Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Terça, 28 de Junho de 2022 - 20:54

Bahia aproveita bem as chances contra o Brusque e volta a vencer na Série B

por Nuno Krause

Bahia aproveita bem as chances contra o Brusque e volta a vencer na Série B
Fotos: Bruno Queiroz / EC Bahia

Não foi uma grande apresentação do Bahia, mas foi o suficiente para o time voltar a vencer na Série B. Preciso, o Esquadrão aproveitou as chances que teve e bateu o Brusque por 2 a 0, nesta terça-feira (28), no estádio Augusto Bauer, em Santa Catarina. 

 

O triunfo foi construído por Rezende, que balançou as redes pela primeira vez com a camisa tricolor, e Rodallega, que já marcou várias vezes, mas já não o fazia há seis partidas. 

 

O resultado leva o Bahia aos 28 pontos, e o mantém na terceira colocação da Série B do Brasileirão após 15 rodadas. 

 

O Esquadrão volta a campo no próximo domingo (3), contra o Grêmio, pela 16ª rodada da Série B do Brasileirão. Esse jogo será disputado na Arena Fonte Nova, a partir das 16h. 

 

O JOGO

A primeira finalização do Bahia ocorreu aos 10 minutos, com Rildo. De fora da área, o atacante arriscou de direita, nas mãos de Jordan. 

 

No rebote 

 

O gol saiu aos 13, em jogada que envolveu o próprio Rildo. O atacante cabeceou forte após cruzamento de Daniel, Jordan deu rebote e Rezende mandou para dentro. 

 

O Brusque criou pela primeira vez aos 27. Após cruzamento da esquerda, Crislan desviou de cabeça e Pará pegou a sobra. O lateral bateu forte, cruzado, e a bola passou perto. Aos 31, Alex Ruan recebeu a bola na esquerda, tentou cruzamento e quase acertou o gol. 

 

Empolgada na busca pelo empate, a equipe catarinense apareceu novamente aos 36. Airton chegou na linha de fundo, cruzou, e Ignácio cabeceou contra o próprio gol. Danilo Fernandes se esticou para salvar o Bahia. Na cobrança de escanteio, Crislan subiu sozinho de cabeça, mas mandou para fora. 

 

Logo minuto seguinte, Pará cruzou da direita, Alex Sandro cabeceou e Danilo Fernandes estava bem posicionado novamente para ficar com a bola. 

 

Fim do jejum 

 

Apesar da pressão do Brusque, foi o Esquadrão que marcou. Aos 46, Rildo avançou pela esquerda e encontrou Rodallega livre na grande área. O camisa 9 tocou com categoria de esquerda para acabar com seu jejum de seis jogos sem gols. 

 

Segundo tempo

 

Na volta do intervalo, Daniel teve a chance de ampliar logo aos seis minutos. Da entrada da área, o camisa 10 tentou colocado, mas Jordan estava bem colocado e defendeu. 

 

O Brusque respondeu aos 10, com Alex Ruan. O atacante recebeu de costas, girou e chutou forte de fora da área. Danilo Fernandes encaixou. 

 

Aos 22, Álvaro invadiu a área pela esquerda e o goleiro do Esquadrão teve de sair para abafar o lance e mandar para escanteio. 

 

Os mandantes não desistiram do ataque, e apareceram novamente aos 33. Júnior Todinho recebeu belo passe de Balotelli e tentou por cobertura. Danilo Fernandes saiu bem novamente e defendeu. 

 

A última chance ainda foi do Bahia. Davó disparou pela direita e cruzou na área. Raí, que chegava, quase alcançou para mandar ela para dentro. 

 

FICHA TÉCNICA
Brusque x Bahia
Série B - 15ª rodada

Local: Augusto Bauer, em Santa Catarina
Data: 28/06/2022 (terça-feira)
Horário: 19h
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa, SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (ambos de SP)
VAR: Vinícius Furlan (SP)
Cartões amarelos: Jefferson Bahia, Rodolfo Potiguar e Airton (Brusque) / Ignácio, Rildo e Raí (Bahia)
Gols: Rezende e Rodallega (Bahia) 

 

Brusque: Jordan; Pará (Edílson), Wallace, Jeferson Bahia, Airton; Zé Mateus (Álvaro), Rodolfo Potiguar e Balotelli; Alex Ruan (Júnior Todinho), Alex Sandro (Fernandinho) e Crislan (Jailson). Técnico: Luan Carlos.

 

Bahia: Danilo Fernandes; André (Gabriel Xavier), Ignácio, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Rezende (Emerson Santos), Patrick, Mugni (Vitor Jacaré) e Daniel; Rildo (Raí) e Rodallega (Matheus Davó). Técnico: Luís Fernando Flores (auxiliar).

Histórico de Conteúdo