Segunda, 25 de Março de 2019 - 11:10

Alexandre Aleluia

por Guilherme Ferreira / Lucas Arraz

Alexandre Aleluia
Em seu primeiro mandato como vereador, Alexandre Aleluia (DEM) assumiu, neste biênio, a importante missão de ser presidente da Comissão de Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na Câmara Municipal de Salvador. Logo de cara, o edil enfrentará a responsabilidade de guiar a tramitação do projeto do Executivo que pretende regulamentar o transporte particular na capital por meio de aplicativos, como o Uber e o 99 Pop. "Tenho certeza que nós tendemos a aprovar o projeto mais liberal do Brasil", disse o vereador sobre a proposta que está sendo alterada na CCJ. O vereador é um dos parlamentares que alterou o texto original da lei enviado por ACM Neto. Entre as mudanças, está a queda da ideia inicial de estabelecer um limite de 7 mil motoristas por aplicativo de transporte particular. A medida era vista como protetiva para a categoria dos taxistas. Alexandre ainda se comparou a grandes nomes como Winston Churchill para transmitir a ideia de que não se importou com o resultado eleitoral: "Essa é a diferença do político que pensa em eleições e o político que pensa em história. Eu me enxergo dentro da aventura que se chama história do Brasil e da Bahia".

Leia mais

Segunda, 18 de Março de 2019 - 11:10

Diogo Medrado

por João Brandão / Jade Coelho

Diogo Medrado
O superintendente da Bahiatursa, Diogo Medrado, atribui ao divulgação tardia da grade de atrações do governo do estado no Carnaval de Salvador de 2019 à agenda e à indecisão dos artistas. Ele disse ainda que a Bahiatursa já está planejando o Carnaval de 2020 para que os erros cometidos são sejam repetidos, a grade seja divulgada com antecedência e deste modo atrair um número maior de turistas para o estado. “A ideia é que logo após o São João, as grandes atrações a gente divulgue logo, até para facilitar a captação de novos turistas para o estado”, assegurou Medrado.

Leia mais

Segunda, 11 de Março de 2019 - 11:00

Isaac Edington

por Guilherme Ferreira

Isaac Edington
O presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington, diz ter a intenção de abrir mais espaço para os foliões curtirem a pipoca no Carnaval. Essa pelo menos foi uma das conclusões tiradas a partir de uma análise da festa que aconteceu entre o fim de fevereiro e o início de março. Na avaliação de Isaac, o Campo Grande já foi beneficiado este ano com a retirada de estruturas. O governo não exerceu o direito de ter seu camarote no circuito e a prefeitura também teria diminuído seu espaço. Para o próximo ano, a ideia é fazer ajustes entre a Barra e Ondina. "Começam a ter outros aparatos de infraestrutura em determinadas regiões que começam a atrapalhar um pouco, em especial no circuito Barra-Ondina. Acho que a gente tem que ser um pouco mais duro lá. Acho que a gente pode melhorar alguns locais e a infraestrutura pública de alguns órgãos - sem citar nomes - pra sobrar mais espaço na rua", comentou. Em entrevista ao Bahia Notícias, Isaac também comentou sobre a atração de grandes artistas para o Campo Grande e apontou que o retorno de blocos importantes ao circuito depende muito do desejo dos artistas para não precisar sempre do apoio do poder público.

