Empresas desrespeitarem igualdade de salários entre gêneros pagarão multa
Foto: Agência Brasil


O plenário do senado aprovou, nesta quarta-feira (13), um projeto de lei que promete cobrar multa dos empregadores que não exercem a igualdade de salários entre homens e mulheres.

 

O texto endossa o que já estabelece a CLT, ao assegurar salário igual para homens e mulheres que exercem a mesma função e as mesmas atividades.

 

O senador Fernando Bezerra Coelho, autor do processo, ressalta que a diferença média de salário entre homens e mulheres é de 23% em micro e pequenas empresas. Em grandes e médias, esse número chega a 44,5%. O relator de plenário, senador Paulo Paim, votou a favor do projeto.

Histórico de Conteúdo