Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Ediene Lousado se diz 'surpresa' com imputação de participação na Faroeste
Foto: Cláudia Cardozo / Bahia Notícias

Ex-chefe do Ministério Público da Bahia (MP-BA), a promotora Ediene Lousado revelou estar surpresa com a imputação "de algum nível de participação" na operação deflagrada nesta segunda-feira (14) (relembre aqui) e a "desproporcional medida de afastamento de funções" (reveja aqui).

 

Em nota, a defesa de Lousado disse que ela está "tranquila por jamais ter tido o seu nome ligado a quaisquer ilegalidades ou irregularidades e cônscia da correção de sua conduta". "Com uma carreira profissional ilibada de mais 30 anos no serviço público, e mais de 28 deles devotados ao Ministério Público do Estado da Bahia, a promotora de Justiça Ediene Lousado se mantém segura, serena e confiante no espírito de isenção das autoridades judiciais brasileiras e no devido processo legal para o necessário reestabelecimento da verdade", acrescenta a nota.

 

"Com seu histórico institucional amplamente reconhecido interna e externamente, em especial de combate irrestrito ao crime e às organizações criminosas no estado da Bahia, além de uma conduta proba e ética na condução administrativa do Ministério Público baiano, que chefiou por duas vezes consecutivas, Ediene Lousado refuta veementemente todos os fatos imputados contra ela e lutará para provar a sua inocência e reverter a decisão judicial", finaliza.

Histórico de Conteúdo