Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Quinta, 27 de Janeiro de 2022 - 20:10

Em jogo marcado por expulsões, Brasil empata com o Equador pelas eliminatórias da Copa

por Nuno Krause / Bruno Leite

Em jogo marcado por expulsões, Brasil empata com o Equador pelas eliminatórias da Copa
Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Em jogo repleto de intervenções de arbitragem, o empate do Brasil sobre o Equador ficou em segundo plano. Os gols de Casemiro e Félix Torres, que determinaram o placar final, foram detalhes diante do que aconteceu no Estádio Rodrigo Paz Delgado, em Quito (ECU). 

 

O jogo foi válido pela 15ª rodada das eliminatórias sul-americanas. O Brasil segue na liderança, com 36 pontos, e já está classificado para a Copa do Catar, prevista para começar no dia 22 de novembro deste ano. 

 

Aos 14 minutos da etapa inicial, o goleiro equatoriano Domínguez deu início às paralisações. Em dividida com Matheus Cunha, o arqueiro levantou demais o pé e acertou o rosto do centroavante brasileiro. Resultado: expulsão e falta para Philippe Coutinho cobrar, para fora. 

 

Aliás, nem mesmo Coutinho teve um retorno digno à titularidade da Seleção. Afinal, Emerson Royal levou o segundo amarelo aos 19 e também foi expulso. O meia do Aston Villa, que tenta recuperar a forma para chegar à Copa do Mundo, foi substituído por Daniel Alves após o ocorrido.

 

E o Brasil quase saiu no prejuízo, pois o goleiro Alisson também ia sendo expulso, aos 25. Após consulta ao VAR, contudo, o árbitro Wilmar Roldán voltou atrás na decisão e deu apenas amarelo ao brasileiro. 

 

A etapa final até começou com um susto para o Brasil. Aos três minutos, Estrada marcou um gol após uma bobeada da defesa, mas não valeu. A bola tinha saído pela linha de fundo no lance que originou o tento.

 

A arbitragem voltou a ser protagonista aos 9. Estupiñán fez jogada individual dentro da área e caiu após dividida com Raphinha. Roldán apontou pênalti com segurança. O VAR novamente foi decisivo, e fez o árbitro voltar atrás. 

 

A pressão do Equador finalmente funcionou aos 30 minutos, quando Félix Torres, de cabeça, empatou e deu números finais à partida.

 

Uma nova intervenção do VAR voltou a acontecer nos minutos finais da partida, quando a ferramenta foi usada para analisar uma dividida do goleiro do time brasileiro com Ayrton Preciado. Alisson havia sido expulso por conta do segundo cartão amarelo, mas teve a decisão corrigida após o árbitro consultar as imagens.

 

O Brasil atuou com: Alisson; Emerson (expulso), Éder Militão, Thiago Silva e Alex Sandro; Casemiro, Fred e Philippe Coutinho (Daniel Alves); Raphinha (Antony), Vinícius Júnior (Gabriel Jesus) e Matheus Cunha (Gabriel). 

Histórico de Conteúdo