Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quinta, 17 de Fevereiro de 2022 - 10:52

Rui Costa diz que não abrirá exceção para aumentar público de jogo do Brasil em Salvador

por Anderson Ramos / Bianca Andrade / Leandro Aragão

Rui Costa diz que não abrirá exceção para aumentar público de jogo do Brasil em Salvador
Foto: Roney Suzart / Ag. Haack / Bahia Notícias

O governador da Bahia Rui Costa não pretende flexibilizar o decreto de combate ao coronavírus para aumentar o público nos estádios de futebol para receber o jogo da Seleção Brasileira. No dia 24 de março, o time Canarinho receberá o Chile na Arena Fonte Nova, pela 17ª rodada das eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. O chefe de Estado declarou nesta quinta-feira (17) que não haverá exceção para nenhum evento de qualquer natureza.

 

"Não haverá exceção a nenhum evento. 'Ah, a Seleção pode mudar o estado que vai jogar'. Pode mudar. Aí é uma decisão que não cabe a mim, cabe à CBF. Mas a Bahia não abrirá exceção para nenhum evento, nem cultural, nem esportivo, nem festivo", declarou.

 

Nos dois últimos jogos que disputou em casa, o Brasil recebeu um público muito maior. Mais de 22 mil pagantes na Neo Química Arena em novembro de 2021 na vitória sobre a Colômbia por 1 a 0. Em fevereiro deste ano, a goleada de 4 a 0 aplicada no Paraguai teve a presença de mais de 32 mil torcedores nas arquibancadas do Mineirão. No momento, o Governo da Bahia só permite até 1.500 pessoas nos estádios baianos. Porém, Rui indicou que pode aumentar esse número, mas de forma gradativa com base nos dados da Covid-19 que forem apresentados até o início do mês de março.

 

"Se o número continuar em queda até o final do mês, nós iniciaremos o mês de março com um retorno às condições anteriores, e vamos flexibilizar. Então se hoje é 1.500, nós podemos, se esse número continuar caindo, nos primeiros dias de março volta a 3 mil, se continuar caindo, para 5 mil, e assim sucessivamente", pontuou.

 

Na última terça (15), os presidentes da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, da Federação Bahiana de Futebol (FBF), Ricardo Lima, se reuniram com executivos da Arena Fonte Nova para tratar do jogo do Brasil na capital baiana (leia aqui). A última vez que a seleção jogou em Salvador foi no dia 18 de junho de 2019, pela segunda rodada da primeira fase da Copa América daquele ano. O time Canarinho ficou no empate sem gols com a Venezuela, justamente no gramado da Fonte Nova.

 

Nas eliminatórias da Copa de 2022, o Brasil é o líder da tabela com 39 pontos, quatro a mais do que a Argentina, que é a segunda colocada. Os dois países já garantiram vaga no Mundial que será disputado no Catar.

Histórico de Conteúdo