Quarta, 15 de Agosto de 2018 - 21:00

Brasil 'importou' vírus da zika do Haiti, revela Fiocruz

Brasil 'importou' vírus da zika do Haiti, revela Fiocruz
Foto: Reprodução / Tribuna do Norte

O vírus da zika, que alavancou o número de nascimentos de bebês com microcefalia em 2015, chegou ao Brasil vindo do Haiti, segundo um estudo desenvolvido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Acreditava-se que o vírus pudesse ter entrado no país durante a Copa do Mundo de 2014, através de turistas africanos. De acordo com a Fiocruz, o vírus migrou para a Oceania, seguindo para a chilena Ilha da Páscoa, para a América Central e o Caribe, chegando ao Brasil no final de 2013.


O vírus da zika é transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti e já está estabelecido que, em gestantes, pode causar problemas congênitos no feto, como a microcefalia.


Segundo o Globo, as análises foram baseadas em 4.035 amostras de genoma de três vírus disponíveis em bancos de dados públicos, e o resultados foram publicados no periódico "International Journal of Genomics".

Ministério da Saúde quer exigir vacinação contra sarampo de venezuelanos
Foto: Diogo Moreira / A2img

O Ministério da Saúde está elaborando uma nota técnica que exige a imunização contra sarampo para venezuelanos que ingressem no Brasil. Segundo a Agência Brasil, a medida ainda deve ser avaliada pela Presidência República, ministérios da Justiça e das Relações Exteriores, além de Advocacia-Geral da União. 

 

Para a obrigatoriedade passar a valer, é necessário negociar mudanças na política internacional do Brasil que permitam impor a estrangeiros o ato de vacinar como requisito de ingresso no país. Atualmente, a vacina contra sarampo é obrigatória apenas para os imigrantes da Venezuela que desejam residir no Brasil ou pedir asilo e refúgio. 

 

De acordo com o Ministério da Saúde, a recomendação da obrigatoriedade é permitida pelo Regulamento Sanitário Internacional, da Organização Mundial da Saúde (OMS). No entanto, ainda não há previsão para divulgação da nota técnica. A medida faz parte da mobilização para impedir a proliferação do sarampo no país.

Homem tem ereção prolongada devido a uso de Viagra e fratura pênis com abraço do filho
Foto: iStock

Após um abraço do filho, um homem de 36 anos precisou ser submetido a uma cirurgia para tratar uma fratura no pênis. Morador de Lucknow, na Índia, ele tomou 100 mg de Viagra e teve uma ereção prolongada. 

 

Segundo o britânico The Sun, mesmo depois de uma relação sexual e de ter se masturbado várias vezes, o membro do indiano permaneceu ereto. Como não conseguiu resolver o problema, ele decidiu dormir.

 

Na manhã seguinte, o filho do indiano entrou no quarto e pulou na cama para um abraço de bom dia. Sem querer, a criança quebrou o pênis do pai, que ainda estava ereto.

 

Apenas dois dias depois do acidente, ele resolveu buscar ajuda médica por estar sentindo muita dor. Os especialistas relataram que o pênis do homem parecia uma "berinjela" por conta da fratura. Ele foi submetido a uma cirurgia e passa bem.

Saúde disponibiliza R$ 10 milhões para projetos de controle à obesidade em universidades
Foto: Shutterstock

O Ministério da Saúde lançou uma chamada pública (clique aqui) que incentiva universidades públicas e privadas a desenvolver projetos com ações de prevenção, diagnóstico e tratamento da obesidade no Sistema Único de Saúde (SUS). São oferecidos R$ 10 milhões para o desenvolvimento de pesquisa, extensão e formação de trabalhadores na atenção básica.

 

Segundo a Agência Brasil, serão selecionadas ao todo 27 universidades. Os projetos devem ter duração de dois anos, contados a partir da data de assinatura da proposta, além de obedecer a requisitos técnicos descritos no edital. “O objetivo do ministério é qualificar a assistência e o cuidado para a prevenção e o controle da obesidade, que já afeta 18,9% da população adulta nas capitais brasileiras”, informou a pasta.

 

Os recursos para as universidades foram determinados conforme análise de critérios socioeconômicos e geográficos, além da cobertura de equipes do Núcleo de Atenção à Saúde da Família na Atenção Básica. Instituições que atuam no Espírito Santo, no Acre, no Amapá, em Alagoas, em Roraima, em Rondônia, em Sergipe e no Distrito Federal receberão até R$ 250 mil. As que atuam no Amazonas, em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Goiás, no Pará, na Paraíba, em Pernambuco, no Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul receberão até R$ 350 mil. Já as que estão no Ceará, Maranhão, em Minas Gerais, no Piauí, em Santa Catarina, São Paulo, no Rio de Janeiro, na Bahia e no Paraná terão disponíveis até R$ 500 mil.

 

A chamada pública está aberta no site do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) até o dia 16 de setembro de 2018.

Bahia só vacinou pouco mais de 12% das crianças contra sarampo e poliomielite
Foto: Agência Brasil

Mais de uma semana após o início da Campanha Nacional de Vacinação, apenas 12,18% das crianças foram imunizadas contra sarampo na Bahia, enquanto o número de imunizações contra poliomielite equivale a 12,43% do público-alvo. De acordo com balanço do Ministério da Saúde, divulgado nesta terça-feira (14), foram aplicadas 3,6 milhões de doses em todo o país (cerca de 1,8 milhão para cada doença), ou seja, cerca de 16% das crianças.

 

A campanha deste ano é indiscriminada, ou seja, devem ser vacinadas todas as crianças com idade de um a cinco anos incompletos até 31 de agosto, data de encerramento da iniciativa. A expectativa da pasta é imunizar pelo menos 11,2 milhões de crianças em todo o país. 

