TRE-BA vai abrir sindicância para apurar se servidor cobrou propina para aprovar contas de partidos
O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) afirmou em nota, nesta sexta-feira (25), que não recebeu comunicação formal dos atos praticados pelo servidor da Casa, Joseph Rodrigues dos Santos, acusado de cobrar propina para aprovar prestações de contas anuais de siglas partidárias. A assessoria de imprensa da Corte Eleitoral baiana afirmou ao Bahia Notícias que será instalado ainda nesta sexta uma sindicância para apurar as irregularidades no âmbito administrativo, por existir a necessidade de se esclarecer os fatos, e que a o TRE tem a obrigação de investigar o caso. O servidor poderá ser afastado das funções até a conclusão final da sindicância. Em nota, o órgão também afirma que “a notícia causou surpresa, tendo em vista o padrão de excelência e a credibilidade que sempre gozou o servidor na Justiça Eleitoral do Estado”.

Histórico de Conteúdo