TJ-BA vai apurar conduta de desembargador ligado a juiz investigado na Operação Faroeste
Foto: Divulgação

Mais um desembargador do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) poderá ser investigado. O vice-presidente do TJ, desembargador Carlos Roberto Santos Araújo constituiu uma comissão para apurar fatos a um desembargador por ter ligação com o juiz investigado na operação Faroeste Márcio Reinaldo Miranda Braga.  

 

Segundo o despacho, ao apurar a conduta do juiz de primeiro grau, ficou constatado que também há atos de um membro do segundo grau da Corte baiana com estreita ligação aos apurados contra Márcio Reinaldo Miranda Braga. A comissão é formada pelos desembargadores Eserval Rocha, Regina Helena e José Edivaldo Rocha Rotondano. Os trabalhos devem ser concluídos em 30 dias.  O nome do investigado ainda não foi revelado.

Histórico de Conteúdo