Domingo, 17 de Maio de 2020 - 11:35

Boletim 4x4: Off Road de luto se despede de Coxim

por Alexandre Reis


 

Uma das figuras mais ativas do off road baiano e sergipano, David Lee, mais conhecido como Coxim, faleceu neste sábado (16), deixando o hobby de luto após ser mais uma vítima da pandemia. Nascido em 18 de abril de 1964, ele havia acabado de completar 56 anos, sendo cerca de 10 dedicados a sólidas contribuições ao 4x4. Um cara que vai deixar saudades, inclusive entre aqueles que não gostavam muito do jeito sincero e direto que lhe era característico. Do Boletim 4x4, ele sempre foi um parceiro e colaborador. 
 
Antes de entrar para o off road, Coxim fazia trilhas de moto. Mas logo optou pelo carro porque, como disse em uma entrevista gravada há três anos para o documentário Loucos por Chão, durante uma brincadeira em um dos seus locais prediletos – a Camalheira, em Camaçari –, o espírito de união era maior. Veja abaixo um trecho dessa entrevista, na qual Coxim está ao lado da filha e jipeira Lana Lee


O sempre sorridente e brincalhão Coxim dizia, na mais absoluta seriedade, que o 4x4 possibilitava a formação de famílias que não eram de berço. Por isso, costumava criticar sem pena quem estava no hobby apenas para se exibir ou ganhar dinheiro. E ele, desbravador de trilhas, formou e fez parte de várias famílias. Muitos desses irmãos, primos, tios ou filhos emprestados foram “puxados” por Coxim, que sempre se dispôs a ajudar, tanto que criou um grupo de WhatsApp só para resgate de viaturas atoladas ou quebradas.
 
Fez parte de diversos grupos de off road, como o Lindos da Trilha e o Dissidentes, talvez os mais marcantes na trajetória desse jipeiro que podia ser ao mesmo tempo doce e brigão. Era admirado tanto pelos clubes de Bahia quanto de Sergipe, estado onde também amava brincar e participar das prospecções de novas trilhas, deixando várias amizades e lembranças positivas. Não é à toa que, na despedida, recebeu incontáveis homenagens (veja no final deste texto uma coleção delas).
 

 
Coxim, com seu preparado Troller mostarda, veículo de resgate, sempre vestiu a camisa do 4x4. Além de ajudar os grupos, participava ativamente de ações solidárias e também em prol do Dia do Jipeiro. Era uma das mais importantes vozes do off road baiano junto à imprensa especializada ou não. Relembre abaixo uma das entrevistas concedidas por ele em um dos eventos organizados em parceria com os clubes e com o Boletim 4x4.  
 

 
Nos últimos anos, um dos prazeres de Coxim era, além de comer churrasco à beira do rio, ser zequinha da filha, Lana Lee. O Boletim 4x4 presta todas as homenagens a Coxim e se solidariza neste momento de dor com Lana e todos os familiares do "japa" mais baiano do off road. Um jipeiro que não passou em branco e que sempre será lembrado nas resenhas da turma. 
 
Grupos e amigos prestam homenagens
 
Separamos abaixo algumas das homenagens feitas por grupos de 4x4 da Bahia e de Sergipe a Coxim, bem como de amigos e colegas de trilha. Dá para perceber o quanto ele era querido. Confira: 
 






 

Histórico de Conteúdo