiro e Manama em março, além de Luanda, em Angola, em outubro.

 

Márcio Marinho (Progressistas) aparece em terceiro lugar: ele visitou Luanda duas vezes, em agosto e outubro, além de Nova York em julho. O valor encontrado nos arquivos foi de R$ 53.399,89.

 

Logo abaixo aparece Elmar Nascimento (União), com R$ 40.507,50 gasto em viagens. Ele esteve em Lisboa, sem data encontrada pelo Metrópoles, Nova York em setembro e três cidades de uma só vez em outubro: Nova Delhi, na Índia, e Xangai e Pequim, na China.

 

Fechando o top 5, Neto Carletto (PP) visitou Xangai e Pequim em abril, poucos dias depois de ter ido a Hamburgo, na Alemanha, no mesmo mês, totalizando R$ 39.140,33.

 

José Rocha (União) e Daniel Almeida (PCdoB) tiveram gastos bem próximos, sendo que o primeiro visitou Las Vegas e Nova York, enquanto o segundo viajou para Xangai e Pequim, em uma viagem, e Nova Delhi, Xangai e Pequim em outra. Os valores encontrados são R$ 33.986,27 e R$ 33.913,88, respectivamente.

 

 

Em geral, os destinos mais visitados pelos parlamentares brasileiros coincidem com viagens oficiais do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao longo do ano. São eles: Nova York (EUA), onde fica a sede da Organização das Nações Unidas (ONU) e sede da Assembleia Geral do órgão anualmente no mês de setembro, e a capital portuguesa Lisboa, para onde o presidente viajou em abril. E também a viagens também acompanhando o governador Jerônimo Rodrigues (PT), como à China, quando o baiano acabou incorporado à comitiva de Lula durante a passagem pelo país asiático.

Bruno Reis se reúne com Márcio Marinho de olho na reeleição à prefeitura de Salvador
Foto: Reprodução / Redes Sociais

Ampliando as articulações com a base aliada para disputar a reeleição à Prefeitura de Salvador em 2024, o atual prefeito da capital baiana, Bruno Reis (União), se reuniu na tarde desta sexta-feira (20) com o deputado federal e presidente estadual do Republicanos, Márcio Marinho.

 

O encontro, que também contou com a presença do secretário de Infraestrutura e Obras Públicas de Salvador (Seinfra), Luiz Carlos, foi confirmado pelo próprio Márcio Marinho nas redes sociais.

 

Recentemente, ao Bahia Notícias, o deputado federal contou que já vinha questionando Bruno sobre quando eles iriam “sentar para debater”.

 

“Salvador avançou muito nos últimos anos e se depender da gente esse trabalho irá continuar. Hoje, eu, Luiz Carlos [secretário da Seinfra] e o prefeito Bruno Reis estivemos reunidos para discutir melhorias para a capital baiana”, disse o presidente do Republicanos na Bahia, em postagem nas redes sociais.

 

 

ESCOLHA DE VICE DE BRUNO REIS

Marinho já havia sinalizado o desejo do Republicanos de emplacar mais um vice em disputas ao lado do União Brasil. Indicando a vice de ACM Neto (União) no pleito de 2022 ao governo da Bahia, com Ana Coelho, o partido deve buscar a indicação do nome para a majoritária de Bruno Reis (União), que tenta a reeleição em Salvador.

 

Na época, o parlamentar indicou que o movimento é "natural", já que os partidos da base têm "o objetivo de ocupar espaços e vitrine política nas cidades e estados". 

Alex Santana defende que Republicanos emplaque vice em chapa de Bruno Reis nas eleições de 2024
Foto: Mauricio Leiro / Bahia Notícias

O deputado federal, Alex Santana (Republicanos), defendeu que o seu partido ocupe o cargo de vice na legenda encabeçada pelo prefeito Bruno Reis (União Brasil), nas eleições municipais, em 2024. 

