Cirurgiões pediatras encerram atendimento pelo SUS na Bahia
Foto: Reprodução / Cirurgia

Boa parte das cirurgias pediátricas realizadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) estarão suspensas no estado a partir deste sábado (14). O Núcleo de Cirurgiões Pediátricos da Bahia decidiu encerrar as atividades devido a uma discordância com a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) sobre a assinatura do contrato emergencial de 180 dias para prestação do serviço em cirurgias pediátricas e neonatais. "A Sesab não nos garantiu o modelo discutido e nós decidimos não prosseguir com o trabalho para evitar precarização do serviço", afirmou o cirurgião pediátrico e diretor do núcleo, Alexinaldo Silva. Desde julho de 2016, os médicos responsáveis pelas cirurgias neonatal e infantil trabalham sem contrato e são remunerados através de indenização. Durante esse período, a Sesab e NCP tentaram negociar, mediados pelo Ministério Público da Bahia, um modelo contratual que equilibrasse a contenção de verbas do governo e a prestação de atendimento de saúde à população (relembre). Após o encerramento das atividades, o atendimento cirúrgico pediátrico do estado ficará em responsabilidade dos Hospitais do Subúrbio, em Salvador, e da Criança, em Feira de Santana.

Histórico de Conteúdo