Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Brasil finaliza Paralimpíada de Inverno com 8º lugar no revezamento misto do cross-country
Foto: Ale Cabral / CPB

O último dia de competições dos Jogos Paralímpicos de Inverno Pequim 2022 foi marcado pelo oitavo lugar do Brasil na prova do revezamento misto do esqui cross-country na noite deste sábado (12) - horário de Brasília. A última prova com participação brasileira contou com os quatro esquiadores Aline Rocha, Cristian Ribera, Guilherme Rocha e Robelson Lula, que disputaram ainda as competições de sprint, longa e média distância durante o evento na China, desde 4 de março.

 

Cada participante completou um trajeto de 2,5 km do percurso e a equipe brasileira finalizou a prova em 34min10s, no último lugar entre os oito países finalistas. Os Estados Unidos conquistaram a medalha de ouro, a China ficou com a prata, enquanto o Canadá completou o pódio. Esta prova reúne esquiadores sentados, chamados de sitting ski, com lesões nos membros inferiores, e andantes, com comprometimento nos membros superiores e/ou deficiência visual. 

 

O Brasil era a única equipe com quatro integrantes de sitting ski. No entanto, esta foi a primeira vez, em três participações do país em Jogos de Inverno, que nosso revezamento foi composto por quatro esquiadores.

 

“Consegui manter o ritmo forte em todo o trajeto, apesar da queda que tive na curva. Consegui me manter em quinto. Mas, no geral, está todo muito de parabéns”, afirmou o paraibano Robelson Lula.

 

“Hoje a neve estava excelente, para mim, estava ótima. Acabou sendo a minha melhor volta de todas as provas nos Jogos. Foi muito bom poder participar. Foi uma diversão para a gente”, completou Aline Rocha.

 

Neste domingo (13), acontece a cerimônia de encerramento dos Jogos Paralímpicos de Inverno Pequim 2022. A festa será no estádio Ninho do Pássaro, na capital chinesa, a partir das 9h (horário de Brasília). O snowboarder gaúcho André Barbieri foi escolhido o porta-bandeira do Brasil na solenidade. 

 

A cerimônia de encerramento de Pequim 2022 terá uma diferença para a de abertura, em 4 de março. Não haverá outros membros da delegação brasileira durante o desfile no centro do estádio, porque os porta-bandeiras de todos os países participantes devem entrar no mesmo momento no centro do estádio. Na abertura, Aline Rocha e Cristian Ribera foram os porta-bandeiras do Brasil.

 

Esta é a terceira participação do Brasil em Jogos Paralímpicos de Inverno -e, desta vez, com delegação recorde. Seis atletas compuseram a missão em Pequim, sendo cinco do esqui cross-country e um no snowboard. 

 

Desde Sochi 2014 o país se faz presente nos Jogos, quando a estreia brasileira contou com dois representantes no evento. Já na cidade coreana de PyeongChang, quatro anos mais tarde, o país contou com três participantes. 

Histórico de Conteúdo