Segunda, 27 de Janeiro de 2020 - 11:10

Alessandro Molon

por Lucas Arraz / Mauricio Leiro

Alessandro Molon
O líder da oposição na Câmara, deputado Alessandro Molon (PSB) acredita que de fato existe a necessidade de reformar as previdências dos estados e municípios, porém, estando atento para que se tenha "uma transição justa" ao novo formato. Destacou ainda que o PSB terá um "bom problema", pois tanto o vereador Silvio Humberto (PSB) e a deputada federal Lídice da Mata são grandes nomes para a prefeitura de Salvador em 2020.Segundo o deputado, o campo progressista tem que se unir e analisar o melhor caminho para o país e não restringir e abdicar de dialogar, por exemplo, com os campos religiosos. "Não há razão para os progressistas não tenham apoio dos religiosos. As religiões podem conviver, dialogar, e ser um elemento de força para transformar a sociedade.", analisou. Defensor do desarmamento, o parlamentar contraria os dados divulgados do governo sobre a falta de relação do aumento do armamento civil e a diminuição dos homicídios no país. "Os homicídios caíram por varias razões. Uma delas é o que os estados tem feito para diminuir isso. Na Bahia os homicídios tem caído, há 4 anos", disse ao Bahia Notícias.Analisando a condução da educação pelo governo federal, Molon entende como "falso dilema" a ideia de reduzir gastos com ensino superior e reverter a verba para a educação básica. "Sem tirar da universidade aumentando também para educação básica", pontua. 

Leia mais

Segunda, 20 de Janeiro de 2020 - 11:10

Luiz Carreira

por Rodrigo Daniel Silva / Mari Leal

Luiz Carreira
Secretário da Casa Civil, órgão responsável pelos planejamentos de longo prazo da prefeitura de Salvador, Luiz Carreira, em entrevista ao Bahia Notícias, fez um balanço do último ano da gestão de ACM Neto. Destacou como principal legado para o futuro da cidade a "cultura da responsabilidade fiscal", descartando qualquer possibilidade de Salvador ficar endividada no futuro em consequência dos empréstimos e financiamentos contratados. Segundo o gestor, a prefeitura tem uma capacidade de contratar investimentos de até R$ 8 bilhões, no entanto, contratou até agora apenas R$ 1,9 bilhão. "O mais importante nessa questão de endividamento é você ver como sua curva de endividamento se comporta ao longo do tempo. E isso está sob controle. Sob qualquer parâmetro, a gente está muito aquém, digamos, dos limites estabelecidos. Por esta razão é que estamos com esse parâmetro fiscal tão positivo", pontuou. Questionado, o secretário elencou ainda as áreas "habitacional" e de "saneamento" que considera como os principais desafios para o sucessor de Neto, apesar de pontuar as melhorias implementadas nos últimos anos. "A cidade, evidentemente, é um grande desafio. Tudo que a gente está falando ainda tem tudo por fazer. Se fez muito por Salvador e vamos fazer muito mais este ano, mas ainda há muito o que fazer", disse, destacando ainda a necessidade de cuidar "da vida das pessoas". Sobre o seu futuro e uma eventual permanência no quadro de gestores do município em um cenário de eventual vitória de Bruno Reis nas eleições deste ano, Carreira se esquivou: "Isso absolutamente não é uma preocupação nesse momento". 

Leia mais

Segunda, 13 de Janeiro de 2020 - 11:10

Ademário Costa

por Rodrigo Daniel Silva

Ademário Costa
Presidente do PT de Salvador, Ademário Costa disse que o candidato a prefeito na capital baiana vai, na eleição deste ano vai defender o projeto de resolução aprovado pelo partido para "desprivatizar" a cidade. "O nosso candidato é o candidato do programa. O candidato quem quer que seja vai ter esse programa na ponta da língua. Senão, o PT perde o sentido de existir. O PT é um partido para defender a classe trabalhadora. Se o PT não for um partido para defender a classe trabalhadora, não tem sentido existir", afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias. O petista salientou, porém, que, na campanha eleitoral, a sigla vai adotar estratégias de comunicação para o eleitor entender a proposta de "desprivatização" da cidade. Ademário Costa admitiu que há “contradição” quando o governador Rui Costa (PT) defende a concessão de parte Embasa na iniciativa privada, por exemplo, mesmo sendo do Partido dos Trabalhadores. Ademário frisou, todavia, que Rui Costa é um "petista nato, de carteirinha". Sobre o candidato que vai defender o programa da sigla em Salvador, o chefe da sigla não deu prazo para definir. "Esse debate sobre o prazo para o estabelecimento de nomes é muito pobre", frisou.

