Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Justiça do Acre mantém suspensão de pagamentos a membros da Telexfree
Foto: Reprodução
O Tribunal de Justiça do Acre negou o pedido de reconsideração feito pelos advogados da Telexfree. O órgão manteve o cancelamento dos pagamentos aos divulgadores já cadastrados na empresa e a entrada de novos membros. No entendimento do relator do caso, o desembargador Samoel Evangelista, a companhia realmente tem um esquema de pirâmide. A Telexfree teve suas atividades suspensas em 18 de junho. O Ministério Público do Acre, que abriu a ação contra a empresa, afirma que a companhia é apenas uma fachada para um esquema de pirâmide. Em 2 de julho o Superior Tribunal de Justiça (STJ)  manteve a determinação do TJ-AC porque as instâncias do Acre não foram todas esgotadas. Já no dia 4 de julho foi ajuizada uma ação em que as promotorias de Defesa do Consumidor, de Defesa dos Direitos Humanos e do Grupo de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Acre pedem que os divulgadores sejam ressarcidos.

Histórico de Conteúdo