Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Sábado, 28 de Novembro de 2020 - 09:40

Arnaldo Lira lamenta eliminação do Bahia de Feira e cita 'ano atípico'

por Ulisses Gama

Arnaldo Lira lamenta eliminação do Bahia de Feira e cita 'ano atípico'
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

O Bahia de Feira perdeu para o Tupynambás por 1 a 0 na última sexta-feira (27) em plena Arena Cajueiro e foi eliminado da Série D do Campeonato Brasileiro. A derrota foi lamentada pelo técnico Arnaldo Lira, que citou o domínio da equipe no jogo, mas lamentou principalmente a campanha que acabou marcada por um surto de Covid-19 no elenco. 

 

"A gente dominou, mas tomamos um gol bobo. Ficou mais fácil para quem quer se defender. A gente tentou, fez mudanças. Ao longo dessa trajetória tivemos problemas, 18 jogadores com Covid... Quando eu cheguei, tinham dez jogadores no departamento médico. E só contratamos jogadores daqui mesmo... Fomos fazendo em cima da hora", disse, em entrevista ao Bahia Notícias.

 

Lira também reclamou do comportamento do adversário, que fez de tudo para retardar o tempo durante os 90 minutos.

 

"Criamos muito, perdemos gols que a gente não costuma perder. E Série D você sabe, né? Muita cera, o juiz não tem comando. A cera ainda prevalece no futebol brasileiro, principalmente na Série D", lamentou.

 

Disposto a permanecer no clube, o comandante disse que não sabe sobre o seu futuro. Ele revelou que terá uma conversa com a diretoria do Tremendão na próxima semana.

 

"Fiz um trabalho que era pra ser feito dentro de um ano atípico de pandemia. Se eu continuar, estou aqui para ajudar. Mas são eles que vão decidir. Estou indo para Fortaleza e na semana que vem vamos conversar", indicou.

 

O Bahia de Feira terminou a primeira fase no quinto lugar, com 18 pontos conquistados.

Histórico de Conteúdo