Mesmo com bom desempenho, Cristóvão Borges é demitido do Atlético-GO
Foto: Divulgação / Atlético-GO

O Atlético Goianiense demitiu o técnico Cristóvão Borges na noite desta terça-feira (25). O time estava tendo um bom desempenho em campo e fazia uma boa campanha no Campeonato Goiano, além de garantir vaga na segunda fase da Copa do Brasil. Porém, a diretoria não estava satisfeita com o trabalho do treinador no dia a dia.

 

Os números comprovam a boa fase do Dragão sob comando de Cristóvão Borges. Em sete jogos disputados, a equipe venceu quatro, empatou dois e perdeu apenas um, o que significa um aproveitamento de 66%. Inclusive, o time venceu o clássico contra o Goiás por 3 a 0 no dia 16 de fevereiro. E também aplicou duas goleadas, uma sobre o Goiânia por 5 a 0 e em cima do Anápolis pelo placar de 5 a 1.

 

O Atlético-GO realizou toda a pré-temporada sem treinador, sendo dirigido pelo auxiliar Eduardo Souza, que comandou o time na primeira rodada do estadual, onde venceu o Grêmio Anápolis por 2 a 0, no dia 23 de janeiro. Dois dias depois, Cristóvão Borges foi apresentado no clube. Antes de assumir o Dragão, ele já dirigiu equipes como Vasco, Fluminense, Bahia, Athletico-PR e Corinthians. Após deixar o Cruz-Maltino, Cristóvão se dedicou aos estudos para retomar a carreira de treinador.

 

A diretoria do clube goiano entende que mesmo sem um técnico efetivo, o trabalho da comissão técnica permanente foi e pode continuar sendo importante para o time. Na tabela de classificação do estadual, o Dragão é o vice-líder com 14 pontos, dois a menos do que o Jaraguá, que é o primeiro. O time volta ao gramado no sábado (29), para encarar o líder da competição, no estádio Olímpico, pela oitava rodada.

Histórico de Conteúdo