Terça, 21 de Julho de 2020 - 16:02

TJDF-BA indefere pedido do Jacobina e mantém retorno do Campeonato Baiano

por Matheus Caldas

TJDF-BA indefere pedido do Jacobina e mantém retorno do Campeonato Baiano
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias

Em caráter liminar, o Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol na Bahia (TJDF-BA) negou a liminar impetrada pelo Jacobina para que o Campeonato Baiano não retornasse nesta quinta-feira (23) (leia mais aqui). A decisão foi tomada na última segunda-feira (20), mas divulgada somente nesta terça (21), pela Federação Bahiana de Futebol (FBF). A decisão é do presidente da Corte, Hélio Menezes Jr. 

 

No entendimento do magistrado, o pedido do evidencia “dificuldades particulares” do clube “desamparada tal impetração, a priori, de motivação jurídica que justifique seja-lhe atribuído tratamento diferenciado das demais entidades de prática desportiva integrantes do Campeonato Baiano de Futebol masculino profissional”.

 

Menezes Jr. também sustenta que, “ao que se tem notícia”, apenas o Jacobina apresentou um pedido desta natureza, “não havendo em tramitação no TJD qualquer postulação dos demais disputantes do mesmo campeonato”.

 

No documento, o presidente do TJDF também rechaça a possibilidade de suspender a competição estadual a partir da alegação do Jacobina de ter sido surpreendido pela FBF na reunião do dia 8 de julho, que decidiu pelo retorno do Baianão. O clube argumentou a surpresa, no seu pedido, que não houve votação para a volta do campeonato.

 

O Jegue da Chapada também pleiteava, de forma alternativa, a possibilidade de não ser punido com o rebaixamento à Série B ou desfiliação da FBF caso descumprisse a ordem de participação nas duas rodadas restantes da competição. Isto também foi negado pelo juiz. Desta forma, o clube do interior baiano continua obrigado a jogar as partidas, podendo sofrer as punições cabíveis no regulamento da FBF.

 

POLÊMICA
Após o anúncio do retorno do Campeonato Baiano, o vice-presidente do Jacobina, Rafael Damasceno, fez críticas à decisão e indicou que iria entrar na Justiça para barrar o reinício do certame (leia mais aqui).

 

Na ocasião, o dirigente ameaçou não entrar em campo na decisiva partida contra o Doce Mel, às 16h desta quinta-feira, na Arena Cajueiro, pela penúltima rodada da primeira fase do Baianão. Um revés sela matematicamente o rebaixamento do Jacobina, último colocado no campeonato, com um ponto conquistado. O Doce Mel, por sua vez, é o vice-lanterna, com quatro pontos.

 

Procurado pelo Bahia Notícias, o Jacobina não se manifestou até a publicação desta matéria. 

Histórico de Conteúdo