 

Entre os estados com melhor cobertura vacinal neste momento estão: Rondônia, com 45,01% para a pólio e 43,84% para o sarampo, seguido por São Paulo com 28,35% pólio e 27,91% sarampo. Entre as coberturas mais baixas, destacam-se: Amazonas, com 3,23% do público-alvo vacinado para pólio e 3,24% para sarampo e Roraima, que tem 4,98% pólio e 3,60% sarampo.

Hospital Municipal de Salvador instala monitores que informam horários dos ônibus
Foto: Divulgação

Os usuários do Hospital Municipal de Salvador (HMS) poderão se informar em tempo real sobre os ônibus que passam nos pontos próximos à unidade. Em parceria com a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), foram instalados monitores no hospital, com informações do aplicativo Cittamobi, atualizadas a cada 30 segundos.

 

"Essa funcionalidade traz mais comodidade e conveniência, pois, com as previsões mais precisas e o acompanhamento dos horários dos veículos em tempo real, as pessoas podem programar sua saída para o momento certo, sem precisar enfrentar longas esperas pelo transporte", destacou o secretário de Mobilidade, Fábio Mota.

 

Com o objetivo de facilitar o deslocamento de pacientes, acompanhantes, visitantes e funcionários, a gestão do HMS também já fechou um acordo com a prefeitura de Salvador para transferência dos pontos de ônibus para a entrada do hospital.

 

"Essas intervenções são uma demanda importante, tanto dos colaboradores quanto dos pacientes e acompanhantes, que agora podem, não só ter mais informações sobre o transporte, de dentro do hospital, como também andarão menos para chegar ou sair da unidade", afirmou o diretor do Hospital Municipal, Adalberto Bezerra.  

Com surto em dois estados, Brasil confirma 6 mortes por sarampo e mais de 1,2 mil casos
Foto: Fiocruz

O Brasil confirmou até esta terça-feira (14) seis mortes por sarampo: quatro no estado de Roraima, das quais três são estrangeiros; e duas no Amazonas. Os dois estados enfrentam atualmente surtos da doença.

 

O óbito mais recente, o segundo no Amazonas, foi confirmado nesta terça, mas aconteceu em 12 de julho. A vítima é um bebê de sete meses, no município de Autazes. O diagnóstico foi apresentado pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) do estado.

 

De acordo com boletim do Ministério da Saúde, o Amazonas confirmou 910 casos de sarampo e outros 5.630 permanecem em investigação. Já em Roraima, foram confirmados 296 casos e 101 estão em investigação. Há ainda casos isolados e relacionados à importação nos estados de São Paulo (1), Rio de Janeiro (14), Rio Grande do Sul (13), Rondônia (1) e Pará (2). 

 

Em nota, a pasta informou que, entre os casos confirmados, 17 foram atendidos no Brasil, mas residem na Venezuela. O ministério ressaltou que os surtos estão relacionados à importação, já que o genótipo do vírus (D8) que está circulando no Brasil é o mesmo que circula na Venezuela, onde um surto da doença é enfrentado desde 2017.

Com investimento de R$ 45 milhões, hospital de Paulo Afonso passará por ampliação
Foto: Divulgação

O Hospital Nair Alves de Souza (HNAS), localizado em Paulo Afonso, ganhará 30 leitos de Terapia Intensiva (UTI), novo centro cirúrgico, emergência e passará por outras intervenções. Um acordo assinado na noite desta terça-feira (14), em Brasília, entre o Governo da Bahia, a prefeitura do município e três entidades do governo federal viabilizou o investimento de R$ 45 milhões na reforma e ampliação da unidade.

 

O equipamento está em processo de federalização e transformação em hospital universitário. Atualmente ainda é mantido pela Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), mas desde 2015 a titularidade foi transferida para a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), com o objetivo de passar a gestão progressivamente para a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). 

 

De acordo com o secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, a expansão dos cursos de medicina em universidades federais no estado gerou a necessidade de adequação e ampliação de hospitais para absorver essa demanda. "O Estado está profundamente comprometido com a descentralização da assistência ao construir e ampliar unidades na capital e no interior, além de firmar contratos com entes públicos, filantrópicos ou privados para a expansão dos serviços", afirmou o gestor.

 

O projeto da reforma, contratado pela Sesab, já foi concluído e entregue à Univasf, que deverá proceder à licitação e contratação da obra até dezembro.

República Democrática do Congo confirma 41 mortes por ebola em novo surto
Foto: Divulgação / CDC

A República Democrática do Congo (RDC) confirmou nesta terça-feira (14) 41 mortes relacionadas ao novo surto de ebola. De acordo com informações da Organização Mundial da Saúde, foram identificados 57 casos, dos quais 30 foram confirmados e 27 são prováveis. 

 

"É a primeira vez que a doença afeta uma zona muito povoada e em situação de conflito intenso", afirmou a OMS em comunicado. O atual surto atinge a província de Kivu do Norte. No entanto, segundo o G1, uma morte foi registrada na província vizinha de Ituri.

 

"A OMS pede um acesso livre e seguro para que todos os atores envolvidos na resposta a esta epidemia possam atender as populações afetadas", afirmou o diretor-geral da organização, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

ANS aplica multas de até R$ 900 mil em operadoras de plano de saúde; veja lista
Foto: Agência Brasil

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) aplicou multa em dezenas de operadoras de plano de saúde por não cumprirem obrigações contratuais. De acordo com decisão publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (14), os valores variam de R$ 5 mil a R$ 900 mil. Há ainda a aplicação de advertências e suspensão do cargo de administrador. A decisão foi aprovada na 486ª Reunião de Diretoria Colegiada, realizada em 25 de maio. Clique aqui e veja a lista completa.

Terça, 14 de Agosto de 2018 - 13:00

Fiocruz revela que vírus Zika veio do Haiti para o Brasil

Fiocruz revela que vírus Zika veio do Haiti para o Brasil
Foto: Venilton Kuchler / ANPr

O vírus Zika que chegou ao Brasil é proveniente do Haiti, revelou um estudo desenvolvido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em Pernambuco. De acordo com pesquisadores, imigrantes ilegais e militares brasileiros que participaram da missão de paz no país caribenho podem ter trazido a doença.

