Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sábado, 25 de Julho de 2015 - 18:38

De virada, Vitória perde para o Náutico

por Kadu Brandão

De virada, Vitória perde para o Náutico
Foto: Estadão Conteúdo
O Vitória perdeu para o Náutico de virada, por 2 a 1, neste sábado (25), na Arena Pernambuco, mas continua no G4. O rubro-negro baiano caiu duas posições e agora ocupa a 4ª colocação com 26 pontos. Com o triunfo, o Náutico passou o time baiano e está na 3ª posição com 27 pontos.

 

O JOGO

Rhayner balança as redes no ínicio 

A partida começou truncada com os times estudando as táticas armadas pelos técnicos Vagner Mancini e Lisca. Mas, aos cinco minutos do primeiro tempo, depois de saída errada da defesa do Náutico, a bola sobrou para Escudero que tocou para Rhayner tirar do goleiro e abrir o placar.

Náutico pressiona, mas erra passe final

Depois de sofrer o gol, o time pernambucano resolveu pressionar o Vitória. Mas o alvirrubro desperdiçou boas chances por não conseguir acertar os últimos passes das jogadas. Quando acertou, em cobrança de falta de Willian Magrão, o zagueiro Fabiano Eller, de cabeça, assustou o goleiro rubro-negro Fernando Miguel.

Elton perde a chance de ampliar e é expulso

Aos 25 minutos do primeiro tempo, no contra-ataque, o atacante Elton desperdiçou a chance de ampliar o placar para o Vitória. O atacante driblou Fabiano Eller, mas chutou para fora. Quatro minutos depois, em um ataque do Náutico, uma confusão parou o jogo na Arena Pernambuco. O meia alvirrubro Gaston deu um soco em Elton. O jogador rubro-negro revidou a agressão e os dois foram expulsos.

Jogo aberto e sorte de Fernando Miguel

Com as expulsões, o jogo ficou aberto e as duas equipes tiveram mais espaço no campo. Em contra-ataque rápido, Ananias, de frente com Fernando Miguel, quis tirar do goleiro e acabou chutando para fora. O Náutico voltou a pressionar aos 45 minutos do primeiro tempo, quando Douglas chegou na linha de fundo e tocou para Gil Mineiro chutar, mas Mansur travou a jogada.

 

SEGUNDO TEMPO

 

Pressão, pênalti e gol

O Náutico começou o segundo tempo pressionando o Vitória na busca pelo gol de empate. Logo no primeiro minuto, Fernando Miguel defendeu o chute do meia Hiltinho em dois tempos e sentiu dores na coxa. Com isso, o goleiro titular foi substituído por Roberto Fernández.

Após a entrada de Fernández, o árbitro Elmo Resende marcou pênalti do zagueiro rubro-negro Ednei no atacante Douglas. Douglas bateu no canto esquerdo do goleiro rubro-negro e empatou a partida aos 10 minutos da segunda etapa.

Náutico aperta e Vitória responde

Aos 12 minutos, empolgado com o gol com o gol de empate, o Náutico continuou no ataque e desperdiçou outra chance com Hiltinho. Dois minutos depois, o Vitória respondeu com chute forte de Diego Renan que obrigou Julio Cesar a fazer boa defesa.

Expulsão, falha rubro-negra e gol

Depois de fazer falta em Hiltinho, Mansur, lateral do Vitória, recebeu cartão amarelo. O lateral não gostou e reclamou com o árbitro, que acabou expulsando o jogador aos 27 minutos do segundo tempo. No minuto seguinte, depois de levantada de bola na área, Edinei falhou e a bola sobrou para Rafael Pereira fazer o gol e virar a partida.

Vitória tenta empate, mas acaba derrotado

A virada alvirrubra obrigou o Vitória a ir para cima mesmo com apenas nove jogadores em campo. Aos 35, Robert recebeu bom passe de Diego Renan, chutou forte, mas esbarrou em Julio Cesar. Quatro minutos depois, o rubro-negro voltou ao ataque com Robert que cabeceou por cima do gol. Guilherme Mattis e Diego Renan também tentaram, mas o Vitória acabou sendo derrotado pelo Náutico.

 

 

FICHA TÉCNICA:

Série B - 14ª rodada

Náutico 2x1 Vitória

Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE)

Data: 25/07/2015

Horário: 16h30 (de Brasília)

Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Auxiliares: Cristhian Passos Sorence (GO) e Bruno Pires (GO)

Cartões: Diego Renan, Mattis, Elton, Ednei e Mansur (Vitória). Gaston (Náutico).

Gol: Rhayner, Douglas e Rafael Pereira

 

Náutico: Julio Cesar; Guilherme (Josimar), Ronaldo Alves, Fabiano Eller, Gaston Filgueira; William Magrão, João Ananias, Gil Mineiro (Rafael Pereira), Hiltinho; Rogerinho (Pedro Carmona) e Douglas. Técnico: Lisca.

 

Vitória: Fernando Miguel; Diego Renan, Ednei, Guilherme Mattis e Mansur; Amaral, Flávio (Robert), Pedro Ken (Marcelo Mattos) e Escudero; Rhayner e Elton. Técnico: Vagner Mancini.

Histórico de Conteúdo