Segunda, 23 de Novembro de 2020 - 11:00

Paulo Souto

por Jade Coelho / Mari Leal

Paulo Souto
A gestão ACM Neto finalizará o último ano da administração em Salvador “no azul”, apesar das perdas de receitas e aumento de despesas em função da pandemia. A informação é do secretário municipal da Fazenda, Paulo Souto. Em entrevista ao Bahia Notícias, Souto detalhou as finanças municipais e apontou uma perda de receitas próprias da capital baiana na ordem de R$ 246 milhões. Para o secretário, o conceito de “equilíbrio fiscal” adotado pela gestão e pelo grupo político que está à frente da prefeitura justifica a manutenção dos bons resultados, apesar das excepcionalidades geradas pela pandemia da Covid-19. Para 2021, o secretário evita números e alerta para o futuro incerto que a pandemia ainda pode vir a produzir. No entanto, é taxativo ao afirmar que o novo prefeito, Bruno Reis (DEM), irá receber a cidade em uma situação muito melhor do que a encontrada pelo antecessor. Dentre as novas situações, Souto destaca a situação do transporte coletivo, cujo alerta já foi feito pelo prefeito ACM Neto (DEM). 

Leia mais

Terça, 17 de Novembro de 2020 - 11:00

Jatahy Fonseca

por Francis Juliano / Cláudia Cardozo

Jatahy Fonseca
As eleições municipais de 2020 ficarão marcadas na história do país por terem sido realizada em meio a uma pandemia. Para realização do pleito com segurança sanitária, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) adiou a eleição por 42 dias. Segundo o presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), desembargador Jatahy Fonseca, o pleito transcorreu dentro da normalidade. O dirigente ponderou que as eleições municipais “são as mais difíceis”. O presidente da Corte Eleitoral declarou que a responsabilidade de realizar uma eleição segura não era responsabilidade apenas da Justiça Eleitoral, “mas principalmente dos candidatos e dos partidos políticos”. “Não é aceitável que alguém que se propõe a exercer um cargo político, prefeito ou vereador, possa fazer aglomeração. Isso não coloca só em risco a saúde deles, afeta a saúde das pessoas que não estavam no evento”, avaliou. Ainda na entrevista, Jatahy Fonseca falou sobre a cultura de judicialização da eleição. “O que observamos é que, ao invés de buscar voto, de convencer o eleitor do seu programa, eles ficam preocupados de retirar o adversário do campo de batalha. Mas acho que isso é do próprio regime democrático. É natural”, comentou. 

Leia mais

Quarta, 11 de Novembro de 2020 - 11:00

Bacelar

por Fernando Duarte / Lucas Arraz

Bacelar
Candidato do Podemos à prefeitura de Salvador, Bacelar defendeu, durante entrevista ao Bahia Notícias nesta terça-feira (10), a inclusão de educação sexual nas escolas, incluindo o ensino fundamental. Último entrevistado entre os candidatos à prefeitura de Salvador, Bacelar argumentou que a educação sexual protege as crianças. "É na convivência das escolas e na orientação que a criança vai saber que determinadas condutas são condutas não recomendáveis que ela precisa denunciar. No momento que retomo na escola, uma política sem homofobia, com educação sexual, estou protegendo a comunidade da violência estrutural", falou. Durante a conversa, o gestor ainda prometeu criar uma moeda própria para circular em bairros como o Nordeste de Amaralina e até mesmo empregar 100 mil pessoas temporariamente pela prefeitura após ser eleito.

Leia mais

Terça, 10 de Novembro de 2020 - 11:00

BN nas Eleições 2020: Entrevista com Bacelar, do Podemos

BN nas Eleições 2020: Entrevista com Bacelar, do Podemos
Deputado federal em segundo mandato, João Carlos Bacelar Batista escolheu ser reconhecido apenas por um nome. Formado em Administração pela Ufba, Bacelar também já foi eleito três vezes vereador de Salvador e duas vezes deputado estadual. Também já foi secretário de Educação e Cultura da capital baiana entre 2010 e 2013. Como mote da campanha em busca da vaga no Thomé de Souza, ele questiona o que chama de modelo de turismo "sol, sal e sexo". Padrinho político do vice-prefeito atual, Bruno Reis, o deputado garante não ter desavenças com o afilhado democrata, mas critica o "tipo de administração" adotado pelo prefeito ACM Neto. Bacelar é o entrevistado desta terça-feira (10).