 

Entre as hipóteses consideradas até então estava a de que o vírus teria entrado no Brasil durante a Copa do Mundo de 2014, trazido por turistas africanos. Outra teoria era de que a introdução teria ocorrido durante o Campeonato Mundial de Canoagem, realizado em agosto de 2014 no Rio de Janeiro, que recebeu competidores de vários países do Pacífico afetados pelo vírus.

 

Segundo a Agência Brasil, a Fiocruz apontou que o Zika, originário da Polinésia Francesa, não veio diretamente para o Brasil. Antes, migrou para a Oceania, depois para a Ilha de Páscoa, de onde foi para a América Central e o Caribe e só então chegou ao Brasil, no final de 2013. O trajeto coincide com o caminho percorrido por outras arboviroses, como dengue e chikungunya.

 

“Esse resultado aponta para o fato de que a América Central e Caribe são importantes rotas de entrada para arbovírus na América do Sul. Uma informação estratégica para a vigilância epidemiológica e para adoção de medidas de controle e monitoramento dessas doenças, especialmente em regiões de fronteira com outros países, portos e aeroportos”, destacou a fundação.

 

Ainda de acordo com a Fiocruz, em todos os casos brasileiros estudados, o ancestral em comum desse tipo de vírus é uma cepa do Haiti, país afetado por uma espécie de tripla epidemia de zika, dengue e chikungunya. Outra conclusão do estudo é que houve múltiplas introduções, independentes entre si, do vírus Zika no Brasil. Isso muda a crença anterior de que um único paciente poderia ter trazido a doença, que depois teria se espalhado pelo país.

Hemoba realiza coleta de sangue nos shoppings Salvador e Salvador Norte
Foto: Divulgação

A Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) realiza coleta externa de sangue e cadastro de medula óssea em dois locais de Salvador durante esta semana. As unidades móveis estarão na entrada principal do Salvador Shopping e do Salvador Norte Shopping, a partir desta terça-feira (14) até a próxima sexta (17). O atendimento acontece das 8h às 17h. 

 

Para doar sangue, o candidato deve ter entre 16 e 69 anos de idade (menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal) e apresentar documento original com foto. Além disso, é necessário estar em boas condições de saúde, pesar acima de 50 quilos e estar bem alimentado.

Britânicos criam jogo capaz de identificar risco de Alzheimer e Parkinson
Foto: Reprodução

Cientistas britânicos desenvolveram um jogo capaz de identificar o risco de desenvolver Alzheimer, Parkinson e outras demências. O Sea Hero Quest avalia o senso de direção dos usuários, a partir de uma caçada a criaturas marinhas. O jogador está a bordo de um barco e precisa identificar as rotas a serem traçadas e fotografar as criaturas encontradas. 

 

Segundo a revista Super Interessante, a tecnologia foi desenvolvida por estudiosos da University College London e da University of East Anglia. Em parceria com a empresa alemã de telecomunicações Deutsche Telekom, foram coletados dados de mais de 2,5 milhões de pessoas, com idades entre 18 e 99 anos, de 195 países.

 

Além de identificar potenciais fatores de riscos para as demências, a tecnologia também aponta diferenças de acordo com a origem geográfica dos voluntários. Os melhores resultados foram obtidos por moradores da Finlândia, Dinamarca, Noruega, Nova Zelândia, Canadá, Estados Unidos e Austrália. Outra constatação é que homens têm melhor senso de direção do que as mulheres.

Mulher que teve intestino perfurado em lipoaspiração recebe alta
Foto: Arquivo pessoal

A estudante de 23 anos que teve o intestino perfurado após uma lipoaspiração (veja aqui) recebeu alta nesta segunda-feira (13). Gabriela Nascimeno Moraes estava internada desde 18 de julho no Hospital Federal Cardoso Fontes, no Rio de Janeiro.

 

A jovem teve o intestino perfurado em 10 de julho, ao se submeter a uma cirurgia de lipoaspiração na clínica da médica Geysa Leal Corrêa, em Niterói. De acordo com informações da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC), a profissional é otorrinolaringologista e não tem especialização em cirurgia estética.

 

Segundo a Agência Brasil, o advogado da família da universitária, Guilherme Frederico, disse que vai nesta terça à Delegacia 77, em Icaraí, comunicar à delegada Raíssa Telles a alta da paciente e protocolar alguns documentos ao inquérito, relacionados à intervenção cirúrgica feita pela estudante. Guilherme Frederico disse também que já solicitou o prontuário de Gabriela Moraes à direção do hospital.

 

Gabriela já foi ouvida pela delegada no quarto do hospital, após ter recebido alta do Centro de Tratamento Intensivo (CTI). De acordo com o advogado, o depoimento foi esclarecedor para o andamento do inquérito, detalhando como foi o procedimento estético e qual a conduta da médica após a paciente se queixar de fortes dores no abdômen e ter voltado de quatro a cinco vezes ao consultório. As dores não passavam apesar da bateria de antibióticos e anti-inflamatórios que Gabriela tomava.

 

Com o intestino perfurado, a estudante chegou a contar à médica que, no dia seguinte à cirurgia, pelo orifício deixado pela cânula usada para a lipoaspiração, estavam saindo restos de uma sopa que a estudante tinha tomado na noite anterior. Gabriela disse que voltou várias vezes ao consultório de Geysa e que não foi feita tomografia do abdômen para determinar os motivos das fortes dores. Antes de chegar ao Hospital Cardoso Fontes, onde foi operada às pressas, a estudante passou pelo  Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca.

 

Ainda de acordo com o advogado de Gabriela, na primeira cirurgia, os médicos do Cardoso Fontes fizeram um pequeno corte e costuraram o intestino da jovem, mas, como as dores continuavam, foi necessária a segunda intervenção cirúrgica, no último dia 30, que durou seis horas e terminou com a retirada de 20 centímetros do intestino. Gabriela foi levada para o CTI e, no dia 2, para o quarto.

