Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Terça, 23 de Novembro de 2021 - 11:10

Empresário baiano revela o que fez com prêmio do reality 'Brincando com Fogo', da Netflix

por Antônia Fernanda

Empresário baiano revela o que fez com prêmio do reality 'Brincando com Fogo', da Netflix
"Abstinência sexual é o ato voluntário ou involuntário de abster-se parcialmente ou completamente de relações sexuais vaginal, oral, anal ou na forma de masturbação envolvendo dois ou mais indivíduos". É comum abster-se do sexo por motivos religiosos, filosóficos, emocionais e entre outros. No entanto, no reality "Brincando com o Fogo", da Netflix, os participantes precisaram brigar com os altos níveis de hormônios como testosterona e progesterona para garantir o prêmio final de R$ 500 mil, que seria dividido entre 12 participantes.  Esse foi desafio enfrentado pelo empresário baiano Igor Paes, de 29 anos. "No primeiro momento é meio estranho porque você pensa que está lá para curtir, pegar todo mundo. Só que tem um propósito: criar relações mais profundas", contou em entrevista para o Bahia Notícias. Além da experiência no programa, Igor falou dos novos projetos e revelou o que fez com o prêmio final. 

Leia mais

Quinta, 21 de Outubro de 2021 - 15:30

Filhos da Bahia estreia nesta sexta e lançará EP com músicas inéditas em 2022

por Bianca Andrade

Filhos da Bahia estreia nesta sexta e lançará EP com músicas inéditas em 2022
Já dizia o ditado: filho de peixe, peixinho é. É claro que há exceções que fogem à regra, mas neste caso, além da semelhança física, o trio formado por Miguel Freitas, Zaia e João Lucas carrega a musicalidade de seus respectivos pais, Carlinhos Brown, Reinaldo Nascimento e Saulo Fernandes, em um projeto que vem para homenagear e reverenciar a Axé Music, os Filhos da Bahia.  O trio fará sua grande estreia na sexta-feira (22) e promete entrar no clima e liberar geral, com vira e mexe a noite inteira em um show no restaurante Dendê, na Área Verde do Othon, em Ondina, já no circuito da folia. "Nós temos muito respeito e pensamos muito sobre qual é a expectativa das pessoas com o nosso projeto. Queremos fazer com que as pessoas saiam de lá com o sentimento bom. A gente está esperando o abraço do público", conta Zaia, que é advetido por Miguel: "Mas com cuidado, hein? (risos)". O abraço ao qual o cantor se refere é o acolhimento do público ao novo, como cantado por Saulo Fernandes em 'Como Um Abraço'. Uma adoção à ideia do trio, que quer adicionar em sua certidão artística o nome de outros pais, os dos fãs.  Incentivados e apoiados pelos pais, que já pediram para participar do projeto colaborando com composições e até aparições em shows, a banda espera impactar o público a ponto de querer mais até 2022, quando sairá o primeiro trabalho autoral. Parafraseando Brown em 'Você, O Amor e Eu', quem de nós vai segurar os três?

