Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Domingo, 10 de Agosto de 2014 - 20:22

Com dois de Pato, São Paulo vence o Vitória e mantém tabu

por Felipe Santana

Com dois de Pato, São Paulo vence o Vitória e mantém tabu
Foto: Rodrigo Gazzanel / Futura Press
Se o Vitória nunca havia vencido o São Paulo jogando no Morumbi, em partidas pelo Campeonato Brasileiro, não será desta vez o que os rubro-negros poderão comemorar o fim do tabu. Na noite deste domingo (10), com direito a dois gols do atacante Alexandre Pato, o time paulista derrotou o leão por 3 a 1, no Morumbi, e reencontrou o caminho dos três pontos após uma sequência de três rodadas sem vencer.

Com o resultado negativo, depois de duas vitórias consecutivas na competição, o rubro-negro continua próximo da zona de rebaixamento, um ponto apenas na frente do Botafogo, que é a primeira equipe presente no Z4.

Na próxima rodada, atuando no Barradão, o Vitória terá um 'duelo de seis pontos' diante da Chapecoense, no próximo domingo (17), às 16h.

Jogo

O Vitória precisou apenas de 55 segundos para criar a primeira oportunidade de abrir o placar, e quem sabe estragar a festa para reestreia de Kaká no Morumbi. O atacante Caio ganhou na velocidade do zagueiro Antônio Carlos e entrou na grande área. O camisa 7, no entanto, errou na pontaria e mandou para fora.
 
Aos 7, após cobrança de falta, a defesa do São Paulo realizou uma linha de impedimento e errou, deixando jogadores do Vitória sem marcação. Mas, antes que a bola chegasse nos pés de Kadu, o goleiro Rogério Ceni foi até o limite da área e tirou de soco.

São Paulo sai na frente

Apesar do bom início, uma jogada individual errada custou muito caro ao rubro-negro baiano. Aos 15, após toque errado, o zagueiro Alemão teve a chance de isolar a bola de perto da grande área, mas preferiu o toque e entregou a bola nos pés de Ganso. O camisa 10 percebeu a movimentação de Alexandre Pato e tocou. O camisa 11, sem marcação, só precisou dar um tapa na bola e sair para comemorar o primeiro gol do jogo: São Paulo.


Aos 29 minutos, Dinei recebeu na grande área e fez perfeitamente o trabalho de pivô. Caio recebeu o passe e foi empurrado pelo lateral-esquerdo Reinaldo, mas o árbitro André Luiz de Freitas Castro ignorou o lance e mandou o jogo seguir. Se a torcida do Vitória ficou na bronca, dois minutos depois a ira só aumentou. Alan Kardec, aos 31 minutos, recebeu passe do lateral Douglas e entrou na grande área. Driblou o goleiro Wilsom e ampliou o placar no Morumbi: São Paulo 2 a 0.


Time paulista abre 3 a 0

No minuto seguinte, sem suportar as dores, o atacante autor do segundo foi substituído por Osvaldo. Ao mesmo tempo, do lado rubro-negro, o técnico Jorginho tentou consertar a equipe colocando o atacante Willie no lugar de Richarlyson, que não gostou de ser sacado ainda na etapa inicial.

O terceiro gol do tricolor paulista foi questão de tempo. Aos 38, Alexandre Pato recebeu o passe, armou para chutar e, sem ninguém chegar na marcação, assim fez. Bateu de perna esquerda, no canto, sem chances para o goleiro Wilson. Segundo dele, o terceiro do São Paulo.

Vitória diminui
Antes do intervalo, quando tudo caminhava para uma goleda dos donos da casa, o Vitória mostrou que ainda estava vivo no jogo. Ayrton, de longe, cobrou falta na grande e contou uma ajuda da defesa do São Paulo, que errou na linha do impedimento e deixou o zagueiro Kadu sozinho. O defensor do Vitória dominou, ajeitou e bateu no canto direito.


Segundo tempo lá e cá

Logo no começo do segundo tempo, aos 5, o rubro-negro quase chegou ao segundo gol. Willie, após jogada individual, soltou uma bomba de fora da área e o goleiro Rogério Ceni, com uma linda defesa, mandou para escanteio. Minutos depois, depois de cobrança de falta na área, o atacante Caio cabeceou e o arqueiro do tricolor paulista defendeu com tranquilidade.

 
Não era apenas o Vitória que criava chances. Aos 11, de fora da área, Alexandre Pato bateu colocado, buscando o ângulo esquerdo de Wilson, e quase marcou um golaço. A bola passou muito próxima ao poste esquerdo e saiu pela linha de fundo.


O camisa 11 são-paulino entraria em cena de novo, aos 15. Osvaldo, pelo lado direito, arrancou com velocidade e fez o cruzamento para área. No segundo pau, como homem surpresa, Alexandre Pato apareceu sem marcação e desperdiçou uma grande chance. O arremate do atacante morreu na linha de fundo.


Poucas emoções até o fim

Aos 28, após cruzamento na área, Willie tentou finalizar de cabeça, enquanto Caio buscava uma bicicleta. Um atrapalhou o outro e a bola subiu demais, sem assustar o goleiro Rogério Ceni. Pelo lado são-paulino, aos 33, o lateral Douglas fez jogada individual, mas o arremate de perna esquerda saiu sem direção.

No fim, aos 44, Ademilson fez o cruzamento rasteiro e o atacante Dinei, que estava na área, furou feio e deixou a bola passar. Para sorte baiana, ninguém do tricolor paulista estava na área para completar, e Ayrton afastou o perigo.

 
FICHA TÉCNICA
São Paulo x Vitória
Campeonato Brasileiro - 14ª rodada
Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 10/8/2014
Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO) 
Auxiliares: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
Cartões amarelos: Antonio Carlos, Kaká, Osvaldo (São Paulo) / Euller, José Wellison (Vitória) 

Gols: Alexandre Pato (2x), Alan Kardec (São Paulo) / Kadu (Vitória)
 
São Paulo: Rogério Ceni, Douglas, Rafael Toloi, Antonio Carlos (Paulo Miranda) e Reinaldo; Souza, Denilson, Ganso (Ademilson) e Kaká; Alexandre Pato e Alan Kardec (Osvaldo). Técnico: Muricy Ramalho.
 
Vitória: Wilson; Ayrton, Alemão, Kadu e Euller (Mansur); Adriano, Luis Aguiar, Richarlyson (Willie) e Marcinho (José Wellison); Caio e Dinei. Técnico: Jorginho.


Histórico de Conteúdo