Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Após derrota, Ricardo Amadeu vê 'jogo regular' do Vitória e explica mudanças no time
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

O Vitória perdeu para o Ypiranga por 2 a 1 na noite deste domingo (24), em Erechim, pela terceira rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. Interino no comando técnico do Leão, Ricardo Amadeu avaliou que o time fez um jogo regular. Para ele, será preciso tempo para que o time absorva as suas ideias em campo.

 

"Fizemos um jogo regular, principalmente no primeiro tempo. No segundo tempo tivemos o domínio das ações até empatar, depois caímos de novo. Oscilamos bastante. Novas ideias demandam tempo para que eles assimilem, mas pudemos ver evolução boa. Vamos continuar trabalhando", disse.

 

Diferente do técnico Geninho, demitido no meio da semana, Amadeu deixou o esquema de três zagueiros de lado e optou por um ataque sem um centroavante de referência. Ele explicou que a ideia era deixar o time mais leve para atacar os espaços do adversário.

 

"A gente precisava mudar o panorama. Optamos por um meio-campo mais leves e um comando de ataque mais leve para explorar o entrelinhas do adversário. Miller jogava assim no Atlético. Algumas situações apareceram e isso faz parte. Ao longo do tempo ele vai se adaptar e desempenhar um melhor papel", indicou.

 

Ricardo Amadeu reforçou o processo de transição que o Vitória vive, mas destacou a dor do revés. O Vitória já disputou três partidas na Terceira Divisão e ainda não pontuou.

 

"A gente sabe que a derrota é sempre complicada, mas a gente precisa entender que é um processo de transição. Tentamos colocar as ideias simples e os atletas assimilaram de forma interessante. Isso vai acontecer ao longo do tempo", reiterou.

 

O time tenta dar início a uma reabilitação dentro do certame no próximo sábado (30), contra o Manaus, no Barradão.

Histórico de Conteúdo