Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sergio Moro começa a advogar com produção de pareceres e fatura R$ 750 mil
Foto: Agência Brasil

O ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sergio Moro começou a advogar, com a produção de parecer jurídicos. Segundo o jornal O Globo, Moro já faturou R$ 750 mil com três peças, uma delas, contra a Vale, em um caso de fraudes financeiras.  

 

Nesta segunda-feira (16), o escritório Warde Advogados, que reúne expoentes como o ex-diretor da Polícia Federal, Leandro Daiello e o ex-ministro da Transparência, Valdir Simão confirmou sua primeira encomenda a Moro. 

 

"Warde Advogados, devidamente autorizado por seu cliente, informa que contratou, a pedido do empresário israelense Benjamin Steinmetz, parecer do ex-ministro Sergio Moro em um litígio transnacional, que se estabelece prioritariamente em Londres”, diz a nota da banca de advocacia. 

Histórico de Conteúdo