Leia mais

Segunda, 06 de Janeiro de 2020 - 11:10

Carlos Martins

por Lucas Arraz

Carlos Martins
Para o secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia, Carlos Martins (PT), a guerra de combate às drogas fracassou e o mundo será forçado a legalizar as substâncias psicoativas, começando pela legalização da maconha. “Temos que ter uma ampla campanha na sociedade que trate sobre utilização das drogas e precisamos falar sobre redução de danos, não mais sobre a criminalização”, falou. A pasta que Martins comanda trabalha com o acolhimento e desenvolvimento de dependentes químicos como alternativa para o confinamento dessas pessoas. “Procuramos entender o que leva uma pessoa a morar na rua e usar drogas. Temos um complexo com equipes multidisciplinares para oferecer acolhimento e oportunidades profissionais as pessoas”, defendeu. No debate, o secretário ainda avaliou a Fundação Doutor Jesus do deputado Sargento Isidório, instituição que oferece tratamento para dependentes e conta com financiamento do estado. A secretaria em 2020 quer ampliar o processo de acolhimento com o Corra para o Abraço juventude, que atuará com jovens dependentes químicos em áreas de vulnerabilidade na capital baiana. 

Leia mais

Segunda, 30 de Dezembro de 2019 - 11:10

Bruno Reis

por Matheus Caldas

Bruno Reis
Vice-prefeito de Salvador e favorito para ser o candidato escolhido por ACM Neto (DEM) para sucedê-lo na prefeitura, Bruno Reis (DEM) afirma que há “chance zero” de ele e Leo Prates (sem partido) serem concorrentes na eleição municipal do próximo ano (leia mais aqui). “O que eu posso dizer é que há chance zero de ocorrer uma disputa pela prefeitura de Salvador em que Leonardo Prates e Bruno Reis estejam concorrendo. Chance zero. A possibilidade não existe de ambos concorrem”, garantiu.

Leia mais

Segunda, 23 de Dezembro de 2019 - 11:10

Fausto Franco

por Mauricio Leiro / Gabriel Rios

Fausto Franco
Com o martelo batido para a construção da ponte Salvador – Ilha de Itaparica, o secretário de Turismo da Bahia, Fausto Franco, afirmou que o projeto irá incentivar o turismo no estado, principalmente nas regiões Oeste e Sul, facilitando, inclusive, uma exploração maior na Costa do Dendê. “A ponte será um divisor de águas no encurtamento de distância do estado como um todo para com a capital, desde a região Oeste, até a região Sul e do Baixo Sul. E essa região, que é a Costa do Dendê, que é belíssima, com um potencial enorme a ser explorado, é uma região muito virgem. Com esse novo modelo da ponte, isso se tornará ainda mais viável”, analisou. Entretanto, o titular da pasta salientou que os municípios dessa região deverão se preparar para o resultado que o projeto dará ao estado.

Leia mais

Segunda, 16 de Dezembro de 2019 - 11:10

Davidson Magalhães

por Ailma Teixeira

Davidson Magalhães
Reeleito presidente estadual do PCdoB, Davidson Magalhães acredita que o partido vai enfrentar um desafio grande no próximo ano com o fim das coligações proporcionais. Mesmo assim, a legenda ambiciona chegar a marca de 300 vereadores, cerca de 100 a mais do que o número atual, e também aumentar seu quadro nas gestões municipais. "Nós aprovamos um projeto político para 2020 e ele passa, primeiro, por dobrar o número de prefeitos. Nossa intenção é chegar a 25. Nós também temos hoje cerca de 200 vereadores, então [queremos] ter vereadores mais orgânicos do partido para garantir nosso projeto eleitoral em 2022", ressalta Magalhães em entrevista ao Bahia Notícias. Para isso, ele explica que seus deputados estaduais e federais já estão em campo, junto com a militância, trabalhando por esse projeto. Na capital baiana, o plano do partido já foi exposto: eleger a deputada estadual Olívia Santana como prefeita de Salvador. Oficialmente pré-candidata, a parlamentar disputa o apoio do governador Rui Costa (PT) com outros diversos nomes da base, a exemplo do deputado estadual Pastor Sargento Isidório (Avante). Diante disso, Magalhães avalia que essa será a primeira batalha a ser travada pelo grupo. "Eu acho que o máximo que vai ter de candidatos seriam três, dois e acho que Olívia está numa posição muito privilegiada para ser um polo aglutinador dentro do bloco de apoio do governador Rui Costa", frisa, acrescendo que ela já desponta em um "patamar muito bom", mesmo sem uma ação da militância organizada. Também secretário de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia (Setre), o político abordou suas ações na pasta. No quesito esporte, ele destaca os investimentos na área de infraestrutura esportiva e na formação, qualificação e apoio aos atletas por meio de programas de incentivo. Da mesma forma, na área econômica, ele pontua os projetos de qualificação e intermediação de empregos formais e também de incentivo ao empreendedorismo. "E não uberização", ressalta.