Durante o primeiro dia da Operação Tatuagem Segura, três estúdios de tatuagem do bairro da Pituba foram notificados por irregularidades, nesta segunda-feira (13), pela Diretoria de Ações de Proteção e Defesa do Consumidor (Codecon), vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop). A ação é realizada em parceria com a Vigilância Sanitária de Salvador (Visa). Quatro notificações foram emitidas aos estabelecimentos pelos fiscais da Codecon: duas por ausência de informação de preço, uma por lixeira inadequada e uma por ausência de placa antifumo. Também foi emitido um auto de infração por prazo de validade vencido. No estúdio autuado, os agentes de fiscalização encontraram diversas tintas, pigmentações e 33 agulhas vencidas. A Operação Tatuagem Segura irá ocorrer até o dia 24 de agosto. "Trata-se de uma operação conjunta que tem como objetivo verificar se o material utilizado pelos estúdios está dentro das normas de saúde e se respeita o que prevê o Código de Defesa do Consumidor. O intuito é garantir a segurança e a tranquilidade de quem procura por este tipo de procedimento aqui em Salvador", destaca o gestor da Semop, Marcus Passos.

Segunda, 13 de Agosto de 2018 - 15:10

Nutricionistas dão dicas de como preparar uma merenda escolar saudável para os filhos

por Lara Pires | Folhapress

Nutricionistas dão dicas de como preparar uma merenda escolar saudável para os filhos
Foto: Shutterstock

Nada de bolacha recheada ou salga­dinhos fritos. O lanche escolar deve ser fonte de nutrientes, e não servir só para matar a fome dos pequenos. Para cui­dar da lancheira, é preciso tempo. Além disso, especialistas destacam a impor­tância de conhecer o gosto da criança.

A primeira coisa a fazer é se planejar para comprar os produtos com antece­dência. Frutas e verduras devem estar sempre frescos e bem conservados. Pa­ra ser considerada ideal, a lancheira precisa ter todos os gru­pos alimentares, como explica a nutricionis­ta Ariane Bomgosto.

"Os macronu­trientes são funda­mentais na refeição da criança", explica Ariane. "São eles: proteínas, carboidra­tos e gorduras saudáveis. Os carboidra­tos dão energia ao corpo; a proteína faz a regeneração de pele, cabelo e unhas; e as gorduras auxiliam no crescimento saudável", acrescenta. "Mas é impor­tante frisar que não é qualquer gordura, tem de ser a saudável."

A gordura que não é saudável pode contribuir para a obesidade infantil e está presente em bolachas recheadas, frituras e salgadinhos, por exemplo. "A gordura sau­dável é aquela contida na água de coco e em amendoins e castanhas, que agradam ao pala­dar infantil", afirma Ariane.

Mesmo o amendoim deve conter pouco sal e não pode ter co­bertura de cho­colate. "O amen­doim é bom exemplo, mas deve ser o simples, com pouco sal, sem pele, torrado. Aqueles com chocolate e casquinha não são in­dicados", diz Cyntia Maureen, nutricio­nista e consultora da rede Superbom.

Além dos macronutrientes, os micro­nutrientes, que são as vitaminas e os minerais, também devem estar ali. "To­mates e cenouras pequenos costumam fazer sucesso e são fáceis de acomodar na lancheira", explica Ariane. 

A gestora de projetos Anna Carolina Bruschetta, 37, conta que sempre se preocupou com a alimentação do fi­lho, José Paulo Gragnamello, de seis anos. O menino vai para a escola desde os seis meses e, em geral, ela e o marido costumam preparar o que ele leva para o lanche, como biscoitos integrais e bolo de cenoura integral.

"Falo com as mães da turma e já mando os biscoitos integrais para todo o mundo", diz Anna. Ariane Bomgosto sugere uma lan­cheira ideal: lanche de pão integral com patê de alguma proteína e verdura, além de frutas, água de coco e casta­nhas. "É possível variar a proteína e co­locar ovos de codorna para substituir."

Conhecer as preferências da criança também é importante. "Se ela não gos­ta de frutas, escolha as mais doces e acrescente um pouco de mel, assim o paladar vai se acostumando. Aos pou­cos, então, diminua, até zerar, a quanti­dade do mel", diz Ariane.

"Tem criança que aceita bem peixe, mas não gosta de carne. Não precisa forçar, acostume o paladar dela aos poucos."

Segunda, 13 de Agosto de 2018 - 13:20

Ilhéus: Promotoria cobra cumprimento de vacinação de crianças e adolescentes

por Francis Juliano / Cláudia Cardozo

Ilhéus: Promotoria cobra cumprimento de vacinação de crianças e adolescentes
Foto: Divulgação / Ilhéus

O Ministério Público do Estado (MP-BA) em Ilhéus, no litoral sul, recomendou nesta segunda-feira (13) à prefeitura da cidade ações para garantir a vacinação de crianças e adolescentes. Segundo o promotor Pedro Nogueira Coelho, da 3ª Promotoria de Justiça, a medida visa evitar prováveis surtos de doenças e atende recomendação da procuradora-geral da Bahia, Ediene Lousado (ver aqui).

 

“Foi uma recomendação que a procuradora-geral emitiu para todo o estado. Na verdade, essa medida visa reforçar o cumprimento das vacinações pelas secretarias de saúde. É um esforço nacional para evitar surtos de doenças”, disse o promotor ao Bahia Notícias. Segundo o MP-BA, o Ministério da Saúde em informações recentes apontou o aumento de casos de sarampo pelo país, além do risco de retorno da poliomielite, doença considerada erradicada no país desde 1994. Ainda segundo a Promotoria, o artigo 11 do Estatuto da Criança e do Adolescente assegura o atendimento médico gratuito pelo Sistema Único de Saúde (SUS). 

