Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

CBF não vai obrigar todos no Brasileiro a fazerem testes; estádio será 'igual ao shopping'
Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Nem todos que estarão nos estádios no retorno do Brasileirão serão obrigados a passar por testes de Covid-19. Em entrevista para O Globo, o presidente da comissão médica da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Jorge Pagura, explicou que os exames no Campeonato Brasileiro só serão obrigatórios para árbitros jogadores e técnicos e que demais funcionários apenas passarão por análise de temperatura, como nos shoppings centers que já estão em funcionamento. 

 

“Quem vai estar sem máscara, como jogadores e o técnico, nós vamos testar. As outras pessoas ficarão com equipamentos de proteção e distanciamento social”, declarou Pagura ao jornal. “É igual ao shopping. Não pedem exame para entrar. Testam a temperatura”, comparou o médico da CBF. 

 

O número máximo de profissionais que vão poder ocupar o estádio, considerando todos os tipos de atividades, é de 300 pessoas para jogos a Série A. De acordo com a entidade máxima de futebol no país, a dinâmica das medidas de segurança e a obrigatoriedade dos testes pode mudar caso haja surtos do vírus ou novas evidências científicas.

 

Por enquanto, os profissionais que não precisarem apresentar exames e foram trabalhar nos estádios só poderão entrar nas instalações com uso obrigatório de máscara e com a temperatura inferior a 37,5°C.

 

Os testes em jogadores, técnicos e árbitros serão feitos 72h antes das partidas e bancados pela CBF em convênio com o Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Os estádios serão higienizados 4 horas antes do início das partidas e algumas restrições precisam ser seguidas ao longo dos 90 minutos de jogo, como restrições em comemorações, cuspes no gramado, higiene nasal em campo e troca de camisas entre jogadores. O descumprimento de um desses aspecto pode levar o jogador a penalidades, envolvendo advertências ou até multas. 

Histórico de Conteúdo