Por 9 votos a 2, STF decide julgar os 38 réus do mensalão
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/ABr
Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitaram, por 9 votos a 2, o desmembramento do processo do mensalão, que faria com que apenas os réus com foro privilegiado (três dos 38) fossem julgados pela Corte. A maioria dos magistrados decidiu que o processo será apreciado na íntegra. Dos 11 ministros, apenas o revisor, Ricardo Levandowski – que levantou a questão de ordem após pedido de Márcio Thomaz Bastos, advogado do ex-diretor do Banco Rural, José Roberto Salgado –, e Marco Aurélio Mello foram a favor do desmembramento do processo. O relator, Joaquim Barbosa, e os ministros Cezar Peluso, Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Cármen Lúcia, Rosa Weber, Luiz Fux, Celso de Mello e Ayres Britto rejeitaram o pedido.

Histórico de Conteúdo