 

O parlamentar contou que não deseja "empurrar" e tirar a atual vice-prefeita, Ana Paula Matos. Porém, o deputado apontou que  por conta do trabalho realizado pelo partido no cenário político e na gestão municipal, a sigla teria o direito de almejar um maior espaço na prefeitura de Salvador. 

 

“Não é empurrar, eu acho que cada um tem seu espaço. Mas, com certeza eu acho que pela representatividade de voto, pelo trabalho que o Bispo Marinho faz, o deputado Marinho e todo trabalho que o Republicanos realiza, eu acho, que é de direito a gente querer um espaço melhor,  é normal”, observou. 

 

Santana comentou também a respeito da sucessão na presidência da Câmara dos Deputados. 

 

“É muito difícil, pois existem alguns nomes de baianos. Como baiano, preferimos essa relação com algum baiano. Mas o meu partido, a gente tem uma ligação com Marcos Pereira, a gente espera que, dentro dessa disputa de braço, a gente fique com o melhor. Torço para que o meu partido consiga emplacar o presidente da Casa, é mais fácil a gente estar com essa relação obviamente”, indicou.

"Tenho provocado isso, sempre perguntado para ver quando vamos sentar", diz Marinho sobre diálogo com Bruno Reis
Foto: Divulgação

A calmaria do prefeito de Salvador, Bruno Reis (União) para dialogar com aliados sobre as eleições de 2024 tem se confrontado com a velocidade desejada pelo presidente estadual do Republicanos, deputado federal Márcio Marinho. Ao Bahia Notícias, o parlamentar sinalizou que tem questionado com frequência quando Bruno irá abrir o debate. 

 

"Eu acho que é um assunto importante e tem a hora certa de ser tocada nisso. O prefeito está focado na gestão de Salvador e na conversa com os partidos no momento certo. Eu tenho provocado isso, sempre perguntado a ele para ver quando vamos sentar, mas respeitando o tempo dele. Cobrando que tenhamos essa conversa e que a gente sente para ajustar", disse. 

 

Marinho já havia sinalizado o desejo do Republicanos de emplacar mais um vice em disputas ao lado do União Brasil. Indicando a vice de ACM Neto (União) no pleito de 2022 ao governo da Bahia, com Ana Coelho, o partido deve buscar a indicação do nome para a majoritária de Bruno Reis (União), que tenta a reeleição em Salvador (relembre mais). O parlamentar indicou que o movimento é "natural", já que os partidos da base têm "o objetivo de ocupar espaços e vitrine política nas cidades e estados". 

 

Com Ana Paula Matos na vice, o Republicanos pode disputar com o PDT a indicação. Apesar disso, o deputado federal Félix Mendonça Jr. (PDT) descartou qualquer possibilidade de a vice-prefeita de Salvador Ana Paula Matos deixar o partido e comentou que "em time que está ganhando não se mexe", reforçando o nome da pedetista para continuar na chapa encabeçada pelo atual prefeito Bruno Reis.

 

E LAURO DE FREITAS?

Além da falta de debate em Salvador, a cidade de Lauro de Freitas, onde o Republicanos participa do diálogo para as eleições e sucessão de Moema Gramacho (PT), segue "sem atualização". De acordo com Marinho, as costuras têm sido dificultadas no município. 

 

"Pense num negócio difícil é Lauro de Freitas. Só no início do ano. Conversas têm em vários lugares. Tenho visitado bastante no interior filiando. Lauro as coisas estão paradas", comentou. 

 

O partido deve fazer força para ter um nome na disputa pela prefeitura de Lauro de Freitas. O nome indicado pelo presidente estadual do partido e deputado federal Márcio Marinho foi do vereador licenciado, atual secretário de Serviços Públicos (Sesp), Decinho

Marinho reforça autoridade na indicação para vice de Bruno Reis: “Quem vai anunciar é o presidente estadual"
Foto: Paulo Victor Nadal / Bahia Notícias

O presidente estadual do Republicanos, o deputado federal Márcio Marinho, afirmou que fará a indicação de nomes para compor a vice na chapa de Bruno Reis (União) nas eleições de 2024. O parlamentar reforçou que as definições em relação a composição com o atual prefeito  serão feitas apenas com a autorização da executiva estadual do Republicanos e destacou que “quem vai anunciar é o presidente Márcio”

 

“Qualquer palavra dada, que não foi vinda da minha boca é fantasiosa. Você não verá algo que não venha de mim. Nem o presidente municipal tem autorização. Estamos vendo os nomes para a composição de chapa. Quem vai anunciar é o presidente estadual Márcio”, disse o deputado.

