Terça, 28 de Agosto de 2012 - 21:22

No Barradão, Vitória repete a dose e vence o Barueri

por Felipe Santana

No Barradão, Vitória repete a dose e vence o Barueri
Foto: Erik Salles / Agência Haack
Lá e cá. Na primeira rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, o Vitória derrotou o Grêmio Barueri, por 1 a 0, na Arena Barueri. Na noite desta terça-feira (28), pela 20ª rodada, o adversário foi o mesmo e o placar também: 1 a 0. Com gol do volante Michel, o rubro-negro baiano venceu o time paulista, no Barradão, aumentou a vantagem para o Criciúma, segundo colocado e há cinco pontos do leão. Na próxima rodada, os comandados de Paulo César Carpegiani terão pela frente o América-RN, sábado (1º), às 16h20.

Barueri melhor
Aos 8, o primeiro bom lance da partida. Marcelinho Paraíba fez jogada individual, passou por dois adversários e bateu para o gol. O chute de perna direita, que não é a sua forte, não saiu tão forte e Deola conseguiu espalmar para escanteio. O Barueri era melhor e chegou mais uma vez. Márcio Pitt cruzou e a bola passou por toda grande área até parar nos pés de Anderson Salles. Sem marcação, o lateral-direito ajeitou e soltou uma bomba, que passou muito perto do gol rubro-negro.  O tempo passou e o Vitória demorou a acordar no jogo. Tanto é que até os 20 minutos nenhum lance de ataque chegou à meta de Fernando.

Ken perde pênalti
O ‘cérebro’ do Barueri, Marcelinho Paraíba, tinha espaço para jogar e isso irritou ao auxiliar Ricardo Silva. À beira do campo, cansou de gritar os volantes Uelliton e Michel para diminuírem os espaços do meia. Parecia até que o Grêmio Barueri estava jogando em casa. O Vitória, sonolento, nada fazia. O time baiano resolveu adiantar o posicionamento da marcação e dificultou a vida do visitante. Aos 30, após roubada de bola, Willie teve espaçou e finalizou para fora.O rubro-negro, enfim, assustou. Aos 39, Pedro Ken cobrou escanteio e Victor Ramos, de cabeça, assustou. Três minutos depois, em lance com o zagueiro André Luis, Gilson caiu na grande área e o árbitro marcou pênalti. Pedro Ken bateu forte, mas o goleiro Fernando fez uma linda defesa e evitou o gol do leão.

Vitória volta melhor e marca
Carpegiani percebeu a pouca produtividade do meio de campo e mudou. Saiu Willie e entrou Tartá. Porém, aos 5 minutos, uma falha na saída de bola do Barueri resultou no primeiro gol da partida. William aproveitou o erro de passe, disparou pelo meio e serviu Michel. O volante bateu cruzado e abriu o placar. Vitória 1 a 0. E por muito pouco não ampliou no minuto seguinte. William arrancou, driblou três e finalizou em cima de Fernando. Só dava Vitória. Aos 11, Pedro Ken cruzou e, de voleio, William desperdiçou outra chance. O camisa 9 voltou com tudo para o segundo tempo. No lance seguinte, o centroavante apareceu sem marcação na grande área e chutou em cima do zagueiro André Luis. Um reinício de partida empolgante. O Barueri, superior no primeiro tempo, enfrentou muitas dificuldades com o novo posicionamento rubro-negro, marcando sob pressão e sem dar espaços para troca de passes. Os visitantes só foram assustar aos 21. Marcos Pimentel cobrou falta e ninguém cortou. Mesmo com vários jogadores à sua frente, Deola conseguiu desviar para escanteio. 

Fernando evita o segundo
O rubro-negro chegou com perigo aos 32. Elton dominou na frente do zagueiro, girou e bateu. Fernando, de novo com o pé, salvou o Barueri. O arqueiro do Barueri seria imporante poucos minutos depois. Aos 36, em novo cruzamento de Pedro Ken, o zagueiro Victor Ramos cabeceou no canto e Fernando defendeu.
 
FICHA TÉCNICA
SÉRIE B
Vitória 1 x 0 Grêmio Barueri 
Data: 28/08/2012 
Local: Estádio Barradão, em Salvador
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Ramires Santos Candido (ES)
Gol: Michel (Vitória)
Público: 13.299
Renda: R$ 179.330,00
 
Vitória: Deola; Nino Paraíba, Victor Ramos, Gabriel Paulista e Gilson; Uelliton, Michel (Fernando Bob), Pedro Ken e Willie (Tartá); Elton e William. Técnico: Paulo Cesar Carpegiani.
 
Grêmio Barueri: Fernando Leal; Anderson Salles, Alex Lima, André Luis e Márcio Pitt; Alê, Dionísio, Rafael Chorão (Tadeu) e Marcelinho Paraíba; Roger (Marcos Pimentel) e Henrique Dias (Roninho). Técnico: Evandro Guimarães.

Histórico de Conteúdo