Segunda, 10 de Setembro de 2012 - 23:53

Neymar faz três e Brasil goleia China por 8 a 0

por Felipe Santana

Neymar faz três e Brasil goleia China por 8 a 0
Foto: Rafael Ribeiro / CBF
Depois de um triunfo sobre a África do Sul, em São Paulo, marcado por vaias e protestos da torcida, o Brasil voltou a campo na noite desta segunda-feira (10), no Estádio do Arruda, para mais um amistoso. Sobrou para fraca seleção da China. Com três gols de Neymar, o time canarinho não teve dificuldades e aplicou uma histórica goleada de 8 a 0. Foi o resultado mais amplo da 'Era Mano Menezes', que no cargo desde julho de 2010 nunca venceu uma seleção por mais de quatro gols de diferença.
 
Brasil manda e faz dois gols
A única novidade da equipe em relação ao último amistoso, realizado em São Paulo, o atacante Hulk deu início ao primeiro lance de perigo da seleção. Aos 6, o novo centroavante do Zenit tocou para Oscar, que girou e cruzou na medida para Neymar. O craque santista cabeceou e assustou. Pouco depois, após cobrança de escanteio, o zagueiro David Luiz caiu grande área, pediu pênalti, que não existiu, e o árbitro mandou seguir. A China dava sinais que seria presa fácil. Aos 21, Lucas acertou um belo chute de fora e o goleiro Zeng Cheng fez boa defesa. O gol brasileiro era questão de tempo. No minuto seguinte, o volante Ramires disparou pelo lado esquerdo, tabelou com Oscar, autor de um lindo passe de calcanhar, e ficou de frente para o goleiro. O camisa 8 tocou na saída do goleiro chinês e saiu para comemorar. Brasil 1 a 0. O ‘maestro’ Oscar, aos 25, provou mais uma vez porque é o dono da camisa 10 brasileiro. O meia rolou para o meia da grande área e, sem marcação, Neymar só tocou para o fundo da rede. 
 
China só assiste
A seleção chinesa chegou ao ataque em uma cobrança de falta, que passou sem levar muito perigo. O time canarinho. Aos 32, Neymar dominou a bola pela esquerda e tentou retribuir o ‘presente’ dado por Oscar no segundo gol. O atacante do Santos fez jogada individual, rolou para o meio, porém, o meia do Chelsea pegou muito embaixo e acertou o travessão. Aos 41, Neymar brincou, efeitou o lance e desperdiçou uma grande oportunidade. O camisa 11 fintou o zagueiro duas vezes e tentou o toque por cobertura, sem êxito. A bola voltou para o atacante que conseguiu finalizar, mas Liu Jianye chegou a tempo e afastou o perigo.

Virou treino
O Brasil voltou disposto a matar o jogo e fez isso com muita rapidez, em menos de dez minutos. Aos 2, Hulk fez boa jogada e deixou Lucas na cara do gol. O meia do São Paulo bateu no canto e marcou o terceiro do Brasil. A goleada foi questão de tempo. Aos 6, Neymar finalizou de fora e acertou o travessão. O rebote parou nos pés de Hulk, que ajeitou para perna esquerda e bateu forte, no cantinho. Brasil 4 a 0 China. Na comemoração, o centroavante formado nas categorias de base do Vitória mostrou uma camisa, com a frase ‘100% Nordeste, e foi muito aplaudido pelos pernambucanos. Muito pouco tempo para comemorar e, dois minutos depois, o atacante Neymar deixou mais um. Marcelo avançou pelo lado esquerdo e cruzou rasteiro. O fraco sistema defensivo chinês apenas assistiu e o craque santista, sem marcação, tocou para o fundo da meta. Resultado positivo confirma e uma sobrevida ao comandante Mano Menezes, sempre muito criticado pelos últimos resultados e atuações canarinhas. 

 ‘Replay’ e mais gols
Oscar, autor de duas assistências na primeira etapa, apareceu mais uma vez e foi decisivo no sexto gol brasileiro, o terceiro de Neymar. Aos 14, o meia do Chelsea teve liberdade e cruzou na medida para o craque santista, de primeira, só ter o trabalho de desviar para balanças as redes, de novo. Os chineses chegaram com perigo apenas uma vez em toda partida. Aos 24, após cobrança de escanteio, Gao Lin desviou no primeiro pau e o goleiro Diego Alves, mero espectador da partida, fez uma bela defesa. O quase gol chinês se transformou no lance do sétimo tento brasileiro. O zagueiro Liu Jianye tentou cortar a bola do meia Lucas, em lance na grande área, e marcou contra o próprio gol, sem querer. O amistoso ganho ritmo, acima do esperado, de um simples treinamento. Aos 29, Marcelo se chocou com o zagueiro e sofreu pênalti. Oscar bateu forte e marcou mais um. Brasil 8 a 0.


Ficha Ténica - Amistoso
Brasil x China
Local: Estádio do Arruda, em Recife
Gols: Neymar (3x), Lucas, Hulk, Oscar, Liu Jianye (contra) e Ramires (Brasil)
Público:29.658 
 
Brasil: Diego Alves; Daniel Alves (Adriano), Dedé, David Luiz (Réver) e Marcelo; Rômulo (Sandro), Ramires (Arouca), Oscar (Leandro Damião) e Lucas; Hulk e Neymar (Jonas). Técnico: Mano Menezes.
China: Zeng Cheng; Zhao Peng, Liu Jianye, Tang Miao e Liu Jian; Yu Yang, Zhao Xuri, Hao Junmin (Zhang Yuan) e Lu Peng; Gao Lin (Yang Xu) e Zhu Ting. Técnico: Camacho

Histórico de Conteúdo