Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Chile oficializa ação para punir Equador e tentar ir à Copa do Mundo do Catar
Foto: Divulgação / ANFP

O Chile oficializou, nesta quarta-feira (4), a tentativa de ir à Copa do Mundo de 2022. A federação de futebol do país (ANFP) enviou uma denúncia contra o jogador Byron Castillo e a federação equatoriana de futebol à Comissão de Disciplina da Fifa. O atleta teria sido escalado pelo Equador de forma irregular, pois tem certidão de nascimento de 1995 na Colômbia (saiba detalhes aqui). 

 

Caso o Equador seja punido, perderá pontos conquistados nas eliminatórias sul-americanas e, consequentemente, sua vaga na Copa do Mundo, beneficiando assim o Chile. 

 

"Entendemos, com base em todas as informações e documentos compilados, que os feitos são demasiado graves e devem ser investigados a fundo pela Fifa. Existem inúmeras provas de que o jogador nasceu na Colômbia, na cidade de Tumaco, no dia 25 de julho de 1995, e não em 10 de novembro de 1998, na cidade equatoriana de General Villamil Plavas", diz a nota da ANFP publicada nesta quinta-feira (5). 

 

Segundo o ge.globo, a federação equatoriana, por meio do vice-presidente Carlos Manzur, sugeriu, em março do ano passado, que a documentação de Castillo poderia ter algum tipo de problema. Contudo, a Justiça local provou, por meio de documento, as informações da identidade do atleta. 

 

A Copa do Mundo do Catar começará no dia 21 de novembro de 2022. 

Histórico de Conteúdo