Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Terça, 17 de Agosto de 2021 - 00:00

FBF consulta e governo da Bahia avalia retomar público aos estádios em setembro

por Matheus Caldas

FBF consulta e governo da Bahia avalia retomar público aos estádios em setembro
Fonte Nova recebeu Copa América em 2019 | Foto: Tiago Caldas / Bahia Notícias

A Federação Bahiana de Futebol (FBF) enviou um ofício ao governo do estado solicitando a autorização para o retorno do público aos estádios de futebol na Bahia. A informação foi revelada nesta segunda-feira (16) ao Bahia Notícias pelo secretário do Trabalho, Emprego e Renda do Estado da Bahia (Setre), Davidson Magalhães.

 

De acordo com o gestor, o projeto, pleiteado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), pede pelo menos que 30% do espaço nos estádios sejam liberados para a presença dos torcedores no país a partir do dia 12 de setembro. “Tivemos uma conversa aqui dentro do governo. Recebemos esse ofício. Vamos estudar essa demanda que foi feita pela federação, em nome da CBF, pra ver se a gente consegue montar um protocolo para que comece paulatinamente, dependendo, claro, do comportamento da pandemia", explica, em entrevista ao Bahia Notícias.

 

Segundo Magalhães, ele já repassou a demanda ao governador Rui Costa (PT). Nesta semana, deve haver uma reunião entre membros do governo baiano para discutir sobre o tema. "E, quem sabe, já montar uma comissão pra estudar um protocolo e ver a sugestão da CBF, e ver como a gente vá atuar na Bahia, caso se opte pelo retorno paulatino das torcidas no campo de futebol", pontua. 

 

Na visão do titular da Setre, dois pontos são importantes para avançar na liberação: os números da pandemia e a situação dos estádios no Brasil. "Tem que se ficar atento para que os clubes baianos não sejam prejudicados, porque outros vão começar a ter público, e a gente pretende avaliar esses dois elementos: o comportamento nacional e, principalmente, a situação da pandemia na Bahia", detalha.

 

SITUAÇÃO EM OUTROS ESTADOS

Enquanto na Bahia a situação é avaliada, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda que as praças esportivas paulistas poderão receber novamente o público a partir do dia 1º de novembro.

 

“O futebol terá também o seu protocolo. Com a liberação dos estádios em São Paulo a partir do dia 1° de novembro, com protocolos, assim como a Fórmula 1, para garantir a volta gradual e segura das torcidas aos estádios de futebol. Oportunamente divulgaremos isso em conjunto com a FPF (Federação Paulista de Futebol) e a CBF (Confederação Brasileira de Futebol)”, declarou, em coletiva de imprensa, de acordo com o Lance!. 

 

Marcado por ser um clube reacionário ao veto do público nas praças esportivas, o Flamengo, até o momento, é a única agremiação da Série A autorizada a ser autorizado a levar torcedores aos estádios. Isto foi possível graças a uma decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que condicionou a liberação à legislação do município onde as partidas serão liberadas - é o caso de Brasília, por exemplo, onde o rubro-negro carioca joga nesta quarta-feira (18), contra Olímpia (Paraguai), pela Libertadores, numa partida que deve ter 30% do Estádio Mané Garrincha liberado para receber público.

 

A autorização foi contestada por clubes, CBF e Federação Paulista de Futebol (FBF), que alegam tratamento desigual dispensado ao Flamengo em relação às demais agremiações da Série A - até o momento, o Bahia e outros 12 clubes da Primeira Divisão não se pronunciaram sobre o tema.

 

Os estádios de futebol estão fechados para público no Brasil desde março do ano passado, quando foram iniciados os primeiros protocolos para barrar o avanço da Covid-19 no país. Durante este tempo, poucos jogos tiveram a presença limitada de torcedores e convidados, como nas finais da Libertadores de 2020, entre Palmeiras e Santos, e da Copa América deste ano, que pôs em disputa Brasil e Argentina, ambas realizadas no Maracanã.  

Histórico de Conteúdo