Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Jardine descarta favoritismo do Brasil nas quartas de final: 'Camisa por si só não joga'
Foto: Lucas Figueiredo / CBF

O Brasil vai encarar o Egito nas quartas de final do torneio de futebol masculino dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. A seleção brasileira terminou na primeira colocação do Grupo D, enquanto os egípcios ultrapassaram a Argentina na chave C ficando com o segundo lugar. O técnico André Jardine descartou o favoritismo do time Canarinho na reta decisiva da briga pela medalha de ouro.

 

"Se a gente analisar as três partidas que fizemos na primeira fase, a gente percebe que a camisa por si só não joga. As seleções com menos tradição fizeram jogos tão difíceis e duros quanto a Alemanha. Fizemos uma grande estreia, talvez a melhor atuação, no primeiro jogo, contra o time de mais tradição. O segredo é o que a gente vem falando desde a primeira partida, respeitar todo mundo da mesma maneira, nos preparar demais, estudar o adversário em todos os seus detalhes e focar muito na gente, no nosso espírito, nossa maneira de jogar, e dar condição à equipe de se impor contra o adversário, independente de quem seja, que prevaleça a seleção brasileira, suas ideias e seus jogadores. Que respeite todo mundo, mas se imponha no jogo", afirmou.

 

Na manhã desta quarta-feira (28), o Brasil empatava com a Arábia Saudita até os 30 minutos do segundo tempo, quando Richarlison marcou duas vezes decretando a vitória brasileira por 3 a 1. Antes do compromisso contra os árabes, o time Canarinho havia empatado em 0 a 0 com a Costa do Marfim, que se classificou na segunda posição superando a Alemanha, que terminou em terceiro.

 

Em novembro do ano passado, Brasil e Egito disputaram um jogo amistoso. Os egípcios levaram a melhor sobre os brasileiros ganhando o duelo por 2 a 1. Nas quartas de final em Tóquio, as duas seleções se enfrentam no próximo sábado (31), às 7h no horário de Brasília, em Saitama.

Histórico de Conteúdo