Leia mais

Hitmaker Rafinha RSQ teme desgaste da música com viralização no Tiktok: 'Uma hora cansa'
Não ser baiano é apenas uma questão geográfica para Rafael Silva De Queiroz, ou melhor, Rafinha RSQ. Nascido Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro, a 1.416,7 km de Salvador, o produtor musical garante que após quase 15 anos morando na cidade e há 5 com seu estúdio próprio, o Sala 3, só não atende como soteropolitano por mera formalidade: não ter o título de cidadão soteropolitano concedido pela Câmara de Vereadores da capital. "Eu me sinto baiano, vou até ver com ACM Neto, Bruno Reis, para me dar esse título (risos)", brincou o artista.  Por nome, é possível que de cara você não consiga visualizar de quem estamos falando. Mas tenha certeza que você já ouviu, cantarolou e até mesmo dançou um dos sucessos dele, quer ver só? 'Loka', de Simone e Simara com Anitta, 'O Bebê' de Kevinho e MC Kekel, 'Tudo Nosso, Nada Deles' de Igor Kannário, 'Santinha' de Léo Santana, 'Modo Turbo' de Luísa Sonza, 'Apaixonadinha' de Marília Mendonça. Todas as faixas citadas acima foram compostas e produzidas por ele, que nos últimos 10 anos aparece creditado em grande parte dos hits que alcançam o topo das paradas musicais. Nome quando se fala de produção musical no Brasil, Rafinha RSQ já atravessou fronteiras, literalmente, e neste ano produziu um CD da diva mexicana Thalia, além de já ter trabalhado com Ricky Martin e Karol G. E seu sonho é deixar a marca brasileira lá fora ainda mais forte.  "São poucos brasileiros que estão lá fora fazendo música. De 100%, tem 10, uma delas é a Anitta. Como compositor e produtor, piorou. Acaba que eles não veem a gente lá como uma potência na produção e composição. A gente lá fora estoura quando sai um 'Ai Se Eu Te Pego', ou quando a música vira um meme. Mas não é uma realidade de falar que tem 20 músicas no TOP 100 dos Estados Unidos. Eu sei que um dia a gente pode mudar e além do futebol, a música vai estar forte lá". O Bahia Notícias entrevistou o hitmaker para saber um pouco mais sobre os bastidores da canção e fez revelações sobre música que mais deu trabalho para produzir e seu sucesso mais rápido de compor, Tic Nervoso de Harmonia do Samba e Anitta.  "Eu tava com a minha esposa no sofá da sala, peguei o violão, botei para gravar e a música veio toda, em menos de meia hora", revelou o produtor, que ainda elegeu a funkeira como sua maior conexão musical. "Todas as músicas que ela participou deram certo, ela é a TOP".  O artista ainda falou sobre a interferência das mídias sociais no cenário musical atual e demonstrou medo com o possível desgaste dos hits. "É desesperador", desabafou. 

Leia mais

Aiane Freitas relembra início da carreira: 'Não tinha condições de dividir um apartamento'
“Da Bahia para o mundo” parece ser uma frase clichê, né? Mas essa é a realidade de diversos artistas e famosos baianos. Dentre eles, está a modelo e influenciadora digital Aiane Freitas, de 27 anos, que traçou um longo caminho para chegar onde está hoje. A baiana é natural de Irecê, no interior do estado, e aos 17 anos se mudou para Salvador em buscar da realização de um sonho: ser uma modelo famosa. O fato de ser de uma família humilde, do interior e com poucas oportunidades nunca a intimidou. Seguir carreira na capital baiana não era mais o suficiente, seus planos eram maiores. Sete anos depois, ela desembarcou em São Paulo, e um ano depois, em 2018, ela foi Miss Hortolândia e participou do Miss São Paulo Universo. Após o concurso, entrou para uma das maiores agências de modelo do país, fez trabalhos na Europa, e desde então nunca mais parou de crescer profissionalmente. Hoje ela acumula mais de 1,6 milhão de seguidores no Instagram, faz parte da turma do Carlinhos Maia e realiza diversos trabalhos como modelo. Durante o bate-papo com o Bahia Notícias, Aiane conta como saiu do interior da Bahia para brilhar nos palcos da internet ao lado do humorista, como superou o relacionamento abusivo com o ex-namorado e responde se tem medo “cancelamento”.

Leia mais

'Quantos músicos estarão vivos até lá?’, questiona Márcio Victor sobre Carnaval
Gritar a frase "Música do Carnaval" na Avenida, no meio de uma canção, em cima de um trio elétrico no circuito Dodô (Barra/Ondina), para folião pipoca em um sábado de fevereiro, parece ser um futuro quase utópico para o autor do maior bordão do Carnaval de Salvador, Márcio Victor, que alega estar sendo deixado de escanteio quando o assunto é retorno dos eventos em Salvador. “Acho que tem que ter uma conversa. O nosso setor vai ser o último a voltar, não houve uma ajuda para o nosso setor. Como que as pessoas estão felizes para voltar para o Carnaval sem esse incentivo? Eles não conversam com a gente”, desabafou em entrevista ao Bahia Notícias. O fato, no entanto, não impediu o Psirico de continuar trabalhando para levar alegria para o público. A banda escolheu resgatar as raízes do Psi no primeiro single de 2021, ‘Pega na Cabeça’, e também protestar para o reconhecimento do pagodão como arte. “Eu sinto que precisa ser tocado nisso, mostrar esse pagodão raiz. É o pagodão que dá calo no pé, o pagodão que arrepia independente de classe, cor, religião, credo. É o pagodão que levanta a poeira do asfalto. O pagode de povo, do gari, das pessoas simples, do médico também, de todo mundo”. No bate-papo com o Bahia Notícias o artista ainda se divertiu com um tópico quase pouco falado na mídia, sua vida pessoal. Discreto fora dos palcos, o pagodeiro de 41 anos revelou que parou de dar tanta importância com as histórias (inofensivas) que criam sobre ele, e as mais pesadas fazem ele ganhar dinheiro com processo. “Já me mataram, já me ressuscitaram, já me comeram, rapaz... já me casaram, me separaram. Eu gosto do fuzuê”.

