Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

ONG suíça se manifesta contra regras comerciais da Fifa durante a Copa
Foto: Divulgação / Solidar Suisse
A ONG Solidar Suisse lançou neste fim de semana uma campanha contra as regras comerciais exclusivas da Fifa na Copa do Mundo de 2014 no Brasil. De acordo com a entidade, as leis impostas pela Federação e aceitas pelo governo brasileiro estabelecem uma proibição da atuação dos vendedores de rua nas proximidades dos estádios. A Solidar Suisse acusa a Fifa de ignorar as reivindicações dos vendedores e, desde que os estádios foram entregues à tutela da entidade, se tornaram "ilhas" dentro do território nacional onde valem leis extraordinárias. A campanha visa uma possível reversão de tais regras pelo presidente Joseph Blatter antes do dia 12 de junho. "Blatter pode ainda intervir a favor desses vendedores, sob a pressão da opinião pública", alega a ONG. Em dois dias, a campanha coletou mais de 2 mil cartas que serão entregues à sede da Fifa, em Zurique. O governo reate as alegações com o exemplo das baianas de acarajé em Salvador, que entraram em acordo com os organizadores para a venda do produto. Confira o vídeo da campanha em francês:



Histórico de Conteúdo