 

"Eu cuido do Republicanos e vou lutar para que indique o nome, respeitando que os outros partidos também possam fazer. Mas sobre como será feito o ajuste, é uma pergunta a ser feita a Bruno Reis", completou.

 

LEIA TAMBÉM:

 

Marinho também comentou sobre os nomes indicados para a composição de chapa com o atual prefeito. Entre as possibilidades, ele citou a vereadora Ireuda Silva, o presidente municipal do partido e secretário municipal de Infraestrutura, Luiz Carlos, e os deputados federais Alex Santana e Rogéria Santos.

 

“Obviamente que Ireuda é um nome. Honra muito o partido, mas temos outros nomes, têm Luiz Carlos. É secretário e tem trabalho reconhecido na capital. Tem outros nomes, como Alex Santana, o nosso nome, Rogéria Santos. Nós temos vários nomes e vamos discutir isso", afirmou Marinho.

Deputado Federal realiza audiência pública em defesa dos ciclistas para discutir mudanças na legislação de trânsito
Foto: Vinicius Loures

O representantes do ciclismo esportivo defenderam, em Audiência Pública, proposta pelo deputado federal Márcio Marinho (Republicanos), nesta terça-feira (11), que os praticantes do esporte não sejam obrigados a usar ciclovias e que, nas vias onde elas não existam, possam circular em bloco e não em fila indiana.

 

Durante a discussão, Marinho reforçou que irá pedir nova audiência sobre a readequação das velocidades nas vias, desta vez com a participação do governo. Em sua visão, há resistência de alguns em relação a um eventual atraso dos motoristas.“Mas a história e a vivência nessas cidades que diminuíram a velocidade dizem o contrário. Além da segurança, da diminuição dos acidentes e mortes, também o trânsito ficou mais fluido. Hoje, a velocidade e o volume de tráfego atuam como barreiras que impedem ou dificultam significativamente os deslocamentos locais a pé ou de bicicleta", disse.

 

Para Viviane Helena Zampieri, da Comissão de Segurança no Ciclismo do Rio de Janeiro, a obrigação de usar ciclovias onde elas existem não serve para o ciclismo esportivo, que desenvolve velocidades superiores a 40 km por hora, representando um risco para os demais ciclistas. Ela também explicou que a obrigação de seguir em fila indiana quando circulam nas vias normais é perigoso.

 

"O Código de Trânsito Brasileiro determina que os carros mantenham 1,5 metro de distância dos ciclistas, o que é um risco. Se os ciclistas andassem em bloco, os carros seriam obrigados a mudar de faixa ou ultrapassar", disse.

 

Ana Luiza Carboni, da União de Ciclistas do Brasil, disse que é importante reduzir a velocidade nas vias para proteger também os ciclistas comuns e os pedestres. Segundo ela, o total de acidentes de trânsito graves aumentou 11% em 2021, chegando a 234 mil.

 

O Brasil estaria na terceira posição mundial de mortes por estes acidentes. Pesquisa com motoristas no Brasil, de acordo com Ana Luiza, revela que 11% dos motoristas acreditam que as placas de velocidade são apenas indicativas. Ela também pediu que seja regulamentado o seguro para bicicletas.

 

Já Eduardo Guimarães, da Associação de Ciclistas de Planaltina no Distrito Federal, disse que será feita uma manifestação na Esplanada dos Ministérios no dia 19 de agosto para defender mudanças na legislação.

