AMAB divulga nota de desagravo contra advogado que teria ofendido juíza
Foto: Divulgação

A Associação dos Magistrados da Bahia (AMAB) emitiu, nesta sexta-feira (7), uma nota de desagravo contra o advogado Paulo Kleber Carneiro Carvalho Filho após uma discussão entre este e a juíza de Direito Isabela Kruschewsky, titular da 32ª Vara dos Juizados Especiais e da 2ª Turma Recursal da Comarca de Salvador. De acordo com a AMAB, o advogado teria agredido a magistrada verbalmente e tentado intimidá-la.

 

A discussão aconteceu nesta quinta-feira (6), e foi gravada por Kruschewsky. No áudio, o advogado se irrita após a magistrada tê-lo chamado de desonesto e perigoso, e acusa a juíza de ter acordo com os bancos e ser parcial em seus julgamentos. "A senhora usa a caneta para lascar os consumidores. Julga a favor de banco, e todo mundo sabe o porquê", gritou.

 

De acordo com a nota divulgada pela AMAB, a confusão aconteceu após o advogado não ter comparecido para fazer sustentação oral no Fórum Regional do Imbuí, em um processo no qual advogava em causa própria. Ele não teria gostado do resultado do julgamento, e solicitou uma reunião com as Magistradas que compõem a 2ª Turma. A discussão teria acontecido nessa reunião, após o encerramento da sessão vespertina.

 

Ainda segundo a juíza, o advogado teria proferido xingamentos contra ela após o encerramento da sessão, acusação que ele negou veementemente durante a reunião, enquanto esta estava sendo gravada. O Bahia Notícias tentou, mas não conseguiu entrar em contato com Paulo Kleber Carneiro.

Histórico de Conteúdo