Segunda, 18 de Novembro de 2019 - 11:10

Cláudio Cajado

por Rodrigo Daniel Silva / Matheus Caldas

Cláudio Cajado
Vice-líder do governo Bolsonaro no Congresso, o deputado federal Cláudio Cajado (PP) admite um distanciamento com o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), após trocar o DEM pelo PP, em 2018, para integrar a base do governador Rui Costa (PT) no estado. “Com o prefeito, de fato, nós só nos falamos depois que eu tomei a decisão uma vez em Brasília, umas duas aí no avião, uma solenidade... Só cumprimentos cordiais”, relata, em entrevista ao Bahia Notícias.

Leia mais

Segunda, 11 de Novembro de 2019 - 11:10

Sílvio Humberto

por Ailma Teixeira

Sílvio Humberto
Vereador em seu segundo mandato, Sílvio Humberto (PSB) tentou dar um salto mais alto no último ano quando disputou a eleição para a Câmara dos Deputados. Perdeu. Mas agora ele compõe o grupo de postulantes à Prefeitura de Salvador. Na briga para ser o nome do PSB, que há meses corteja o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, e tem ainda a deputada federal e presidente estadual da sigla Lídice da Mata na disputa, Sílvio acredita que sua força está na novidade da conjuntura pré-eleição: as candidaturas negras. "Existe um clamor na nossa história soteropolitana perguntando por que o óbvio não acontece numa cidade onde você tem 83% da população que é negra e até então você não consegue eleger ou se colocar pra valer, com condições reais pra fazer uma disputa do poder na cidade", avalia. Esse clamor citado por ele é exemplificado pelo número de pré-candidaturas negras colocadas até agora: 13. “Não é troca de cor. Nós somos portadores de uma visão de que é preciso incluir as pessoas, as pessoas precisam ser o centro”, defende. Neste sentido, Sílvio fez uma série de críticas à gestão do prefeito ACM Neto, enfatizando a “homogeneidade” das obras, que, na visão dele, faz parecer que a Boa Viagem e a Barra são iguais.

Leia mais

Segunda, 04 de Novembro de 2019 - 11:10

Cláudio Tinoco

por Mauricio Leiro

Cláudio Tinoco
Mesmo com a catástrofe da chegada das manchas de petróleo nas praias de Salvador, o turismo na capital da Bahia parece não sentir o impacto. De acordo com o secretário de Cultura e Turismo de Salvador, Cláudio Tinoco, "em outubro tivemos o melhor fluxo de turistas e ocupação hoteleira dos últimos 12 anos". A pasta que também cuida do Centro de Convenções revelou que, mesmo com o adiamento da inauguração, as obras serão finalizadas no prazo previsto. A festa de estreia do empreendimento contará com um evento para toda a população soteropolitana. A dificuldade de manter relações com as secretarias correspondentes do governo da Bahia é vista com lamento e teria motivação na "maneira de pensar a política". Já pensando nas eleições de 2020, o secretário acredita que " o que vai determinar o cenário das eleições do próximo ano vai ser a reflexão do eleitor sobre uma continuidade de um projeto e ações na cidade ou o rompimento com isso", referenciando o vice-prefeito, Bruno Reis, como forte opção para isso. Veja a entrevista completa aqui:

Leia mais

Segunda, 28 de Outubro de 2019 - 11:10

Éden Valadares

por João Brandão

Éden Valadares
O novo presidente eleito do PT na Bahia, Éden Valadares, disse que o congresso do partido apontou que a legenda vai colocar à disposição da base aliada e da esquerda o nome da senador Jaques Wagner para candidatura ao governo em 2022, apesar de dele não ter essa intenção. “Havia um processo de naturalização de que o PT não teria candidatura própria em 2022, de que haveria fadiga de material do PT. Que depois de 16 anos o PT estava proibido de apresentar candidatura. E o processo de eleição interna e nosso congresso apontam o contrário”, disse. De acordo com Valadares, um terceiro nome que seguiria a ideia de renovação que o PT defende, não tem tempo hábil para ser lançado daqui a três anos.O novo presidente estadual da legenda no estado disse também que as alianças futuras não estão condicionadas ao “Lula Livre”, mas ponderou. “A força do PT e força dessa pauta está atraindo aliados que de saída não colocavam Lula Livre na sua agenda e hoje estão colocando. A importância da liberdade de Lula, temos atraído setores que de setores não estavam com a gente, não eram aliados do PT”, pontuou.