Leia mais

Quinta, 18 de Março de 2021 - 11:10

Manuela Dias detalha final de Amor de Mãe e relembra anos de Ufba com Wagner e Jean

por Júnior Moreira Bordalo

Manuela Dias detalha final de Amor de Mãe e relembra anos de Ufba com Wagner e Jean
“Ser baiana é régua, compasso, axé, família, berço, ‘suingue’, jeito de corpo, forma de ver o mundo, de ver o corpo, religião… Eu sou do candomblé, toda minha família é da Bahia. A Bahia é minha terra, minha verdadeira casa e meu lugar no mundo. Em qualquer outro lugar, sempre serei uma estrangeira”. É desta forma que a autora Manuela Dias entende sua formação humana. Soteropolitana, jornalista - formada pela Universidade Federal da Bahia -, ex-atriz e autora, ela está de volta ao horário nobre da Rede Globo com a continuação da novela Amor de Mãe, principal produto da emissora. Ou como eles intitularam, “a fase final” - que terá quatro semanas de capítulos inéditos. Apesar de Amor de Mãe ser sua estreia como autora principal de uma novela da platinada, Manuela já coleciona diversos trabalhos que ficaram na memória do público. Ela foi roteirista dos seriados Sandy & Junior, Bambuluá (infantil protagonizado por Angélica em 2000-2001) e A Grande Família; colaborada nas novelas Cordel Encantado e Joia Rara e autora principal das séries Ligações Perigosas e a premiada Justiça - que terá segunda temporada. “Soube sempre que seria autora. Comecei a trabalhar como atriz porque não tinha com quem ficar e minha mãe é produtora de teatro e cinema”, explicou. Voltando à  trama das nove que foi interrompida em março de 2020 por conta da Covid-19, um ano depois o público saberá o desfecho das protagonistas Vitória (Taís Araújo), Thelma (Adrianas Esteves) e Lurdes (Regina Casé). Para isso, e por se tratar de um enredo realista, a pandemia foi inserida nos dilemas das personagens, como já pode ser visto nos capítulos exibidos desde o retorno. Na entrevista concedida ao Bahia Notícias, Manuela falou ainda sobre sua história, tempos de faculdade - ela foi da mesma turma de nomes como Wagner Moura e Jean Wyllys - e desfecho da história. “Posso dizer que uma boa jornada é aquela que desafia o herói com oportunidades de ele ser o máximo do que é em cada uma das suas características. Cada personagem será levado ao máximo dele mesmo”, contou.

Leia mais

Quinta, 25 de Fevereiro de 2021 - 11:10

Xanddy faz novo apelo por setor de eventos na pandemia: 'Já ajudei tudo que pude'

por Júnior Moreira Bordalo

Xanddy faz novo apelo por setor de eventos na pandemia: 'Já ajudei tudo que pude'
Com 26 anos de história apenas no Harmonia do Samba, o cantor Xanddy lembrará, assim como boa parte da população baiana, do Carnaval de 2021 como o tempo em que os trios elétricos foram substituídos por lives nas redes sociais. Os efeitos da pandemia da Covid-19 fizeram com que os artistas buscassem formas de entreter seu público e, no caso do baiano, uma live conjunta com os amigos Léo Santana e Tony Salles (Parangolé) foi a solução encontrada. Mas, nem por isso, a saudade não se fez presente nos dias que seriam reservados para a tradicional folia. “Não ter isso foi algo bem esquisito. Desde quinta-feira - aqui começa antes, né? - ficou um vazio, uma coisa melancólica. Confesso que até parei de olhar as redes sociais [para não ver as lembranças]”, disse em entrevista ao Bahia Notícias. Apesar dos tempos atípicos, ele, ao menos, vibrou com a conquista de música do Carnaval com a faixa “Tá solteira mas não tá sozinha” em parceria com Ivete Sangalo. “Foi uma conquista inusitada para mim em um Carnaval que não teve Carnaval. A música é incrível, maravilhosa. Não tinha dúvida que seria o grande destaque, independente de ganhar ou não. O prêmio veio só para coroar tudo que já estava acontecendo”, admitiu. No papo, o cantor voltou a chamar a atenção para a necessidade de medidas que priorizem o setor do entretenimento, parado desde o início da pandemia.  “Enquanto pessoa física já ajudei tudo que pude a todos de minha equipe e até outros de fora. A empresa - enquanto pessoa jurídica - também fez muito dentro do possível. Penso que, principalmente aqui na Bahia, os músicos são molas propulsoras para muitas coisas, somos a cidade da música e reconhecida pela Unesco. Então, não ter um olhar cuidadoso para esta classe; um amparo financeiro mesmo, uma coisa organizada, é muito difícil de digerir. Para mim fica um ar de abandono. Sei que vários outros setores estão sofrendo, mas eu posso falar pelo meu”, reforçou.

