Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Viviane Chicourel tem prisão domiciliar decretada e deverá usar tornozeleira eletrônica
Foto: Reprodução / Instagram

Acusada na Operação Metástase, Viviane Chicourel teve a prisão domiciliar decretada no último sábado (2) e já está em casa. Ela também deverá utilizar tornozeleira eletrônica. Ela é acusada de ser o elo entre a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) com o suposto esquema com as organizações sociais (OSs) do Hospital Regional de Juazeiro (HRJ) (reveja aqui). 

 

Segundo o juiz federal Robson Silva Mascarenhas, Viviane foi exonerada do cargo de diretora da Rede Própria Sob Gestão Indireta da Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) no dia 10 de dezembro (veja aqui), "circunstância que mitiga o risco de interferência indevida junto a testemunhas". 

 

Vivane tinha sido presa no último dia 18 de dezembro (relembre aqui). Apesar disso, o juiz decidiu manter a cautelar de proibição de contato com "quaisquer dos demais investigados no inquérito, com servidores e colaboradores da Sesab e do Hospital Regional de Juazeiro, bem como fornecedores e possíveis testemunhas. Fica ressalvado desta medida o contato da autora com seu esposo". 

 

"Ela não era mais funcionária pública. Foi posta em liberdade ontem e vamos esperar terminar janeiro. Tivemos uma liminar no Supremo dada para ter acesso ao inquérito. Ela está em casa. Cuidando dos filhos", disse ao BN o advogado de Viviane, Maurício Vasconcelos. 

 

As investigações ainda seguem ocorrendo em Juazeiro. 

Histórico de Conteúdo