Posse de Bolsonaro faz Justiça Federal de SP suspender fusão entre Boeing e Embraer
Foto: Divulgação / Embraer

O juiz federal Victorio Giuzio Neto, da 24ª Vara Cível Federal de São Paulo, concedeu liminar e suspendeu a fusão entre as empresas Boeing e Embraer.  Em julho desse ano, elas assinaram um acordo de intenções para formar uma nova empresa na área de aviação comercial da companhia brasileira, avaliada em US$ 4,75 bilhões. 

 

Segundo o G1, o juiz afirmou que a medida foi necessária diante da proximidade do recesso do Poder Judiciário de fim de ano e da posse do novo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL). O objetivo, explicou ele, é evitar atos concretos que sejam impossíveis de serem revertidos. Ele não impediu, no entanto, que as empresas continuem a negociar uma fusão.

 

A Advocacia Geral da União (AGU) informou nesta quinta (6) ainda não ter sido notificada. A decisão é desta quarta-feira (5). Nos termos do acordo, a fabricante norte-americana de aeronaves deterá 80% do novo negócio e a Embraer, os 20% restantes.

Histórico de Conteúdo