Leia mais

Segunda, 21 de Outubro de 2019 - 11:10

Ivete Sacramento

por Rodrigo Daniel Silva

Ivete Sacramento
Militante desde a década de 1970 das causas negras, a secretária de Reparação de Salvador, Ivete Sacramento, disse que sofre resistência de movimentos por atuar na gestão de ACM Neto (DEM), que é rotulada como uma administração de direita. Em entrevista ao Bahia Notícias, Sacramento ressalta que "políticas públicas não podem ser rotuladas" e fala sobre os avanços conquistados na sua pasta. "Esse negócio de direita e esquerda precisa acabar na hora que fala de políticas de promoção, de reparação para negros. É isso que divide. Isso que não deixa a gente chegar ao poder. O colonizador quando montava os navios negreiros separava as tribos, e botava as tribos inimigas para que não se juntassem. E nós repetimos o que o colonizador botou na nossa cabeça. Nós lutamos contra a gente. Qual é o defeito de Ivete Sacramento? Ter tido reconhecimento explícito da sua competência através de Antônio Carlos Magalhães Neto. Agora, quem deu oportunidade para essa competência se estabelecer? Quando alguém quer dizer que eu tenho defeito dizem que sou carlista. E eu digo que foi o carlismo que me deu oportunidade de atuar. Se eu estou aqui servindo ao meu povo negro, agradeço a quem me deu oportunidade de estar aqui", dizem. Sacramento descartou qualquer possibilidade de ser candidata à vereadora no próximo ano ou integrar uma chapa majoritária. "Eu quero estar no lugar onde eu possa ter a liberdade de fazer e de dizer. Todas as nossas medidas na nossa secretaria são irreversíveis. Tudo o que a gente planeje e planejou é nesse foco [de combate à discriminação dos negros e LGBT+]. Desde quando eu saí da reitoria da Uneb em 2005, não se deu um passo para trás de tudo o que implantamos lá. Teve que evoluir. O mesmo é aqui. Todas essas políticas que estamos implantando aqui na direita, a esquerda está calada. A gente não está brincando de fazer política pública. A gente não está usando a raça negra para fazer política partidária. A gente está fazendo política de reparação do povo negro. Quem sentar aqui, tem que continuar", pontuou a secretária, que foi reitora da Uneb na época da implantação das cotas raciais. Ainda na entrevista, Ivete Sacramento fala sobre o racismo nos partidos e a hipótese de ter candidatura negra a prefeitura de Salvador no próximo ano, quando acontecerá a sucessão de ACM Neto. 

Leia mais

Segunda, 14 de Outubro de 2019 - 11:10

Alex Lima

por Ailma Teixeira / Lucas Arraz

Alex Lima
Eleito vice-presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) por um acordo que deveria selar a ida de Adolfo Menezes (PSD) para a presidência da casa em 2021, o deputado estadual Alex Lima (PSB) não descartou totalmente concorrer a reeleição ao lado do atual presidente Nelson Leal (PP). “Dependeria muito”, disse. O parlamentar conversou com o Bahia Notícias durante a interinidade dele no comando da AL-BA e colocou dúvida sobre a possível candidatura à reeleição ao lado de Leal, que quebraria o acordo de cavalheiros do governador Rui Costa. “Sinceramente não tenho como opinar nesse momento sem ter a clareza se isso vai acontecer ou existirá uma PEC para a volta da reeleição. Se o deputado Nelson Leal será candidato à reeleição e de que forma seria dada essa movimentação”, ponderou sobre o assunto. Essa é a primeira vez que Lima fala sobre a possibilidade de reeleição após crescerem as especulações de uma tentativa do atual presidente renovar o mandato. No âmbito partidário, o deputado declarou que não apoia a possibilidade inerente do presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, ser candidato à prefeitura de Salvador pela sua legenda no próximo ano. Para Lima, o PSB já tem “duas grandes pratas da casa” - Lídice da Mata (PSB) e Silvio Humberto (PSB) -, então o presidente do Bahia não pode chegar “sentando na janela” do partido: “[Bellintani] tem que chegar como soldado e ajudar a construir o PSB como todos nós estamos construindo. Se Bellintani quer ser prefeito de Salvador pelo PSB, ele precisa ajudar na construção desse PSB”.

Leia mais

Segunda, 07 de Outubro de 2019 - 11:10

Lídice da Mata

por Matheus Caldas

Lídice da Mata
Sistematicamente especulado como possível candidato à prefeitura de Salvador, o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, está com “as portas abertas” pelo PSB, de acordo com a deputada federal Lídice da Mata (PSB). Segundo a parlamentar, o partido mantém conversas com o dirigente tricolor. E, nesta mediação, está ex-secretário estadual de Ciência e Tecnologia (Secti), Rodrigo Hita (PSB). “O Rodrigo é membro da torcida do Bahia, do grupo de ativistas do Bahia que apoiou Bellintani para chegar até a presidência. Estão todos conversando”, explica, em entrevista ao Bahia Notícias. Na visão de Lídice, esta não seria uma candidatura “iminentemente eleitoral” por não enxergar contradição na postura do presidente do Esquadrão com os ideários da sigla. “É claro que, para Bellintani entrar no PSB, vai ter que ter novas conversas, que não se limitarão à direção do PSB da Bahia, mas terá que haver uma conversa com o PSB nacional, porque a eleição de um município que é capital de qualquer estado, passa por uma interferência nacional em qualquer partido”, pontua.

