Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Marin promete briga da CBF por Diego Costa, mas Parreira discorda
Foto: Glauber Guerra / Bahia Notícias
Apesar de Diego Costa já ter anunciado a decisão de defender a Espanha, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, ainda não desistiu de contar com o jogador na Seleção Brasileira. Durante o lançamento da versão final do Catálogo de Centros de Treinamento de Seleções (CTS) para a Copa, em São Paulo, que vai brigar até o fim para que o jogador defenda a Seleção Brasileira, o dirigente falou sobre o assunto.

 
“O Brasil vai lutar até o fim pela inscrição do jogador. Nós tivemos contato direto com o presidente da Federação da Espanha. Falamos do nosso desejo, da nossa disposição de fazer os esforços, dentro da maior diplomacia possível, e nós iremos até a última instância. É claro que eu reconheço que a palavra final é do jogador. Parece que ele já decidiu, mas esse não é o último episódio. O Brasil vai lutar até o fim”, disse. 

 
No entanto, o posicionamento do presidente não é o mesmo do coordenador técnico Carlos Alberto Parreira. O ex-técnico lavou as mãos e disse que não vai brigar mais pelo atacante.

 
“Para mostrar que existe um processo democrático, sou contra a CBF. Fui totalmente favorável para a CBF brigar pelo jogador. A partir de agora, eu, Parreira, não vou brigar mais. Não podemos ser culpados por omissão. Mas se o jogador diz que não quer jogar, eu não o traria mais para a Seleção. O processo se esgotou. Está encerrado, vai prevalecer a decisão do jogador 


Histórico de Conteúdo