Marinho expõe preocupação de que Brasileirão seja paralisado, e procuradores descartam hipótese
Foto: Billy Boss/ Câmara dos Deputados

O Campeonato Brasileiro de Futebol das séries A e B não corre qualquer risco de ser paralisado por conta das denúncias de manipulação de jogos por quadrilhas especializadas em apostas. A afirmação foi feita por Hugo Jorge Bravo, presidente do Vila Nova, de Goiás, após ser indagado pelo deputado Márcio Marinho (Republicanos-BA), na CPI da Manipulação de Partidas, sobre essa possibilidade que, segundo ele, angustia torcedores em todo o País. 

 

A comissão de inquérito se reuniu nesta terça-feira (30) para ouvir o presidente do Vila Nova e também os procuradores Cyro Peres Terra e Fernando Cesconetto, do Ministério Público de Goiás (MP-GO). Convidados a prestarem depoimento por requerimento do deputado Márcio Marinho, os procuradores participaram das ações da Operação Penalidade Máxima, que denunciou 16 pessoas por fraudes e manipulação de resultados de 13 partidas de futebol.

 

Márcio Marinho disse que o Brasil ficou boquiaberto com as denúncias que chegaram a público, e que lembram, segundo ele, o escândalo da Máfia do Apito, ocorrido há 18 anos. “Depois de 18 anos, temos novamente a mesma situação acontecendo no Brasil”, disse o deputado. Marinho indagou aos depoentes se “o cidadão apaixonado por futebol pode ficar tranquilo ao acompanhar os jogos da série A e B?”

 

Os procuradores disseram em resposta que as fraudes eram comandadas por uma organização criminosa independente, formada por financiadores, apostadores, intermediadores e outros personagens, responsáveis por aliciar atletas. Até o momento, segundo eles, não há indícios de participação de clubes, de casas de apostas e também de árbitros de futebol no esquema criminoso. 

 

O deputado Márcio Marinho perguntou ainda ao presidente do Vila Nova se os torcedores poderiam ficar tranquilos ao assistir as próximas partidas dos campeonatos, sem terem medo de que existam suspeitas de ilegalidades sobre os resultados. Hugo Jorge Bravo disse ao deputado baiano que “só se for maluco para tentar fazer alguma coisa ilegal neste momento em que tudo está sendo investigado, e que todos os olhos estão em cima das partidas”. O presidente do Vila Nova disse ainda que a tentativa de manipulação não interferiu nos resultados finais das partidas.

 

Os procuradores do Ministério Público de Goiás entregaram ao presidente da CPI, deputado Julio Arcoverde (PP-PI), os documentos da investigação que vem sendo realizada no Estado. O deputado Leur Lomanto Jr. (União-BA), membro da CPI, havia apresentado requerimento na semana passada (e que foi aprovado pelos deputados) pedindo total acesso da comissão às investigações da Operação Penalidade Máxima que trouxe à público o escândalo.

Marinho minimiza denúncia de uso de verba pública para fazenda ligada à Universal: "Nada impede"
Deputado Federal Márcio Marinho | Foto: Paulo Victor/ Bahia Notícias

O deputado federal Márcio Marinho (Republicanos-BA) se pronunciou sobre o caso de envio de verba pública para obras de pavimentação, em uma fazenda privada ligada à igreja Universal do Reino de Deus, na cidade baiana de Irecê. O parlamentar remeteu nota pela assessoria de imprensa ao Bahia Notícias.

 

Segundo informações do jornal O Globo desta terça-feira (9), o parlamentar que também é bispo da igreja, enviou recursos públicos através de uma emenda da bancada baiana para a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).  

 

Em nota, a assessoria do político baiano afirmou que os recursos enviados para a obra foram através de emenda de bancada.  A nota esclareceu que a atuação do deputado em entidades do terceiro setor é pautada na legalidade. 

