Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Após eliminação, Wallace diz ter medo que o Vitória se torne um 'Criciúma ou Paraná'
Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias

O zagueiro Wallace, do Vitória, fez um desabafo após a eliminação de sua equipe, que chegou ao terceiro consecutivo sem conseguir passar da primeira fase do Campeonato Baiano. O Leão ficou no empate em 1 a 1 com o Fluminense de Feira, nesta quarta-feira (5), no Barradão (saiba mais aqui). O defensor pediu reflexão e revelou temor do clube se tornar menos expressivo.

 

"Continua sendo inadmissível. Mas, infelizmente, nesses últimos anos, o Vitória está com uma cultura de se apequenar. Infelizmente... Eu lamento o clube estar nessa situação. Passa muito por quem veste a camisa, porque o cara tem que se responsabilizar e saber da grandeza que o Vitória já foi. Hoje, a gente tem dado demonstrações, pelos resultados que tem tido, tem se tornado mais um time sem condições de disputar uma Série B com condições de subir. É um momento de reflexão e avaliar tudo o que a gente tem feito nesses últimos anos. O que é que eu vou falar? O sentimento é de ira, de frustração e, acima de tudo, de vergonha. Com todo o respeito que eu tenho ao Fluminense de Feira, porque, a gente fala em questão de orçamento, e a gente com dois, três atletas, a gente talvez pague a folha dos caras. E a gente não consegue vencer dentro de casa. Talvez a gente ache que joga mais do que joga, talvez a gente ache que seja melhor do que é, e, de fato, a gente não tem sido. Espero que, a partir de amanhã, a gente faça um a reflexão profunda e mude. Porque, nesses últimos anos, eu estou com muito medo que a gente se torne um Criciúma, um Paraná, porque, pelo jeito, a gente está galgando esse mesmo caminho", disse em entrevista à TVE.

 

O Vitória encerrou sua participação no Baianão 2021 com 11 pontos e na quinta colocação.

Histórico de Conteúdo