Leia mais

Gabi Martins conta planos do novo DVD e revela resposta do pedido de namoro a Tierry
Do Big Brother Brasil para o coração da Bahia. Gabi Martins, que já era conhecida pelo seu hit "Neném", achou um coração para morar em seu relacionamento com Tierry. Junto com ele, a marca de oito milhões de visualizações chegou para a música dos dois. "Prints" foi criada após um hacker publicar imagens editadas de uma conversa do casal no Instagram da Maíra Martins, mãe da cantora (relembre aqui). "A música foi uma resposta a uma maldade que fizeram comigo. Um hacker publicou alguns prints de conversas minhas e do Tierry e tirou as minhas respostas, na tentativa de me queimar e forjar algo que não aconteceu. Quando isso surgiu me perguntaram: “Gabi, como você vai se pronunciar?” e eu falei que a melhor forma disso era escrevendo uma música", disse ao Bahia Notícias. Em conversa com o Bahia Notícias, a musa conta detalhes do seu novo DVD chamado Fatos Reais, além do lançamento de novas músicas e do relacionamento com o cantor e compositor baiano, a quem pediu em namoro durante uma entrevista na Salvador FM. Confira a entrevista completa:

Leia mais

Quinta, 06 de Agosto de 2020 - 13:05

Live do BN: Com novo cantor, atual fase do Jammil terá Manno Góes 'de volta'; veja

por Júnior Moreira Bordalo

Live do BN: Com novo cantor, atual fase do Jammil terá Manno Góes 'de volta'; veja
Após assumir os vocais da banda Jammil, nesta quarta-feira (5) (veja aqui), Rafael Barreto participou da live do Bahia Notícias na manhã desta quinta-feira (6). O baiano, que estava morando em Belo Horizonte, já está na Capital preparando a nova roupagem do grupo, que esteve sob comando de Levi Lima por nove anos. Feliz com a oportunidade, o vencedor do programa Ídolos, da Record, em 2008, vibra com a possibilidade de ter "finalmente" um empresário para organizar sua carreira. Além disso, revelou que Manno Góes - sócio do grupo ao lado de Paulo Borges - estará "mais próximo" e atuará como uma espécie de "diretor executivo". "Já estamos compondo", adiantou. Além disso, o músico deu sua opinião sobre Tuca Fernandes e Levi e falou da "responsabilidade" de assumir a equipe que completa 25 anos em 2021.

Leia mais

Terça, 28 de Julho de 2020 - 14:05

Na Live do BN, Aglomerou detalha ações do tiroteio e invasão da polícia em live: 'Terror' 

por Júnior Moreira Bordalo

Na Live do BN, Aglomerou detalha ações do tiroteio e invasão da polícia em live: 'Terror' 
O vocalista da banda Aglomerou, João Victor, conversou com o Bahia Notícias nesta terça-feira (28) para detalhar os momentos de tensão em sua live musical no domingo (26) que foi interrompida por tiroteio e invasão da polícia. "A gente ficou bem em choque, percebi o helicóptero se aproximando e parou praticamente em cima da gente, aquela ventania e barulho. 'O que está acontecendo?'. Só ouvi os gritos de 'deita, deita'. Quando escutamos o primeiro disparo, corremos e protegemos as nossas vidas. Um terror todo, caindo um por cima do outro", confessou.  

Leia mais

Histórico de Conteúdo