 

“Em relação à obra em si, tratou-se de asfaltamento das vias de circulação do projeto com o objetivo claro de facilitar o acesso do nosso público, alunos, pais e colaboradores que antes ficavam sujeitos a atravessar a lama nos períodos de chuva ou a poeira na seca. Lembrando que a instituição se mantém basicamente de doações privadas e que portanto o poder público, através da Codevasf, na verdade estava contribuindo para melhor prestação de serviços e nada além disso", diz a nota. 

 

A nota explica ainda que a obra faz parte da prestação de serviços públicos e que a instituição destinada presta serviços de interesse social.

 

“Quanto ao fato de ser uma instituição privado (ou não governamental) isso em nada impede o recebimento dos serviços citados, pois como já sua existência é voltada especialmente para prestação de serviços de interesse público, à exemplo do que ocorre com as Santas Casas ou as Fundações Privadas de Ensino e Saúde, todas elas, ou pelo menos grande parte beneficiárias de serviços ou mesmo recursos públicos repassados diretamente”, explica o esclarecimento do parlamentar. 

Bispo e deputado pela Bahia direciona R$ 2,3 mi em verba pública para asfaltar fazenda ligada à Universal
Foto: Reprodução

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) usou dinheiro público para executar uma pavimentação em um conjunto de ruas dentro de uma fazenda privada ligada à Igreja Universal do Reino de Deus, na cidade de Irecê, no interior da Bahia. Isso é o que aponta uma publicação do jornal O Globo desta terça-feira (9).

 

De acordo com as informações do jornal, a obra foi concluída em abril do ano passado e teria custado R$ 2,3 milhões e abrange uma área de 25 mil metros quadrados. Ainda conforme revelado pelo veículo, os recursos foram enviados a pedido do deputado pela Bahia Márcio Marinho (Republicanos), por meio de uma emenda da bancada da Bahia destinada à estatal. O parlamentar é bispo da igreja.

 

À reportagem, Marinho afirmou ter apresentado o pedido para realizar a obra diretamente à presidência da Codesvasf, o que foi atendido. As emendas parlamentares funcionam como instrumento onde deputados e senadores podem destinar verbas do Orçamento da União aos redutos eleitorais.

 

Ainda conforme publicação do O Globo, uma auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU) concluída no fim de março apontou irregularidades no uso de recursos do Orçamento para asfaltar a propriedade privada. Em resposta, a Codevasf justificou o investimento ao afirmar que a instituição beneficiada pela obra presta serviços de caráter social e sem fins lucrativos.

 

No entanto, a estatal informou que "tal tipo de situação não se repetirá". Além disso, alega ter alterado procedimentos internos para evitar que novos gastos sejam autorizados em áreas que não sejam públicas.

 

O local que teve as ruas asfaltadas com recursos da União, segundo o jornal, é a Fazenda Canaã, que está em nome da Associação Beneficente Projeto Nordeste, instituição que tem bispos da Universal como presidente e como vice-presidente. A área tem piscina, campo de futebol, playground e quadra esportiva. O local abriga ainda um projeto que oferece atividades educacionais e esportivas a crianças da região e é mantido pelo Instituto Ressoar, braço social da Record TV, emissora do bispo Edir Macedo, fundador da igreja.

 

A Universal foi questionada e informou apoiar o projeto, mas não ser a responsável pela fazenda. 

“Quem conversa sobre isso é Bruno Reis e Márcio Marinho”, diz Ireuda sobre possível participação na majoritária
Foto: Reprodução/Instagram/ireudasilvaoficial

A única mulher vereadora do Republicanos na Câmara Municipal de Salvador, Ireuda Silva, afirmou ao Bahia Notícias que vai buscar a reeleição e que qualquer decisão referente a posição da sigla na chapa majoritária nas eleições de 2024 deve ser tomada pelo presidente do partido. Ela não negou que poderia compor.  

 

“Eu sou candidata a reeleição a vereadora. O posicionamento do partido é eleger os três vereadores [Júlio Santos, Luiz Carlos e Ireuda Silva]”, assegurou Ireuda.