Leia mais

Segunda, 30 de Setembro de 2019 - 11:10

Elmar Nascimento

por Rodrigo Daniel Silva / Ailma Teixeira

Elmar Nascimento
Em maio, o deputado federal Elmar Nascimento (DEM-BA) virou notícia após usar a tribuna da Câmara dos Deputados para bradar contra a articulação política do governo federal. Na época, ele chegou a dizer que o Palácio do Planalto usava um procedimento "moleque e canalha" com o Legislativo (lembre aqui). Agora, cerca de quatro meses depois, ressalta que mantém uma "relação ótima" com o governo. "Acho que conversando bem sobre as coisas, elas andam bem, e as coisas estão avançando. Agora é claro que em um modelo inovador [a chamada nova política], absolutamente diferente do que acontecia no passado precisa de, aqui ou ali, ter algum ajuste. Mas as coisas estão caminhando", declarou o deputado em entrevista ao Bahia Notícias. Se no que tange à política, ele agora está mais satisfeito com o Palácio do Planalto, não se pode dizer o mesmo da área econômica. Nascimento foi um dos entusiastas da nomeação do ministro Paulo Guedes para o Ministério da Economia, mas isso não o impediu de criticar a ausência de medidas anticíclicas e de curto prazo, em paralelo à realização de grandes reformas, para garantir que o Brasil saia do estágio de estagnação. "Nossa preocupação é que ele teve todo tempo do mundo - já passamos um ano desde que ele foi anunciado como ministro da Economia - para eles elaborarem esses projetos. Ficou sendo vendido a reforma da Previdência como se fosse uma coisa que solucionaria todos os problemas, o que não é verdade", rechaça. Ao longo da entrevista, Nascimento falou ainda sobre seu desejo de um dia assumir a cadeira de presidente da Câmara, os entraves entre a Câmara e o Senado e as próximas eleições.

Leia mais

Segunda, 23 de Setembro de 2019 - 11:10

Manoel Vitório

por Mauricio Leiro

Manoel Vitório
A contribuição do governo da Bahia para o pagamento da ponte Salvador-Itaparica, precisamente no quarto e quinto ano de sua construção, deve acontecer dentro do orçamento estadual e sem grandes entraves. O secretário estadual da Fazenda, Manoel Vitório, garante não ser problema, já que o governo possui formas de levantar os recursos para o pagamento e esse compromisso vai ser honrado. O secretário analisa ainda que a reforma da previdência aprovada na Câmara dos Deputados foi tocada de “maneira célere, mas sem muita discussão”, e que “infelizmente o governo federal acha que ele é o único ente presente no Brasil”. Na avaliação do titular da Sefaz, a proposta deveria já conter os estados e municípios em seu primeiro texto. Apesar da dificuldade no cenário econômico nacional, que segundo o chefe da Sefaz baiana “sofre com a falta de crescimento, uma estagnação e ficamos revezando entre uma recessão e estagnação”, a economia do estado passa ao largo dessa crise e consegue reduzir seu passivo desde a chegada do governo Rui Costa.

Leia mais

Segunda, 16 de Setembro de 2019 - 11:10

Paulo Câmara

por João Brandão / Lucas Arraz

Paulo Câmara
O deputado estadual Paulo Câmara (PSDB), em entrevista ao Bahia Notícias, disse não achar o ex-presidente estadual da sigla e ex-deputado federal João Gualberto com identidade para ser candidato a prefeito de Salvador. “Nome qualificado. Não tem muita identidade com nossa cidade. Foi prefeito de Mata de São João, muito bem avaliado. Mas defendo a identidade com a nossa cidade. Pessoas que têm legitimidade. Palavra mais adequada. Tem seu valor como empresário bem sucedido. Está viajando. Só retorna no final do ano”, ponderou. O ex-presidente da Câmara Municipal de Salvador também questionou a legitimidade da atual presidente municipal da legenda na capital baiana. “Isso foi feito por João Gualberto. Isso é uma crítica. Como a de Conquista. Colocar lá pessoas completamente inexpressivas. Respeito. fez lá escondido. Paciência. Qual a legitimidade que você tem? Não conte comigo para esse projeto de trampolim, de aventura. Não vai ser partido oportunista. Porque se assim for, eu serei o primeiro a dizer”, afirmou.

Leia mais

Histórico de Conteúdo