Leia mais

Segunda, 04 de Março de 2019 - 11:10

Renildo Barbosa

por Ian Meneses / Jade Coelho

Renildo Barbosa
O Rei Momo do Carnaval de Salvador de 2019 destacou a importância da figura momesca utilizando uma analogia: “o Rei Momo está par o Carnaval assim como o Papai Noel está para o Natal”. Renildo Barbosa foi escolhido para o posto no concurso realizado no Clube Fantoches, em 16 de fevereiro deste ano.  O educador social de 42 anos, que já ocupou o posto em 2014, comparou o que mudou no papel exercido e na importância do Rei Momo entre o primeiro reinado a agora. “Em 2014 nós percebíamos que a figura do Rei era muito banalizada, de certa forma só levada para o lado da brincadeira”, relembrou. Na avaliação do Rei Momo, apesar do Carnaval ser um momento de festa, é importante tratar do respeito aos direitos humanos, cidadania e falar de pautas sociais. “Nós começamos a discutir a questão de ter um Rei Momo, que além da festa e diversão, também pudesse falar de direitos e do enfrentamento a violações. Hoje, por exemplo, você tem o Rei Momo que é presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, que é ex-conselheiro tutelar, que já atua no movimento social há mais de 20 anos, e que tem toda capacidade de falar dessas questões. Além de toda alegria, toda brincadeira”, explicou. Para Renildo, é preciso aproveitar o Carnaval parar reforçar a questão do respeito. “Nós precisamos falar sobre isso, que ‘Não é Não’, sobre os direitos da mulher, direito que nós temos que respeitar. Hoje inclusive é bom que a importunação, a tentativa de um beijo, o toque não permitido, é lei e é crime, então a gente está aí também pra chamar atenção para essas questões”, disse. Com 115 quilos, o Rei Momo falou também sobre a gordofobia e discriminação que já sofreu pelo seu peso. “Todo mundo que é gordo já sofreu de alguma forma, com apelidos, vira referência, 'Olha o gordinho aí', 'Ah ta do lado do gordinho'”, assegurou o Rei Momo. “Você chega em uma loja, vê uma roupa lá, e você dificilmente vai encontrar um número maior. E isso é uma forma de discriminação, imposta pelo padrão de uma beleza que normalmente  não se identifica com o tipo de corpo, especialmente dos brasileiros, que não tem esse tipo de corpo que se imagina como padrão de beleza”, destacou.

Leia mais

Segunda, 25 de Fevereiro de 2019 - 11:10

Anselmo Brandão

por Ailma Teixeira / João Brandão

Anselmo Brandão
O comandante-geral da Polícia Militar da Bahia, coronel Anselmo Brandão, criticou a quantidade de dias do Carnaval de Salvador. Para ele, “temos que repensar” o tamanho da folia momesca. “Da forma como está... O Carnaval é cinco dias. Nós estamos indo para 12 dias. Isso é um absurdo. Não tem tropa que aguente, recursos que aguentem. O governo estado tem feito muito esforço nesse sentido”, afirmou Brandão, em entrevista ao Bahia Notícias. O coronel também disse que a atuação da Polícia Militar vai ser diferente com atrações como os arrastões da BaianaSystem e Igor Kannário. “Você não vai ver a polícia no miolo, no meio das pessoas disputando espaço. Vamos ficar nas laterais acompanhando. As pessoas vão ver a polícia distante. Na hora que tiver os problemas, nós formos chamados ou vivenciamos alguma cena, nós chegaremos", antecipou. Veja a entrevista completa.

Leia mais

Segunda, 18 de Fevereiro de 2019 - 11:10

Bruno Reis

por Lucas Arraz / Rebeca Menezes / Rodrigo Daniel Silva

Bruno Reis
Após o desejo de se tornar prefeito de Salvador em 2016 não se concretizar, o vice-prefeito Bruno Reis (DEM) descartou qualquer possibilidade de romper com o grupo de ACM Neto (DEM), caso não seja indicado para ser o candidato ao Palácio Thomé de Souza no próximo ano. Bruno Reis tinha expectativa de virar chefe do Executivo soteropolitano no ano passado diante da hipótese de Neto deixar a prefeitura para ser candidato ao governo da Bahia. “Não faço política na base da chantagem. Não sei fazer meias conversas. Ou conversas que não sejam firmes. O que vier será fruto do meu destino, do que Deus nos reservar na nossa caminhada política. Com os princípios e os valores que tenho e pela força de trabalho, muitos desafios virão pela frente. E tem que estar pronto para cumprir esses desafios”, declarou, em entrevista ao Bahia Notícias.