Risco de AVC e infarto são maiores com consumo excessivo de álcool em pouco tempo
Foto: Agência Brasil

O consumo excessivo de bebidas alcoólicas em um curto período de tempo aumenta o risco de aumento nas taxas de pressão, colesterol e açúcar em pessoas mais jovens. Esses fatores levam a um maior risco de problemas cardiovasculares, como infarto e Acidente Vascular Cerebral (AVC).

 

As informações fazem parte da conclusão de um estudo publicado na última sexta-feira (10), no Journal of American Heart Association. Foram analisados dados de 4.710 adultos com idades entre 18 e 45 anos, classificados como não-bebedores, bebedores compulsivos (muito consumo de bebida 12 vezes por ano) e bebedores compulsivos de alta frequência (mais de 12 vezes por ano).

 

Segundo o G1, o consumo excessivo de álcool com alta frequência foi relatado por 25,1% dos homens e 11,8% das mulheres. Já o consumo 12 vezes por ano, foi relatado 29% dos homens e 25,1% das mulheres.

Poluição contribuiu com 3,2 milhões de casos de diabetes em 2016, aponta pesquisa
Foto: Agência Brasil

Um estudo norte-americano concluiu que, em 2016, a poluição contribuiu para o desenvolvimento de 3,2 milhões de casos de diabetes no mundo.

 

Os cientistas acompanharam, durante oito anos e meio, 1,7 milhão de pessoas sem histórico da doença. As informações obtidas foram então cruzadas com dados da Nasa e da Agência de Proteção Ambiental dos EUA (EPA) sobre a qualidade do ar. Segundo a revista Mundo Estranho, os pesquisadores focaram nas partículas PM 2,5 para encontrar a ligação com o diabetes. Essas partículas são emitidas por motores de carro e usinas termelétricas, por exemplo.

 

Quando os poluentes são inalados, passam não apenas pelos pulmões, mas por vários órgãos do corpo, por meio da corrente sanguínea. Isso acontece com o pâncreas, responsável pela liberação de insulina. Com a poluição, a produção do hormônio é prejudicada, o que pode levar ao desenvolvimento de diabetes.

 

A pesquisa apontou que a população de países de baixa renda, como Índia, Afeganistão e Papua Nova Guiné, tem maior probabilidade de desenvolver a doença por conta da ausência de políticas voltadas à manutenção do meio ambiente. Por outro lado, habitantes de países ricos estão menos expostos aos fatores de risco.

Segunda, 13 de Agosto de 2018 - 07:10

Fazer atividade física com um amigo pode ser benéfico, desde que a conversa não atrapalhe

por Karina Matias | Folhapress

Fazer atividade física com um amigo pode ser benéfico, desde que a conversa não atrapalhe
Foto: Wikimedia Commons

Como tornar a prática de atividade física mais divertida, prazerosa e com resultados positivos? Que tal ter um parceiro para os treinos? Educadores da área afirmam que ter companhia durante a realização de exercícios pode ser muito motivador e benéfico, desde que alguns cuidados sejam tomados. 

Diretor-técnico da rede de academias Bodytech, Eduardo Netto destaca um estudo recente publicado pela revista científica "Nature Communications", que descobriu que os amigos têm uma grande influência na rotina de atividades físicas de uma pessoa. A pesquisa também mostrou que, além de inspirar, colegas podem despertar um lado competitivo positivo.

"Quando você treina sozinho, é muito mais fácil cair na monotonia e terminar por realizar sempre a mesma rotina de exercícios -e, principalmente, na mesma intensidade. Ao treinar com uma companhia, há mais oportunidades de ser desafiado e desafiar o colega de treino. Consequentemente, são menores as chances de não progredir ou de ficar desmotivado", explica Netto.

Alexandro Aparecido de Lima, educador físico da Fórmula Academia de São Bernardo do Campo (ABC), destaca também que o amigo pode auxiliar nas dificuldades práticas. Nos treinos de musculação, por exemplo, vale ajudar nas repetições finais dos exercícios com carga. É assim com as amigas Natália Mendes Barboza, 20, e Carolina Benário Fernandes Gouveia, 18.

"Os nossos treinos de musculação são um pouco diferentes, mas sempre procuramos ir para a academia no mesmo horário e ajudar uma a outra, com as cargas dos aparelhos ou com motivação para não faltar e para fazer todas as repetições", conta Carolina.

Segundo os professores de educação física, para ser algo positivo, o ideal é que os amigos de treino tenham objetivos semelhantes e estejam concentrados na prática. É importante também deixar a conversa para outro momento. "Nós costumamos bater papo antes ou depois dos exercícios. Durante a atividade física, ficamos mais focadas no treino, mesmo", conta Natália.

Segundo o educador Lima, ter essa consciência é fundamental. "As conversas não devem ser exageradas, já que isso pode aumentar o volume dos intervalos entre os exercícios, gerando uma queda no rendimento", explica.

Outro ponto importante é seguir sempre as recomendações e as prescrições de exercícios de um professor. "Não aceite de forma alguma que seu amigo passe orientações de cunho técnico. Por mais experiência que possa ter, não é uma pessoa com habilitação para exercer esse tipo de orientação", indica o educador Netto.

A atriz Simone Gomes de Melo, 44, e a empresária Ana Veronica Herman, 44, são exemplos de como a parceria nos treinos pode ser positiva. Elas se conheceram na academia e passaram a treinar juntas com o mesmo objetivo: correr maratonas, percurso que tem 42 km.

"A Ana é determinada, e eu sou disciplinada. Somos como o Pink e o Cérebro", diz Simone, em referência ao desenho que leva o nome dos dois personagens. "Sim, sou determinada, mas, nos momentos em que pensei em desistir, era a Simone quem estava lá me apoiando e me incentivando", acrescenta a empresária.

Agora, elas se preparam para correr a Maratona Internacional de Floripa, que acontece no dia 26 de agosto, na capital catarinense. Nesse momento final antes da prova, o ritmo de treinos fica intenso. "É ainda mais importante que uma estimule a outra", destaca Simone.

