Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sábado, 02 de Julho de 2022 - 00:00

Com estádio construído pelo governo, Ypiranga projeta disputar Série B do Baiano em 2023

por Anderson Ramos / Nuno Krause

Com estádio construído pelo governo, Ypiranga projeta disputar Série B do Baiano em 2023
Foto: Carlos Santana/ EC Ypiranga

Dono de 10 títulos baianos, sendo o último conquistado em 1951, o tradicional Esporte Clube Ypiranga projeta voltar ao futebol profissional em 2023. De acordo com o presidente Valdemar Santos Filho, o clube está se reestruturando para disputar a Série B estadual no ano que vem. 

 

“Queremos disputar essa competição realmente organizados. Nosso pensamento é entrar, classificar e ter estrutura para não cair de novo”, afirmou, em entrevista ao Bahia Notícias. 

 

Para o sonho se tornar realidade, o Mais Querido terá o auxílio do governo do estado. A gestão de Rui Costa (PT) ficará responsável por fazer a construção do estádio do clube, na Vila Canária. A entrega do equipamento, segundo o petista, deve ocorrer daqui a 40 ou 45 dias. 

 

A ação é uma contrapartida do governo por ter desapropriado uma área que era do Ypiranga para a construção do Colégio Estadual Vila Canária, inaugurado nesta quinta-feira (30) (veja aqui). O investimento, liberado após a desapropriação, é de R$ 3,2 milhões. 

 

“O governo do estado desapropriou aproximadamente 10.700 metros da área do Ypiranga, e o governador fez uma proposta: me perguntou se queríamos que o valor fosse depositado na conta do Ypiranga, ou se queríamos uma contrapartida do estado para não deixar o Ypiranga morrer: ele fazer, com o valor, a reforma do estádio”, destacou Valdemar. 

 

Governo inaugurou Colégio Estadual Vila Canária nesta quinta | Foto: Manu Dias / GOVBA

 

O Aurinegro baiano não disputa uma competição profissional desde 2016, quando participou justamente da Série B do Baiano. Em 2022, com o aumento do número de vagas de acesso para a Série A (confira aqui), havia a expectativa de que a equipe anunciasse um retorno, mas isso não aconteceu. 

 

“O Ypiranga não disputou a Série B deste ano por causa dessa estrutura que está sendo montada. Estamos reestruturando a vida do clube, seu estatuto, seus regimentos, sua organização administrativa, financeira, em todos os sentidos. O Ypiranga, quando vir, vem forte”, pontuou o presidente. 

 

O clube participará, neste ano, de competições de categorias de base. Neste sábado (2), inicia sua jornada na Copa 2 de Julho Sub-15. O certame, que não ocorreu nos últimos dois anos por causa da pandemia de Covid-19, voltará em 2022 com 40 times divididos em oito grupos, e irá até o dia 13. 

 

Os jogos serão disputados em Salvador, Dias D’Ávila, Cachoeira, Saubara, Feira de Santana, Amado Bahia, Catu, Pojuca e Lauro de Freitas. O Ypiranga está no Grupo B, ao lado de Vitória, Botafogo-BA, Estrela de Março e Capim Grosso.

 

Além disso, o Aurinegro projeta participar do Baianão Sub-15 e do Baianão Sub-17. 

 

Fundado em 1906, o Mais Querido possui 10 títulos da Série A do Baianão, dois da Série B, um do Norte-Nordeste e oito do Torneio Início. Conhecido por ser o time de Santa Dulce dos Pobres, rivaliza com o Galícia, outro clube tradicional de Salvador. 

 

SÉRIE B 2022 CONTINUA

Mesmo sem a presença do Ypiranga, a Série B do Baianão 2022 está em momento decisivo. A duas rodadas do fim da primeira fase, 10 clubes seguem na briga por vagas na semifinal: Jacobinense (1º colocado), Jequié (2º), Juazeiro (3º), Itabuna (4º), Botafogo-BA (5º), Fluminense de Feira (6º), Jacobina (7º), Galícia (8º), Flamengo de Guanambi (9º) e Canaã (10º). 

 

A 10ª rodada da competição acontece neste domingo (3). 

Histórico de Conteúdo