Leia mais

Segunda, 11 de Fevereiro de 2019 - 11:10

Maurício Barbosa

por Fernando Duarte / Lucas Arraz

Maurício Barbosa
Advogado de um maior debate sobre descriminalização das drogas e um maior envolvimento de prefeituras e familiares na redução da criminalidade, Maurício Barbosa, chefe da Segurança Pública na Bahia (SSP), chegou ao oitavo ano sob o comando da pasta defendendo uma visão humanística - ou talvez romântica -  do trabalho das polícias Militar e Civil no estado. “Costumo brincar que nós somos os médicos dos doentes de alma. Se tivéssemos que fazer uma analogia do que é a Secretaria de Saúde (Sesab) para os doentes de corpo, estamos aqui para os doentes de alma”, disse. A frente da SSP-BA e do Colégio de Secretários de Segurança Pública, Barbosa destacou, ao Bahia Notícias, o trabalho de modernização que comandou nos últimos quatro na segurança do estado. “Entregamos no final do ano passado a segunda etapa de modernização com o reconhecimento de placa de carro, reconhecimento facial, que é uma inovação. Na América Latina você não tem uma cidade em que se aplica isso”, ponderou.

Leia mais

Segunda, 04 de Fevereiro de 2019 - 11:10

André Curvello

por Fernando Duarte / Jade Coelho

André Curvello
A maneira como o investimento em comunicação é encarada pela sociedade foi criticada pelo secretário de Comunicação da Bahia, André Curvello. Para o titular da Secom é necessário um amadurecimento de todos os setores que compõem a sociedade para a importância da comunicação estatal. “É sempre tratada como clichê, como motivo de crítica. Eu canso de ouvir as pessoas falando ‘poxa, gasta X com publicidade’, mas ali não é invenção, é um orçamento público que está ali, que é aprovado pela Assembleia, e que efetivamente você precisa comunicar”, disse Curvello ao ressaltar a importância da verba investida pelo estado em propaganda para a economia e o mercado.

Leia mais

Segunda, 28 de Janeiro de 2019 - 11:10

Nelson Pelegrino

por Rodrigo Daniel Silva / Lucas Arraz / Ailma Teixeira

Nelson Pelegrino
Como o PT nunca governou Salvador, cresce no partido o desejo de lançar candidatura própria à prefeitura da capital baiana em 2020. Um desses entusiastas é o deputado federal Nelson Pelegrino, que perdeu a última eleição disputada pelo partido, quando foi derrotado pelo hoje prefeito ACM Neto (DEM) em 2012. Na avaliação dele, a saída do democrata do cargo no próximo ano abre uma “janela de oportunidade” para o PT. "Eu acho que quem ser apoiado tem que estar disposto a apoiar. Mas eu penso que o PT tem legitimidade e o sentimento que eu tenho conversado com todo mundo no partido é de que o PT terá candidato em 2020", ressalta o parlamentar em entrevista ao Bahia Notícias. O que o PT tem como meta já estabelecida para a próxima eleição é investir em quadros para dobrar o número de vereadores na CMS. Atualmente, a legenda conta com três parlamentares de um total de 43. Realidade diferente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), onde o partido integra a base governista, com 10 representantes e da Câmara dos Deputados, onde possui a maior bancada partidária com 56 deputados federais eleitos.

Leia mais

Segunda, 21 de Janeiro de 2019 - 11:10

Marcelo Nilo

por Lucas Arraz / Jade Coelho

Marcelo Nilo
A situação financeira da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) foi alvo de críticas do ex-presidente da Casa e deputado federal eleito Marcelo Nilo (PSB), que demonstrou preocupação com o déficit e atribuiu o cenário a atuação do atual presidente da AL-BA, Angelo Coronel (PSD). "Do orçamento que eu deixei em 2017, que foi feito por mim no ano anterior, ele devolveu R$ 555 mil, fez uma festa devolvendo esse valor. Um ano depois, no orçamento dele, o déficit da Assembleia é de R$ 150 milhões", comparou Nilo, que foi o presidente da Casa por 10 anos. "Na minha [gestão] sempre deixei dinheiro em caixa, a dele teve déficit, é um fato", disse.Um dos erros de Coronel apontados por Nilo foi o pagamento de um "débito discutível", ao se referir a uma ação judicial movida por funcionários da AL-BA para a incorporação de um aumento salarial concedido há mais de 20 anos pelo então presidente do Legislativo baiano, Eliel Martins. "Ele fez uma estratégia de pagar um débito, que é discutível, de R$ 700 milhões a cento e poucos funcionários, que eu saía algemado, mas não pagava, porque é um absurdo. Ele pagou, por isso teve déficit na Assembleia".

Leia mais

Histórico de Conteúdo