Os educadores físicos explicam que é importante que a parceria nas atividades físicas não provoque o efeito contrário, ou seja, que um desmotive o outro. Ana e Simone garantem que isso não acontece com elas. "Quando uma não pode no horário determinado, a outra nunca deixa de treinar", conclui Ana.

Mulheres têm mais chance de sobreviver a um infarto se forem atendidas por médicas
Foto: Getty Images

Um estudo revelou que o gênero do médico que atende uma mulher vítima de ataque cardíaco pode afetar as taxas de mortalidade. Isso significa que as chances de sobrevivência são maiores quando as vítimas são atendidas por outras mulheres. A pesquisa foi publicada nesta semana, na revista Proceedings, da Academia Nacional de Ciências. O estudo foi realizado com dados anônimos de 582.000 pacientes em hospitais da Flórida, entre 1991 a 2010. Os dados apontaram que os homens sobrevivem mais aos ataques cardíacos. Entre as vítimas que sofreram infarto, mas que foram tratados por médicas, 11,8% dos homens morreram em comparação com 12% das mulheres. O dado mais alarmante foi no grupo que foi atendido por médicos do sexo masculino. 12,6% dos homens morreram em comparação com 13,3% das mulheres que não sobreviveram. De acordo com os autores, os resultados ainda apresentam limitações e não podem ser generalizados. No entanto, para eles, a pesquisa reforça a importância de continuar analisando a desigualdade de gênero em questões de saúde e atendimento médico.

Domingo, 12 de Agosto de 2018 - 12:30

Depois de quase 20 anos, o Acre registra caso de sarampo

Depois de quase 20 anos, o Acre registra caso de sarampo
Foto: Reprodução / Organização Mundial da Saúde

Uma menina de nove meses está internada no Hospital da Criança, em Rio Branco, devido a complicações respiratórias em decorrência do sarampo. A segunda pessoa infectada é uma adolescente de 13 anos, do município de Capixaba. Segundo a Secretaria de Saúde do estado, ela já está fora de risco de complicações.

 

Os dois casos foram confirmados nessa sexta-feira (10), após exames clínicos feitos pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Acre. O material ainda será submetido a nova análise da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Mais 14 casos suspeitos da doença estão sob investigação.

 

Seugundo informações da Agência Brasil, o Acre não registra nenhum caso de sarampo há 18 anos. O secretário adjunto de Atenção à Saúde, Raicri Barros, alerta que a vacinação é a principal medida para impedir que a doença não se torne um surto no estado. “O estado está abaixo da cobertura ideal, em torno de 76%, quando o preconizado é 95%”, afirma. “Buscamos, ao longo desse período, expedir orientações, intensificar treinamentos, mas depende essencialmente da sociedade. Identificamos esses casos. É uma situação preocupante, de saúde pública. Sigam as orientações. Procurem uma unidade básica mais próxima. Levem as crianças. Verifiquem as cadernetas. Nas cadernetas vocês não vão encontrar vacina contra sarampo, mas sim a tríplice viral. Poliomelite é outra preocupação", completa Barros.

Primeira semana de vacinação imuniza 10% das crianças contra pólio e sarampo
Foto: Reprodução / EBC

Na primeira semana da Campanha Nacional de Vacinação Contra a poliomielite e sarampo, 1,16 milhão de crianças se vacinaram contra a pólio e 1,51 milhão contra o sarampo em todo o país. A quantidade corresponde a 10,36% do público alvo para a pólio e 10,27% para o sarampo. A Campanha Nacional de Vacinação ocorre até o dia 31 de agosto e o dia D de mobilização nacional será no próximo sábado, dia 18 de agosto. A pretensão do Ministério da Saúde é vacinar mais de 11 milhões de crianças de um a cinco anos durante o período.

 

A coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues, acha que "somente vacinando essas 11,2 milhões de crianças criaremos uma barreira sanitária para impedir a propagação do vírus do sarampo que voltou a circular no país e evitar a reintrodução do vírus da paralisia infantil”.

 

Até o momento, 2.251 municípios ainda não registraram os dados sobre as doses aplicadas durante a campanha no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI) do Ministério da Saúde. A secretaria de Saúde reforça que estados e municípios devem manter o sistema de informação devidamente atualizado para ter conhecimento da real situação da cobertura vacinal no país. Entre os estados com melhor cobertura vacinal neste momento estão: Rondônia, com 39,88% para a pólio e 38,81% para o sarampo, seguido por São Paulo com 27,68% pólio e 27,23% sarampo. Entre as coberturas mais baixam, destacam-se: Roraima, com 0,61% do público-alvo vacinado para pólio e 0,57% para sarampo e Rio de Janeiro, que tem 1,85% pólio e 2,65% sarampo. doenças já eliminadas no Brasil. 

Vídeo do Porta dos Fundos é repudiado por associações de diabetes
Foto: Reprodução / Youtube

Um vídeo publicado na quinta-feira (9), no Youtube, no canal humorístico Porta dos Fundos, foi alvo de protestos dos usuários do site. No vídeo, o ator Gregório Duvivier representa um youtuber que conta aos internautas que comeu 25 fatias de pizza e tomou quatro litros de refrigerante sem respirar em outros programas, e anuncia que desta vez irá fazer algo “muito legal”: injetar insulina no seu corpo. Após a injeção, o ator aparece se divertindo falando sobre sintomas da diabetes como visão turva e formigamento nos membros.

 

De acordo com a Folha de S. Paulo, o conteúdo foi repudiado pela Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), que considerou o vídeo ofensivo às pessoas com a doença. Segundo a médica Hermelinda Cordeiro Pedrosa, presidente da organização, a ironia com a qual o tema abordado “não é a forma que se deve proceder com relação ao diabetes, uma doença complexa, epidêmica e em crescimento”. “É um desserviço porque as pessoas que vão usar insulina pela primeira vez têm muito receio. Foi uma abordagem deselegante, desnecessária e desrespeitosa. É perigoso esse tipo de divulgação, há pessoas usando o hormônio [insulina] como anabolizante, de forma incorreta e perigosa. Tentamos entrar o contato com o Porta dos Fundos, mas, até agora, não tivemos resposta”, afirmou a médica.