 

“Quem pode falar sobre isso [compor a chapa majoritária] é o presidente do partido, Márcio Marinho. Ele é quem lida diretamente com o prefeito Bruno Reis. Eu não sei informar qualquer assunto em relação à vaga do Republicanos na majoritária. Quem conversa sobre isso é Bruno Reis e o deputado Márcio Marinho. A decisão é deles”, pontuou a parlamentar que tem a marca de ser a mulher mais votada para o parlamento municipal em 2020 com 12.098 votos e atua como presidente da Comissão da Mulher. 

 

Atualmente, o Republicanos é dirigido na Bahia pelo deputado federal Márcio Marinho e na capital baiana pelo vereador licenciado Luiz Carlos (ele está chefiando a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas de Salvador - Seinfra).

Bruno Reis desconversa sobre vice após Republicanos mostrar interesse na vaga: "Muito cedo para falar em 2024"
Foto: Gabriel Lopes / Bahia Notícias

O prefeito Bruno Reis (União) não quis comentar sobre o interesse do Republicanos em ocupar a vice em sua chapa que vai buscar a reeleição nas eleições municipais de 2024.

 

Em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (11), o chefe do Executivo da capital baiana desconversou e disse que o debate em torno do pleito do próximo ano está sendo antecipado de forma equivocada.  

 

"Eu tenho dito e volto a repetir que tá muito cedo pra falar de 2024. Vamos iniciar no momento certo esse debate. Primeiro irei tomar a decisão se serei candidato a reeleição ou não, depois irei conversar com os partidos que compõe hoje a minha aliança e com outros que podem vir para ir decidir todo o fechamento do processo de 2024, mas lá em 24, nós estamos ainda no início de 23 e muitos estão pensando em eleição. Muitos não desceram do palanque ainda", afirmou. 

 

INTERESSE REPUBLICANO

Em conversa com o Bahia Notícias, o deputado federal e presidente do Republicanos na Bahia, Márcio Marinho, revelou que deve buscar a indicação do nome para a majoritária de Bruno Reis, que deve tentar a reeleição em Salvador.

 

O parlamentar indicou que o movimento é "natural", já que os partidos da base têm "o objetivo de ocupar espaços e vitrine política nas cidades e estados". 

 

Marinho, além de apontar para o próprio nome, sinalizou outras possibilidades para ocupar o espaço. "Temos Ireuda [Silva], Luiz Carlos, temos Alberto Braga, o vereador. Tem o deputado Jurailton [Santos] que foi bem votado em Salvador. Sem dividir, é somar forças. Esse é o objetivo", comentou.  

 

A atual vice de Bruno Reis, Ana Paula Matos (PDT), que também é secretária de Saúde do município, já indicou que não pretende disputar cargos no Legislativo. Apesar disso, indicou ao Bahia Notícias que "seria uma honra" concorrer novamente como vice, na disputa junto ao aliado

Marinho confirma nome de vereador do Republicanos na disputa por Lauro de Freitas e pede apoio de Moema
Foto: Divulgação

O Republicanos deve fazer força para ter um nome na disputa pela prefeitura de Lauro de Freitas. O nome indicado pelo presidente estadual do partido e deputado federal Márcio Marinho foi do vereador licenciado, atual secretário de Serviços Públicos (Sesp), Decinho. 

 

"Tinhamos conversado no ano passado ainda com o vereador Decinho a respeito de uma candidatura para deputado estadual, visando até sentir o clima político da cidade e relação a votação dos eleitores de Lauro com personalidades da cidade. Logicamente, esperávamos uma votação boa para Decinho e ele surpreendeu, foi o deputado estadual mais votado da cidade. Isso o credencia para colocar na disputa municipal. Esse ano tivemos outra reunião e ele esboçou essa vontade de disputar", disse ao Bahia Notícias.

