Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Procuradoria do STJD diz que vai analisar caso do Internacional com parcimônia
Procurador Felipe Bevilacqua | Foto: Divulgação

A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) declarou, através de nota na noite da última quarta-feira (31), que o procurador-geral Felipe Bevilacqua vai analisar o caso do Internacional com parcimônia. O comunicado desmete as declarações atribuídas a Bevilacqua de que o Colorado não seria excluído de qualquer competição.

 

O inquérito do STJD concluiu que o Inter usou e-mails falsificados no caso Victor Ramos, a fim de comprovar erro no registro de transferência do atleta (leia mais). A punição máxima ao clube seria a exclusão da disputa do Campeonato Brasileiro.

 

Além do clube, o ex-presidente do Colorado Vitório Piffero, o ex-diretor jurídico Giovani Gazen e os advogados Felipe Baumann, Daniel Cravo, Rogério Pastl e Diego do Canto, além do ex-gerente de futebol do Vitória, Anderson Barros também podem ser denunciados. A pena para eles seria a de suspesão. Durante a quarta-feira, advogados de alguns clubes brasileiros enviaram um carta ao STJD defendendo a agremiação gaúcha (saiba mais).

 

A Procuradoria do STJD vai analisar o caso e decidir se denuncia ou não o Inter e os citados. O processo será tratado como especial e até a próxima semana já deverá ter um pronunciamento da procuradoria. Confira a nota na íntegra:

 

A Procuradoria da Justiça Desportiva, em nome de seu Procurador-geral Felipe Bevilacqua esclarece que ainda vai analisar com parcimônia o relatório conclusivo do inquérito nº 012/2017 e irá oferecer a denúncia nos termos que entender cabível. Bevilacqua esclarece ainda que não se manifestou a favor ou contra qualquer tipo de punição, tendo em vista que não é competente para aplicar penalidades.Cabe aos Auditores avaliarem a gravidade do fato e a dosimetria na aplicação da pena em conjunto com as provas.


O Procurador-geral ressalta ainda que a divulgação de matéria afirmando que o clube não será excluído imputada ao Procurador-geral não possui veracidade e que em momento algum se posicionou quanto ao caso em concreto.

Procuradoria da Justiça Desportiva

Histórico de Conteúdo