AGU cobra R$ 2,1 bilhões desviados da educação e da Previdência
Foto: Divulgação

A Advocacia-Geral da União (AGU) informou, nesta quinta-feira (18), que o pagamento de R$ 2,1 bilhões desviados do setor público. O órgão afirma que 659 ações de improbidade administrativa foram movidas nos últimos três anos.

 

De acordo com a Agência Brasil, as ações propostas ao Judiciário, em sua maioria, envolvem desvios na Previdência Social e na aplicação indevida de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

 

Entre os recursos envolvendo a educação, foram encontradas fraudes na compra de merenda escolar. Em alguns municípios, notas fiscais indicavam a compra de alimentos de primeira linha, mas insumos mais baratos eram encontrados nas dispensas das escolas.

Histórico de Conteúdo