A equipe de TV da Record e radialistas de emissoras de rádio de Salvador foram expulsos pela torcida do Bahia, nesta sexta-feira (17), durante o lançamento do movimento “Bahia da Torcida”, que pede a democratização do clube e a renúncia do atual presidente Marcelo Guimarães Filho. Conforme apurou o Bahia Notícias, o repórter da TV Itapoan (Rede Record) Jutan Araujo tentou entrar com no link ao vivo do programa “Cidade Alerta”, apresentado por Adelson Carvalho, quando os torcedores começaram a protestar e exigir a retirada dos profissionais de imprensa da emissora. Diante do tumulto, a Polícia Militar interveio nos protestos e solicitou, para segurança de todos, que toda a equipe da Record deixasse o espaço, o que foi atendido imediatamente. Conforme relatos de testemunhas, o repórter da Record teria sido confundido com o apresentador da emissora José Eduardo, o Bocão. Ao perceberem uma suposta presença do jornalista que apresenta o programa Se Liga Bocão, torcedores começaram a xingar e gritar palavras de baixo calão contra Bocão. Logo após a saída da equipe, os ânimos dos torcedores, que voltaram a exigir a saída de MGF, foram acalmados. Além dos profissionais da Record, alguns radialistas conhecidos de emissoras da capital baiana também foram alvos de protestos e tiveram de deixar o local reservado para o evento na Arena Fonte Nova. Ainda não há informações de quais radialistas foram alvos da revolta tricolor.
 

Histórico de Conteúdo