 

A indicação de Decinho também passa por um "pedido de apoio" do líder do Republicanos no estado. "Temos uma parceria com Moema, mas, com todo respeito a gestão dela, temos o sonho de um dia ter o comando da cidade. O nome do partido a disputar na cidade é Decinho. Gostaríamos que ela compreendesse. Momento de renovação e ela pode apoiar uma pessoa do campo político dela em Lauro [no caso, Decinho]", apontou. 

 

Marinho indicou que Moema ainda não abriu diálogo com o Republicanos, porém, já obteve informações que a prefeita de Lauro pretende dialogar sobre o nome. "Estive conversando com o presidente do partido [em Lauro], vereador Edilson. Mas não brigando, tentando construir com Moema para dar a ela o conforto da cidade. Escutamos que ela não tem definição, mas todos os nomes citados são politicamente desconhecidos, diferente de Decinho", comentou. 

 

"É secretário, tem uma vasta experiência política, na gestão. Penso que se nós conseguirmos o apoio, teremos uma candidatura viável. Temos ouvido que Cacá [Leão] não disputará, João Leão também. Se conseguirmos organizar uma frente, encabeçada por Decinho, podemos vencer na cidade", reforçou Marinho. 

 

NOME AINDA SEM DEFINIÇÃO

O nome de Decinho não tem sido muito bem recebido pelo PT no município. Fontes ouvidas pelo Bahia Notícias afirmam que uma cúpula do PT condiciona o apoio a uma mudança de filiação partidária do secretário do Republicanos para o Partido dos Trabalhadores, algo que não tem agradado Decinho.

 

Uma fonte próxima ao governo afirmou que Moema tem uma preferência pela atual presidente da Câmara Municipal, Neide Brito (PT). Segundo informações obtidas pelo Bahia Notícias, além da possível candidata ser filiada ao PT, a prefeita possui a pretensão de manter uma liderança feminina em Lauro de Freitas.

 

Com o Republicanos estadualmente compondo com o grupo liderado por ACM Neto (União), outro aliado do arco de aliança não endossou o apoio do PP. O partido no município negou o aval para que Decinho disputasse pelo campo contrário, ao lado de Moema.  

 

Nome com relevância em Lauro, Decinho teve um desempenho robusto nas eleições de 2022, quando lançou seu nome como candidato a deputado estadual, obtendo 28.148 votos. 

Curtas do Poder

Ilustração de uma cobra verde vestindo um elegante terno azul, gravata escura e língua para fora
O povo da Embasa começou a conjugar um nome de filme agora, e ao que parece vai entrar água. Outro que está passando por maus bocados é Rolando Lero. Por enquanto, ele só está forte no interior. E pior: ainda não parou de arranjar briga por aí. O grupo do Cacique só tem que tomar cuidado pra não perder os joelhos até outubro. E às vezes, é só questão de prestar atenção aos detalhes pra tentar evitar dores no futuro. Saiba mais!
Marca Metropoles

Pérolas do Dia

Jerônimo Rodrigues

Jerônimo Rodrigues
Foto: Anderson Ramos / Bahia Notícias

“Da mesma forma as demais categorias, eu tô sentando com quem eu posso pagar. Meu gabinete [a equipe], já disse que eu não tenho condições de botar na tinta o que eu não tenho no cofre, então fazer [reajuste] para agradar, eu não vou. Qualquer órgão, o Ministério Público, o TJ [Tribunal de Justiça] ou até mesmo a Defensoria sabe que eu só vou responder algumas questões quando eu tiver dinheiro em caixa”. 

 

Disse o governador Jerônimo Rodrigues ao avaliar as reivindicações dos Defensores Públicos do Estado (DPE) em meio à greve da categoria.

Podcast

Projeto Prisma entrevista deputado estadual Nelson Leal nesta segunda-feira

Projeto Prisma entrevista deputado estadual Nelson Leal nesta segunda-feira
O deputado estadual Nelson Leal (PP) é o entrevistado do Projeto Prisma nesta segunda-feira (10). O podcast é transmitido ao vivo a partir das 16h no YouTube do Bahia Notícias.

Mais Lidas