Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Natação: Brasil decepciona e fica em último no revezamento 4x100m livre; EUA é ouro
Foto: Divulgação / COB

O Brasil decepcionou no revezamento 4x100m livre da natação nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Na madrugada desta segunda-feira (26), a equipe formada pelo baiano Breno Correia, Gabriel Santos, Pedro Spajari e Marcelo Chierighini, ficou na oitava e última colocação com o tempo de 3min13s41. A medalha de ouro ficou com os Estados Unidos que fecharam a disputa em 3min08s97. A Itália ficou em segundo com 3min10s11, enquanto a Austrália completou o pódio em 3min10s22.

 

"O resultado ficou abaixo do que esperávamos ou sonhávamos. Esperávamos brigar por pódio ou até mesmo ganhar a prova. Vamos analisar o que melhorar na prova e no ciclo como um todo", lamentou Breno.

 

O time brasileiro tinha chances de brigar por medalha. Inclusive, Breno Correia abriu mão da prova dos 200m livre para poupar energias apenas para o revezamento (lembre aqui).

 

"Foi um ciclo atípico de cinco anos, com uma pandemia no meio e conseguimos ajustar, passar por cima bem. Tinha os 200m livre, estava inscrito e resolvi abdicar por conta do revezamento ser uma chance real de medalha. Ficar entre os oito melhores do mundo é um resultado considerável, é bom para o currículo", completou.

 

Esta foi a 10ª conquista dos Estados Unidos no revezamento 4x100m livre. A primeira medalha de ouro americana na prova foi em 1964 justamente em Tóquio. Depois eles repetiram a cena em México-1968, Munique-1972, Los Angeles-1984, Seul-1988, Atlanta-1996, Pequim-2008 e no Rio-2016.

Histórico de Conteúdo