Leia mais

Quarta, 04 de Novembro de 2020 - 11:00

Olívia Santana

por Fernando Duarte/ Mari Leal

Olívia Santana
“Eu esperava mais grandeza em uma disputa como esta”. Assim a candidata Olívia (PCdoB), em entrevista ao Bahia Notícias nesta terça-feira (3), avaliou o comportamento quase exclusivo de apoio do governador Rui Costa (PT) à candidata do Partido dos Trabalhadores, apesar de sua  proposta também integrar a base do petista. Para Olívia, concentrar o capital simbólico e eleitoral do governador a apenas um candidato “é uma perda de oportunidade de estar junto, de chegar junto, de liderar com grandeza todo esse campo”. Apesar do aparente desapontamento, Olívia diz não se “intimidar”. “E eu estou ali no meio, abrindo meu caminho, metendo o cotovelo e abrindo caminho”, enfatiza. Sexta candidata à prefeitura de Salvador a passar pela sabatina do Bahia Notícias, Olívia elegeu a “experiência” como uma das principais características necessárias ao novo gestor da capital baiana. Descreve ainda propostas para a educação, a qual compreende como a necessidade de ser “integrada” com o esporte e a cultura, e para a saúde, área que revela interesse em garantir “100% de atenção básica”.

Leia mais

BN nas Eleições 2020: Entrevista com Olívia Santana, do PCdoB
Militante do movimento negro em Salvador, Olívia Santana foi eleita deputada estadual em 2018, após passagens pelas secretarias de Políticas para as Mulheres e de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia. Também foi vereadora de Salvador, onde ocupou o cargo de secretária de Educação e Cultura no primeiro mandato do ex-prefeito João Henrique. Em 2012, foi candidata a vice na chapa de Nelson Pelegrino, única vez que tentou chegar ao Executivo. É dirigente da União de Negros pela Igualdade, a Unegro. É candidata a prefeita de Salvador pelo PCdoB, com o apoio do Progressistas. A “Negona”, como costuma se apresentar, é a entrevistada desta terça-feira (3) do Bahia Notícias:

Leia mais

Quarta, 28 de Outubro de 2020 - 11:00

Pastor Sargento Isidório

por Fernando Duarte / Ailma Teixeira

Pastor Sargento Isidório
Como planejado pela coordenação da campanha do Pastor Sargento Isidório (Avante) à Prefeitura de Salvador, o deputado federal está mais comedido. Ainda com danças, linguagem informal e sua postura pitoresca, ele aparece menos "doido" no pleito de 2020. O objetivo com isso é único: aumentar o eleitorado do parlamentar. "Eu não estou mais andando com o 'bujão' porque isso eu cedi ao marqueteiro", ressalta, acrescentando que da bíblia ele não abriu mão. A mudança segue o conselho de grandes apoiadores - seu coordenador, o senador Angelo Coronel (PSD), o senador Otto Alencar (PSD) e o governador Rui Costa (PT), que ele faz questão de apontar como o primeiro a ter incentivado sua candidatura. Em entrevista ao Bahia Notícias, parte da série que o portal tem feito, Isidório ressaltou sua gratidão a Rui, mas não deixou de reclamar da forma que tem sido oprimido pela candidatura petista, de Major Denice. "Eu estou brigando com duas máquinas: a máquina do DEM, da prefeitura, e a máquina do PT. Eu agora estou sendo esmagado por duas máquinas. Pode ver que o candidato do DEM fez tudo na prefeitura e pode ver que a candidata do PT é quem fez metrô, fez VLT, quem está fazendo tudo. E o restante? Olivia não fez nada, João Bacelar não fez nada, nós nem existíamos", desabafou. Ao longo da entrevista, ele exaltou ainda os feitos da Fundação Dr. Jesus, que trabalha com a recuperação de dependentes químicos e agora passa por um processo de ampliação, e abordou algumas promessas de campanha, como a instauração de eleição nas prefeituras-bairros e redução no preço do gás de cozinha.

