Unifacs diz que aumentos em curso de medicina estão de acordo com lei
Foto: Reprodução / Youtube

Após o Ministério Público da Bahia (MP-BA) ajuizar uma ação civil pública contra a Unifacs por reajuste abusivo da mensalidade do curso de Medicina (relembre aqui), a universidade disse que os aumentos estão de acordo com a lei.

 

A instituição explicou que o aumento é realizado anualmente e para todos os cursos, estando de acordo com a Lei nº. 9.870 de 23/11/99 e com o Contrato de Prestação de Serviços Educacionais. 

 

"A variação de custos da IES bem como os investimentos que são realizados constantemente para garantir qualidade acadêmica e melhorias de infraestrutura compõem o percentual. Dessa forma, o reajuste praticado está resguardado e completamente alinhado com o exigido pela Lei", disse a Unifacs através de nota.

 

Como argumento, a universidade disse que observa elementos como organização didático-pedagógica, qualidade do corpo docente e infraestrutura diferenciada (laboratórios e equipamentos altamente tecnológicos) e que continuamente a trabalha para preservar a qualidade das atividades e cursos.

 

"A Unifacs reforça que mantém abertos os canais de comunicação com seus estudantes e reafirma seu compromisso com o alunado, sempre primando pela qualidade do curso de Medicina, pautada na legalidade, na transparência, no respeito à comunidade e na sustentabilidade da qualidade de ensino", finalizou a nota.

Histórico de Conteúdo