Sábado, 13 de Abril de 2013 - 17:54

Vitória para no goleiro Caio e sofre primeira derrota no estadual

por Felipe Santana

Vitória para no goleiro Caio e sofre primeira derrota no estadual
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Não existe mais invencibilidade na segunda fase do Campeonato Baiano. Único time com 100% de aproveitamento, até o apito inicial na tarde deste sábado (13), o Vitória perdeu a primeira partida no estadual. Mais uma vez como visitante na Arena Fonte Nova, o rubro-negro esbarrou na tarde inspirada do goleiro Caio e viu o Botafogo, que era lanterna do grupo 2, conquistar o primeiro triunfo. O único gol da partida foi marcado pelo lateral Iuri, formado na base do leão.


O resultado positivo, porém, não interfere na classificação do time comandado por Caio Júnior. Com 12 pontos, o rubro-negro é líder do grupo e, na próxima rodada, volta a campo para enfrentar o Juazeiro, domingo (21), no Estádio do Barradão.


Início botafoguense
O treinador Caio Júnior surpreendeu antes da bola rolar. Sem Michel, vetado pelo departamento, o provável substituto Edson Magal continuou no banco. O escolhido, sequer relacionado para última partida, foi o canhoto Fernando Bob. O primeiro lance da partida na Arena Fonte Nova gerou polêmica. Aos 3, o atacante William Henrique fintou Nino Paraíba e foi derrubado na grande área. O árbitro considerou o lance normal e ignorou o pênalti sofrido pelo jogador do Botafogo. E foi o time mandante que criou a primeira grande chance. Aos 9, após cruzamento, o centroavante Diego Higino testou no ângulo e o goleiro Deola fez uma linda defesa.


Vitória cria chances
E foi só nos primeiros quinze minutos. O rubro-negro, apesar da superioridade técnica, chegou apenas uma vez. O lance que poderia ter originado o primeiro gol do jogo, porém, foi anulado. Impedimento do argentino Maxi Biancucchi. Aos 16, enfim, o leão botou o goleiro Caio para trabalhar. Após cruzamento, o zagueiro Cardoso escorou para o meio da área, onde estava Dinei. O centroavante bateu de primeiro e o arqueiro botafogo, em dois tempos, salvou.


O gol estava amadurendo. Aos 21, Escudero cruzou na medida para Dinei. O camisa 9, entre os marcadores, testou a bola e acertou o poste esquerdo. 
 
Oportunidades para os dois lados
O Botafogo conseguiu sair da pressão. Aos 25, Iuri viu o lateral-esquerdo Jeferson sem marcação e lançou. O camisa 6 bateu e Deola espalmou para fora. A partida estava em ritmo acelerado. Aos 28, Escudero pegou a sobra na frente da grande área e arriscou, tirando tinta da trave. Não demorou quase nada para mais um lance de ataque rubro-negro. Nino Paraíba cruzou e Dinei, no segundo pau, ajeitou para Cardoso. O arremate do zagueiro não saiu como ele queria e o goleiro Caio defendeu.

 
Gol do Botafogo

Aos 34, foi a vez do goleiro Deola trabalhar, e bem. Diego Higino bateu da entrada da área e o camisa 1 espalmou. Na sobra, o lateral Jeferson pegou de primeira, mas Cardoso se jogou na frente e evitou o primeiro gol da partida. Após inúmeras tentativas dos dois lados, o Botafogo conseguiu abrir o placar. Aos 44, Jeferson cruzou e ninguém do Vitória cortou. Dimas, do outro lado da área, aproveitou o espaço e rolou para o meio, onde estava o camisa 10 Iuri, sem marcação. Tocou para o fundo do gol e saiu para comemorar: 1x0.

No minuto seguinte ao gol sofrido, o rubro-negro teve duas oportunidades de empatar. Maxi, de perna esquerda, finalizou o goleiro Caio pego. No rebote, o argentino Escuderou quase marcou um golaço. Tocou por cobertura, mas o camisa 1 se esticou e evitou o gol do leão.


Segundo tempo e os goleiros em ação

Os dois times, pelo menos nos primeiros minutos, voltaram da mesma forma para segunda etapa. Logo aos 2, Nino Paraíba fez jogada individual e bateu. Caio se jogou e mandou para escanteio. Dois minutos, após escanteio, Deola que precisou aparecer. O zagueiro Alan Henrique chutou forte e o arqueiro se esticou, evitando o segundo gol.

 
Aos 12, o goleiro Caio, até então o melhor da partida, errou. Foi precipitado e errou ao sair de soco. A bola parou nos pés de Luis Alberto. O volante, com o arqueiro no chão, bateu forte. Para sorte do Botafogo, o volante Totinga apareceu no caminho e evitou o empate.


Vitória e Botafogo com dez
Aos 22, em um lance no campo de defesa do Botafogo, o meia Renato Cajá aplicou um carrinho sobre o lateral Dimas, recebeu o segundo amarelo e foi expulso. A superioridade do Botafogo, entretanto, não demorou quase nada. Aos 24, para evitar um contra-ataque do leão, o volante Xavir parou o lance e também foi advertido com o segundo cartão amarelo, sendo expulso da partida.
 
A torcida pediu Marquinhos e o treinador Caio Júnior atendeu. E, aos 29, o meia-atacante quase deixa tudo igual na Arena Fonte Nova. Parou de frente para o adversário e ao invés do drible bateu colocado. A bola caprichosamente acertou o travessão. O Vitória correu até o último minuto, tentou, mas não conseguiu chegar ao empate.
 
FICHA TÉCNICA
Campeonato Baiano
Botafogo-BA x Vitória 
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).
Data: sábado, 13 de abril.
Árbitro: Rafael Luís de Almeida Santos (BA).
Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira (BA) e Marcos Welb Rocha de Amorim (BA).
Gol: Iuri (Botafogo)
Cartões vermelhos: Xavier e Jeferson (Botafogo)Renato Cajá e Victor Ramos (Vitória)
 
Botafogo: Caio, Dimas, Alan Henrique, Jefferson Gusmão, Jeferson; Totinga, Xavier; Ramon, Iuri (Cleiton); William Henrique (Luiz Adauto), Diego Higino (Vitinho). Técnico: Ricardo Silva.
 
Vitória: Deola; Nino Paraíba, Victor Ramos, Cardoso (Fabrício) e Mansur; Fernando Bob (Marquinhos), Luís Alberto; Maxi Biancucchi, Renato Cajá, Escudero; Dinei (Alan Pinheiro). Técnico: Caio Júnior.


Histórico de Conteúdo