Leia mais

Segunda, 09 de Dezembro de 2019 - 11:10

Zé Neto

por Mauricio Leiro

Zé Neto
O deputado federal e pré-candidato a prefeito de Feira de Santana em 2020 Zé Neto (PT) acredita que a oposição sairá vencedora na próxima eleição. Com a pré-candidatura lançada em abril, o petista acredita que mesmo após quatro derrotas as urnas o cenário é outro. "Hoje já estamos pelas pesquisas com cerca de 32%. Tenho muita humildade para analisar, pode ser que mude para melhor ou pior", comentou. Em sua atuação em Brasília, o deputado participa da Frente Parlamentar pelo Pacto Nacional contra as Fake News, que segundo ele é um ataque a política nacional e a vida de qualquer cidadão . "Temos que combater as Fake News para a credibilidade do estado e das instituições democráticas do país", ressalta Zé Neto. Com voto favorável a ampliação do fundo eleitoral, o deputado explica que o debate ainda não foi encerrado. Seu posicionamento deriva de uma postura do partido e segundo ele, a ideia era de "que não se mexesse muito nisso" e se mantivesse os valores já existentes.

Leia mais

Segunda, 02 de Dezembro de 2019 - 11:10

Márcio Marinho

por Rebeca Menezes / Lucas Arraz

Márcio Marinho
De volta ao comando do Republicanos na Bahia, o pastor e deputado federal baiano Márcio Marinho não descarta voltar para a base do PT no estado. O parlamentar comentou que na política nunca se pode dizer nunca, quando questionado sobre o assunto. “Na política não podemos dizer que nunca vai acontecer. Nesse momento estamos em campos opostos”, falou sobre uma aliança com o PT no estado. O deputado ainda esquivou de uma possível volta de Tia Eron à política em 2020. “Essa pergunta tem que se direcionada a deputada”, falou. Para Marinho, a ex-deputada foi prejudicada por uma onda criada pelo presidente Jair Bolsonaro. “Pessoas com mandatos proativos, como Tia Eron, Aleluia e Imbassahy, perderam a eleição. A deputada Tia Eron é um excelente quadro para o partido. Só não posso definir por ela, se ela vai ser candidata”, justificou. Marinho ainda cobrou de Colbert Martins, prefeito de Feira de Santana, um maior diálogo. No município, o partido ameaça deixar a base da gestão e lançar candidatura própria. “Tudo tem que ter comunicação. Se o pai não se comunicar com o seu filho, o filho fica distante do pai. Se o marido ficar distante da esposa, vai ter problemas. Nessa distância muitas coisas acontecem. Tenho certeza que Colbert Martins está vendo essa distância que está estabelecida nos partidos que integram sua base. Mas ainda é tempo de fazer uma reaproximação”, ponderou o deputado sobre o prefeito.

Leia mais

Segunda, 25 de Novembro de 2019 - 11:10

Henrique Carballal

por Matheus Caldas / João Brandão

Henrique Carballal
O vereador de Salvador Henrique Carballal (PV) teve seu projeto do fim do arrastão na Quarta-Feira de Cinzas veto pelo prefeito ACM Neto (DEM) e agora tenta, na Câmara Municipal, contornar a situação ao trabalhar para derrubar o veto do seu líder político. Para Carballal, que já foi líder do governo no Legislativo municipal e agora ocupa a função de vice-líder, há muita esperança de conseguir derrotar o democrata. “Todo padre que lê o Bahia Notícias procure o vereador do bairro dele, bata no ombro dele e pergunte: qual vai ser a posição dele no dia da votação do projeto. E vamos ver como esses vereadores se posicionarão. Espero que a bancada evangélica não vire bancada foliana”, cutucou. O edil disse que não foi informado antes da decisão do gestor soteropolitano. “Prefeitura nunca me ligou. Nunca tocou no assunto comigo sobre isso [...] Se ele tivesse me convidado para conversar, talvez eu teria o convencido. Como convenci o Conselho Municipal do Carnaval. Era importante para a cidade a gente iniciar o período da Quaresma preservando nossas tradições, preservando nossa identidade do Carnaval, respeitando a lógica da tradição de uma sociedade”, completou.

Leia mais

Histórico de Conteúdo