 

A nota também gerou reação de associações de pacientes e blogueiros, que se manifestaram da mesma forma que a SBD, afirmando que o canal foi leviano e que deveria se empenhar em informar a população, além de divertir o seu o público.

Promotores recomendam inclusão de crianças e adolescentes na Campanha de Vacinação
Foto: Reprodução / EBC

Os promotores de Justiça Carlos Martheo Gomes, da 6ª Promotoria da Infância e Juventude de Salvador, e Vera Leilane de Souza, da Promotoria de Justiça de Itiúba, fizeram uma série de recomendações às secretarias municipais e coordenações de imunização. Entre elas, foi indicado que crianças e adolescentes sejam incluídos na campanha de vacinação nos municípios baianos. As recomendações seguem orientação da procuradora-geral de Justiça, Ediene Lousado, que recomendou aos membros do MP que oficiassem os entes do Poder Público de cada município estimulando a adesão à Campanha de Vacinação contra a poliomielite e sarampo, que foi iniciada nesta segunda-feira (6), e vai até o dia 31 de agosto.

 

De acordo com o Ministério Público da Bahia, também foi indicado que as secretarias de Saúde divulguem a campanha, realizando palestras de conscientização, busca ativa de alunos não vacinados e chamamento aos pais. Os dias e horários de vacinação devem ser articulados em conjunto com as coordenações de Imunização e as secretarias de Educação. As secretarias de Educação devem exigir a apresentação dos cartões de vacinação no ato da matrícula dos alunos, comunicando aos Conselhos Tutelares eventuais omissões. As escolas privadas também foram orientadas a disponibilizar espaço físico para vacinação, cobrando os cartões de vacina no ato da matrícula.

Zé Neto critica ACM Neto após prefeitura autuar Sesab pelo novo Couto Maia
Foto: Bahia Notícias

O deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Zé Neto, criticou o posicionamento da Prefeitura de Salvador em autuar o Governo do Estado por colocar o novo Hospital Couto Maia em funcionamento sem a emissão do Habite-se (veja aqui).

 

Zé Neto afirmou que o prefeito de Salvador, ACM Neto deveria "olhar para o povo de Salvador e o povo da Bahia com mais generosidade e acolhimento".

 

O deputado garantiu que o Habite-se "é uma formalidade". O documento é uma espécie de certidão emitida pela prefeitura, que atesta que o imóvel pode ser ocupado e foi construído ou reformado conforme as exigências da lei municipal.

"Todas as plantas foram aprovadas pelas autoridades regulatórias e pelos bombeiros. Unidade de saúde não pode ficar fechada esperando burocracia da prefeitura”, assegurou Zé Neto.

 

De acordo com o líder do governo na AL-BA, o posicionamento da Prefeitura pode prejudicar a população de Salvador. "Inveja de ACM Neto pode prejudicar o povo baiano. Depois de ver o Hospital Municipal de Salvador inaugurado e até hoje não ter entrado em operação plena, o prefeito ACM Neto quer agora multar o Governo do Estado por ter aberto o novo Hospital Couto Maia e colocado em funcionamento 100% sem ter aguardado a burocracia da prefeitura. Essa atitude mesquinha não leva em conta a relevância de um novo hospital e só revela o descompromisso do prefeito ACM Neto e do seu grupo político para com a saúde da população", disse em nota.

Congo confirma 21 casos de ebola em novo surto; vacina experimental será usada
Foto: Divulgação / CDC

A República Democrática do Congo confirmou quatro novos casos de ebola. Com isso, o total de casos do atual surto na província de Kivu do Norte chegou a 21. De acordo com o Ministério da Saúde do país, autoridades médicas preparam a utilização de um tratamento experimental contra a doença.

 

Segundo a agência Reuters, o ministério informou ainda que duas outras pessoas - uma próxima de Mangina e outra na cidade de Beni - morreram depois de contrair o vírus. Estima-se a morte de um total de 38 pessoas devido à doença. No entanto, vários casos não foram confirmados.

 

Nesta semana, funcionários de equipes de saúde e pessoas que tiveram contato com casos confirmados começaram a ser vacinados. Produzida pela Merck, a vacina experimental se mostrou eficaz contra o último surto, encerrado no fim de julho.

Espírito Santo registra surto de malária com mais de 100 casos e uma morte pela doença
Foto: Divulgação

Mais de cem casos de malária já foram confirmados no Espírito Santo de julho até esta sexta-feira (10). Somente no município de Vila Pavão, a Secretaria de Saúde do Espírito Santo confirmou 92 casos. Os outros 20 casos foram identificados na cidade de Barra de São Francisco. A pasta confirmou ainda um óbito provocado pela doença. Segundo a assessoria da secretaria, os casos envolvem um parasita que, até então, não existia no estado e que provoca a forma mais grave de malária. As autoridades do setor suspeitam que a doença tenha sido importada de estados no Norte do país, onde a malária é considerada endêmica.

 

De acordo com o Ministério da Saúde, a malária é uma doença infecciosa febril aguda, causada por protozoários transmitidos pela fêmea infectada do mosquito Anopheles. A cura é possível se a doença for tratada em tempo oportuno e de forma adequada. Contudo, a malária pode evoluir para forma grave e para óbito. A maioria dos casos no Brasil se concentra na região amazônica, nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Pará, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. Nas demais regiões, apesar das poucas notificações, a doença não pode ser negligenciada, pois se observa letalidade mais elevada que na região amazônica.

