Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Juíza autoriza funcionamento de clínicas de dermatologia de Salvador
Foto: Divulgação

A juíza Marielza Maués Pinheiro Lima concedeu uma liminar que permite o funcionamento de consultórios de dermatologia de Salvador, a partir desta quinta-feira (1º). A liminar foi proferida na noite desta quarta-feira (31).

 

"Mais importante do que a reabertura foi a confirmação de deixar explícito para o ente público que nossa especialidade médica é igual a qualquer outra. Vários colegas receberam ligações de pacientes pedindo orientação por telefone, infelizmente acabamos desassistindo muitos deles, que precisaram ir para emergência", comemorou Ana Lísia, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia - Regional Bahia.


 

"As clínicas de dermatologia atendem doenças muito graves, inclusive decorrentes da Covid, mas estavam fechadas porque não funcionam em esquema de plantão, então não são serviços essenciais pelo decreto da prefeitura", afirmou a advogada Renata Quadros, autora do mandado de segurança para a reabertura das clínicas em nome da Sociedade Brasileira de Dermatologia - Regional Bahia.

 

"É evidente o risco intrínseco à saúde dos indivíduos no caso do não diagnóstico e tratamento precoce de doenças dermatológicas, mormente em tempos de pandemia, em que a necessidade de uma consulta dermatológica pode fazer indivíduos se deslocarem a emergências hospitalares gerando exposição a contaminação pelo vírus da Covid-19 e também aglomeração desnecessária", escreveu a juíza Marielza Maués Pinheiro Lima em sua decisão.

Histórico de Conteúdo