Duas brasileiras vão disputar vaga na Academia de Pilotos da Ferrari
Júlia Ayoub | Foto: Divulgação / RF1

Duas brasileiras estão entre as 20 pilotas selecionadas para disputar uma vaga na Academia de Pilotos da Ferrari. Nesta quinta-feira (25), a brasileira Antonella Bassani anunciou que vai se juntar à compatriota Júlia Ayoub, que já havia confirmado sua participação no programa nesta quarta (24). A iniciativa é feita em parceria entre a escuderia italiana de Fórmula 1 e a Federação Internacional do Automóvel (FIA) é chamada de "FIA Girls on Track", que significa garotas na pista, para promover as mulheres no automobilismo.

 

"Estou muito feliz por estar entre as selecionadas para o FIA Rising Stars! Temos cada vez mais meninas talentosas, e esse apoio é super importante para que a gente possa trilhar um caminho de sucesso nas pistas. Vou me dedicar bastante e me preparar da melhor forma possível para cada um dos desafios. Com certeza, será um aprendizado e uma experiência incrível", afirmou Antonella.

 

Júlia, Antonella e as outras 18 concorrentes, de vários países do mundo, vão participar de uma seletiva no circuito de Paul Ricardo, na França. O autódromo vai receber uma etapa da temporada 2020 de F1 em outubro. As garotas vão brigar por 12 vagas nos campos de treinamento de kart e Fórmula 4. As quatro melhores serão escolhidas para um curso na Academia de Pilotos da Ferrari em novembro. A vencedora vai ganhar um contrato com a academia para correr a temporada de 2021 da F4, primeiro degrau após o kart para chegar à principal categoria do automobilismo.

 

Júlia pilota kart desde 2016 e já participou de campeonatos europeus e mundial na categoria júnior no ano passado. Enquanto Antonella, que é apoiada pela pilota Bia Figueiredo, é também uma das revelações do Kart brasileiro e já disputou competições nacionais, sul-americanas e na Europa.

Bia Figueireido e Antonella Bassani | Foto: Divulgação

 

"É muito legal ver que finalmente estão olhando para as mulheres no automobilismo como uma oportunidade de buscar novos talentos. Isso pode agregar muito à categoria como um todo. Acredito que esse programa tem tudo para inspirar próximas gerações de pilotos femininas e vou fazer o meu melhor para conquistar essa vaga na Academia de Pilotos da Ferrari", disse Júlia.

 

Esta é a primeira iniciativa do Girls On Track da FIA. Outras equipes de Fórmula 1, que tem programas de desenvolvimento de pilotos, deverão copiar a ação da Ferrari.

Histórico de Conteúdo