 

Os sintomas incluem febre alta, calafrios, tremores, sudorese e dor de cabeça e podem ocorrer de forma cíclica. Muitas pessoas, antes de apresentar essas manifestações mais características, sentem náuseas, vômitos, cansaço e falta de apetite. A malária grave caracteriza-se pelo aparecimento de um ou mais destes sintomas: prostração, alteração da consciência, dispneia ou hiperventilação, convulsões, hipotensão arterial ou choque e hemorragias, entre outros sinais. A malária não é uma doença contagiosa, ou seja, uma pessoa doente não é capaz de transmitir a doença diretamente para outra pessoa. É necessário o vetor para realizar a transmissão. Entre as medidas de prevenção individual, estão o uso de repelentes e de mosquiteiros,  roupas que protejam pernas e braços e de telas em portas e janelas.

Crivella será multado em R$ 50 mil caso use máquina pública para interesses religiosos
Foto: Agência Brasil

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, deverá pagar multa de R$ 50 mal caso descumpra as 12 determinações impostas pelo juízo da 7ª Vara Cível de Fazenda Pública da Comarca da Capital. As determinações impedem o prefeito de utilizar a máquina pública do município para interesses pessoais ou do seu grupo religioso, determinar que servidores públicos municipais privilegiem determinada categoria para acesso ao serviço público de qualquer natureza e atuar positivamente em favor de determinada entidade religiosa, notadamente da Igreja Universal do Reino de Deus.

 

As orientações foram dadas em resposta à ação civil pública de improbidade administrativa proposta pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, em consequência da reunião do dia 4 de julho, chamada de “Café da Comunhão”. No encontro organizado por Crivella com lideranças religiosas, o chefe do executivo municipal ofereceu facilidades no agendamento de cirurgias e no pagamento de IPTU das igrejas.

 

“Fixo a multa pessoal ao segundo agravante no valor de R$ 50 mil por cada ato por ele praticado no âmbito de suas atribuições, como gestor público, em dissonância com as determinações objeto de antecipação dos efeitos da tutela, sem prejuízo das obrigações de não fazer constantes na sentença”, afirmou a desembargadora Marianna Fux, da 25ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, em sua decisão, segundo informações da Agência Brasil.

 

Ainda na decisão a desembargadora deferiu parcialmente os pedidos de efeito suspensivo aos recursos ajuizados pelo município do Rio e pelo prefeito, suspendendo a decisão da 1ª instância, que também havia determinado o afastamento do prefeito do cargo, caso descumprisse as determinações impostas. Marianna Fux entendeu que, no momento, não há indicação de que o prefeito Crivella vá obstruir a coleta de provas no processo. 

 

Em nota, a Prefeitura do Rio informou que na decisão de hoje a desembargadora relatora Marianna Fux, suspendeu a pena de afastamento do prefeito Marcelo Crivella, que foi substituída pela fixação da multa de R$ 50 mil, "caso o chefe do executivo municipal, por seus próprios atos e no âmbito de suas atribuições, descumpra alguma das 12 restrições determinadas em junho pelo Juiz Rafael Cavalcanti, da 7ª Vara de Fazenda Pública, indicou. 

Sábado, 11 de Agosto de 2018 - 00:00

Sesab será multada por falta de documentação e ausência de Habite-se do Couto Maia

por Bruno Luiz / Lucas Arraz

Sesab será multada por falta de documentação e ausência de Habite-se do Couto Maia
Foto: Manu Dias/ GOVBA

A Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) foi autuada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) porque o novo Hospital Couto Maia, inaugurado no dia 6 de julho, começou a funcionar sem o Habite-se (leia aqui). Este documento é uma espécie de certidão emitida pela prefeitura, atestando que o imóvel pode ser ocupado e foi construído ou reformado conforme as exigências da lei municipal.

 

Em entrevista ao Bahia Notícias, o titular da Sedur, Sérgio Guanabara, disse que ainda não há o valor da multa, porque o caso ainda está tramitando na comissão julgadora de autos da pasta, responsável por decidir quanto deve ser pago por quem foi autuado. Ao fiscal, cabe apenas apontar as infrações cometidas. Ele também afirmou que, desde 9 de julho, quando o hospital foi aberto para atendimento ao público, a unidade funciona sem Habite-se (veja aqui). 

 

“O Couto Maia foi um projeto aprovado no início de 2013, com uma certa quantidade de andares. Depois houve uma modificação e, mais à frente, uma outra modificação. O último pedido de modificação veio em dezembro de 2017. É preciso um estudo de impacto no tráfego, de impacto na vizinhança e isso não foi apresentado. A demora não é em decorrência do órgão, foi do requerente”, acusou Guanabara. 

 

Além desses elementos apontados pelo secretário, ainda há outros pendentes, que não foram entregues pelo Estado para a emissão do Habite-se. Em consulta feita pelo Bahia Notícias à Sedur, a reportagem obteve a informação de que no dia 6 de agosto, último levantamento feito pela pasta, faltavam ser apresentados outros seis documentos. São eles: declaração do construtor atestando que a obra está em acordo com o projeto aprovado; declaração do autor do projeto inicial de que o atual está em conformidade com o elaborado por ele; carta de anuência da Embasa, mostrando que a estatal fez no local as obras necessárias para fornecimento de água; carta de anuência da Coelba, com comprovação de que haverá energia elétrica disponível; auto de vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB); e projetos aprovados por órgãos licenciadores relativos a projeto geométrico das vias internas e interligação com o sistema viário existente, projeto de drenagem e projetos de sistema de tratamento de efluentes provenientes da área de doenças contagiosas, onde o efluente de ser tratado previamente antes de lançado à rede interna, fossa ou rede da Embasa.

 

Em resposta ao contato do BN, a Sesab afirmou que não vai se pronunciar sobre o assunto. Na época da inauguração, o secretário Fábio Villas boas declarou que o ‘Habite-se’ era uma formalidade. “Todas as plantas foram aprovadas pelas autoridades regulatórias e pelos bombeiros. Unidade de saúde não pode ficar fechada esperando burocracia da prefeitura”, argumentou o secretário na época (lembre aqui). 

Histórico de Conteúdo