Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

MPF entra com ação contra União para que médicos estrangeiros atuem no Amazonas
Foto: Tenentes Padoan e Danton / Ala 8

 

O Ministério Público Federal (MPF) entrou com uma ação contra a União, nesta sexta-feira (29), para que médicos estrangeiros sejam contratados para atuar durante a crise sanitária pela qual passa o Amazonas, em virtude da pandemia do novo coronavírus. A informação é da coluna de Guilherme Amado, na Época.

 

Legalmente, uma vez por ano já é aberto o Revalida, processo de validação de diplomas de profissionais brasileiros ou de outras nacionalidades formados no exterior, que desejem trabalhar no Brasil. Segundo a publicação, agora na Justiça, o MPF quer  que o governo e o Conselho Regional de Medicina (CRM) do Amazonas deixem de fazer essa exigência, em caráter excepcional, para ajudar no enfrentamento da Covid-19.

 

A coluna cita como exemplo o município de Tabatinga, onde faltam profissionais para atender os pacientes. Lá existem seis médicos formados fora do Brasil integrantes do Mais Médicos, que não estão autorizados a trabalhar por não terem passado pelo Revalida para obter o CRM.

Histórico de Conteúdo