Terça, 16 de Outubro de 2012 - 21:22

Vitória bate o ASA no Barradão e bota uma mão no acesso

por Felipe Santana

Vitória bate o ASA no Barradão e bota uma mão no acesso
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Neto Baiano, em números o maior artilheiro da temporada 2012, com trinta e oito gols marcados, saiu do Vitória e deixou saudades no torcedor rubro-negro. O sentimento, felizmente, parece não fazer mais parte do vocabulário do leão. Atuando pela sétima vez no Barradão, o atacante Elton chegou ao sétimo gol como jogador do Vitória e ajudou ao time baiano ficar ainda mais perto do retorno à elite do futebol brasileiro em 2013. O triunfo recolocou o leão na liderança, com 63 pontos, dois a mais que o Criciúma. Mas, para permanencer no topo, precisa secar o oponente catarinense no jogo contra o ABC, às 21h50.
 
Na noite desta terça-feira (16), o Vitória derrotou o ASA por 2 a 0 e religou as turbinas do avião rubro-negro em direção à Série A. Mais uma vez no Manoel Barradas, sábado (20), às 16h, o leão voltar a jogar contra o Atlético Paranaense, hoje, primeiro time fora do G4, oito pontos atrás do Vitória na classificação.
 
Primeiro tempo
Paulo César Carpegiani surpreendeu a todos antes do jogo. Quem esperava por Tartá ou Willie no meio de campo se enganou. O técnico do Vitória optou por escalar Marquinhos para completar o setor de criação ao lado de Uelliton, Michel e Pedro Ken. Como já esperado, Nino Paraíba e William retornaram ao time. E foi pelo lado direito o primeiro ataque rubro-negro, aos 4 minutos. O camisa 2 disparou com muita velocidade e cruzou rasteiro para Elton.  O camisa 9 não pegou bem na bola e chutou pela linha de fundo. O time alagoano chegou ao gol de Deola apenas aos oito minutos. O volante Lucas arriscou de fora e levou um certo perigo. O ASA teve perto de abrir o placar, dois minutos depois. O centroavante Lúcio Maranhão recebeu o passe, dentro da grande, mas na hora de bater escorregou e foi travado pelo jovem Josué.
 
Vitória quase marca
Grande chance de abrir o placar quem teve mesmo foi o leão, aos 13. Após escanteio, Victor Ramos cabeceou no canto e o lateral-direito Omar, em cima da linha, salvou o que seria o primeiro gol do Vitória. Na sobra, Elton bateu de primeiro e o goleiro Gilson salvou. A escalação de Marquinhos, somada ao retorno de Nino Paraíba, fez o lado direito de ataque do Vitória ficar ainda mais forte. Por três vezes, o time baiano chegou com perigo explorando o setor do campo, mas pecava na finalização ou por não ter alguém para completar o lance. 
 
O time visitante fortaleceu a marcação e o time baiano se viu obrigado a mudar de estratégia. Melhor, de lado. Gilson, pelo lado esquerdo, foi mais utilizado a partir dos 20 minutos. O jogo caiu bruscamente de produção. Aos 34, Marquinhos ficaria de frente com o goleiro Gilson, mas errou o domínio e deixou a bola passar. Três minutos depois foi a vez de Michel assustar. Elton, de costas para o gol, ajeitou a bola e o volante bateu cruzado, finalizando rente ao poste direito. No última lance do primeiro, depois do lateral cobrado por Nino, o volante Ueliton apareceu entre os zagueiros e testou no canto, para outra defesa de Gilson.

Segundo tempo
O Vitória voltou com a mesma formação para o segundo tempo. A postura, porém, dava sinais que seria bem diferente. Muito mais rápido e toca bem a bola, o time baiano sentiu que a variação de jogadas seria o caminho para furar o bloqueio alagoano.Apesar da movimentação foi o ASA que chegou com muito perigo. Aos 10, após saída de bola errada, o atacante Alexsandro entrou na grande, penso, poderia ter tocado para Lúcio Maranhão, mas preferiu chutar em cima de Deola. A reposição do goleiro do Vitória foi errada e serviu de presente para Chiquinho. O lateral cruzou e o Alexsandro, de cabeça, levou perigo.  A resposta baiana foi imediata. Dois minutos depois, Elton dominou na frente da área e bateu em cima de Gilson, que segurou sem muitas dificuldades.

Carpegiani avança o time e Elton marca
Os resultados parciais, com o empate sem gols no Barradão, colocavam o Vitória na terceira posição. Não é à toa que, aos 15 minutos, Carpegiani fez duas alterações, um delas colocando o time baiano para frente. Saíram Marquinhos e Michel para entrada de Tartá e Willie. No lance seguinte, o leão quase inaugura o marcador. Victor Ramos escorou o cruzamento e Uelliton, sem marcação, cabeceou fraco em cima de Gilson. Aos 18, enfim, o rubro-negro chegou ao gol. William dominou, ganhou do zagueiro e serviu o companheiro Elton. O camisa 9 chutou e Gilson defendeu. No rebote, sem ninguém pela frente, o centroavante finalizou e abriu o placar. Vitória 1 a 0.

ASA pressiona, mas leva o segundo
O treinador Nedo Xavier, após levar o gol, fez as três mudanças na equipe, todas elas colocando o time para o ataque. Aos 38, o time alagoano chegou perto de empatar. Lúcio Maranhão rolou para Roger Maranhão, que bateu cruzado e contou com a sorte. A bola pegou em Victor Ramos e acertou o travessão de Deola. Quem não faz, toma. Aos 48, Willie aproveitou o cochilo da defesa do ASA e bateu forte, sem chances para Gilson. Vitória 2 a 0 e festa no Barradão
 
FICHA TÉCNICA
SÉRIE B
VITÓRIA X ASA
Rodada: 30ª 
Data: 16/10/2012
Local: Estádio Barradão, em Salvador (BA)
Árbitro: Marcos André Gomes da Penha (ES)
Assistentes: Fábio Rodrigo Rubinho (MT) e Ramires Santos Cândido (ES)
Gols: Elton e Willie (Vitória)
Cartões amarelos: Pedro Ken, Deola  e Willie (Vitória)Osmar (ASA)
 
Vitória: Deola; Nino Paraíba, Victor Ramos, Josué e Gilson; Uelliton, Michel (Willie), Pedro Ken e Marquinhos (Arthur Maia); William (Rodrigo Mancha) e Elton. Técnico: Paulo César Carpegiani.
 
ASA: Gilson; Audálio (Valdivia), Fabiano e Edson Veneno; Osmar (Davi Ceará), Cal, Lucas, Didira e Chiquinho Baiano; Alexsandro (Roger MAranhão) e Lúcio Maranhão. Técnico: Nedo Xavier.

Histórico de Conteúdo