Leia mais

BN nas Eleições 2020: Entrevista com Pastor Sargento Isidório, do Avante
Deputado estadual por quatro mandatos, Pastor Sargento Isidório migrou para a Câmara em Brasília em 2018. Depois de emergir na cena política como uma das lideranças de um movimento paredista de policiais no começo dos anos 2000, Isidório se notabilizou pelo trabalho social à frente da Fundação Dr. Jesus, que trata de dependentes químicos em condições de vulnerabilidade econômica. A instituição, mantida a partir de convênios, mantém centenas de pessoas em tratamento contra a dependência química e tem logrado êxito, de acordo com os relatos do pastor sargento. É candidato a prefeito de Salvador pela segunda vez. Em 2016, tentou chegar à cadeira pelo PDT e ficou na terceira colocação. Em 2020, volta à disputa pelo Avante com apoio da musculatura política do PSD. Pastor Sargento Isidório é o entrevistado desta terça-feira (27) no Bahia Notícias.

Leia mais

Quarta, 21 de Outubro de 2020 - 11:00

Cézar Leite

por Fernando Duarte / Mauricio Leiro

Cézar Leite
Único candidato representante da direita conservadora, filiado ao PRTB do vice-presidente Hamilton Mourão, César Leite é entusiasta do Aliança pelo Brasil, legenda do presidente Bolsonaro, e acredita que Salvador deve retomar alguns "valores". "Queremos direcionar nossas vidas pois estamos perdendo nossos valores. Sou alinhado com o presidente Jair Bolsonaro e queremos trazer vários projetos para Salvador". Crítico das condutas tomadas pela atual gestão municipal no combate e condução durante a pandemia da Covid, Leite teceu críticas a Organização Mundial de Saúde e questionou o "lockdown". Entre seus ideias, Leite se descreve como um defensor da vida, dos valores de liberdade, cristãos e cívicos-patrióticos. Apoiador da causa dos deficientes, acredita que existe uma diferença entre outras minorias, entre elas os LGBT e os negros. "A pessoa com deficiência tem um limite real. Tem uma barreira. O cadeirante não consegue subir uma escada. Isso precisa ser combatido. Enquanto não houver inclusão total, defendo a quebra das barreiras e defendo as cotas para os deficientes. Os LGBTs e os negros são iguais a nós", diz o candidato.

Leia mais

Terça, 20 de Outubro de 2020 - 11:00

BN nas Eleições 2020: Entrevista com Cezar Leite, do PRTB

BN nas Eleições 2020: Entrevista com Cezar Leite, do PRTB
Cezar Leite é o único candidato a prefeito de Salvador que se apresenta como representante da direita conservadora. Apesar de filiado ao partido do vice-presidente Hamilton Mourão, Leite é entusiasta do Aliança Pelo Brasil, legenda que deve ser controlada pelo clã Bolsonaro quando conseguir ser fundada. Vereador eleito pelo PSDB em 2016, tentou ser deputado federal pelo mesmo partido dois anos depois, porém não logrou êxito na disputa. Sem presença garantida nos debates em rádio e televisão e ausente da propaganda eleitoral pelo PRTB não ter representação na Câmara dos Deputados, Cezar Leite investe sua campanha nas redes sociais e tenta repetir o modelo utilizado por Jair Bolsonaro em 2018. É o único candidato na capital baiana a defender a pauta de costumes e a defender publicamente a reabertura da economia, nos moldes propostos pelo governo federal. Ele é o entrevistado desta terça-feira (20) no Bahia Notícias:

Leia mais

Histórico de Conteúdo